Page 1

Edição

AMARosas 9

Janeiro 2017

Segurança e metrô na Barra A comunidade se reúne na CCBT para discutir dois assuntos importantes para a região.

em revista

É bom viver aqui Moradores do Parque das Rosas falam do seu amor pelo pedaço mais charmoso da Barra. Confira.


03

Coluna do Odilon

Passeio pela nossa história AMARosas luta e defende os nossos espaços públicos! Por Odilon Andrade

P

arece até que pegamos o Parque das Rosas “no osso”! A rigor, quanto à presença do poder público, não estávamos muito longe dessa realidade! Vide um pouco das histórias que já contamos! Nesta edição, vamos enumerar alguns feitos que transcorreram quase que de forma simultânea, como o complemento da iluminação da Av. Mal. Henrique Lott. Isso mesmo! Difícil de acreditar que, mais ou menos, em 1998 a Mal. Henrique Lott não contava com iluminação em toda sua extensão, ou seja, da altura do Barra Square até a Jornalista Ricardo Marinho não tinha iluminação pública! E lá foi a AMARosas atrás do subprefeito da época, Luiz Antonio Guaraná, para buscar apoio e para nos reunirmos com o presidente da Rioluz, Jorge Roberto Fortes, que nos recebeu muito bem e disse que não tinha a menor ideia da falta de postes e respectivas luminárias naquele trecho. Providências seriam tomadas, e isso não demorou! Na oportunidade, pleiteamos para que a iluminação das avenidas do parque também fosse substituída, visto que as luminárias a vapor de mercúrio mais pareciam pontos de referência, porque já não iluminavam quase nada. Para nossa surpresa, fomos informados que a Rioluz estava para implantar um programa denominado “Reluz”

e que poderiam começar pelo Parque das Rosas, aproveitando que iriam completar a iluminação da Mal. Henrique Lott. Em menos de duas semanas, vimos os carros da Rioluz rodando e trocando as luminárias das nossas avenidas por aquelas de vapor de sódio, que além de proporcionar melhor luminosidade, também eram mais econômicas, por volta de 30 por cento. Tudo iluminado, deixando o parque lindíssimo!

Pouco tempo depois, conseguimos que a Rioluz colocasse dois postes no início da Avenida Felicíssimo Cardoso com a Avenida das Américas, porque naquele trecho a falta desses dois postes tornavam o local muito escuro e perigoso! Cabe ressaltar que especificamente nesse caso ainda colaboramos com o custeio dos cabos, pois a Rioluz não os tinha em estoque. No próximo número, mais história para que fiquem sabendo o que a AMARosas fez e continua fazendo!

Demorou, mas a iluminação chegou!

03


04

Segurança

Vigilância permanente

A

segurança é pauta permanente na Câmara Comunitária da Barra da Tijuca. E na busca pela solução para combater a criminalidade no bairro, a CCBT, a 16ª DP, o 31º BPM e a empresa de segurança ACBS trouxeram para a comunidade a proposta de criar um sistema integrado de câmeras por toda a Barra da

Tijuca. Compuseram a mesa em reunião na Câmara: o presidente da CCBT, Delair Dumbrovisk, o tenente Vitorini (31º BPM), o delegado Marcus Vinícius (16ª DP) e Rodrigo Taveira (ACBS). Delair iniciou o encontro falando sobre o atual cenário da cidade: “vivemos um momento deli-

11 12

cado. Estamos preocupados com a integridade de nossos filhos e de nossas famílias. Esperar o Estado se mexer não vai adiantar nada, pois a nossa atual situação política está muito ruim. Nós (da Câmara) já estamos estudando há muito tempo ações para que possamos apresentar um reforço que traga mais segurança para


todos nós, e assim surgiu esse projeto de integrarmos as câmeras de segurança”. A ideia do projeto é integrar todas as câmeras em uma central de atendimento, com livre acesso a todas as autoridades que necessitarem das imagens. Dessa maneira, fazendo uma ação mais rápida e eficaz, tanto para o policiamento ostensivo como investigativo. O projeto também permitirá acesso aos associados das câmeras vizinhas, ampliando o campo de visão e trazendo mais proteção aos moradores. “A ideia é aproveitarmos as câmeras já existentes, buscando os pontos cegos, para assim fecharmos um projeto que deixe o Parque das Rosas totalmente vigiado. Feito isso, podemos liberar essas imagens para uma central, onde a empresa contratada fará o monitoramento”, explicou o presidente da AMARosas, Cleo Pagliosi, sobre como funcionará o projeto dentro do bairro. Cleo ainda salientou a importância de os síndicos aderirem ao projeto: “assim que o síndico aderir, ele estará cuidando de todo perímetro do condomínio dele, tanto pelas câmeras de seu condomínio quanto pela câmera de seus vizinhos. Além disso, ele poderá ser avisado de qualquer coisa que aconteça no entorno do seu bairro, trazendo muito mais segurança aos moradores”.

Expediente AMARosas

Presidente: Cleo Pagliosa (Rosa dos Mares) | Vice-Presidente: José Ivan Machado Junior (Four Seasons) | Diretor Financeiro: Sylvio João Coutinho de Pinho (Rosa da Barra) Conselho fiscal: Presidente: Carlos Alberto Leite de Faria (Liberty Place) | 2º Titular: Odilon de Andrade (Rosa Maior) | 3º Titular: Ricardo Jorge Araújo Raed (Four Seasons) | 1º Suplente: Ilda Vianna (Rosa da Barra) | 2º Suplente: Paulo Artur Costa (Four Seasons) Cosmopilitan Work Style - Av. Jorn. Ricardo Marinho, 360 - Sala 222 Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - RJ - CEP: 22631-350 Telefone: (21) 2143-4582 | www.ama-rosas.com.br | contato@ama-rosas.com.br | ama rosas

Editora-Chefe: Tereza Dalmacio Reportagem: Sandro Miranda | Aldi Mafra | Guilherme Cosenza | Lourrayne Lima (fotografia) Direção de Arte: Rachel Sartori | Diagramação/Design: Allan Pecora Edição 09 - Janeiro de 2017

www.grupocoruja.com | 3471-6799

05


06

Associados

Viver aqui é muito bom

Q

uem escolheu viver no Parque das Rosas tem, na maioria das vezes, algo bom a dizer sobre esse pedacinho da Barra. Os moradores mais antigos fazem um coro quando o assunto é praticidade, conforto e qualidade de vida.

Moradora do Rosa dos Ventos, Neusa Miranda elogia a convivência com os vizinhos, afirmando que tem boa relação com todos. O lazer da região também é um atrativo para ela: “a praça, com atividades e exercícios, é uma excelente opção para a terceira idade, além dos muitos cinemas pela região, que eu adoro”. Ela ainda deixa um recado para todos: “neste novo ano que acabou de nascer, desejo que surjam pessoas para mudar a atual situação do país”.

Renato Silva, morador do Califórnia há 17 anos, nos contou que foi morar no local por conta dos sogros. Com hábito de ir à feira, elogiou a facilidade de locomoção encontrada na região, pois o que ele mais precisa está ao lado de casa.

06


Marilda Coelho, moradora do Varanda das Rosas há 22 anos, adora os recursos do condomínio e a infraestrutura. Para ela, é muito bom viver em um local que oferece uma variedade de restaurantes, farmácias e comércios. Sem contar na tranquila convivência com os vizinhos.

Ailce Daguimar, moradora do Casablanca, acha ótimo viver aqui. O condomínio se encontra em um ótimo ponto da Barra, perto de shoppings, mercado, cinema e outros tipos de comércio. Além disso, ele é valorizado pela facilidade de deslocamento e acesso a muitas opções de lazer. “Meu lugar preferido aqui é a Igreja Santa Rosa de Lima. Sou católica e frequento regularmente o local”, conta.

Moradora do Rosa dos Ventos há 10 anos, Clélia Guimarães afirmou que não há lugar igual para morar. Com tudo por perto, ela se sente muito à vontade com a tranquilidade do lugar. Suas opções de lazer preferidas são a ida ao teatro e as atividades que pratica na praça.

Harmonização orofacial - sorriso bonito em harmonia com uma face atraente Lentes de contato dental Clareamento dental Preenchimento com ácido hialurônico Restaurações estéticas na cor do dente Bichectomia - diminuição das bochechas afinamento do rosto e redução da mordedura das bochechas

TAISA CASTELLO GOMES – CRO 17393 ODONTOLOGIA ESPECIALIZADA 26 anos de experiência Especialista em Endodontia Pós-graduada em Ortodontia Harmonização orofacial - capacitada em procedimentos estéticos avançados pela MARC - Miami Anatomical Research Institute

drataisacastellogomes www.taiscastellogomes.com.br dra.taisa.c.g@gmail.com

3561-4044 97450-4334

Dentista Oro-Facial Av. das Américas, 1155 - SL. 608 - Barra da Tijuca


08

Transporte

Metrô Barra

O

metrô da Barra deu outra dinâmica para o transporte no bairro. Há necessidades de mudanças? Melhorias? O que vem para este novo ano? Para responder essas e outras perguntas, representantes do Metrô Rio se reuniram na CCBT (Câmara Comunitária da Barra da Tijuca) com moradores e representantes de associações. À mesa estavam o presidente da CCBT, Delair Drumbovski, e a equipe do Metrô Rio, Diego Garcia (planejamento), Luiz Fernando (relações institucionais) e Guilherme Dale (novos negócios). O presidente da CCBT abriu a reunião falando sobre a longa luta dos moradores para a tão esperada chegada do metrô: “passamos anos e mais anos nessa empreitada. Inicialmente, o projeto seria feito em 1998, porém foi embargado, o que levou a mais anos de luta até conseguirmos trazer o metrô para Barra. Ainda não é

o ideal, mas já demos um passo grande, graças à união que temos aqui no nosso bairro”. Em seguida, os representantes do metrô mostraram os diversos benefícios do novo transporte, como a agilidade de locomoção, fazendo o trajeto Barra–Centro em 35 minutos e Ipanema–Barra em apenas 15 minutos. Segundo Diego, a chegada do metrô demonstra uma evolução importante para a cidade: “o Rio começa a se equiparar a grandes metrópoles, como Nova Iorque, Paris e Londres, que têm sua malha ferroviária bem extensa. O Rio passa a ganhar mais produtividade e qualidade de vida com isso”. Depois de apresentados os projetos aos presentes, foram abertas as rodadas de perguntas. O presidente da AMARosas, Cleo Pagliosi, lembrou de alguns comentários feitos pelo governador e deu uma sugestão: “o 08

governador Luiz Pezão disse que levaria o metrô até o Recreio, mas eu acho muito mais vantajoso se conseguíssemos ligar o metrô até Jacarepaguá, pois o fluxo de pessoas vindo de lá para cá é muito maior se comparado com ao do Recreio”. Já o vice-presidente da AMARosas, Odilon Andrade, quis saber quando acontecerá a ligação entre a Linha 4 com a Linha 1 do metrô, e qual a previsão de tempo entre um metrô e outro a partir da junção das linhas. As respostas ficaram para Diego responder: “sobre a questão da baldeação, a nossa ideia é que, em algum momento de 2017, a gente ligue as linhas de fato, mas não existe ainda uma data. É provável que seja em meados do segundo semestre. Atualmente é de mais ou menos seis minutos, mas iremos diminuir isso para cerca de quatro minutos”.


09

Fim de ano

Natal: Parque das Rosas Alguns condomínios nos enviaram fotos das suas festas de fim de ano. Momentos de confraternização e muita alegria. Confira.

VARANDAS DAS ROSAS

ROSA DOS VENTOS

LIBERTY PLACE

ROSA MAIOR

ROSA VIVA

CALIFÓRNIA PARK

ROSA DOS MARES

09


10

Condomínio

Rosa Viva

L

ocalizado na Avenida Jornalista Ricardo Marinho, no número 450, o condomínio Rosa Viva vive uma verdadeira transformação. Grandes mudanças para a população, que, segundo o síndico Rodrigo Jabur Ferreira França, é muito participativa. “Sou morador do Rosa Viva desde que nasci. A oportunidade de me tornar síndico do condomínio aos 30 anos foi incrível. Aliás, sou administrador por formação e isso me ajuda bastante a manter o controle orçamentário. Trazer um gestor também contribuiu bastante para o avanço do trabalho”, destaca Rodrigo.

Já no que diz respeito aos conselheiros, o Rosa Viva está bem servido: “cada um ajuda como pode, colocando em prática suas aptidões. Costumo dizer que aqui temos uma administração compartilhada”. Atualmente, o prédio passa por algumas mudanças, como a revitalização do play e da área externa da piscina. Além disso, recentemente, os moradores puderam conferir a entrega da sala de ginástica, o piso de porcelanato (que ajuda a escorrer a água da chuva), a revitalização da quadra poliesportiva e a área da churrasqueira. “Uma necessidade

10

de cada vez. O meu grande desejo para 2017 é reformar a fachada do prédio”, confessa Rodrigo. Aos 32 anos de idade, Rodrigo é um dos síndicos mais novos do Parque das Rosas. Ele divide seu tempo entre o emprego e o trabalho no condomínio: “a função do administrador não se resume a ficar sentado em uma cadeira. Com a ajuda das pessoas, e fazendo o que realmente importa para o bem comum, tudo funciona. Aqui, conto com o apoio do subsíndico Valter Monteiro, do gestor Celso Gonçalves, além dos conselheiros, é claro”.


Somar forças à Associação do Parque das Rosas também está na programação do Rosa Viva para 2017. “Eu admito que eles têm um caráter político de grande potencial para o nosso bairro, poder que sozinhos não exercemos. Os moradores gostam desse trabalho. O fato de nos afiliarmos cria um ambiente cada vez mais participativo. O que esperamos é que a associação se torne cada vez mais presente”, explica Rodrigo.


12

Jornaleiro

Já é gente de casa

O

Parque das Rosas tem uma peculiaridade, muitos do que trabalham aqui chegaram, ficaram e criaram laços. O nosso entrevistado desta edição está nas redondezas há três décadas. Foi na década de oitenta que Salvatore Menes abriu sua banca de jornal na Rua Marechal Henrique Lott e está lá até hoje. O local é ponto de encontro de moradores e de quem também trabalha na região. O jornaleiro diz que seus clientes são gente boa e que nesse tempo fez muitas amizades. “Vi muitas gerações crescerem, mas, infelizmente, alguns já foram embora

daqui. Mas, graças a Deus, tenho clientes fiéis, que ‘batem ponto’ praticamente todos os dias aqui. Eles viraram verdadeiros amigos. Quando aparecem, batemos o maior papo e conversamos sobre os mais variados assuntos, desde futebol e política, até segurança”, explica Salvatore. Salvatore conta ainda que há 23 anos não tira férias, que são mais de cinquenta anos de profissão e agora quer diminuir o ritmo até que possa parar. “Chego todos os dias às 4h da manhã e saio às 19h. Só fecho nos dias de Natal, Ano-Novo e Carnaval. Antigamente, assim que eu chegava já havia clientes na porta me

12

esperando. Hoje, só começam a aparecer a partir das seis da manhã. Trato todos com igualdade, independentemente da condição de cada um”, relata. Além dos muitos anos de trabalho, há um motivo muito especial para tanta mudança, a chegada do neto Lucas para este mês de janeiro. “Admito que com a chegada do meu neto estou pensando seriamente em deixar de trabalhar na banca e dedicar o meu tempo a ele. Presenciei muitas histórias, boas e ruins, e levarei comigo tudo de bom que vivenciei aqui”, finaliza.


Vi muitas gerações crescerem, mas, infelizmente, alguns já foram embora daqui. Mas, graças a Deus, tenho clientes fiéis, que ‘batem ponto’ praticamente todos os dias aqui. Eles viraram verdadeiros amigos. Quando aparecem, batemos o maior papo e conversamos sobre os mais variados assuntos, desde futebol e política, até segurança.


w w w. d eal com u n i cacao. co m . b r

3 quartos com suíte no melhor do Barra Bonita.

MUDE AGORA

55 COM APENAS

*

R$

MIL

» Fotos reais

USE SEU FGTS **

A SUA MELHOR ESCOLHA: Armários planejados nos quartos, na cozinha e nos banheiros; Porcelanato em todo o apartamento; Unidades com lavabo***; Padrão de qualidade Calçada; Mais de 20 itens de lazer. Fachada

Fitness

Quadra

STAND DE VENDAS: Av. das Américas, 16.500 - CHOICE: Rua Henfil, 25 - Barra Bonita - Recreio dos Bandeirantes » Vendas:

» Incorporação e Construção:

M a i s i n fo r m aç õ e s :

4007-1697

www.choicerecreio.com.br

As especificações do projeto estão contidas no Memorial Descritivo. Projeto legal aprovado sob o número 24/054/2013A. PREO: Valéria Albuquerque – CAU 16329-7- RJ. PRPA: Marcio Turano Gonçalves Torres - CAU: A1116-9. *Valor referente à unidade 106 do Bloco 1. **Sinal referente à condição comercial aprovada pela incorporadora. *** São entregues com lavabo as unidades das colunas 3, 4, 7 e 8 dos Blocos 1 e 2. Esta promoção pode ser interrompida ou encerrada a qualquer momento pela Incorporadora. Regulamento a ser informado no ato da compra. Impresso em janeiro de 2017.

Rosas ed 09 issu  
Advertisement