Page 6

CCS

6

SEGURANÇA EM PAUTA

F

oi realizada a última reunião do ano do 31º Conselho Comunitário de Segurança, no auditório do Hotel Ramada. Mais uma vez, a comunidade se fez presente e a AMARosas também marcou presença no evento.

Os recém-empossados Wagner Mello, do comando do 31º Batalhão da Polícia Militar, e tenente-coronel Douglas Henaut, do Grupamento de Busca e Salvamento (GBS), foram apresentados ao público. O tenente-coronel Mello destacou a importância da presença das associações para ajudar a diminuir a violência. Segundo ele, não possível é

combater a criminalidade somente com policiais. “Talvez seja o maior erro da sociedade brasileira, achar que todos os problemas da criminalidade serão solucionados somente com a figura da polícia. É fundamental a participação da sociedade organizada”, comentou o tenente-coronel Mello. Cleo Pagliosa, presidente da AMARosas, confirmou que o evento é relevante para aproximar as associações de moradores com os representantes da segurança pública. No entanto, questionou a ausência do secretário municipal de Ordem Pública (Seop), coronel Paulo César

Amêndola, membro essencial para auxiliar na questão da segurança. “Fiquei frustrado porque fiquei esperando a presença do coronel Amêndola. Eu faria vários questionamentos sobre a ordem pública, porque acredito que a Seop é uma grande ferramenta para melhorar a segurança pública e o ordenamento urbano, que não está acontecendo na região. O próprio inspetor falou que não há recursos, e hoje nós temos moradores de rua, flanelinhas, vendedores de quentinha, música alta à noite na Cidade das Artes e no clube do BNDES. Eles estão devendo muito na questão da ordem pública no bairro”, expôs Cleo.

Revista AMARosas  

Edição 20

Revista AMARosas  

Edição 20

Advertisement