Issuu on Google+

Excellencia ll BOLETIM INFORMATIVO MENSAL DO GRUPO VILLELA | EDIÇÃO Nº 07 - OUTUBRO DE 2012 RIO GRANDE DO SUL | SANTA CATARINA | PARANÁ | SÃO PAULO | DISTRITO FEDERAL | PERNAMBUCO

Impresso Especial 9912289751-DR/RS DEVOLUÇÃO GARANTIDA

Grupo Villela

CORREIOS

CORREIOS

CACB luta pela melhoria da qualidade na educação para o País poder enfrentar o desafio da economia do conhecimento

O

presidente da Confederação das Associações

Comerciais e Empresariais do Brasil, José Paulo

Dornelles Cairoli, em entrevista ao Jornal Excellencia,

falou sobre a política econômica atual e destacou as prioridades da CACB. Segundo ele, a entidade luta pela manutenção da estabilidade econômica com adoção de políticas que gerem crescimento, pela redução da carga tributária e o controle de gastos públicos, com uma gestão mais eficiente. Mas, acima de tudo, tem como principal bandeira a melhoria da qualidade na educação, para que se possa enfrentar o novo desafio que é a “economia do conhecimento”. Foto: Divulgação

A previsão de crescimento da economia baixou de 3% para 2% em 2012 e alguns indicadores apontam para a sua desindustrialização. Como os empresários estão vendo estes números e qual a expectativa para o próximo ano? O mundo e o Brasil sofrem uma for te desaceleração a partir de 2011. Enquanto o mundo foi mais afetado pela crise fiscal europeia, o Brasil sofreu mais com a política econômica do próprio governo, como elevação dos juros e restrição ao crédito, para combater a inflação crescente no ano passado, do que à crise externa. A expectativa é que o afrouxamento da política monetária e a forte desvalorização cambial neste ano, bem como a redução de tributos para uma série de setores tenham efeito ainda no 2º semestre desse ano, com uma recuperação mais forte da economia. Assim, em 2013, tanto o Brasil como o Rio Grande do Sul deverão apresentar taxas de crescimento bastante superiores aquelas deste ano, superando os 4%. Em relação à perda de importância da indústria no conjunto da economia, esse processo já vem ocorrendo desde os anos 1980, sendo acelerado após a abertura comercial dos anos 1990 e pela forte valorização cambial dos últimos anos. Mas, ainda

DESTAQUES

é cedo para falar em desindustrialização, pois a perda de participação do setor no PIB brasileiro não tem sido tão significativa nos últimos anos, a ponto de justificar uma situação extrema como essa.

A melhoria da qualidade da educação é uma condição sine qua non para o país se desenvolver Em ano de eleições já é tradição as Associações Comerciais promoverem debates para saberem o que esperar e como contribuir para as propostas dos candidatos. Quais são hoje as principais reivindicações dos empresários? No cenário nacional, temos como bandeiras a manutenção da estabilidade econômica com adoção de políticas que gerem crescimento, a redução da carga tributária e o controle de gastos públicos, com uma gestão mais eficiente. No âmbito estadual, apoiamos o equilíbrio estrutural

das contas públicas, com a contribuição de todos os Poderes, ao lado da recuperação dos investimentos públicos, especialmente em infraestr utura, de modo a aumentar a competitividade das empresas. Mas, acima de tudo, pensamos que a melhoria da qualidade da educação é uma condição sine qua non para o país se desenvolver, pois assim teremos indivíduos mais preparados e produtivos para enfrentar esse novo desafio que é a chamada economia do conhecimento. Como a CACB se organiza e desenvolve suas ações para garantir junto aos governos federal e estadual a defesa dos interesses dos empresários brasileiros? O protagonismo da CACB está vinculado ao seu associativismo, pois ele é um meio eficaz para a defesa dos interesses dos empresários frente ao ambiente em que estão inseridas suas atividades e também contribui para o desenvolvimento econômico e social da cidade, do Estado e do país. Nossas ações buscam sempre defender as suas grandes bandeiras mencionadas acima, alicerçadas em sólidos argumentos econômicos, políticos e jurídicos.

NOTÍCIA

REPORTAGEM

Nova página WEB do Grupo Villela estreia em outubro Página 4

Muito além do contracheque: terceirização da folha ganha força no Brasil Página 7

1


PALAVRA DO PRESIDENTE

NOVIDADE personalidade, vícios que produzem a ruína pessoal, maus hábitos, exageros e ilusões – aqueles problemas de caráter que se fazem quando ninguém está olhando, ou de temperamento, quando se está sob pressão. Já o fazer, estes pedem habilidades, talentos, dons, rapidez e eficiência. O resultado concreto e positivo busca refazer as expectativas, o propósito. Isto sem perder de vista as habilidades de grupo – quais sejam:

O Jornal Excellencia, a partir desta edição, abre espaço para os seus leitores participarem com suas opiniões, seus comentários e sugestões. Queremos que todos leitores aproveitem esta oportunidade de interação conosco, o que se constituirá num incentivo para o nosso constante aprimoramento. Faça contato conosco por e-mail: informativo@grupovillela.com.br ou enviando correspondência para: Av. Pinheiro Borda, 458 Cristal - Porto Alegre/RS - CEP: 90810-160.

“Compartilhamos verdadeiros sentimentos (autenticidade), incentivaremos uns aos outros (reciprocidade), apoiaremos uns aos outros (compaixão), perdoaremos uns aos outros (misericórdia), falaremos a verdade com amor (sinceridade), admitiremos nossas fraquezas (humildade), respeitaremos nossas diferenças (cortesia), não comentaremos o que for dito em confiança (sigilo), e faremos do grupo uma Foto: Marketing Villela

Ascensão

prioridade (constância)”.

CARTA DO LEITOR Leitor assíduo de Baln. Camboriú /SC Somos gratos pela especial gentileza do envio (Boletim Excelllencia 09/2012), que consiste em ótimas e importantes informações. Outrossim, gostaríamos de receber, periodicamente, os futuros números, cientes da importância que os mesmos representam para o Segmento Atacadista e Distribuidor.

Por último, alinharmos com as autoridades

É verdade que o futuro não nos foi dado a

é ato de grandeza e nobreza – pois destes é que

conhecer. Também é verdade que somos

as pessoas e as coisas vêm a existir. Dali

resultado das escolhas do passado. Então,

remonta-se a visão; perder a visão, o foco, é

hoje, podemos fazer escolhas qualificadas,

perder as forças, cambalear e sucumbir. O

determinantes – visionárias.

poder emana da autoridade que é a coisa mais

Lembramos que, até para regredir na vida é necessário um plano ou uma sabotagem – uma

importante, pois nada pode sobrepujá-la. Ser um ente discordante é não receber,

atitude negativa, um fazer e/ou um não- fazer. E

fracionar, dividir, é rebelar-se, empobrecer,

para progredir, avançar, cumprir propósitos

porque se estriba em seus próprios

também é necessário traçarmos planos, rotas,

pensamentos. Seja humilde e não pense de si

projetos, agirmos com abnegação, com

além do que convém.

Desta forma, honrar

sacrifício, convivermos com renúncia,

líderes, autoridades, é estar sob o manto da

pagarmos o preço.

riqueza, da experiência, da história; é viver da

Um grão de trigo sobre a mesa daqui a 100

sabedoria do outro, protegido, até que chegue o

anos será um grão de trigo. O grão de trigo na

seu tempo - porque há tempo para tudo de baixo

terra morre e desta morte nasce uma tonelada

do céus. Portanto, para ascender, conheça o

de grãos de trigo. Frutifique!

Telmo Sandro Poli Presidente da ADAC Balneário Camboriú - SC

Empresários uruguaios na Villela Dia 19 de setembro último, o Grupo Villela recebeu a visita dos executivos da empresa uruguaia Vida – Servicio de Compañia, que expande as atividades no Brasil. Na foto, à esquerda, o diretor-presidente do Grupo Villela, Dr. Renan Villela, ao centro, Josemaría González e Javier Dallera, e à direita, Gonzalo Geribon, todos diretores do grupo uruguaio.

fazer e saiba que o resultado melhor para o

Portanto, as habilidades iniciais numa

corpo é quando se trabalha na visão, alinhado à

organização são o fazer e o não fazer: quanto ao

sua liderança, concordante, disposto, pronto a

não fazer, entendemos como problemas de

realizar o propósito.

EXPEDIENTE BOLETIM INFORMATIVO MENSAL DO GRUPO VILLELA CEO Diretor-Presidente

Assessoria de imprensa

Dr. Renan Villela

Martha Becker Comunicação Corporativa

Diretora de Marketing

Jornalista Responsável

Dra. Jeruza Tomsen Villela

Jane de Castro

Coordenação de Marketing

Redação

João Alfredo Ramos Jr.

João Alfredo Ramos Jr. Jane de Castro

Designer Gráfico

0800 722 01 88 informativo@grupovillela.com.br www.grupovillela.com.br

Marcio Brito Ayres Tiragem: 4.000 exemplares

2

Foto: Marketing Villela

RS | SP | SC | PR | DF | PE | PI


ENTREVISTA

José Paulo Dornelles Cairoli - Presidente da CACB

Cont.

Sabemos que a maioria dos associados são

Os maiores desafios são a elevada carga

microempresários. Na sua opinião, o

tributária, que já equivale a 36% do PIB e

empreendedorismo brasileiro, reconhecido

continua crescendo e o excesso de burocracia,

até por outros países, vem contribuindo de

que gera um custo muito elevado para que os

que maneira para o desenvolvimento da

empreendedores paguem os seus tributos, que

economia?

absorvem boa parte dos lucros. Além disso,

O empreendedor brasileiro já representa mais

ainda há dificuldade de acesso a crédito que,

de 15% da População Economicamente Ativa

embora tenha crescido recentemente, ainda é

(PEA) do País, um nível superior ao da maioria

mais baixo e mais caro do que na maioria dos

dos países desenvolvidos e da América Latina. Eles têm um papel fundamental no

Foto: Divulgação

colegas, parceiros, clientes e fornecedores.

desenvolvimento da economia do país, principalmente pelo seu caráter inovador, a sua

Quais são os maiores desafios que os

capacidade de administrar estrategicamente e a

microempresários enfrentam para garantir

demais países. A Lei Geral das Micro e Pequenas empresas já contribuiu bastante, especialmente para a formalização de empresas, através de um tratamento fiscal

busca incessante pelo crescimento da sua

sua sobrevivência? O aperfeiçoamento da Lei

diferenciado. No entanto, ainda há avanços que

empresa. Além disso, nossos empreendedores,

Geral das Micro e Pequenas empresas poderá

podem ser implementados, aprofundando os

em geral, são ótimos líderes, que sabem

garantir um melhor desempenho destas

benefícios fiscais e simplificando ainda mais a

empresas.

burocracia para essas empresas.

estabelecer excelente relacionamento com

Notícia

Seminário do Programa Trabalho Seguro discute prevenção de acidentes em Porto Alegre O Programa Nacional de Prevenção de Acidentes do Trabalho – Programa Trabalho Seguro – instituído recentemente pelo governo federal ganhou destaque em Porto Alegre, no dia 31 de agosto, com o Seminário “Prevenção de Acidentes de Trabalho” realizado no Plenário do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS). O objetivo do PTS, no âmbito da Justiça do Trabalho, é desenvolver ações voltadas à saúde do trabalhador e à prevenção de acidentes. Em uma extensa programação, os painelistas falaram sobre o acidente de trabalho e suas causas e a prevenção efetiva que pode ser implantada com políticas adequadas. No primeiro painel foram abordadas questões como a importância da implantação de gestão de riscos, as doenças ocupacionais e o impacto que elas causam na vida do trabalhador. “Causalidade dos acidentes de trabalho e gestão de riscos no ambiente laboral” foi o tema abordado pela médica e pesquisadora Maria Cecília Pereira Binder. Na sequência, o também médico e pesquisador Alvaro Roberto Crespo Merlo falou sobre “As doenças ocupacionais: o impacto da organização do trabalho na saúde física e mental do trabalhador”, apresentando um depoimento em vídeo do psicanalista e pesquisador francês Christophe Dejours.

uma nova forma de trabalhar juridicamente, tendo em vista o novo posicionamento dos tribunais quanto ao tema Segurança e Saúde do Trabalho. A expectativa é que a Justiça do Trabalho esteja atenta à especialização dos magistrados em Segurança e Saúde do Trabalho conforme descreve a Resolução nº 96/CSJT, de 23 de março de 2012. Ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TRT) Hugo Carlos Scheuermann Foto: Marketing Villela

O encerramento do encontro teve a palestra do Desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, Sebastião Geraldo de

Novo posicionamento

Oliveira, sobre “Política Nacional de Segurança e

O segundo painel teve um enfoque mais

Saúde no Trabalho – PNSST”.

prático, bastante relevante para as áreas

O evento, realizado pela Escola Judicial do

empresarial e jurídica. Especialistas falaram

TRT 4ª Região, contou com a presença do

sobre importância da fiscalização preventiva e o

ministro Hugo Carlos Scheuermann, do Tribunal

papel do Ministério Público do Trabalho. O auditor-fiscal do Trabalho, Luiz Alfredo Scienza, fez palestra sobre a atuação do MTE na “Prevenção de acidentes de trabalho - análise de casos práticos”.

Superior do Trabalho; da vice-presidente do Tribunal, desembargadora Rosane Serafini Casa Nova; do diretor da Escola Judicial, desembargador Denis Marcelo de Lima Molarinho; e do coordenador regional do Programa Trabalho Seguro, desembargador

Já o procurador do Trabalho do MPT-RJ,

Alexandre Corrêa da Cruz, além de empresários,

Rodrigo Lacerda Carelli falou sobre “Tutelas

advogados, engenheiros e sindicalistas. O técnico

judiciais de prevenção”. Ele ressaltou as formas

Alexsandro Alber to Penha, da equipe de

de antecipação de tutela no que diz respeito às

Segurança do Trabalho do Grupo Villela,

leis trabalhistas. Em sua palestra, ele aponta

acompanhou o evento e participou dos debates.

3


NOTÍCIAS

Acesso ao site nos dispositivos mobiles.

Projeto destaca a funcionalidade, valorizando o design dinâmico e inovador. O novo site da Villela é o resultado de 3 meses de trabalho coordenado pelo Departamento de Marketing da empresa e entrará no ar dia 19 de outubro de 2012. A nova página, desenvolvida pela agência Izup Digital, braço tecnológico da Interativa Propaganda, de Caxias do Sul, visa prioritariamente a interatividade com o usuário e o acesso ágil às informações.

Desenvolvido com o que há de mais avançado na tecnologia dos mecanismos de indexação e busca, o site conta ainda com a integração automática a redes sociais, incluindo opções de compartilhamento através dos internautas. Um ponto impor tante é a preocupação com o desenvolvimento flexível da plataforma do site, tornando-o visível tanto nos desktop (em todos os navegadores atuais) como nos dispositivos “mobile”; os smart fones e tablets. Em outras palavras, o cliente terá várias opções de acesso, podendo conectar-se às nossas soluções onde estiver e a qualquer hora, em consonância com um dos importantes princípios da empresa que é o de andar lado a lado com o cliente. Para a diretora de marketing da Villela, Jeruza Tomsen, a integração de dados gerados no site facilitará muito a divulgação de serviços. “Este foi o foco desde o início do projeto.

Queremos oferecer vantagens reais ao usuário que visita um dos nossos principais canais de comunicação, tornando a experiência de navegar pelas páginas, realmente proveitosa”, explica a executiva.

Conceito global marca o design da nova plataforma O redesign da página atende à atual realidade do Grupo que tem expandido e introduzido novos serviços. Dividido em seções que dão visibilidade a cada uma das unidades e à Rede de Negócios, o site valoriza o caráter institucional, ao mesmo tempo em que promove as nossas soluções integradas através de menus simplificados e interativos. Imagens e recursos de animação e disponibilidade de vários idiomas em algumas áreas, reforçam o conceito de globalização.

CONSCIENTIZAÇÃO Uma preocupação de todos os brasileiros, a qualidade do ar nos grandes centros urbanos, foi tema do 1º Seminário Internacional sobre a Qualidade e Monitoramento do Ar, no último dia 27, realizado pela Câmara Brasil-Alemanha em Porto Alegre, em parceria com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), Fepam e Sociedade de Engenharia do RS. O Grupo Villela aplaude a iniciativa da Câmara e como um de seus mais novos associados espera contribuir para outras realizações como esta, ampliando o debate e a conscientização a respeito de temas realmente importantes para a sociedade. Foto: Marketing Villela

4

Foto: Marketing Villela

Grupo Villela apresenta sua nova página WEB


INOVAÇÃO E PIONEIRISMO

Foto: Marketing Vida

Serviço de acompanhante em hospitais chega ao Brasil

Empresa uruguaia aposta em serviço inovador altamente especializado Na turbulência da vida atual, quando o tempo é escasso, acontecimentos inesperados podem transformar-se em um importante contratempo. Quando o inesperado é um problema de saúde familiar, por acidente ou doença, a internação hospitalar, muitas vezes, por tempo indeterminado, torna-se inevitável. A situação é naturalmente angustiante para parentes e amigos, pois, afinal, ninguém gosta de deixar sem companhia o seu ente querido. Pensando nesse problema que afeta a muitas famílias, a empresa uruguaia Vida desenvolveu o “Servicio de Compañia” um atendimento especializado, que se posiciona como “uma segunda família” para cuidar, atender e zelar pelo paciente, visando a rápida recuperação. -Geralmente esta tarefa é atribuída a alguém muito próximo, um familiar ou um amigo, porém, quando as obrigações do cotidiano não podem ser adiadas, o serviço entra como uma

solução para enfrentar esses difíceis momentos – explica o diretor executivo do Vida, o engenheiro Josemaría González – Nosso objetivo é um atendimento que ofereça calor humano e atenção personalizada – conclui o executivo.

’’

Nosso objetivo é um atendimento que ofereça calor humano e atenção personalizada

’’

A empresa conta com acompanhantes treinados para oferecer apoio integral à pessoa doente (ou em repouso) e também aos seus familiares, resultado do constante investimento no aperfeiçoamento dos serviços de acordo com as necessidades apresentadas pelos afiliados.

- Sempre destacamos uma particularidade do serviço que o faz ser econômico e simples, graças ao sistema que requer afiliação prévia. Através deste, sem comprometer a renda familiar, ‘‘a prestação de serviço é feita mediante o pagamento de uma pequena mensalidade e o beneficiário poderá usufruir dos serviços pelo tempo que for necessário, sem pagar taxa adicional no momento de utilizá-lo’’ – destaca González. Atualmente, o VIDA presta seus serviços de acompanhamento hospitalar em turnos diários de 8h, 12h, 16h ou 24h. O beneficiário que for hospitalizado e solicitar o acompanhamento, terá um acompanhante que permanecerá o tempo necessário, de acordo com as horas previamente contratadas. Desde 2008 no Brasil, o serviço está disponível nas cidades de Pelotas e Santana do Livramento, no RS.

Villela obtém decisão favorável contra a União

NOTÍCIA

O Núcleo Tributário do Grupo Villela, obteve reforço de penhora no processo de execução fiscal impetrado contra uma empresa de Santa Maria do segmento atacado e comércio de alimentos. Um dos caminhões da empresa estava para ir a leilão para cumprir parte dos seus débitos federais, mas a empresa também tinha dívidas previdenciárias. Pela decisão com data de 26.6, a juíza acolheu a proposta de penhora de faturamento, bastante favorável ao executado, pois

pois se baseia em percentual. Pelo acordo, o empresário deverá fazer depósitos mensais de 0,5% de seu faturamento líquido apurado no mês anterior. A advogada do Grupo Villela, Vanessa Hickmann, explica que este tipo de acerto é sempre benéfico para as empresas, pois evita que elas tenham o seu patrimônio dilacerado pelo Fisco. “Quando um bem vai a leilão, o prejuízo é enorme, pois além de perder o bem, o valor arrecadado, na maioria dos casos, sequer

cobre a dívida total e, assim, outros bens tendem a ser levados por este mesmo caminho”. Por outro lado – diz ela – a conciliação ou penhora do faturamento é um modo de atender às condições financeiras da empresa em relação ao pagamento. “O valor depositado só aumentará, se o próprio faturamento aumentar e, havendo queda no faturamento, o valor sofrerá, igualmente, a respectiva modificação”, conclui. 5


ARTIGOS

Conciliação de débitos fiscais ao alcance das empresas Isso representa um importante avanço à

Iniciativa do CNJ que tem como objetivo ajudar as pessoas com

medida que o RS aponta uma aproximação aos modelos internacionais de composição de litígios.

A decisão é acertada, pois esse tipo de

processos na Justiça, poderá,

composição gera economia a médio e longo

também beneficiar as

prazo, além de acelerar as operações das

empresas.

empresas. Uma vez que a discussão de débitos

Felipe Franchi, diretor do

fiscais restringe a expedição das certidões de regularidade fiscal ou obriga o empresário a

Núcleo Tributário, comenta a

oferta de bens e garantias aptas à integralização

questão.

do débito, a alternativa promove, indiretamente, a manutenção do negócio e a função social das

Foto: Marketing Villela

De 07 a 14 de novembro próximo, o Conselho Nacional de Justiça – CNJ - promoverá novamente a Semana Nacional da Conciliação, a qual visa promover ações de incentivo à autocomposição de litígios e à pacificação social por meio da conciliação e mediação. A referida iniciativa vai ao encontro do atual sistema regulamentar brasileiro, segundo o qual o Juiz deverá tentar, a qualquer tempo, conciliar as partes (artigos 125 e 447 do Código de Processo Civil), além das denominadas Juntas de Conciliação e Arbitragem que têm a atribuição na esfera privada. Tais alternativas não contemplavam as

empresas com débitos fiscais, quer seja pela dificuldade dos órgãos estatais em promover audiências em compasso com as Procuradorias ou devido a problemas legais, tais como o princípio da indisponibilidade do interesse público. No entanto, a Procuradoria Geral do Estado do Rio Grande do Sul – através da portaria 43, numa iniciativa pioneira - oportuniza às empresas a composição de seus débitos fiscais através da oferta de percentual do faturamento e condicionada à apresentação de um plano de amortização de dívida, o que demonstra a consonância com algumas Varas Fazendárias.

organizações.

FOCO NA TRANSPARÊNCIA Conselho Nacional de Justiça (CNJ) é um órgão voltado à reformulação de quadros e meios no Judiciário, sobretudo no que diz respeito ao controle e à transparência administrativa e processual. Por meio da Resolução 125, de 29 de novembro de 2009, deliberada pelo CNJ foi instituida a Semana Nacional da Conciliação visando eficiência operacional.

Estreia de programa na TV Corporativa Villela mobiliza equipes Estreou dia 24/09, o primeiro programa Soluções Integradas na TV Corporativa do Grupo Villela, apresentando o Núcleo Empresarial e seus serviços. Assistido pelas equipes da matriz e das filiais, o programa marca o início de uma série de treinamentos à distância, via extranet. As fotos, abaixo, são das gravações do programa dedicado ao Núcleo Tributári,o que foi ao ar no início do mês

A advogada Sônia Silveira, coordenadora operacional Núcleo Tributário, na abordagem dos principais serviços.

O diretor do Núcleo Tributário, o advogado Felipe Franchi, apresenta a estrutura organizacional da empresa. Fotos: Marketing Villela

6


REPORTAGEM

Muito além do contracheque

Tendência em países da Europa e nos EUA, a terceirização da folha de pagamento é uma alternativa para a redução dos custos das empresas. Muitos profissionais, ao receber seu contracheque todo início de mês, sequer imaginam o que há por trás da folha de pagamento, rotina empresarial que tem se tornado cada vez mais complexa e que toma muito do tempo do departamento de RH. Muito mais do que deduzir os descontos do salário bruto e pagar colaboradores, os profissionais envolvidos na atividade precisam manter-se constantemente atualizados, seja sobre legislação trabalhista, que varia significativamente entre as categorias, além de dominar a metodologia de diferentes cálculos como férias, benefícios, 13º salário, remuneração variável, horas extras e afastamentos. Consonantes com a tendência global de que para ser eficiente é preciso focar na sua competência essencial, muitas empresas têm optado em terceirizar as tarefas que envolvem a folha de pagamento. O empresário que não quer manter uma estrutura própria vê na terceirização uma maneira de manter a eficiência do serviço, ao mesmo tempo que desafoga a sua equipe, direcionando as habilidades de seu pessoal para

ações relacionadas diretamente às vantagens competitivas do negócio. Torna-se natural a busca por organizações especializadas, ou seja, escritórios de contabilidade e de recursos humanos. Para o gestor de departamento do Núcleo Contábil do Grupo Villela, Joelcio Jacobsen da Cunha, “terceirizar a folha de pagamento não é apenas uma alternativa de redução de custos, mas também uma for ma de viabilização e transformação organizacional que adiciona valor à estratégia de negócio do cliente, tendo um parceiro especializado focado no seu departamento”. É preciso, no entanto, observar alguns critérios no momento da contratação do prestador de serviço, pois a administração da folha de pagamento de uma empresa é um processo complexo. Profissionais especializados tanto nas atividades operacionais como na de supervisão, são essenciais, da mesma forma que não se pode abrir mão da tecnologia, que envolve desde o sistema de controle de entrada e saída, horas extras, banco de horas, férias até a emissão

digital ou em papel de holerites. Um diferencial que transfere valor ao serviço de terceirização da folha de pagamento é, sem dúvida, a integração com outras áreas do conhecimento, entre elas, a atividade jurídica. A interlocução constante com advogados que têm o papel de acompanhar as frequentes mudanças na legislação trabalhista, bem como, cuidar dos processos movidos por funcionários e exfuncionários, é um fator que deve pesar na hora do empresário escolher o escritório prestador de serviço. No Brasil, estima-se que em torno de 980 empresas possuam serviços de RH terceirizados, incluindo a folha de pagamento, o que representa 5,9% de um total de 16,5 mil empresas com mais de 250 empregados (dados Ministério do Trabalho). Na comparação com os números do mercado americano, que ficam ao redor de 38%, e da Europa, com 29%, percebe-se que o mercado brasileiro tem muito a crescer nesse segmento, mas a tendência já é fortemente detectada e deve se consolidar nos próximos cinco anos.

Mensagem Bíblica “Feliz o homem que encontrou a sabedoria, o homem que alcançou o entendimento!” Provérbios 3.13

7


CLASSIFICADOS

REDE DE NEGÓCIOS

SERVIÇOS Ramo: Hoteleiro Faturamento Anual: R$ 600.000,00 Área: 3.000 m² Valor: R$7,5 milhões Local: Grande São Paulo

FARMÁCIA Ramo: Farmácia de Manipulação Faturamento Anual: R$ 7,2 milhões N° funcionários: 65 Valor: 10 milhões Local: Pelotas - RS

BIÓLOGA VLANILDA OLIVEIRA DA LUZ RUA C, 151 | Nova Petrópolis | Alvorada - RS Fones: 51 9216.7192 | 51 3447.7038 vla.bio@hotmail.com

PONTE DE PEDRA NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS Rua Lopo Gonçalves, 680/306 Porto Alegre - RS | Fone: Fone: 51 3279.3378 www.pontedepedraimoveis.com.br

INDÚSTRIA CALÇADISTA Ramo: Indústria Calçadista Faturamento Anual: R$ 7 milhões Nº de Funcionários: 90 Valor: R$ 9 milhões Local: Serra Gaúcha - RS SERVIÇOS Ramo: Montagens Industriais Faturamento anual: R$ 7,5 milhões N° de funcionários: 20 Valor: R$ 3 milhões Local: Grande São Paulo

DILMAR FERNANDES ISIDORO DILMAR FERNANDES ISIDORO ECONOMISTA Porto Alegre/RS Fone: 51 9144.3405 | 51 9297.9156 dcomercial1@yahoo.com.br

ESCRISUL CONTABILIDADE Rua Profº Soares Barcelos 3185, casa 1 Curitiba - PR | Fone: 41 3276.0932 josue@escrisul.com.br | www.escrisul.com.br

Acesse o site da REDE DE NEGÓCIOS: grupovillela.com.br/rede/

8

( ) Mudou-se

( ) Falecido

( ) Desconhecido

( ) Ausente

( ) Recusado

( ) Não procurado

( ) Endereço Insuficiente

( )

( ) Não existe o nº indicado

( ) Informação escrita pelo porteiro ou síndico

REINTEGRADO AO SERVIÇO POSTAL

REMETENTE: Grupo Villela

Em ....... / ......./ ......

Av. Pinheiro Borda, 458 CEP: 90810-160

Em ....... / ......./ ......

Porto Alegre-rs


Boletim Informativo Excellencia - Out/2012