Issuu on Google+

Excellencia ll BOLETIM INFORMATIVO MENSAL DO GRUPO VILLELA | EDIÇÃO Nº 01 - ABRIL DE 2012 RIO GRANDE DO SUL | SANTA CATARINA | PARANÁ | SÃO PAULO | DISTRITO FEDERAL | PERNAMBUCO | PIAUÍ

Grupo Villela chega aos 7 anos com atuação nacional Empresa gaúcha celebra a expansão e a consolidação dos negócios em todo o País Visão é a palavra-chave para se entender a extraordinária expansão das empresas do Grupo Villela que está celebrando, este mês, sete anos de atividades nas áreas de auditoria e consultoria empresarial. Com um faturamento de R$ 24 milhões em 2011 e um crescimento médio de 38% ao ano, o Grupo tem muito a comemorar. São mais de 1.500 clientes ativos em todos os segmentos de atividade, chegando a 3.500 se considerados os trabalhos pontuais realizados nas diversas regiões do País.

auditores e advogados, especializados em diversas áreas”. Em sua opinião, isso explica o fato de o Grupo estar registrando altas taxas de crescimento nos últimos anos.

Missão e Valores

Divulgação: Marketing Grupo Villela

A sua sede está localizada em Porto Alegre (RS), mas mantém escritórios em Alphaville e Campinas (SP), Curitiba (PR), Camburiú (SC), Teresina (PI), Recife (PE), além de atuar com empresas parceiras nas principais capitais e estar associado a grandes redes na Europa e na América Latina. Ainda este ano serão inauguradas novas unidades em Belo Horizonte (MG), Goiânia (GO), Fortaleza (CE) e Manaus (AM). Além disso, o Grupo trabalha com uma rede de associados e franqueados em diversos municípios.

Percepção de mercado Atuando fortemente na defesa dos interesses dos contribuintes, visando a redução de dívidas tributárias e a administração de passivos fiscais, trabalhistas, e bancários, o Grupo também presta serviços de gestão de riscos jurídicos até recuperação judicial nas áreas do Direito e Auditoria, Consultoria e Contabilidade in company no que tange à ciência contábil. Promove também consultoria em transações corporativas, P&D, e trabalhos consultivos em regime de assessoria completa em todas as áreas do Direito e da Contabilidade.

DESTAQUES

O diretor presidente do Grupo, Renan Villela, considera que o mercado empresarial brasileiro no que se refere à consultoria ainda é árduo e ainda não atingiu a maturidade, se comparado a outros países. “O mercado de consultoria ainda é muito maior e melhor do que aquilo que as consultorias estão alcançando, oferecendo e fazendo” avalia.

‘’O mercado de consultoria ainda é muito maior e melhor do que aquilo que as consultorias estão alcançando, oferecendo e fazendo’. Segundo Renan Villela, faz parte de seu trabalho de consultoria propor alternativas aos problemas que as empresas tradicionalmente enfrentam devido à alta carga tributária, à insegurança nas relações de trabalho, oscilações e escassez de recursos, concorrência do mercado externo e aos entraves de infraestrutura (Custo Brasil) entre outros. “Em determinados momentos, nós somos fundamentais para a empresa. Temos estratégia e um quadro multidisciplinar altamente qualificado que conta com administradores, economistas, contadores,

O principal executivo do Grupo Villela atribui sua capacidade intelectual, realizações pessoais e sucesso empresarial à sua fé em Cristo e clareza de propósitos. “Nossas empresas têm uma missão, cujo foco não é apenas de negócios e lucro. Atualmente, é comum dizer que as empresas precisam ter uma causa. O Grupo Villela sempre teve uma causa que é o de ensinar uma vida de propósito e princípios para os seus colaboradores. Aos líderes, liderança servil e coração humilde; aos liderados foco na visão e confiança em suas lideranças”, afirma. De fato, a diretoria e toda a equipe das empresas Villela têm na fé e nos valores e princípios cristãos o alicerce para suas ações profissionais e pessoais. Para o Dr. Renan Villela, o Grupo todo age como um só corpo, com o objetivo de tornar essas pessoas melhores cidadãos, amigos, filhos, maridos e esposas, enfim pessoas ligadas em uma vida de propósitos. “Queremos chegar a 3 mil funcionários daqui há dois anos, mas nosso objetivo é que cada um deles acredite nos seus talentos e que não tenham medo de desafios. Aprende-se que enfrentar o gigante é necessário para alcançar a promessa, e quando perfilados com Cristo, a vitória é certa. "Aqui, no Grupo Villela, nós somos diferentes, aqui temos ambiente de crescimento para que as pessoas frutifiquem”, conclui.

ARTIGO

ENTREVISTA

Tese propõe exclusão de ICMS/ISS no cáculo do PIS/COFINS Página 2

Mais de 1 milhão de empresas deverão se adequar ao Sped PIS-COFINS grupovillela.com.br Página 3

1


PALAVRA DO PRESIDENTE

NOTÍCIAS

Grupo Villela amplia sua Rede de Negócios no País

O Grupo Villela - que comemora seu 7º aniversário neste mês de abril - vem alcançando um notável crescimento no mercado nacional de auditoria e consultoria empresarial, resultado de uma gestão inovadora em suas áreas de competência. Em vista disso, tornou-se necessário modernizar também os instrumentos de comunicação com os nossos públicos, tornando-os mais adequados a esta nova estrutura que já se estende às diversas regiões brasileiras e atinge os mais diferentes segmentos da atividade econômica. Assim, estamos trazendo para o mercado o Jornal Excellencia: uma publicação de caráter nacional, que dará destaque às iniciativas nas áreas de consultoria jurídica, auditoria e consultoria empresarial, complementando outros veículos de comunicação online do Grupo, como o novo site Rede de Negócios e os informativos quinzenais. Nesta primeira edição são abordados assuntos de interesse do segmento, além de temas envolvendo os princípios cristãos, que são compartilhados entre os colaboradores do Grupo e seus familiares em todo o Brasil. Com 4 mil exemplares, o Jornal Excellencia será uma fonte de informações e de comunicação entre o Grupo Villela e seus clientes, parceiros de negócios, associados e colaboradores. Espero que esta nossa iniciativa seja, de fato, um canal aberto com nosso público e este possa interagir conosco, encaminhando sugestões e propostas de entrevistas. Desejo a todos uma boa leitura Dr. Renan Villela CEO - Diretor presidente do Grupo Villela

O Grupo Villela está formalizando parcerias para ampliar sua Rede de Negócios em todo o País. Assim, advogados, contadores, profissionais liberais, entre outros, têm agora a oportunidade de atender a novas demandas do mercado, oferecendo a seus clientes uma gama de produtos diferenciada e com a credibilidade do Grupo Villela. Segundo seu diretor presidente, Renan Villela, a expectativa é de que nos próximos sessenta dias a rede chegue ao número de 400 associados, em vista do interesse que os profissionais deste segmento vêm demonstrando. “Uma das vantagens da rede é proporcionar a cada associado a expansão de seu portfólio de serviços, agregando valor para seus clientes”, afirma. Além disso, ele destaca como benefícios a transferência de know how, a qualidade da entrega dos serviços, cumprimento de prazos e um alto nível de sucesso.

Recuperação de Empresas A liquidação definitiva de uma empresa, mesmo aquelas que passam por dificuldades financeiras, representa um grande prejuízo para a sociedade. Empresa em atividade, além de manter os postos de trabalho, proporciona renda tributária e fornecimento de produtos e serviços em geral. O Grupo Villela criou o Núcleo de Recuperação de Empresas, para fazer frente a este quadro. Formado por profissionais especializados nas áreas jurídica, empresarial e econômica, o núcleo trabalha na reestruturação e preservação das organizações, através de um plano de viabilidade econômica, parcelando débitos existentes e reposicionando a empresa no mercado.

Tribunal reitera autorização de penhora de precatórios em execução do Estado/RS Empresa gaúcha do segmento indústria da alimentação obteve decisão favorável para penhorar créditos precatórios no valor de R$ 319.051,70 como garantia em execução do Estado do RS. O Desembargador Arminio José Abreu Lima da Rosa, da 21ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado, proveu, no dia 25/01/2012, Agravo de Instrumento impetrado pelo Grupo Villela. A decisão garante emissão de certidão positiva com efeitos de negativa, além da manutenção no regime especial de pagamento do ICMS.

EXPEDIENTE BOLETIM INFORMATIVO MENSAL DO GRUPO VILLELA

Dr. Renan Villela - CEO Diretor-Presidente Dr. Mauricio Bendl - Diretor Geral Dra. Jeruza Tomsen Villela - Diretora de Marketing João Alfredo Ramos Junior - Coordenação de Marketing Marcio Brito Ayres - Designer Gráfico Jane de Castro - Jornalista Responsável

grupovillela.com.br

2

0800 722 01 88 www.grupovillela.com.br RS | SP | SC | PR | DF | PE | PI

ARTIGO Hugo Smith Auditoria Grupo Villela

Empresas aguardam decisão do Supremo O mundo jurídico ainda aguarda a decisão da Suprema Cor te do País sobre a constitucionalidade da inclusão do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) na base de cálculo do PIS (Programa de Integração Social) e da COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social). A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal, no julgamento do recurso n.º 240.785,manifestou-se pela inconstitucionalidade desse fundamento. O primeiro a manifestar-se foi o próprio Relator do processo, o Ministro Marco Aurélio de Mello, que foi seguido por Ricardo Lewandowski, Carlos Ayres Britto, Cezar Peluso, Sepúlveda Pertence e Cármen Lúcia. A então Ministra Ellen Gracie também havia se pronunciado favorável ao contribuinte na questão de que a base de cálculo do PIS/COFINS deve ser apurada sobre o faturamento. Incluir o ICMS na base de cálculo do PIS/COFINS é incorreto, uma vez que o ICMS traduz-se como um desembolso por parte do empresário e não como componente de sua receita bruta. Por esta razão, não é adequado incluir o ICMS e até mesmo o ISS na base de cálculo do PIS e da COFINS, pois, conforme entendimento do STF (Recurso Extraordinário n.º 357950), estas exações devem incidir, exclusivamente, sobre o faturamento e não sobre receita de tributos. Muitas empresas estão recorrendo a essa tese e já se tem seis votos a favor. Assim, se a decisão for dada no sentido da exclusão (favorável ao contribuinte), que é considerada a hipótese mais provável, somente serão beneficiadas as empresas as quais estiverem discutindo judicialmente a questão. Dessa forma, essas empresas poderão compensar e/ou restituir os valores já recolhidos nos últimos cinco anos. O Grupo Villela dispõe da Assessoria Jurídica para entrar com o processo judicial, além de todas as defesas que resultarão em 100% de êxito na causa.

EVENTO No próximo dia 12 de abril, o Diretor Presidente do Grupo Villela, Dr. Renan Villela, fará palestra sobre o tema “Débito x Crédito Empresarial”, em reuniãoalmoço na ACIC (Associação Comercial e Industrial de Camaquã/RS). Para mais informações, entre em contato pelo telefone da ACIC 51 36714822.


ENTREVISTA

Mais de 1 milhão de empresas deverão se adequar ao Sped PIS-COFINS

Divulgação: Marketing Grupo Villela

No dia 1º de julho deste ano, encerra o prazo para que as empresas optantes pelo Lucro Presumido adaptem-se à nova exigência do Fisco, a EFD-PIS/Cofins - Escrituração Fiscal Digital – PIS/ COFINS - comumente designada como Sped PIS/COFINS. Segundo informação da Receita Federal serão 1.378.000 empresas obrigadas a se adequar e o não cumprimento dos prazos acarretará em multa de R$ 5 mil por mês. Em entrevista à nossa reportagem, o auditor do Grupo Villela, Jonas Freitas Iahnke, explica que a nova exigência trará grandes e novos desafios para as organizações que vão além da implantação de sistemas de automação.

O que o fisco pretende com a escrituração fiscal digital? O objetivo é promover a integração dos fiscos. Com a padronização dos arquivos, haverá o compartilhamento das informações contábeis e fiscais, respeitadas, obviamente, as restrições legais. A transmissão única de diferentes obrigações dos contribuintes para diferentes órgãos fiscalizadores significará a maior racionalização e uniformidade do processo. Além disso, a rapidez do acesso às informações e o cruzamento dos dados resultará na fiscalização efetiva e a mais célere identificação de ilícitos. Qual a diferença do modelo atual? No modelo atual as empresas do lucro presumido entregam a DACON (Demonstrativo de Apuração de Contribuições Sociais), documento que reúne as informações de suas receitas, sejam estas tributadas ou não. Com base nestes valores, o programa da DACON calcula as contribuições a recolher. Com o Sped PIS/COFINS, a grande

BANCA DE NEGOCIAÇÃO A partir de agora, as empresas brasileiras passam a contar com novo serviço do Grupo Villela para restabelecer seu equilíbrio econômico-financeiro. Trata-se da Conciliação Bancária que, através da análise do fluxo de caixa, cria estratégias de negociação entre a empresa e as instituições financeiras, buscando revisão de contratos, valores e taxas de juros a pagar de amortização.

mudança é que as empresas de lucro presumido vão informar as suas receitas por CST (Código de Situação Tributária), do PIS/Pasep e da Cofins. As empresas terão que implantar uma figura fiscal para seus produtos, informando de maneira correta as suas receitas por CST. Como exemplo, posso citar uma empresa varejista que vende desde bebidas a alimentos, até materiais de limpeza. Alguns destes produtos são isentos, outros têm tributação monofásica (tributado na indústria) ou substituição tributária. Cada uma destas situações possui um CST especifico e é preciso que este seja alocado corretamente a cada produto para que a empresa não corra o risco de recolher com erro as suas contribuições, expondo-se a multas e a outras sanções do Fisco.

mas principalmente em recursos humanos. Uma necessidade que gera custos, mas que é a única forma de garantir o cumprimento das novas exigências dos órgãos fiscalizadores. Antes as empresas repassavam todas as informações fiscais e deixavam para os escritórios de contabilidade que os organizavam e enviavam para as Receitas Federal e Estadual. Agora elas têm de fornecer uma variedade grande e detalhada de informações ligadas ao seu negócio e à produção que apenas elas podem organizar e gerar. Pela sua experiência, o empresário que começou a se preparar agora, terá tempo para se adequar? O SPED PIS/COFINS sobre o Lucro Presumido começa a partir de 1 de julho de 2012. Não há a necessidade de informar as compras de mercadorias e insumos como é obrigatório no Lucro Real. Por isso, acredito que haverá tempo suficiente, inclusive, de realizar todos os testes, simulações e validações. Quais os segmentos econômicos que sentirão mais o impacto da mudança? Acredito que o setor varejista que trabalha com um grande número de itens terá um volume de trabalho proporcional ao volume destes itens. Pode ocorrer que a empresa tenha perdas pela classificação fiscal do produto, pagando tributação de forma errada? Com cer teza esta possibilidade existe, principalmente em função da complexidade da legislação do PIS/COFINS. Para exemplificar: eu produzo um Produto X. Ao vender este produto para um varejista, vou utilizar o CST 01 (Código de Situação Tributária), que é de Tributação Normal, mas se eu exportar este mesmo produto, vou utilizar o CST 08 que não é tributável, ou seja, é isenta. Por isso é fundamental atentar para a qualidade dos dados entregues e nesse momento o auditor e uma boa consultoria têm papel crucial. Na sua opinião, este prazo poderá ser prorrogado? Como já houve uma prorrogação, acredito que não haverá mudanças neste prazo.

Quais as principais implicações na administração das empresas? Com o Sped as empresas não terão alternativa a não ser investir em infraestrutura (softwares),

Mensagem Agrada-te do SENHOR, e ele satisfará os desejos do teu coração. Entrega o teu caminho ao SENHOR, confia nele, e o mais ele fará. Fará sobressair a tua justiça como a luz e o teu direito, como o Sol ao meio-dia. Salmos 37.4-6 grupovillela.com.br 3


CLASSIFICADOS INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE SALGADOS Ramo: Indústria e Comércio Faturamento Anual: R$ 540.000,00 Nº de Funcionários: 15 Valor: R$ 210.000,00 Local: Cachoeirinha LOJA DE BRINQUEDOS Ramo: Loja de Brinquedos Faturamento Anual: R$ 848.227,56 Valor: R$ 600.000,00 Local: Farroupilha

REDE DE NEGÓCIOS

KAMConsultoria KAM CONSULTORIA LTDA Rua Ernesto Alves, 2698 Caxias do Sul - RS Fone: 54 3536.2814 kam.consultoria@terra.com.br

HM VAREJO E FRANCHISING Rua Ribeiro de Brito, 1111/605 Recife - PE Fone: 81 3327.9430 www.hmconsultoria.com.br

ERS CONTABILIDADE & ASSESSORIA EMPRESARIAL Av. Oswaldo Aranha, 1082/502 Porto Alegre - RS Fone: 51 3024.3690 e.rodrigues@plugin.com.br

DSS CONTABILIDADE Rua dos Andradas, 1137 - 1401/1403 Porto Alegre Fone: 51 3023.2724 www.dsscontabilidade.com.br

JAZIDA Ramo: Extração Mineral de Conchas Calcárias Faturamento Anual: 4,5 milhões N° funcionários: 30 Valor: 12 milhões Local: Santa Vitória do Palmar FARMÁCIA Ramo: Farmácia de Manipulação Faturamento Anual: 7,2 milhões N° funcionários: 65 Valor: 12 milhões Local: Pelotas FÁBRICA DE ANTENAS Ramo: Indústria de Antenas Faturamento Anual: 900mil N° funcionários: 12 Valor: 70mil Local: Alvorada

Já está no ar o site da REDE DE NEGÓCIOS www.villelaconsultoria.com.br/rede.asp

MATRIZ

grupovillela.com.br 4


Boletim Informativo Maio - 2012