Page 1

UNIDADE CONQUISTA

ANO 3 | Nº 09 FEV/MAR 2018

BENDITA COR! FAÇA BOM USO DAS CORES PONTUAIS E DA CROMOTERAPIA

TAPE ART

EFEITO CHEGUEI

SERIE KIDS

DECORE COM ECONOMIA E CRIATIVIDADE

O NEON ESTÁ DE VOLTA

UM ESPAÇO PARA BRINCAR E EDUCAR //1


2//


//3


COMPRE GASTANDO

A

Comercial

Dila

atua

no

MAIS MENOS!

mercado

conquistense há mais de 40 anos oferecendo grande variedade em materiais para construção civil. Em 2014, associou-se a REDE ERGUER com o objetivo de melhorar os serviços e trazer mais novidades do ramo para seus clientes! • CERÂMICA • PORCELANATOS • LOUÇAS SANITÁRIAS • GABINETES • METAIS • CHURRASQUEIRAS • TINTAS • COLUNAS DE FERRO • E MUITO MAIS!

Em Vitória da Conquista a Rede Erguer está dois endereços: Av. Brumado, 2190 - B. Ibirapuera - Tel: (77) 3424 2664 Av. Brumado, 1215 - B. Ibirapuera - Tel: (77) 3426 2350 Site: www.comercialdila.com.br Facebook: Comercial Dila – Rede Erguer

//5


///EDITORIAL DECORARQ – EDIÇÃO 09

“As cores definem espaços e sensações. Elas modelam a luz, transformam a casa, nos chamam ou nos arremessam.” Guta Moura Guedes, designer

Cibele Barbosa Quer mandar comentários ou sugestões? Escreva para conquista@grpmais.com.br.

M

6//

ais que elementos decorativos, as

trabalhar com cores pontuais em cima da base neutra.

cores no design e na arquitetura

Confira como a residência ficou bonita e convidativa.

têm papel essencial na definição

Falando em sensações, que tal criar em casa um

de escalas, estruturas, destaque

cantinho próprio para meditar e relaxar das tensões

de formas, volume... E, ainda mais que isso, são

do dia-a-dia? Duas equipes de arquitetos de São

elementos primordiais na definição da “atmosfera” do

Paulo explicaram para a gente como criar o ambiente

lugar e no sentimento das pessoas. Você já notou que

ideal para aliviar o estresse, com dicas valiosas de

dias chuvosos e cinzas nos deixam mais introspectivos?

combinações, cores, iluminação e mobiliário. E como

E que dias claros e azuis convidam para um passeio,

pouca informação é o que não se tem por aqui, você

têm uma energia diferente? Nesta edição, mostramos

ainda pode ficar por dentro das novidades no ramo

em duas reportagens a importância do uso das cores

da marcenaria para integrar os ambientes, saber

de forma correta. A cromoterapia é uma grande aliada

como montar uma brinquedoteca para lá de divertida

dos designers no momento da escolha das cores pois,

para a criançada, conhecer a solução de iluminação

para além de definir as tonalidades do ambiente,

em trilhos, saber como fazer – você mesmo – um

elas carregam consigo o poder de despertar ou

quadro com string art de abacaxi, entender o que é

potencializar sensações. E para exemplificar como

Tape Art – e abusar da criatividade gastando pouco.

utilizar bem os tons, apresentamos o projeto de

Ufa! Não acabou... Tem mais ainda e é só passar para

uma casa das arquitetas Mariana Stockler e Carolina

as próximas páginas para se informar sobre tudo isso

Posanske em Curitiba, no Paraná, que gostam de

e muito mais. Boa leitura!!!


//7


/// ÍNDICE

12 UM LUGAR PARA MEDITAR

18 ESPAÇO BEM APROVEITADO

8//

24 ILUMINAÇÃO NOS TRILHOS


30 CAPA

BENDITA COR!

34 TAPE ART

50 TEMPO AMIGO

//9


AQUI VOCÊ ENCONTRA AS MELHORES SOLUÇÕES EM EQUIPAMENTOS PARA ILUMINAÇÃO EXTERNA

Em Vitória da Conquista, a Kapefio é referência quando falamos de materiais elétricos de qualidade de baixa, média e alta tensão! São mais de 11 anos de experiência no mercado, oferecendo aos seus clientes o que há de melhor em produtos para rede de iluminação externa 15KV. São cabos, transformadores, luminárias, para-raios, chaves e disjuntores para garantir a melhor estrutura de iluminação para condomínios e grandes empresas. Faça uma visita e confira!

facebook

/Kapefio

@kapefio

KAPEFIO MATERIAIS ELÉTRICOS TELEFONE: (77) 3421-9504 AVENIDA JURACY MAGALLHÃES, 495 B. JUREMA - VITÓRIA DA CONQUISTA/BA

10//


GRUPO MAIS DE COMUNICAÇÃO | CNPJ: 23.018.197/0001-91 RUA BENJAMIN CONTANT, 499 - VILA MORAES 19900-231 - OURINHOS/SP FONE: 14 3324-8800 RESERVADOS TODOS OS DIREITOS DE REPRODUÇÃO DIRETOR PAULO DARÉ (MTb 59949/SP) paulo@grpmais.com.br DIRETORA DE REDAÇÃO CIBELE BARBOSA COSTA (Mtb/SP 27.775) COORDENADORA DE CONTEÚDO MARIA AMANDA SILVEIRA redacao@grpmais.com.br DIAGRAMAÇÃO E ILUSTRAÇÕES JOÃO ANTONIO SIMÃO NETO criacao@grpmais.com.br UNIDADE DE FRANQUIA VITÓRIA DA CONQUISTA CIBELE CRISTINA BARBOSA COSTA - ME CNPJ: 25.004.685/0001-75 AVENIDA EXPEDICIONÁRIOS, 753, SALA 1 – RECREIO CEP 45020-310 – VITÓRIA DA CONQUISTA/BA DIRETORA UNIDADE DE VITÓRIA DA CONQUISTA CIBELE BARBOSA COSTA conquista@grpmais.com.br CONTATOS (77)3422-4233 / 98827-9007 comercial.conquista@grpmais.com.br CIRCULAÇÃO VITÓRIA DA CONQUISTA E REGIÃO PUBLICAÇÃO BIMESTRAL grpmais.com.br/decorarq AS MATÉRIAS ASSINADAS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS RESPECTIVOS AUTORES E NÃO CORRESPONDEM NECESSARIAMENTE COM A OPINIÃO DA REVISTA.

//11


///DÉCOR ZEN

UM LUGAR PARA MEDITAR DICAS PARA VOCÊ CRIAR O SEU ESPAÇO DE DESCANSO EM CASA

T

em sempre aqueles dias em que nós estamos cansados da rotina, do trabalho intenso, estressados com o trânsito ruim ou com insatisfações pessoais que favorecem,

além do cansaço físico, também o mental. Nessas horas tudo o que a gente mais quer é um lugar de paz e tranquilidade para nos afastarmos de tudo isso e ajudar a recarregar as energias, aliviar o estresse, diminuir a ansiedade e a irritação.

///Cris Paola - Foto: Hamilton Penna

E é possível ter um ambiente assim em casa propício para relaxar e desconectar-se dos problemas, seja ele na varanda, jardim ou sala de estar. Os arquitetos Marcus Paffi e Renata Cipriano, do escritório Cipriano Paffi Arquitetura, e Cris Paola, do Studio Cris Paola, ambos em São Paulo, dão algumas dicas simples de como criar um espaço que tenha esse estilo “goodvibes” dentro da nossa casa, baseado no que eles costumam trabalhar em seus projetos. No final das contas, o objetivo é sempre usar as ideias de decoração para proporcionar a criação de um ambiente que seja perfeito para meditação, praticar Yoga, ler, ouvir música ou descansar a mente. Então aqui vão algumas dicas dos arquitetos! ESCOLHA O LUGAR IDEAL O arquiteto Marcos Paffi aconselha que, antes de qualquer coisa, é necessário escolher o cantinho ideal da sua casa que lhe ofereça conforto térmico e acústico. “Sempre recomendo que o morador caminhe por sua casa e procure visualizar o espaço. É sempre importante que seja distante de barulhos, arejado e, se possível, com iluminação natural”, afirma.

12//

///Tres Arquitetura - Foto: Luis Gomes


ILUMINAÇÃO Quanto mais perto da luz natural, melhor! O ideal é que o espaço esteja próximo de uma janela ou varanda, até para que tenha uma entrada de ar fresco. Se a iluminação natural não for possível, a arquiteta Cris Paola sugere a instalação de um dimmer. “O recurso permite que a intensidade da luz seja controlada. Caso não seja possível, uma luminária de chão ou um abajur também podem ajudar a solucionar facilmente a questão”, explica Cris. TONS SÓBRIOS As cores podem facilmente nos despertar sensações e é por isso que temos que escolher tonalidades para deixar o ambiente mais sereno, proporcionando aconchego e tranquilidade. As paletas mais indicadas são as de tons pastel e também as neutras. “O verde, por exemplo, traz a sensação ///Cipriano Paffi Arquitetura - Divulgação

de equilíbrio e harmonia, e o azul, proporciona serenidade. Ambas as cores fazem uma ótima composição com o bege”, a arquiteta Cris dá a dica. MÓVEIS E OBJETOS DE DECORAÇÃO A regra número um para criar um espaço zen em casa é não pesar a mão na escolha dos móveis e acessórios de decoração. Aquele ditado de que “menos é mais” vale muito nessa hora! “O ideal é que esse canto seja o mais confortável possível. Assim, sugerimos a escolha de alguns futons, um tapete ou até mesmo uma poltrona”, recomenda Renata Cipriano. VERDE QUE TRAZ PAZ E ACALMA! Não é novidade por aqui que as plantas, em qualquer lugar, ajudam a purificar o ar, trazem a sensação de tranquilidade e ainda ajudam a renovar as energias do ambiente. “Se além das plantas, for possível colocar uma fonte, o clima ficará ainda mais favorável à meditação, pois

RAP Arquitetura Foto: Evelyn Müller

som da água corrente colabora para o relaxamento da mente e traz paz”, finaliza Cris Paola. Com todas essas dicas já dá para você se inspirar e

///Oficina 1111 - Foto: Mariana Orsi

procurar um cantinho da casa para criar o seu lugar de descanso que, com certeza, vai se tornar o seu refúgio preferido no mundo!

//13


///BY JULIANA FERREIRA

14//


///Fotos: Iuri Vinícius

MORADA CONTEMPORÂNEA O CHARME DE UM APARTAMENTO FEITO PARA RECEBER

Q

uem chega assim de mansinho abrindo

a

apartamento

porta pode

desse perceber

logo de cara que se trata de um

lugar bastante confortável com a personalidade de um casal que adora passas as férias na cidade. Acabaram encontrando um apartamento amplo, em Vitória da Conquista, com grandes janelas que garantem uma bela vista. A proposta era ter um apartamento casual, espaçoso e despojado para receber a família, os amigos e principalmente os netos. A designer de interiores Juliana Ferreira logo aceitou a missão e propôs a criação de uma base neutra com alguns tons terrosos e pontos impactantes, porém sem excesso de revestimentos, tecidos e texturas. Além de uma iluminação planejada e uma seleção correta de mobiliário e obras de arte.

//15


///BY JULIANA FERREIRA

No Living, a designer optou por usar um revestimento 3D da Castellato e à sua frente foi projetado um móvel mais baixo que pudesse manter a sensação de amplitude do espaço. O equilíbrio final desse projeto de interiores ficou por conta da escolha do mobiliário, assinado com a predominância da madeira e do couro, bem como com objetos de decoração. Os moradores são grandes apreciadores de obras de arte, por isso pediram que fossem deixadas algumas paredes em branco para montarem uma coleção aos poucos. As telas e peças de arte dispostas pelo ambiente fazem parte de uma seleção criteriosa, com destaque para a belíssima escultura de Mario Cravo Neto, um reconhecido artista baiano.

16//


Para a sala de jantar a escolha foi a mesa Dinn e as cadeiras Anna em madeira natural Nogueira, ambas assinadas pelo designer Jader Almeida. Em todo o espaço, a iluminação foi projetada com luz indireta e alguns pontos com a luz direcionada, como o Pendente Bossa assinado por Fernando Prado. E para um casal que adora cozinhar e receber os amigos para degustarem os seus pratos, é lógico que a cozinha não deixaria de ser muito bem equipada, já que é o espaço mais utilizado da casa. O destaque especial dessa cozinha é a área com uma copa que ficou muito charmosa com o uso do revestimento tijolo inglês da Palimanan. Além disso, todo o mobiliário foi desenhado detalhadamente pelo escritório e executado em MDF amadeirado, conferindo uma rusticidade sofisticada ao ambiente. No quarto do casal, o objetivo fundamental da designer Juliana foi proporcionar um espaço que garantisse conforto e aconchego. Para isso, a roupa de cama, selecionada a dedo, e iluminação pontual fizeram toda a diferença.

JULIANA FERREIRA Design de Interiores (77) 99974-5415  julianasantosferreira@gmail.com  @julisferreira

//17


14 ARQUITETURA

///PROJETO CASA

///Fotos: Gabrielli Azevedo

ESPAÇO BEM

APROVEITADO SOLUÇÕES DE MARCENARIA MARCAM A INTEGRAÇÃO DE AMBIENTES

18//

À

s vezes, pensar em ideias simples e práticas pode ser uma solução muito melhor e mais rápida que derrubar paredes - e também vai

lhe render menos dores de cabeça. As arquitetas Mariana Andersen e Mariana Guardani, sócias do Casa14 Arquitetura, fizeram uma verdadeira transformação na reforma desse apartamento de 135 m², localizado em frente a uma bela praça no Real Parque, na zona sul de São Paulo.


Vendo esse apartamento como está hoje não dá para imaginar que antes ele estava totalmente deteriorado, mal iluminado e fragmentado. O projeto original é dos anos 70 e foi depois desenhado para um casal jovem e recém-casado, mas que hoje já tem filhas gêmeas. Atendendo aos pedidos dos clientes, as arquitetas toparam o desafio de projetar uma reforma que pudesse atender o crescimento da família e dar uma repaginada em todo o visual. As profissionais contam que esse projeto foi feito para atender o desejo dos moradores de receber os amigos, além de promover as suas maiores paixões: cozinhar, tocar, criar e exibir os móveis, já que alguns deles foram desenhados pela dona da casa que é designer. Tudo isso na nova configuração de apartamento que se divide entre área social com ambientes integrados – cozinha, sala de jantar, sala de estar, varanda, escritório e a área íntima com duas suítes.

//19


14 ARQUITETURA

///PROJETO CASA

Foi pensada uma solução de marcenaria que pudesse atender a um pedido especial dos clientes de abrir o espaço da cozinha para sala e integrála totalmente aos demais espaços. “Para isso, desenvolvemos um sistema de portas pantográficas que permitiram abertura e fechamento total do vão. Outra integração realizada foi no terceiro quarto, que foi aberto para a sala e se tornou escritório e estúdio do morador, que é vídeo-maker e músico”, explica a arquiteta Mariana Guardani. No quarto do casal foi instalada uma grande janela de vidro que trouxe mais iluminação natural para o quarto e o conectou o banheiro. “Usamos uma parte deste ambiente (cerca de 60 cm) para aumentar a suíte do casal - eles pediram uma banheira que tivesse uma comunicação com o quarto”, conta Mariana Andersen.

20//


A marcenaria foi o grande destaque de toda a obra, já que todos os armários foram desenhados, dando ainda liberdade para as arquitetas ousarem nas ideias do projeto, além de favorecer o aproveitamento de cada centímetro do apartamento. “A estante da sala criou, por exemplo, um eixo interessante entre a área social e a íntima – as portas de entrada dos dormitórios se embutem na estante de nichos, desenhada em parceria com a cliente – assim como os armários do closet e do quarto e o gabinete do banheiro”, destaca Guardani. Esse projeto de interiores só vem para provar que ideias criativas podem transformar ou otimizar qualquer ambiente. Sem contar que soluções assim podem diminuir custos com as obras e simplificar a vida do morador que vai se preocupar menos com todos os transtornos que uma reforma radical pode trazer. As arquitetas cumpriram a missão de transformar esse apartamento em um lugar que oferecesse funcionalidade, conforto e estética para os seus moradores. Fica a dica!

//21


///SÉRIE KIDS

BRINCADEIRA DE CRIANÇA

T

22//

BRINQUEDOTECA PROPÕE ESPAÇO LÚDICO E DIVERTIDO PARA OS PEQUENOS ///Fotos: Rudi Razador Fotografia

oda criança adora fazer aquela bagunça

tendência na arquitetura é a transformação de varandas em

pela casa na hora de brincar, o que deixa

brinquedotecas, por exemplo, para conciliar a necessidade

os pais de cabelos em pé! Melhor é

de um espaço para as crianças em ambientes que limitam

quando existe um cantinho especial da

um pouco a liberdade delas, como os apartamentos.

casa, uma brinquedoteca, para elas darem asas à imaginação

A designer de interiores Melina Mundim explica que o

e brincarem sem se preocupar com toda a desordem que

mais importante na hora executar um projeto como este é

fica depois das atividades.

estar sempre atento à questão da segurança dos pequenos.

Todo espaço que for destinado para uma criança – seja

“Certifique-se que as janelas tenham telas de segurança, um

quarto, brinquedoteca ou sala de estudos – precisa ser lúdico,

tapete de borracha é igualmente bem-vindo para o caso

cheio de cores, prático e organizado para que os pequenos

de possíveis quedas e para impedir a criança de brincar no

se sintam interessados em permanecer por mais tempo

chão frio. Além disso, o tapete também colore o ambiente”,

naquele ambiente. Uma coisa que tem se tornado uma forte

indica Melina.


A praticidade e organização também são detalhes

coloridas se houver incidência de sol. Evite imagens de

fundamentais no momento de se projetar uma brinquedoteca.

personagens para que a criança deixe a imaginação mais

As arquitetas Lígia Jardim e Fernanda Sperb, do escritório

livre para criar”, sugere.

Jardim & Sperb Arquitetura, de Belo Horizonte, não

Quando a brinquedoteca faz parte de um ambiente

dispensam as estantes e os armários em seus projetos. “Eles

integrado e acaba se conectando com outros espaços da

vão ajudar a organizar o ambiente e proporcionar bastante

casa como a sala de estar, as arquitetas do escritório Jardim

espaço livre para a criança poder brincar. Pisos práticos e

& Sperb Arquitetura orientam: “Além de estantes abertas,

laváveis são os ideais, como laminados ou porcelanatos. O

use também armários fechados para guardar as miudezas

mobiliário deve ser adequado às necessidades solicitadas

e o que não precisa aparecer. Essa é uma boa opção para

pelos pais e se adaptarem à idade das crianças”, afirmam.

que a família possa estar próxima às crianças, usando a sala,

Mesmo sendo um lugar dedicado à diversão, ele não pode estar tomado de brinquedos o tempo inteiro, até

enquanto elas brincam na varanda”. E um detalhe: tudo isso sem tirar a privacidade dos adultos!

mesmo para que os pequenos aprendam a importância de

A gente sabe que mesmo com toda farra e bagunça,

guardar todos os objetos em seus devidos lugares depois de

o que mais importa na criação da brinquedoteca é

brincadeira. Para isso, a designer Melina dá algumas dicas

satisfação, a felicidade dos pequenos e proporcionar um

valiosas: “As caixas de acrílico e MDF são excelentes nesses

local adequado para o desenvolvimento da criatividade.

espaços, pois além de guardar os brinquedos, também

E não é tão difícil assim criar uma aí mesmo na sua casa

permitem que eles fiquem à vista. O ambiente não precisa

aliando cores alegres e vibrantes com soluções práticas

de muitos móveis, mas precisa ser confortável, com pufes

e ergonômicas para que as crianças brinquem de

para breves descansos ou leitura, por exemplo, e cortinas

maneira confortável.

//23


///TENDÊNCIA CONCEITUAL

Projeto 1 - Residência S.W Art3

ILUMINAÇÃO NOS TRILHOS

S

24//

SOLUÇÃO PRÁTICA E DE MELHOR CUSTO BENEFÍCIO PARA ESPALHAR LUZES PELO TETO

///Foto: Marcelo Stammer

é

ou refletores, que são capazes de direcionar a luz para os

novidade na arquitetura e decoração

locais que precisam de mais claridade, usando apenas um

para inspirar os nossos leitores e, quando

ponto de luz do teto.

empre

buscamos

trazer

o

que

falamos em iluminar o ambiente, não

A arquiteta Karina Kawano e a designer de interiores

poderia ser diferente. A iluminação em trilhos, inspirada

Denise Maruishi, da Artd3 Arquitetura & D3sign, explicam

no estilo industrial, é uma forte tendência que propõe

que a opção de trilhos de iluminação gera versatilidade

flexibilidade nos projetos luminotécnicos, garantindo

em sua aplicação. Nesse quarto projetado por elas,

beleza e eficiência.

os spots garantem luminosidade direta e indireta,

Optar por uma iluminação como essa pode trazer

deixando o ambiente agradável e confortável. “Com

muitas vantagens, principalmente porque ela se adequa a

o trilho eletrificado e diferentes tipos de lâmpadas é

necessidade de cada espaço, além de ter um processo de

possível levar a claridade exatamente aonde se precisa,

instalação menos trabalhoso. Os trilhos recebem os spots

proporcionando múltiplos efeitos de luz”, relata Karina.


///Vitrine by Tidelli – Karina Kawano e Denise Maruishi

//25


///TENDÊNCIA CONCEITUAL

Vitrine by Tidelli – Karina Kawano e Denise Maruishi

26//


Estúdio Campetti - Projeto Escritório

A iluminação em trilhos é uma solução bastante utilizada

de comprimento e nele pode-se conectar vários spots com

nos casos em que não há a possibilidade de rebaixamento

lâmpadas diferentes. Por terem comprimento limitado,

com forro, o que acaba evitando também gastos em

na necessidade de maior comprimento ou mudança de

excesso e a sujeira desnecessária da obra. Por isso, os spots

direção da iluminação, pode-se usar conectores, o que

embutidos são utilizados para manter o pé direito mais alto

permite flexibilidade na distribuição de spots no teto”,

ou para explorar um conceito estético. E existem vários

explica Tiago.

modelos de trilhos e spots que podem favorecer um projeto que tenha um estilo mais industrial e despojado. Essa

tendência

também

explora

a

Já deu para perceber que para usar a iluminação em trilhos, os projetos arquitetônicos precisam ter muita

infraestrutura

personalidade e ousadia. Se o seu projeto tiver uma pegada

disponível para traçar a melhor solução luminotécnica, como

mais industrial, o ideal é optar por trilhos que contrastem

explica o arquiteto Tiago Campetti, do Estudio Campetti,

com a cor do teto (se o for branco, escolha equipamentos

que utilizou o recurso em seu escritório de arquitetura. “O pé

na cor preta) mas se a ideia for fugir da decoração com

direito muitas vezes é uma condicionante forte para definir

o estilo industrial para algo mais clássico, prefira aqueles

o resultado de iluminação. A sala de projetos que criamos,

que têm a cor semelhante com a do teto para não chamar

por exemplo, possui circuitos com trilhos que direcionam a

atenção para a iluminação. Pensar onde os móveis serão

luz para a parede, formando uma iluminação suave, que é

posicionados antes da instalação de luz no teto também é

complementada pelos tubos de Led suspensos”

algo muito importante porque a iluminação vai cumprir a

E tem mais um detalhe: já que os trilhos podem ser instalados depois da obra já pronta, eles oferecem a

sua função de auxiliar na execução de tarefas, além de dar destaque à decoração.

flexibilidade de movimentá-los pelo teto, apontando para

As fotos mostram que os trilhos trazem um ar de

onde se deseja direcionar a luz. É uma iluminação que

autenticidade para os projetos de interiores e, muito além

acompanha as mudanças!

da beleza que eles agregam ao ambiente, oferecem uma

Para instalação são necessários apenas o trilho

instalação extremamente fácil e agilizam o processo de

eletrificado, spots para trilho e a lâmpada para o spot.

acabamento - sem contar que é uma opção que não pesa

“Eles são vendidos normalmente com um ou dois metros

muito no orçamento!

//27


/// FAÇA VOCÊ MESMO

DOit Yourself Quadro tropical com string art de abacaxi

A

s

soluções

de

decoração

econômicas

e

sustentáveis estão em alta! Por isso, dessa vez buscamos uma ideia de Faça Você Mesmo que é bem prática e descomplicada de fazer: o string

art! Essa é uma técnica de arte que possibilita criar inúmeras formas e desenhos usando fios e alguns pregos. A arquiteta e blogueira do Simplichique, Manuela Lopes, trouxe uma proposta muito bacana de criar um projeto do tipo com o tema tropical para incrementar a decoração. Inspire-se nessa ideia e faça o seu também!

MATERIAIS ! 1 placa de MDF 30x30 cm ! Fios de lã (amarela e branca) ! Martelo ! 31 pregos ! Lápis ! Tesoura ! Papel ARQUITETA

MANUELA LOPES BLOG SIMPLICHIQUE

www.simplichique.com.br

28//


PASSO A PASSO 1 - Desenhe o formato de um abacaxi em um papel, recorte

4 - Feito isso, agora é a hora de preencher a parte de dentro

e posicione bem no meio da madeira.

da fruta no sentido de zigue-zague. Quando terminar, faça o caminho de volta para ficar com o fio duplo em cada passada e dar mais destaque ao preenchimento.

2 - Vá contornando a figura com os pregos. Onde as formas forem em linha reta, como no caso da folhagem do abacaxi, sempre coloque um prego em cada vértice; já

5 - Para fugir do óbvio e deixar minha string art mais

nas partes curvas, vá distribuindo os pregos mais ou menos

parecida comigo, preferi fazer a folhagem com fios brancos.

com a mesma distância entre eles. Se você não tem muita

A estratégia é exatamente a mesma: dê um pequeno

familiaridade com o martelo, pode usar um pregador para

nozinho em um dos pregos e vá passando os fios pelos

ajudar a bater sem correr o risco de se machucar.

outros; quando chegar no final, faça o caminho de volta até encontrar o primeiro. Nesse caso, fui e voltei com os fios duas vezes cada, ou seja, quatro camadinhas de fios brancos no total.

3 - Agora começa a parte mais legal: contornar os pregos com os fios. Primeiro, escolha um deles para começar; prenda a pontinha do fio nele e corte o excesso do nó. Aí, é só começar a passear pelos pregos, respeitando o formato do abacaxi. Dê uma voltinha em cada prego, para ajudar a fixar melhor o fio. Quando chegar no primeiro prego, aquele do nozinho, dê mais uma volta para deixar meu contorno mais cheinho até ter dado a volta completa na silhueta do abacaxi.

E ficou pronto o meu quadro tropical de abacaxi com fios de lã. E é claro que depois de tanta inspiração, você já pode escolher um tema tropical e criar o seu próprio string art para decorar a sua casa!

//29


/// TERAPIA DAS CORES

CORES PARA QUE TE QUERO! A TÉCNICA DA CROMOTERAPIA PODE INFLUENCIAR DE FORMA POSITIVA NA SUA VIDA

30//

Você já notou que um dia cinza e chuvoso pode nos deixar um pouco tristes, ao contrário de um dia de céu azul e ensolarado? Já percebeu também que nosso humor logo de manhã cedo, por exemplo, pode influenciar até nas cores da roupa que vamos vestir para ir trabalhar? Não tem jeito, o mundo é colorido e a imensidão de tons está bem ali, na frente dos nossos olhos, e interfere diretamente no comportamento humano. A cromoterapia explica melhor tudo isso!


A professora Ana Gilce Rodrigues Noronha,

de fundo para elaboração de todo o design”, afirma.

Design

A escolha das cores é uma das fases mais importantes

de Interiores do Senac EAD, esclarece que a

do décor e é interessante notar o “poder” que elas têm

cromoterapia é uma técnica natural reconhecida pela

sobre os ambientes, conferindo a eles não apenas a

OMS (Organização Mundial de Saúde) desde 1976,

beleza estética, mas a possibilidade de transformá-los

que entende que banhos de luz, uso de lâmpadas

em locais que potencializam sensações. Nesse sentido,

coloridas em chuveiros e banheiras, escolha das

muitos arquitetos e designers passaram a aplicar a

cores das roupas e a iluminação da casa, influenciam

cromoterapia na decoração de interiores, até porque

no bem-estar das pessoas. “E isso também não seria

se as cores influenciam o comportamento humano, é

diferente na arquitetura e no design, já que o momento

necessário prestar atenção em como elas serão usadas

de escolha das cores das paredes de um ambiente é o

nos ambientes de forma que tragam saúde e bem-estar

início de qualquer projeto. Afinal, a parede é o plano

para as pessoas que vão estar sempre ali.

coordenadora

do

curso

Técnico

em

//31


/// TERAPIA DAS CORES

32//

Na cromoterapia, o branco é a cor da luz

A professora afirma ainda que a definição de uma

divina, representa paz, pureza, limpeza, além de

boa paleta para o projeto pode até melhorar questões

trazer bastante luminosidade e simplicidade para

estruturais do espaço decorado. “Uma sala com pé

o ambiente. Mas usar predominantemente essa

direito alto, por exemplo, pode ter a sensação de

tonalidade no décor pode ser bastante monótono,

altura reduzida, com o uso de um rodameio, pintando

por isso o branco pode ser bem utilizado com outras

meia parede, ou seja, a parte de baixo mais clara e a

cores mais vivas, ajudando até mesmo a valorizá-las.

parte superior com uma cor mais escura”, explica Ana.

Em contraponto, o preto e o cinza são a ausência de

Já nos ambientes menores, que precisam de

luz e devem ser usados nos detalhes da decoração do

mais amplitude, Ana indica cores que forneçam uma

ambiente, pois em excesso pode torná-lo deprimente

harmonia monocromática, usando diferentes tons da

e causar a sensação de tristeza. Porém, a combinação

mesma cor, o chamado “tom sobre tom”. Mas se o seu

de uma dessas cores contrastando com o branco, na

ambiente for maior, não se acanhe na hora de ousar

dose certa, pode dar um ar de sofisticação e requinte

na composição e combinação de cores, até mesmo

para o espaço.

com tons mais vivos e escuros.


Se for o caso de ambientes corporativos, é preciso

agitada, por exemplo, deve se evitar a cor vermelha

que o designer avalie a área de atuação da empresa,

que é uma tonalidade ainda mais estimulante. “A

o quadro de colaboradores e as necessidades dos

prova disso é que o vermelho dificilmente é utilizado

gestores para a criação do ambiente. “Mas não há

em hospitais, que necessitam ser um espaço de

um padrão de cores para toda a empresa. Áreas de

tranquilidade, de serenidade. A melhor opção são

trabalho podem ter cores estimulantes e espaços

os tons mais pastéis e calmantes, como o azul e o

de descanso e confraternização ter tonalidades mais

verde”, ressalta.

relaxantes”, orienta a professora Ana. Ela ainda destaca que para projetos de moradia, por exemplo, é sempre bom levar em conta a

emocional e estimular a criatividade. E é por isso que cada uma delas oferecem propriedades específicas. Veja o quadro! ///Fonte: In.tetto Arquitetura&Interiores

personalidade do cliente. Se for uma pessoa mais

As cores podem nos inspirar, trazer equilíbrio

Com tantos benefícios que as cores oferecem dá até vontade de sair pintando as paredes em um verdadeiro arco-íris, mas calma! Não misture todas elas para não criar o efeito contrário que a cromoterapia propõe e acabar o poluindo o seu ambiente. E não pense que elas servem apenas para as paredes, porque também vale para os acessórios de decoração. Agora que você já sabe das funções das cores da cromoterapia na decoração, qual combinação que irá escolher para decorar a sua casa a fim de deixa-la equilibrada e você com mais saúde?

//33


///Créditos: Trio Lindenberg - Studio

///ARTE DE FITA

34//

///Créditos: Seber Morais


///Créditos: Seber Morais

TAPE

ART!

UMA FORMA ECONÔMICA E CRIATIVA DE DECORAR

T

alvez você nunca tenha ouvido falar no Tape Art, mas essa é uma expressão artística, com uma pegada da arte urbana, que vem se destacando e agregando

muita personalidade à decoração de interiores. A “arte de fita adesiva” surgiu do grafite de rua lá pelos anos de 1960 com a proposta de atrair as pessoas por meio de uma cultura urbana e inovadora. A ideia é criar diferentes tipos de desenhos com inúmeras cores e formas, em fachadas de casas e paredes, prédios abandonados, metrô, carro ou até mesmo compondo ambientes dentro de casa e no escritório com muita autenticidade. E se você gosta de fazer por conta própria os detalhes da decoração, o tape art também pode funcionar muito bem como o “Faça você mesmo”, porque o material é de fácil acesso e o nível de dificuldade não é tão alto assim. Vários tipos de fitas podem ser utilizados como a fita isolante, de empacotamento, colorida, durex ou silver tape, por exemplo. O diferencial fica por contas das formas que vão ser desenhadas nas paredes com infinitas opções, desde monocromáticas, com muitas cores, listras e até com estampas. Marina Rodrigues é uma designer que trabalha com essa técnica de aplicação das fitas adesivas a partir da sua intuição e criatividade. “Nos meus projetos autorais, a identidade bate de frente com minha personalidade e forma de ver o mundo. Gosto de trazer temas que me deixem expressar alegria, ou então assuntos diários que me deixam triste ou revoltada. Gosto de criar um impacto, mesmo que subjetivo, a quem observa minha arte”, conta Marina.

///Créditos: Vira Comunicação

//35


///ARTE DE FITA

///Créditos: Biel Siqueira - Proja

///Créditos: Tati Totti - Roberta Ca

36//


amargo

Mas a designer ressalta que é importante colocar as ideias no papel antes de executar o projeto para criar uma arte que seja única e exclusiva. “O estilo minimalista, abstrato, geométrico e monocromático é quase que unânime,

///Créditos: Regis Sandes

independente de onde e com quem esteja e, a partir disso, eu consigo criar outras características para cada arte. Quando se trata de uma encomenda, é fundamental estudar a volumetria ideal e cada detalhe, além da personalidade do ambiente, captando todas as características que o cliente me passa para esboçar sugestões”, explica. É claro que para evitar que as fitas se descolem da parede depois de um certo tempo, exige-se um cuidado profissional, principalmente quando se trata banheiros, cozinhas e ambientes externos, porque as fitas vão estar expostas as condições térmicas desses locais. Para cada superfície será indicado um tipo de fita adesiva a ser usada e, se você quiser fazer o tape art em casa, a dica é escolher um ambiente que não tenha contato com a umidade ou com a exposição prolongada ao sol. Marina ainda orienta que o ideal é que o ambiente esteja totalmente pronto antes de aplicar as fitas, isso porque é preciso harmonizar o tape art com o restante dos elementos que compõe o espaço, como os móveis e acessórios de decoração. Isso evita com que o ambiente fique poluído visualmente, mas vale ressaltar que a arte de fitas combina perfeitamente com qualquer estilo de décor. “Já fiz o tape art em casas mais clássicas, contemporâneas, minimalistas, quartos de crianças, jovens ou casais com filhos. É possível brincar muito com as fitas, fazendo desenhos geométricos, figurativos, monocromáticos ou coloridos. Acho importante ter em nossa casa o que resume nossa personalidade”, defende a designer. A ideia do tape art é de justamente dar asas à criatividade e explorar um espaço com um olhar mais ousado e inovador. É uma forma de unir arte e muito estilo para compor a decoração de interiores com muito chame!

///Créditos: É de Casa

//37


///PROJETO CORES

38//


TONS DE ALEGRIA ///Fotos: Marcelo Stammer

CORES PONTUAIS SÃO ALTERNATIVAS PARA TORNAR OS AMBIENTES MAIS MODERNOS

N

ão tem alternativa melhor do que usar as cores para dar fim à monotonia de um ambiente com tons sóbrios demais. A ideia é deixar os projetos mais modernos e com a personalidade do morador investindo em cores pontuais sobre uma base mais

neutra. É assim que a decoração fica mais elegante e atemporal para sair da mesmice e ganhar um toque de vida. As cores foram as grandes protagonistas nessa casa de 209 m² das arquitetas Mariana Stockler e Carolina Posanske em Curitiba (PR). “Gostamos de trabalhar com uma base neutra e, nos detalhes, colocamos cores de acordo com o gosto do cliente. Esses detalhes, como almofadas, quadros, papel de parede e objetos decorativos em geral podem ser renovados com o passar do tempo e isso também é bacana”, explicam. Um detalhe importante desse projeto – e que também chama muita atenção logo de cara – ficou por conta das tonalidades mais vivas que se destacam em alguns móveis e acessórios de decoração para alegrar os ambientes. “Seguindo o desejo dos clientes, optamos por um estilo sofisticado e aconchegante, mas com alguns toques de cor que trouxessem mais vida ao projeto. Para isso, usamos o tom de vermelho em alguns pontos da sala. Já no quarto da filha, utilizamos a sua cor preferida, o azul turquesa. Nosso objetivo foi deixar a casa com a ‘cara’ dos clientes”.

//39


///PROJETO CORES

40//


As arquitetas ainda ressaltam que as escolhas das cores foram feitas de acordo com a personalidade dos moradores, de forma que os ambientes pudessem ficar mais aconchegantes para eles. Além disso, elas afirmam que tiveram o cuidado na hora de escolher as tonalidades corretas para espaço, porque as cores são capazes de despertar sensações nas pessoas. “Usamos de uma forma detalhada e controlada, para fazer uma composição harmônica. Gostamos de usar as cores em detalhes que sejam facilmente trocados com o passar do tempo, renovando facilmente a decoração”, pontuam as arquitetas. Deixando as cores à parte, também vale contemplar a ótima escolha das pedras de mármore e granito que embelezam a lareira central da sala de estar e também a bancada da cozinha, num tom mais escuro, proporcionando sofisticação para os ambientes e ajudando a valorizar ainda mais a marcenaria e a decoração. Já no quarto da filha o destaque foi papel de parede que deu sequência para o tons da decoração e dos pufes - nesse caso, o cinza foi usado para deixar mais leve a transição até a cor branca que foi predominante nos móveis. Com todo o projeto bem pensado e desenvolvido, também foi planejada a iluminação para que a decoração pudesse ser ainda mais valorizada em pontos estratégicos. “O luminotécnico projetamos em função do layout do móveis, sempre tentando destacar e valorizar com a iluminação os pontos relevantes. Na sala usamos os plafons redondos embutidos no centro da sala, fazendo uma composição de tamanhos diferentes, em cima da mesa de jantar, e na bancada da cozinha pendentes para pontuar e também como decoração. Sempre dividimos em circuitos separados para dar a possibilidade de cenas para cada tipo de uso”, esclarece Mariana e Carolina. As arquitetas afirmam que é possível, sim, combinar cores diferentes da decoração, desde que elas não “briguem” entre si, deixando o espaço mais leve e sofisticado. Mas se você não quer errar no décor é só seguir a dica: cores pontuais em ambientes neutros!

//41


///REVESTIMENTOS CERÂMICOS

///Fotos: Divulgação Eliane/Decortiles

42//

O QUERIDINHO PORCELANATO

REVESTIMENTO CERÂMICO É VERSÁTIL E PODE SER USADO ATÉ NO MOBILIÁRIO

Abusar da criatividade para ousar e inovar nos projetos

Mas por que o porcelanato se tornou o revestimento

dando novas funções aos materiais utilizados na execução

preferido dos profissionais em tão pouco tempo? O

da obra tem sido a grande sacada de muitos arquitetos e

arquiteto Danillo Pierozzi conta que essa preferência se deve

designers.

É o caso dos revestimentos cerâmicos, cujo

às possibilidades de aplicação mais criativas do porcelanato

uso não é mais exclusivo em pisos, paredes e fachadas. O

nos projetos e por ele ser mais sustentável, se comparado a

porcelanato – o queridinho de dez entre dez profissionais -

pedras naturais - alguns inclusive com espessuras mínimas

ganhou uma nova função que já é forte tendência para 2018:

de até 4mm. Além disso, “suas estampas são hiper-realistas,

a aplicação no mobiliário.

podem até ter relevos como as pedras naturais, como o caso

O porcelanato surgiu com a proposta de ser usado como

do Travertino. É um produto mais leve que os concorrentes

revestimento de piso mas, nos últimos anos, ganhou muito

e alguns conseguem até mesmo filtrar o ar do ambiente sem

em qualidade, variedade de estampas e tamanhos diversos.

alterar suas características estéticas”, completa.


Mas, para além dos pisos e paredes, o produto também está sendo bastante utilizado como tampos de mesa, banheiras, bancadas, cubas, dentre outras peças especiais, possibilitando a criação de projetos exclusivos e diferenciados, já que a peça pode chegar a medir 2,40 x 1,20m. “Estes revestimentos de grandes dimensões proporcionam uma melhor aplicação no mobiliário, esteticamente mais limpa e contínua devido à não necessidade de recortes e junções de outras peças para compor uma única superfície, como uma bancada extensa, por exemplo. Assim, o porcelanato passa a ser uma opção interessante para o mobiliário”, explica Simone Lourensi, coordenadora de design e portfólio do Grupo Eliane/Decortiles.

//43


///REVESTIMENTOS CERÂMICOS

Importante lembrar que os revestimentos cerâmicos se

itens em porcelanato também podem ser uma ótima aposta

destacam pela baixa porosidade - o que evita o surgimento

para integrar ambientes e solucionar problemas de espaço.

de manchas, acúmulo de sujeira, proliferação de mofo e

“Muitas vezes optamos por uma estética diferenciada e única

bactérias - sendo ideais para bancadas de cozinhas e de áreas

aos projetos, mas também surgem casos em que precisamos

gourmet. Isso sem falar da resistência mecânica a variações de

buscar soluções de ocupação de espaço que somente uma

temperatura, a facilidade de instalação, limpeza e manutenção.

peça ‘esculpida’ consegue atender. O excelente acabamento

Sem dúvida, o porcelanato passou a ser figurinha

é outro fator importante para a escolha do produto, que ajuda

carimbada dentro de casa, sendo usado muitas vezes

a trazer qualidade ao projeto como um todo”, explica Juliana.

como o substituto das tradicionais pedras de mármores

Mas não há restrições! O porcelanato pode ser usado

e granitos. A arquiteta Juliana Bonfim, parceira do grupo

em qualquer ambiente, desde os mais clássicos aos mais

Eliane/Decortiles, destaca que principalmente as bancadas

modernos. Mesmo com toda versatilidade que o material

de pias e lavabos em revestimento cerâmico entraram na

oferece, é importante se atentar para a aplicação correta em

lista de desejos de muitos consumidores, justamente pelas

áreas úmidas, pias de cozinha ou cubas esculpidas. Elas não

propriedades técnicas do material, além da vantagem de

devem ter emendas, já que o material tem seu movimento

oferecer um melhor custo-benefício.

de dilatação e pode ocorrer, com o tempo, pequenos

Juliana ainda destaca que as bancadas, móveis e demais

44//

vazamentos nas juntas.


Na hora de escolher o revestimento cerâmico também

No fim das contas, o porcelanato tem inúmeras

é preciso prestar atenção a composição do material, pois

vantagens que o tornam opção bastante atraente para os

pode interferir no processo de instalação de pias e bancadas,

consumidores, além da qualidade técnica, beleza estética

em especial. Por isso, Danillo dá algumas dicas: “fuja dos

e alta resistência. “A relação custo-benefício tem sido

materiais com compostos de vidro, porque o acabamento

favorável pela fidelidade do produto final, modernidade

no corte pode ficar imperfeito; tente sempre ‘casar’ os

e beleza que as bancadas dão aos projetos, baixa taxa

veios das peças, assim elas ficam muito mais realistas. Se

de assistência técnica pós-entrega de obra e satisfação

forem porcelanatos extrafinos em peças grandes vai haver

dos clientes. Sem falar que a variedade de projetos que

a necessidade de uma base em ardósia ou material similar

podem ser feitos com este produto é proporcional a

para se auto sustentar. Além disso, atentar-se ao tamanho do

criatividade do arquiteto. Temos um material maravilhoso

porcelanato - quanto maiores as placas, menos ou nenhuma

que pode ser esculpido no formato que quisermos”,

emenda será necessária nas pias e bancadas”, orienta.

conclui a arquiteta Juliana.

//45


///ILUMINAÇÃO DECORATIVA

Efeito “Cheguei”! De volta aos anos 1980, as luzes de neon decoram os ambientes com muita personalidade. Imagens: StoreHouse Home Decor

O vintage moderno virou tendência e os divertidos letreiros em neon, aqueles que costumamos ver nos filmes dos anos 1980, voltaram com tudo! E como se não bastasse toda referência estética daquela época no cinema e na moda, era óbvio que a decoração jamais poderia ficar de fora disso.

46//


Sem dúvidas os luminosos em neon chamam a atenção e - por que não - trazem inovação para os projetos de interiores. Podem ter desenhos diferentes, ícones, frases inspiradoras e formatos que podem ser personalizados de acordo com o gosto de cada pessoa. “Esses letreiros em neon funcionam normalmente apenas para decorar, pois a luz não costuma ser suficiente para iluminar. A ideia é dar uma bossa especial ao ambiente, dar destaque a um determinado espaço”, explicam as arquitetas Luciana Menezes e Graziela Oliveira, do projeto Amigarquiteta, uma consultoria express de arquitetura.

Bom é usar a criatividade para ousar em letreiros coloridos na decoração, com iluminação vermelha, azul ou rosa, por exemplo. Dependendo do visual que se pretende dar ao espaço, pode variar os tons, mas sem exageros para não poluir o ambiente com muita informação, até porque os luminosos são feitos para chamar a atenção. “Em geral, eles são usados em ambientes comerciais ou espaços mais ‘descolados’, em homeoffices, hometheaters, salas da família, quartos de adolescentes”, destacam as arquitetas. Uma dica é usá-los em cima de cabeceiras ou em algum cantinho estratégico da sala de estar para dar um toque especial e criativo no décor.

//47


O ideal é usar tons parecidos com outros acessórios de decoração para harmonizar o ambiente. Se a decoração do quarto tiver tons mais rosados e sóbrios, invista num letreiro com lâmpada rosa, e deve ser assim também com as outras cores. E aqui vai mais uma dica das arquitetas Luciana e Graziela: “Normalmente, os letreiros de neon ficam bem em espaços com madeira, cimento, tijolos, pedras... É bem ‘eclético’. Às vezes são fixados em quadros, objetos e devem servir como detalhes na decoração”.

48//


Em paredes pintadas de tons mais escuros, como preto ou azul, e também aquelas revestidas com papéis de parede, é comum o uso de neon branco para dar um contraste diferenciado. Em decorações mais minimalistas, a tendência dos letreiros também funciona super bem, deixando os espaços ainda mais elegantes numa versão clean. No fim das contas os luminosos acabam se tornando os protagonistas porque os nossos olhos acompanham involuntariamente o brilho e o destaque que esse acessório traz para o ambiente. Então vale apostar numa decoração que seja mais neutra para o décor não ficar desagradável visualmente. Mas vale tudo - com bom senso!

//49


///Créditos - High Design

///SUSTENTABILIDADE


///Futon Company Moema - Show Room Petit Futon

TEMPO AMIGO O MOVIMENTO SLOW DESIGN PROPÕE UMA VIDA DESACELERADA E O CONSUMO CONSCIENTE

V

ocê deve ter em casa aquele móvel que talvez pense já estar fora da moda e das últimas tendências lançadas pelos salões internacionais de móveis. Só não imagina

que com uma boa repaginada, sua peça pode ficar novinha em folha e dar um aspecto novo para a sua decoração. Esse é o propósito do slow design, que valoriza tudo o que é feito de forma artesanal, sustentável e de consumo consciente. O conceito do slow design vem do movimento slow food, que surgiu na Itália, e veio para se contrapor ao termo fast food - estilo de vida acelerado induzido pela sociedade norte-americana na era pós-industrial. No slow design, especificamente, o objetivo é promover o bem-estar das pessoas, da sociedade e do meio ambiente. “(Ele) se baseia, ///FutonCompany - Berlingot Ecolona Listrada

basicamente, em um conceito de design mais sustentável que se opõe ao consumismo exacerbado. Dentre as principais ideias estão: uma produção artesanal, a conscientização a respeito do que realmente precisamos em termos materiais para viver, a sustentabilidade, não só das coisas, mas da vida de todos no mundo”, explica a designer e sócia-diretora da ACTA Comunicação Integrada, Tatá Muniz. A ideia é simples: comprar apenas o que lhe serve, desde que seja bem feito, durável e sustentável. Nesse sentido, o slow design se parece um pouco com o estilo minimalista, que propõe uma vida com menos coisas, evitando o consumismo por outros motivos que não seja a necessidade. Tatá lembra que o minimalismo pode ser aplicado a qualquer coisa, desde “roupas, acessórios, calçados, móveis, livros e revistas, etc. Já o slow design trata-se mais especificamente de móveis, objetos, utensílios e peças decorativas”, afirma.


Um dos pilares do movimento é a sustentabilidade,

///Almofadas verdes - Futon Company

///SUSTENTABILIDADE

fazendo uso de recursos renováveis dentro dos limites permitidos. Nada pode ser tirado da natureza sem um para criar produtos. Deve existir a preocupação em buscar saber a fonte daquele recurso renovável e qual o impacto a retirada dele pode causar para a comunidade local, por exemplo. Além disso, o mais bacana desse movimento é a valorização do trabalho de pequenos artesãos e da cultura

///Minimod Fazenda Catucaba

propósito, nem mesmo para ser usado como matéria-prima

local de cada região. “O slow design propõe um tempo de produção maior, já que nada é feito em larga escala e em linha de produção, são peças mais autorais, artesanais, únicas até e que demandam maior tempo de dedicação, o que é bem característico dos artesãos regionais”, destaca a designer. Isso sem falar na reciclagem, que também é matéria-prima bastante utilizada. A grande sacada é perceber o que você já tem e o que pode reutilizar. É possível que já exista uma peça que já não é mais útil, mas que com algumas mudanças pode dar cara nova a decoração, evitando descarta-la por em casa e usar a criatividade para inovar e criar um móvel exclusivo. Mas, calma! Isso não é obrigatório. Se a peça não está mais condizendo com o cenário do ambiente, ou se incomoda de alguma forma, é importante um descarte consciente doando para outra pessoa, por exemplo. “O que percebo é que as pessoas têm uma tendência a se livrar de objetos que estão incomodando na mesma medida em que desejam consumir outros objetos, isso por não conseguirem observar a geografia das coisas. Acabam eliminado um problema e criando outro, ou seja, o consumir por consumir, sem dar uma chance para uma peça ser recriada, reinventada”, opina Tatá. O conceito principal do movimento do slow design está na mudança do ser humano, que deve pensar no seu futuro como foco e não tanto associar o design com a palavra “tendência” passageira. Além de consumir o suficiente para conseguir sobreviver no futuro, porque o tempo e a matériaprima são da natureza. Se você compartilha dessa ideia, pode adotar uma vida mais slow – e ser feliz com o que tem!

52//

///FCo - Istambul VA18

objetos novos. É só observar com carinho o que você já tem


//CrĂŠditos - High Design

//Made - Banco Espora - Designer Ines Schertel

//CrĂŠditos - High Design

//FutonCompany - ClicClac Berlin AMB

//53


///ARQUITETURA E SAÚDE

VIVER BEM, MORAR BEM

AVALIAR O PRESENTE, REFLETIR SOBRE O FUTURO: ESSE FOI O OBJETIVO DO PROJETO VIVÊNCIAS

O

escritor

francês

próprias, olhar para dentro de si e ter sempre em

Alain de Botton, autor do livro

mente como elas poderiam ser. Então, o lar não é

Arquitetura

um refúgio apenas físico, mas também psicológico,

diz

que

e

filósofo da

o

Felicidade,

ambiente

afeta

o guardião da identidade de seus habitantes.

as pessoas de tal forma que não seria exagero

Foi por esse motivo que as revistas DecorArq

dizer que a arquitetura é capaz de estragar ou de

e Revista +Saúde se juntaram para a realização do

melhorar a vida afetiva ou profissional de alguém.

Projeto Vivências, que aconteceu no fim do ano

Ao construir uma casa ou decorar um cômodo, as

passado no espaço de eventos da loja Maricotta. O

pessoas querem mostrar quem são, lembrar de si

tema da primeira edição foi “Viver bem, Morar bem”. ///Fotos: Filipe Sobral

54//


A abertura foi feita pela diretora das revistas, Cibele

dermatologista Carolina Borba.

Barbosa. “O principal objetivo aqui é tratar sobre o bem-

A mediação do evento ficou por conta da

estar e a qualidade de vida, que são essencialmente

designer de interiores Juliana Ferreira, que definiu o

as grandes temáticas da revista +Saúde, através de

Projeto Vivências como um evento inovador. “Foi um

um bate-papo descontraído para refletir sobre quem

momento muito bacana para trocar experiências,

somos e quem buscamos ser, tanto em nosso físico,

conhecimentos e conteúdos sobre um tema que

nosso interior, no espaço em que vivemos, habitamos

precisa ser estimulado. Eu acho que esse bate papo

e trabalhamos”, disse no início do evento.

fortalece o segmento da arquitetura e do design e,

Nesse encontro foi possível reunir um time de

principalmente, o posicionamento do profissional

profissionais de diversas áreas que vieram para

no mercado. E muito além disso, propor uma

contribuir com suas experiências, entre eles o

discussão sobre o estilo de morar que é muito mais

arquiteto e urbanista Marcelo Ferreira, também

do que a decoração e da parte estrutural de uma

coordenador do curso de Arquitetura da Faculdade

casa, mas algo que mexe com o estilo de vida de

Fainor; a arquiteta e urbanista Morgana Nunes; a

cada pessoa, é a construção de um ideal de vida”,

psicopedagoga e neuropedagoga, Taneá Freire; e a

afirma a designer.

//55


A psicopedagoga Taneá Freire, parabenizou as revistas pelo encontro e disse que por lidar diariamente

56//

escute menos das crianças que o melhor lugar delas é o parquinho”, pontua.

com crianças e adolescentes em fase escolar,

“Adorei a iniciativa! Acho que todo mundo sai

consegue perceber que na escola, em especial,

ganhando quando unimos áreas tão distintas para

é importante que os alunos se sintam bem para

falarmos de um assunto tão importante que é

aprender de forma saudável. “Que coisa promover

essa busca pelo bem-estar, do corpo e da mente,

um espaço como esse! Deu para percebermos que

nos espaços em que vivemos”, destaca Carolina

as áreas conversam entre si e se ajudam. Que todos

Borba, medica pós-graduada em Dermatologia,

nós levantemos essa bandeira de espaços gostosos

em Medicina Estética e pos-graduanda em

de se estar, principalmente as escolas, para que eu

Medicina Integrativa.


Claro que uma boa conversa pede boa comida

só realmente possível quando estamos em harmonia

e bebida! O cerimonial do evento ficou por conta

com nosso corpo e nossa mente. E mais do que falar

do buffet Miss Gourmet, comandado pela chef

sobre como a arquitetura interfere na nossa saúde

Christiane Luna.

mental e física, buscamos com o Projeto Vivências

A busca de uma felicidade pessoal e espiritual passa pelo conceito de estar bem, viver bem - coisa

informar para prevenir, de forma que o sujeito encontre a plenitude em todas as áreas da vida.

//57


58//


//59


A SOLUÇÃO DE REVESTIMENTO MAIS BONITA QUE VOCÊ JÁ VIU! A Cofermac dispõe da melhor linha de Porcelanato Líquido para que você tenha menos transtornos com mão de obra, tempo e manutenção do seu piso. É uma tendência em revestimento que pode renovar o ambiente com muito bom gosto e sofisticação!

PORCELANATO LÍQUIDO CHECK-CIRCLE Brilho intenso CHECK-CIRCLE Pode ser aplicado sobre outros pisos CHECK-CIRCLE Diversas cores e efeitos CHECK-CIRCLE Acabamentos marmorizados, decorado, 3D e liso CHECK-CIRCLE Resistência e durabilidade CHECK-CIRCLE Rápida aplicação e secagem A qualidade que você já conhece em mais um endereço! Em breve a Cofermac também estará na Avenida Brumado, em Vitória da Conquista.

60//

Endereço: Av. Crescêncio Silveira, 424, Centro Fone: (77) 3421-4670 | (77) 3422-9362 Site: www.cofermac.com.br Vitória da Conquista/BA

Profile for GRUPO MAIS DE COMUNICAÇÃO

Revista DecorArq | Ano 03 - Ed. 09  

Unidade Conquista

Revista DecorArq | Ano 03 - Ed. 09  

Unidade Conquista

Profile for grpmais