Issuu on Google+


Textile for creating illusions www.decoprint.eu

Distribuidor no Brasil: Carlos Eduardo Moreira / Lainière de Picardie Brazil cadudc@openlink.com.br / www.lainieredepicardie.com.br

PRINTED BY CALDERA RIP

www.caldera.com / contact@caldera.com

Printed on a Durst Rho P10. Durst Brasil www.durst.com.br / contato@durst.com.br


Durst rho série P10 A mais versátil, mais produtiva e mais robusta impressora uV

Durst rho p10 200/250 Impressora digital uV série rho p10: tecnologia Avançada de Impressão de Alta Velocidade

Os novos cabeçotes Durst Quadro Array® no coração de todas as impressoras garantem qualidade de impressão“fine art”e com até 1000 DPI de resolução real. Conheça um novo padrão de velocidade e qualidade com robustez industrial. Saiba mais sobre nossa tecnologia, acesse o website www.durst.com.br Durst do Brasil Rua Cel Lisboa, 596, Vila Mariana, São Paulo - SP, CEP: 04020-041

Fone/Fax: (11) 3059-5900 contato@durst.com.br www.durst.com.br


excelência em atendimento semPre Ao seu lADo, onDe seu negócio estiVer Com atendimento comercial e técnico direto do fabricante, a Durst Brasil oferece a mais completa família de impressoras exclusivamente UV - planas, rolo a rolo e híbridas - ao alcance de sua Empresa. Durst Brasil, compromisso total com seu sucesso.

Durst rho p10 320r Impressora digital uV tecnologias exclusivas, projeto e fabricação próprios • • • • • •

Tecnologia de cabeçotes Quadro Array para impressão fine art Pontos de até 10 picolitros Resoluções reais de até 1000 dpi Precisão e robustez para a execução das mais diversas tarefas Arquitetura flexível (plana, rolo a rolo e híbrida) O top de linha em impressão UV para comunicação visual

www.durst.com.br

FEspA 2013 25 a 29 de junho Londres, Inglaterra Estande N5N


22

Sumário

ESPECIAL LOUCOS POR RÍGIDOS V A quinta edição da série que trata sobre a tecnologia UV, traz um panorama do mercado. Conversamos com bureaus que já utilizam as máquinas UV para saber o que mudou em sua empresa, e para saber se as expectativas foram atendidas. Falamos também com os fabricantes sobre as tendências, e esclarecemos as principais diferenças entre os equipamentos com cura UV tradicional e com cura UV LED. Confira também a tabela com os principais equipamentos disponíveis no mercado

08

EDITORIAIS E EXPEDIENTE

16

ESPAÇO DE NEGÓCIOS Qualidade em grandes proporções

10

SUAS IMPRESSÕES

16

ESPAÇO DE NEGÓCIOS

12

ESPAÇO DE NEGÓCIOS Artwork Digital constrói telas atraentes para promover a importância da reciclagem de papel e descarte de medicamentos

14

ESPAÇO DE NEGÓCIOS A EFI GS 5000r amplia as possibilidades de aplicações

15

38

GF NEWS Curso de aplicação de adesivos é sucesso no mercado empresa

40

Caldera investe em ampliação da sede

CANTINHO DA PRODUÇÃO

19

44

ESPAÇO DE NEGÓCIOS Revendas Marabu visitam a matriz e fábrica na Alemanha

CHECK GF Primeiro Check Gf realizado em um equipamento UV

34

51

Atitudes que não deixam sua vida evoluir

Confira como foi a primeira etapa da consultoria na GF

ARTIGO GESTÃO DO TEMPO

ESPAÇO DE NEGÓCIOS

37

Empresa holandesa elimina gargalos de pré-impressão, reduz custos, tempo e desperdício de trabalhos complexos

Associação elege FESPA Brasil entre as melhores feiras do mundo

GF NEWS

GF NEWS

54

ZECA VINIL Mais uma história do mascote da GF


EDITORIAL

Queridos leitores

Expediente

Espero que gostem da Edição de Loucos por Rigidos de 2013! Procuramos melhorar a cada ano, tanto que a Andressa resolveu que a partir de agora quer fazer todas as edições com matérias de capa bilíngue! Adorei a idéia! Fechamos uma parceria com Wilson Giglio, nosso brilhante consultor e este ano cada campeão do Prêmio Bureau Criativo ganhará de presente 100 horas de consultoria grátis! Acredito que será de grande valia para muitos, um prêmio capaz não só de abrir portas comerciais da empresa com o Troféu, mas capaz de transformar os caminhos, facilitando as atividades, melhorando a capacidade lucrativa, enfim, estamos radiantes em divulgar esta novidade. Nosso propósito quer ir além, ajudar de alguma forma a apoiar nossos leitores ao crescimento! Mandem hoje mesmo seus trabalhos, não percam esta oportunidade! Um forte abraço,

Junho 2013 | Ano 7 – nº 81

Editora/ Diretora Luciana Cristina Andrade editora@grandesformatos.com

Jornalista Andressa Fonseca MTB 9186/PR faleconosco@grandesformatos.com

Atendimento ao Assinante +55 (41) 3023-4979

Luciana Andrade Editora/Diretora

Assinaturas

editora@grandesformatos.com

assinaturas@grandesformatos.com

Anúncios Flávia Medeiros atendimento@grandesformatos.com

Projeto e desenvolvimento gráfico Paolo Malorgio Studio paolo.malorgio@gmail.com

Da Redação A edição de Junho deu trabalho, ufa! Já são 5 edições da série Loucos por Rígidos, e pensar em fazer algo diferente em uma tecnologia que é recente, porém já não mais tão nova, foi um grande desafio. Afinal, nosso público já conhece a tecnologia, e uma grande parte dos nossos leitores já tem experiência com ela. Falar sobre UV sem muito aprofundamento, poderia dar um tom superficial à matéria. Mas conseguimos, com a ajuda dos nossos amigos, parceiros e leitores, extrair “o suco da maçã”. Espero que gostem! Nesta edição pra lá de chique, com algumas matérias, inclusive a de capa, bilíngües, demonstra o crescimento da revista, e quão empenhada a GF está em atender todo o mercado de impressão digital, nacional e internacional. Não deixe de conferir as novidades do mercado, além do primeiro Check GF realizado em uma máquina UV, veja o equipamento avaliado na pág 44. Espero que apreciem a leitura, E até Julho!

A Revista GF é publicada 11 vezes ao ano pela GF Editoração Ltda

Junho de 2013 GF Editoração LTDA

Todos os direitos reservados. A reprodução total ou parcial deste material é permitida mediante autorização prévia expressa pela GF Editoração Ltda e desde que tenha citada a fonte. O conteúdo dos artigos é de responsabilidade dos au-

Andressa Fonseca Jornalista faleconosco@grandesformatos.com

tores, não expressando necessariamente a opinião da revista. Os informes técnicos são de caráter informativo, não são comercializados e a revista é imparcial, não prevalecendo nenhum fabricante em detrimento de outro. Os anúncios são de total responsabilidade dos anunciantes. Visite nosso portal www.grandesformatos.com


QUAL A IMPORTÂNCIA DA COR? A COR É TUDO. ELA FAZ VOCÊ GANHAR CLIENTES? SÍ, D

NITIVAMENTE.

IMPRESSORA UV DIGITAL EFI VUTEk QS2 PRO

Obtenha qualidade de imagem P-O-P com a velocidade de produção VUTEk. A EFI™ VUTEk® QS2 Pro é uma impressora UV robusta de dois metros que oferece tudo que você precisa para aumentar a satisfação de seus clientes e expandir o seu negócio. A qualidade de impressão na escala de cinza, na consistência e na precisão da cor, combinada à velocidade sem igual de produção da VUTEk, permitem que você aumente a sua produção e lucratividade, obtendo resultados incomparáveis.

Verifique ou visite vutek.efi.com/DefinitelyColor58 para saber mais. Ou ligue para 32-2-749-94-20. Contato Comercial: Marcia B. Crepani (11) 99136-2939 e (11) 3266-3263

©2013 EFI. Todos os direitos reservados.


CLEVER ZUNINO - COORDENADOR DE PRODUÇÃO DEque IMPRESSORA todos que sempre que perceberem que todos erramos que sempre a ficarem que aperceberem vontade em erramos a nos avisar. nos avisar. No quadro onde é citada a configuração No quadro 600x900, onde é indicado é citada aoconfiguração tempo 600x900, ERRATA CHECK GF ERRATA CHECK GFmin e 10,5s e uma quantidade de 113 deem 113metros min e 10,5s final de e uma 144,23m²/h. quantidade em metros fi SUAS O correto é como indicado no quadro O abaixo: correto é como indicado no quadro abaixo: ERRATA CHECK GF IMPRESSÕES Gostaria de parabenizar pela matéria Gostaria do check de parabenizar pela matéria do check nº 7 tenho Ampla e não tem nenhum nºponto 7 tenho Ampla e não tem nenhum ponto CLEVER ZUNINO - COORDENADOR PRODUÇÃO ConfiguraçãoDE Alta QualidadeDE IMPRESSORA Configuraç negativo a informar. Gostaria de esclarecer negativo a informar. Gostaria de esclareceraos nossos leitores Agradecemos por estarem sempre atentos en COMEntáRIOS PARA Resolução: 600 x 900 dpi Resolução: uma dúvida que notei na página 47 onde uma dúvida é que notei na página 47 onde é avisarem, pois isto demonstra o interesse Passos: 6 pass pela revista. Incentivam Passos: 6 pa mencionado no quadro “configuração mencionado alta no quadro “configuração alta EDIçãO DE MAIO: Modo de impressão: Bidirecional Modo de im todos que sempre que perceberem que erramos a ficarem a vont qualidade” aparece “tempo de impressão qualidade” aparece “tempo de impressão Medida do arquivo: 3,19 x 3,10 Medida do a ERRATA CHECK GF 113min e 10,5”  e em “ m² por hora: 113min 144,23 m² e 10,5”  e em “ m² poravisar. hora: 144,23 m² nos Metragem quadrada: 9,89 Metragem q p/hora”. Foi digitado algo errado, pois p/hora”. com Foi digitado algo errado, pois com No quadro ondeGF é citada aForgraf configuração 600x900, éevisual indicado o te A revista motiva a a investir em comunicação e Tempo de impressão: 13 min 10,5 seg Tempo de im tempo de impressão dar essa tempo de impressão nunca vai dar essa TAesse CHECK GF nunca vai esse Agradecemos aos nossos por estarem sempre atentos en produtos pois leitores mostra e acompanha economia mundial de min e 10,5s e uma quantidade em ametros final de 144,23 Metros quadrados por hora: 45,29 m²/h Metros qua metragem por hora. Poderia me esclarecer metragem o por hora. Poderia113 me esclarecer o gráficos, e suas tendências sempre de modo positivo. Ela integra as redes avisarem, istoindicado demonstra o interesse pela revista. Incentivam O correto épois como no quadro abaixo: tempo correto e ou metragem? tempo correto e ou metragem? sociais digitais permitindo, de maneira democrática, a participação

para planejarmos da melhor maneira a produção deste ano.”

de parabenizar pela matéria do check todos quede sempre que perceberem erramos a ficarem todos. Parabéns pelo conteúdo, que pelo design da revista, pelos a vont ClademireCosta Clademir Costa ho Ampla não tem nenhum ponto editores e toda a equipe. nos avisar. Diretor Operacional da Via Minas –Diretor Operacional da Via Minas – Rafael Marques Motta - Gerente Comercial Configuração Alta Qualid - Forgraf - Produtos o a informar. Gostaria de esclarecer No quadro onde éGráficos citada aComunicação configuração 600x900, é indicado o te Varginha/MG Varginha/MG e Visual Belo Horizonte MG Envie suas sugestões, Envie suas sugestõ TA CHECK GF Resolução: 600 x 900 dpi vida que notei na página 47 onde é de 113 min ecomentários 10,5s e uma quantidade em metros final de 144,23 eequipe críticas: comentários e críti Passos: pass “Quero parabenizar a toda da Revista pelo trabalho nado no quadro “configuração alta O correto é como indicado no quadro abaixo:GF 6 realizado na edição de maio que trouxe novamente mercado a Modo deaoimpressão: Bidire deaparece parabenizar pelade matéria do check de” “tempo impressão - E-mail:dos faleconosco@grandesformatos.com - E-mail: faleconosco@grande importância softwares dentro das empresas deste segmento. O que você gostaria de O que encontrar você gostaria de- OCartas: encontrar Medida doEditoração arquivo: ho Ampla e não tem nenhum ponto GF Editoração - Revista -a Cartas: GF GF Ltda -x especial “Softwares” veioLtda reforçar importância que estas 3,19 e 10,5”  e em “ m² por hora: 144,23 m² Configuração Alta nas próximas edições nas dapróximas sua Revista? edições da sua ferramentas temRevista? no dia-a-dia empresa, podendo inclusive ser Qualid Metragem quadrada: 9,89 Av. Presidente Affonsoda Camargo, Av. nº 2491 Presidente Affonso Camar oFoi a informar. Gostaria de esclarecer digitado algo errado, pois com comparado com os equipamentos, suprimentos e outros pontos Cristo Rei, Curitiba/PR Cristo Rei, Curitiba/PR Resolução: 600 x 900 dpi Mande sua sugestão! Mande sua sugestão! TempoParabéns de impressão: 13 m vida de queimpressão notei na página 47 onde é mpo nunca vai dar essa fundamentais alcançar os resultados esperados. a toda CEP para 80050-370 CEP 80050-370 Passos: 6 pass Metros por hor equipe pelo belo trabalhoquadrados e(41) qualidade. nado nohora. quadro “configuração alta o em por Poderia me esclarecer - Telefone: (41) 3023-4979 - Telefone: 3023-4979 Jefferson Santos Gerente de Contas AJORS Sistemas Modo de impressão: Bidire Curtidas na edição de fevereiro: Edinéia Curtidas Souza, na edição de fevereiro: Edinéia Souza, de” aparece “tempo de impressão orreto e ou metragem? Jose Assis Vale, Souza Oliveira, Jose Twitter: Carlos, Ideia Vale, Medida do arquivo: 3,19 x twitter.com/RevistaGF Twitter: twitter.com/Revis e 10,5”  e em “ m²Assis por Souza hora:Oliveira, 144,23 m²Carlos, Ideia Marcelo Silva Bahia, Jefferson Santos, Marcelo RodrigoSilva Bahia, Jefferson Rodrigo SigaSantos, a GF no Twitter! Siga a GF no Twitter! Metragem quadrada: 9,89 digitado algo errado, pois comPaulo FernandoBrasil, irFoi Costa Brasil, Marco Abdala, VAdlel Marco Abdala, Paulo Fernando VAdlel MARAVILHA! TODAS PARAbéNS FICOU 13 m Tempo de impressão: mpo de impressão nunca vai–dar essa Facebook: www.facebook.com/onlineGF Facebook: Operacional da Via Minas AS EDIÇÕES SÃO PERFEITA!www.facebook MetrosMARTA quadrados SEMPRE MUITO bOAS, HAAS por hor em por hora. Poderia me esclarecer o a/MG Envie suas sugestões, PARAbéNS! orreto e ou metragem? MARCELO SILVA bAHIA * Em razão do espaço ou compreensão, os textos podem ser * Em resumidos razão do ou espaço editados ou compreensão, os textos pode

comentários e críticas:

ir Costa Operacional da Minasvocê –de encontrar OViaque gostaria e você gostaria a/MG

- E-mail: faleconosco@grandesformatos.co de encontrar nasEditoração próximas - Envie Cartas: GF Ltda - Revista GF suas sugestões, próximas edições da sua Revista? Revista? Mande sua sugestão! Av. Presidente Affonso Camargo, nº 2491 comentários e críticas: Cristo Rei, Curitiba/PR de sua sugestão!

e vocêCurtidas gostaria de encontrar na suas edição desugestões, fevereiro: Edinéia Souza, Envie próximas edições da Assis Souza Oliveira, Josesua Carlos,Revista? Ideia Vale, comentários e críticas: Silva Bahia, Jefferson Santos, Rodrigo de suaMarcelo sugestão! Abdala, Paulo Fernando VAdlel -Brasil, E-mail:Marco faleconosco@grandesformatos.com - Cartas: GF Editoração Ltda - Revista GF Av. Presidente Affonso Camargo, nº 2491 Curtidas na edição de fevereiro: Edinéia Souza, Cristo Rei, Curitiba/PR Assis Souza Oliveira, Jose Carlos, Ideia Vale, CEP 80050-370 -Marcelo Telefone: Silva (41) 3023-4979 Bahia, Jefferson Santos, Rodrigo Brasil, Marco Abdala, Paulo Fernando VAdlel

CEP 80050-370 -- Telefone: E-mail: faleconosco@grandesformatos.co (41) 3023-4979 - Cartas: GF Editoração Ltda - Revista GF Av. Presidente Affonso Camargo, nº 2491 Twitter: twitter.com/RevistaGF Cristo Rei, Curitiba/PR Siga a GF no Twitter! CEP 80050-370 - Telefone: (41) 3023-4979 www.facebook.com/onlineGF Facebook: www.facebook.com/online

Twitter: twitter.com/RevistaGF a GF no Twitter! * Em razãoSiga do espaço ou compreensão, os textos podem ser resumidos ou ed Twitter: twitter.com/RevistaGF Siga a GF no Twitter!

Facebook: www.facebook.com/online

* Em razão do espaço ou compreensão, os textos podem ser resumidos ou editados 10 - j u n h o 2 0 1 3 - R E V I S TA G F

* Em razão do espaço ou compreensão, os textos podem ser resumidos ou ed


ESPAÇO DE NEGÓCIOS INCA

Artwork Digital constrói displays atraentes para promover a importância da reciclagem de papel e descarte de medicamentos A Artwork Digital criou dois displays atraentes e decorativos para o Centro Universitário Una. Essas exposições, impressos em heavy 5 e 10 mm de acrílico utilizando um Inca Spyder 320, também serviu como recipientes para serem utilizados como lixeiras de reciclagem - um para revistas, livros e jornais, o outro para medicamentos vencidos. “Impressão em acrílico é sempre difícil”, observa Rômulo de Abreu Guimarães de Artwork Digital. “Nós pré-tratamos com um primer antes de enviá-lo para impressão.” No entanto, cada uma das caixas ainda apresentou os seus próprios problemas de impressão únicos. No caso de o recipiente de reciclagem de papel - cuja definição característica era uma árvore elevandose sobre o lixo - que foi o uso de cores sólidas que se mostrou desafiador. “Impressão de cores sólidas em qualquer substrato é resistente o suficiente”, acrescenta Abreu. “Mas era ainda mais difícil no acrílico. Nós imprimimos na parte de trás do acrílico transparente, e saiu de forma brilhante”, disse ele. No caso de o recipiente de medicamento, o efeito desejado foi muito diferente. Em vez de cores sólidas, o cliente tinha solicitado a ilusão de um reservatório de líquido. Imprimir na parte de trás do espesso, com acrílico fosco criando o efeito perfeito, dando a quantidade certa de transparência para sugerir o aparecimento de líquido. O resultado foi uma exibição que fez as pessoas olhar duas vezes. “Ele não contém qualquer água de verdade, mas parece que tem”, declara com orgulho Abreu. “A Inca Spyder 320 nos permitiu concluir o projeto no prazo e

com as especificações exatas definidas pelo cliente”, acrescenta. “Tendo em conta as demandas de ambos a impressão e o substrato, este foi uma espécie de milagre.” Além de capturar a atenção de inúmeros alunos do Centro Universitário Una, os atrativos, monitores duráveis também impressionou os juízes do IDEAS AWARD, recebendo o prêmio na categoria de mobiliário e decoração.

Artwork Digital builds attractive displays to promote the importance of recycling paper and disposing of medicines Artwork Digital, Brazil created two eye-catching and decorative displays for Centro Universitário Una. These exhibits, printed on heavy 5 and 10 mm acrylic using an Inca Spyder 320, also served as containers to be used as recycling bins – one for magazines, books and newspapers, the other for expired prescription medicines. “Printing on acrylic is always difficult,” notes Rômulo de Abreu Guimarães of Artwork Digital. “We pre-treated it with a primer before sending it to print.” However, each of the bins still presented its own unique print dilemmas. In the case of the paper-recycling container – whose defining feature was a tree towering over the bin – it was the use of solid color that proved challenging. “Printing solid colors on any substrate is tough 12 - j u n h o 2 0 1 3 - R E V I S TA G F

enough,” adds de Abreu, “but it was even more difficult on the acrylic.” Thankfully, Artwork Digital’s Inca Spyder 320 was more than up to the task: “We printed it on the back of the clear acrylic, and it came out brilliantly,” he said. “We then cut it with a laser machine and assembled it.” In the case of the prescription medicine container, the desired effect was very different. Instead of solid colors, the client requested the illusion of a tank of fluid. Printing on the back of thick, frosted acrylic created the perfect effect, giving just the right amount of transparency to suggest the appearance of liquid. The result was a display that made people look twice. “It doesn’t contain any real water, but it looks like it does,” declares de Abreu proudly


ESPAÇO DE NEGÓCIOS EFI

A EFI GS 5000r amplia as possibilidades de aplicações A impressora UV EFI Vutek GS5000r amplia as possibilidades de aplicações de impressão e a gama de serviços oferecidos por um gráfica. Combinando qualidade para PDV e as velocidades de produção de painéis, o equipamento redefine o conceito de impressão rolo a rolo, em até cinco metros, permitindo aplicações com rapidez e eficácia, como desenhos gráficos para exposições têxteis, painéis e sinalizações comerciais. O equipamento tem velocidade de impressão sem igual, com alta resolução e qualidade de reprodução de tons.

Sua velocidade é estimada em 288 m2/hora e a resolução máxima é de 1000 dpi, sendo possível trabalhar com mídias de até três milímetros. A largura de cinco metros e a configuração flexível da GS 5000r permitem o uso de até três rolos, simultaneamente, bem como impressão frente e verso. O sistema de auto ajuste dos cabeçotes verificam automaticamente o de status das cabeças de impressão, de modo a minimizar a intervenção manual.

ções

Opções de Acabamen to Novidades em equipamentos, technologias atuais e futuras oportunidades Specialty Graphic Imaging Association

Patrocianor Platinum

c13_GrandesFormatos_21x14cm.indd 1

Solu e s o t n Suprime Acesse

SGIA.org e saiba mais - Keyword: Expo

Grandes Formatos

2/26/13 4:27 PM


ESPAÇO DE NEGÓCIOS ESKO

EMPRESA HOLANDESA ELIMINA GARGALOS DE PRé-IMPRESSÃO, REDUZ CUSTOS, TEMPO E DESPERDíCIO DE TRAbALHOS COMPLEXOS

A JMC signmakers, com base na província de Zeeland, Holanda, deu um passo de gigante, em sua mudança em andamento, para uma automação mais rentável, de acordo com a Esko, fornecedora global de soluções integradas para embalagens, sign e display, impressão comercial e editorial. Ao adicionar Esko i-Cut Automate à sua plataforma de produção, a empresa entrou na terceira fase de sua transformação de negócios, possibilitando produção rápida de impressões personalizadas para uma variedade de usos comerciais e outros. Dutch firm eliminates prepress bottlenecks; reduces cost, time and waste for complex jobs

JMC Signmakers, based in Zeeland Province, The Netherlands, has taken a giant step forward in its ongoing move toward more profitable automation, according to Esko, a global supplier of integrated solutions for packaging, sign and display finishing, commercial printing and professional publishing. By adding Esko i-Cut Automate to its production platform, the company has entered the third phase of its business transformation, enabling rapid production of personalized signs for a variety of retail and other uses.

A ExECUçãO DE UM PLAnO Cees Bolijn, um dos proprietários da signmakers JMC, explica que a empresa projetou sua transformação em três fases. “A primeira fase”, diz ele, “foi otimizar os aspectos técnicos de impressão e acabamento. Adquirimos um EFI VUTEk impressora de grande formato e impressoras dye-sub e solvente eco-solvente menores. No final de 2011, nós compramos um Kongsberg i-XL44 mesa de corte digital de Esko com o MultiCut correspondente e Powerhead, que consideramos a melhor moagem e mesa de corte no mercado.”

Executing a Plan Cees Bolijn, one of the owners of JMC Signmakers, explains that the company engineered its transformation in three phases. “The first phase,” he says, “was to optimize the technical aspects of printing and finishing. We acquired an EFI VUTEk superwide format printer and smaller eco-solvent dye-sub and solvent printers. At the end of 2011, we purchased an Esko Kongsberg i-XL44 digital cutting table with the corresponding MultiCUT and PowerHead, which we consider the best milling and cutting table in the marketplace.”

Produzindo sinalização com material rígido? Procurando uma mesa de corte versátil e com uma qualidade incomparável? A nova Kongsberg XN mesa de corte digital oferece a melhor qualidade para finalização de sinalizações. E com o novo motor MULTICUT – HP, as fresas para materiais rígidos estão 3 vezes mais rápidas. A kongsberg XN entrega resultados que fazem você sorrir.

RESULTADOS

QUE FAZEM VOCÊ

www.esko.com

SORRIR


ESPAÇO DE NEGÓCIOS AKAD

QUALIDADE EM GRAnDES

PROPORÇÕES RECURSOS EXCLUSIVOS FAZEM DO CONTEX IQ 4450 UMA SOLUÇÃO COMPLETA PARA DIGITALIZAÇÃO EM EMPRESAS PRIVADAS OU NO SETOR PÚBLICO Um produto inteiramente novo, com qualidade CIS, conectividade direta via rede global, para suportar necessidades de digitalização em grande formato. Trata-se do scanner Contex IQ 4450, já disponível no leque de produtos do distribuidor exclusivo AKAD. Essa linha possibilita alto fluxo de trabalho colaborativo para atividades locais ou grandes projetos globais de digitalização. Possui compartilhamento via rede e envio de arquivos para desktops remotos através de conexão via internet do usuário. Botões simples de um toque permitem digitalizar via rede para a mesa de trabalho e continuar outras tarefas em instantes. Pensado tanto para a iniciativa privada quanto para o setor público, o scanner Contex IQ 4450 se alterna entre projetos colaborativos

ESPAÇO DE NEGÓCIOS CALDERA

esporádicos ou digitalização para geração de bibliotecas e mapotecas digitais. E garante qualidade de nível profissional, com resolução óptica verdadeira de 1.200 dpi. Aceitando documentos com até 44” (1.118mm) de largura, esse equipamento digitaliza com nitidez documentos técnicos, esquemas, mapas e desenhos. Outros detalhes foram pensados para a praticidade e a qualidade do trabalho. Como o All-Wheel-Drive (AWD), para a fixação segura dos documentos, que podem ser vistos com face para cima enquanto estão sendo digitalizados. E, ainda, guias de retorno que não somente agilizam operações de manipulação e digitalização, mas também protegem os originais mais frágeis. A consultoria especializada da AKAD poderá fornecer mais detalhes sobre o produto e suas aplicações.

CALDERA InVEStE EM AMPLIAçãO DA SEDE

A Caldera, pioneira em soluções de software para grandes formatos está se preparando para fazer investimentos estratégicos em construção. A empresa viu seu faturamento em aumentar 90% desde 2008. Graças à sua oferta principal de software RIP e diversificação recente em mercados complementares, tais como sinalização e fluxo de trabalho, o volume de negócios para 2012 foi de mais de 7 milhões de euros. O forte crescimento da Caldera também viu os seus números pessoais crescer 109%, pulando de 22 funcionários em 2008 para 57 em 2012. Daqui para frente, a empresa vai investir cerca de 1 milhão de euros na ampliação de sua sede por 800m ² para criar um novo centro de treinamento. A empresa vai recrutar mais 30 pessoas nos próximos três anos. “O crescimento da Caldera nos últimos anos tem sido muito maior do que poderíamos esperar, dada a crise econômica global, e vamos mostrar que, se você trabalha duro para desenvolver produtos que realmente atendam às necessidades de seu mercado-alvo, você pode ter sucesso mesmo sob estas circunstâncias difíceis”, diz Joseph Mergui, executivo-chefe, da Caldera. “Temos uma base de clientes fiéis e satisfeitos que confia em nós para fornecê-lo com soluções para suas demandas específicas, a lealdade e a confiança, é o que nos permitiu tornar-se um dos líderes no cenário global, com usuários em mais de 60 países.” “A Caldera está agora em uma posição muito forte para o futuro, e acreditamos que o nosso investimento em novas instalações e o crescimento projetado da nossa filial americana só servirá para aumentar ainda mais nosso volume de negócios”, diz Joseph Mergui. “Nosso crescimento é uma boa notícia para os nossos clientes também, pois mostra que o mercado em geral está com boa saúde”

Caldera invests in expansion of thirst Pioneering wide-format software solutions provider Caldera is preparing to make strategic investments building on a highly successful period that has seen the company’s turnover increase by 90 percent since 2008. Thanks to its core offering of world-class RIP software and recent diversification into complementary markets such as workflow and digital signage, turnover for 2012 was over €7m. Caldera’s strong growth has also seen its personnel numbers grow by 109 percent from 22 staff in 2008 to 57 in 2012. Going forward, the company will invest around €1m in expanding its headquarters by 800sqm to create a new training center. The expansion will see the company recruit a further 30 people within the next three years. “The growth of Caldera in recent years has been far greater than we might have expected given the global economic downturn, and goes to show that if you work hard to develop products that really meet the needs of your target market, you can succeed even under these difficult circumstances,” says Joseph Mergui, chief executive, Caldera. “We have a loyal and satisfied customer base which trusts us to provide it with solutions for its unique demands, and that loyalty and trust is what has enabled us to become a leading player on the global stage with users in more than 60 countries.” “Caldera is now in a very strong position for the future, and we believe that our investment in new premises and the projected growth of our American branch will only serve to further boost our turnover,” says Joseph Mergui. “Our growth is good news for our customers too, as it shows that the market in general is in good health” 16 - j u n h o 2 0 1 3 - R E V I S TA G F


ESPAÇO DE NEGÓCIOS MARAbU

Revendas Marabu visitam a matriz e fábrica na Alemanha No início de Maio algumas das principais Revendas da Marabu do Brasil tiverem a oportunidade de visitar as duas fábricas que a empresa possui na cidade de Tamm, próximo à cidade de Stuttgart, na Alemanha. O grupo composto com Revendas de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Teresina, Recife e Belo Horizonte pôde constatar toda a tecnologia envolvida na fabricação dos produtos da empresa, além da participação de workshops e treinamentos teóricos e práticos em diversos equipamentos. A Marabu também apresentou toda a estrutura de seus laboratórios e equipamentos de última geração, deixandoos muito mais confortáveis para as atividades de exposição e venda, do portfólio da Marabu no mercado Brasileiro.


O

O s p F m

Primeiro centro de capacitação do Brasil focado em cursos para o mercado de impressão digital.

Nosso Centro de Formação, surge para preencher uma lacuna do mercado quanto à formação de seus profissionais. Com a missão de transformar pessoas e levar o melhor conhecimento focado em gestão e técnica em impressão digital em grandes formatos. Hoje contamos com os cursos: Aplicação de Adesivos; ministrado por Diomédes Sousa; Técnico em Impressoras Digitais (Inicial e Avançado); ministrado por Vinicius Timi; Operacional em Impressoras Digitais; ministrado por Vinicius Timi; Gerenciamento de Perfil de Cores; ministrado por Marcelo Chagas; Sucesso em Vendas; ministrado por Edsel Lonza;v Escola de Negócios EAD - Com ênfase em vendas, negociação e gestão de clientes.

ANOS 7desde 2006

E m a d q p e in A D P P P P

grandes ideias, grandes iniciativas 6,5 mil assinantes 26 mil leitores 12 mil leitores da versão web Mais de 200 Profissionais capacitados desde 2011 pelo centro de capacitação profissional. Promovendo há 6 anos o Premio Bureau Criativo

O P


O

O que é o Prêmio Bureau Criativo?

O “Oscar” do mercado de impressão digital! Assim pode ser considerado o Prêmio GF Bureau Criativo, um prêmio anual, promovido pela Revista Grandes Formatos, que visa reconhecer e premiar os trabalhos mais criativos do Brasil! Empresas de comunicação visual do país inteiro mandam seus melhores trabalhos para serem avaliados. A avaliação fica por conta de representantes de grandes empresas atuantes em nosso segmento, que fazem o julgamento de forma neutra e imparcial, pois em nenhum momento sabem qual o nome da empresa participante. Avaliam somente o trabalho, independente de questões comerciais nas categorias: Adesivação, Decoração de ambientes, Projetos sustentáveis, Projetos diferenciados, Projetos para PDV, Projetos Externos.

S

s s b s l. o

´

s

O LUGAR CORRETO PARA ANUNCIAR SUA EMPRESA.

(41) 3023-4979 www.grandesformatos.com


CAPA

O PROGnÓStICO PROGNOSIS OF CRAZYNESS

Em 5 anos da série que aborda tudo sobre a tecnologia UV, realizamos um balanço. O mercado ainda está LOUCO por rígidos? A tecnologia UV ainda é o maior objeto de desejo de um bureau? E quem comprou? Saciou a vontade, ou o “olho foi maior que a barriga”? Quem está disposto a repetir a dose? In 5 years of the series that approaches everything about the UV technology, we have come to a balance. Is the Market still crazy for rigid? The UV technology is still the main desire product of a bureau? And the ones who already purchased them? Are they satisfied, or the “eyes were bigger than the hunger”? Who is willing to repeat the dose?

22 - m a i o 2 0 1 3 - R E V I S TA G F

Segundo o dicionário Aurélio, prognóstico é o ato ou efeito de prognosticar; previsão, suposição sobre o que deve acontecer; sinal, indício de acontecimento futuro, parecer sobre a evolução provável de uma doença. Portanto achamos conveniente este título para a quinta edição da série. No início de “Loucos por Rígidos”, nós ouvimos os principais sintomas, e traçamos o diagnóstico. Agora, com o auxílio de entrevistados que já tiveram a “doença” ou a “loucura” detectada, traçamos um breve prognóstico. O que vem pela frente? Quais são as possíveis mudanças dentro da tecnologia? Em todas as edições, ouvimos os fabricantes de impressoras, e claro, os bureaus de impressão, e utilizamos a fórmula vantagens versus desvantagens, e assim passamos a bola para o leitor tirar suas próprias conclusões. O leitor por sua vez, fica sempre com um apanhado de informações na mão, porém muitas vezes sem conseguir fazer uma síntese, visto que cada dado informado, parte do ponto de vista de cada fabricante ou do bureau que já utiliza as impressoras UV. O fabricante destaca as vantagens do equipamento, e o bureau as várias possibilidades de uso. Na quinta edição, percebemos a necessidade de mudar a abordagem. É preciso oferecer mais. Por quê? Primeiramente, porque a tecnologia UV não é mais tão novidade. Segundo, porque do ano passado para cá, não houve grandes mudanças, apesar de ter aumentado a especulação sobre as máquinas com cura UV LED, assunto que também trataremos nas próximas páginas. Então, na “Loucos por Rígidos” de número 5, vamos falar de maneira geral sobre tudo que ouvimos dos 18 entrevistados que são grandes fabricantes dos mercados, além da visão de alguns, dos muitos bureaus que conversamos durante a fase de preparação desta matéria. Tomamos a liberdade de fazer uma síntese de tudo, porém com a mesma imparcialidade, característica principal da nossa revista. Esperamos que assim, esse especial possa superar as suas expectativas! Boa leitura!

According to the dictionary Aurélio, prognosis is the act or effect predict, forecast, assumption about what should happen; signal indicative of future event, opinion on the likely outcome of a disease. Therefore we find it convenient this title for the fifth edition of the series. At the beginning of “Crazy for Rigid,” we hear the main symptoms, and traced the diagnosis. Now, with the aid of respondents who have had the “disease” or “crazy” detected, we draw a brief prognosis. What Lies Ahead? What are the possible changes in technology? In all editions of this series, we heard the fabricants of printers, and of course, the printing bureaus, and we have used the formula advantages versus disadvantages, and this way we have given the readers the right to get on their own conclusions. The readers therefor, stay Always with an amount of information in their hands, but many times unable to make a review, once that each data given, comes from the fabricant point of view or from the bureau that already uses the UV printers. The fabricant highlights the advantages of the equipment, and the bureau the many usage possibilities. On the fifth edition, we realized the need of changing this approach. We got to offer you more. Why? First, because the UV technology is not so brand new yet. Second, because from last year until now, there weren’t any big changes, although more speculation has risen about the machines with curia UV LED, subject that we are also bringing on the next pages. So, in the “Crazy for rigid” number 5, we are talking as na overview about everything we heard from the 18 interviewers that are major fabricants from the Market, besides the vision of some, from many bureaus we’ve talked during the preparation of this article. We have decided to make a summary of all, but with the same impartiality, main characteristic of our magazine. We expect that this way, this special can overcome your expectations! Have a nice reading!


Por Andressa Fonseca

DA LOUCURA Ao infinito e além! Se ao ler este subtítulo você se lembrou do personagem Buzz Lightyear o caso de uma grande rede de supermercados, que busca bureaus de impressão com tecnologia UV, pelo fato de ser ecologicamente do filme Toy Story, era justamente esta a intenção. correto. Alguns bureaus viram esta questão, e se apressaram em Nós que acompanhamos de perto a história de alguns leitores que comprar um equipamento UV para poder atender esse tipo de cliente. conseguiram adquirir seu primeiro equipamento UV, sabemos que é Quem ganha com isso? Somente o cliente, que vai poder “pechinchar” essa a vontade que dá ao olhar a máquina UV ali, recém instalada! mais um pouco.” Comenta Ronald Brunner, consultor de vendas na “Ao infinito e alééém, agora vou imprimir qualquer tipo de coisa, em empresa Suprimart. qualquer tipo de substrato, vou cobrar caro por isso, e vou ficar rico”, simplificando um pouco o pensamento, e usando uma dose de humor To the infinity and beyond! negro, em geral é isso que acontece. A tecnologia UV já mostrou que veio para ficar, porém ainda não If reading this subtitle you’ve remember that character Buzz Lightyear from the movie demonstra indícios de quais substituir a tecnologia solvente no Toy Story, that was exactly the intention. As we follow from very close the business of some readers that bought their first UV Brasil, por enquanto vai apenas complementar equipment, we know that this is the wish you have when you look at the machine, Vimos que muitos clientes estão satisfeitos após a aquisição das recently installed! máquinas UV. Muitos aumentaram a produtividade e a lucratividade, “To the infinite and beyond, now I am going to print any kind of thing, in any type of substrate, I’ll charge a lot, that’s why I’m going to get rich” making the thought a little mas de maneira geral, não descobriram nenhuma fórmula para simpler, and adding a bit of a cynical humor, in general this is what happens. enriquecer da noite para o dia. A maioria ainda está trabalhando duro UV technology has shown he is here to stay, but it still does not show signs of which para ter o retorno do investimento. replace the solvent technology in Brazil, for now will only complement Nova estrutura, nova cultura e novos pensamentos, são necessários The UV technology has already shown the they came to stay, and little by little (but very little), it will substitute the solvent machines, here in Brazil. aos empresários que adquirem uma máquina UV. Nada adianta um We have seen that many customers are equipamento capaz de aumentar satisfied after the acquisition of UV machines. o leque de possibilidades de Many have increase their productivity and profitability, but in a general way, they didn’t impressão estar instalado em find out any formula to get rich from one day Como exemplo, podemos citar uma empresa, onde por exemplo, to the other. Most of them are still working os vendedores ainda não sabem o caso de uma grande rede de hard to get the investment return. New structure, new culture, and new vender valor agregado. supermercados, que busca thoughts, are necessary to the entrepreneurs “Em minha opinião, são poucos os who buy a UV machine. It does not matter bureaus de impressão com que conseguiram um bom mercado having an equipment able to increase the com estes equipamentos, no que number of printing possibilities installed in a tecnologia UV, pelo fato de company, where for example, the salespeople diz respeito à lucratividade. Muitos don’t know how to sell VALOR AGREGADO. ser ecologicamente correto. que compraram, viram apenas uma “In my opinion, there are a few who reached Alguns bureaus viram esta forma de rendimento de trabalho, a good Market with these equipment, talking about profitability. Many that bought, saw que no caso seria uma troca de questão, e se apressaram em just a way of working, which is an application aplicação, pois antes imprimiam change, as before they printed in vinyl and comprar um equipamento UV em vinil e aplicavam nas chapas, applied on the boards, and nowadays the e hoje o processo é mais rápido, process is faster, because you can print para poder atender esse tipo it directly on the surface you want. Some pois imprimem direto no rígido. de cliente. Quem ganha com have seen this as a profitable thing, because Alguns viram isso de uma forma before they used to need two stickers isso? Somente o cliente, que lucrativa, pois antes precisavam appliers, and today they need only one. But say that it was possible to create a product de dois aplicadores de adesivos, vai poder “pechinchar” mais with a hight price in the Market, and then e hoje necessitam de apenas um. be able to get a lot of money, I didn’t see. um pouco. Mas dizer que foi possível inventar Actually, there is the risk that, the fight for m² that was so discussed in the solvent Market, um produto com um preço absurdo takes place again among the UV printings. For example we could mention the case of a big no mercado, que possa dizer que For example we could mention the case está ganhando muito dinheiro, não supermarket chain, that searches bureaus of printing with of a big supermarket chain, that searches vi ainda. Inclusive, corre-se o risco bureaus of printing with UV technology, UV technology, just because it is ecologically correct. Some just because it is ecologically correct. Some de a briga por m² já tão discutida bureaus realized this issue, and hurry to buy a UV equipment bureaus realized this issue, and hurry to no mercado de solventes, ocorrer buy a UV equipment to attend this kind of to attend this kind of customer. Who benefits with this? Only também entre as impressões em customer. Who benefits with this? Only the the customer, that is able to bargain a little more. customer, that is able to bargain a little more. UV. Como exemplo podemos citar Comments Ronald Brunner, sales consulter for Suprimart company.


COM A PALAVRA, OS BUREAUS With the word, the bureaus

“ Também é preciso, avaliar sua necessidade para fazer a escolha certa, em nosso caso, levamos 3 anos pesquisando.” “It is also necessary to evaluate your need to make the best choice, in our case we took three years researching”

24 - m a i o 2 0 1 3 - R E V I S TA G F

“Dei preferência por um modelo flatbed, porque vínhamos do mercado de serigrafia e ainda tínhamos vários clientes que consumiam produtos que numa cama plana era mais fácil de fazer e também na possibilidade de imprimir matérias já cortados sem precisar fazer cama de encaixe. As adaptações que tivemos que fazer depois da aquisição do equipamento UV, foi a aquisição de uma mesa de corte para auxiliar no acabamento dos materiais impressos. Realmente o investimento é muito alto e o retorno é bem mais lento que o solvente, pois além de ser um equipamento mais caro, o custo operacional que envolve a manutenção, as lâmpadas e os kits de limpeza são muito altos. Não aumentamos nosso faturamento, mas conseguimos manter o que já estávamos faturando, talvez sem este equipamento, tivesse caído um pouco. Minha dica para quem deseja adquirir um equipamento UV, é que tenha paciência, pois existem diversos equipamentos e marcas, muita coisa boa e ruim. Também é preciso, avaliar sua necessidade para fazer a escolha certa, em nosso caso, levamos 3 anos pesquisando.” ALESSANDRO WITOSLAWSKI Plastkolor Comunicação Visual

“I preferred a flatbed model, because we are from the serigraphy Market and we still had many customers that consume products that in a flatbed were easier to get done and also because the possibility to print Jobs already cut with no need to make the fixing bed. The adaptations that we had to do after the UV equipment acquisition, was the acquisition of a table for cut to help in the finishing of the printing materials. For sure the investment is very high and the return is much slower than the solvent, because besides being na expensive equipment, the operational cost involved in the maintenance, the lamps and the cleaning kits are also very high. We haven’t increase our budget, but we could keep what we were already producing, maybe without this equipment our income would have dropped a little. My advice for those who want to acquire a UV equipment, is to be patient, because there are many equipment and brands, many good but many bad ones. It is also necessary to evaluate your need to make the best choice, in our case we took three years researching.” Alessandro Witoslawski – Plastkolor Comunicação Visual


“Comprei um equipamento há 3 anos, flatbed. não comprei sistema roll to roll porque na época diziam que a tinta não era recomendada para a utilização de materiais flexíveis. não me arrependo, mas hoje eu optaria pela roll to roll porque ja fiz várias impressões em adesivo, lona e tecidos (até elásticos) e gostei muito.

UV. Acreditamos muito na tecnologia, e os cálculos comprovam ser um bom investimento, em nosso caso, acredito que não fizemos o planejamento correto na época da aquisição. Hoje mensuramos os resultados com cuidado, separando ao máximo o centro de custos de cada área, por exemplo, solvente, UV, instalações, para definir com a maior precisão possível se estamos tendo ou não retorno. Uma vez que é implantada uma nova tecnologia e/ou processos em uma empresa, quanto maior o investimento e mais diferente forem os produtos e serviços, maior será o impacto nas desoeas e receitas da empresa, e acredito qe este é o caso de que só trabalha com solvente e parte para a tecnologia UV. Minha dica para quem deseja comprar um equipamento UV é: Analise e pesquise muito! Não tenha receio de fazer testes em vários equipamen

Até o momento nossa empresa não obteve o retorno do investimento no nosso equipamento UV. Acreditamos muito na tecnologia, e os cálculos comprovam ser um bom investimento, em nosso caso, acredito que não fizemos o planejamento correto na época da aquisição. Hoje mensuramos os resultados com cuidado, separando ao máximo o centro de custos de cada área, por exemplo, solvente, UV, instalações, para definir com a maior precisão possível se estamos tendo ou não retorno. Uma vez que é implantada uma nova tecnologia e/ou processos em uma empresa, quanto maior o investimento e mais diferente forem os produtos e serviços, maior será o impacto nas desoeas e receitas da empresa, e acredito qe este é o caso de que só trabalha com solvente e parte para a tecnologia UV. Minha dica para quem deseja comprar um equipamento UV é: Analise e pesquise muito! Não tenha receio de fazer testes em vários equipamentos com a mesma faixa de preço. Se já fazemos teste drive para a compra de um carro, para um investimento como este onde dependemos do retorno e também pelo equipamento não ter boa liquidez na hora de vender, eu recomendo não só o primeiro passo, mas alguns como:

“I bought an equipment 3 years ago, flatbed. I didn’t buy roll to roll system because in that time people said that the ink wasn’t recommended for the usage of flexible materials. I don’t regret, but today I would opt for the roll to roll because I have made many printings in sticker, canvas and fabric (even elastic) and I liked very much.

1. Analise a produção atual, existe algum produto ou serviço que na chegada da UV, já começa produzindo? No meu caso nós praticamente começamos do zero, eu sugiro que se for fazer o mesmo, lembre de reservar um investimento considerável em material de divulgação, publicidade... 2. Passar a trabalhar com esta tecnologia está alinhado com a visão da empresa?

Until this moment our company didn’t get the return from our investment in the UV equipment. We do believe in technology, and the number prove this to be a good investment, in our case, we think we didn’t plan quite well before the acquisition. Now we measure the results carefully, separating the most we can the cost center from each area, example, solvent, UV, installations, to define with the best possible precision if we are or not having the return. Once a new technology and/or a process is implanting in a company, as bigger is the investment and more different are the products and services, bigger will be the impact on the expenses and incomes from the company, and I believe that this is the case of companies that work with solvent and go to the UV technology. My advice for those who want to buy a UV equipment is: Analyze and search a lot! Don’t be afraid to test several equipment with similar prices. If we make test drive to buy a car, for an investment like this where we depend from the return and also because the equipment doesn’t have good liquidity when it’s time to sell it, I recommend not only the first step, but others such as: 1 – analyze the actual production, is there any product or service that when the UV arrives, it can be produced? In my case we started from the zero, I suggest you if you are to do the same, remember to reserve a considerable investment in material for divulgation, publicity… 2 – work with this technology is aligned with the company vision?

3. Quais são os riscos deste investimento? Tenha um bom plano do que espera de resultado.

3 – what are the risks of this investment? Have a good plan of what results you are expecting.

4. Analisar os custos de manutenção, pois em alguns casos são muito diferentes dos custos da tecnologia solvente. Mesmo depois de vários anos já existir esta tecnologia, ainda os custos são altos tanto de insumos quanto de peças e serviços, sendo assim compare bem os valores de manutenção, contratos...

4 – analyze the maintenance costs, because in many cases the costs are very different from the solvent technology. Even after many years of existence, the costs are still very high, the inputs and pieces, as well as services so verify the prices and the contracts.

5. Ao tomar a decisão de compra, alinhar a cultura da empresa com a nova tecnologia, desde o comercial estipulando políticas de vendas para o novo processo, até os cuidados nos processos de produção. 6. Por último, manter um acompanhamento dos resultados e não deixar que os produtos e serviços oferecidos pela empresa não se misturem, pois uma vez que o cliente não percebe o valor agregado da tecnologia, fica muito mais difícil retornar com o lucro esperado por se tratar de uma novidade. PEDRO SOUSA Proprietário da Stampa Digital

5 – when making the decision to buy it, align the company culture with the new technology, since the commercial department defining sales politics for the new process, until the details in the production process. 6 – finally, keep track of the results and don’t allow the products to mix, because once the customer doesn’t notice the value from the technology, it gets more difficult to get the return with the prifit expected because it’s something new. Pedro Sousa Proprietário da Stampa Digital


Case de Sucesso Há 30 anos no mercado de Silk Screen, LISETE MARIANI, proprietária da Silkollor, é um exemplo de empresária que conseguiu aproveitar todos os recursos da tecnologia UV. Depois de ganhar espaço no mercado moveleiro, em Arapongas, Paraná, Lisete viu na UV a possibilidade de reduzir as inúmeras telas de silk que tinha para produzir os personagens nos móveis como camas, cabeceiras, guarda-roupas entre outros. Adquiriu uma máquina UV para substituir o processo de silk, nos lotes menores, e produtos com menores quantidades. Sua produção aumentou e chegou a trabalhar até 3 turnos com este primeiro equipamento. Quatro anos depois, viu a necessidade de comprar uma UV que atingisse maiores velocidades. Assim que fez isto, supriu o problema que tinha com a produtividade, e passou a dar usos distintos para cada equipamento. A primeira máquina, mais lenta, ficou na loja de São Bento do Sul, que atende o ramo de comunicação visual. Lá, a máquina consegue atender a demandas de grandes clientes, produzindo mobiliários, displays e painéis. A equipe comercial ficou super empolgada com o equipamento, podendo trabalhar assim com mais possibilidades de vendas com valor agregado. E a máquina mais rápida, está atendendo hoje a loja em Arapongas, especializada no ramo moveleiro.

“Prezamos pela qualidade, nem de longe temos o melhor preço. Mas trabalhamos com os melhores suprimentos, e com foco no cliente, e esse fez o nosso diferencial”, comenta Lisete sobre o

SUCCESS CASE For 30 years in the Silk Screen market, Lisete Mariani, the owner of Silkollor, is an example of business person who was able to take advantages from all resources of UV technology. After gaining some space in the furniture business, in Arapongas, Parana, Lisete saw in the UV the possibility to reduce the numbers of silk screens that they used to produce the characters in furniture such as beds, headings, wardrobes and some others. She got a UV machine to replace the process in silk, on the smaller lots, and products produced in a smaller amount. Her production raised and she worked the three shifts only with this equipment. Four years later she noticed the need to buy a UV that reached a faster speed. As soon as she did this, she finished with the problem she had in productivity, and stared giving different usages for each equipment. The first machine, more slowly, stayed in São Bento do Sul store, that attends the field of visual communication. There this machine is able to attend the demand of big customers, producing furniture, displays, and panels. The commercial team got really excited with the equipment, for being able to work with more possibilities of sales with a good value added. And the fastest machine, is now working in the Arapongas store, which is especialized in furniture. “We care for the quality, not from far we have the best prices. But we do work with the best products, and customer focused, this is our differential.” comments Lisete about the companies success.

sucesso da empresa.

E as novidades? Afirmamos no início desta matéria, que pouca coisa mudou do ano passado para cá, mas a discussão entre UV com cura por lâmpada tradicional e com cura LED, tornou-se uma freqüente neste ano. Portanto, chamamos o Engenheiro e Consultor CASSIO RODRIGUES, para que possamos tirar todas as nossas dúvidas sobre as diferenças de cada uma delas.

26 - m a i o 2 0 1 3 - R E V I S TA G F

And what’s new? We affirmed in the beginning of this article, that few things have changed since last year, but the discussion between UV with CURA for a traditional lamp and with CURA with LED, has become quite frequently this year. Therefore, we called the Consultant and engineer Cassio Rodrigues, to clarify all our doubts about the differences between each one of them.


tECnOLOGIA UV UV TECHNOLOGY

1. QUAL A DIFEREnçA EntRE AS DUAS tECnOLOGIAS – UV POR LÂMPADA OU UV POR LED? A principal diferença entre estas tecnologias é que a lâmpada tradicional de UV gera um espectro de onda mais amplo, variando entre 200 e 400 nanômetros, enquanto que os LEDs (Light Emitter Diode, ou diodo emissor de luz), emitem comprimentos de onda mais específicos, como 365, ou 395nm, porém com variação muito estreita de +- 20nm.

2. QUAIS OUtROS FAtORES DIFEREM EStAS DUAS tECnOLOGIAS?

O consumo de energia de um reator à LED é muito menor que de um reator tradicional, gerando inclusive menos calor, além de necessitar de menor manutenção. Em termos de meioambiente, as lâmpadas tradicionais usam metais pesados em seu processo de fabricação, como Mercúrio e Gálio, além de provocarem a geração de ozônio durante seu funcionamento, que deve ser removido do local de impressão, sob o risco de causar problemas respiratórios. Os cabeçotes à LED também geram menos calor do que os tradicionais, facilitando o uso de materiais mais sensíveis à temperatura, aumentando a gama de substratos. Este excesso de calor gerado pelas lâmpadas tradicionais à mercúrio deve sempre ser dissipado, ou por meio refrigeração à água ou por ventiladores, o que aumenta de tamanho dos cabeçotes consideravelmente, e por consequência, influencia na escolha dos motores de avanço dos carros de impressão. Como ponto positivo, o calor gerado pelas lâmpadas tradicionais pode ser aproveitado de outras formas, até mesmo porque a reação de fotoinicialização é melhorada se adicionamos calor... A durabilidade dos cabeçotes à LED é muito superior às lâmpadas tradicionais. Em uma rápida pesquisa entre os fabricantes, pude notar que a vida útil média de um cabeçote LED é de pelo menos 15 mil horas (podendo chegar à 50.000h), enquanto que de uma lâmpada tradicional raramente supera 8 mil horas, sendo que o tempo típico de durabilidade é de 2.000h. Outro fator interessante a se destacar é o fato de o cabeçote LED requerer muito menos tempo de start-up (redução em até 70%), além de poder ser desligado e religado com uma frequência muito superior às lâmpadas tradicionais, economizando ainda mais em tempo e energia.

1. What is the difference between the two technologies – UV for lamp or UV for LED? The main difference between those technologies is that the traditional UV lamp generates a broaden wave spectrum, varying between 200 e 400 nanometers, while the LEDs (Light Emitter Diode, or diodo emission of light), emits waves sizes more specific, such as de 365, or 395nm, but with a very small variation of +- 20nm. 2. What other factors differ those two technologies? The energy consumption of a LED reactor is much smaller than a traditional reactor, generating less heat, besides needing less maintenance. Environmentally speaking, the traditional lamps use heavy metals on its fabrication processes, like Mercury e Galion, besides provoking the ozone generation during its functioning, which must be removed from the printing area, under the risk of causing breathing problems. The LED hears also generate less heat than the traditional ones, facilitating the usage of more sensible to temperature materials, increasing the possibilities of substrates. This extra heating caused by the traditional lamps of mercury must always be dissipated, or through refrigeration by water or fans, and this enlarges a lot the size of heads, so consequently, influences the choice of motor progress of printing cars.. As a positive point, the heat generated by the traditional lamps can be used in other ways, this because the photo initiation reaction is improved if heated is added. The durability of LED heads are much superior to traditional lamps. On a fast research among some fabricants, I could notice that the average life of a LED head is at least 15 thousand hours (reaching up to 50.000h), on the other hand a traditional lamp hardly ever lasts more than 8 thousand hours, and the typical durability time is of only 2.000h. Other important thing to say is the fact that the LED head requires much less start-up time (getting at 70% of reduction), besides it can possibly be turned off and on at a much higher frequency in comparison to traditional lamps, saving time and energy.

Comparação entre espectros gerados por uma lâmpada tradicional UV e LED Comparação entre espectros gerados por uma lâmpada tradicional UV e LED


Gráfico mostrando a economia em Yen comparando-se uma lâmpada tradicional contra a UV (lâmpada UV 4.8kW, KVL-S09E-G3. trabalhando 8h/dia, 250 dias/ano. O tempo de operação da lâmpada UV tradicional foi de 1.500h, com custo de troca de ¥50.000/peça (aprox. USD 500,00)

3. A TINTA DEVE SER DIFERENTE? Sim, o que é diferente, em essência nas tintas para lâmpadas tradicionais e LED é o foto-iniciador, pois este deve ser compatível com o comprimento de onda dos LEDs UV. Fotoiniciadores específicos são mais caros que os tradicionais, aumentando, portanto o custo da tinta. Para uma tinta UV curar corretamente, elas não devem somente ser expostas ao comprimento de onda correto, mas uma quantidade suficiente de energia deve ser direcionada à superfície do substrato impresso. Esta quantidade de energia é chamada de dose, e é medida em milijoule (mJ/cm²). A dose de energia que uma impressão recebe é afetada pela velocidade do carro ou do tapete, bem como pelo número de vezes em que esta impressão é exposta às lâmpadas UV. A intensidade de energia emitida pelas lâmpadas de cura é conhecida por irradiação, e é medida em Watts (ou mW/ cm²). Irradiação está diretamente relacionada à potência elétrica, condições da lâmpada e a geometria do refletor que direciona e foca a luz gerada pela lâmpada. Esta irradiação não varia com o tempo de exposição. A profundidade da cura conseguida pelo filme de tinta é diretamente influenciada pelo nível de irradiação da lâmpada. Entregando uma energia maior e mais intensa na superfície da tinta irá permitir que haja uma maior penetração da energia pela espessura do filme da tinta. Ambas as lâmpadas de mercúrio e de LED necessitam de uma dose de energia e irradiação suficientes para que a cura seja completa. Melhorias recentes na tecnologia à LED disponibilizaram lâmpadas LED de cura UV com energia de saída para comprimentos de onda de 395 nm, com intensidades de potência de 4 e 8W, permitindo às impressoras uma maior flexibilidade para curas melhores da tinta, variação de substrato e produções mais rápidas. Lâmpadas UV tradicionais à base de mercúrio possuem potências típicas de 200, 300 e 400W. Em comparação, as lâmpadas LED geram muito mais energia que fazem com que os fotoiniciadores reajam mais rapidamente.

4. E O QUE ESCOLHER? É evidente que o processo de cura ultravioleta por LED irá avançar rapidamente entre os processos de impressão que conhecemos, e devemos lembrar que o LED em nosso Mercado é muito mais recente do que as lâmpadas tradicionais. O valor do investimento inicial de um sistema por LED é mais caro comparando-se com o tradicional, porém sua durabilidade é muito maior. O custo da tinta é superior, porém pode também ser um fator que mantém o

casamento com o fabricante do equipamento mais duradouro. Estudos iniciais de comparação de custo final por peça impressa e curada pelos dois processos mostram um equilíbrio entre as duas tecnologias, levando-se em consideração todos os fatores envolvidos, como manutenção, custo de energia e tinta, e finalmente o custo para o Planeta tende a dizer que o LED é mais ecológico do que o tradicional, podendo também ser uma poderosa ferramenta de Marketing. A escolha é sua... 3. Must the ink be different? Yes, what is different, in case of the inks for traditional lamps and LED is the photo-initiator, because it needs to be compatible to the length of UV LED’s waves. Specific photo-initiators are more expensive than the traditional ones, and therefore it raises the ink price. For a UV ink cure correctly, they must not only be exposed to the right wave length, but a specific amount of energy must be directed to the superficies of the printing subtract. This amount of energy is called dose, and it’s measured in milijoule (mJ/cm²). The energy dose that a printing receives is affected by the carpet or car speed, as well as by the number of times that this printing is exposed to the UV lamps.. The energy intensity issued by the lamps of cure is known as irradiation, and it’s measured in Watts (or mW/cm²). Irradiation is directly related to electricity power, lamp conditions and the reflector geometry that directs and focus the light that the lamp generates. This irradiation does not vary with the exposition time. The cure depth reached through the ink film is directly influenced by the irradiation level of the lamp. Delivering a bigger and more intense energy on the ink superficies will allow a better energy penetration through the density of the ink film. Both lamps of mercury and LED need a certain energy dose of irradiations the cure can be completed. Recent improvements in the LED technology made available LED of cure UV lamps with escape energy for length of 395 nm waves, with power intensity of 4 and 8W, allowing the printers more flexibility to better cure the inks, subtract variation, and faster production. UV traditional lamps mercury based have typical power of 200, 300 and 400W. In comparison, LED lamps generate much more energy that allows the photo-initiators react more quickly.6 4. Which one to chose? Is obvious that the process of ultraviolet cure through LED will improve quickly among the printing processes we know, and we should keep in mind that the LED in our Market is much more recent than the traditional Lamps. The investment initial value of a LED system is more expensive when compare with the traditional one, but its durability is much higher. The ink cost is superior, but it can also be an issue that keeps the engagement with the fabricant longer. Researches of comparison of final costs per printing piece and cured by the two processes show a balance between the two Technologies, taking into consideration, all the evolved issues, such as maintenance, energy costs, ink, and finally the cost for the planet tends to say that the LED is more ecologic than the traditional, which could also be a powerful tool of Marketing. The choice is yours... Fonte: Wikipedia; Becker Acroma; Kyocera website e Specialist Printing Worldwide, Issue 4, 2010.


INVESTIMENTO A VISTA? Se você já analisou as condições financeiras da sua empresa, e se já pesquisou tudo sobre a tecnologia, e o leque de opções que ela permite, e está certo de que vai investir em UV, informamos a todos que excelentes opções não faltarão. Todos os nossos entrevistados prometeram novidades para este ano em termos de flatbed, roll to roll e híbridas. Cura Led tradicional, Cura UV LED, impressoras velozes, equipamentos de altíssima qualidade, e preços e condições melhores. Fabricantes que estão já com várias de suas máquinas instaladas, também nos garantiram que todos os bureaus que compraram estão satisfeitos, e muitos deles comprariam um segundo equipamento. Com relação a tendência entre flatbed, roll to roll e híbridas, a maioria dos entrevistados citou as máquinas híbridas e as flatbed. “Hoje no mercado brasileiro existem mais impressoras híbridas com tração de mídia por esteira, porém as impressoras de cama plana vêm ganhando bastante espaço já que promovem maior qualidade e maior registro nas impressões, na maioria dos casos.”, afirmou Alexandre Rocha, Consultor Comercial da Sign Supply. “O que percebo referente a procura por equipamentos UV, é que não teria um produto mais procurado, percebemos que cada cliente quando se trata de equipamento UV são mais específicos, analisam o produto de acordo com suas necessidades e atuação de mercado, porém devido a maior flexibilidade de produção os equipamentos híbridos saem na frente nesta competição”, segundo Willians Lotti, Supervisor de Produtos da Roland DG Brasil. ISRAEL KENAN, Diretor de Graphics Solution business a HP brasil, considera alguns fatores importantes no que diz respeito ao momento da aquisição de um equipamento UV, o cliente precisa analisar com cuidado: A. Qual o principal material que será impresso? B. Qual e o nível de exigência para determinada aplicação/mercado (não somente sob o ponto de vista de qualidade, mas também, agilidade na entrega, custos, velocidade de acabamento, processos

adicionais pós impressão, etc.) C. Qual o volume que ele vai “captar” com este mercado e porque? >> If you have analyzed the financial conditions of your company, and already research everything about the technology, and the possibilities of options that it allows you, and is sure that you are going to invest in UV, we would inform you all that there won’t be missing excellent options All our interviewers promised new products for this year in terms of flatbed, roll to roll and hybrids. Traditional Led cure, UV LED cure, fast printers, high quality equipment, and better prices and conditions. Fabricants that already have many of their machines installed, have also guarantee that all the bureaus that bought them, are satisfied, and many of them have already purchase a second equipment. Related to the tendencies about flatbed, roll to roll and hybrids, most of interviewers mentioned the hybrids and flatbed machines. “Today in the Brazilian Market there are more hybrids printers with media traction by mat, but the printers with flat bed are gaining space once they promote better quality and bigger register in the printings, in most of cases.”, affirmed Alexandre Rocha, Commercial Consultant of Sign Supply. “What I can notice about the search for UV equipment, is that there isn’t a favorite product, we can see that every customer when is about UV equipment are more specific, they analyze the product according to their needs and their Market performance, but due to a bigger flexibility of production, the hybrid equipment are heading this competition.”, according to Willians Lotti, Products Supervisor of Roland DG Brazil. Israel Kenan, Director of Graphics Solution Business the HP Braz il, considers some topics important when it concerns the time to buy a UV equipment, the customer must carefully exams: A. What is the main material to be printed? B. What is the demanding level to such application/market (not only under the quality point of view, but also, the delivery speed, costs, finishing quality, additional process after printing, etc.) C. Which is the volume that will be “capture” with this market and why?


AGRADECIMEntOS D. Ele tem todas as ferramentas para atender este mercado nos próximos 3 anos? (o tempo médio de amortização de máquina digital). E. Quais são as tendências deste mercado e qual está sendo o investimento futuro em tecnologia que pode influenciar “eco sistema” antes dos 3 anos? Com relação aos custos de impressão, também todos os entrevistados foram unanimes ao afirmar que eles estão diminuindo cada vez mais. “nosso mercado se apercebeu da flexibilidade oferecida pela tecnologia UV em termos de permitir imprimir sobre grande variedade de substratos, que aliada ao custo competitivo das tintas, e simplicidade inerente ao processo de impressão e “secagem” – na verdade foto cura – imediata tornaram a tecnologia UV uma opção real para os Bureaus de impressão pois é cada vez mais aceita pelos clientes”, declara FLAVIO HIRATA, CEO da Durst Brasil Considerado um complemento da tecnologia UV, estão os equipamentos de corte, e os fabricantes também estão se esmerando para atender a crescente demanda. Conversamos com representantes da Esko e da Zund para saber das novidades para este ano. “A Esko sempre está na vanguarda da tecnologia e, com certeza, somos hoje a principal empresa no desenvolvimento de soluções para o mercado gráfico, no mundo. Entre algumas das novidades podemos destacar o novo motor de fresa de 3KWA, o mais potente do mercado e de maior velocidade. Esse motor traz uma nova tecnologia de resfriamento a água, o que lhe permite trabalhar em maior velocidade por muito mais tempo.”, comenta MARCEL CASARINO, Gerente Nacional Sign and display Solutions da Esko Graphics do Brasil. “A Zünd é um fabricante inovador sempre na busca de novas soluções para atender o mercado, hoje temos duas linhas de máquinas Zünd G3 e Zünd S3 cada uma com suas características. Entre as últimas novidades temos: Aumento em até 30% na velocidade de corte, nova versão do software ZCC entre as novidades desta atualização do ZCC, quando o arquivo a ser cortado esta pronto, o software informa a estimativa de tempo para executar o trabalho”, declara PAULO GUERRA, diretor da BG Soluções.

30 - m a i o 2 0 1 3 - R E V I S TA G F

Agradecemos a todos que participaram deste especial. Foram longas entrevistas, e se fôssemos colocar todas na íntegra, precisaríamos de mais uma edição. Todos contribuíram de forma significativa para nos ajudar a compreender melhor este mercado, e a passar da melhor forma possível para os nossos leitores, o que deve ser levado em consideração no momento da aquisição de um equipamento UV. Agradecemos a atenção que dispensaram a nossa equipe, e convidamos agora, você leitor, a verificar nas páginas seguintes a tradicional tabela com os principais equipamentos UV disponíveis no mercado. Thanks We thank you all participants of this special. There were long interviews, and if we were to write them all down, we would need an extra edition. Everybody has contribute in such a significant way to help us understand this market better, and to convey in the best possible form to our readers, what must be taken into consideration at the moment of purchasing a UV equipment. We appreciate the atention you have given to our team, and we invite you now, reader, to check the following pages, the traditional spreadsheet with the most important UV equipment, available in the Market.

D. Does it have all the tools to attend this Market for the next 3 years? (the average time of amortization of a digital machine). E. What are the tendencies of this Market and what is the future investment being done in technology that could influence the “eco system” before the 3 years? About the printing costs, also all the interviewers were unanimous affirming that they are going down more and more. “Our Market has noticed the flexibility offered by the UV technology in terms of allowing to print on a big variety of subtracts, that allied to the competitive prices of inks, and the simplicity process of printing and “drying” – in fact photo cure – immediate made the UV technology a real option to the printing bureaus as its getting more accepted by the customers”, declares Flavio Hirata, Director of Durst brazil Considering a complement of the UV technology, are the cuts equipment, and the fabricants are also doing their best to attend the demand. We have talked to Esko and Zund representatives to know about the News for this year. “Esko has Always been ahead of technology and, certainly, today we are the main company in the market of solutions development, in the world. Among some news we can highlight the new engine of 3KWA fresa, the most powerful in the Market as well as the fastest. This engine brings a new technology of water cooling, which allows it to work with a fast speed for a much longer time.”, comments Marcel Casarino, Nacional Manager Sign and display Solutions of Esko Graphics brazil. “Zünd is an innovator fabricant, Always looking for new solutions to attend the Market needs, today we work with two lines of machines Zünd G3 and Zünd S3 each one with a specific characteristic. Among the latest news there are: Increase up to 30% in the cutting speed, new software version ZCC and the new actualizations of the ZCC, when the file to be cut is ready, the software informs the time estimative to perform the task”, declares Paulo Guerra, bG Soluções Director.


HÉLIO JUnIOR Diretor Técnico da 3 Joy

MARIO SEIxAS Diretor Comercial da Dubuit

FLAVIO HIRAtA CEO da Durst Brasil

RICARDO GOMES Diretor técnico da Megagraphic

FLAVIO MAZARO Diretor Corporativo da Serilon

DAIAnE LIMA Supervisora de vendas UV da Mimaki Brasil

MARCEL CASARInO Gerente Nacional Sign and Display Soultions da Esko Graphics do Brasil

ISRAEL KEnAn Diretor de Graphics Solution Business da HP Brasil

MARCELO MAEDA Gerente de vendas da linha Inkjet Brasil

PEDRO VICtOR MARtInS Diretor Comercial da TS2 Soluções Gráficas

ALExAnDRE ROCHA Consultor Comercial – impressoras UV da Sign Supply

RICARDO PI Gerente Comercial DGS – da Océ

AntOnIO CARLOS CELEtE Gerente de Equipamentos da Day Brasil

HELOISA MARCOnDES Diretora da Danfex

BRUnO BRAnDAO BARBOSA Diretor Comercial da Digicor

ADRIAnO COELHO Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Ampla

WILLIAnS LOttI Supervisor de Produtos Roland DG

MARCOS Diretor Técnico da BR Group

PAULO GUERRA Proprietário da BG Soluções

Envie suas impressões sobre esta matéria para faleconosco@grandesformatos.com, com seu nome, empresa, cidade e Estado ou ligue para (41) 3023-4979

A Raslu do Brasil está trazendo ao mercado os melhores produtos da área de comunicação visual e impressão digital. Venha conhecer de perto esta qualidade, Faça-nos uma visita!

23º

? !

10 a 13 de julho de 2013 Expo Center Norte - São Paulo SP Passarela 06, stand 09 - setor E

INVISTA EM SUA EMPRESA E MOSTRE A DIFERENÇA! www.facebook.com/rasludobrasil nataliarasludobrasil

fone: 55 (44) 3024-2085 site: www.raslu.com.br e-mail: contato@raslu.com.br

! ?

?? !

?

! ?

SERIGRAFIA SIGN feira FutureTextil

© CaazDesign

Raslu_SugestãoDeAnúncio_IsadoraCazellaDesignerGrafico_G.pdf 1 10/06/2013 11:07:47


MÁQUINAS UV TAMANHO MÁXIMO DA MÍDIA

ESPESSURA DA MÍDIA

MÍDIAS COMPATÍVEIS

Joy - UV hibrid

3,20 m

5 cm

Rígidos

Xaar 15pl

TARGA UV

1,22 x 2,44 m

5 cm

Rígidos Flexíveis ou Rígidos até 4 mm Flexíveis ou Rígidos até 50 mm Rígidos e flexíveis Rígidos e flexíveis

12 cab de imp 7 pl

Rígidos

Seiko 1020

MARCA

MODELO

3 Joy Soluções para Impressão Ampla LDP

R4 - UVLED

3,20 m

4 cm

Gandy digital

Pred8tor

1,22 x 2,44 m

5 cm

HP Scitex

FB 500

1,63 m

6,4 cm

CABEÇAS DE IMPRESSÃO

4 a 16 40 Ricoh

HP Scitex

FB 700

2,50 m

6,4 cm

Taimes

UV2513S

2,50 x 1,30 m

5 cm

Taimes

UV2513K

2,50 x 1,30 m

5 cm

Durst

P1O 320R

3,20 m

Somente Rolo

Durst

P10 250

2,50 m

4 cm

EFI

GS3250

3,20 m

5,08 cm

Todas

EFI

QS2Pro

2m

5,08 cm

Rígidos

16

HP Scitex

FB7600

3,20 x 1,65 m

2,5 cm

Todas

MEMS X2 HP

Compact Solven

Major UV2520

2,0 x 2,5 m

10 cm

Rígidos

Compact Solven

Micro UV1209

1,2 x 0,9 m

10 cm

Rígidos

Mimaki

JFX 500 2131

2,10 x 3,10 m

5,0 cm

Rígidos

Mimaki

UJF 6042

6,0 x 4,2 m

1,5 cm

Rígidos

4

Océ

460 GT

2,50 x 1,25 m

5 cm

Todas

Océ

Todas

Océ

Océ

550 GT

2,50 x 1,25 m

5 cm

Roland DG

LEJ-640

1,60 m

1,3 cm

Roland DG

LEF-12

3,35 x 3,10 m

1,00 cm

Agfa Agfa

AGFA JET TITAN 3020 AGFA ANAPURNA M2540FB

3x2m

5,0 cm

2,54 x 1,54 m

4,5 cm

Rígidos Mídias em Bobinas Quase todos os tipos de mídia

Rígidas e flexíveis Rígidas Flatbed Rígidos e flexíveis Rígidos e flexíveis

Ricoh

Konica 1024-14 Durst Quadro Array Durst Quadro Array Seiko II Geração - Tec Graayscale

Konica Minolta KM512MH/14PL Konica Minolta KM512MH/14PL 6

6 3 20 a 48 cabeças Ricoh 8 cabeças Konica Minolta KM 14PL 1024NZ KM O6PL 1024NZ

Prismajet

FK2512

2,54 x 1,22 m

Até 0,9 cm

Todas

Prismajet

JK1212

1,20 x 1,20 m

Até 0,7 cm

Todas

Fujifilm

UVistar Pró-8

3,8 m

2,50 cm

Todas

Inkjet Piezo

Fujifilm

ACUITY LED 1600

1,65 m

1,30 cm

Todas

FUJIFILM Dimatix classe Q

Hicoat

ULTRAPRINT 1600 UV

1,60 m

0,30 cm

Todas

1

Saturno

THUNDERJET UV K812

2,44 x 1,44 m

7,00 cm

Todas

Konica Minolta 1024

Sid Signs

SID UV 165 P

1,65 m

1,60 cm

Todas

Xaar Proton

Sid Signs

SID UV 200 S

2,05 m

3,00 cm

Todas

Spectra

Flora

DUBUITJET F1 250UV

2,53 m

4,8 cm

Rígidos e flexíveis

15 - Konica 512 - 14 pl 08 Konica - 512 - 14 pl

Flora

DUBUITJET F1 320UV

3,20 m

NI

Flexíveis

Tecplotter

UVLED NEO TURBOSPEED

3,2 m

20,00 cm

Todas

Tecplotter

UVLED NEO PRO EVO 2,5

2,5 m

20,00 cm

Todas

MODELO

TECNOLOGIA

LARGURA MÁXIMA

VELOCIDADE

MULTICAM

C304

FRESA

3048 mm

21,6 MPM

EEUU

BaiSheng

BS2513

Laser

130 x 250

18000 mm/min

China China

Konica Minolta 1024 Konica Minolta 1024

MÁQUINAS DE CORTE MARCA

ORIGEM

BaiSheng

BS1490

Laser

140 x 90

18000 mm/min

Compact CNC

Vanguard VG1325

CNC Engraver

1.3*2.5m

40 m/min

China

Compact Laser

Laser SL1325 S

Laser Engraver

1.3*2.5m

2000 mm/seg

China

DYSS

DYSS X7 2230C

Mesa de Corte

2350 x 3780 mm

1000 mm/s

Coréia

DYSS

DYSS X7 1624C

Mesa de Corte

1700 x 2970 mm

1000 mm/s

Coréia

ESKO KONGSBERG

i-XP44

Mesa de Corte e Fresa

2,21 m

100 m/min

Noruega

ESKO KONGSBERG

i-XN44

Mesa de Corte e Fresa

2,21 m

50 m/min

Noruega

Router Modelo 1500

Micro Passo

1,35 x 2,20 m

12.000 a 24.000 RPM

Nacional

NI

Máquina Laser JM 1490

Micro Passo

1,40 x 0,90 m

depende da Potência

Nacional

NI

GCC Jaguar IV JG132S

Plotter de recorte

1,32 m

1530 mm/s

China

NI

Gcc Mercury III 40W

Laser CO2

0,64 x 0,46 m

42 ips

China

NI

i-XP44

Mesa de Corte e Fresa

2,21 m

100 m/min

Noruega

55

i-XN44

Mesa de Corte e Fresa

2,21 m

50 m/min

Noruega

1

VR-1325

router

1,30 m

200 mm/s

China

300 NI

MIMAKI CG-SR

Recorte de rolo

0,6 e 1,37 m

85 cm/s

Japão

GRAPHTEC CE5000

Recorte de rolo

0,6 e 1,21 m

60 e 100 cm/s

Japão

ZUND G3

Mesa de corte digital

3,20 m

1414 mm/s vetorial

Suiça

ZUND S3

Mesa de corte digital

2,20 m

1414 mm/s vetorial

Suiça

NI 62 12


CORES

MIN. RESOLUÇÃO VERDADEIRA/APARENTE

MAX. RESOLUÇÃO VERDADEIRA/ APARENTE

VELOCIDADE EM ALTA QUALIDADE 2 M /H X RES. - DPI) 2

RIP

ONDE ENCONTRAR

GARANTIA

atendimento@3joy.com.br

1 ano

(41) 3525-9300 - Matriz Paraná

1 ano

Br Group

1 ano

Ergosolf

Br Group

1 ano

2

Diversos

Day Brasil

1 ano

2

Diversos

Day Brasil

1 ano

2

Photoprint

Digicor

2 anos

2

CMYK

720 (pontos variáveis)

720 x 1440 (pontos variáveis)

CMYK + W 4 ou 6 mais branco e verniz CMYK + W

NI

1.200 dpi real

40m /h em CMYK

300 dpi

1200 dpi

84 em 300 x 1200 dpi

ColorPRINT SERVER 4.6 Colorprint

900 dpi

900 dpi

94 em 900 dpi

6

600 dpi

1200 dpi

6

600 dpi

1200 dpi

80 m /h

CMYK + W

360 x 360

720 x 720

25 m /h

CMYK + W

720 x 720

1440 x 1440

40 m /h

21m /h em 720 x 1440 DPI 2

37 m /h

Photoprint

Photoprint

Digicor

2 anos

2

Caldera

Durst do Brasil

1 ano

2

Caldera

Durst do Brasil

1 ano

4a8

800 dpi

1000 dpi

180 m x 800 dpi

4a8

800 dpi

1000 dpi

240 m x 800 dpi

8+W

600 dpi

1000 dpi

2

7

600 dpi

1000 dpi

8 + branco

500 dpi

CMYK + W +V

720 dpi

110 m /h - 600 dpi Grayscale

Fiery XF PRO

Alphaprint (11) 2164-1900 vendas@alphaprint.com.br

até 93

Fiery XF

Alphaprint (11) 2164-1900 vendas@alphaprint.com.br

1200 dpi

500 m/h - 500 dpi

Caldera/HP

1440 dpi

26 m /h

HP Brasil Megagraphic (41) 3033-6061 contato@megagraphic.com.br Megagraphic (41) 3033-6061 contato@megagraphic.com.br

1 ano 1 ano 3 anos

CMYK + W +V

720 dpi

1440 dpi

23 m /h

Photoprint DX 10.5 Photoprint DX 10.5

CMYK + W

600 x 600

1200 x 1200 dpi

24 m/h - 900 dpi

Rasterlink

Distribuidores Mimaki

1 ano

CMYK + W + Cl + Pr

600 x 720

1800 x 1800 dpi

NI

Rasterlink

Distribuidores Mimaki

1 ano

CMYK + W +V

600 dpi

1440 dpi

22 m /h x 1200 dpi

2

Onyx

Océ-Brasil

1 ano

CMYK + W

600 dpi

1440 dpi

42 m /h x 1200 dpi

2

Onyx

Océ-Brasil

1 ano

6

360 x 720

1440 x 1440

12 m /h

Versa Works

www.rolanddg.com.br

2 anos

6

360 x 720

1440 x 720

consultar

Versa Works

www.rolanddg.com.br

2 anos Agfa

2 2

2

2

1 ano 1 ano

CMYK + W

600 dpi

1200 dpi

226 m /h

Wasatch

Serilon

CMYK + Lc, Lm + W

720 dpi

1400 dpi

45 m /h

Wasatch

Serilon

Agfa

Até 6 + Branca

NI

NI

16 m /h - 720 x 720 dpi

Photoprint

Sign Supply

1 ano

4 + Branca

NI

NI

13 m /h - 1440 x 720 dpi

Onyx

Sign Supply

1 ano

8

600 dpi

600 dpi

275 m /h

NI

Walter Tolosa - (11)4652-7816 / no Sul - Jonilson (41) 9165-5560

NI

8

1200 dpi

1200 dpi

20 m /h

2

NI

Walter Tolosa - (11)4652-7816 / no Sul - Jonilson (41) 9165-5560

NI

4

1440 x 1440 dpi

1440 x 1440 dpi

2

NI

Hicoat - (51) 3012-2595 ou 08006002595 - hicoat.com.br

NI

2

NI

Saturno - (11) 4174-7200 bruno@saturno.com.br

NI

2

NI

Sid Signs - (11) 4133-6400

NI

2

NI

Sid Signs - (11) 4133-6400

NI

2

Photoprint

Grupo Dubuit

NI

2

Photoprint

Grupo Dubuit

NI

NI

vendas@tecplotter.com.br (41) 3363-6963

NI

NI

vendas@tecplotter.com.br (41) 3363-6963

NI

2

2

2

2

10 m /h

5

720 x 2880 dpi

720 x 2880 dpi

70 m /h

7

1440 dpi

1440 dpi

52 m /h

7

800 dpi

800 dpi

39 m /h

CMYK + W

720 x 720 dpi

720 x 1440 dpi

38 m /h

CMYK

360 x 720 dpi

720 x 720 dpi

38 m /h

7 + verniz

1440 dpi

1440 dpi

120 m /h

2

2

7 + verniz

1440 dpi

1440 dpi

QUANTIDADE NO BRASIL

PRAZO PARA ENTREGA

DISTRIBUIDOR

CONTATOS

LANÇAMENTO

45 m /h

IMEDIATO

DAYBRASIL S/A

Antonio Carlos Celete

Não

50

imediato / consultar

Digicor

www.digicor.com.br

Não

150

imediato / consultar

Digicor

www.digicor.com.br

Não

Lançamento

60 dias

Megagraphic

33 - 6061 - contato@megagraphic.

Sim

Lançamento

60 dias

Megagraphic

33 - 6061 - contato@megagraphic.

Sim

10

Imediato

Serilon

www.serilon.com.br

Sim

6

Imediato

Serilon

www.serilon.com.br

Sim

55

60 dias

Alphaprint

(11) 2164-1900; vendas@alphaprint.com.br; nelson.st@alphaprint.com.br

Há 1 ano

1

60 dias

Alphaprint

30 dias

3D Transform

(11) 2335-6064 e 2264-9227

(11) 2164-1900; vendas@alphaprint.com.br; nelson.st@alphaprint.com.br vendas@3dtransform.com.br

Não Sim

60 dias

3D Transform

(11) 2335-6064 e 2264-9227

vendas@3dtransform.com.br

Não

Imediato

Akad

(11) 3829-7700 ramais 110, 1046

www.akad.com.br/ sign@akad.com.br

NI

Imediato

Akad

(11) 3829-7700 ramais 110, 1046

www.akad.com.br/ sign@akad.com.br

NI

60 dias

Alphaprint

glauco.braggion@alphaprint.com.br

vendas@alphaprint.com.br

NI

60 dias

Alphaprint

glauco.braggion@alphaprint.com.br

vendas@alphaprint.com.br

Sim

Imediato

Engraver

marcia@engraver.com.br

info@engraver.com.br

Não

Imediato

Ts2 Soluções Gráficas Ltda.

(31) 3442-5001

ts2.com.br

Não

Imediato

Ts2 Soluções Gráficas Ltda.

(31) 3442-5001

ts2.com.br

Não

90 dias

BG Soluções Tecnológicas

(51) 3013-7272

bg@bginfo.com.br

2008

90 dias

BG Soluções Tecnológicas

(51) 3013-7272

bg@bginfo.com.br

Sim, 2012


GESTÃO DO TEMPO

Atitudes que não deixam sua vida

evoluir

Por Christian Barbosa

1 – Não ter objetivos definidos

Se você não sabe o que quer, o tempo vai passar e nada vai acontecer, mas com certeza vai estar sempre com a sensação de que fez um monte de coisas. Escolha um ou dois objetivos extremamente realistas e pé no chão, para os próximos meses, escreva-os e detalhe um plano de ação. Ter algo mesmo que não seja “o plano perfeito” é melhor do que não ter nada.

2 – Achar que o momento certo ainda vai aparecer

O momento certo é um mito, ele não existe. As condições perfeitas nunca vão acontecer na hora que você precisa. Faça o momento certo ser o momento em que você decidir começar a sair do lugar, quem espera nunca alcança, ou nesse caso fica no mesmo lugar. É a lei da inércia.

3 – Não planejar seu tempo

Se você deixa a vida fluir como um rio, vai acabar como um peixe, na mesa de alguém ou nadando aleatoriamente. É preciso dar um norte para a semana, para o mês, para o dia. Se você não planejada nada, as coisas simplesmente se tornam urgentes e você fica sem tempo de fazer a vida evoluir.

4 – Não ter uma agenda eficiente

Se você anota as coisas que precisa fazer na cabeça, no post it, no caderno em qualquer lugar que tiver mais próximo, você é um forte candidato a se perder entre suas tarefas, não conseguir planejar de forma adequada e quando perceber não tem tempo para nada. Agenda eficiente é aquele que centraliza tudo que você precisa fazer, te permite planejar e está sempre presente com você.

5 – Usar o fim de semana para procrastinar a vida

Nada contra pegar um fim de semana de preguiça e não fazer nada, mas se você faz isso com a maior parte dos seus fins de semana tem algo errado. É no fim de semana que temos a oportunidade de recuperar a energia, de colocar a leitura em dia, de fazer algum curso, de ter tempo com os amigos, de estudar algo novo, de elaborar melhor suas ideias.

6 – Achar que alguém é responsável pela sua carreira Não é a empresa, não é seu chefe, não são seus pais, 34 - j u n h o 2 0 1 3 - R E V I S TA G F


seus amigos ou seus professores que fazem sua carreira. Você é que tem que constantemente usar seu tempo para investir em cursos, networking, eventos, estágios, etc.

Agora se você está viciado nas redes e deixa de fazer coisas importantes, com certeza vai ser bem difícil de evoluir.

7 – Não correr riscos

Se você faz o que costuma fazer sempre, vai ter o resultado de sempre. Os medíocres são aqueles que ficam na media. Os visionários, nada mais são do que pessoas que correram o risco e deram certo. Visionários erram, mas é errando que torna os riscos mais calculáveis. Alguma coisa você precisa arriscar, pense bem, analise com cautela, veja os prós e os contras e vá em frente.

8 – Reclamar

As coisas não dão sempre certo, a vida vai ter um monte de burradas, de erros, de traições, de mágoas, de perdas, etc. Viver é assim mesmo, se não curte isso, “pede pra sair” rsrsrs. Aprenda com os erros, faça uma análise e comece de novo. Perder seu tempo reclamando só vai piorar a situação. Enquanto você reclama, com certeza alguém já está começando a fazer a história de sucesso do amanhã.

9 – Excesso de Redes Sociais

Eu gosto do facebook, twitter, linkedin. Na medida certa eles fazem a diferença na vida pessoal e profissional.

Christian Barbosa - Maior especialista no Brasil em administração de tempo e produtividade, é CEO da Triad PS, empresa multinacional especializada em programas e consultoria na área de produtividade, colaboração e administração do tempo. Ministra treinamentos e palestras para as maiores empresas do país e da Fortune 100. Autor dos livros A Tríade do Tempo; Você, Dona do Seu Tempo; e Estou em Reunião; e co-autor do Mais Tempo, Mais Dinheiro. Sua mais nova obra: Equilíbrio e resultado – Por que as pessoas não fazem o que deveriam fazer? www.triadps.com.br e www.maistempo.com.br Com informações do blog: blog.maistempo.com.br

... e se sua produção aumentar a eficiência?

Agora fale com a Ajors Sistemas e veja como nossas soluções podem fortalecer a lucratividade da sua empresa.

ajors.com.br ajors@ajors.com.br 41 3091 9601 16 3329 5010

Sua empresa integrada.


GF NEWS FESPA

Associação elege FESPA brasil entre as melhores feiras do mundo A FESPA Brasil é finalista do AEO Excellence Awards como umas das melhores feiras com mais de 2 mil metros quadrados do mundo. A FESPA Brasil concorre com outras cinco feiras no prêmio que será entregue no dia 21 de junho, em Old Billingsgate, em Londres, Inglaterra. O anúncio do AEO Excellence Awards no início da semana divulgou os finalistas em diversas categorias. A cerimônia de premiação no próximo mês está aberta a todos os organizadores, pavilhões e fornecedores que operam mundialmente e clientes da indústria de feiras e eventos. Alexandre Keese, diretor da APS Feiras & Eventos, responsável pela realização e organização da FESPA Brasil, falou sobre o reconhecimento internacional: “Para a APS é uma honra receber essa indicação, após um trabalho já aprovado por expositores e visitantes. O reconhecimento mundial através

dessa indicação nos motiva ainda mais a seguir trabalhando e fazer com que a FESPA Brasil 2015 seja ainda melhor”. A AEO Excellence Awards representa o melhor que a indústria de eventos tem para oferecer no mundo, apresentando as incríveis realizações dentro da indústria nos últimos 12 meses. O evento reconhece e celebra as conquistas dos organizadores, os padrões de excelência de pavilhões e qualidade de serviços por parte dos fornecedores e prestadores de serviços em todo o setor.


GF NEWS

CURSO DE APLICAçãO DE ADESIVOS É SUCESSO nO MERCADO MAIS UMA TURMA CONCLUIU O CURSO DE APLICAÇÃO DE ADESIVOS NO GF CENTRO DE CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL

Eu optei por fazer o curso aqui na GF, porque eu já conhecia o pessoal, e a seriedade com que a GF aborda os temas correlatos a impressão digital. Escolhi este curso porque eu precisava ampliar os meus conhecimentos. Hoje, eu acredito que muitas coisas mudaram, minha concepção sobre muitos temas, e o houve um grande incremento em meu conhecimento Vou indicar o curso para mais pessoas, principalmente para quem tem interesse em conhecer sobre o cotidiano de adesivação, e alguns truques, com esse grande profissional que é o Diomédes. JOSMAR SANTOS – Murex – Curitiba - PR

O Curso foi muito bom, superou minhas expectativas, aprendi bastante coisa e acho que vou poder levar para a vida profissional. ADRIANA SCHROEDER GARCIA – Artday Comunicação Visual – Rio do Sul - SC O curso me surpreendeu, eu fiz a inscrição para vir conhecer a GF, minha expectativa era de ter mais conhecimento do setor, fazer networking, aprender novas técnicas, mas eu fiquei bem surpreso tanto com a acolhida do pessoal da GF, como do hotel que a gente ficou hospedado, como quanto com as instalações, e a parte prática do curso, superou minhas expectativas ALEXANDRE BERMUDES RODRIGUES – RC4 Comunicação Visual - SP

38 - j u n h o 2 0 1 3 - R E V I S TA G F


AtEnçãO PARA A DAtA DOS PRÓxIMOS CURSOS: • 21 E 22 DE JUNHO: Aplicação de Adesivos • 24 a 27 DE JUNHO: Técnico Prático em impressoras digitais de alta resolução • 28 a 29 DE JUNHO: Operacional em impressoras digitais Mais informações através do telefone (41)3023-4979, ou email: capacitacao@grandesformatos.com, com Antonio Escobar


CHECK GF CHECK GF CHECK CHECK GF GF

UV SERIES UV SERIES UV UV SERIES SERIES

CHECK GF CHECK GF UV UV SERIES SERIES

2 - Sistema Automatizado 2 - Sistema Automatizado

NN OO VV AA

O sistema automatizado deve ajudar a aumentar a O sistema automatizado deveSolicitei ajudar aao aumentar a produtividade da impressora. produtividade daSergio impressora. Solicitei ao engenheiro Luiz que nos demonstrasse o engenheiro Luiz Sergio que nos demonstrasse o processo. O que pude observar é que no processo processo. O que pudese observar é que no eprocesso manual a impressora saiu muito bem quando manual a impressora se saiu muito bem e os arquivos foram enviados pelo sistema quando os arquivos foram enviados pelo sistema automatizado, o incremento na produtividade automatizado, o incremento produtividade pode ser observado. Abaixo ona leitor pode observar pode ser observado. Abaixo o leitor podeser observar a mesa com o material já colocado para a mesa com o material já colocado para ser impresso. impresso. Por Vinícius Timi Por Vinícius Timi

T P O O R R AA D D AA T E E M M P

Segunda-feira diadia 3 de junho dede 2013. Segunda-feira 3 de junho 2013.Meu Meudia diacomeçou começou com a preocupação de não perder meu vôo para com a preocupação de não perder meu vôo paraSão SãoPaulo, Paulo, aonde fomos convidados pela Durst do Brasil para aonde fomos convidados pela Durst do Brasil parafazer fazeroo primeiro Check GFGF dada série dede impressoras primeiro Check série impressorasUV. UV.No No aeroporto iriairia me encontrar a900 da aeroporto encontrar com ajornalista jornalista daGF, GF, por 7 O Sistema deme cores dacom Rho é composto Andressa Fonseca. Curitiba hoje é uma grande cidade, eeseu Andressa Fonseca. Curitiba hoje é uma grande cidade, seu O Sistema de cores da Rho 900 é composto por 7 tanques que são utilizados para as cores. Nele trânsito é mais tranquilo o quefez fezcom comque queaaAndressa Andressa trânsito nãonão é mais tranquilo o que tanques que são utilizados para as as cores. Nele podemos observar 4 Isto tanques para cores CMYK, 1 quase perdesse vôo. eletivesse tivesse saído nohorário. horário. quase perdesse seuseu vôo. Isto sese ele saído no podemos observar 4 tanques para as cores CMYK, 1 No aeroporto ainda tivemos enfrentar umahora hora de para o branco ede2deenfrentar para os Light. Entretanto Notanque aeroporto ainda tivemos uma de o que para nós significar algumas dificuldades tanque para onós branco e 2 para os Light. Entretanto atraso o que para iriairia significar algumas dificuldades aatraso configuração deste equipamento, pode utilizar extras ao chegarmos a São Paulo. extras ao chegarmos a São Paulo. a configuração deste equipamento, pode utilizar cores spot, ou seja, o clienteaopode solicitar Devido atraso e somando-se caosdo do trânsitouma deSão São Devido ao ao atraso e somando-se ao caos trânsito de cores spot, ouespecífica seja, oda cliente pode solicitar uma Paulo, chegamos à sede Durst por volta das 11h30 e configuração para a sua necessidade. Paulo, chegamos à sede da Durst por volta das 11h30 e fomos muito bem recebidos pelo seu Diretor Sr.Flávio Flávio configuração específica para aDiretor sua necessidade. Interessante observar que não há qualquer tipo de fomos muito bem recebidos pelo seu ooSr. Hirata. Eu já conhecia o Flávio, pois trabalhei com eleem em Hirata. Eu já conhecia o Flávio, pois trabalhei com ele Interessante observar que não há qualquer tipo de chip ou controledo sobre que o cliente uma multinacional setoraetinta isto representava paravai mim uma multinacional do setor e isto representava para mim chip ou Isto controle sobre a tinta que cliente vai uma di���culdade a mais, pois, como o Check GF é feito utilizar. é quase inédito, pois, aomaioria dos uma dificuldade a mais, pois, como o Check GF é feito pensando no leitor fiquei imaginando o que aconteceria se utilizar. Isto é quase inédito, pois, a maioria dosse fabricantes teme deixar seus sistemas abertos, pois pensando no leitor fiquei imaginando o que aconteceria a impressora não correspondesse às nossas expectativas. fabricantes teme deixar seus sistemas abertos, pois a impressora não correspondesse às nossas expectativas. não deseja que o cliente tintas concorreMas nosso tempo era curto e utilize havia muito trabalho pela Mas nosso tempo eraolado curto epassagens havia muito não deseja que cliente utilize tintas concorrefrente uma vez que nossas detrabalho retorno jápela haviam o ntes. Se por um isto se justifica para proteger frente uma vez que nossas passagens de retorno já haviam sido emitidas. Tínhamos, portanto poucas horas para ntes. Se por um lado isto se justifica para proteger próprio usuário a não abastecer com tintas barataso sido emitidas. Tínhamos, realizar nosso trabalho.portanto poucas horas para próprio usuário a não abastecer comimpede tintas baratas eFlávio denosso qualidade duvidosa, por outro, deste realizar trabalho. nos informou que o engenheiro da Durst responsável emesmo de qualidade duvidosa, por outro, impede deste Flávio nos informou que o engenheiro da Durst responsável no Brasil pelas instalações e suporte técnico das mais usuário ir à busca de um produto no mesmo Brasil pelas instalações e suporte técnico das impressoras, e que ir mora em Belo estava em São usuário à busca deHorizonte, um produto mais impressoras, que mora em Belo Horizonte, estava Paulo paraecumprir diversos compromissos, e entreem elesSão o Paulo paraacompanhar cumprir diversos e entre eles o de nos neste compromissos, Check GF. Para mim foi uma surpresa agradávelneste ver que o engenheiro Luiz foi Sergio de nos acompanhar Check GF. Para mim umaa surpresa agradável ver que o engenheiro Luiz Sergio a

3 - Sistema de Cores 3 - Sistema de Cores

40 - j u n h o 2 0 1 3 - R E V I S TA G F

Flávio Hirata Flávio Hirata eeLuiz LuizSergio Sergioda daDurst. Durst.

quem eu uma excelente quem eu também tambémjájáconhecia, conhecia,eeque quepossui possui uma excelente reputação no mercado, estava à frente da área técnica da reputação no mercado, estava à frente da área técnica da Durst. Durst. Bom, havíamos feito uma pausa de quase 3 meses nos Bom, havíamos feito uma pausa de quase 3 meses nos Checks GF. Este tempo foi necessário para nos prepararmos compatível com sua realidade. Além disto, Checks GF. Estetemporada tempo foiamuito necessário para nos prepararmos para esta nova mais difícil de ser realizada. para esta nova temporada muito mais difícil de ser realizada. compatível com a sua realidade. Além disto, constantemente fabricantes não As dificuldades estão desdeacontece a liberaçãodos de equipamentos As dificuldades estão desde a liberação de equipamentos constantemente acontece dos fabricantes para testes, pois envolvem muitas vezes, paradas na ter em estoque de suas tintas “originais”, ounão para testes, pois envolvem muitas vezes, paradas na produção das empresas utilizam estes“originais”, equipamentos, ter em estoqueque de suas tintas ainda praticarem um preço abusivo sobreou seu produção daslongas, empresas que utilizam estes equipamentos, viagens mais entre outras. ainda praticarem um preço abusivo sobre viagens mais entre outras. produto. Portanto a Durst parabéns. Outro fator delongas, preocupação foi com oestá novo de formato do seu Outro fator deagora preocupação com o novo Portanto afoi Durst está deformato parabéns. Check produto. GF que é muito mais abrangente, pois temdo a Check GF que agora é ainda muitomais maisoabrangente, pois finalidade de informar leitor, e dentro de tem umaa finalidade defabricantes informar ainda maisaosete leitor, e dentro área onde os guardam chaves seusde uma segredos área ondeindustriais. os fabricantes guardam a sete chaves seus segredos industriais.


CHECK GF CHECK GF GF CHECK

UV SERIES UV SERIES

artigos mesmo quando não havia concordância sobre o seu Aprendemos muito na Série Solventes e trazemos junto com a conteúdo e, portanto os artigos sempre foram publicados na nossa experiência anterior, esta nova abordagem, mais sua integra, mesmo em face alguns protestos por parte de técnico-jornalística para benefício do leitor. fabricantes ou de seus representantes. Nesta nova Assim, todos os Checks UV deverão sempre que possível temporada mudamos o formato e agora os artigos serão contar com a presença de um representante do equipamento O sistema automatizado deve ajudar a aumentar a publicados sem o conhecimento dos fabricantes sobre o seu analisado, pois, isto permitirá esclarecer quaisquer questões O sistema automatizado deveterão ajudar aao aumentar a produtividade da impressora. conteúdo. Mas estes Solicitei sempre assegurados o espaço da que surjam sem a necessidade de aguardar o produtividade daSergio impressora. Solicitei ao edição seguinte sedemonstrasse manifestarem sobre pronunciamento posterior dos fabricantes ou de seus engenheiro Luiz quepara nos o o que foi publicado. representantes. engenheiro Sergioobservar que nosédemonstrasse o processo. O Luiz que pude que no processo Desta forma o Check GF dá mais um passo para consolidar a Outra novidade é que é feita uma longa entrevista gravada e processo. O que pudese observar é que no manual saiu emuito bem eprocesso quando sua imparcialidade continuar merecedor do respeito e da filmada. Isto agiliza nosso processo e não dá margem para a impressora manual a impressora se saiu muito bem e quando confiança dos leitores. dúvidas futuras. os arquivos foram enviados pelo sistema Mas as enviados novidades não por aí, o leitor deve ficar atento, Mas as novidades não param por aqui. Na temporada os arquivos foram pelo sistema automatizado, o incremento naparam produtividade pois outras novidades virão. Quem “ler” verá. solvente os artigos eram enviados para os fabricantes ou para automatizado, o incremento na produtividade pode ser observado. leitor pode observarUV Series, Vamos, aoAbaixo primeirooCheck GF da Temporada seus representantes para que estes tivessem a oportunidade pode ser observado. Abaixo o leitor pode observar esperamos que gostem e continuem nos enviando suas de fazerem seus comentários e toda esta informação era a mesa com o material já colocado para ser críticas e sugestões pois, são elas que publicada de uma só vez. Entretanto isto causava problemas a mesa com o material já colocado para ser nos movem sempre na impresso. direção certa. quando estes não concordavam com algum aspecto da impresso. análise e a edição da revista muitas vezes atrasava. Mas é importante o leitor saber que nunca mudamos os

2 - Sistema Automatizado 2 - Sistema Automatizado

3 - Sistema de Cores 3 - Sistema de Cores

O Sistema de cores da Rho 900 é composto por 7 O Sistema desão cores da Rho 900 composto por 7 tanques que utilizados paraéas cores. Nele tanques são utilizados para as as cores. Nele podemosque observar 4 tanques para cores CMYK, 1 podemos observar 4 tanques para as cores CMYK, 1 tanque para o branco e 2 para os Light. Entretanto tanque para o branco e 2 para os Light. Entretanto a configuração deste equipamento, pode utilizar a configuração deste equipamento, pode cores spot, ou seja, o cliente pode solicitarutilizar uma cores spot, ou seja, o cliente pode solicitar uma configuração específica para a sua necessidade. configuração específica para suaqualquer necessidade. Interessante observar que nãoa há tipo de Interessante observar que não há qualquer tipo de chip ou controle sobre a tinta que o cliente vai chip ou Isto controle sobre a tintapois, queaomaioria cliente vai utilizar. é quase inédito, dos utilizar. Isto é quase inédito, pois, a maioria dos pois fabricantes teme deixar seus sistemas abertos, fabricantes teme deixar seus sistemas pois não deseja que o cliente utilize tintas abertos, concorrenão cliente tintaspara concorrentes.deseja Se porque um olado isto utilize se justifica proteger o ntes. Se por um lado isto se justifica para proteger próprio usuário a não abastecer com tintas barataso próprio usuárioduvidosa, a não abastecer comimpede tintas baratas e de qualidade por outro, deste emesmo de qualidade duvidosa, por outro, impede deste usuário ir à busca de um produto mais mesmo usuário ir à busca de um produto mais

compatível com a sua realidade. Além disto, compatível com aacontece sua realidade. Além disto,não constantemente dos fabricantes constantemente dos“originais”, fabricantesounão ter em estoque deacontece suas tintas ter empraticarem estoque deum suas tintas “originais”, ainda preço abusivo sobreou seu ainda praticarem um preço abusivo sobre seu produto. Portanto a Durst está de parabéns. produto. Portanto a Durst está de parabéns.


CHECK GF CHECK CHECK GF GF CHECK GF

UV SERIES UV UV SERIES SERIES UV SERIES

DURST RHO 900 DURST 22–-- Sistema RHO 900 Automatizado Sistema Automatizado O sistema automatizado deve ajudar a aumentar a O sistema automatizado deveSolicitei ajudar aao aumentar a produtividade da impressora. produtividade daSergio impressora. Solicitei ao engenheiro Luiz que nos demonstrasse o engenheiro Luiz Sergio que nos demonstrasse o processo. O que pude observar é que no processo processo. O que pudese observar é que no eprocesso manual a impressora saiu muito bem quando manual a impressora se saiu muito bem e os arquivos foram enviados pelo sistema quando os arquivos foram enviados pelo sistema automatizado, o incremento na produtividade automatizado, o incremento produtividade pode ser observado. Abaixo ona leitor pode observar pode ser observado. Abaixo o leitor podeser observar a mesa com o material já colocado para a mesa com o material já colocado para ser impresso. impresso.

3 - Sistema de Cores 3 - Sistema de Cores

O Sistema de cores da Rho 900 é composto por 7 O Sistema desão cores da Rho 900 composto por 7 tanques que utilizados paraéas cores. Nele tanques que são utilizados para as as cores. Nele podemos observar 4 tanques para cores CMYK, 1 Dados do Equipamento Dados do Equipamento podemos observar 4 tanques para as cores CMYK, 1 tanque para o branco e 2 para os Light. Entretanto analisado analisado tanque para o branco e 2 para os Light. Entretanto a configuração deste equipamento, pode utilizar Fabricante: Durst a configuração deste equipamento, pode cores spot, ou seja, o cliente pode solicitarutilizar uma Fabricante: Durst Origem: Itália cores spot, ou seja, o cliente pode solicitar Origem: configuração específica paraDurst a suadonecessidade. FábricaItália ou Distribuidor no Brasil: Brasil uma Fábrica ou Distribuidor no Brasil: Durst do Brasil tipo de Contato: Sr. Flávio Hirata configuração específica para a há sua necessidade. Interessante observar que não qualquer Contato: Sr. Flávio Hirata Engenheiro acompanhante: Luiz Sérgio Interessante observar que nãoque há qualquer tipo de chip ou controle sobre aLuiz tinta Engenheiro acompanhante: Sérgio o cliente vai Modelo analisado: RHO 900 chip ou controle sobre a tintapois, queaomaioria cliente vai utilizar. Isto é quase inédito, dos Modelo analisado: RHO 900 utilizar. Isto é quase inédito, pois, a maioria dos pois fabricantes teme deixar seus sistemas abertos, fabricantes teme deixar seus sistemas pois não deseja que o cliente utilize tintas abertos, concorrenão deseja cliente utilize tintaspara concorrentes. Se porque um olado isto se justifica proteger o Informações Técnicas ntes. Se por um lado isto se justifica para proteger Informações Técnicas próprio usuário a não abastecer com tintas barataso Fabricante: Durst próprio usuárioduvidosa, a não abastecer com tintas baratas e Modelo de qualidade analisado: RHO 900 por outro, impede deste Fabricante: Durst emesmo de qualidade outro, impede deste usuárioduvidosa, ir à buscapor de um produto mais Modelo analisado: RHO 900 mesmo usuário ir à busca de um produto mais

42 - j u n h o 2 0 1 3 - R E V I S TA G F

Características Características A Rho 900 é uma impressora que possuí A Rho 900 é características: uma impressora que possuí as seguintes as seguintes características: 1 – Classe: Impressora classe UV 1 – Mercado: Classe: Impressora 2 industrial classe UV 2 – Sistema Mercado: industrial Scan 3 e Impressão: 3 – Sistema Sistemade e Impressão: 4 entrega de Scan tinta: Pressão negativa 5 da mesa: Plana Rolete 4 – Tipo Sistema de entrega de tinta: Pressão negativa 6 carga de material: 5 – Sistema Tipo da de mesa: Plana Rolete manual ou automático 7 dede utilização cores spot: Sim ou automático 6 – Opção Sistema carga dedematerial: manual compatível combranco: a sua Sim realidade. Além disto, 8 7 –– Opção Opçãode deutilização utilizaçãodo de cores spot: Sim compatível com a sua realidade. Além disto, constantemente acontece 9 – Opção de utilização de verniz: Sim 8 – Opção de utilização do branco: Sim dos fabricantes não 10 Velocidade de impressão: superior ados 200“originais”, m²/h constantemente acontece fabricantesounão 9 ––Opção utilização dede verniz: terde em estoque suasSim tintas 11 – Resolução: máxima de 600 dpi 10 – Velocidade de impressão: superior aabusivo 200 m²/h ter empraticarem estoque deum suas tintas “originais”, ainda preço sobreou seu 12 de impressão e quantidade: 16 11 –– Cabeçotes Resolução: máxima de 600 dpi ainda praticarem um preço abusivo sobre seu produto. aeDurst está de Spectra, ou 4 por cor. 12 –Dimatix Cabeçotes dePortanto impressão quantidade: 16parabéns. 13 – Largura máxima de impressão: 2,5m produto. Portanto Durst está de parabéns. Dimatix Spectra, ou 4 poracor. 14 – Tipos de materiais: Rígidos e flexíveis 13 – Largura máxima de impressão: 2,5m 15 – Tecnologia UV: 2 Lampadas UV 14 – Tipos de materiais: Rígidos e flexíveis 15 – Tecnologia UV: 2 Lampadas UV


CHECK GF CHECK GF GF CHECK

UV SERIES UV SERIES

2 - Sistema Automatizado 1. Aparência externa 2 - Sistema Automatizado É chegada a hora de checarmos se tudo o que ouvimos O sistema automatizado deve ajudar a aumentar a sobre a Rho 900 vai ou não ser comprovado. O sistema automatizado deveSolicitei ajudar aao aumentar a produtividade da impressora.

produtividade daSergio impressora. Solicitei ao engenheiro Luiz que nos demonstrasse o engenheiro Luiz Sergio que nos demonstrasse o Ao chegarmos na empresa CG que abriu as portasprocesso. para o O que pude observar é que no processo Check GF UV Series, a Rho 900 chama a atenção. A a impressora processo. O que pudese observar é que no eprocesso manual saiu muito bem quando máquina impressiona pelo porte. Já seu design é sóbrio e manual a impressora se saiu muito bem e os arquivos foram enviados pelo sistema quando condizente com um equipamento industrial conforme os arquivos foram enviados pelo sistema podemos ver nas figuras 1 e 2. Na verdade os designs mais automatizado, o incremento na produtividade arrojados normalmente são usados em máquinas nãoser observado. automatizado, o incremento produtividade pode Abaixo ona leitor pode observar industriais, onde o apelo externo é mais forte. O empresário pode ser observado. Abaixo o leitor podeser observar a mesa com o material já colocado para que adquire este formato de equipamento se preocupa a mesa com a sua produtividade, segurança e qualidade. Foi bom com o material já colocado para ser impresso. ver que a Rho 900 cumpre bem todos estes requisitos. impresso.

3 - Sistema de Cores 3 - Sistema de Cores

O Sistema de cores da Rho 900 é composto por 7 IMPRESSORAS ROUTERS O Sistema desão cores da Rho 900 éas composto por 7 PLASMAS NOBREAKS PERFURADOS TINTAS LONAS ADESIVOS tanques que utilizados para cores. Nele tanques são utilizados para as as cores. Nele podemosque observar 4 tanques para cores CMYK, 1 WWW.VIASIGNS.COM.BR CONTATO @VIASIGNS.COM.BR FONE 41-3268-4800 podemos observar 4 tanques para as cores CMYK, 1 tanque para o branco e 2 para os Light. Entretanto tanque para o branco e 2 para os Light. Entretanto a configuração deste equipamento, pode utilizar A PRIMEIRA IMPRESSÃO É A QUE FICA a configuração deste equipamento, pode cores spot, ou seja, o cliente pode solicitarutilizar uma cores spot, ouespecífica seja, o cliente uma configuração parapode a suasolicitar necessidade. configuração específica para suaqualquer necessidade. Interessante observar que nãoa há tipo de Interessante observar que não há qualquer tipo de chip ou controle sobre a tinta que o cliente vai chip ou Isto controle sobre a tintapois, queaomaioria cliente vai utilizar. é quase inédito, dos utilizar. Isto é quase inédito, pois, a maioria dos pois fabricantes teme deixar seus sistemas abertos, fabricantes teme deixar seus sistemas pois não deseja que o cliente utilize tintas abertos, concorrecompatível com a sua realidade. Além disto, não deseja que o cliente utilize tintas concorrecompatível com aacontece sua realidade. Além disto,não ntes. Se por um lado isto se justifica para proteger o constantemente dos fabricantes ntes. Seusuário por um lado se justifica proteger constantemente dos“originais”, fabricantesounão próprio a nãoisto abastecer compara tintas barataso ter em estoque deacontece suas tintas próprio usuárioduvidosa, a não abastecer comimpede tintas baratas ter empraticarem estoque deum suas tintas “originais”, e de qualidade por outro, deste ainda preço abusivo sobreou seu emesmo de qualidade duvidosa, por outro, impede deste ainda praticarem um preço abusivo sobre seu usuário ir à busca de um produto mais produto. Portanto a Durst está de parabéns. EPSON DX-5 - PRINT HEAD 2880DPI EPSON DX-5 - PRINT HEAD 2880 DPI usuário ir à busca de um produto mais Portanto a Durst está de parabéns. 1,52 DE mesmo ARÉA UTIL 19m2HORA 1,52 DEproduto. AREA UTIL 35m2HORA REABASTECIMENTO CONTINUO DE TINTA 3 A 21 PICO LITROS QUALIDADE FOTOGRAFICA

ATENDIMENTO TÉCNICO COM EXCELÊNCIA CONSULTE-NOS.

REABASTECIMENTO CONTINUO DE TINTA 3ª21 PICOLITRO QUALIDADE FOTOGRAFICA

DISTRIBUIDOR


CHECK GF CHECK GF

UV SERIES UV SERIES

2 - Sistema Automatizado 2 - Sistema Automatizado O sistema automatizado deve ajudar a aumentar a O sistema automatizado deveSolicitei ajudar aao aumentar a produtividade da impressora. produtividade daSergio impressora. Solicitei ao engenheiro Luiz que nos demonstrasse o engenheiro Luiz Sergio que nos demonstrasse o processo. O que pude observar é que no processo processo. O que pudese observar é que no eprocesso manual a impressora saiu muito bem quando manual a impressora se saiu muito bem e os arquivos foram enviados pelo sistema quando os arquivos foram enviados pelo sistema automatizado, o incremento na produtividade automatizado, o incremento produtividade pode ser observado. Abaixo ona leitor pode observar pode ser observado. Abaixo o leitor podeser observar a mesa com o material já colocado para a mesa com o material já colocado para ser impresso. impresso.

3 - Sistema de Cores 3 - Sistema de Cores

O Sistema de cores da Rho 900 é composto por 7 O Sistema desão cores da Rho 900 composto por 7 tanques que utilizados paraéas cores. Nele tanques são utilizados para as as cores. Nele podemosque observar 4 tanques para cores CMYK, 1 podemos observar 4 tanques para as cores CMYK, tanque para o branco e 2 para os Light. Entretanto1 tanque para o branco e 2 para os Light. Entretanto a configuração deste equipamento, pode utilizar a configuração deste equipamento, pode utilizar cores spot, ou seja, o cliente pode solicitar uma cores spot, ouespecífica seja, o cliente uma configuração parapode a suasolicitar necessidade. configuração específica para suaqualquer necessidade. Interessante observar que nãoa há tipo de Interessante observar que não há qualquer tipo chip ou controle sobre a tinta que o cliente vai de chip ou Isto controle sobre a tintapois, queaomaioria cliente vai utilizar. é quase inédito, dos utilizar. Isto é quase inédito, pois, a maioria dos fabricantes teme deixar seus sistemas abertos, pois fabricantes teme deixar seus sistemas pois não deseja que o cliente utilize tintas abertos, concorrenão cliente tintaspara concorrentes.deseja Se porque um olado isto utilize se justifica proteger o ntes. Se por um lado isto se justifica para proteger próprio usuário a não abastecer com tintas barataso próprio usuárioduvidosa, a não abastecer comimpede tintas baratas e de qualidade por outro, deste emesmo de qualidade duvidosa, por outro, impede deste usuário ir à busca de um produto mais mesmo usuário ir à busca de um produto mais

44 - j u n h o 2 0 1 3 - R E V I S TA G F

compatível com a sua realidade. Além disto, compatível com aacontece sua realidade. Além disto,não constantemente dos fabricantes constantemente dos“originais”, fabricantesounão ter em estoque deacontece suas tintas ter empraticarem estoque deum suas tintas “originais”, ainda preço abusivo sobreou seu ainda praticarem um preço abusivo sobre seu produto. Portanto a Durst está de parabéns. produto. Portanto a Durst está de parabéns.


CHECK GF CHECK GF

UV SERIES UV SERIES

2 - Sistema Automatizado 4 – O equipamento e seus sistemas 2 - Sistema Automatizado Na figuras ao lado, podemos ver a Durst aberta. O sistema automatizado deve ajudar a aumentar a O sistema automatizado deve ajudarMas aao aumentar Sua construção é robusta e à primeira vista seu sistema parece bastante e confuso. ao analisarao sistema é produtividade da complexo impressora. Solicitei possível ver que toda a sua complexidade é tão bem organizada que fica fácil identificar todos osao seus componentes. produtividade daSergio impressora. Solicitei engenheiro Luiz que nos demonstrasse o

engenheiro Sergioobservar que nosédemonstrasse o processo. O Luiz que pude que no processo processo. O que pudese observar é que no eprocesso manual a impressora saiu muito bem quando manual a impressora se saiu muito bem e os arquivos foram enviados pelo sistema quando os arquivos foram enviados pelo sistema automatizado, o incremento na produtividade automatizado, o incremento produtividade pode ser observado. Abaixo ona leitor pode observar pode ser observado. Abaixo o leitor podeser observar a mesa com o material já colocado para a mesa com o material já colocado para ser impresso. impresso.

3 - Sistema de Cores 3 - Sistema de Cores

O Sistema de cores da Rho 900 é composto por 7 O Sistema desão cores da Rho 900 composto por 7 tanques que utilizados paraéas cores. Nele tanques são utilizados para as as cores. Nele podemosque observar 4 tanques para cores CMYK, 1 Sistema do carro e seus componentes. podemos observar 4 tanques para as cores CMYK, 1 tanque para o branco e 2 para os Light. Entretanto tanque para o branco e 2 para os Light. Entretanto a configuração deste equipamento, pode utilizar a configuração deste equipamento, pode cores spot, ou seja, o cliente pode solicitarutilizar uma cores spot, ou seja, o cliente pode solicitar uma configuração específica para a sua necessidade. configuração específica para suaqualquer necessidade. Interessante observar que nãoa há tipo de Interessante observar que não há qualquer tipo de chip ou controle sobre a tinta que o cliente vai chip ou Isto controle sobre a tintapois, queaomaioria cliente vai utilizar. é quase inédito, dos Conversei muito com o engenheiro Luiz Sergio utilizar. Isto é quase inédito, pois, a maioria dossobre fabricantes teme deixar seus sistemas abertos, pois o significado desta tecnologia. Segundo o fabricantes teme deixar seus abertos, poistão preciso não deseja que o cliente utilize tintas das concorrecompatível com a sua realidade.de Além disto, engenheiro ele é um quadro desistemas fixação cabeças que elimina necessidade ajustes não deseja que o cliente utilize tintas concorrecompatível com a sua realidade. Além disto, Sedo por um ladoIsto istoaumenta se justifica para proteger opois o impressor constantemente acontece dospara fabricantes porntes. parte usuário. a produtividade, não necessita parar alinharnão ntes. Seusuário por um lado se justifica proteger constantemente dos“originais”, fabricantesounão próprio a nãoisto abastecer compara tintas barataso ter em estoque deacontece suas tintas o equipamento para cada mudança de material. próprio usuárioduvidosa, a não abastecer comimpede tintas baratas ter empraticarem estoque deum suas tintas “originais”, e de qualidade por outro, deste ainda preço abusivo sobreou seu emesmo de qualidade duvidosa, por outro, impede deste ainda praticarem um preço abusivo sobre seu usuário ir à busca de um produto mais produto. Portanto a Durst está de parabéns. mesmo usuário ir à busca de um produto mais produto. Portanto a Durst está de parabéns.

5 – Quadro Array technology

46 - j u n h o 2 0 1 3 - R E V I S TA G F


6 – Velocidade Chegou o momento de testarmos a Rho 900 quanto à sua velocidade. Veja os resultados.1 - Especificar os dados do arquivo e do material: Tamanho do arquivo: 1120 x 650 = 0,728M² Tipo do material: Foam Tamanho do material: 1000 x 1400 x 5mm Resolução: 600 x 6 cores com perfil Passadas: 6 com Overllaping Modo de impressão: Bi direcional Tempo cronometrado: 3min e 50 seg. Temos de descontar 45s iniciais de aquecimento das lâmpadas, e das cabeças e sub-tanques, ficando em 3min e 05s. Observação: Impresso na melhor qualidade Cálculo de velocidade Quantidade de peças impressas em 1 hora: 60/3,05= 19.67 pçs. Quantidade de metros impresso em 1 hora: 19.67 x 0,728M²= 14,32M² É importante observar que o teste foi realizado em uma chapa menor que a largura do equipamento. Isto certamente elevaria a velocidade medida. Mas consideramos o que de fato foi impresso no teste.

2 - Especificar os dados do arquivo e do material: Tamanho do arquivo: 1120 x 650 = 0,728M² Tipo do material: Foam Tamanho do material: 1000 x 1400 x 5mm Resolução: 600 x 4 cores sem perfil Passadas: 6 com Overllaping Modo de impressão: Bi direcional Tempo cronometrado: 3min e 05 seg. Temos de descontar 14s neste teste, ficando em 2min e 91s. Observação: Impresso em alta qualidade.


CHECK GF

UV SERIES

Cálculo de velocidade Quantidade de peças impressas em 1 hora: 60/2,91= 20,61 pçs. Quantidade de metros impresso em 1 hora: 20,61 x 0,728M²= 15,00M² É importante observar que o teste foi realizado em O sistema uma automatizado deve ajudar a aumentar a chapa menor que a largura do equipamento. produtividade da impressora. Solicitei ao medida. Mas Isto certamente elevaria a velocidade consideramos o que de fato foi impresso engenheiro Luiz Sergio que nos demonstrasseno o teste.

2 - Sistema Automatizado processo. O que pude observar é que no processo 3 - Especificar os dados do arquivo e do material: manual a impressora se saiu muito quando Tamanho do arquivo: 1120 x bem 650 =e0,728M² Tipo do material: Foam os arquivos foram enviados pelo sistema Tamanho do material: 1000 x 1400 x 5mm automatizado, o incremento na produtividade Resolução: 400 x 6 cores sem perfil pode ser observado. leitor pode observar Passadas: 1 Abaixo com semoOverllaping Modo de impressão: Bi direcional a mesa com o material já colocado para ser Tempo cronometrado: 52 seg. Temos de descontar 23s impresso. neste teste, ficando em 29s. Observação: Impresso em modo rascunho.

Cálculo de velocidade

3 - Sistema de Cores O Sistema de cores da Rho 900 é composto por 7 tanques que são utilizados para as cores. Nele podemos observar 4 tanques para as cores CMYK, 1 tanque para o branco e 2 para os Light. Entretanto a configuração deste equipamento, pode utilizar cores spot, ou seja, o cliente pode solicitar uma configuração específica para a sua necessidade. Interessante observar que não há qualquer tipo de chip ou controle sobre a tinta que o cliente vai utilizar. Isto é quase inédito, pois, a maioria dos fabricantes sistemas abertos, pois A resolução dateme Durstdeixar podeseus ser configurada não deseja quedpi. o cliente utilizeos tintas para 400 ou 600 Em ambos casosconcorreo resultado final foi muito bom mesmo ntes. Se por um lado isto se justifica para proteger o para pequenos caracteres. próprio usuário a não abastecer com tintas baratas e de qualidade duvidosa, por outro, impede deste mesmo usuário ir à busca de um produto mais

Quantidade de peças impressas em 1 hora: 60/0.29= 207 pçs. Quantidade de metros impresso em 1 hora: 207 x 0,728M²= 150,00M² É importante observar que o teste foi realizado em uma chapa menor que a largura do equipamento. Isto certamente elevaria a velocidade medida. Mas consideramos o que de fato foi impresso no teste.

7 – Resolução

48 - j u n h o 2 0 1 3 - R E V I S TA G F

compatível com a sua realidade. Além disto, constantemente acontece dos fabricantes não ter em estoque de suas tintas “originais”, ou ainda praticarem um preço abusivo sobre seu produto. Portanto a Durst está de parabéns.


CHECK GF

Durst – Rho 900 - Avaliação final Avaliar a Rho 900 foi um prazer, pois o equipamento é construído com um cuidado admirável. Sua resolução também impressiona mesmo nos modos de maior velocidade. Em nossos testes ela pecou somente quanto à velocidade, mas certamente teremos uma explicação no próximo número da GF com as considerações do fabricante. Portanto para aqueles que precisam de uma impressora industrial, com certeza a Rho 900 deve ser uma opção a ser considerada. Eu pessoalmente gostaria de fazer uma nova avaliação daqui a alguns meses, pois, a impressora testada está instalada há 3 meses.

Quando questionei ao impressor sobre problemas, ele informou que apenas algumas dúvidas surgiram e foram rapidamente sanadas. Também a Durst foi questionada sobre o suporte técnico e treinamento e fomos informados que o cliente recebe todo o treinamento e suporte necessário, informação que foi confirmada pelo impressor. Muito mais poderíamos falar sobre a Durst, mas, vamos deixar para outra ocasião. Espero que você leitor goste deste novo formato e continue a nos ajudar a melhorá-lo cada vez mais. Vinícius R. Timi


GF NEWS

CONSULTORIA GF

Qual é momento certo para contratar uma consultoria? revista grandes formatos contrata consultor para organizar processos, após rápido crescimento Depois de 7 anos de existência, muita força de vontade e mil ideias e projetos em andamento, a Revista Grandes Formatos, decide contratar uma consultoria especializada, para organizar o crescimento. “Crescemos muito rápido, e percebemos que se faz necessário organizar a empresa, para comportar tantas ideias e projetos de expansão”, afirma Luciana Andrade, Diretora da revista. No primeiro dia de consultoria, Wilson Giglio se apresentou à empresa como o novo comandante do navio. “Durante esses três dias que vou passar aqui, quem dá as cartas sou eu”. A princípio essa frase pareceu ameaçadora. Mas ao longo do dia, que teve exibição de vídeos motivacionais e palestras para incentivar o trabalho em equipe, o clima entre os colaboradores já era outro. O semblante desconfiado dos integrantes da equipe deu lugar a um sorriso contido, e a um olhar esperançoso. Após o banho de motivação, o consultor explicou quais serão as próximas fases do processo, que vai durar até setembro. Novas rotinas e procedimentos foram inseridos. Um novo organograma passa a fazer parte da empresa, e um novo processo de aprendizado se faz necessário entre todos os colaboradores. “A consultoria será ótima para a revista, logo no inicio já aprendemos a importância de cada departamento, do trabalho em equipe, sabemos que será de grande valia para todos, pois nos mostrará como devemos agir assumir responsabilidades, tomarmos decisões, e superarmos as expectativas”, declara Antonio Escobar, Coordenador de Cursos. ”A importância desta qualificação, é que a empresa vai conseguir atingir suas metas

rapidamente. E com isso, ficamos mais motivados a trabalhar. E pessoalmente, vou aprender e criar hábitos que posso usar até na minha vida particular e familiar” comenta Flavia, responsável pelo setor comercial. “Hoje me sinto mais forte, com mais vontade de crescer junto com a empresa, valeu muito a pena as mudanças adotadas”, afirma Amanda Siqueira, responsável por assinaturas. Para Luciana Andrade, o processo é dolorido, porém gratificante “Confesso que quando tomamos a decisão de começar imaginei ser algo motivacional apenas, trazendo coisas boas das pessoas, enfim, que seriam “tudo flores”! No primeiro dia me senti assustada pela quantidade de mudanças radicais que teríamos que fazer. Doeu muito, mas com todo o cuidado que o Wilson tem e seu enorme profissionalismo fui aceitando cada parte do desafio que implicava em ter que esquecer o passado. Hoje compreendo a necessidade que tínhamos das mudanças radicais e agradeço ao Wilson e ao apoio de toda equipe, estamos só começando e ver nossa equipe ansiosa em querer mais mudanças traz a tona um novo espirito, o de que venceremos juntos!”, declara Luciana. A próxima etapa da consultoria, novas metas serão estipuladas, e a missão, visão e valores da empresa serão definidas para que se tornem o objetivo comum de todos. Você, nosso leitor, vai saber de tudo isso, em primeira mão. Até a próxima.


ELA CHEGOU! MAIS RÁPIDA DO QUE VOCÊ ESPERAVA.

Foto: XF-640 com aquecedor, ventilador e take up opcionais

Conheça a SOLJET PRO4 XF-640 a verdadeira ciência dos foguetes em nosso stand na feira Serigrafia & Sign ou visite nosso site: www.rolanddg.com.br



GF junho 2013 online