__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1


DEPOSITPHOTOS

SUMARIO

06 08

Editorial Artigo | Iara Luz O que fazer quando minha equipe não é engajada

12

GF News Imersivo e futurista, Epson One Experience exibe amplo portfólio da empresa

14

Entrevista Entrevistamos Alfredo Ferrari, diretor da Grafstock

20

Artigo | Diomar Sartor O futuro do trabalho: você será substituído por máquinas? Descubra!

28 30

Artigo | Maicol Souza Teoria x Prática Signs Nordeste Bons motivos para você garantir sua participação na Signs Nordeste em Fortaleza agora mesmo!

4 - Revista GF |

Edição 132

22

Sua empresa de comunicação visual está comunicando corretamente?!

34

Entrevista Líder no Brasil em softwares de impressão, a SAi cresce exponencialmente

36

GF News EFI anuncia que foi adquirida por uma afiliada do Siris Capital Group, LLC.

38

GF News Inteligência artificial para Impressão Digital em Grandes Formatos é objeto de estudo na Universidade de Oxford em parceria com a Sai!

40

GF News Durst inaugura nova sede e Customer Experience Center

42

GF News Avery Dennison® Dol 1400 Z – Inovação para sobreposição de impressões em envelopamento de veículos

44

Lançamentos do setor Aplicação de adesivos Passo a Passo


EDITORIAL

DIVULGAÇÃO

LUCIANA ANDRADE Editora editora@grandesformatos.com EXPEDIENTE

Queridos leitores Levando em conta as dificuldades do dia a dia das empresas deste segmento que tanto amamos levantamos a questão da comunicação delas. Será que você comunica de forma eficaz o que sua empresa faz? Será que o mercado é péssimo ou você não consegue “falar” com ele? Vemos muitas empresas com estratégias incríveis de novos projetos, mas, como o cliente fica sabendo disto? Pensando nisto fizemos uma matéria de capa chamando sua atenção para repensar alguns processos que na rotina diária acabamos por não darmos a devida atenção. Por falar em comunicar de forma eficiente, você já pensou em levar o troféu do Prêmio Bureau Criativo de 2019? Pois ele voltou com força total! A cerimônia de entrega dos prêmios acontecerá em Fortaleza em setembro na feira Signs Nordeste! Juntamente com um congresso incrível que estamos organizando: Sign Talks by GF! O GF Profissional também está a todo vapor! Cursos de manutenção e de cores em SP e a inauguração da GF Nordeste em Olinda com o Curso de Aplicação de Adesivos, tudo agora em maio! Esperamos vocês! Tudo que fazemos faz parte da nossa rotina das sementinhas! Com muito amor e cuidado plantamos cada uma delas e cuidamos para que cresça e tenha bons frutos. Por isto, a gratidão a cada leitor é imensa. Muito obrigada por estarem conosco, no GF Profissional, na Revista e em setembro temos um encontro marcado na Signs Nordeste 2019! Um beijo no coração!

N. 132 / Ano 13 EDITORA/DIRETORA Luciana Cristina Andrade editora@grandesformatos.com ATENDIMENTO AO LEITOR atendimento@grandesformatos.com CURSOS GF capacitacao@grandesformatos.com ANUNCIOS atendimento@grandesformatos.com faleconosco@grandesformatos.com DESIGN GRÁFICO Purim Comunicação Visual (Rogério Callamari Macadura) rogerio@purimvisual.com.br GESTÃO WEB E MIDIAS SOCIAIS Digital Sign Midia (Antonio Escobar) marketing@digitalsignmidia.com.br GF Ltda TODOS OS DIREITOS RESERVADOS A reprodução total ou parcial deste material é permitida mediante autorização prévia expressa pela GF Desenvolvimento Ltda, desde que seja citada a fonte. O conteúdo dos artigos é de responsabilidade dos autores, não expressando necessariamente a opinião da Revista GF. Os informes técnicos são de caráter informativo, não prevalecendo nenhuma marca em detrimento de outra. Os anúncios são de total responsabilidade das empresas anunciantes. Visite nosso portal www.grandesformatos.com Baixe o app: Revista GF Facebook.com/revistagf Instagram: #revistagf

6 - Revista GF |

Edição 132


DEPOSITPHOTOS

ARTIGO

O que fazer quando minha equipe não é engajada Atualmente, o profissional que quer alcançar bons resultados tem que se preocupar em desenvolver competências técnicas e habilidades pessoais. O mercado está constantemente buscando por profissionais capazes de inovar, de tomar a frente, agarrar responsabilidades e desempenhar um bom papel dentro do que lhe é proposto. É muito comum as pessoas procurarem oportunidades de emprego com currículos bons, cheio de formações, cursos e vastas experiências. Por outro lado, além do conhecimento técnico, o mercado está em busca de profissionais com aspectos 8 - Revista GF |

Edição 132

comportamentais e emocionais bem desenvolvidos. Estes sim podem, e são, diferenciais na hora de ganhar uma vaga. Por isso que dentro de uma equipe, costumo dizer que o comprometimento é o ingrediente principal para o sucesso individual e da organização como um todo. Por que ser comprometido é tão importante? As pessoas tendem a se responsabilizar somente por aquilo que as importam. Imagine trabalhar em uma empresa descompromissada com seus colaboradores, que não oferece suporte, ajuda e nem


treinamentos. É possível que esse tipo de empresa seja um perfil de sucesso. Nesse suposto cenário, essa empresa fechará suas portas rapidamente. Em outra hipótese, imagine uma empresa compromissada, mas que contrata funcionários sem comprometimento algum. Aquele tipo de funcionário que não cumpre suas obrigações e nem se esforça para alcançar as metas. Com isso, por mais que essa empresa queira avançar, seu desempenho ficará travado por uma equipe que não se importa com os resultados. A conclusão que tiramos é que é impossível ter sucesso em um negócio onde há falta de comprometimento das pessoas envolvidas. A ausência dessa característica gera prejuízos e frustração para dois os lados. Benefícios de uma equipe comprometida Quando há reciprocidade no comprometimento entre a equipe, a organização como um todo consegue se projetar para a conquista de objetivos mais altos e ousados! Afinal, a empresa deixa de ser de um dono só e passa a ser de toda uma corporação, que irá colaborar entre si para realizações individuais e coletivas. Uma equipe comprometida veste a camisa da empresa e está disposta a investir tempo e esforço para superar as expectativas de resultados. Como incentivar o comprometimento da equipe Desenvolva relacionamentos Para gerar maior comprometimento entre os participantes da equipe, é preciso desenvolver um relacionamento humani-

zado com cada um. As pessoas precisam entender que suas responsabilidades afetam outras pessoas, e não apenas uma instituição. Ao desenvolver um relacionamento, os contratados se sentirão mais incentivados a lutar por um objetivo, pois verão que seus atos geram impactos na vida de outras pessoas. Integre todas as pessoas Independente da função de cada integrante da equipe, todos são importantes. Toda ação, por mínima possa ser, gera um tipo de resultado. Por isso, é preciso investir na integração de todos os colaboradores da empresa, porque uma equipe dividida dificilmente prosperará em resultados. É importante que todos estejam com a mesma visão, buscando um mesmo objetivo. Cada colaborador precisa entender sua importância ao saber que quando um cresce, todos ganham ao mesmo tempo. Propor trabalho em conjunto, dinâmicas ou até mesmo integrações são boas estra-

INDEPENDENTE DA FUNÇÃO DE CADA INTEGRANTE DA EQUIPE, TODOS SÃO IMPORTANTES. TODA AÇÃO, POR MÍNIMA POSSA SER, GERA UM TIPO DE RESULTADO Edição 132 | Revista GF - 9


ARTIGO

Reconheça conquistas A maioria das empresas são boas para cobrar de forma rígida e repreender seus funcionários por qualquer erro ou falta de resultados. Mas no momento em que o funcionário gera algum benefício ou acalça um objetivo, esse feito é passado em branco. Esse tipo de atitude gera frustração e desmotivação para a equipe. Afinal, por que se esforçar se isso não será levado em consideração? Por isso, pessoas se sentem mais motivadas quando suas boas ações são reconhecidas. Proponha desafios Uma das melhores maneiras para incentivar o comprometimento de uma equipe, é não deixar que o trabalho caia na rotina. A rotina conduz as pessoas para uma zona de conforto, prejudicando assim o comprometimento para avançar. Propor desafios é uma maneira eficiente de fazer com que a equipe se esforce e se comprometa afim de alcançá-los. Dessa forma, as pessoas se sentem instigadas a sempre superar os seus limites. De modo geral, podemos ver que muitas empresas estão tão focadas nos números e acabam se esquecendo que as pessoas são a parte mais importante de uma organização. Por isso é tão importante mostrar a importância de cada um, fazer com que vejam que são essenciais para as conquistas da empresa, e não funcionários descartáveis e substituíveis. No momento em que a equipe identificar o 10 - Revista GF |

Edição 132

comprometimento da empresa para com ela, o comprometimento dela para com a empresa será restaurado. Executando as dicas que dei acima, a empresa se responsabilizará pelo desenvolvimento pessoal e profissional de cada pessoa. E da mesma forma, os colaboradores se importarão e se responsabilizarão pelos resultados. Como benefício desse comprometimento, a visão da equipe estará unificada em um mesmo foco, o planejamento se tornará mais eficiente e os resultados alcançados serão melhores do que os esperados.

DIVULGAÇÃO

tégias para melhor o nível de integração das pessoas da mesma equipe.

IARA LUZ Master Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching e fundadora da Direction Coaching, empresa preparada para guiar transformações positivas em empresas e organizações. Atua há mais de 20 anos na área de liderança de equipes e trabalha como Coach de Vendas aplicando técnicas de Coaching e PNL. www.iaraluz.com


GF NEWS

Imersivo e futurista, Epson One Experience exibe amplo portfólio da empresa Evento ocorreu em 09 de maio, em São Paulo, e exibiu mais de 30 produtos com ações tecnológicas e sensoriais

DIVULGAÇÃO

Líder mundial em impressão, projeção e imagem digital, a Epson realizou, na Vila dos Ipês, em São Paulo (SP), o Epson One Experience. O evento, que teve como tema principal o conceito “Expansão e oportunidades por meio da tecnologia”, proporcionou experiências sensoriais, tecnológicas e uma imersão total nas soluções apresentadas pela empresa. Além disso, a ocasião marcou a transição da liderança da companhia no Brasil, com o ex-diretor-presidente da Epson do Brasil, Fer-

12 - Revista GF |

Edição 132

nando Stinchi, passando o bastão para Fábio Neves, novo líder da operação nacional. Paulo Ferraz, vice-presidente de vendas da América Latina também esteve presente! “Este evento simboliza o início de uma nova era da Epson no País. Por meio de experiências variadas de sensorialidade e encanto, a capacidade que nosso portfólio de produtos tem de auxiliar na transformação de diversos segmentos do mercado. E, depois de quatro anos de um trabalho bastante desafiador, mas


também muito recompensador, passo a missão de liderar a operação brasileira ao Fábio. Sem dúvidas, seguiremos inovando e crescendo no Brasil”, afirmou Fernando Stinchi. O Epson One Experience contou com a exibição de mais de 30 produtos distribuídos em 12 ilhas de experiências, em um espaço de 2.000m². Já na entrada, os convidados passaram por um túnel tecnológico feito com mapping, técnica capaz de criar movimentação, realismo e imagens tridimensionais por meio da tecnologia de vídeo projeção. Nas diversas ilhas de soluções do evento, a empresa demonstrou soluções de vanguarda para o varejo, como o visual merchandising, que utiliza os projetores LightScene para criar uma experiência dinâmica no ponto de venda. Também, a Epson demonstrou seu amplo portfólio de impressão para o mercado corporativo, destacando a produtividade e eficiência para os usuários. A customização de produtos e a mobilidade no ponto de vendas foram outras atrações promovidas pelas soluções Epson.  “A Epson quer fortalecer ainda mais o relacionamento com seus parceiros de negócios, compartilhando um mundo de oportunidades que a empresa dispõe para crescer nos segmentos de varejo, corporativo, educacional, entretenimento e têxtil . Queremos nos tornar indispensáveis para nossos clientes e consumidores, por meio da inovação, liderança e parcerias estratégicas”, encerrou o novo diretor-presidente da Epson do Brasil, Fábio Neves.

Palestra de Gerd Leonhard Além das experiências e apresentações de executivos da Epson, o evento teve palestra do alemão Gerd Leohnard sobre humanidade e tecnologia. Aos 58 anos, o profissional acumula quase três décadas de experiência na indústria de tecnologia e entretenimento, abordando as mudanças na área de produção e do mercado midiático. Sobre a Epson A Epson é uma líder global de tecnologia dedicada a tornar-se indispensável para a sociedade ao conectar pessoas, coisas e informações com suas tecnologias originais, eficientes, compactas e de precisão. A empresa está focada em impulsionar inovações e exceder as expectativas dos clientes em jato de tinta, comunicações visuais, wearables e robótica. A Epson orgulha-se de suas contribuições para a realização de uma sociedade sustentável e seus esforços contínuos para cumprir com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. Liderado pela Seiko Epson Corporation e sediado no Japão, o Grupo Epson gera em todo o mundo vendas anuais de aproximadamente US$ 10 bilhões.

A EPSON ORGULHA-SE DE SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DE UMA SOCIEDADE SUSTENTÁVEL E SEUS ESFORÇOS CONTÍNUOS PARA CUMPRIR COM OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DAS NAÇÕES UNIDAS Edição 132 | Revista GF - 13


FOTOS: DIVULGAÇÃO

ENTREVISTA

Virando o jogo! Entrevistamos Alfredo Ferrari, diretor da Grafstock, que a 7 anos mudou a história de uma empresa de comunicação visual! Grandes Formatos: Poderia nos contar um breve histórico de como surgiu a Grafstock até os dias de hoje? Alfredo Ferrari: A Grafstock nasceu em novembro/2011 através de um projeto meu e do meu sócio André Calil, de atendermos o mercado com impressão off-set, comunicação visual e logística. A parte off-set já existia. André, meu sócio, tem uma grande gráfica chamada Revelação, situada aqui 14 - Revista GF |

Edição 132

na ZN de SP, na mesma rua em que abrimos a GS. O conhecimento da parte logística adquiri em uma feliz passagem por uma grande Editora de São Paulo, da qual me orgulho muito, onde tive a oportunidade de organizar todos os processos logísticos de produção e distribuição de livros didáticos para todo o Brasil. Abrimos as portas com um trabalho demandado por um cliente “comum” da grá-


fica do André. Falo comum, pois não tinha o perfil do cliente almejado. Era uma agência de propagada, demandando trabalhos urgentes, para ontem! E assim seguimos, o André possuía muitos clientes fidelizados, que ao saberem do nosso negócio, começaram a mandar demandas. Foi ótimo por um lado e importante para nosso início, afinal precisávamos pagar as contas e ter a moral de poder produzir e fazer a roda girar. Por outro lado, ruim, pois tiramos todo o foco da ideia inicial. Com mais ou menos 2 anos de vida, percebi que realmente tínhamos perdido o foco e estávamos fazendo muito do mesmo, o mesmo de tudo e pouco do “off-set + comunicação visual + logística”, fugindo das nossas proposições iniciais. Já tínhamos crescido, investido em mais uma nova impressora de 3,20m, o mercado comum não ia bem e precisávamos mudar o jogo. Neste momento, notei que já tínhamos um produto muito interessante dentro da empresa que eram os expositores portáteis (pop´ups, roll´ups, x-banners, etc) e vi que ali existia

um negócio interessante. Resolvi focar nisto. Enquanto isto a empresa seguia com o “arroz e feijão”. Deste momento até conseguirmos virar o jogo foram mais 2 anos e mais investimentos para atender o cliente comum. Chegamos a comprar uma Agfa UV para atender o mercado de PDV, até que começamos a nos especializar e ser mais conhecidos no mercado de displays portáteis. Criamos a Grafstock Marketing Displays, que trazia em seu portfólio os produtos já conhecidos no Brasil e outros que conhecemos em uma viagem para a Europa. Hoje, a linha de displays e estandes portáteis já representa 60% do nosso faturamento. GF: Como foi a definição do foco da empresa por produzir materiais diferenciados? AF: Nunca me senti bem com o mercado comum de comunicação visual, disputando os grandes clientes com todos, lidando com falta de prazos de entrega cotidianamente, rotinas desorganizadas e muitas correções de trabalhos por conta disto; conta

Edição 132 | Revista GF - 15


ENTREVISTA

essa normalmente paga por nós. E o pior, que me matava: sermos bons aos olhos do cliente apenas por resolver o problema que ninguém resolveu. Tudo agravado por prazos de pagamento longos e grande inadimplência. O caminho disto era certo: quebrar ou mudar! Logo, vimos isto e resolvemos focar em outros segmentos.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

GF: Como surgiu o projeto de expansão para o modelo das franquias? Qual o objetivo? AF: O mercado consumidor é imenso no Sudeste, mas não somos capazes de lidar com excelência com todas as oportunidades. O crescimento do time de vendas organicamente seria uma opção onerosa e de difícil gerenciamento, além do que, criamos um modelo de negócio com sua relativa inovação e com muito valor agregado. Não é tão simples como parece ser, para muitos fazer o que fazemos com excelência e o custo disto, com viagens, desenvolvimento de produtos, colocação dos produ-

tos no mercado, tramites de importação, capital e estoques é muito alto. Então pensei que “empacotar” o negócio e oferece-lo em regiões estratégicas de atendimento seria um bom modelo, para a Grafstock, que ganharia em escala de fabricação e na melhoria do nosso atendimento comercial, e ao franqueado, por comprar um modelo já testado, de sucesso e com produtos que ele poderia vender para os clientes que ele já tem. Contratamos uma consultoria especializada e formatamos o negócio. Temos dois modelos: um para o investidor que ainda não tem um negócio, apenas um perfil adequado de vendas e uma carteira de clientes, como um produtor gráfico ou um vendedor autônomo que queira empreender; ou um segundo modelo que chamamos de show-room, que no mundo do franchising é conhecido como “store-in-store”, que nada mais é que colocar nosso negócio dentro de uma empresa de comunicação

16 - Revista GF |

Edição 132


visual que já está rodando, minimizando os riscos para todos e acelerando a geração de negócios. GF: Qual a tua percepção sobre o mercado da comunicação visual no Brasil em relação aos demais lugares do mundo? AF: Eu venho do mercado de artes gráficas, com uma história de mais de 25 anos no segmento. A indústria gráfica nacional sempre andou junto com as melhores do mundo, com instalações, processos de fabricação, mão de obra e equipamentos. Há décadas existe uma força voltada para a capacitação e formação de mão de obra, até com curso superior em Tecnologia Gráfica. É uma indústria com mais de 100 anos de contínua evolução. O segmento de Comunicação Visual não, é um segmento novo, com pouco tempo. Já existem empresas de ponta, evoluídas e bem equipadas, mas não é o retrato comum. Me lembro de quando abrimos a empresa e precisávamos registrar nossos primeiros funcionários e acabei os sindicalizando pelo SINDIGRAF, pois não existia, e acredito que ainda não exista, uma liderança sindical voltada para o segmento. A Comunicação Visual não fazia parte da Indústria Gráfica e conversar com um gráfico tradicional sobre nosso negócio era falar de um assunto desconhecido. De uma forma geral, são empresas pouco profissionalizadas, de gestão ineficiente. É um segmento com mão de obra difícil. A falta de capacitação pelo mercado gera muitos empresários que não sabem sequer o “be-a-bá” da formação de preços de venda, complicando muito o jogo

e criando uma desnecessária guerra de preços, além de outros problemas. Ainda dependemos de profissionais formados “no mercado” para contratação, sem base acadêmica. Mesmo tendo os esforços da GF Profissional neste sentido, a cultura de investimentos em capacitação neste mercado ainda é falha no Brasil. Nos EUA, diferente daqui, vemos empresas de ponta e um mercado evoluído, uma valorização do produto pelo mercado, profissionais formados. É comum ver histórias de médicos e engenheiros que enveredaram Edição 132 | Revista GF - 17


DE UMA FORMA GERAL, SÃO EMPRESAS POUCO PROFISSIONALIZADAS, DE GESTÃO INEFICIENTE. É UM SEGMENTO COM MÃO DE OBRA DIFÍCIL. A FALTA DE CAPACITAÇÃO PELO MERCADO GERA MUITOS EMPRESÁRIOS QUE NÃO SABEM SEQUER O “BEA-BÁ” DA FORMAÇÃO DE PREÇOS DE VENDA, COMPLICANDO MUITO O JOGO E CRIANDO UMA DESNECESSÁRIA GUERRA DE PREÇOS, ALÉM DE OUTROS PROBLEMAS. AINDA DEPENDEMOS DE PROFISSIONAIS FORMADOS “NO MERCADO” PARA CONTRATAÇÃO, SEM BASE ACADÊMICA para o setor. Na Europa, a mesma coisa, onde a impressão solvente nem existe mais, por conta de rígidas normas ambientais, denotando a evolução desta indústria. Claro, em todos os lugares do mundo teremos empresas pequenas, mais amadoras. Mas, por aqui, tudo é muito embrionário, muitas vezes precário, com um número pequeno de empresas de ponta. Mas o movimento é de clara mudança e evolução, sobretudo 18 - Revista GF |

Edição 132

DIVULGAÇÃO

ENTREVISTA

com esta percepção da preparada indústria gráfica tradicional de que existem boas oportunidades na Comunicação Visual. Vejo grandes oportunidades pela frente. GF: Poderia deixar uma mensagem aos nossos leitores? AF: Acredito que o mercado é formado por segmentos e nichos muito rentáveis, de menor escala, mas com valor agregado mais interessante. Todos os clientes são importantes, mas precisamos valorizar nossos negócios, o investimento que fazemos e a energia que dedicamos a eles. Mantenham um mix de clientes formado por muitos pequenos e médios e poucos grandes. Cliente bom é o cliente que precisa do nosso negócio, que nos reconhece pelo nosso esforço e cumpre seu papel neste ciclo, que é pagar pelo que entregamos. Geralmente os menores clientes valorizam mais o que fazemos. Claro, existem ótimos clientes grandes, que também são importantes para nossos negócios. Aumentem seu mix de produtos! Comprem uma franquia da Grafstock Marketing Displays (risos!).


NOSSO

Fabricamos produtos de maneira responsável priorizando a segurança, a qualidade e o cuidado com o meio ambiente, garantindo o nosso e o seu bem estar!

DNA A combinação perfeita para resultados lucrativos.

T. A IN

o rgã s F o o o pel desiv s a a id reg auto s a i s log o do o d ã ç to me roniza e s ma e pad r o n d am ional z i l i s ut ternac o t n u od ade I r p os alid oss Qu

Linha MONOMÉRICO

N

Vinil Colorido Calandrado

APLINIL 4 anos

Linha APLIKDECOR Películas adesivas para Revestimento e Decoração

APLIKCAR Vinil para envelopamento de veículos

SECURITY

Linha APLIMAGE

Vinil destrutível Casca de Ovo

Mídias para Impressão Digital com tinta à base de LÁTEX e SOLVENTE

Linha POLIMÉRICO Vinil Colorido Calandrado

APLINIL 7 anos

Máscaras de TRANSFERÊNCIA Alto, Médio e Baixo tack

FILMES DE LAMINAÇÃO

Faça o download do catálogo

Brilhante e Fosco

Aplike Adesivos

@aplike.adesivos

Aplike Adesivos

Aplikeadesivos

Aplike Auto Adesivos

(11) 9 8593 6189

aplike@aplike.com.br


DEPOSITPHOTOS

ARTIGO

O futuro do trabalho: você será substituído por máquinas? Descubra! O futuro do trabalho intriga os profissionais que temem perder o emprego para as máquinas, já que a tecnologia está cada vez mais presente na produção e na indústria. No entanto, é importante entender que a visão humana sempre será necessária. Saber os novos moldes que a automatização desencadeia é fundamental. É preciso observar que o desenvolvimento não rouba os trabalhos humanos, apenas os ressignifica. Pensando nisso, preparamos este texto para você. Ele explica por que a tecnologia não vai substituir as pessoas. Entenda mais a seguir! Calma! As máquinas não vão substituir totalmente as pessoas 20 - Revista GF |

Edição 132

As máquinas não necessariamente substituem os humanos. Embora elas passem a cumprir algumas funções antes ocupadas por pessoas, novos postos são criados automaticamente, gerando mais demanda de trabalho. O fato é que a inserção de máquinas automatizadas não é uma batalha por empregos entre homens e robôs, como o assunto é tratado muitas vezes. As máquinas têm o objetivo de suprir as tarefas maçantes e desgastantes ao homem, otimizar e evoluir processos. Desse modo, as pessoas podem se dedicar a atividades que exigem a criatividade e habilidade social, características que apenas a nossa espécie possui.


O futuro do trabalho vai ressignificar a importância da função humana. Saiba como se preparar! A partir do que estabelecemos acima, cabe ao profissional se adequar para o novo cenário. Investir em se manter sempre atualizado sobre as necessidades e tendências do mercado e dos consumidores é uma forma de suprir as exigências e carências de seres humanos na indústria. Outra tarefa importante é melhorar as aptidões para o desenvolvimento na indústria. O potencial para inovar na criação será um diferencial para os profissionais desse ramo no futuro próximo. Com uma atitude assim, os profissionais poderão andar lado a lado com a tecnologia. As máquinas serão unicamente facilitadoras do processo mecânico, sem substituírem as pessoas. Então, as máquinas de fato não tomarão o lugar dos seres humanos. O papel delas

na indústria é otimizar o tempo gasto em tarefas cansativas e aumentar a produtividade. O que acontecerá, de fato, é uma recolocação das pessoas no mercado no futuro do trabalho. Assim, as pessoas serão cada vez mais responsáveis por tarefas não operacionais, que dependem de sua criatividade e espírito humano.

DIVULGAÇÃO

Os seres humanos sempre serão necessários para a indústria A indústria gráfica, por exemplo, é resultado da expressão humana. Ela requer criatividade e para ser realizada, requer também uma série de atributos e escolhas com relação a estética, harmonia de formas, cores e conteúdo. Por isso, para um bom andamento, a indústria gráfica sempre contará com profissionais que possam inovar e identificar essas estéticas. Tais características apenas podem ser obtidas quando a mentalidade humana está por trás das criações e desenvolvimentos em geral. O fato mostra como os seres humanos sempre serão necessários para a indústria.

DIOMAR SARTOR Formado em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda, possui MBA em Marketing Estratégico e Marketing Digital pela ESPM. Possui sólidos conhecimentos e experiência na criação e gestão de campanhas de publicidade, planejamento e gestão de estratégias de marketing, ecommerce e estratégias digitais. É fundador da Prodv Comunicação, agência de publicidade com mais de 10 anos de atuação que apresenta cases comprovados de sucesso para clientes de B2B e B2C. Com mais de 20 anos de atuação, é Diretor da Prodv Comunicação e Design e Diretor de Marketing da FCEM Febratex Group. Edição 132 | Revista GF - 21


DEPOSITPHOTOS

CAPA

22 - Revista GF |

Edição 132


DesComunique-se! Sua empresa de comunicação visual está comunicando corretamente?!

Por Luciana Andrade

A arte de DesComunicar mesmo vendendo comunicação! Parece ambíguo, mas grande parte das empresas de comunicação visual tem dificuldades em comunicar o que elas mesmas fazem! A frase do Master coach Anderson Luiz representa bem a importância deste tema: “Se comunicar bem é o segredo entre o sucesso e o fracasso”! O fato de não termos no Brasil uma entidade de classe direcionada complica ainda mais esta situação que muitas vezes limita o crescimento das empresas neste segmento. Se formos procurar uma empresa que faça impressão em grandes formatos em uma determinada região do Brasil no Google, por exemplo, teremos muita dificuldade. Falo com conhecimento de causa! Montar o mailing de leitores da GF sempre

foi desafiador neste sentido! Muitas empresas de denominam gráficas, mas aí se misturam com as gráficas tradicionais de papel, outras se denominam empresas de impressão digital, mas existem milhares de empresas de impressão digital que são gráficas rápidas de pequenos formatos, comunicação visual acaba por dar misturar as empresas de serralheria que fazem fachadas. E ai? Como comunicar seu bureau de impressão em grandes formatos? Vamos partir do princípio que sua empresa atenda os públicos de impressão para PDV, eventos, carros envelopados, projetos diferenciados corporativos e decoração de ambientes. Neste caso, como se chama sua atividade? Não parece fácil. Mas acredite, a pior parte não é esta, mas sim, como você vende isto! A verdade é que a confusão na hora de montar a estratégia de marketing limita a compreenEdição 132 | Revista GF - 23


CAPA

são da mensagem! Os clientes que já conhecem seu trabalho entendem, porém, para prospecção é MUITO difícil! ESTRATÉGIAS INFALIVEIS PARA NÃO CONSEGUIR MAIS CLIENTES! 1°: “Fazemos banners, faixas e adesivos” Esta é a mais comum. Imagine que você está em um evento, supostamente, o Diretor de Marketing de uma grande empresa está presente, você soube que ele está com um projeto de mudança das vitrines da marca nos shoppings, um conhecido os apresenta, mas ele somente pega seu cartão, o qual está escrito “xxx Signs – Banners, faixas e adesivos”. Qual sua chance de ele te ligar agendando uma reunião? Use a “empatia”. Se coloque no lugar dele, olhando com os olhos DELE, não com os seus e responda honestamente! 2°: “Lona front – 440g. Impressão 7pl – r$ 25,90 o m2! ” Sinceramente, vemos centenas de materiais promocionais (digitais ou impressos) com a mensagem neste sentido. É sofrível! Pensem comigo: Vamos voltar ao case acima. Além do cartão você tinha um “lindo folder”, com a mensagem acima, claro, e entregou junto para o suposto marketing... - Ele sabe o que é lona front? 440g? 7pl? - Responda sinceramente: Para QUEM esta informação tem valor? Vou arriscar hipóteses: o mais interessado nesta informação é seu concorrente, ou algum terceirizado. Ou na melhor das hipóteses, 24 - Revista GF |

Edição 132

seu concorrente com a produção lotada terceiriza com você um material ou outro. - Dica: nem nas redes sociais, NUNCA, sim, nunca mesmo, publique isto se quiser que sua empresa tenha sucesso! Lembre-se, isto demonstra “desespero”, e clientes com valor agregado (que ajudarão seu negócio a crescer) ou não sabem do que se trata, ou se sabem, podem ficar com medo de fazer negócios com sua empresa. 3°. : “Vender sempre do mesmo jeito”. Vendemos banners, adesivos, faixas e placas. Os clientes precisam saber o tamanho certo e ter arquivo pronto com imagens em alta (não precisa nem explicar porque, o vendedor nem precisa saber ao certo) basta passar para o cliente que funciona desta forma! No caso de aplicação não perder tempo indo ver onde será instalado, afinal, depois o aplicador se vira e faz do jeito que der. O negócio é ter volume! Se o cliente quiser fazer 50 banners, dê um desconto se ele fizer 200. Não se preocupar em perguntar se trata de uma campanha específica, afinal, você precisa fechar a meta. Este é um caso baseado em fatos reais! A empresa está fechando pois não tem recursos para troca das cabeças de impressão do principal equipamento. Já está terceirizando para atender os poucos clientes que restaram... fica a dica! 4°: “Qualquer pessoa pode atender ao telefone.” Acredite, embora hoje muitos assuntos venham de forma on line muitas situa-


ções importantíssimas podem acontecer pelo telefone. Vou pedir para a minha filha ficar atendendo telefones enquanto faz os deveres da escola! Se um cliente que você estava aguardando meses para marcar uma reunião ligar, deixar o recado e ela não repassar, você deve entender que o dever de casa da escola era muito mais importante! A suposição acima é quase impossível que aconteça. Sei que você jamais deixaria isto acontecer, porém, serve para pensar que muitas vezes o primeiro con-

tato de um cliente com sua empresa vem através do telefone. A pessoa responsável em “reter” este contato PRECISA saber o que a empresa faz e a importância desta ligação para o crescimento da empresa. A participação da pessoa no processo de crescimento deve ser muito clara. Enfim, poderia enumerar centenas de situações arriscadas em um bureau de impressão que podem colocar em risco a continuidade da empresa somente por não dar importância a forma de se comunicar (internamente e externamente)!

MENSAGEM DO ESPECIALISTA!

a usar corretamente as ferramentas da comunicação focando em seus recursos, sempre tomando o extremo cuidado de não ser inconveniente, confuso, arrogante ou dúbio. Quem cala consente, quem fala muito tropeça nas próprias palavras, portanto, equilíbrio é tudo. Portanto, estude e pratique linguagem e comunicação, tudo fica melhor quando dois ou mais se entendem! EDSEL LONZA Pós Graduado em Marketing, Planejamento Estratégico e Negócios. Consultor de Empresas. Empresário. Gestor e Diretor de Marketing e Vendas em empresas nacionais e multinacionais do ramo gráfico. Especialista em marketing, vendas e tecnologia digital de mkt e impressão. Palestrante. Escritor e Colunista da Revista GF. Mais de 28 anos de carreira nacional e internacional.

DIVULGAÇÃO

A importância da boa comunicação é incalculável! O “COMO” algo é dito torna-se muito mais importante do que “O QUE” é dito. A maneira impacta mais do que o próprio conteúdo! Por isto é preciso dominar a intensidade, volume, escolha do vocabulário, intenção, clareza verbal e escrita. Comunica-se com o corpo todo “ao vivo” e por escrito, existem textos em que se pode “ouvir” a pessoa sorrindo, ou brava, frustrada pelo vocabulário aplicado. Quando se comunica você sabe qual objetivo? O que quer com sua mensagem, dialogo ou texto? Fazer-se compreender e gerar os comportamentos e ações pretendidos demandam uma comunicação de excelência. Leia mais e tenha conteúdo! Articule as palavras e torne-se facilmente compreendido. Fale “para fora” e receba atenção imediata, mas principalmente, aprenda

Edição 132 | Revista GF - 25


CAPA

E a comunicação da empresa nos canais digitais?

FREEPIK

Convidamos Antonio Escobar, Especialista em gestão de redes e Diretor da Digital Sign Midia para falar a respeito! As redes sociais do seu Bureau de Impressão Digital trazem resultados? “Postem mais, mais e mais! Quero posts todos os dias! ” “Por que posto todos os dias e não tenho resultados? ”

26 - Revista GF |

Edição 132

Essas frases são comuns para aqueles empresários que “acreditam” que conseguem trabalhar com marketing digital, principalmente nas redes sociais. Estas, a algum tempo, fazem parte da vida das pessoas que curtem, comentam, compartilham, promovem ações, compram, vendem, alugam, doam, enfim participam do momento virtual e podem ser um dos seus clientes ou quem sabe, um cliente em potencial. Marketing digital não é um tipo de atividade que o filho ou o sobrinho vão fazer para a empresa, apenas porque possuem milhares de seguidores nas redes sociais, isto é um trabalho para especialistas no assunto, alguém ou uma agência exclusiva neste tipo de gestão. No segmento de Comunicação Visual percebemos empresas realizando postagens sem sentido, sem planejamento, artes confeccionadas por pessoas sem conhecimento, utilização de hashtags de maneira incor-


DIVULGAÇÃO

reta e o que dizer da famosa e eterna briga da divulgação do preço do m2. O propósito do marketing digital não é postar todos os dias e nem acreditar que sair postando indisciplinadamente culminará em resultados, ligações e pedidos. O excesso de conteúdo tornará a marca cansativa para os clientes, ao invés de fortalecê-la. Uma dica é, postar duas a três vezes por semana, trabalhando campanhas patrocinadas, realizando campanhas de geração de leads (Sim, isso é possível! Você pode fazê-las no Facebook ou Instagram no estilo “Landing Page” para captação de dados, tirando dúvidas, convertendo contatos em vendas). E então pergunte-se: O que devo divulgar? Porque preciso divulgar? Como será realizada essa divulgação? Em qual meio será feita esta divulga-

ção (Facebook, Instagram, Linkedin, Twitter ou outra rede)? Qual o tipo de conteúdo (imagem, vídeo, texto ou um mix de tudo isso)? Que público pretendo atingir com esse conteúdo (Idade, Sexo, Localização, Hábitos, Interesses, Cargos entre outros)? Posts ou campanha patrocinada para geração de Leads? Parece que são muitas perguntas, muitos detalhes! Isso é o básico! Existem muitos mais pontos que devem ser observados! Por isso contratar uma agência, ou até mesmo uma pessoa interna especializada, trará economia de tempo e dinheiro. Sucesso a todos no marketing digital, em especial nas suas redes sociais!

MARKETING DIGITAL NÃO É UM TIPO DE ATIVIDADE QUE O FILHO OU O SOBRINHO VÃO FAZER PARA A EMPRESA, APENAS PORQUE POSSUEM MILHARES DE SEGUIDORES NAS REDES SOCIAIS, ISTO É UM TRABALHO PARA ESPECIALISTAS NO ASSUNTO, ALGUÉM OU UMA AGÊNCIA EXCLUSIVA NESTE TIPO DE GESTÃO Edição 132 | Revista GF - 27


ARTIGO

Com o acesso a informação cada vez maior, somos bombardeados frequentemente, com oportunidades de cursos, palestras ou simplesmente com textos como esse, sugerindo o que devemos ou não fazer no nosso negócio. Então como distinguir o que realmente é válido de teorias bonitinhas com prática duvidosa? Outro fator importante para se levar em consideração: a escassez de tempo. Devido a rotina intensa de trabalho que os empresários desse setor enfrentam diariamente, normalmente faltam horas para coisas essenciais como família e lazer, então como exigir que estude ou inove no seu negócio? A verdade é que, na posição de empresário, temos a obrigação de estar à frente das decisões, usufruímos do mérito do acerto, mas carregamos o fardo de ter que arcar com as consequências das escolhas erradas. Uma vez me falaram, “que os problemas se tornam grandes porque não cuidamos deles enquanto eram pequenos. E a realidade é que, somos diretamente responsáveis pela nossa situação atual, não adianta colocar culpa em mercado ou concorrência”. Se falarmos em comunicação visual, de uma maneira geral, podemos afirmar que o mercado não está bom 28 - Revista GF |

Edição 132

DEPOSITPHOTOS

Teoria x Prática porque temos um grande número de empresas passando por dificuldades, mas se analisarmos ainda melhor, podemos notar, que um grande número de empresas vem repetindo os mesmos erros. Um bom termômetro para saber onde você se encaixa nessa história é compararmos o volume de trabalho com o lucro final. Então, como está o seu resultado? Se você está satisfeito parabéns, certamente pratica boa parte do que vou falar na sequência! Caso contrário, quero lhe falar que não existe fórmula secreta, as informações estão em todo lugar, investir em marketing, treinamento, capacitação, consultorias, tudo é valido. Se você não está contente com o resultado da sua empresa a única coisa que não pode acontecer é continuar fazendo sempre o mesmo. Reserve uma pequena parte do seu tempo, mas crie o habito de refletir sobre suas atitudes, identifique seus maiores problemas, busque entender as causas, e trabalhe incansavelmente buscando maneiras para que não se repitam mais. Nosso mercado tem problemas sim, e o


SE FALARMOS EM COMUNICAÇÃO VISUAL, DE UMA MANEIRA GERAL, PODEMOS AFIRMAR QUE O MERCADO NÃO ESTÁ BOM PORQUE TEMOS UM GRANDE NÚMERO DE EMPRESAS PASSANDO POR DIFICULDADES, MAS SE ANALISARMOS AINDA MELHOR, PODEMOS NOTAR, QUE UM GRANDE NÚMERO DE EMPRESAS VEM REPETINDO OS MESMOS ERROS. UM BOM TERMÔMETRO PARA SABER ONDE VOCÊ SE ENCAIXA NESSA HISTÓRIA É COMPARARMOS O VOLUME DE TRABALHO COM O LUCRO FINAL. ENTÃO, COMO ESTÁ O SEU RESULTADO? SE VOCÊ ESTÁ SATISFEITO PARABÉNS, CERTAMENTE PRATICA BOA PARTE DO QUE VOU FALAR NA SEQUÊNCIA!

DIVULGAÇÃO

grande vilão dessa história, lhe garanto, é a falta de conhecimento. Ou você acredita mesmo que alguém vende com prejuízo por que quer? Talvez, agora esteja se perguntando: mas o que fazer com aquele concorrente que vende com preços menores? A minha resposta inicialmente seria: “Nada”! Faça primeiro o que está ao seu alcance, busque conhecer seus custos, só assim você vai saber onde sua empresa é competitiva, com isso também vai evitar trabalhos que tomam seu precioso tempo e no final ainda causam prejuízo, só com conhecimento você vai conseguir deixar de fazer tudo e focar em trabalhos que geram lucro, passe então a buscar resultados. Foque em treinamentos para sua equipe, explore melhor dados técnicos e características dos materiais para melhorar seus argumentos de venda, organize o ambiente de trabalho para sua empresa produzir melhor e mais rápido, melhore a sua produtividade. Se mesmo depois de muito empenho e trabalho buscando atualização, melhorias e conhecimento o mercado ainda continuar difícil pra você, imagine como será para quem repete todos os dias os mesmos erros e continua apenas reclamando, aguardando que o mercado volte a ser o que já foi antigamente? Atualize-se! E assim incentivará seu concorrente a fazer o mesmo. Compartilhe informações, discutam melhorias, afinal, vocês formam esse mercado. Por mais que uma empresa feche as portas, seus equipamentos não morrem, eles terão outro proprietário que pode repetir os mesmos erros do anterior. Pense nisso!

MAICOL SOUZA Autor da coluna é Maicol de Souza, empresário no ramo de Comunicação Visual por 18 anos, hoje é consultor e diretor comercial da Vivasign sistemas. Edição 132 | Revista GF - 29


FOTOS: DIVULGAÇÃO

SIGNS NORDESTE

Bons motivos para você garantir sua participação na Signs Nordeste em Fortaleza agora mesmo! Com o tema “Faça parte do futuro” o congresso Signtalks by GF será realizado dos dias 10 e 11 de setembro, das 15 as 21h, na feira Signs Nordeste. Para fechar o evento com chave de ouro, a cerimônia de entrega do Prêmio Bureau Criativo GF 2019 acontecerá no dia 11 de setembro as 19h SIGNTALKS BY GF – FAÇA PARTE DO FUTURO! Temos como objetivo reunir os empresários do Norte e Nordeste para juntos discutirmos o futuro da impressão digital em grandes formatos. As palestras contarão com grandes nomes da estratégia e gestão no ercado brasileiro, especialistas em impressão e muito mais! O even30 - Revista GF |

Edição 132

to acontecerá em painéis com temas que levarão os empresários a repensar e realinhar o futuro das suas empresas sobre o grande poder de estratégias de gestão adequadas, aliadas as tecnologias das reais tendencias do futuro, aplicações e processos que já se encontram disponíveis mundialmente e causam impacto no sucesso empresarial.


Palestrantes Confirmados:

Evento gratuito - Inscrições limitadas! REGINALDO PEREIRA PALESTRA “INOVAÇÃO QUE GERA NEGÓCIOS!” Apresentador de TV do único programa dedicado exclusivamente à inovação no Brasil - Inova360; que vai ao ar pela Record News e produz conteúdo para o portal R7. É palestrante no tema “Inovação que gera negócios”, startupeiro na BuzzPage, CEO na descubranet.com, presidente do Comitê de Boas Práticas na Abradi - SP

FRANCISCO CHUBACI PALESTRA “IMPRESSÃO UV: TENDÊNCIA E FUTURO DA IMPRESSÃO DIGITAL.” Professor GF Profissional; Palestrante; Engenheiro de Manutenção para Impressoras Digitais de Grandes Formatos, Especialista em Equipamentos de Tecnologia Gráfica com 10 anos de atuação como Engenheiro de Serviço de Campo, com mais de 12 anos em Manutenção e Instalação de Equipamentos a nivel mundial.

LUCIANA ANDRADE PALESTRA “LUCRATIVIDADE COM IMPRESSÃO EM GRANDES FORMATOS” Pedagoga e bacharel em marketing, Apaixonada por impressão digital em grandes formatos, fundadora e editora da Revista GF e do GF Profissional. Atuante há mais de 20 anos neste Mercado.

IGOR BATISTA PALESTRA “VENDENDO PARA TODOS OS PERFIS”! Igor Batista conta com 15 anos de experiência em treinamentos e mais de uma década de vivência na área comercial. Bacharel em Ciências, MBA em Gestão, Mentor em Estratégia Comercial, Analista de Perfil Comportamental e Especialista em Neurociências Aplicadas a Vendas. Igor já atuou em diferentes segmentos, desenvolvendo atividades de vendas e Gestão Comercial no Brasil e nos Estados Unidos. Como Consultor e Treinador da iBusiness Consultoria, tem tido a oportunidade de ajudar empresas e profissionais de todo o país a melhorarem suas performances em vendas.

IARA LUZ PALESTRA “NEUROBUSINESS NA COMUNICAÇÃO VISUAL” Iara Luz é Master Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching e fundadora da Direction Coaching, empresa preparada para guiar transformações positivas em empresas e organizações. Atua há mais de 20 anos na área de comunicação visual, com liderança de equipes e trabalha como Coach de Vendas aplicando técnicas de Coaching e PNL. www.iaraluz.com

Edição 132 | Revista GF - 31


SIGNS NORDESTE

Prêmio GF Bureau Criativo 2019 Seu troféu agora em Fortaleza! As etapas de classificação acontecerão em junho, julho e Agosto! Para esta edição serão 3 categorias de classificação: Projetos internos; Projetos externos; Projetos próprios. Mais informações em www.grandesformatos.com e nos canais GF! DIVULGAÇÃO

Consolidado no Mercado de Comunicação visual desde 2008, após mais de 30 troféus pelo Brasil, o Prêmio terá sua edição Nordeste pela primeira vez no dia 11 de setembro as 19h no encerramento do Signtalks! Serão aceitas incrições de bureaus de todo Brasil que passarão por 3 etapas eliminatórias antes da cerimônia de entrega.

32 - Revista GF |

Edição 132


Híbrido

Rolo a Rolo

Flatbed

Anapurna H1650i LED Anapurna H2050i LED Anapurna H2500i LED Anapurna H3200i LED

Anapurna RTR3200i LED

Anapurna FB2540i LED

Jeti Ceres RTR3200 LED

Jeti Mira LED

Avinci DX3200

Jeti Titan S/HS

Acabamento

Tintas

Jeti Tauro H2500 LED

Jeti Tauro H3300 LED

Workflow Asanti

Acorta 3120

Anapurna, Anuvia, Avinci

Produtividade Extrema. Qualidade Extrema. Alcance uma novo patamar em qualidade de impressão e produtividade para sua necessidade em aplicações Sign&Display de jato de tinta. Vá além dos padrões atuais em seu processo e produza impressões extremamente vivas de até 453 m² e 3,3 metros de largura. Confira entre nossa ampla gama de soluções em Impressoras, Mesa de Corte, Workflow e Tintas e entre em uma nova era de extrema produtividade e qualidade. Tudo isso, você encontra em um único fornecedor.

www.agfagraphics.com


FOTOS: DIVULGAÇÃO

ENTREVISTA

Líder no Brasil em softwares de impressão, a SAi cresce exponencialmente Entrevistamos Marcelo Chagas, Diretor SAi para América Latina GF: Na sua visão, qual o principal problema nas empresas de comunicação visual quando o assunto são os softwares? Marcelo Chagas: A grande maioria procura sempre a solução mais econômica ou a “que vem incluída com a máquina”. Estes softwares são geralmente muito básicos e não oferecem as ferramentas de produtividade para uma produção mais rápida e eficiente. Muitas vezes usam-se dois ou três programas para conseguir um resultado que poderia ser alcançado usando apenas uma única solução. GF: No cenário da Industria 4.0, a internet das coisas, como você vê a continuidade da impressão em grandes formatos 34 - Revista GF |

Edição 132

no Brasil e a diferença dos outros países? MC: Para empresas voltadas para a produtividade a internet tornou-se uma ferramenta vital. Nossas soluções, por exemplo, enviam layouts para aprovação diretamente ao cliente final. Este cliente, adiciona os seus comentários ao trabalho, sugerindo alguma alteração, ou ainda aprova a produção com um simples clique de mouse. Em outras palavras, os softwares de produção estão conectados aos clientes finais via internet. Na America Latina já temos muitos clientes usufruindo deste recurso para aumentar a sua produtividade, aproveitando assim as nossas novas ferramentas de CRM.


GF: Quais as principais vantagens na utilização do Photoprint hoje? MC: Durante a ISA tivemos o lançamento da versão 19 do Flexi. As principais novidades desta versão são: - Motor RIP de 64 bits: Maior velocidade no processamento dos trabalhos com uma qualidade incomparável; - Mapeamento de Cores SPOT: Uma ferramenta que avalia o perfil ICC utilizado para impressão de cores de referência (Por exemplo: Pantone), verifica o Delta E, informando assim a distância entre a cor impressa e a original, para que o perfil ICC seja recalculado para alcançar a formula de reprodução mais próxima possível dentro do Gamut da Impressora; - Localizador de fontes: Através de uma simples foto, esta solução é capaz de identificar em seu computador ou na internet a fonte desejada para edição dos trabalhos; - Nesting Inteligente: Basta importar os trabalhos normais ou panelizados e o software acomoda tudo automaticamente na mídia carregada na impressora; - SideKick: Gerencia contas de clientes, cria orçamentos e implementa um CRM SAi ao seu fluxo de trabalho; - Assistente de criação de perfis: Uma ferramenta que auxilia qualquer usuário inexperiente a criar perfis ICC de qualidade com qualquer impressora do mercado; - Ferramentas de Régua e contagem de copias: Imprime uma etiqueta identificando a quantidade impressa metro a metro ou o número de copias em cada fileira de impressão; - Pulse: Transforma a sua empresa em uma coletora de dados para rastrear o uso de sua produção e o uso de mídias.

GF: Em 3 anos, qual a tecnologia será predominante nas empresas de cv na sua visão? MC: - Em equipamentos: Impressão têxtil para uma solução amigável a natureza, substituindo assim o solvente e seus derivados, além das impressões látex e UV para rígidos e flexíveis; - Em softwares: Assinaturas, devido ao baixo custo de aquisição e manutenção, diretamente conectadas a internet e demais aplicativos, além do maior emprego de ferramentas de dados variáveis na produção como um todo (impressão e CNC). GF: Sobre novas tecnologias. O que mais chamou sua atenção na ISA 2019? MC: O aumento de equipamentos de impressão Látex, UV, Sublimação e impressão direta no tecido (DTG).

Edição 132 | Revista GF - 35


GF NEWS

EFI anuncia que foi adquirida por uma afiliada do Siris Capital Group, LLC. A venda da gigante foi fechada em “cash” em aproximadamente US$ 1,7 bilhão Acionistas da EFI receberão US $ 37,00 por ação e aquisição deverá ser concluída até o terceiro trimestre de 2019. A empresa anuncia resultados preliminares de receita de US $ 220 a US $ 225 milhões no primeiro trimestre de 2019 A compradora, Siris,  é uma empresa líder em promover crescimento das gigantes. Focada em investir e promover a criação de valor em empresas de tecnologia que fornecem soluções de missão e estão em transições de tecnologia. Sob os termos do Contrato, que foi aprovado por unanimidade pelo Conselho de Administração da EFI, uma afiliada da Siris adquirirá todas as ações ordinárias pendentes da EFI por US $ 37,00 por ação em dinheiro. O preço de compra repre-

36 - Revista GF |

Edição 132

senta um prêmio de aproximadamente 45% sobre o preço médio ponderado por volume de 90 dias da EFI encerrado em 12 de abril de 2019. A EFI pode solicitar propostas alternativas de aquisição de terceiros durante um período de “go-shop” nos próximos 45 dias. A EFI terá o direito de rescindir o Contrato para entrar em uma proposta superior, sujeita aos termos e condições do Contrato. Não há garantia de que esse processo resultará em uma proposta superior e o Contrato concede à Siris o direito habitual de tentar corresponder a uma proposta superior. A EFI não pretende divulgar os desenvolvimentos em relação ao processo de solicitação, a menos e até que determine que tal divulgação seja apropriada ou seja de outra forma requerida. “Acreditamos que esta transação oferece valor superior e imediato aos nossos acionistas, ao mesmo tempo em que nos fornece um parceiro que pode adicionar expertise estratégica e operacional aos nossos negócios”, disse Bill Muir, diretor executivo da EFI. “Estamos entusiasmados em fazer parceria com a equipe altamente experiente da Siris nesta próxima fase de crescimento da EFI”.


número O software

do universo para impressão e comunicação visual

64

Novo motor RIP de 64 BIT

Assinaturas por apenas R$ 200 mensais* *Em um contrato anual

thinksai.com


DIVULGAÇÃO

GF NEWS

Inteligência artificial para Impressão Digital em Grandes Formatos é objeto de estudo na Universidade de Oxford em parceria com a Sai! 38 - Revista GF |

Edição 132


A SAi em parceria com a Universidade de Oxford, no Reino Unido, iniciou um projeto de pesquisa de três anos, com objetivo de desenvolver uma solução de software com recursos da inteligência artificial (IA). Se o projeto for bem sucedido, esta seria a primeira ferramenta de inteligência artificial dentro da indústria da sinalização. Durante o estágio inicial, os pesquisadores do Departamento de Ciências da Engenharia da universidade usarão dados agregados para determinar as tendências comuns e o comportamento dos designers da sinalização. Se surgirem padrões claros, será desenvolvido um software especifico, que ajude os bureaus de impressão em grandes formatos e as empresas de comunicação visual. O projeto analisou a demanda crescente de bureaus de impressão e verificou a necessidade de reduzir o tempo gasto na fase de projeto. O software futurista, poderá servir para inspirar os designers com sugestões, incluindo fontes de melhor prática, imagens e layouts, em que a ferramenta de Inteligência Artificial é treinada para fornecer. Além disso, poderá reduzir as restrições de tempo e investimentos, enfrentadas atualmente pelos bureaus de impressão de grandes formatos e empresas de comunicação visual como um todo! “Estamos muito entusiasmados com o potencial desta pesquisa de IA, pois representa outro movimento para trazer novas tecnologias para a indústria da impressão em grandes formatos. Afinal, expandir as fronteiras da inovação para desenvolver

ferramentas que facilitem a vida de nossos clientes é o objetivo da SAi”, afirma Gudrun Bonte, vice-presidente de gerenciamento de produtos da SAi. As pesquisas demonstraram que as empresas são frequentemente comprometidas pela demorada fase de projetos, com muito pouco dos custos transferidos para seus clientes. Com a IA, os fornecedores de impressão e comunicação visual também poderão integrar nas suas equipes designers, abrindo para um grupo mais amplo de candidatos com potencialidades para as empresas. Isso garantirá mais tempo e recursos para se dedicar a aumentar suas margens de lucro e receita ”, conclui.

O SOFTWARE FUTURISTA, PODERÁ SERVIR PARA INSPIRAR OS DESIGNERS COM SUGESTÕES, INCLUINDO FONTES DE MELHOR PRÁTICA, IMAGENS E LAYOUTS, EM QUE A FERRAMENTA DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL É TREINADA PARA FORNECER. ALÉM DISSO, PODERÁ REDUZIR AS RESTRIÇÕES DE TEMPO E INVESTIMENTOS, ENFRENTADAS ATUALMENTE PELOS BUREAUS DE IMPRESSÃO DE GRANDES FORMATOS E EMPRESAS DE COMUNICAÇÃO VISUAL COMO UM TODO! Edição 132 | Revista GF - 39


FOTOS: DIVULGAÇÃO

GF NEWS

Durst inaugura nova sede e Customer Experience Center A Durst anunciou mundialmente a inauguração de uma nova sede na cidade de Brixen, no Tirol (região nordeste da Itália). O novo prédio possui design arrojado, que simboliza a mudança pela qual passa a empresa para se tornar uma provedora de soluções em ampla escala para os mercados que atende. Cerca de mil convidados compareceram à inauguração, entre eles, o CEO e o co-proprietário Christoph Gamper; os 40 - Revista GF |

Edição 132

proprietários Harald Oberrauch e Christof Oberrauch; o prefeito de Brixen, Peter Brunner; o representante regional do sul do Tirol, Philipp Achammer; e Patrik Pedó e Juri Pobitzer, da empresa de arquitetura Monovolume. Integrado à nova construção também foi apresentado o Customer Experience Center, local com 5700 m2 que reúne alta tecnologia para clientes de todo o mundo imergirem no universo de soluções Durst.


Design Se a estrutura interna está repleta de tecnologia, o design exterior da nova sede da Durst não deixa por menos. A empresa responsável pelo projeto, a Monovolume, retomou um conceito antigo criado há mais de 50 anos para sede (mas nunca executado) e agregou novos toques, projetando uma espécie de asa plana flutuante ao o lado de uma torre de seis andares. A fachada metálica revestida possui 850 janelas luminosas multicoloridas, dispostas em forma de pixel - uma referência às áreas de negócios da Durst, é líder global em sistemas de impressão de alto desempenho, abrangendo tecnologias inovadoras desde processamento de dados e impressão, até acabamento de produtos finais. Atualmente, a Durst possui mais de 700 colaboradores e 20 subsidiárias em todo o mundo. “Este é um dia de muito orgulho na longa história de Durst”, disse Christoph Gamper. “Não tememos o futuro. Pelo contrário, estamos aqui para moldar o futuro. Temos os melhores funcionários, os melhores clientes e a melhor tecnologia. Impulsionada pelo mantra da inovação, a Durst oferece soluções completas, do pixel à impressão. Aqui, em nossa sede no sul do Tirol, é onde as coisas se completam com o habitat da montanha e o objetivo de se concentrar não apenas nas máquinas, mas também nas pessoas por trás delas”, falou. Comentando sobre a imponência do novo prédio, Gamper salientou: “Não é uma questão de aparência, mas de es-

sência, de transmitir a ideia ao mundo exterior, de criar um espaço protegido para a inovação, de reunir pessoas muito especiais que se dedicaram a uma visão: criar algo novo, inspirar e sempre fazer a próxima pergunta”, disse.

NÃO TEMEMOS O FUTURO. PELO CONTRÁRIO, ESTAMOS AQUI PARA MOLDAR O FUTURO. TEMOS OS MELHORES FUNCIONÁRIOS, OS MELHORES CLIENTES E A MELHOR TECNOLOGIA

Edição 132 | Revista GF - 41


GF NEWS

Avery Dennison® DOL 1400 Z – Inovação para sobreposição de impressões em envelopamento de veículos nal dos envelopamentos com impressão. O brilho DOL 1460Z, o Matt DOL 1480Z e o novo filme de PVC Lustre DOL 1470Z trazem não apenas novos níveis de desempenho dos materiais para aplicações impressas com alta dificuldade, mas também garantem uma durabilidade muito longa as impressões - até 6 anos verticais e 3 anos horizontais.

DIVULGAÇÃO

As excelentes propriedades de aplicação no novo vinil da gigante Avery Dennison estabeleceram novos padrões para sobreposições premium. A nova série DOL 1400 Z altamente adaptável e ultra transparente pode sobrepor até 220% (uma melhoria de 20% nos padrões típicos da indústria) garantindo excelente desempenho de aplicação e resultado fi-

42 - Revista GF |

Edição 132


Oliver Guenther, diretor sênior de Marketing e Estratégia de Canal, disse que os materiais DOL 1400 Z foram projetados para atender às expectativas dos clientes quanto aos trabalhos de envelopamento mais desafiadores: “Estas novas linhas de materiais são os produtos corretos quando é necessário acabamento de alta qualidade e durabilidade de longo prazo. Eles protegerão os impressos em envelopamentos parciais ou completos e terão a estética e a facilidade de instalação necessárias para veículos particulares, frotas comerciais ou quaisquer outras aplicações 3D internas ou externas de alto padrão.” Oliver Guenther disse que um aumento no desempenho do produto faz da MPI 1105 e da nova série DOL 1400 Z uma ótima combinação: “A MPI 1105 Wrapping Series oferece excelente capacidade de impressão e cores vibrantes em uma ampla gama de plataformas de impressão digital, incluindo látex e cura UV , tintas solventes e eco-solventes. Ele oferece aos aplicadores tanto o desempenho de facilidade de composição de imagens, “stop-and-look”, quanto os recursos 3D necessários para fazer personalizações em veículos pessoais bem como, com marcas poderosas em frotas comerciais. Os materiais MPI 1105 também são uma excelente opção para utilização interna e externa, que combinam qualidade de impressão e durabilidade. A utilização dos novos sobrelaminados DOL 1400Z não só aumenta a durabilidade das imagens, mas também permite vários acabamentos que melhoram o design. A garantia horizontal

de três anos é também um benefício valioso, juntamente com a garantia vertical de seis anos.” O cliente italiano Huber Rigon da HR Design, afirma: “Estou muito impressionado com o novo MPI 1105 Easy Apply RS. O material realmente se molda em superficies corrugadas profundas e pode ser reposicionado várias vezes - o adesivo Easy Apply RS atende perfeitamente. O branco especial Avery também garante ao vinil cores super brilhantes e vibrantes. A qualidade de impressão é excelente e confirma a MPI 1105 Series em seu lugar no mais alto nível na impressão digital.” A tecnologia Easy Apply RS, com sua capacidade de saída de ar inerente, significa que os aplicadores continuarão a se beneficiar de uma aplicação rápida e sem bolhas ao usar o novo vinil. A aderência inicial baixa permite deslizar e reposicionar no lugar para um alinhamento exato das impressões. A Avery Dennison e a Mactac estarão na FESPA 2019 na Alemanha, no estande E50, Hall B5, Munich Messe, de 14 a 17 de maio de 2019.

ESTAS NOVAS LINHAS DE MATERIAIS SÃO OS PRODUTOS CORRETOS QUANDO É NECESSÁRIO ACABAMENTO DE ALTA QUALIDADE E DURABILIDADE DE LONGO PRAZO Edição 132 | Revista GF - 43


LANÇAMENTOS DO SETOR

Aplicação de adesivos Passo a Passo

FOTOS: DIVULGAÇÃO

“No mês de março, na Fespa Brasil, me emocionei ao receber um exemplar do Livro das mãos de Diomedes Souza! Nosso professor do Curso de Envelopamento desde 2011, que capacitou mais de 500 alunos conosco, a partir daquele momento era uma das maiores autoridades na área de envelopamento no Brasil! Um profissional em constante evolução. Que, em cada curso, nos surpreende com novidades para os alunos, que sempre superou as expectativas nos treinamentos! Assim começou, e tivemos cada vez mais alunos, de todo Brasil, em busca de conhe-

Luciana Andrade

Diomedes Souza

44 - Revista GF |

cimento atualizado e direcionado em aplicação de adesivos, dentro das necessidades das empresas! Lendo o livro, percebi a importância da capacitação “além cursos”. Por ter formação pedagógica sempre me preocupei com o conteúdo e a forma de abordagem, mas me surpreendi em ver que existe ainda uma continuidade de aprendizado constante. Que não se restringe a buscar somente novos materiais, novas ferramentas e novas técnicas, mas sim, de buscar “mais da base” continuamente. Recomendo a todos os profissionais do segmento que tenham este “manual prático” para desempenhar bem esta profissão. Aos meus amigos empresários da comunicação visual, recomendo que tenham a disposição das empresas! Para que os colaboradores de todos os setores tenham acesso, pois os ensinamentos vão além de quem propriamente aplica os materiais! Os vendedores, gerentes de produção, profissionais de compras, enfim, a obra é de grande valia a todos! Parabéns Diomedes, por “plantar uma importante semente” para o crescimento do segmento que tanto amamos!”

Edição 131


Que alegria “Receber o recém lançado livro de Diomédes de Souza, que trata do assunto de aplicação de adesivos, com propriedade e didática impecáveis. O Impressor, aqui no #UmaPassada, fez um review desta obra inovadora de O Aplicador. Profissional contemporâneo, Diomédes passou por todo tipo de setor de produção de comunicação visual, que lhe deu bagagem para entender o mercado e saber quais as dificuldades técnicas que o setor passa e, assim, poder oferecer suas soluções de consultoria e treinamento, através da empresa. O Aplicador. Seu reconhecimento profissional está na especialização em aplicação de adesivos, motivo pelo qual decidiu escrever um livro, reunindo nessa obra seu conhecimento sobre o assunto, tornando-o acessível a qualquer profissional no Brasil. Apesar de ser um livro físico, a obra não se limita ao papel e oferece uma infinidade de links para textos, vídeos e arquivos, o que enriquece a experiência de aprendizado do leitor. Ensinando com experiências muito pessoais, Diomédes leva a sua maneira de aplicar ao leitor, testada e experimentada na prática, transformada em conhecimento de uma forma extremamente didática. 7 capítulos Dividem a obra, abordando todos os aspectos técnicos necessários para aplicação de adesivo. 1 - Ferramentas necessárias para produção eficiente. Aqui, é detalhada a caixa de ferramentas essenciais que todo aplicador profissional deve ter, com fotos, descrições e curiosidades. O leitor pode usar este capítulo como referência para montar seu kit. 2 - Nomenclatura de materiais relacionados. Neste, temos uma visão geral dos in-

sumos e produtos usados para comunicação visual, não se limitando aos adesivos. É uma ótima fonte de referência para quem está começando no setor e quer conhecer mais detalhes sobre sua produção. 3 - Superfícies e acabamentos. Aqui, começa a parte técnica da aplicação de adesivos. Antes de pensar em envelopar algo, o aplicador precisa entender a superfície onde trabalhará, para escolher o material certo. Pois, intempéries, abrasão e limpeza afetam diretamente a qualidade do serviço, sem contar detalhes de legislação, como para quem pretende aplicar adesivos em aviões, por exemplo. 4 - Técnicas de aplicação. A parte mais esperada chegou! Como aplicar a seco, com água pura ou misturada com detergente, com observância ao uso específico para cada caso. 5 - Tipos de Adesivo. Uma análise detalhada dos tipos de vinil indicados para cada superfície. Inclui um catálogo de 5 dos principais fabricantes de vinil. 6 - Modelos de Aplicação. Diomédes detalha as diferentes formas de aplicar um adesivo: automática, manual, com espátula, com rodo e com adesivo líquido, citando seu uso para cada situação. 7 - Aplicação detalhada por superfície. A parte mais densa e avançada do livro, fala sobre como medir superfícies e criar o layout para impressão, com dicas de fechamento de arquivos. Há um modelo de certificado de garantia para o aplicador dar ao seu cliente, além de falar de desmontagem de veículos, refile de adesivo e aplicação em caminhões. A obra vai muito além deste review, não sendo clichê falar que é leitura obrigatória.” Adriano Medeiros Edição 131 | Revista GF - 45


A FESPA Brasil | Digital Printing 2020 apresentam a tecnologia de impressão digital e seu poder transformador. Na feira, o empresário conhece as ferramentas de ponta para alcançar a mais alta produtividade, tornando seu processo eficiente, versátil e sustentável. Participe e crie oportunidades no primeiro evento de impressão do ano! RESERVE O SEU ESPAÇO!

fespabrasil.com.br | digitalprinting.com.br


10 a 13 setembro Das 15h às 21h

2019 CENTRO DE EVENTOS DO CEARÁ - FORTALEZA

www.signsnordeste.com.br Evento simultâneo:

Eventos paralelos:

* Não é permitida a entrada e permanência de menores de 14 anos, mesmo que acompanhados dos pais e/ou responsáveis

Apoio:

Informações:

Porto Alegre: +55 51 3382 0700 - fcem@fcem.com.br São Paulo: +55 11 5589 2880 - saopaulo@fcem.com.br Portugal: +351 964 391 712 - portugal@fcem.com.br

Agência de Viagens Oficial:

Promoção:


Sempre acompanhando a evolução e integrando as soluções e tecnologias de impressão nos mercados de serigrafia, sign e têxtil, a feira está de cara nova.

A SERIGRAFIA SIGN FUTURETEXTIL AGORA É... 10 a 13 de julho

2019

4a a 6a - 13h às 20h | Sáb. - 10h às 17h

Expo Center Norte • SP

+650 marcas

nacionais e internacionais

+100 horas

de conteúdo gratuito

/FeiraFuturePrint

FAÇA SUA

INSCRIÇÃO GRATUITA www.feirafutureprint.com.br


w w w.p o d eserab uso.org .br


e d o ã t s Ge s i a i c o S s e d e R

Nos siga nas redes sociais: @digitalsignmidia

Foco: Geração de Leads/Contatos Criação de conteúdo textual, artes e estratégias de marketing. Campanhas no facebook ads, instagram ads e google ads. Compartilhe Stories / Fotos / Vídeos / Textos / Links e muito mais. Especializada no mercado de comunicação visual! www.digitalsignmidia.com.br / marketing@digitalsignmidia.com.br Telefone/whatsapp: (41) 98843-1457 clientes de sucesso


Consolidada em design editorial, a Purim Comunicação Visual atua no desenvolvimento da identidade visual de publicações para empresas e clientes de diversos setores. Além disso, a empresa atua no segmento de tradução, versão e legendagem nos idiomas Português e Inglês em textos técnicos, literários e livres. Nossa equipe de colaboradores é formada por jornalistas, revisores, ilustradores, tradutores e gráfica. Nosso objetivo é promover a comunicação da sua empresa com qualidade e criatividade.

DESIGN editorial peças PUBLICITÁRIAS IDENTIDADE visual conteúdo EDITORIAL TRADUÇÃO | versão legendagem

rogerio@purimvisual.com.br | rogeriomacadura@gmail.com | 55 11 98382.8021

purimvisual

www.purimvisual.com.br


CURSO

IN SC R

EV ASE

APLICAÇÃO DE ADESIVOS

LOCAL: OLINDA/PE DATA: 31 DE MAIO E 01 DE JUNHO

INSTRUTOR: DIOMÉDES SOUZA (81) 99268-8620 capacitacao@grandesformatos.com www.grandesformatos.com

APOIO:

Profile for Revista Grandes Formatos

Edição nº 132| DesComunique-se  

A comunicação visual sabe se comunicar?

Edição nº 132| DesComunique-se  

A comunicação visual sabe se comunicar?

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded