Page 1

Placas de veículos devem começar a usar padrão do Mercosul daqui a 6 meses www.grandejornal.com.br

JornalGJ

2

Edição nº 418 Ano 7 Jornal Semanal. Valor R$ 3,00

O Grande Jornal

ACESSE GRATUITAMENTE VIA QR-CODE AS ÚLTIMAS EDIÇÕES DA REVISTA FOCO LIVRE.

14.3.2018 Quarta-feira IMBITUBA

44 Mulheres destaques 2017

Ex secretário de Turismo Roel Antônio Ruiz faz Balanço da temporada de verão 2017/2018

Divulgação/GJ

Quatro são do Sul Catarinense

Imbituba

Divulgação/GJ

Reconhecimento

Central 8

Nós vamos conversar com o empresário Roel Antonio Ruiz. Nós vamos fazer um balanço da temporada 2017/2018, para saber como foi. Ele que trabalha no ramo de imobiliária, mas também já ocupou a pasta de secretário de Turismo do município de Imbituba.

11

# COLUNA SOCIAL

Porto de Imbituba realiza simulado de emergência do PAM

MIRO LUZ

Em Sociedade 10

7

9


02

Imbituba/SC - quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

# mudança

# Artigo de DR. Eurico borba

Placas de veículos devem começar a usar padrão do Mercosul daqui a 6 meses

Um vício de origem.

Por/ G1 O prazo para as placas de veículos adotarem o padrão dos países do Mercosul vai começar daqui a 6 meses, em 1º de setembro de 2018. Primeiro, a nova placa deverá ser usada nos modelos zero quilômetro, veículos que passarem por processo de transferência de município ou propriedade, ou quando houver a necessidade de substituição das placas. Os veículos usados terão até 31 de dezembro de 2023 para mudar.

A nova placa vai ter uma tarja azul, bandeira do Brasil e outra configuração de letras e números. Além dis-

so, contará com um chip e um código para facilitar a identificação dos veículos roubados ou clonados nos

países do Mercosul. De acordo com o Departamento Nacional de Trânsito, fica facultativo ao propreitário antecipar a substituição da placa.

Adiada duas vezes

Apresentada em 2014, a nova placa deveria ter começado a ser adotada no Brasil em janeiro de 2016, mas foi adiada duas vezes: primeiro para 2017 e, depois, sem prazo específico.

# TEMPO

Terça e quarta-feira com temperatura agradável pela manhã em SC Ciram

Quarta-feira (14/03): Tempo: instável com muitas nuvens e chuva começando pela manhã no Extremo Oeste, Oeste e no Meio Oeste, Planalto Norte e Litoral Norte próximo à divisa com o Paraná. Entre a tarde e noite e chuva se estende às demais regiões do Estado. Há risco de temporais isolados com pancadas de chuva e granizo (veja aviso). Temperatura: em elevação, com sensação de ar abafado. Vento: nordeste a noroeste, fraco a moderado com rajadas. Sistema: alta pressão perdendo força e afastando-se para leste de SC. No decorrer do dia Intensificação de um cavado (área alongada de baixa pressão) sobre o RS e oeste de SC. Quinta-feira (15/03):

Tempo: muitas nuvens a encoberto, com risco de temporais isolados, pancadas de chuva, vento e granizo em SC, especialmente durante a tarde, devido ao deslocamento de uma nova frente fria. Temperatura: em elevação, com sensação de ar abafado. Vento: nordeste a noroeste, passando a sudoeste no decorrer da tarde, fraco a moderado com rajadas associadas aos temporais. Sexta-feira (16/03): Tempo: encoberto em boa parte do dia com chuva por alguns momentos, sobretudo durante a tarde e à noite. Temperatura: em elevação. Vento: sudeste e nordeste, fraco a moderado. Sábado (17/03):

Tempo: variação de nebulosidade com pancadas isoladas de chuva no decorrer da tarde. Temperatura: em elevação. Vento: nordeste e nordeste, fraco a moderado com rajadas no Litoral de SC. TENDÊNCIA de 18 a 28 de março de 2018 Dia 20/03 às 13h15min

O Grande Jornal Editora LTDA - ME. CNPJ: 11.870.801/0001-24 Endereço: Rua Nereu Ramos, Centro de Imbituba - SC, Galeria Jac, sala 215 CEP: 88780-000 Telefone: (48) 3255-6906

começa o outono no Hemisfério Sul! No período de 18 a 23/03 o tempo permanece instável com muitas nuvens e chuva ocasional, devido à passagem de uma frente fria e à formação de áreas de instabilidade em SC. A parte do dia 24/03 uma massa de ar seco mantém presença de sol, e pequena diminuição na temperatura mínima.

Área de circulação: Imbituba, Laguna, Imaruí e Garo­paba e Paulo Lopes. Diretor Geral e Jornalista Responsável: Fernando Carvalho (48) 99916-5573

fernando@grandejornal.com.br

Departamento Comercial: Kaká Siqueira (48) 99970-8111 kaka@grandejornal.com.br

O eleitorado precisa prestar atenção para como prosperam as pré-candidaturas - onde começa o processo politico de renovação democrática. Geralmente, os “ungidos” pelas “lideranças” são fruto de um processo de rastejamento, ou de perpetuação dos que se auto intitulam “candidatos natos”, (os com mandatos, ou detentores de cargos públicos). As eleições não são para mudar e melhorar, mas para garantir a perpetuação dos donos do poder politico. O pensamento renovador não cresce a não ser que seja abraçado por raras pessoas que alçam voos sozinhos - aí os partidos correm atrás para captarem mais votos. Os dirigentes partidários, há mais de um século, (antigamente eram chamados de coronéis...), escolhem os de suas “panelinhas” que, submissos, participam das eleições. Vagas são negociadas visando coligações espúrias e participações no fundo partidário. A honestidade intelectual, história de vida, ideologia e competência, não são considerados como critérios de escolha dos candidatos. As pré-candidaturas, como parte necessária do aperfeiçoamento do processo democrático, possibilitando a renovação de quadros com novos personagens, é uma verdade longínqua... Os partidos políticos só interessam para possibilitar o registro das candidaturas na justiça eleitoral – um deboche com a população. O povo, perigosamente enojado, se afasta da politica – estima-se que o número de votos brancos e as abstenções somadas serão maiores que o numero de votos conquistados pelos candidatos - a desmoralização dos eleitos e do processo democrático. O poder legislativo - vereadores, deputados estaduais e federais, senadores - na sua maioria serão os mesmos que desgraçaram o país, e para o executivo serão eleitos os que tiverem os melhores marqueteiros. O processo está radicalmente viciado. Os que participam, para crescerem no sistema e vencerem, tornam-se cínicos fingindo que não sabem como os acordos e chapas são montadas, esquecem os princípios morais que juram acreditar e seguir. Os que querem romper com o circulo vicioso são afastados, sob o pretexto de serem ingênuos e não terem visão politica. Por esses motivos é que uma Constituinte exclusiva, para tratar da reforma politica, se torna inadiável. Sem uma reforma politica que possibilite a eleição dos melhores nomes, dos cidadãos honestos e competentes, o Brasil nunca se erguerá. Eurico de Andrade Neves Borba, aposentado, 77, escritor, ex Professor e Vice Reitor da PUC RIO, ex Presidente do IBGE, mora em Caxias do Sul.

Designer Grafico: Jefferson L. Soares i9arts: (48) 99644-9080 Editora: Fernando Carvalho Acesse o nosso site WWW.GRANDEJORNAL.COM.BR


Imbituba/SC - quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

COLUNA

# OAB

Primeiro grau da Justiça catarinense está em situação ‘caótica’, diz presidente da OAB Por/ Juscatarina O aprimoramento da prestação jurisdicional de primeira instância em Santa Catarina passa pelo enfrentamento de problemas que vão muito além da eventual substituição do sistema de automação judicial, como, por exemplo, a falta de magistrados, a insuficiência de servidores e a precária estrutura de muitas comarcas catarinenses, quadro que, principalmente no interior do Estado, muitas vezes se apresenta “caótico” e torna o trabalho dos operadores do Direito muito difícil. O diagnóstico acima é do presidente da seccional estadual da Ordem dos Advogados do Brasil, Paulo Marcondes Brincas, um dos principais articuladores do movimento que levou a própria OAB/SC a sugerir ao presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Rodrigo Collaço, a realização de testes com o sistema e-proc, utilizado pela Justiça Federal, o que deverá acontecer em breve, conforme antecipou Collaço em entrevista exclusiva ao Portal JusCatarina veiculada no último final de semana. A iniciativa veio depois que o Conselho Pleno da OAB/SC e o Colégio de Presidentes de Subseções aprovaram, já no ano passado, solicitação para que o presidente do TJSC iniciasse estudos para verificação da possibilidade de adoção, pelo Judiciário catarinense, do sistema de processo eletrônico do TRF-4. Embora reconheça como importante a iniciativa do atual mandatário do Poder Judiciário, Brincas alerta que é preciso ir além. Confira a entrevista concedida ao Portal JusCatarina nesta segundafeira(12). JusCatarina – Em dezembro do ano passado o Conselho Pleno da OAB/SC aprovou, por unanimidade, solicitação para que o presidente do TJSC iniciasse estudos para verificação da possibilidade de adoção, pelo Judiciário catarinense, do sistema de processo eletrônico e-proc, do TRF-4. Essa é, atualmente, a principal demanda da advocacia catarinense? Palo Brincas – Essa é a posição da OAB/SC, seja pelo seu Conselho Estadual ou pelo Colégio de

03

Presidentes de Subseções, que também pautou e debateu o assunto. É difícil falar em uma principal demanda. Mas essa é, sem dúvida, uma das mais importantes. Isso porque nós entendemos que a maior urgência hoje é a questão da melhora na prestação jurisdicional na Justiça Estadual de primeiro grau. A situação nessa instância é caótica. Os problemas vão desde as dificuldades no sistema eletrônico e-SAJ, passando pela falta de funcionários, falta de juízes e falta de estrutura. O resultado disso tudo é que o exercício da advocacia, principalmente no interior do Estado, se torna muito difícil. Então a nossa principal reivindicação diz respeito à Justiça Estadual de primeiro grau em todos os aspectos, inclusive nessa questão do processo eletrônico. JusCatarina – Em entrevista ao Portal JusCatarina, o presidente do TJSC, desembargador Rodrigo Collaço, anunciou a implantação de uma “vara-piloto” com o e-proc, atendendo a solicitação da OAB/SC. Qual a sua expectativa? Paulo Brincas – A nossa expectativa é a melhor possível. Temos ouvido muitos profissionais da advocacia em todo o estado nesses dois anos de gestão. Posso dizer que a preferência pelo sistema eletrônico em funcionamento na Justiça Federal, o e-proc, é quase unânime. O sistema da Justiça Estadual, o e-SAJ, tem dado muita dor de cabeça. A instabilidade em alguns casos chega a assustar.

No ano passado, em apenas um mês, contabilizamos 14 dias de interrupção nos serviços. É preciso entender que toda a justiça catarinense depende do seu correto funcionamento. E que durante o período em que esse sistema cai ou está fora do ar, o Poder Judiciário está parado como um todo e as consequências podem ser sérias. Por isso nossa reivindicação é tão importante. Além disso, a operação do e-proc pelo usuário é muito mais intuitiva, agradável e simples do que a operação do e-SAJ. E, não menos relevante, o último é propriedade de uma empresa privada, enquanto o primeiro é público e foi desenvolvido pelo próprio Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Por essas razões a OAB/SC fez o pedido de estudos e tem muita expectativa que haja realmente essa possibilidade técnica de adotar o e-proc em Santa Catarina. Sabemos que ele não foi desenvolvido para a justiça comum, mas sim para a esfera federal, e que atende menor demanda, pelo menos aqui em Santa Catarina, mas ainda assim nossa expectativa é que uma adaptação seja possível. Essa “vara-piloto” a que o desembargador Rodrigo Collaço fez referência, para nós, cria uma esperança enorme para que a implementação se demonstre viável. JusCatarina – Na mesma entrevista, o presidente Rodrigo Collaço voltou a reafirmar que o desafio de sua gestão é fazer mais com os

recursos disponíveis hoje. Em determinadas comarcas advogados convivem com precária estrutura física e reclamam até mesmo a criação de novas Varas. Para o senhor, é possível equacionar essas duas realidades? Como? Paulo Brincas – Acredito que a fala do presidente Collaço diz respeito àquilo que todo cidadão brasileiro espera do Estado: a eficiência do gasto público, a melhor distribuição dos recursos públicos, que se faça mais com menos. A situação na Justiça Estadual de primeiro grau é muito ruim. E as deficiências são, volto a reforçar, a falta de funcionários (que chega a ser dramática em algumas comarcas), a falta de juízes e falta de estrutura. Conseguir reorganizar o emprego dos recursos financeiros para que se possa atender a população nesse sentido, ou seja, direcionar melhor o dinheiro já existente do contribuinte, acredito que deva ser realmente o grande norte da gestão que se inicia no Tribunal de Justiça e razão pela qual temos enorme expectativa e torcida para que esses desafios sejam vencidos e a Justiça esteja mais próxima do cidadão catarinense. JusCatarina – Santa Catarina conta atualmente com 2,6 milhões de processos, segundo dados do relatório Justiça em Números, do CNJ. Combater a cultura da litigiosidade é uma preocupação da OAB/SC? Paulo Brincas – É sim. Na verdade essa é uma mudança de eixo que temos verificado na advocacia. A chamada ‘boa advocacia’ do século XX era a advocacia agressiva, contenciosa. E isso mudou completamente. Hoje a advocacia está focada em resolver a demanda do cliente. Ninguém ganha com um processo judicial que vai tramitar durante décadas, seja qual for o resultado dele. A ideia é mesmo agilizar o Poder Judiciário, em grande parte, com as formas alternativas de solução de conflito, por exemplo. Temos apoiado essa mudança cultural, no sentido de nos adaptar e atender a expectativa da sociedade que, sem dúvidas, é um caminho promissor na busca pela pacificação social.

PENSANDO E FALANDO Por Ev. Valdir Antônio Pires

Pensando e falando Dia da mulher No dia 8 de março foi comemorado o dia internacional da mulher, que segundo alguns historiadores visava homenagear algumas centenas de mulheres que trabalhavam numa fábrica nos Estados Unidos e que foram vitimadas por um grande incêndio surgindo daí a ideia que já vinha sendo apresentada por alguém para reivindicar o direito das mulheres.

Esses direitos eram: Melhores salários, melhores condições de trabalho, direito a férias, e assim por diante. Com o passar do tempo estes direitos foram sendo conquistados, além de outros como: votar, ser votada, ocupar cargos públicos e não param por ai. A luta continua. Mas se olharmos a bíblia e creio que não devemos somente olhar, mas procurarmos entender o que ela diz, observaremos que quando da criação da mulher Deus diz; referindo-se ao homem, far-lhe-ei uma ajudadora idônea que no grego tem o significado de um Ser igual. Cabe a mulher estar ao lado do esposo no comando da casa e da família enquanto ele como chefe do lar vai ao trabalho em busca do necessário para a sustentação e manutenção da casa. Não somos contra o trabalho feminino, desde que este não tire da mulher a oportunidade de cumprir sua tarefa de ajudadora que não é conquistada em faculdades, universidades pois é um dom dado diretamente por Deus a toda mulher, ser ajudadora idônea. Quando da criação do movimento feminista, que já passou por várias etapas em todas elas os objetivos foram alcançados inclusive o de total independência até mesmo de Deus, o seu criador. Quando nos tornamos independente de alguma ordem, hierarquia ou fé, ficamos desobrigados a cumprir suas orientações e nos submetermos a arcarmos com as consequências que viram com o fruto da nossa independência. Todo ser humano que se sente feliz e realizado na vida é por que ele é totalmente dependente de Deus e procura praticar o que diz o salmista “entrega o teu caminho ao senhor, confia nele e o mais ele tudo fara”. Para você mulher: antes de tomar qualquer iniciativa, consulte a palavra de Deus e encontre o seu verdadeiro lugar no mundo, na sociedade e na família. Siga o exemplo das mulheres da bíblia, que não tiveram fama, mas criaram filhos famosos que não se envergonharam de suas mães, não imite as mulheres deste mundo pois muitas vezes por trás de suas famas trazem algo escondido. O nosso respeito as mulheres do mundo inteiro. Pense nisso... Um forte abraço e até a próxima!


Imbituba/SC - quarta-feira, 14 de março de 2018

Horóscopo Por Oscar Quiroga

20/3 a 19/04 - Fogo

Ainda que você costume agir por conta própria, é sempre bom contar com o apoio das pessoas queridas. É tempo de acolher as palavras que os outros generosamente lhe oferecem. 20/4 a 20/05 - Terra

Quando seu trabalho deixa de ser satisfatório, não existe alternativa senão promover alguma transformação. É tempo de atualizar as metas para renovar as suas forças.

OS FAROFEIROS Por adorocinema

20/6 a 21/07 - Água

22/7 a 22/08 - Fogo

Procure contemplar as suas questões internas com liberdade, se recolhendo para poder estar em silêncio. Dessa forma você acessa mais profundamente o que precisa ser analisado. É tempo de cura.

VIRGEM

23/8 a 22/09 - Terra

Ainda que suas escolhas sejam feitas de forma madura, este é o momento de se desprender de certas decisões que já não promovem mais a sua jornada. É tempo de atualizar a sua realidade.

LIBRA

23/9 a 22/10 - Ar

Nesta fase você tende a expressar os seus sentimentos de forma mais segura e objetiva, viabilizando entendimentos importantes nas suas relações. É tempo de promover diálogos construtivos.

ESCORPIÃO

23/10 a 21/11 - Água

Sua energia deve ser direcionada para os assuntos da alma que precisam ser analisados. Quanto mais você simplificar cada questão, melhor vai poder lidar com elas. É tempo de obter respostas.

SAGITÁRIO

22/11 A 21/12 - Fogo

Seu raciocínio deve se mostrar mais acelerado, e esse movimento auxilia a concepção de novos projetos. Acredite naquilo que você elabora. É tempo de contemplar todas as possibilidades.

CAPRICÓRNIO

22/12 A 20/01 - Terra

Disciplina e organização são fundamentais para as realizações. Mas é preciso saber reconhecer o momento de relaxar e de descasar corpo e mente. É tempo de usar o bom senso ao planejar a rotina.

AQUÁRIO

21/1 a 18/02 - Ar

É possível que hoje você perceba as suas emoções mais afloradas, e a melhor forma de lidar com essa força é sendo generoso e gentil com aquilo que sente. É tempo de se permitir fluir com naturalidade.

PEIXES

Você (pop.)

19/02 a 19/03 - Água

É possível que hoje você perceba as suas emoções mais afloradas, e a melhor forma de lidar com essa força é sendo generoso e gentil com aquilo que sente. É tempo de se permitir fluir com naturalidade.

Valor máximo (?) Sandler, ator

Os dois compostos químicos cuja combinação produz os sais

Quando somos surpreendidos por algo que desafia nossa compreensão, é melhor compreender a situação de forma madura em vez de lutar contra o ocorrido. É tempo de fluir com mais flexibilidade.

LEÃO

© Revistas COQUETEL

Aborrecido Comunidade (?): conjunto dos seres vivos em um ecossistema

Ciência imaginada por Isaac Asimov Iniciativa do setor ambiental da qual Obstáculos Trump improvi- retirou os EUA sados em ruas (2017)

Função de GuantáLocal de namo para os EUA realização Eras Divisão do do Quarup históricas tabuleiro

21/05 a 20/06 - Ar

Ainda que muitas possibilidades apresentadas pela vida possam ser úteis para um caminho repleto de experiências, é preciso manter o foco no que deseja. É tempo de comprometimento.

CÂNCER

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

Bairro paulistano da "colônia italiana"

Nova comédia com potencial para arrecadar enorme quantia nas bilheterias nacionais, Os Farofeiros é um filme que se esforça para entregar mais do que a esperada comédia de situação sobre um fim de semana marcado por imprevistos e desacordos. O diretor Roberto Santucci já provou com Até que a Sorte nos Separe, De Pernas Pro Ar e Um Suburbano Sortudo sua capacidade de fazer rir (tanto os pagantes, quanto os exibidores e investidores) e agora quer ir além, evoluindo a fórmula de sucesso que afirmou. Isto é posto desde o começo, numa sala de aula, com o estabelecimento de uma criança como dona da narrativa. Através da clássica redação de férias, é o filho de Alexandre (Antônio Fragoso) quem conta os apuros do feriadão em grupo heterogêneo, destacando a tensão profissional presente. Os típicos perrengues de descanso prolongado dividindo casa com estranhos surpreendentemente não se revelam as principais questões. Alexandre, o mais rico e oprimido dos adultos, acaba de ser secretamente promovido e precisa escolher um dos colegas para ser demitido. Há, portanto, o dilema interno desse protagonista com o segredo e a decisão, e os problemas gerais da viagem mal planejada por Lima (Maurício Manfrini), o malandro palhaço da trupe. Ancorado numa estrutura com início, meio e fim, o conflito mais sério segura o filme, ao passo que as confusões de verão são apresentadas como esquetes desconexas e irregulares – a estrada, a praia, a traição, o buraco (o melhor), a piscina, o réveillon...

Consagrada a uma divindade

Árvore do Líbano Determinístico

Um dos líderes da Revolução Francesa

Covil, em inglês

Unidade rítmica do verso (Poét.)

Índice de Massa Corporal Rumariam

Espetar O carro que não é zero km

Registro escrito de uma assembleia

Titânio (símbolo) Farrapo, em inglês

Patente logo acima da de capitão

(?)-relevo: tipo de escultura da efígie

Hábito do frequentador de cassinos

Reserva de cálcio do corpo humano

(?) John- Criada de son, ator mulher brasileiro nobre Substância presente no chápreto

Despejar País no Chifre da África

BANCO

Estado de Porto Velho (sigla)

Imputação de um delito (jur.)

Araguaia, Tejo e Nilo (Geog.) Interjeição mineira típica 52

Solução B I C A D A S A S E D A M E I S A L T I R A T A A G A R L A T O I O S SO A

GÊMEOS

cinema

I R O B O T R R I C A I D O E B T E T A A C I P D C A U O C A S M M A D I C A D E J O N I N O RI R E R A R R O M A L I

TOURO

# VARIEDADES

B A A C O R D M O D D E P T A R V I S

ÁRIES

3/den — rag. 4/adam. 5/marat — reato. 6/tanino. 7/biótica.

04

NOVIDADE NA NETFLIX

‘La Casa de Papel’ e 4 outras séries estreiam na Netflix em abril; Confira a lista! ‘La Casa de Papel‘ se tornou um fenômeno no Brasil após ser lançada sem muito alarde pela Netflix, e conquistou os brasileiros com uma trama cheia de drama e suspense sobre 8 assaltantes e um plano genial. A minissérie espanhola teve 15 episódios lançados por lá, mas chegou pela metade no Brasil. A Netflix lançou por aqui 9 episódios, que foram reeditados em 13 partes com aproximadamente 50 minutos de duração. A “2ª parte” (que na verdade é a segunda parte da 1ª temporada) terá 6 episódios, que serão lançados pela Netflix no Brasil em 6 de Abril de 2018.


Imbituba/SC - quarta-feira, 14 de março de 2018

05

# Investimento

Sicredi aponta 5 motivos para poupar em 2018 POR / PMI Mesmo com a queda na taxa de juros, essa ainda pode ser a melhor aplicação para você O Serviço de Proteção ao Crédito, SPC, começou 2018 divulgando uma pesquisa que aponta “juntar dinheiro” como a principal meta dos brasileiros para o novo ano, opção citada por 45% dos entrevistados. Se as intenções de ano novo realmente serão colocadas em prática, será uma questão de cenário econômico e fundamentalmente de educação para o consumo consciente. O certo é que muitos brasileiros que decidirem guardar uma parte dos seus ganhos em 2018, ainda optarão pela poupança. O número de pessoas que têm esse tipo de conta ainda representa 85% da população investidora. Mas, com uma taxa de juros menor, será que esse investimento ainda vale a pena? O economista e diretor executivo da Sicredi Sul SC, Erli Silveira Lima, afirma que o perfil é fator determinante. “Os poupadores, diferentemente dos investidores, são pessoas preocupadas em fazer alguma reserva financeira para uma eventualidade futura: um projeto ou um sonho. Geralmente é para atender uma demanda que está fora do orçamento e é uma opção para pessoas

Psicoterapia de Casal ou Individual?

mais conservadoras”, resume o dirigente. Para os investidores, Lima aponta que a poupança pode ser um caminho interessante para diversificar a aplicação dos recursos. Enquadrou-se em alguma dessas situações? Então confira abaixo os cinco motivos listados pela Instituição Financeira Cooperativa, para investir na poupança em 2018: - Simplicidade: as aplicações e os resgates podem ser integrados à conta corrente do aplicador, tornando a sua movimentação ágil e prática; - Disponibilidade imediata dos recursos: caso precise, o poupador pode retirar os valores a qualquer tempo, diferentemente de outros investimentos; - Isenção de imposto

de renda; - Para os casos de poupança em Instituição Financeira Cooperativa, os recursos captados são aplicados na mesma região, promovendo o desenvolvimento econômico; - Solidez: a modalidade está amparada pelos Fundos Garantidores de Depósitos das cooperativas e bancos. No Sicredi, há ainda a solidariedade entre as cooperativas, que é uma garantia a mais para os associados. Conheça o Sicredi NACIONAL - O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos 3,7 milhões de associados, que exercem o papel de dono do negócio. Com

presença nacional, o Sicredi possui 117 cooperativas em 21 estados*, possui 1.575 agências e gera 22,8 mil empregos diretos em 1.212 municípios no país. Em 199 municípios brasileiros, o Sicredi é a única instituição financeira presente. *Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins. Sobre a Sicredi Sul SC Com mais de 17 mil associados, a Sicredi Sul SC é uma das cooperativas de crédito que integram o sistema Sicredi. Sua área de atuação compreende 45 municípios de Imbituba a Passo de Torres, contando para isso com uma estrutura de quatorze agências.

Quando um dos cônjuges apresenta problemas emocionais, que podem afetar o relacionamento, o mais indicado é buscar uma terapia individual. Porém, quando o problema em questão é a dinâmica do próprio relacionamento, é importante que ambos reconheçam as dificuldades e procurem pela terapia de casal. A realidade é que todo casal tem problemas. Alguns são menores e mais fáceis de administrar e outros tomam proporções maiores e que, algumas vezes, necessitam de ajuda ou que levam ao rompimento da relação. O psicólogo é a pessoa mais indicada para orientar qual terapia será a mais eficiente em cada um dos casos. Identificar a necessidade e o momento certo de procurar a terapia nem sempre é fácil, seja ela individual ou em casal. Muitas vezes, o problema apresentado por um afeta todo o convívio do cotidiano, sem que o outro tenha participação. Outras vezes, mesmo que a necessidade seja de terapia de casal, um dos cônjuges não reconhece e não tem interesse no tratamento, levando o parceiro a procurar a terapia individual para ver se consegue resolver a sua parte no problema e ajudar o cônjuge a resolver a dele.

Terapia individual: Quando o problema ou necessidade é unilateral – como quando um dos parceiros está satisfeito com o relacionamento e o outro não – a parte insatisfeita costuma procurar a terapia sozinha. Em um caso assim, o ideal seria que fossem feitas, em conjunto, a terapia de casal e a individual com aquele que não está bem. Porém, se apenas um dos parceiros quer fazer a terapia e o outro não, deve-se tentar convencer o resistente para que não haja um desequilíbrio.

Terapia de casal: Rotina pesada, atividades desiguais, nascimento e educação de filhos, diferença de idade, questões financeiras, sexuais e culturais são alguns dos motivos que levam um casal a ter problemas de relacionamento. Todos têm conflitos, uns mais graves e intensos, outros mais amenos. Nos casos muito intensos, se faz necessária a intervenção de um profissional para tentar melhorar o relacionamento. A terapia de casal oferece acolhimento e ambiente propício para o casal desabafar, colocar as questões que afligem cada um e buscar, juntos, saídas para os seus problemas e sofrimentos.

Qual é o papel do psicólogo? O psicólogo funciona como um facilitador do diálogo, que muitas vezes não é nada fácil. Leva o casal a evitar o embate e as acusações, além de procurar clarear as situações para que encontrem saídas para os conflitos e caminhos para chegar ao acordo e retomar o relacionamento. O psicólogo direciona o casal para sair do seu círculo vicioso e descobrir que talvez a solução para os problemas de relacionamento seja mais simples do que as duas partes imaginam. Isso pode ocorrer pelo simples motivo do casal estar sendo afetado pelas emoções negativas.


06

Imbituba/SC - quarta-feira, 14 de março de 2018

# Mulher destaque 2017

A festa que marcou a data de comemoração as mulheres foi um sucesso. Por/ GJ Esse ano aconteceu em Governador Celso Ramos a Mulher Destaque 2017. E esse sucesso devemos as mulheres destacadas que participaram desse momento ímpar, que valorizaram seus nomes e puderam vivenciar esse momento em que a ALBSC disponibilizou a elas. Meus agradecimentos a Lu Simão, mulher guerreira que sempre está firme ajudando nesse processo; aos vereadores Cesar Passos e Marcos Henrique Silva verdadeiros guardiões da cultura e amigos da arte e a Sra Angela Silva.

Obrigados amigos queridos sempre. Agradeceu o professor e presidente da ALBSC Miguel João Simão. Foram 44 mulheres de toda Santa Catarina, aqui no sul do estado receberam o trofeu mulher destaque 217. Katharina Siqueira de Carvalho diretora cormercial do Jornal O Grande Jornal e revista Foco Livre, professora Rosa Nadir Jerônimo, karmensita Cardoso, secretaria de educação de Laguna,e a presidente da ALBSC Garopaba Aline Zucatt. para a Katharina Siqueira de Carvalho,

Achieve Languages Imbituba Parceira oficial da Oxford University Press Novo endereço: Rua Nereu Ramos, 965 - Sala 1, Centro – Imbituba/SC

kaka como é carinhosamente chamada, foi um motivo muito grande, essa foi a primeira vez que recebeu um reconhecimento estadual. ela descreve na sua rede social. Quero aqui agradecer a ALBSC e ao casal Miguel João Simão e Lu! Uma noite memorável para minha família, meus colaboradores, meus patrocinadores, meus amigos em especial aos que estavam ali presentes Luiz Vieira, Alba DA Rosa Vieira, Nilsa Oliveira, Aline Zucatti, Rosa Nadir Teixeira Jerônimo, e dizer

que foi muito importante tbm para meus veículos de comunicação (Revista Foco Livre e O Grande Jornal). Estar entre as 44 mulheres que foram homenageadas com troféu Mulher Destaque 2017, no estado catarinense com essa honraria, ficará em minha memória para sempre!! Gratidão por esse reconhecimento. Obrigada à Deus, 8 anos de luta reconhecida hoje! Te amo Fernando Carvalho, Anny Caroline, Lucas Gonçalves, Guilherme Gabrielle e netinho Miguel Henrique!


Imbituba/SC - quarta-feira, 14 de março de 2018

07

# COLUNA SOCIAL

MIRO LUZ Em Sociedade Setenta Anos do

Mega Empresário No último dia onze (11) Nivaldo e Madalena da Rosa, receberam um seleto rol de amigos para comemo-

rar os setenta anos do Mega empresário Nivaldo, lê-se Malhas Ferju. Além do aniversariante, a atração

Aconteceu Em Paris

principal da festa foi o cantor Daniel, que deu mais brilho á linda festa. Parabéns da Coluna Social.

Os noivos, Karine Marques e Júlio de Oliveira, estiveram em Paris ( França) para oficializar o noivado. A charmosa e elegante empresária Karine, foi pedida em casamento aos pés da “Tour Effel”. A “Petit demoiselle d’honneur” ( pequena dama de honra) Pietra Marques, presenciou a felicidade da mãe. Parabéns ao casal. Beijos deste colunista.

Empresária Imbitubense Homenageada A empresária das comunicações, Katharina Siqueira Carvalho, lê-se Revista Foco Livre e o Grande Jornal, no último sábado dez (10) foi homenageada pelo destaque que tem sido no “Mi-

tiè” das Comunicações e Mídia Catarinense Sul. Quarenta e quatro mulheres, de nosso estado, foram homenageadas pelo respeitado Miguel João Simão. Parabéns. Beijos deste colunista.


08

Imbituba/SC - quarta-feira, 14 de março de 2018

# comunicador

Zé Francisco comemora 11 anos no calçadão de Imbituba Por /GJ O Cantor e compositor Zé Francisco e agora mídia de rua está completando 11 anos de calçadão , ele esteve no programa do Fernando Carvalho na rede social, ele teve muita garra para começar o que ninguém teria feito até então. Zé diz que o ganha pão dele é com chuva ou sol. Parabéns .

Como escalar montanhas de SALTO ALTO!


Imbituba/SC - quarta-feira, 14 de março de 2018

09

Publição Legal Justiça Gratuita

ESTADO DE SANTA CATARINA PODER JUDICIÁRIO Comarca - Imbituba 2ª Vara

CERTIDÃO DE AFIXAÇÃO DE EDITAL

Autos n. 0000107-91.2012.8.24.0030

CERTIFICO para os devidos fins que na data de 01/12/2017, nesta cidade e Comarca de Imbituba, do Estado de Santa Catarina, foi afixado no átrio deste Fórum o edital a seguir transcrito. ESTADO DE SANTA CATARINA / PODER JUDICIÁRIO Comarca - Imbituba / 2ª Vara Rua Ernani Cotrin, 643, Sala 106, Centro - CEP 88780-000, Fone: (48) 3355-8016, Imbituba-SC - E-mail: imbituba.vara2@tjsc.jus.br Juiz de Direito: Welton Rubenich Chefe de Cartório: Fabricio Manoel Teixeira EDITAL DE CITAÇÃO - USUCAPIÃO - RÉUS INSCRITOS E EVENTUAIS - COM PRAZO DE 30 DIAS Usucapião n. 0000107-91.2012.8.24.0030 Autor: Anderson Roberto de Oliveira / Citando(a)(s): RÉUS INSCRITOS E EVENTUAIS Descrição do(s) Bem(ns):Imóvel: Um imóvel localizado na Rua Pires Silveira, 376, Vila Nova, Imbituba/SC, com área total de 370,71m² com as seguintes confrontações: lado Nordeste (frente), 10,19m, confronta com Rua Pires Silveira; lado Sudoeste (fundos), 10,00m, confronta com terras de Valdenir Cardoso; ao Noroeste (lateral esquerda), 31,15m, confronta com terras de João Lapolli e Maura Thereza G. Lapolli; lado sudeste (lateral direita), 30,46m, confronta com terras de José Francisco Fernandes e Roberta Pires Jorge Feranandes. Prazo Fixado para a Resposta: 15 dias. Pelo presente, a(s) pessoa(s) acima identificada(s), atualmente em local incerto ou não sabido, bem como seu(s) cônjuge(s), se casada(o)(s) for(em), confrontante(s) e aos eventuais interessados, FICA(M) CIENTE(S) de que neste Juízo de Direito tramitam os autos do processo epigrafado e CITADA(S) para responder à ação, querendo, no lapso de tempo supramencionado, contado do primeiro dia útil seguinte ao transcurso do prazo deste edital. ADVERTÊNCIA: Se o réu não contestar a ação, será considerado revel e presumir-se-ão verdadeiras as alegações formuladas pelo autor (art. 344 do CPC). Será nomeado curador especial no caso de revelia (art. 257, IV do CPC). E para que chegue ao conhecimento de todos, partes e terceiros, foi expedido o presente edital, o qual será afixado no local de costume e publicado 1 vez(es), com intervalo de 0 dias, na forma da lei. Imbituba (SC), 01 de dezembro de 2017.

Daniela Lamaison de Andrade Código de Normas da Corregedoria-Geral da Justiça - Art. 212 DOCUMENTO ASSINADO DIGITALMENTE fls. 79n. 11.419/2006, art. 1º, § 2º, III, “a” Lei

ESTADO DE SANTA CATARINA / PODER JUDICIÁRIO Comarca - Imbituba / 2ª Vara Rua Ernani Cotrin, 643, Sala 106, Centro - CEP 88780-000, Fone: (48) 3355-8016, Imbituba-SC - E-mail: imbituba.vara2@tjsc.jus.br Juiz Substituto: Felipe Agrizzi Ferraço Chefe Juizado Especial: Claudemir de Figueiredo

EDITAL DE CITAÇÃO - USUCAPIÃO – NEWTON DE SOUZA NOBRE, COM PRAZO DE 20 DIAS Usucapião n. 0004125-58.2012.8.24.0030 Autor: Iva Marquez

EDITAL DE CITAÇÃO - USUCAPIÃO - RÉUS INSCRITOS E EVENTUAIS - COM PRAZO DE 30 DIAS Usucapião n. 0301859-54.2014.8.24.0030 Requerente: Maria da Graça Correa de Mendonça /

Citando(a)(s): NEWTON DE SOUZA NOBRE, Rua das Hortências, s/n, Loteamento Janaína, Araçatuba, Informar na casa da Dona Aída Gamboa., CEP 88780-000, Imbituba-SC. Descrição do(s) Bem(ns):Imóvel: Um lote urbano localizado na Rua das Hortências, Araçatuba, Imbituba/SC com área de 324,00m² com as seguintes medidas e confrontações: lado Norte, mede 27,00m., extremando com terras de Aída Jamessi Gamboa; ao Sul mede 27,00m., com Júlio Marques Vieira; ao leste, mede 12,00m., com Newton de Souza Nobre e ao oeste mede 12,00m., com Rua das Hortências. Prazo Fixado para a Resposta: 15 dias. Pelo presente, a(s) pessoa(s) acima identificada(s), atualmente em local incerto ou não sabido, bem como seu(s) cônjuge(s), se casada(o)(s) for(em), confrontante(s) e aos eventuais interessados, FICA(M) CIENTE(S) de que neste Juízo de Direito tramitam os autos do processo epigrafado e CITADA(S) para responder à ação, querendo, no lapso de tempo supra mencionado, contado do primeiro dia útil seguinte ao transcurso do prazo deste edital. ADVERTÊNCIA: Se o réu não contestar a ação, será considerado revel e presumir-se-ão verdadeiras as alegações formuladas pelo autor (art. 344 do CPC). Será nomeado curador especial no caso de revelia (art. 257, IV do CPC). E para que chegue ao conhecimento de todos, partes e terceiros, foi expedido o presente edital, o qual será afixado no local de costume e publicado 1 vez(es), com intervalo de 0 dias, na forma da lei.

Citando(a)(s): RÉUS INCERTOS E EVENTUAIS TERCEIROS INTERESSADOS, brasileiro(a). Descrição do(s) Bem(ns):Imóvel: Um terreno com área total de 619,860m². Com as seguintes medidas: a nordeste com 46,611m; a sudeste com 13,083m; a sudoeste com 46,860m; a noroeste com 13,464m., Rua Manoel João de Farias, nr SN, bairro Vila Esperança, CEP 88780-000, Imbituba, avaliado em 30/06/2014, por R$ 30.000,00 *. Prazo Fixado para a Resposta: 15 dias. Pelo presente, a(s) pessoa(s) acima identificada(s), atualmente em local incerto ou não sabido, bem como seu(s) cônjuge(s), se casada(o)(s) for(em), confrontante(s) e aos eventuais interessados, FICA(M) CIENTE(S) de que neste Juízo de Direito tramitam os autos do processo epigrafado e CITADA(S) para responder à ação, querendo, no lapso de tempo supramencionado, contado do primeiro dia útil seguinte ao transcurso do prazo deste edital. ADVERTÊNCIA: Se o réu não contestar a ação, será considerado revel e presumir-seão verdadeiras as alegações formuladas pelo autor (art. 344 do CPC). Será nomeado curador especial no caso de revelia (art. 257, IV do CPC). E para que chegue ao conhecimento de todos, partes e terceiros, foi expedido o presente edital, o qual será afixado no local de costume e publicado 1 vez(es), com intervalo de 0 dias, na forma da lei.

Imbituba (SC), 09 de fevereiro de 2018.

Carlos dos Santos de Souza Código de Normas da Corregedoria-Geral da Justiça - Art. 212 DOCUMENTO ASSINADO DIGITALMENTE Lei n. 11.419/2006, art. 1º, § 2º, III, “a”

Imbituba (SC), 01 de março de 2018.

João Hilgert Martins Código de Normas da Corregedoria-Geral da Justiça - Art. 212 DOCUMENTO ASSINADO DIGITALMENTE Lei n. 11.419/2006, art. 1º, § 2º, III, “a”

fls. 12

ESTADO DE SANTA CATARINA / PODER JUDICIÁRIO Comarca - Imbituba / 2ª Vara Rua Ernani Cotrin, 643, Sala 106, Centro - CEP 88780-000, Fone: (48) 3355-8016, Imbituba-SC - E-mail: imbituba.vara2@tjsc.jus.br Juiz de Direito: Welton Rubenich Chefe de Cartório: Maria Cláudia Jorge Ferreira Santos EDITAL DE CITAÇÃO - USUCAPIÃO - RÉUS INSCRITOS E EVENTUAIS - COM PRAZO DE 30 DIAS Usucapião n. 0000906-71.2011.8.24.0030 Autor: Ana Maria dos Santos e outro Citando(a)(s): RÉUS INSCRITOS E EVENTUAIS Descrição do(s) Bem(ns):Imóvel: Um imóvel urbano, localizado na Rua Mãe da Divina Providência, Arroio do Rosa, Imbituba/SC, medindo 1.772,05 m² com as seguintes medidas e confrontações: a nordeste mede 39,41m., extremando com a Estrada Municipal; a sudeste mede 45,39m., com Rua Mãe da Divina Providência; ao sudoeste, mede 39,00m., com Maria José de O. Santos e ao noroeste, mede 45,10m., com Aline Ludmila Laureano. Prazo Fixado para a Resposta: 15 dias. Pelo presente, a(s) pessoa(s) acima identificada(s), atualmente em local incerto ou não sabido, bem como seu(s) cônjuge(s), se casada(o)(s) for(em), confrontante(s) e aos eventuais interessados, FICA(M) CIENTE(S) de que neste Juízo de Direito tramitam os autos do processo epigrafado e CITADA(S) para responder à ação, querendo, no lapso de tempo supra mencionado, contado do primeiro dia útil seguinte ao transcurso do prazo deste edital. ADVERTÊNCIA: Se o réu não contestar a ação, será considerado revel e presumir-seão verdadeiras as alegações formuladas pelo autor (art. 344 do CPC). Será nomeado curador especial no caso de revelia (art. 257, IV do CPC). E para que chegue ao conhecimento de todos, partes e terceiros, foi expedido o presente edital, o qual será afixado no local de costume e publicado 1 vez(es), com intervalo de 0 dias, na forma da lei. Imbituba (SC), 26 de fevereiro de 2018.

Carlos dos Santos de Souza Código de Normas da Corregedoria-Geral da Justiça - Art. 212 DOCUMENTO ASSINADO DIGITALMENTE Lei n. 11.419/2006, art. 1º, § 2º, III, “a”

Este documento foi liberado nos autos em 26/02/2018 às 14:19, é cópia do original assinado digitalmente por CARLOS DOS SANTOS DE SOUZA. Para conferir o original, acesse o site https://esaj.tjsc.jus.br/esaj, informe o processo 0000906-71.2011.8.24.0030 e código 0U0000000QAUX.

ESTADO DE SANTA CATARINA / PODER JUDICIÁRIO Comarca - Imbituba / 2ª Vara Rua Ernani Cotrin, 643, Sala 106, Centro - CEP 88780-000, Fone: (48) 3355-8016, Imbituba-SC - E-mail: imbituba.vara2@tjsc.jus.br Juiz de Direito: Welton Rubenich Chefe de Cartório: Maria Cláudia Jorge Ferreira Santos

Este documento foi liberado nos autos em 01/03/2018 às 15:07, é cópia do original assinado digitalmente por JOAO HILGERT MARTINS. Para conferir o original, acesse o site https://esaj.tjsc.jus.br/esaj, informe o processo 0301859-54.2014.8.24.0030 e código D839402.

fls. 8


10

Imbituba/SC - quarta-feira, 14 de março de 2018

# Treinamento

Porto de Imbituba realiza simulado de emergência do PAM POR / SCPAR

A simulação de um cenário de acidente envolvendo um caminhão, uma moto e uma caminhonete transportando um tanque de combustível dentro do Porto de Imbituba mobilizou as Brigadas de Emergência da SCPar Porto de Imbituba, da CRB Votorantim, da Santos Brasil e do Órgão Gestor Mão de Obra de Imbituba (OGMO) na tarde da última terça-feira (6). O exercício simulado do Plano de Ajuda Mútua (PAM) foi realizado em uma das vias internas da área alfandegada, e contou com o apoio do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina e da empresa Imbituba Logística Portuária (ILP). O treinamento atende a Norma Regulamentadora NR-29 do Ministério do Trabalho e visa manter as Brigadas de Emergência das empresas integrantes do PAM capacitadas para dar respostas adequadas e eficientes aos cenários aci-

dentais. Durante a simulação, os brigadistas foram acionados para prestar o resgate a três vítimas, as quais eram motoristas dos veículos envolvidos. Assim que recebeu o aviso do acidente, a equipe de prontidão ambiental do Porto de Imbituba também atuou imediatamente na contenção de um cenário de derramamento de combustível. Toda a ação foi registrada e catalogada e será analisada pela coordenação do PAM nos próximos dias para identificar os acertos e fatores a serem corrigidos, aumentando a eficiência no atendimento e a segurança dos usuários do porto e da própria instalação portuária. O que é a NR-29 A NR-29 regulamenta a segurança e saúde no trabalho portuário. Além de regular a proteção contra

acidentes e doenças profissionais, a norma também estabelece a necessidade de definição de recursos e linhas de atuação para prover os primeiros socorros a acidentados dentro da

área portuária.

O PAM O Plano de Ajuda Mútua tem por objetivo preparar as empresas que atuam diretamente no porto (operadores, arrendatários e OGMO) para trabalharem de forma conjunta no atendimento a emergências nas

instalações portuárias. A Brigada de Emergência da SCPar Porto de Imbituba foi habilitada em 2016 e é formada por 19 colaboradores de diversos setores da empresa. Este é o segundo exercício prático do PAM do Porto de Imbituba. O simulado anterior foi realizado em setembro de 2017 e teve como cenário o controle de um princípio de incêndio no painel de comando da correia transportadora do Terminal de Granéis Sólidos, com resgate de vítimas.

Classificado de Imóveis CRECI 7795 SC Roel Ruiz corretor de imóveis

(48) 3255-0171 | (48) 99807-0086

www.imobruiz.com.br

NOVO ENDEREÇO

Rua: Maestro Jú, 145, sala 02, Residencial Vila Bella, Centro, Imbituba - SC, ponto de referência em frente a sorveteria Frutos de Goiás

SALAS P/ LOCAÇÃO CENTRO – SALAS COMERCIAIS – Nº 09 E 11 Localizada na Rua: Ernani Cotrin, 377, encima Prédio Comlar. R$ 700,00 + taxa de água 56,00 + taxa de esgoto 42,00. Cada uma CENTRO – SALA COMERCIAL 205 – medindo aproximadamente 30m2, localizada na Rua: Ernani Cotrin, 377, Edifício Laudelino Veríssimo de Senna. R$ 600,00 mais taxas de água e saneamento. CENTRO – SALA COMERCIAL 101 – medindo aproximadamente 60m2, localizada na Rua: Ernani Cotrin, 377, Edifício Laudelino Veríssimo de Senna. R$ 700,00 mais taxas de água e saneamento. CENTRO – SALA COMERCIAL – CENTRO EMPRESARIAL FERJU – 709 – rua: Irineu Bornahusen Maestro Jú e Avenida Dr. João Rinsa, Centro, área total: 33,7289m2, valor mensal: R$ 1.180,00 + condomínio. CENTRO – SALAS COMERCIAIS EDIFÍCIO DONA VITA – Sala Térrea nº 07, R$ 1.200,00 + 30,00 e sala nº 09 R$ 700,00 + condomínio R$ 56,00. Salas 2º piso disponíveis nº 101, 102, 103 e 108, R$ 700,00 + condomínio 56,00 cada uma. Medindo aprox. 35 a 40m2, NOVA BRASÍLIA – SALAS COMERCIAS CENTRO EMPRESARIAL VINCENZZI SALA 1º PISO Nº 102 medindo aprox 59m2 e nº 104 medindo 47m2 2º PISO Nº 201 medindo aprox 52m2, 202 medindo 59m2, 203 medindo aprox 36m2 e 204 medindo 47m2.. Valores sob consulta. Localizadas na Rua: Cônego Itamar Luiz da Costa, 319, próximo ao Mercado Manenti.

CASAS E APARTAMENTOS PARA LOCAÇÃO CENTRO – APARTAMENTO 302 – Localizado na Rua: Nicolau B. da Rosa Mattos, 820, Ed Alves c/. 2 quartos, sala, cozinha, wc, área de serviço e garagem, próximo do Fórum. R$ 1.000,00 + condomínio. CAMPO DA AVIAÇÃO –1 APARTAMENTO TÉRREO – c/ 1 quarto, cozinha, wc e vaga de estacionamento. Localizado na Rua: Evaristo Lima, 78, próximo ao colégio Basileu José da Silva e da Padaria Gabriel. R$ 500,00 com água CAMPO DA AVIAÇÃO – 3 QUITINETES – c/ 1 quarto, sala e cozinha conjugadas e wc cada uma. Localizadas na Rua: Olírio Leonel Eduardo, 129, próximo ao Colégio Basileu José da Silva, passa o colégio, 2ª rua à direita, depois do calçamento, no final da rua à esquerda. R$ 550,00 cada. RIBANCEIRA – APARTAMENTO APTO 202 - com 2 quartos, sala, cozinha, wc, area de serviço e garagem, com uma linda vista para o mar da Ribanceira. R$ 900,00 + condomínio R$ 100,00. Rua: das Gaivotas, 755. VILA NOVA APARTAMENTO Nº 203 RESIDENCIAL VILA VENANCIO – c/ 2 quartos, sala, cozinha, wc, área de serviço, garagem descoberta e salão de festa.. R$ 700,00 + condomínio. Localizado na Rua: São José, Vila Nova, Imbituba - SC. VILA NOVA – RESIDENCIAL GALÁPAGOS APARTAMENTOS 102– Bloco C Isabela Apartamentos c/ 02 dormitórios (sendo 01 Suíte) 01 Vaga Garagem, 01 Sacada c/ churrasqueira, 01 área de serviço, 01 Cozinha, 01 Sala. Área total de 80,21m2 sendo (63,86). Área privativa. Valor mensal R$ 1.250,00 + condomínio. Localizado na Rua: Pires da Silveira, 292, próximo do loteamento do rimsa. VILA NOVA - CASA DE ALVENARIA - c/ 2 quartos sendo 1 suíte, sala, cozinha, banheiro, área de serviço e garagem. Localizada na Rua Olavo Bilac, próxima ao Loteamento do Rinsa. R$ 1.200,00 VILA NOVA – APARTAMENTO TÉRREO – com 2 quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. RS 600,00. APARTAMENTO 02 MOBILIADO – com 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, área de serviço e varanda R$ 800,00. Localizados na Rua: Pedro Tomé Daniel, s/nº, passando o asilo, 1ª rua à esquerda, 1ª rua à direita. VILLAGE – RESIDENCIAL ENG. ERNANI COTRIN 302 – com 2 quartos, sala e cozinha conjugadas, área de serviço, wc e vaga de estacionamento. Localizada na Rua: José Correa nº 88, antes de chegar dentro do Village, 2ª rua à direita, atrás do Residencial Roma. R$ 850,00. Obs. Água e luz do condomínio dividido entre os moradores. Luz do apto e gás individual. VILLAGE – APARTAMENTO APTO 301 – RESIDENCIAL VILLAGE III - c/ 2 quartos, sala e cozinha conjugadas, wc, sacada com churrasqueira e garagem. Localizado na Rua: Manoel Fortunato. R$ 750,00


Imbituba/SC - quarta-feira, 14 de março de 2018

11

# Temporada

Ex secretário de Turismo Roel Antônio Ruiz faz Balanço da temporada de verão 2017/2018 POR / MIlena Vitto Nós vamos conversar com o empresário Roel Antonio Ruiz. Nós vamos fazer um balanço da temporada 2017/2018, para saber como foi. Ele que trabalha no ramo de imobiliária, mas também já ocupou a pasta de secretário de Turismo do município de Imbituba.

O Grande Jornal: Roel, fale-me sobre esta temporada. Foi boa, foi positiva? O que você tem a nos dizer? R: É um prazer novamente estar aqui batendo um papo contigo. Acho que foi bem positiva, apesar de infelizmente ter dado muito frio no nosso tempo. Muita chuva, vento, mais do que a gente imaginava. Em pleno janeiro a gente chegou a ter ares frios, que parecia aquele solstício de inverno. A gente está com a casa nova, aqui na frente da Escola de Educação Básica (EEB) Henrique Lage. E por conta disso também, do movimento que deu aqui na região, recebemos muito mais turistas do que eu imaginava. Pessoas de fora mesmo, tanto alugando casas para a temporada, como para o anual também. E muitas pessoas vendo imóveis para comprar. O que acontece é que, às vezes, a temporada não traz muito dinheiro para a gente. Porque muita gente de Imbituba ainda vem para a casa de parentes. Como na minha casa – vários parentes meus vieram para a minha casa no verão. Como devem vir pra casa de vocês e assim sucessivamente. Só que eu vejo muito turista aqui pesquisando as coisas. Muitas pessoas de Porto Alegre, outras cidades e metrópoles grandes, que estão achando a sua cidade um pouco violenta. E acabam, ainda, graças a Deus, vindo a Imbituba – que ainda é uma cidade muito boa pra morar e tranquila. Então essas pessoas, no futuro voltarão. Fazem um primeiro contato com a gente, vêm os imóveis, conhecem a cidade e ficam aqui em média de cinco a 10 dias. E conhecem, acabam gostando e vêm. Então, como eu disse sempre, o dinheiro não é só

pra temporada. Vários clientes da gente, quando acaba a temporada, mandam mensagem, ligam e ficam consultando preço para comprar alguma coisa para passar um período bom em Imbituba. E eu noto que é um pessoal um pouco mais de idade, pessoal acima de 50, 55 anos. A faixa etária acima de 50 anos. Então acho que Imbituba poderia se preocupar um pouquinho mais com esse pessoal. Acabei de alugar para um casal de São Paulo, de aproximadamente 65, 70 anos, um apartamento aqui no Edifício Vila Bella, na frente da Praça Henrique Lage. Eles são de São Paulo, mas queriam sossego. Acabei de alugar, faz dois dias. E eles já tinham conversado comigo no verão. Eu gosto muito de Estatística. Sou formado em Exatas e eu sempre faço a minha estatística pessoal. Então acho que o município tem que se preocupar um pouco mais com esse pes-

soal de mais idade que está vindo. Tem um pessoal bastante grande, acima de 55 anos, que está vindo morar em Imbituba.

O Grande Jornal: Você que já ocupou a pasta de Turismo, aqui em Imbituba, no Governo de Beto Martins, o que podemos melhorar neste aspecto turístico? R: Em primeiro lugar a informação. Eu não vejo durante o ano publicidade nenhuma. Eu vou a Porto Alegre quase que mensal-

mente. Não que eu goste de ir para Porto Alegre, mas a família todinha da minha mãe é do Rio Grande do Sul. Ainda sábado retrasado estive em formatura, aniversário de primos e tios. E eu não vejo uma publicidade se quer. E o que eu tenho de cliente aqui na minha imobiliária, na minha empresa, mais de 70% é do Rio Grande do Sul. Eu nunca vi um outdoor escrito “Visite Imbituba”. Acho que está faltando isso, a gente divulgar mais nos outros Estados, a nossa cidade. Quando eu fui secretário pela primeira vez, eu tive a oportunidade de visitar a Argentina, na Feira Internacional do Turismo. Foi muito proveitosa, fizemos muitos contatos. Mas não é uma vez apenas que se deve ir, deve-se ir sempre. Não estou querendo falar mal, porque eu não sei se eles estão indo ou não. Pois eu não acompanho o dia a dia da prefeitura em si. Mas eu acompanho, que eu es-

tou numa BR-101 e eu não vejo um outdoor no Estado do Rio Grande do Sul, por exemplo, para visitar a nossa cidade. Depois nós temos as baleias. Você sabia que muita gente já começa a me ligar daqui a pouco para perguntar se as baleias já estão por aqui? Se já dá pra ver as baleias? Nós queríamos ir um fim de semana. E um fim de semana a pessoa vinha, alugava um hotel, comia num restaurante, procurava uma farmácia, um médico, se precisa. Tudo é ganho para o município. E essas pessoas gostando, futuramente voltam.

O Grande Jornal: Já na sua área, a área da imobiliária. É uma área que cresceu e vem crescendo. E hoje, como está, na sua avaliação? R: Vem crescendo bastante. Se você olhar a dez anos, quem construía e o que tinha de construção de prédios em Imbituba e casas bonitas, eram poucas. Hoje você chega ao Loteamento Village, tem 10,15 prédios sendo construídos. No Centro da cidade tem um monte de prédios sendo construídos, na Vila Nova, na Nova Brasília, bastantes edifícios sendo construídos, casas novas. Acho que disso estamos bem servidos. E vou ser bem sincero, como corretor, acho o preço um pouquinho salgado ainda. Mas tem a região litorânea, tem tudo isso. E todo mundo que vem, quer ver uma coisa: quer ver o mar. Então a pessoa quer ver o mar, quer estar perto do mar. Há 24 anos, quando eu comprei a imobiliária do meu pai, o pessoal vinha para a temporada e não ligava muito para onde ficava. Hoje todo mundo quer bem pertinho do mar, a uma quadra do mar, a duas quadras do mar. Quem vai comprar um apartamento quer uma vista para o mar, quer levantar no seu quarto e ter uma vista para o mar. E isso acaba encarecendo. Mas eu também acho que falta o Governo Federal, os deputados federais talvez consigam mudar alguma coisa este ano com o meu voto. É uma coisa, demora quatro, cinco meses para sair um financiamento, por meio da Caixa Econômica Federal, do Banco do Brasil. É um absurdo eu entrar com toda a documentação, estar tudo certo e demorar quatro ou cinco meses, ou mais, para conseguir comprar teu imóvel. Já pensasse, hoje são R$400 mil. Daqui a cinco meses, quanto fica o R$400 mil? Tem a inflação, tem o teu dinheiro lá parado, e o imóvel tu não pode aumentar, porque fizestes um contrato. Então eu ainda acho que o Brasil precisa fazer um estudo melhor. Porque na propaganda na televisão, vêse tudo muito bonitinho, de

Roel com sua Esposa Cláudia proprietários da Roel Ruiz

que estamos emprestando para a casa própria. Mas na prática é outra coisa, é bem diferente. Uma pessoa que ganha R$2 mil, é difícil conseguir um empréstimo para comprar um imóvel de R$150 mil, não consegue. Até porque não financia o total, só uma parte. Subsídio hoje eu não ouço mais de ninguém que tenha subsídio. Isso diminuiu bastante, acho que os nossos deputados deveriam rever essa lei de financiamento da casa própria.

O Grande Jornal: Para encerrar, você ingressa na política? Há possibilidade? O seu cunhado Clésio já disse que possivelmente você será o candidato dele daqui a dois anos. É um sonho que está adormecido, ou não? R: A gente muda tão de repente. E esse ano eu resolvi cuidar um pouco mais da minha família. Larguei várias coisas na minha vida que eu tinha e vim cuidar um pouquinho mais da minha família. Então eu não estou pensando muito em política, não. Eu converso bastante com o Clésio, até porque é meu cunhado, a gente se dá muito bem. Mas no momento eu não estou pensando muito nisso, não. Eu vou deixar mais para frente. Eu já sei para quem eu vou votar em deputado estadual. A pessoa que eu gostei, achei muito querida é aqui da nossa região também. Mas eu quero ser, eu tenho esse sonho de ser vereador. O meu pai foi vereador em 1973 e depois em 1976, até

1982. O seu Eduardo Elias é meu padrinho, eu gosto muito de política, tenho vários amigos políticos. Só que às vezes eu vejo essa descrença muito grande das pessoas, amigos da gente estão em um barzinho tomando cerveja e todo mundo só quer criticar, criticar. Mas eu fui a uma audiência pública na semana passada, que era bem importante para o município – que era a mudança do Plano Diretor. Sabe quantas pessoas tinham? Nove pessoas na audiência pública. E dois vereadores, porque um presidia e o outro vereador participava. Mas o pessoal reclama muito, mas também não participa. Então eu acho que a população deveria participar um pouco mais. Mesmo gostando ou não gostando. Procure o vereador que você votou e peça para ele dar uma ajeitada melhor no seu bairro, que não está muito bom. Mas procura o vereador, não adianta ficar só reclamando. Mas isso é do brasileiro, não é só de Imbituba, não. O comodismo brasileiro é muito grande. Aumenta gasolina, vai para R$4,00 e a pessoa reclama, nas rodinhas, eu e tu. Mas ninguém faz nada, eu acho que a gente deveria mudar um pouquinho isso, a gente ser um pouco mais proativo. Eu acho que o brasileiro tem que reclamar um pouco menos e cobrar mais. Por que não vai cobrar do deputado? Por que tu não conheces direito, por que foi um cabo eleitoral que te apresentou? Então cobra do teu cabo eleitoral. Seu cabo eleitoral que cobre do seu deputado as ações, e do vereador e do prefeito. E assim sucessivamente.


CONTRACAPA

Imbituba/SC - quarta-feira, 14 de marรงo de 2018

Grande Jornal N° 418  
Grande Jornal N° 418  
Advertisement