Issuu on Google+

Revista profissional de artigos para Natal, brinquedos e festas sazonais Uma publicação Grafite | Divisão Editorial Ano XVII - nº 33 - Outubro 2011

DECORAÇÃO CORPORATIVA DE NATAL Especialistas recomendam iluminação caprichada, interatividade e um toque de tradicionalismo Christmas Fair 2012 Prepare-se e surpreenda-se com a feira que está com você há 17 anos De 19 a 21 de maio no Transamerica Expo Center – São Paulo


Foto: Windsor M. Borges

EDITORIAL

Expediente

Uma publicação Grafite | Divisão Editorial Outubro 2011 – Ano XVII – Nº 33

Editor Tarso Jordão Gerente Mercado Andréa J. Carrasco Produção Editorial Mega Texto Ltda. e-mail: megatexto@globo.com.br Redação Valéria Gasperini – MTB 23.767 Repórteres Amanda Lissoni, Maria Cláudia Perassoli, Sandra Scigliano Revisão Jane G. Aspergis Apoio Editorial Juliana Aguiar – MTB 40.776 Diagramação Duílio Sarto Filho Fotos Windsor M. Borges, Danilo Máximo, divulgação e Shutterstock Supervisor Mercado Natal Paulo Guarim Produção Gráfica Márcia Soares da Costa Comercial Cynthia N. F. Sperandio

Dentro em breve, todos nós seremos tocados, de alguma forma, pelos apelos das decorações de Natal em nossos lares, nas lojas, nos shoppings, bancos, pontes, avenidas, prédios públicos e centros comerciais. Esse clima vai capturar as nossas atenções e sentidos, despertar lembranças e emoções, levar as pessoas a quererem sair às ruas, interagir e se confraternizar. A decoração corporativa, em particular, vem ganhando força nos últimos anos, pois proporciona uma grande visibilidade para as empresas e prefeituras que investem nessa ferramenta. Afinal, é um importante recurso de marketing, contribuindo para a fixação das instituições e marcas patrocinadoras na mente de todos. Mas como obter o melhor resultado nessa empreitada? As respostas e dicas sobre o assunto estão na matéria de capa desta edição. Também consultamos diversos empresários do setor de decoração de Natal, festas, brinquedos, acessórios e suprimentos para lojas para saber como eles estão se preparando para 2012, considerando o cenário econômico internacional e seus reflexos no mercado interno. Todas as estratégias estão voltadas para o crescimento por meio de investimentos na ampliação das instalações, na produção e no bom design. E por falar em design, é imperativo estar sintonizado com as tendências internacionais para se criar produtos competitivos, que venham ao encontro dos anseios do consumidor. No que tange o universo das cores, a temporada 2012/2013 aponta para as tonalidades intensas e ricas, combinadas com efeitos de luzes e superfícies brilhantes, conforme adiantou à revista Christmas World o escritório bora.herke.palmisano, que irá apresentar esse estudo detalhado na próxima edição da Christmasworld, em Frankfurt, na Alemanha. É sempre bom lembrar que os principais lançamentos mundiais do setor de artigos para decoração de Natal e festas sazonais estarão na 17ª Christmas Fair, a feira que dá resultado no Brasil, realizada pela Grafite Feiras e Promoções, de 19 a 21 de maio de 2012, no Transamerica Expo Center, em São Paulo. Imperdível! Um ótimo Natal e excelentes negócios! Boa leitura!

4

Christmas News - no 33 - Outubro 2011

Para Anunciar Ligue: (+55 11) 2105-7000 atendimento@grafitefeiras.com.br Assinatura e Distribuição Envie e-mail com dados completos e ramo de atividade para: grafite@grafitefeiras.com.br Informações Serviço de Atendimento ao Cliente Tel.: (+55 11) 2105-7000 atendimento@grafitefeiras.com.br CHRISTMAS NEWS – ANO XVII – EDIÇÃO Nº 33 Publicação da Grafite Feiras e Promoções – Divisão Editorial. Distribuição gratuita para lojas e magazines especializados no Brasil e na América do Sul. Os pedidos de exemplares anteriores estão sujeitos à disponibilidade de estoque. Direitos autorais reservados à Grafite Feiras e Promoções Ltda. A reprodução total ou parcial de artigos e reportagens é permitida desde que citada a fonte. VISITE NOSSO SITE

www.grafitefeiras.com.br Administração e Correspondência Grafite Feiras e Promoções | Divisão Editorial Av. Juscelino Kubitschek, 1830 – 13º andar Torre 2 – 04543-900 - São Paulo/SP – Brasil


Sumário

8

ESPECIAL

UFI visita a Grafite Feiras e Promoções

10

MERCADO

Fornecedores e compradores fazem uma análise dos segmentos de Natal, festas, brinquedos e suprimentos para lojas

20

FEIRAS E NEGÓCIOS

Christmas Fair se consolida como a Feira Oficial do Natal

24

FEIRAS E NEGÓCIOS

17ª Christmas Fair será de 19 a 21 de maio de 2012, com grandes lançamentos para o Natal

6

Christmas News - no 33 - Outubro 2011


34

Tendência

Um olhar brasileiro, o Natal que se aproxima e tendências internacionais para a próxima temporada

26 CAPA

Decoração corporativa: lojas, shoppings e bancos devem investir na interatividade e caprichar na iluminação

40 VITRINE

Como decorar (bem) a sua vitrine: confira as dicas de uma especialista

Seções

30

42

Feng Shui faz toda a diferença no ambiente da loja

Roteiro cultural e gastronômico de São Paulo

ARTIGO

DICAS DA CIDADE

32

42

Profissional de arquitetura fala sobre as decorações de Natal no Brasil

Os principais eventos mundiais de decoração de Natal e design

ENTREVISTA

AGENDA

Christmas News - no 33 - Outubro 2011

7


ESPECIAL

Grafite destaca-se no cenário internacional A promotora das feiras House & Gift Fair, Têxtil House Fair e Christmas Fair é a única empresa totalmente brasileira a possuir o selo da UFI, associação internacional do setor de exposição

Foto: Divulgação

Por Amanda Lissoni

Da esquerda para a direita: Daniel Jordão – Diretor da Grafite Feiras e Promoções; Alfredo Andrade Fróes – Assessor da Presidência da UBRAFE; Paul Woodward – Diretor da UFI; Tarso Jordão – Diretor da Grafite Feiras e Promoções; Mara Mesquita – Assistente Administrativo da UBRAFE; e Diego Jordão – Diretor da Grafite Feiras e Promoções

A Grafite Feiras e Promoções tem se destacado no Brasil e também fora do país em razão da dimensão de suas feiras, dos eventos que organiza e das revistas que publica. São mais de 30 anos trabalhando para promover os melhores encontros de negócios da América Latina. E, por sua qualidade e excelência, é associada à UFI (The Global Association of the Exhibition Industry). A UFI – associação internacional do setor de exposição - foi criada em 1925 em Milão, como iniciativa das 20 maiores feiras de negócios da Europa. Atualmente representa os interesses de mais de 560 organizações em 84 países ao redor do mundo. Em agosto, durante o período pré-realização da House & Gift Fair e da Têxtil House Fair, a Grafite recebeu a visita do diretor da UFI, Paul Woodward, que ressaltou a importância da promotora. “Membros da UFI são reconhecidos como as melhores empresas e organizações do nosso setor”, declarou. A Grafite Feiras e Promoções faz parte desse ranking por organizar a House & Gift Fair, maior e mais importante feira de artigos para casa da América Latina, quinta maior do mundo nesse mercado. Também promove a Christmas Fair, maior feira latino-americana de decorações natalinas, brinquedos e festas sazonais. Além disso, em agosto desse ano, trouxe ao mercado brasileiro a primeira Têxtil House Fair, focada em artigos têxteis para a casa, como tapetes, cortinas, tecidos decorativos, produtos de cama, mesa e banho, entre outros. Sua atuação como promotora do prêmio House & Gift de Design e realizadora da etapa brasileira do prêmio gia – Global Innovator Award, que contempla os

8

Christmas News - no 33 - Outubro 2011

melhores varejistas de produtos para casa do Brasil e do mundo –, além da produção das revistas HG Casa, HG Made In Brazil, Christmas News e, agora, a novíssima Têxtil House, têm tornado a Grafite cada vez mais reconhecida internacionalmente. Por atender a diversas exigências técnicas e ter o número de visitantes auditado, a Grafite Feiras e Promoções é a única do Brasil a possuir o selo da UFI. “Estamos muito orgulhosos que a Grafite tenha escolhido ser a primeira empresa totalmente brasileira a se tornar membro da UFI. Isso é uma indicação clara de seu foco internacional e da qualidade de seus eventos. Fiquei particularmente satisfeito em saber que os diretores têm sido líderes no mercado brasileiro de promoção de eventos e no uso de estatísticas de visitantes verificada de forma independente. Esse é um elemento muito importante no programa global de qualidade da UFI. Apenas com estatísticas realmente confiáveis podemos competir de igual para igual com outras mídias para sermos alvo do orçamento de marketing dos nossos clientes”, afirma Paul. O diretor da UFI declarou, ainda, que “o Brasil está se tornando cada vez mais importante no cenário internacional de negócios. Empresas estrangeiras de todos os setores procuram o país para comprar e vender novos produtos. Feiras de negócios são obviamente um canal facilitador desse processo e os eventos organizados pelos membros da UFI devem ter um perfil particularmente elevado. Grande parte do mundo está aprendendo a entender o Brasil e sua forma de fazer negócios. Então, podemos prever uma reputação cada vez maior para as empresas como a Grafite”.


Mercado

Empresários se preparam para 2012 Fabricantes, importadores, distribuidores e lojistas do setor de artigos para decoração de Natal, festas, brinquedos, acessórios e suprimentos para lojas falam em crescimento e definem suas estratégias de mercado Por Sandra Scigliano Fotos: Danilo Máximo

Novidades em decoração de Natal encantam compradores na 16ª Christmas Fair

10 Christmas News - no 33 - Outubro 2011


O Brasil é destaque no cenário mundial e muitas de suas empresas estão prosperando e obtendo resultados bastante positivos, à margem da crise internacional que, no entanto, não pode ser ignorada. Empresários do setor de artigos para Natal, festas, brinquedos, acessórios e suprimentos para lojas falam sobre os reflexos no mercado interno, como estão reagindo e quais são as perspectivas para 2012. O panorama atual tem levado nossas empresas a fazer seus movimentos, investindo na produção, no design próprio, na ampliação de suas instalações e no parque fabril. Essas mudanças acontecem tanto entre fabricantes e importadores, quanto na cadeia de distribuição. Natal O fator principal que, de alguma forma, afeta o segmento de artigos para decoração de Natal é a crise dos Estados Unidos e Europa. De acordo com José Luis Corrêa da Silva, diretor da Decorville, de Porto

Alegre (RS), o preço elevado do dólar é um dos fatores que faz com que os produtos importados tenham os seus valores afetados. “Além disso, esses grandes centros econômicos são os responsáveis por novos designs de produtos e as empresas pararam de contratar os profissionais que fazem esse trabalho. Por conta disso, a diversidade de lançamentos caiu bastante, faltando novidades”, afirma. Para sanar este problema, a empresa passou a trabalhar com design próprio e incrementou sua produção nacional. “Aprimoramos a qualidade dos produtos e investimos na equipe, sempre com o cuidado de não elevar preços”, explica Silva. Em 2012, a Decorville pretende ampliar sua planta industrial em Presidente Bernardes (SP), a fim de suprir a demanda dos produtos natalinos. O diretor confirma que também irá aumentar o mix de produtos e contratar mais colaboradores. “O período do Natal sempre significou bons resultados”, conclui.

Christmas News - no 33 - Outubro 2011

11


Mercado Paulo Streck, da IMStreck, de Porto Alegre (RS), complementa dizendo que o Brasil tem resistido muito a essas crises. “Mesmo com uma possível queda no crescimento da economia, acredito que teremos um bom 2012”, prevê. A IMStreck espera um aumento de 20% em importações e já investe em tecnologia para atender à crescente demanda. A Prospert, distribuidora de materiais, do Rio de Janeiro (RJ), também é outra empresa otimista, já que está apostando e se preparando para o crescimento do setor. A empresa aumentou o espaço físico destinado aos itens natalinos e também ampliou

Divertidos e coloridos Mensageiros do Vento, da Mabruk

12 Christmas News - no 33 - Outubro 2011

o volume de produtos desse segmento em 30%. “O setor de Natal tem melhorado bastante e a procura só aumenta”, constata o empresário Ailson Júnior. Ação estratégica Seja qual for o cenário, os empresários apontam a Christmas Fair como uma das principais plataformas de negócios para o setor. Portanto, estar no evento é estratégico para obter sucesso nos negócios. “É muito importante para nós, isso é indiscutível”, confirma Marie-Jane Samaha, gerente geral da

Papai Noel da Zona Livre ganha sofisticação em tons dourados


Zona Livre, importadora sediada em São Paulo, com 12 anos de atuação no mercado de Natal. “Eu não deixo de participar da Christmas porque ela tem um peso significativo em nosso faturamento anual”, diz Vitória Corselle, diretora da Vitória Christmas, de São Paulo, que fabrica itens como árvores de Natal e festões. A importadora Mabruk registra 80% do faturamento anual por meio de sua participação no evento, conforme declarou a gerente geral, Eliane Pereira. No caso da Gigi Fazendo Arte, de Caxias do Sul (RS), é na Christmas que são realizadas 70% de suas vendas.

“Como estamos no Sul, ficaria difícil atendermos clientes de outros estados”, afirma a diretora, Clari Toresan. A identificação de novos e promissores negócios é outro grande desafio para o sucesso das empresas de qualquer setor. No mercado de Natal, a feira oferece o ambiente ideal para isso, como indica a PH Fit, que produz fitas natalinas há 40 anos e passou a oferecer outros itens alusivos à data, como bonecos, bolas e árvores de Natal. “A Christmas Fair tem relação direta com a nossa decisão de agregar novos produtos ao mix, além das fitas”, revela Eduardo Martins, gerente de produtos da empresa.

Christmas News - no 33 - Outubro 2011

13


Mercado Festas O aumento do poder aquisitivo das classes B e C atingiu positivamente o mercado de festas. Com esse grupo, a ampla disposição de produtos e a constância de lançamentos, o segmento, de acordo com Ruben Caneda, diretor de vendas da Júpiter Party, de São Paulo (SP), teve um aumento nos seus valores médios

Mistura de elementos confere elegância aos artigos decorativos natalinos

14 Christmas News - no 33 - Outubro 2011

de pedidos. A empresa passa por um processo de atualização e profissionalização, que resultará em uma renovação nos produtos e um perfil mais agressivo nas vendas. O segredo do segmento de festas, de acordo com Gustavo Lucas, proprietário da Animafest, de Campinas (SP), “não é brigar por preços, mas, sim, investir em produtos de qualidade e no


atendimento. O mercado está mais profissional, com menos amadorismo”, afirma. A Animafest terminará este ano com 27 lojas e, em 2012, o projeto é abrir outras 10. As expansões também estão nos planos da Mundo Bizarro, de Florianópolis (SC). A empresa aumentará o mix de produtos, as importações e a área do galpão em 70%, além de implantar

um projeto interno de qualidade no atendimento ao cliente. Apesar da expectativa positiva, Frederico Coelho Pinto Junior, gerente de vendas da Mundo Bizarro, afirma que a oscilação do dólar atrapalha as negociações, porém, para os próximos três anos, em virtude do crescimento da economia e da Copa do Mundo, as vendas serão as melhores possíveis, em sua opinião.

Christmas News - no 33 - Outubro 2011

15


Mercado Brinquedos O setor de brinquedos é outro que se mantém aquecido. De acordo com a Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq), as vendas deste ano, ao varejo, cresceram 14% em relação ao Dia das Crianças do ano passado. Segundo o presidente da Associação, Synésio Batista da Costa, isso se deve a uma maior produção (8% em relação a 2010), além da retomada de mercado dos importados chineses (6% no período). “O setor deve faturar em 2011 cerca de R$ 5,7 bilhões, uma alta

Bonecos ganham temáticas inusitadas para decorar diferentes ambientações

16 Christmas News - no 33 - Outubro 2011

de aproximadamente 15% em relação a 2010“, estima. Costa ainda afirma que este resultado foi inferior ao esperado e que o segmento infantil pode crescer “sem limites”, segundo ele, já que, no Brasil, são comprados sete brinquedos, em média, por ano; enquanto nos Estados Unidos este número é de 23; no Japão 34 e na Europa 38. Para 2012, a indústria pretende lançar mais de dois mil brinquedos e a Associação espera ganhar cerca de 5% de mercado dos artigos chineses, que, segundo Costa, têm um imposto que lhes dá muitas vantagens, retirando competitividade da indústria nacional. “Sem contar o contrabando, que detém mais de 10% do mercado”, protesta.


Mercado Acessórios e suprimentos para lojas

Desenvolvimento do mercado por meio do Espaço Projeto

O Grupo Estrada Real Decorações, de Belo Horizonte (MG), é mais uma empresa otimista. Segundo seu sócio e administrador, Eder Braga Pereira, as vendas têm crescido e a empresa acaba de abrir a quarta loja – esta, exclusiva para produtos de Natal. Quando as festas passarem, ou seja, no início do próximo ano, a revenda passará a comercializar produtos para decoração e acessórios. Para 2012, os planos são contratar novos colaboradores, aumentar as importações e finalizar um processo de modernização da empresa que se iniciou no mês de julho. “Além disso, a Estrada Real irá fortalecer as vendas para outros estados brasileiros através das participações em feiras, novos representantes e com um showroom em São Paulo”, conta Pereira.

Como em todas as feiras da Grafite Feiras e Promoções, o Espaço Projeto oferece benefícios de exposição para as pequenas empresas. Neste caso, a Grafite é quem subsidia parte de sua participação e isso significa uma oportunidade de se apresentar ao mercado, mostrar seus produtos e serviços a milhares de compradores. A permanência das empresas no Espaço Projeto tem a duração de três anos. A partir do quarto ano, é preciso adquirir um estande próprio, como faz a maioria dos expositores. Na última edição da Christmas Fair, 21 empresas participaram do Espaço Projeto. Uma delas foi a Beyer Artefatos de Madeira, de Benedito Novo (SC). De acordo com a proprietária Selly Beyer, a participação no Espaço Projeto da Christmas Fair foi importante para que passassem a vender para todos os estados brasileiros. “Sem dúvida é uma ótima forma de divulgar os nossos produtos e colocá-los no mercado”, diz.

Velas, fitas, laços e embalagens ganham visual decorativo

18 Christmas News - no 33 - Outubro 2011


Feiras e Negócios

Os grandes negócios do mercado natalino Em sua 16ª edição, a Christmas Fair se consagra como a Feira Oficial do Natal, proporcionando um ambiente de ótimos contatos e resultados Por Valéria Gasperini e Amanda Lissoni Fotos: Danilo Máximo

Compradores se programaram para fazer suas compras na 16ª Christmas Fair

20 Christmas News - no 33 - Outubro 2011


A16ª edição da Christmas Fair, a maior feira do mercado de artigos para Natal, brinquedos e festas sazonais da América Latina, realizada no Transamerica Expo Center, em São Paulo (SP), entre os dias 14 e 16 de maio de 2011, foi um grande sucesso. O evento recebeu mais de 12 mil visitantes, sendo 134 provenientes de 25 países. A Argentina, os Estados Unidos, o Paraguai e o Peru contabilizaram o maior número de participantes estrangeiros. A Grafite Feiras e Promoções, organizadora do evento, registrou, ainda, a presença de compradores vindos de 731 municípios dos 27 estados brasileiros. Os 130 expositores espalharam-se pelos 14 mil m² do centro de exposições e foi computado um aumento das negociações chegando a 50%.

De fato, o sucesso da Feira Oficial do Natal, ano após ano, proporciona ótimos resultados tanto para expositores quanto para lojistas e faz crescer a confiança deles nesse mercado. Jussara Inês Wong, da Via Bazar, que possui duas lojas de rua em Porto Alegre (RS), conta que investiu 20% a mais neste ano. “Compramos mais, pois a feira traz muitas novidades e variedades. Os produtos são bacanas e esperamos vender bastante também nos próximos meses”, declara a lojista, que frequenta a feira há seis anos e trabalha com utilidades, decoração, flores, presentes e brinquedos. Francisco Souza Rodrigues, da loja de flores artificiais Sempre Viva, localizada em Conselheiro Lafaiete (MG), também aumentou seu

Christmas News - no 33 - Outubro 2011

21


Feiras e Negócios

Miguel Kruel – Sócio da Luz e Forma

neste ano, estou apostando em um crescimento de 50% nas vendas de produtos para Natal, pois vi que deu certo”, declara. Francesco Arrigoni, da Galeria de Arte Arrigoni, situada em São Paulo (SP), já participa da feira pelo sexto ano consecutivo e também disponibilizou 50% a mais de seu orçamento para as aquisições do Natal 2011. “Estou prevendo boas vendas, pois compramos muita coisa nova que eu acredito que vai ser exclusivo em nossa região”, afirma. A feira que inspira novas oportunidades

Francesco Arrigoni - Proprietário da Galeria de Arte Arrigoni

volume de compras em 20%. “Precisamos de mais produtos porque estamos expandindo nossa área de vendas, dos atuais 137m², para 260m², mas, também, porque a cada ano que passa, encontramos coisas mais lindas na Christmas Fair”, afirma. Paixão pela feira Basta uma primeira visita à Christmas Fair para que muitos lojistas nunca mais deixem de ir à feira. É o caso de Nadir Oliveira, proprietária da Ciszânia Presentes e Decorações, de Indaiatuba (SP). “É a segunda vez que participo da feira e meu investimento aumentou em 30% porque os meus clientes estão pedindo mais itens de decoração de Natal”. Nilvia Correia de Souza, da loja Flor & Mel, que possui duas unidades em Camboriú (SC), também está participando pela segunda vez da feira. “Vendi super bem, tanto que,

22 Christmas News - no 33 - Outubro 2011

Todos os anos, mais pessoas descobrem e reconhecem a importância da Christmas Fair em todos os lugares do Brasil. “Eu fui para Gramado e fiquei encantada com os produtos que vi nas lojas de lá. Então, descobri que tudo aquilo era proveniente da Christmas Fair e, nesse ano, vim fazer compras aqui, diretamente”, declara Karina Souto, da loja online Flor Que Diz, de Osasco (SP). A lojista comprou acessórios para incrementar seus arranjos florais e, durante a feira, teve ideias sobre um novo negócio. “Nós temos também duas lavanderias no bairro do Morumbi, em São Paulo, e pensamos em utilizar um espaço grande que temos para fazer uma loja sazonal só para Natal”, conta. Detalhe: ela não apenas pensou, adquiriu, na Christmas Fair, todos os produtos para executar seu plano já no próximo Natal. Esse contato direto com os compradores permite aos expositores identificar as necessidades dos clientes, gerando também novas ideias de negócios para eles próprios. A Styroform, por exemplo, que participa da feira há oito anos e fornecia apenas isopor branco, há quatro anos tem uma linha completa de produtos decorados prontos para o consumidor final, inclusive com peças cujo acabamento permite que o produto fique exposto ao tempo sem estragar. “A Christmas Fair nos incentivou a trabalhar com peças decoradas, pois a maioria dos clientes reclamava que não tinha tempo para dar o acabamento. Nosso foco tem sido atender decoradores, artesãos, vitrinistas e empresas de decoração”, afirma a diretora da empresa, Fabiana Atui.


Karla Souza Rosa – Proprietária da Decorama

João Leitão – Diretor da Juliani Collection

Cristiane Carvalho – Gerente da Nobre Imports

Pablo Martinez – Diretor da Crain

Outra empresa que vislumbrou novas oportunidades a partir da feira foi a Luz e Forma, que existe desde 1998. Inicialmente, trabalhava exclusivamente com mangueiras luminosas e peças decorativas em fibra de vidro, todas voltadas para decorações de grande porte. “Na própria feira, fechamos uma parceria com a Royal Christmas e começamos a vender árvores de Natal”, afirma o sócio, Miguel Kruel Guerra Simões.

A Nobre Imports, que vendia seus produtos no varejo, estreou no atacado durante a feira. “Trouxemos um pouco de cada coisa que vendíamos para o consumidor final”, declara a gerente, Cristiane Carvalho. A importadora Decorama também é estreante. “Nunca tínhamos trabalhado com artigos natalinos nesse porte, pois somos de Santa Catarina e nosso mercado era mais restrito ao sul. Agora estamos expandindo”, diz a proprietária, Karla Souza Rosa.

Novos expositores

E não são apenas empresas nacionais que ampliam seus negócios por meio da Christmas Fair. A Crain, que trabalha há 20 anos no mercado de iluminação pública, veio da Espanha em busca de distribuidores para seus produtos. “Temos representantes em quase toda a Europa e queremos entrar no Brasil”, declara o diretor Pablo Martinez. Já a Juliani Collection, que trabalha com artigos religiosos e decorativos feitos a mão, vem de Portugal. “Temos 34 anos de existência e vamos instalar uma distribuição aqui no Brasil, em Minas Gerais”, explica o diretor, João Leitão. “A feira tem sido muito boa, movimentada e organizada. Os clientes são muito profissionais e estamos muito satisfeitos”, complementa.

Tal repercussão traz novas empresas interessadas em se beneficiar dos resultados positivos gerados na feira. “Foi a primeira vez que viemos à Christmas Fair, mas temos conhecimento de sua importância e, por isso, decidimos marcar presença. Aqui em São Paulo, encontramos pessoas vindas do Norte ao Sul do Brasil. É um ponto de encontro onde nossos clientes podem fazer contato direto conosco, o que é muito importante”, afirma Aline Lopes, gerente comercial da Popper, de Curitiba (PR), empresa de artigos de festas e eventos, no mercado há cerca de quatro anos.

Christmas News - no 33 - Outubro 2011

23


Feiras e Negócios

17ª Christmas Fair será de 19 a 21 de maio de 2012 Expositores querem garantir seu espaço na feira e visitantes já se programam para desembarcar em São Paulo em busca de grandes lançamentos para o Natal

Entre os dias 19 e 21 de maio de 2012, a cidade de São Paulo, principal centro de negócios do Brasil, irá abrigar mais uma edição da Christmas Fair, o grande evento do setor de artigos para Natal, brinquedos e festas sazonais do país, promovido pela Grafite Feiras e Promoções. Com isso, o mercado já se mobiliza para marcar presença no Transamerica Expo Center, onde os lojistas terão a oportunidade de conhecer, de perto, os principais lançamentos mundiais do setor. Os expositores, por sua vez – fabricantes, importadores e atacadistas –, já querem assegurar espaço na feira, encorajados pelo sucesso das edições anteriores. Prova disso é que, muitos estandes já foram fechados para 2012, inclusive com espaços maiores. “O que eu vendo na loja de comércio em um mês, eu vendo em um dia de feira”, afirma Lilian Tu, diretora da Comercial Monita, que também possui uma loja atacadista na região da rua 25 de Março, em São Paulo (SP). Além da grande experiência da Grafite na organização de feiras e da ótima localização, outro grande trunfo da Christmas Fair é sua realização

Nasser Jomaa – Nataluz

Lilian Tu – Comercial Monita

24 Christmas News - no 33 - Outubro 2011

em uma data estratégica para o mercado. Para Nasser Jomaa, diretor da Nataluz, “a Christmas Fair é uma âncora natalina no Brasil e na América do Sul e está se consolidando como uma data tradicional para os comerciantes adquirirem produtos para o fim do ano”. Com efeito, a feira é fundamental para os lojistas, que compram em grandes volumes produtos de Natal, festas sazonais e brinquedos durante os três dias de evento. Muitos desses compradores concretizaram a maioria dos seus pedidos, ou até a totalidade deles, na feira. Esse é o caso de Marisa Gums, da Import Way, de Jaraguá do Sul (SC). Todos os produtos natalinos adquiridos para a loja são provenientes da Christmas Fair. “Os artigos comprados na feira vendem bem e os clientes gostam. Eu só compro aqui, pois não gosto de catálogos ou e-mails, preciso ver pessoalmente”, afirma a lojista, que frequenta o evento desde a primeira edição. Lúcia Gazire, da loja que leva seu sobrenome, em Itabira (MG), faz a mesma coisa: “100% das nossas compras de Natal são feitas na feira”, afirma.

Lúcia Gazire – Gazire

Marisa e Osmar Gums – Import Way


Capa

A sofisticação da Decoração corporativa Estabelecimentos comerciais como lojas, shoppings e bancos devem apostar na interatividade e caprichar na iluminação Por Sandra Scigliano

Decoração corporativa do Shopping Morumbi criada pela Cipolatti

A competição é sempre acirrada. Ano a ano, as decorações de Natal dos shoppings, bancos, lojas, praças, edifícios públicos e empresas em geral disputam a atenção da população, principalmente das crianças. A surpresa é um elemento primordial para trazer o público, que curte e confere muitos atrativos, além do famoso Papai Noel, que, sem dúvida, não pode faltar. Os projetos natalinos são criados e desenvolvidos durante todo o ano pelas empresas especializadas neste tipo de decoração. Parte dos produtos é fabricada aqui mesmo no Brasil e parte é importada. Por isso, e também pelo porte e complexidade das decorações, quanto antes os projetos tiverem início, melhor será o resultado. “O mês de maio, quando acontece a feira Christmas Fair, em São Paulo, é o momento ideal para fecharmos os pedidos e garantirmos as entregas em tempo hábil, já que trabalhamos com importação”, afirma Cristina Lemos Marques, gerente nacional de Marketing da G-Light, empresa especializada em iluminação, que possui uma divisão de iluminação natalina e vem trabalhando fortemente com a tecnologia LED.

26 Christmas News - no 33 - Outubro 2011

Foto: Divulgação Cipolatti

A propósito, a iluminação é um recurso com grande efeito decorativo, que, aos poucos, tem ganhado mercado. Com o barateamento das lâmpadas de LED é possível fazer iluminações incríveis e ainda utilizar as projeções para interagir com o público. “As pessoas podem se ver projetadas dentro dos cenários, por exemplo. Fica bem divertido”, conta Ana Cecília Cipolatti, diretora de Marketing da Cipolatti, empresa especializada em decoração corporativa de Natal. Para o consumidor, uma experiência inesquecível Ana Cecília Cipolatti diz ainda que a utilização de elementos que despertem outros sentidos, além da visão, é bastante positivo para um cenário natalino. Neste caso, é possível utilizar aromas, texturas e sensações de frio e de calor. “O importante é proporcionar experiências”, ensina. Segundo ela, aos poucos, o mercado brasileiro está se sofisticando e, a cada Natal, chegam novas tecnologias, novos temas e apelos. “Estamos apostando bastante no dourado e em decorações não muito lúdicas, mas bastante sofisticadas, principalmente para os


Trenzinho Circo, criação da Cecilia Dale, divertiu o público no Shopping Bourbon

Foto: Divulgação Cecilia Dale

Christmas News - no 33 - Outubro 2011

27


Capa shoppings que atendemos atualmente. As novidades são sempre bem vindas, porém o Papai Noel, os bonecos e os animatrônicos, em minha opinião, não podem faltar. Caso contrário, as crianças não reconhecem que aquela é uma decoração de Natal”, pontua a diretora da Cipolatti. A interatividade também tem se tornado um pedido cada vez mais frequente neste tipo de decoração. “Os carrosséis e trenzinhos, por exemplo, são brinquedos incríveis, onde as crianças podem se divertir. Esta interação é muito bem aceita no nosso país”, afirma Paola Dale, gerente de Marketing da Cecilia Dale. Ela complementa dizendo que, no Brasil, o fato de o Natal acontecer no verão faz com que as pessoas saiam mais às ruas para admirar os enfeites. “E elas estão em busca de diversão, não querem somente passar e olhar a decoração; o clima realmente ajuda muito”, diz. Detalhes em toda a decoração, segundo Paola, são bastante exigidos pelos clientes. Eles fazem questão de acompanhar os mínimos detalhes das roupas dos bonecos, o contexto em que cada um vai estar e o local por onde o público vai passar, entre outras informações. Investimentos O Natal ainda representa a data mais importante do comércio e conta com uma grande verba reservada para isso. Porém, a promoção do Natal por meio de decorações temáticas disputa recursos, quase que em pé de igualdade, com as outras datas, como o Dia das Mães, o Dia dos Pais ou o Dia dos Namorados. A verba de marketing, portanto, está bem pulverizada, não restando nada a mais para o Natal, além do montante que se costuma investir. “As campanhas promocionais, hoje, são muito fortes, acontecem durante todo o ano e não mais somente no Natal”, explica Ana Cecília. O que vem crescendo é, sim, o número

Marcelo Galbetti, diretor comercial da Roboarte, apresenta seus Papais Noéis animatrônicos, sucesso na Christmas Fair

28 Christmas News - no 33 - Outubro 2011

Fotos: Danilo Máximo


de clientes. De acordo com Paola, a cada ano, a Cecilia Dale conquista novas empresas. “Este segmento é muito grande e tem ainda muito para crescer”, observa. Esse crescimento, ano a ano, também pode ser percebido pela Roboarte, empresa paulista que atua no ramo de mecanização e robótica desde os anos 1990. Nos últimos três anos, uma de suas estratégias para expandir os negócios é expor na Christmas Fair. “A feira é um mostruário de tendências para o Natal e acaba sendo uma espécie de showroom. Nosso produto precisa ser tangibilizado, é importante a pessoa ver. Nesses três anos que participamos da feira, os retornos ao nosso estande têm aumentado. Tem gente que já espera que estejamos presentes e até nos liga para marcar encontro na feira. As pessoas aproveitam para consolidar seus contatos e a feira se reveste de uma importância destacável no mercado”, afirma Marcelo Galbetti, diretor comercial da Roboarte. Entre os compradores que conferem pessoalmente as tendências de decoração corporativa para o Natal está Márcio Catão, diretor do shopping Teresópolis, localizado na cidade homônima, no Estado do Rio de Janeiro. Há sete anos, ele visita a Christmas Fair. “100% da decoração do shopping é comprada aqui, onde temos todo o contexto de que precisamos para criar a magia do Natal. Sempre conseguimos fazer um trabalho muito bom”, afirma o diretor. Trabalhando com essa antecedência, o resultado só pode ser realmente bom. O mesmo se pode dizer da empresa Efecto Marketing + Retail, que realiza projetos de decorações natalinas em centros comerciais, no Chile. As diretoras Maria Cecília e Gabriela Inês Marcondes buscam na Christmas Fair as referências para o seu trabalho. “Pretendemos voltar ao Brasil para a próxima feira, em 2012. É importante porque conhecemos as novas tendências e pegamos amostras para os nossos clientes. Posteriormente, fazemos as encomendas”, declaram.

Todos os anos, Márcio Catão, diretor do Shopping Teresópolis (RJ), marca presença na Christmas Fair onde compra sua decoração de Natal

Dicas para garantir a sua decoração corporativa de Natal Quanto antes o cliente procurar uma empresa para desenvolver o seu projeto de Natal, melhor. O ideal é marcar uma primeira reunião no primeiro trimestre do ano. Dessa forma, a empresa terá tempo suficiente para pesquisar sobre o mercado, o perfil dos clientes, poderá apresentar vários tipos de projeto e terá mais tempo para se dedicar à confecção e importação das peças; Nesta primeira reunião é importante ter em mente as seguintes informações: qual é o perfil do público que quer atingir; o que se espera da decoração; qual é o espaço disponível para a decoração; verba aproximada e informações técnicas sobre o local; Respeite a arquitetura do local onde a decoração será feita. Isso poderá valorizá-la e não irá causar transtorno; A decoração de Natal deve ser diferente a cada ano. É preciso surpreender o seu consumidor. Portanto, mude o tema, a proposta, os materiais e o estilo; No Brasil, o Natal acontece no verão e ainda contamos com o horário de verão, que faz com que a noite demore mais a chegar. Por conta disso, a iluminação deve ser um investimento destinado mais para as partes internas. A não ser que a intenção seja deixar as luzes externas ligadas durante toda a noite; Evite decorações genéricas: é sempre mais fácil e eficiente focar em um tema, pois isso irá diferenciar o seu projeto; Dependendo do produto que você vende, evite ousar demais. Uma loja de eletrônicos, por exemplo, pode ousar, mas isso não é para qualquer um! Se a sua decoração for ousada demais, o público não reconhece a identidade da sua loja e você, de alguma maneira, ainda pode ofendê-lo; A magia do Natal não pode ser esquecida: os personagens tradicionais devem estar presentes; o Papai Noel precisa sempre estar de roupa vermelha, caso contrário, as crianças não o reconhecerão!

Christmas News - no 33 - Outubro 2011

29


Artigo

Feng Shui faz toda a diferença Feng Shui é uma técnica milenar chinesa que tem como objetivo harmonizar ambientes, tanto comerciais como residenciais, por meio dos elementos da natureza, com a disposição adequada dos objetos de decoração, assim como os vários utensílios para a casa, plantas naturais e artificiais, cristais e aplicação de cores nos ambientes Por Eliane Mendez de Oliveira Foto: Danilo Máximo

Eliane Mendez de Oliveira, durante palestra na 16ª Christmas Fair

A  consultoria  do Feng Shui pode auxiliar a empresa na distribuição ideal de seus departamentos, em função de suas características, no posicionamento e orientação do mobiliário em relação ao cargo exercido por cada funcionário, e na escolha das cores e elementos de decoração mais adequados para ativar a energia de cada ambiente. Aplicando o  Feng Shui, os colaboradores percebem o ambiente de trabalho mais harmonioso e saudável, reduzindo o estresse, o cansaço e os desentendimentos. Corretamente aplicadas, as técnicas levam ao aumento da satisfação, à valorização e apreciação do desempenho

30 Christmas News - no 33 - Outubro 2011

dos colaboradores, bem como a um sentimento de maior controle, confiança e realização, com sucesso e prosperidade na carreira. Para estabelecimentos comerciais, o consultor irá indicar a melhor localização para o caixa, o estoque, a contabilidade, as mesas, a cozinha, a cor mais adequada para o ramo de atividade, entre outros aspectos particulares de cada situação. As vitrines também merecem atenção especial e podem ser planejadas segundo os princípios do Feng Shui, de forma a valorizar os produtos expostos e potencializar as vendas. Para isso, são combinados elementos


Foto: Shutterstock

Bússola, tradicional instrumento do Feng Shui

pessoas mais bem dispostas. O ganho direto é um aumento no rendimento e nas vendas, além de clientes fiéis e maior lucratividade. O uso do Feng Shui nas empresas traz sucesso e prosperidade para todos os envolvidos. Dicas para decoração de Natal em sua loja Nesta data tão importante, deve-se tomar alguns cuidados ao fazer a decoração, pois, no Feng Shui, aprendemos que todo objeto colocado no ambiente pode interferir na energia Chi, que é a “energia positiva” do local. Dessa forma, é de bom tom evitar os exageros, distribuindo os enfeites de maneira criteriosa e com harmonia. Lembre-se: Feng Shui é equilíbrio. Deve-se trabalhar cada elemento do Feng Shui nas cores prateado e dourado (simbolizando o metal), verde (representando a madeira), vermelho (fogo), amarelo (terra) e azul-escuro (água). Ouro e prata devem ser utilizados na área da prosperidade. Na decoração, trabalhe com enfeites coloridos, mantendo uma fonte de conversação e de mente aberta, porque as cores representam o poder, dinheiro e fama. Vermelho é a cor da vida, porém use-o com cautela nesta data, para não sobrecarregar os ânimos. Para manter o ar de tranquilidade, poderá incluir o azul, que simboliza o espírito, potencializando assim a fé e a confiança em Deus. visuais, objetos e sua disposição, altura, tamanho, cor e iluminação. Tudo isso montado de forma inovadora, criativa, surpreendente e instigante, tem a capacidade de gerar sentimentos e sensações na mente de possíveis clientes. Analisando ainda outro aspecto, o do comportamento, da dinâmica da equipe de trabalho, o Feng Shui tem o poder de melhorar a produtividade e os relacionamentos. Com isso, a liderança torna-se mais eficaz. Também contribui para um bom resultado geral, estudos para uma melhor utilização do edifício, espaço e equipamentos, tornando o ambiente mais calmo e as

A árvore de Natal tem um papel muito importante, por isso, o ideal é que ela esteja posicionada no canto esquerdo da sala, tendo como referência a porta de entrada. Assim como arranjos ou anjos de metal, as bolas espelhadas também são bem vindas para aumentar ainda mais a energia positiva do local. Já as velas invocam o elemento fogo, aumentando o sentimento bom, de amor e de união. E para manter a energia da coletividade e da solidariedade, utilize as lindas e pequenas luzinhas de Natal, contribuindo para a beleza da festa. Eliane Mendez de Oliveira – (11) 9377-2201 mendez.eli@hotmail.com

Christmas News - no 33 - Outubro 2011

31


Entrevista

Grandes intervenções Agência ganha notoriedade realizando projetos de decoração de Natal nos principais cartões postais da cidade de São Paulo Por Valéria Gasperini Fotos: Carlos Alkmin

Em 2011, a Mix Brand Experience, agência de BTL (bellow the line), completou 15 anos. Sob o comando dos sócios-diretores Paulo Giovanni, Celio Ashcar Jr., Felipe Almeida e Marco Scabia, a Mix conta com mais de 90 colaboradores. A partir de 2004, com o projeto da Árvore de Natal do Parque Ibirapuera, em São Paulo (SP), tornou-se referência em projetos de decoração natalina. Com o patrocínio do Santander, a empresa assinou este trabalho até 2009. Em 2008, decorou a Ponte Estaiada, com o apoio da Sulamérica, à qual se sucedeu a Telefônica. A partir de 2010, houve uma explosão de trabalhos. A agência realizou projetos na Avenida Paulista, com patrocínio do Banco do Brasil; a árvore da represa Guarapiranga (Sabesp); além das avenidas Presidente Juscelino Kubitschek e 23 de Maio (Bradesco). Confira a entrevista de Marco Scabia, sócio-diretor e responsável pela área de projetos da Mix, à Christmas News. Nos últimos anos, a Mix comandou complexos projetos, tendo o Natal como tema. Como isso começou? Começou a partir da necessidade de implantar ideias que tivessem a amplitude de atingir a todos os públicos com ações de alta visibilidade. Em princípio, costumo dizer que não são apenas “projetos promocionais”; são, antes de tudo, estratégias que trazem a expertise de conseguir ser visto e apreciado por todos os públicos. Institucionalmente, isso é muito importante para a Mix.

Ponte Estaiada (SP), decorada e iluminada

Que projetos a Mix deverá comandar para o Natal 2011? Não temos nenhum posicionamento definido. Boa parte se repetirá, novos trabalhos serão acrescentados, mais e novos patrocinadores estarão conosco. Toda a direção será realizada pela Prefeitura de São Paulo.

Como é medido o resultado? Em geral, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) estima o fluxo de pessoas e de carros em todos os projetos, porém a medição de visibilidade alcançada varia de projeto para projeto.

As empresas e prefeituras estão investindo mais em decorações de Natal?

Quais são os profissionais envolvidos e quanto tempo leva cada fase?

Sim, os investimentos têm crescido bastante. Especialmente na cidade de São Paulo, que mantém a Lei Cidade Limpa (todos os projetos precisam de aprovação da CPPU - Comissão de Proteção à Paisagem Urbana - órgão da Prefeitura responsável por adequar publicidade na cidade), os projetos de Natal são uma oportunidade de proporcionar à cidade, além do entretenimento, uma alternativa de expor a marca do patrocinador dentro de um contexto que conquiste a empatia do público. O Natal ganha espaço no país por conta do vínculo emocional com a população. É um entretenimento gratuito que proporciona a iluminação de símbolos, ícones e signos que remetem a essa época do ano, indo ao encontro de valores importantes, como o espírito de Natal, que alcança todas as pessoas.

Toda instalação é supervisionada pela Prefeitura da cidade de São Paulo e engenheiros especializados. A criação, pré-projeto e projeto são iniciados em fevereiro de cada ano. Já a montagem leva em torno de um mês.

32 Christmas News - no 33 - Outubro 2011

Foram contratados alpinistas para fixar os equipamentos na Ponte Estaiada, que possui 138m de altura e 70m de largura. Quais são os principais desafios nesses trabalhos que envolvem grandes intervenções urbanas? As principais dificuldades que enfrentamos são as condições climáticas, como a chuva e o vento. Por exemplo, em 2009, precisamos modificar os receptores de sinal de ondas eletromagnéticas por cabos coaxiais blindados, bem mais resistentes ao tempo.


Marco Scabia, sócio-diretor da Mix Brand Experience

Decoração natalina do Parque Trianon (SP)

Christmas News - no 33 - Outubro 2011

33


Tendência

Uma leitura brasileira das tendências Marrons e canela; vários tons de verde; azuis (maior aposta da temporada); vermelhos inspirados no calor do fogo; dourado claro com pérola: essas são as cores para o Natal 2011/2012 no Brasil Por Amanda Lissoni Fotos: Danilo Máximo

Ambiente “Terra”, do Espaço Tendências na 16ª Christmas Fair

34 Christmas News - no 33 - Outubro 2011


Para apresentar, no Brasil, um panorama mundial das inovações da moda e do design, a Grafite Feiras e Promoções promove, todos os anos, o Espaço Tendências, na Christmas Fair, com o apoio da revista Christmas News. Em sua edição 2011, a designer Viviana Hauck, que assinou o projeto, apontou cinco tendências de cores, todas com forte apelo ambiental. “Nós temos a presença da água, da terra, os verdes, o fogo e o areia”, afirma. A tendência batizada de Camel fala de um Natal mais rústico, com tons de marrom terra e canela. Green reúne os tons de

verde que não podem faltar na festividade. Já o Acqua destaca os azuis, uma tendência forte nas próximas temporadas. Red reúne os vermelhos, que remetem ao calor do fogo. Sand é a novidade apresentada para o hemisfério Sul, com tons de dourado claro e pérola. “É importante evocar esse nosso tropicalismo. No Brasil, nós passamos o Natal na praia”, lembra a designer. A iluminação, feita com bolas em diversos tamanhos, mostra outra grande onda, que é o estilo retrô. Cada uma das tendências propostas é construída com uma gama de quatro ou cinco tons diferentes.

Christmas News - no 33 - Outubro 2011

35


Tendência

Mistura de tons marca decoração de Natal 2011/ 2012

Essas tendências, apresentadas como referência para o mercado, agradam em cheio os profissionais de compras, que podem adquirir os produtos em primeira mão na Christmas Fair. “Achei interessante que as cores saíram do convencional e pudemos aproveitar bastante, fizemos uma linha toda em champanhe”, declara Liliane Soares, da loja Vero Festas, de Goiânia (GO), que participa da feira há mais de dez anos. O mercado de Natal já se inicia em Janeiro, quando os profissionais do segmento começam a conhecer as tendências na Alemanha, e na Christmas Fair fecham seus negócios. “Na Christmas Fair batemos o martelo, pois aqui tem os melhores lançamentos. A feira não deixa nada a desejar para a do exterior, inclusive a linha brasileira está bem melhor na decoração natalina”, afirma Eliane Bartel, da loja Casa dos Bonecos, de Curitiba, (PR).

36 Christmas News - no 33 - Outubro 2011


As cores e formas do próximo Natal Novas combinações de cores e temas originais caracterizam as decorações de Natal de 2011, que influenciarão, também, o Natal de 2012 no Brasil. Uma árvore circense, da IMStreck, traz, como cores predominantes, o pink, roxo, vermelho e amarelo. A nova abordagem surpreende, mas mantém a alegria do Natal em alta. A mesma paleta é apresentada em tons mais suaves no Pinheiro Color da Decorville.

Cobre, da Decorville, reluz com os tons derivados da mesma gama de cores que o nomeia. Já a IMStreck dispõe fitas, bolas, galhos e flores em tons de rosa, azul, prata e roxo. O glitter está presente em quase todas as decorações. “As bolas com gliter são modelos sofisticados que darão um requinte especial em qualquer árvore”, afirma Melina Frederico, supervisora de marketing da PH Fit, empresa que combina o verde lima limão com o roxo.

Os produtos metalizados estão em alta, revelando todo o brilho da data festiva que mais agita o comércio global. O Pinheiro

A versão verde e branca da Decorville também explora esse tom de verde, presente, ainda, nos pendentes do Empório das Flores.

Cores fortes se equiparam às clássicas e criam decoração natalina despojada e divertida

Christmas News - no 33 - Outubro 2011

37


Tendência “Elementos com movimento e muita luz farão da decoração natalina um verdadeiro sucesso”, afirma Denise Herrmann, gerente de decoração da Decorville. Outra proposta é o tema rústico, da mesma empresa, que traz peças sem brilho e utiliza cipó, patchwork, flores e tecidos em algodão e linho, que compõem um clima de nostalgia, quando tudo era mais simples e artesanal. No entanto, esta decoração está longe de ser simplista, pois traz os elementos da natureza com requinte, segundo os padrões internacionais que destacam tons de madeira.

Dourado e Cobre garantem a sofisticação do Natal

38 Christmas News - no 33 - Outubro 2011

Árvores com uma única cor em tons diferentes também fogem do óbvio. Entretanto, o tradicional não sai de cena. Diversas decorações irão explorar, com beleza e exuberância, as cores oficiais natalinas - verde, vermelho e dourado - e o brilho da época, bem como símbolos típicos do Natal: Papai Noel, renas e bonecos de neve. O dourado entra em cena de maneira diferenciada, junto com o branco e o marfim nas árvores do Empório das Flores, da Decorville e da Melyana. Essas abordagens mantêm algumas cores clássicas nas decorações natalinas sem, no entanto, cair na mesmice.


Dando o tom As tendências de cores para o Natal na temporada 2012/2013 apontam para as tonalidades intensas e ricas, combinadas com efeitos de luzes e superfícies brilhantes Por Maria Claudia Perassoli e Amanda Lissoni

O Natal da temporada 2012/2013 promete muita cor e brilho. É o que afirma a designer Claudia Herke, da bora.herke.palmisano, escritório contratado para realizar uma pesquisa de tendências de cores para uma das principais feiras de decoração natalina, a Christmasworld, que acontece em Frankfurt, na Alemanha. Junto com a feira, o escritório de design desenvolveu quatro grupos de estilos que dão ao setor um guia de produtos e a descrição das cores e materiais que deverão prevalecer nos próximos anos. De acordo com Claudia, as festas natalinas da próxima temporada prometem cores intensas e de tons ricos, representando uma filosofia otimista e orientada para o futuro. Cores vibrantes atingem seu nível de impacto máximo e intenso, especialmente quando combinadas com efeitos de luz, superfícies brilhantes e estruturas atraentes. Mas os tons mais suaves e que remetem à tranquilidade também têm o seu espaço. Para estruturar as principais influências, ideias e produtos, foram classificados quatro grupos de tendências: - Nuvem suave: a harmonia e o charme são as palavras-chave desta tendência. O visual é suave e feminino, com cores mais contidas e um toque mais sereno. Entre os tons deste grupo estão os beges, o branco-natural, areia e cinza-claro, mas as cores mais estimulantes, como o verde-azulado, alaranjado e o lilás também estão presentes. E os materiais como o chiffon, organza e renda marcam essa linha elegante e feminina. - Folclore elegante: uma moderna interpretação do folclore e das tradições, com produtos feitos à mão decorados com elementos artesanais e flores. Com tons ricos e brilhantes, como fúcsia, verde-escuro e azulceleste, são combinados com cinza e dourado. Traz, ainda, um visual alegre presente em superfícies cheias de vida, texturas irregulares e madeira natural. - Glamour da noite: o glamour dos anos 70 está presente nesta tendência com elementos decorativos interpretados de uma maneira sofisticada e moderna. Marrom, roxo e preto fazem o pano de fundo para tons como orquídea, laranja mais escuro e toques em dourado. Para formar o perfeito visual do fim de noite, chegam os cristais, superfícies peroladas, couro e tecidos como cetim.

Enfeite de Natal da Christmasworld 2011

- Vibração bacana: essa tendência mostra o otimismo e o entusiasmo com o futuro. O visual é formado por tons distribuídos em padrões gráficos e a interação de revestimentos coloridos, sombras e diferentes graus de transparência. As cores são fortes, como o amarelo-sol, verde-esmeralda e o pink. Os materiais são caracterizados pela alta qualidade do design, além de vidros de todos os tipos e o plástico. Foto: Divulgação Christmasworld

Christmas News - no 33 - Outubro 2011

39


Vitrine

Como decorar (bem) a sua vitrine Especialista dá dicas para montar uma vitrine de sucesso, afinal, esse é o cartão de visitas da loja

Mais de 60% das decisões de compra acontecem no ponto de venda. Com este dado em mente, a gerente de contas de design e merchandising do Studio Viz, Larissa Moraes, salienta que todo o cuidado é pouco com a loja e, principalmente, com a vitrine. Para a época do Natal, o esforço deve ser ainda maior, já que a data é uma das principais do comércio e mexe com a emoção do consumidor, que não mede gastos com os presentes. Portanto, planejamento é fundamental. De acordo com Larissa, o mais importante na vitrine é que a decoração “converse” com o cliente. “Pode estar tudo maravilhoso, mas se a vitrine não motivar uma identidade com o cliente, pode ocasionar um efeito contrário: ao invés de atrair, vai repelir o público”, explica. Isso pode acontecer caso a decoração de Natal esteja muito diferente do perfil da loja, fazendo com que as pessoas não se identifiquem mais com a marca. Além disso, cada produto tem o seu apelo e isso também deve sobressair. Usar a criatividade com elementos básicos também funciona como, por exemplo, uma árvore de Natal de xícaras, no caso de uma loja de utensílios para casa; ou então uma mesa de Natal com peças de cores e texturas diferentes para que as pessoas tenham opções de combinações. Na opinião de Larissa, os famosos Papais Noéis, árvores e renas não podem faltar, mas ela diz que não se deve colocar todos ao mesmo tempo. “O importante é ressaltar o diferencial competitivo da marca, em uma linguagem que o cliente entenda”, diz. Apesar de a gerente afirmar que o mercado brasileiro não ousa como poderia nesse tipo de decoração, a surpresa e a criatividade são elementos fundamentais para uma vitrine de Natal; se não chamar a atenção, não funciona. Larissa ressalta que vitrines em uma cor só (menos com o vermelho, que está muito associado a esta época), uma iluminação diferenciada com LED (seu custo já está mais acessível e causa um ótimo efeito) e grupos de produtos que combinam entre si e oferecem ideias ao consumidor, fazem sucesso nas vitrines. Outro ponto fundamental de uma vitrine de Natal vendedora é trocar a decoração a cada semana ou, no máximo, a cada 15 dias. Larissa explica que, normalmente, os consumidores fazem suas compras aos poucos, indo várias vezes aos centros comerciais e com a chance de entrar mais de uma vez na Vitrine da Pulepuxe criada pelo Studio Viz. Mistura de elementos ressalta variedade da loja

40 Christmas News - no 33 - Outubro 2011


mesma loja. Se a vitrine não mudar durante todo este período, o consumidor nem passa mais na frente do estabelecimento, pois já sabe o que vai encontrar. Com um cenário de Natal montado, as peças que estão à venda têm que se alternar. Larissa ainda dá algumas dicas do que não se fazer em uma vitrine de Natal. A pior situação, em sua opinião, é uma decoração mal feita, sem muito capricho, “isso mostra que a loja não tem cuidado também com os produtos que está vendendo”, afirma. Uma

decoração muito comum também joga contra o lojista, já que a vitrine vai passar despercebida pelo consumidor, não chamando atenção. Por outro lado, uma vitrine vendedora dá muito resultado. Segundo Larissa, é possível medir o sucesso em uma semana. “Os vendedores têm uma resposta imediata sobre a opinião dos clientes. Se for um resultado positivo, muitos clientes irão elogiar e novos aparecerão”, conclui. Larissa Moraes, do Studio Viz: tel. (11) 3926-0874; larissa@studioviz.com.br

Anúncio

Foto: Divulgação Studio Viz

Christmas News - no 33 - Outubro 2011

41


Dicas da Cidade

Memorial da América Latina

Foto: Divulgação Memorial da América Latina

Memorial da América Latina A Fundação Memorial da América Latina está situada em um conjunto arquitetônico de 84 mil m², projetado por Oscar Niemeyer. Entre as instalações, praças e bibliotecas, é possível conhecer o Memorial por meio de visitas monitoradas. Duas horas são suficientes para passear por todo o espaço. A partir do acervo e da arquitetura, os guias apresentam uma leitura histórica da América Latina. É preciso agendar a visita monitorada com um grupo de, no mínimo, 10 pessoas e, no máximo, 40, pelo telelefone (11) 3823-4655, com Carlos. Funcionamento e localização: a biblioteca abre de segunda a sexta, das 9h às 18h e, aos sábados, das 9h às 15h; a Galeria Marta Traba, o Salão de Atos Tiradentes e o Pavilhão da Criatividade Darcy Ribeiro funcionam das 9h às 18h, de terça a domingo. Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 (ao lado da estação Barra Funda do metrô); telelefone (11) 3823-4600; www.memorial.sp.gov.br

Restaurante Ávila Quem está em São Paulo e aprecia os cortes de carnes argentinos precisa conhecer o Ávila. Comece com as tradicionais mini empanadas, passando pelo bife de chorizo, bife ancho ou tapa de quadril - com inúmeros acompanhamentos - e termine com a Pera à moda Ávila. A enoteca climatizada possui cerca de 300 rótulos e um sommelier está à disposição dos clientes para dar as melhores dicas. Funcionamento e localização: abre todos os dias do ano. Rua Bandeira Paulista, 524, bairro Itaim Bibi. Site: www.restauranteavila.com.br; telelefone (11) 3167-2147; e-mail: reservas@restauranteavila.com.br

Agenda

27 a 31 de janeiro de 2012 Evento: Christmasworld 2012 Local: Frankfurt Fair and Exhibition Centre, Frankfurt, Alemanha www.​ambiente.​messefrankfurt.​com 10 a 14 de fevereiro de 2012 Evento: Feira Ambiente Local: Frankfurt Fair and Exhibition Centre, Frankfurt, Alemanha www.​ambiente.​messefrankfurt.​com 17 a 22 de abril de 2012 Evento: Salone internazionale del mobile Local: Fiera Milano, Milão, Itália www.cosmit.it 19 a 21 de maio de 2012 Evento: Christmas Fair, A Feira que dá resultado! Local: Transamerica Expo Center, São Paulo, Brasil www.grafitefeiras.com.br Foto: Danilo Máximo

42 Christmas News - no 33 - Outubro 2011



Christmas_News_33