Page 1

Ano XVII - nº 32 - Abril 2011

Uma publicação Grafite | Divisão Editorial

Prepare-se para a Christmas Fair 2011, a feira oficial do Natal. De 14 a 16 de maio no Transamerica Expo Center São Paulo

Revista profissional de artigos para Natal, brinquedos e festas sazonais


Foto: Windsor M. Borges

EDITORIAL

Para nós, é especialmente gratificante ver o quanto o mercado de Natal tem crescido, se profissionalizado e despertado a atenção dos setores público e privado, que buscam, com esta época, emocionar e envolver os consumidores, criando vínculos afetivos com suas marcas. É uma oportunidade que acontece uma vez por ano, e esse entendimento faz com que todos antecipem seus planejamentos objetivando impactar, inovar e sensibilizar seu público. Em 2010, shoppings, bancos, lojas e hotéis investiram em produções suntuosas que rentabilizaram negócios e permitiram grandes resultados. Frente a isto, temos convicção de que este ano não será diferente. Novas cores, novas tendências e um Natal ainda mais criativo, exuberante e aguardado. Temos o prazer de contribuir com a formação deste mercado e a felicidade de constatar que nossos esforços não foram em vão neste ano em que realizaremos a 16ª edição da Christmas Fair – maior feira de artigos para Natal, brinquedos e festas sazonais da América Latina. Mais forte do que nunca, contará com a presença de cerca de 130 expositores nacionais e internacionais, uma amostra representativa das melhores empresas do setor, que abastecerão o mercado nos próximos meses, garantindo o sucesso de vendas de milhares de lojistas. A 32ª Christmas News materializa nosso compromisso com o mercado de reunir informações qualificadas para ajudá-los a fazer do Natal uma época de grandes negócios. Aproveite a leitura e prepare-se para fazer grandes negócios na 16ª Christmas Fair, a feira oficial do Natal.

Tarso Jordão Editor

4

Christmas News - no 32 - Abril 2011


Expediente

Sumário

Uma publicação Grafite | Divisão Editorial Abril 2011 – Ano XVII – Nº 32 Editor Tarso Jordão Diretor executivo Gutemberg Oliveira Editora executiva Elisabeth Maciel Produção editorial Mega Texto Redatora-chefe Valéria Gasperini – MTB 23.767 Repórteres Amanda Lissoni, Maria Cláudia Perassoli, Fernanda Dangelo, Milene Spinelli Revisão Janaína Estramaço Colaboradora Juliana Aguiar – MTB 40.776 Diagramação Duílio Sarto Filho Fotos Windsor M. Borges, Danilo Máximo e divulgação Supervisor produto Paulo Guarim Produção gráfica Márcia Soares da Costa

10

TENDÊNCIAS

As novidades da Christmasworld e as tendências mundiais em decoração de Natal para o próximo biênio

Impressão Pancrom Indústria Gráfica Ltda. Gerente comercial Fabrício Baroni Para anunciar Ligue: (11) 2105-7000 Envie email para: publicidade@grafitefeiras.com.br Assinatura e distribuição Envie e-mail com dados completos e ramo de atividade para: grafite@grafitefeiras.com.br Informações SAC – Serviço de Atendimento ao Cliente Tel.: (11) 2105-7000 E-mail: sac@grafitefeiras.com.br Administração e correspondência Grafite Feiras e Promoções – Divisão Editorial Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 1830 – 13º andar Torre 2 – 04543-900 - São Paulo / SP – Brasil CHRISTMAS NEWS – ANO XVII – EDIÇÃO Nº 32 Publicação da Grafite Feiras e Promoções – Divisão Editorial. Distribuição gratuita para lojas e magazines especializados no Brasil e na América do Sul. Os pedidos de exemplares anteriores estão sujeitos à disponibilidade de estoque. Direitos autorais reservados à Grafite Feiras e Promoções Ltda. A reprodução total ou parcial de artigos e reportagens é permitida desde que citada a fonte. VISITE NOSSO SITE www.grafitefeiras.com.br ESCREVA PARA REDAÇÃO editorial@grafitefeiras.com.br

6

Christmas News - no 32 - Abril 2011

16 Capa

Reserve a data: a Christmas Fair, maior feira de negócios do setor de produtos para decoração de Natal, brinquedos e festas sazonais da América Latina, será de 14 a 16 de maio, em São Paulo


24

Decoração corporativa

Prefeituras e empresas investem em grandes produções para encantar os consumidores na data mais festejada do ano

8

Artigo

O arquiteto e designer Alvaro Guillermo sustenta que o Brasil precisa de identidade própria quando o assunto é Natal

44 Vitrine

A Kitchens, fabricante de móveis planejados, reforça sua marca com as decorações arrebatadoras de suas vitrines no Natal

46

GUIA DE EMPRESAS

Empresas e profissionais citados nesta edição

40

festas sazonais

A folia é assunto sério para o mercado de produtos de Carnaval, a festa mais popular do Brasil


ARTIGO

É preciso resgatar a cidadania O mercado natalino no Brasil tem uma oportunidade única para criar uma identidade própria e propor novidades ao consumidor

Por Alvaro Guillermo*

O Natal no Brasil tem seguido padrões americanos, o que nos coloca em segundo plano, pois além de não apresentar nada novo, é uma cópia falsa do que ocorre nos Estados Unidos. A neve é a maior evidência disso. Já as festas de Réveillon são capazes de trazer valores da cultura popular e características próprias muito evidentes, atraindo a atenção do turismo e da mídia internacional. Eu acredito que o mercado brasileiro de decoração natalina deveria ter uma identidade própria, mas ainda falta uma ação líder e eficaz para promover essa mudança. Isso ocorrerá na medida em que as ações atuais não apresentarem resultados interessantes. Se houver modificações na decoração de Natal no Brasil, deverá acontecer em, no máximo, três anos, ou teremos perdido uma boa oportunidade de estender a atenção que o mundo está dedicando ao Brasil e à brasilidade. As mudanças que eu imagino para o Natal brasileiro dizem respeito aos nossos valores e a uma nova forma de apresentá-los à sociedade. Isso é difícil de se conseguir em tão pouco tempo, mas necessário para os desejos que o País está promovendo no cenário internacional. Para fazer as pessoas saírem de casa nesse período festivo – o que, convenhamos, é muito desgastante nas grandes cidades, em função do trânsito que só piora – é preciso apresentar novidades. Portanto, a decoração de Natal no País deve resgatar valores tradicionais e, ao mesmo tempo, propor inovações. O mercado deverá encontrar resultados melhores nas ações regionais. Além de ser uma tendência mundial, que se afasta da pasteurização, as convivências multiculturais e regionais são próprias da cultura brasileira. Seria possível viajar por todo o País e encontrar um Natal diferente em cada cidade e, em algumas metrópoles, como São Paulo, um Natal diferente em cada bairro. A força das vitrines As vitrines são a maior estratégia do comércio para atrair os consumidores. Na semana de design em Milão, todas as lojas de rua investem em suas vitrines, que são fotografadas por milhares de

8

Christmas News - no 32 - Abril 2011

turistas e rodam o mundo todo, tornando-se referências mundiais. Mesmo sendo a semana de design, comerciantes de outros segmentos também mudam suas vitrines para aproveitar a ocasião, pois sabem do valor que elas agregam às suas marcas, já que as logomarcas fixadas nos vidros de forma sutil estarão presentes em milhares de fotos que circulam pelo planeta. Emoção e cidadania Explorar os cinco sentidos não é uma estratégia de marketing, é dar atenção ao ser humano. Já está na hora de todos os projetos, principalmente os natalinos, terem como foco principal o ser humano, o que significa que todos os sentidos devem ser lembrados e explorados. Por isso, os corais, com suas músicas, fazem tanto sucesso. Projetos que resgatem a vida urbana também são bem-vindos. O Natal é uma ótima oportunidade para estimular o cidadão a sair para as ruas, andar à noite, se sentir seguro, passear, cumprimentar o próximo e depois voltar para casa e contar aos outros esse momento inesquecível. Não podemos ver vitrines natalinas através de grades, ou de dentro dos carros. Isso é contra o próprio espírito do Natal. Pensamos que é uma utopia conseguir isso. Esquecemos que, há 15 anos, era possível. Esquecemos que no Réveillon, na praia, isso ocorre de forma democrática. O Natal deveria explorar a possibilidade de as pessoas se encontrarem, saírem de casa. Isso favorece o comércio, estimula o consumo e atrai o turismo. Quanto mais pessoas na rua, maior a sensação de segurança. As decorações natalinas deveriam promover a cidadania. Ações de Natal não deveriam ser efêmeras, e sim temporais, ocorrendo uma vez por ano, mas prolongando os conceitos por toda a vida. Como pessoas, queremos isso, o que explica esses rituais resistirem ao longo do tempo. Um fenômeno recente é o interesse do consumidor em participar de ações de generosidade e doação. Porém, a vida atarefada não permite que ele faça suas compras e ainda tenha tempo para participar dessas iniciativas, assim, as marcas que facilitarem isso conseguirão atender a esses anseios.


Nosso bom design Estávamos acostumados a viajar para fora com o objetivo de encontrar tendências e soluções lá fora, importar (tropicalizar) e resolver os nossos problemas. Porém, nos últimos anos, quem faz este tipo de transferência de ideias e visita as boas feiras e congressos, começa a perceber que nos outros países alguns valores tipicamente brasileiros são apresentados como tendências e esses empresários avaliam que é caro sair do País para copiar o que já se faz aqui. Faltou a eles uma visão dos bons valores brasileiros e ter saído na frente. Como tudo, o que vem de fora parece melhor, agora acreditamos que nossos valores são bons, pois lá fora estão falando isso. Por outro lado, a tecnologia digital tem colocado o mundo em conexão em tempo real. Os profissionais da área são o ponto forte dessa conexão e cabe a eles o papel de fazer pesquisas, resgatar valores e apresentar novas propostas. Como técnicos, deveriam ter um repertório apurado para convencer aos demais atores a acreditar nesse discurso. O consumidor deve encontrar na decoração algo que mexa de fato com ele, algo de que sinta orgulho. As decorações natalinas devem contar histórias onde os consumidores se sintam representados. Não deve parecer que é a história de outros. *Alvaro Guillermo é arquiteto, designer e professor de pós-graduação dos cursos Ciências do Consumo e Design Estratégico, da ESPM-SP, da Universidade de Buenos Aires (UBA) e da Universidade Nacional de Mendoza, Argentina. Acesse o blog: www.maisgrupo.com.br/alvaro


TENDÊNCIAS

Christmasworld apresenta tendências mundiais A edição 2011 da feira realizada em Frankfurt registrou mais de 31 mil visitantes impulsionados pelo bom momento do mercado Por Maria Cláudia Perassoli Fotos: Jean-Luc Valentin

As cores marcantes para a temporada 2011/2012 são o azul e o violeta

Um lugar onde decoradores, designers, compradores e fabricantes de todo o mundo podem mostrar e encontrar qualquer tipo de produto para o Natal, Páscoa e outras festividades, e iniciar as atividades da temporada. Essa é a Christmasworld, que aconteceu de 28 de janeiro a 1 de fevereiro de 2011 em Frankfurt, na Alemanha, e foi marcada pela apresentação das novíssimas tendências para o setor. O bom momento econômico contribuiu para aumentar o volume de negócios. Em uma pesquisa realizada pelos organizadores da feira, 88% dos compradores alemães afirmaram que a atual

10 Christmas News - no 32 - Abril 2011

situação econômica no setor é de satisfatória a boa. Os expositores têm a mesma opinião, sendo os alemães os mais satisfeitos, e as empresas estrangeiras presentes na Christmasworld confirmaram a boa fase do setor. Tendências Para chegar às quatro grandes linhas da tendência para 2011/2012, os designers foram influenciados por materiais naturais, pelas diversas culturas, por produtos artesanais e novas interpretações de produtos clássicos. Dessa forma, apresentaram as quatro tendências a seguir:


ElementalForce (força da natureza) é inspirada no poder dos elementos da natureza e traz produtos feitos com materiais orgânicos como madeira, pedra, argila e fibras. Os tons de verde, marrom e azul se mesclam de maneira harmoniosa em vasos e outras peças de cerâmica.

GentleHorizon (horizonte suave) é um tema moderno e futurista, firmado com as cores cinza claro e tons marrons, com toques de um amarelo vibrante ou de um rosa delicado. Superfícies polidas fazem contraste com peças rústicas feitas de lã, juta ou corda.

BountifulScenery (cenário exagerado) é definido por adjetivos como exótico, extravagante e colorido. Reúne uma série de produtos com cores brilhantes, do vermelho ao verde-limão, e por influência das culturas asiática, africana e também europeia. Pedras preciosas, pérolas e lantejoulas são usadas para a decoração.

DelightfulGarden (jardim agradável) é uma tendência que brinca com a nostalgia, o charme e o romantismo dos anos 50. A paleta de cores vai dos tons pastel, passando pelo azulclaro, o salmão e o branco. Perfeita combinação com motivos florais, dando a sensação de luminosidade do campo.


TENDÊNCIAS As flores despontam na temporada A aposta para a decoração natalina em 2011 está nas peças em cores cool blue (um azul metalizado) e berry shades (violeta), porém, as coleções vermelha, prata, dourada, marrom e branca não foram esquecidas, para atender a demanda por decorações mais tradicionais. Além disso, objetos com delicados tons rosa estão presentes, trazendo um toque de romantismo à produção do Natal. A principal fonte de inspiração em 2011 continua sendo a natureza, e a decoração ganha destaque com flores de todas as cores, pássaros e os tradicionais candelabros. Para dar um toque diferenciado, copos e até garrafas de perfume podem se transformar em vasos. Neste ano, a tendência é para linhas mais limpas, retas e inspiradas em modelos clássicos. A decoração mais farta e com muitos detalhes perde espaço para uma proposta mais simples e visualmente limpa. Para decorar as árvores de Natal, a palavra é tradição. De acordo com os fabricantes, as pessoas gostam de montar suas árvores do jeito que faziam quando eram crianças. Assim, as peças feitas manualmente de vidro continuam com seu espaço garantido. No entanto, a tendência da natureza se faz presente com produtos artesanais de alta qualidade, que enfeitam as árvores com materiais naturais como madeira, tecido e lã.

Mais cenas da Christmasworld: os galhos secos têm presença garantida na nova decoração de Natal. No alto, na versão natural e, ao lado, pintados de branco

Roxo permanece entre as cores em alta na decoração

12 Christmas News - no 32 - Abril 2011


TENDÊNCIAS

O branco também aparece entre as fortes tendências para a decoração de Natal

A natureza e a tecnologia se harmonizam, sugerindo uma reflexão

A evolução do LED Quando o assunto é a iluminação, o mercado de LED pode se animar. Ele está crescendo muito e a cada momento aparecem novas maneiras para se utilizar o LED, muito mais econômico do que as lâmpadas convencionais. Luminárias, luzes de Natal, figuras de animais iluminadas, vasos e pisca-pisca ganham perfeição – em termos técnicos e também no preço, que cada vez fica mais em conta. Para a iluminação de jardins e terraços com LED, o futuro está em sistemas wireless e com funcionamento por bateria. A tecnologia de controle interativo convida os clientes a configurar a luz do jeito que quiserem. E não poderiam deixar de lado os fogos de artifício. Com uma variedade de cores para iluminar o Natal, Ano Novo e outras festividades, os fogos podem alcançar de 30 a 60 metros e queimar por até 200 segundos. Para 2011, as cores em alta são o vermelho, o dourado e o verde.

O LED e suas infinitas possibilidades de aplicação

14 Christmas News - no 32 - Abril 2011


capa

Reserve a data A Christmas Fair vai agitar o mercado de 14 a 16 de maio em São Paulo Cerca de 130 expositores já confirmaram presença na maior feira de artigos para decoração de Natal, brinquedos e festas sazonais da América Latina Por Valéria Gasperini Fotos: Danilo Máximo

16 Christmas News - no 32 - Abril 2011


A Grafite Feiras e Promoções, organizadora da Christmas Fair, prepara-se para receber um novo recorde de visitantes na 16ª edição da feira que acontecerá de 14 a 16 de maio, no Transamerica Expo Center, em São Paulo. Com o aquecimento da economia, o mercado está otimista e ávido para aproveitar as oportunidades de negócios. Para se ter uma ideia, cerca de 130 expositores já confirmaram sua participação em 2011 e, com o objetivo de dar conta dessa demanda, a área de exposição foi ampliada em 10% em relação a do ano passado. Portanto, a expectativa é de que haja um volume maior de lançamentos, que serão conferidos de perto pelos compradores vindos de todas as partes do Brasil e do mundo. Ana Cecília Cipolatti,

Olhares atentos e focados nos lançamentos da Christmas Fair


capa

diretora de Marketing da Cipolatti, empresa especializada em decoração de Natal, não vai perder as novidades da feira. “A Christmas Fair é um evento muito interessante para nós, pois permite o contato com bons fornecedores e a troca de informações sobre este mercado que cresce a cada ano. Iremos, com certeza, visitar a próxima edição”. O diretor executivo da Grafite Feiras e Promoções, Gutemberg Oliveira, lembra que, há 16 anos, a Christmas Fair é o maior encontro do mercado de artigos para Natal, brinquedos e festas sazonais da América Latina. “É uma feira setorizada e profissional que, em três dias, proporciona o ambiente ideal para que os expositores apresentem seus produtos ao público certo, ampliando os canais de comercialização e incrementando as vendas”, afirma. Também contribui para o sucesso da feira, ano após ano, o fato de ela ser realizada em São Paulo. A cidade possui uma das melhores infraestruturas para o turismo de negócios do mundo, oferecendo ótimas opções de hospedagem e inúmeras facilidades de transporte aos visitantes, de maneira que eles possam dispor de mais tempo para os negócios. Tendências e novidades na hora certa Em 2011, a Christmas Fair vai apresentar, novamente, o Espaço Tendências, que já se consagrou como uma das melhores referências para o mercado, trazendo o que há de mais moderno sobre conceitos que refletem os desejos do consumidor e se traduzem nas formas, cores e matériasprimas dos produtos de decoração natalina. “A Christmas Fair é uma ótima referência de tendências, fornecedores de produtos e novos clientes”, afirma Demócrito Félix da Silva, diretor da Karikas Produções, que irá expor na 16ª edição da feira. Estar antenado às tendências mundiais é importante para atender às demandas por decorações de Natal. “Geralmente os projetos para shoppings surgem em maio ou junho e as montagens são feitas a partir de outubro”, ele revela, explicando que “as decorações são cada vez mais elaboradas e isso tem um custo maior, portanto, antecipando os projetos e os pagamentos, os valores são, a rigor, facilmente negociados”. Para Ana Cecília Cipolatti, os comerciantes querem maximizar o apelo da data: “O Natal é a data mais importante para o varejo, sendo assim, as empresas buscam antecipar este período, visando ampliar sua visibilidade e atratividade junto aos clientes. Em 2010, por exemplo, muitos shoppings já estavam decorados no final de outubro”. Ela lembra ainda que os temas começam a ser planejados muito antes disso, e que o projeto em si, específico de cada shopping, começa a ser trabalhado a partir de fevereiro. Segundo A. Marcelo Galbetti, diretor Comercial da Roboarte, que estreou na Christmas Fair em 2010 (em grande estilo!) com seus bonecos robôs, a antecipação do mercado pela definição de projetos deve-se ao fato de que “os clientes e os fornecedores estão buscando se organizar para uma empreitada de produção e realização: o Natal”. As animações da Roboarte começam a ser solicitadas por empresas especializadas em decoração de Natal a partir de março. Galbetti ressalta que a importância da Christmas Fair para o setor é imensurável. “A feira é uma

18 Christmas News - no 32 - Abril 2011


capa

das maiores manifestações que existem de confraternização cliente-fornecedor dentro do mercado brasileiro.” “Eu vou” A Christmas Fair tem a peculiaridade de ser uma feira com grande apelo de negócios por ser a mais importante do setor de artigos para decoração de Natal, brinquedos e festas sazonais em toda a América Latina. Além disso, é particularmente bonita, e os lojistas aproveitam para buscar inspiração para decorar suas lojas e expor os produtos de decoração natalina. É na feira que eles encontram ideias para montar as árvores de Natal e arranjos de acordo com as tendências e propostas mais modernas do mundo. Com isso, tornam seus pontos de venda Elvira Peres, proprietária de uma loja que leva seu nome, em Salvador (BA): mais completos em termos de mix e mais compras e troca de informações com outros lojistas sedutores para os consumidores. Como regra geral, quem conhece o evento nunca mais deixa de participar. Célia Macedo, proprietária da Polen, uma loja de presentes Além de fazer negócios, os lojistas também visitam a feira para com 300 m², localizada em Fortaleza (CE), visita a Christmas Fair se atualizar sobre o mercado brasileiro. E não poderia ser diferente. Para desde a primeira edição. “Nunca perdi a Christmas, onde eu comse ter uma ideia, em 2010, a Christmas Fair reuniu 14.233 visitantes, em pro produtos tanto para vender na loja, quanto para decorar a sua maioria, profissionais de compras do varejo vindos de todos os estaminha casa no Natal. Quando fecho negócios na feira, eu pago dos. “Além de abastecer os nossos estoques, encontramos donos de loà vista para receber as mercadorias mais rapidamente, pois, em jas de outros locais e ficamos sabendo o que se passa no Rio Grande do Fortaleza, os consumidores começam a procurar itens para Natal Sul, em Manaus e em todos os lugares, o que nos dá uma visão global a partir de outubro. Nós vendemos tudo o que tem no estoque”, do que está acontecendo. Em 2011, acredito que vamos ter um ano garante a empresária, que já confirmou presença na 16ª Christmas bom. Vamos fazer bons negócios”, afirma Elvira Peres, proprietária da loja, Fair, em maio. café e restaurante, que leva seu nome, localizada em Salvador (BA). Todos os anos na Christmas Fair: Célia Macedo e o marido, João Bosco de Macedo, da loja Polen, de Fortaleza (CE)

20 Christmas News - no 32 - Abril 2011


Ciclo de Palestras da 16ª Christmas Fair Participe do Ciclo de Palestras que a Grafite Feiras e Promoções preparou para a 16ª Christmas Fair. As inscrições são gratuitas e deverão ser feitas pelo site www.grafitefeiras.com.br ou pelo telefone (11) 2105-7000, até o dia 12 de maio

14 de maio 14h “A Importância da Decoração de Natal e suas Vitrines: Trabalhando a Energia do Natal” - Como o Feng Shui pode auxiliar no desenvolvimento da decoração. - Trabalhando adequadamente cores, objetos de decoração (metal, cerâmica e madeira), iluminação e plantas, aproveitando melhor o espaço, deixando-o harmônico e estimulante. A palestrante Eliane Mendez de Oliveira é graduada em Pedagogia e Administração Escolar pela Universidade de Guarulhos (UNG) e Estratégias de Ensino pelo Senac, mestre em Feng Shui e terapeuta holística. É especialista e consultora do curso de Feng Shui do Senac. 16h30 “Marketing no Ponto de Venda” - Ações de incentivo de vendas. - Comportamento do consumidor. O palestrante Julio Camargo é formado em Publicidade e Propaganda pela PUC-SP. Ingressou no Marketing da Etna Home Store em 2006, ano em que concluiu MBA em Gestão do Design na Universidade Bela Artes. Hoje, como Gerente de Marketing, é responsável direto pela comunicação e merchandising nas lojas da rede.


capa 15 de maio 14h “Promoção Efetiva de Produtos a Custo Baixo” - Visão geral sobre como promover e apresentar lojas e produtos no varejo de forma efetiva e com baixo custo. O palestrante Marcelo Sant’Anna é professor de Excelência em Atendimento, Vendas, Desenvolvimento Gerencial e Liderança da FGV Management e coach pela 4B. É mestre e engenheiro de Telecomunicações pelo INATEL, MBA pela Business School São Paulo, especialista em Gerência Globalizada pela Rotman School of Management da Universidade de Toronto (CAN) e especialista em Marketing pela FECAP. 16h30 “As Armadilhas Jurídicas das Festas de Final de Ano e a Melhor Forma de se Precaver contra Elas” - Lado do consumidor: produtos com defeito, muito comum nesta época do ano, entre outras situações. - Lado trabalhista: política de funcionários temporários e como devem ser realizadas as trocas de produtos com defeitos, entre outras abordagens. O tema será apresentado por dois palestrantes: Beatriz Afonso, que

é advogada, especializada em Direito Empresarial e do Consumidor, formada pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo e cursa pós-graduação em Direito dos Contratos pelo Instituto Internacional de Ciências Sociais, e Ruy Coppola Jr., advogado, mestre e doutor em Direito Processual Civil pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), professor dos cursos de graduação e pós-graduação da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) e da Escola Paulista de Direito (EPD). 16 de maio 14h “Branding On-line” - Tendências da internet. - O que é Branding. - Construção on-line de marcas. - Integração da marca em ambientes virtuais e presenciais. O palestrante Nayron Bulhões Jr. é formado em Engenharia com pós-graduação em Engenharia de Produção, Design e Marketing. Dedica-se atualmente à consultoria independente, atuando com gestão de produtos, comunicação institucional e gestão de marcas, em ambientes on-line e off-line.

Confira alguns dos expositores que irão participar da Christmas Fair 2011. Abaixo as empresas confirmadas até março de 2011: ACCORD COMERCIAL E IMP. LTDA.

FÁTIMA FREITAS ME

RICSEN LTDA.

A.P. MODENESI

FERNANDO PABST SILVA

ROBOARTE COM. DE EQUIP. ELET. LTDA. ME

AMANDA RODRIGUES DE LIMA EPP

FESTA SHOW LTDA. ME

SABUH ACESSÓRIOS

ANAMARIA DE ANDRADE ME

FESTAS E FANTASIAS COM. DE ARTIGOS DE CARNAVAL LTDA.

SAN FRANCIS DISTRIB. DE PROD. RELIGIOSOS LTDA. ME

ARMARINHOS GONG LTDA.

FIRENZO SEMI JOIAS ME

SCHATZI COM. DE PRESENTES LTDA.

ARMARINHOS SANTA CECILIA LTDA.

GIGI FAZENDO ARTE LTDA. ME

SEGREDOS DA COR

ART VIDRO BRUNOR

GIOLARI GIOIELLI FABRICAÇÃO DE JOIAS E EXP. LTDA. ME

SILVANA VANNUCCI DE CASTRO

ARTE COM MICRO CONCHAS EUGÊNIA RAQUEL

IDENTITA

SIMONE MARAGNI ME

ARTE CURITIBA

ILIDA IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. EPP

SPLENDORE

ARTE REALE

IMSTRECK IMPORTAÇÃO LTDA.

STALO BAURU MOBILIÁRIO ESCOLAR LTDA.

THING TIEMY DESIGN TOQUE DE ARTE VALENTINA E SANTOS LTDA. VELAS HORIENT VENUS VICTRIX IND. E COM. EXP. E IMP. LTDA. ME VITÓRIA IND. COM. LTDA. ME W M NATAL IND. E COM. DE ARTIGOS NATALINOS LTDA. WILIAM BIBIANO DA SILVA ME YUR IND. E COM. DE COSMÉTICOS LTDA. ME ZILI E ZINI COM. DE PRESENTES LTDA.

ARTES DA CRICA

IRMÃOS JM COMERCIAL LTDA.

TERRANOVA COM. E REPRES. LTDA.

ZONA LIVRE LOGÍSTICA LTDA.

ARTESANATO MONT BLANC

JOÃO MIGUEL G. A. L.; UNIPESSOAL LDA.

ASSOCIAÇÃO QUINTA DAS ARTES

KURT GLIMM IND. COM. VELAS LTDA.

ATELIER ARTY PAPEL MACHÊ

LALA PENHA ARTESANATOS LTDA. ME

BCE COM. IMP. EXP. ART. DE FESTA LTDA. EPP

LORIVALD BEYER ME

BOTÂNICA PRESENTES E DEC. LTDA. ME

LUZ & FORMA COMÉRCIO DECORAÇÕES LTDA. ME

BOUTIQUE DE AROMAS IND. DE COSMÉTICOS LTDA.

LUZES DA ÁFRICA

BTC DECORAÇÃO E PRESENTES LTDA.

MABRUK IMPORTAÇÃO E COMÉRCIO LTDA.

CARLOS ALBERTO SZULC

MARCO ANTÔNIO CERÂMICA

CHIQUITA BACANA

MARCONDES PAGANOTTO

CLEIDE ROMÃO DE OLIVEIRA

MARCOS C ATUI STYROFORM EPP.

COSTURA & ARTE

MARIA AUXILIADORA GENEROSO GODOY

CRISTALERIA BRUXELAS IND. E COM. EPP

MARIA CRISTINA OLIVEIRA

D. S. P. DE SOUZA ME

MARIA DA GLÓRIA VISCARDI HESS

DAISY GONÇALVES DIAS AZZAM

MARSCHALL COM. IMPORT E EXPORT LTDA.

DECORVILLE LTDA.

MELYANA COMÉRCIO LTDA.

DEMELO COM. IMP. E EXP. LTDA. DENISE MARCOVICI EPP DETALHE FINAL

MUNDO BIZARRO IMP. E EXP. LTDA.

Expositores Internacionais CHINA SUNSHINE FIREWORKS

China

CHINASKY FIREWORKS

China

CHRISTMAS BY KREBS

EUA

CIEC OVERSEAS EXHIBITION co. ltd.

China

CRAIN sl

Espanha

DREAM FIREWORKS

China

MOBILI ARTE EM MOBILES LTDA. ME

FORWARD FIREWORKS

China

MULTIART COMÉRCIO IMPORTAÇÃO LTDA. ME

HUA HUI FIREWORKS

China

DETALHES DE CLASSE LOJAS ONLINE COM. E IMP. DE CONF. LTDA.

NATALUZ PRESENTES E DEC. NATALINAS LTDA.

ICC GIFT LATINOAMERICA LTDA.

Colômbia

DISTRIBUIDORA DE FOGOS PLANETA ME

NILSON WERGNER EPP

ECOLUZ COM. E SERVIÇOS DE MATERIAL ELET. LTDA.

OMJ IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA.

INT. EXCHANGE & SERVICE CENTER

China

EDUARDO LUIZ CHOU EPP

PAPER BOX COM. DE EMB. DE PAPEL LTDA. ME

JOÃO MIGUEL G. A. L.; UNIPESSOAL LDA Portugal

ELCIO ESPORTES

PAULO UBIRAJARA DIAS FILHO EPP

LIUYANG FRIEND FIREWORKS

China

EMILIA V. FERNANDES ME

PH FIT FITAS INOVAÇÕES TÊXTEIS LTDA.

EMPÓRIO ARTESANAL MARCATO & BETINI LTDA.

PONTA BRASIL EXP. E IMPORTAÇÃO LTDA.

PANDA FIREWORKS

China

EMPÓRIO DE FLORES E DEC. LTDA.

R B COMERCIAL LTDA. ME

SI LUCIA ltd.

EUA

ESTELAR ILUMINAÇÃO LTDA. ME

RAQUEL ACESSÓRIOS

ESTRADA REAL DECORAÇÕES LTDA.ME

RENATO BERNARDINELLI ME

FASE UTILIDADES DOMÉSTICAS LTDA.

RIBEIRO E PAVANI COM. IMP. LTDA.

22 Christmas News - no 32 - Abril 2011

TENTAÇÃO COMÉRCIO DE BRINDES sa Portugal WUKONG FIREWORKS

China


Decoração corporativa

Empresas e cidades arrasam na decoração de Natal Os shoppings, bancos, hotéis e lojas investem em grandes produções para atrair, vender e criar laços de relacionamento com os consumidores na data mais festejada do ano. Em algumas das maiores cidades brasileiras, o Natal foi lembrado com decorações de tirar o fôlego

Foto: Jefferson Pancieri

Reportagem especial de Amanda Lissoni

Os Papais Noéis gigantes (9 m) decoraram a Avenida 23 de Maio, em São Paulo. A cenografia especial, que contou também com árvores de Natal e decoração nos postes, foi patrocinada pelo Bradesco

Os shoppings disputam a preferência dos clientes com projetos exuberantes para aquecer as vendas no período de maior consumo. Os bancos não ficam atrás e tornam-se atrações turísticas com suas decorações sofisticadas, sempre em grandes proporções, sugerindo a grandiosidade e a solidez dessas instituições. Os hotéis também capricham na hora de criar o clima perfeito para o Natal dos hóspedes. Um deles passou a ter 100% de ocupação depois que

24 Christmas News - no 32 - Abril 2011

começou a investir na decoração natalina, que inclui neve artificial e fogos de artifício. Nas lojas, enfeites e Papais Noéis ‘convidam’ a entrar, tirar fotos e ... comprar. Nas principais capitais do País, como São Paulo, Rio de Janeiro, Natal, Salvador e Florianópolis, as prefeituras investiram pesado na decoração natalina, que teve muita luz, árvores gigantes e shows. Nas próximas páginas, confira alguns dos projetos mais bacanas do Natal 2010.


Foto: Windsor M. Borges

O prĂŠdio da Fiesp, na Avenida Paulista, em SĂŁo Paulo decorou sua famosa fachada inclinada


Decoração corporativa

Shoppings disputam clientes com decorações exuberantes

Ana Cecília Cipolatti, gerente de marketing da Cipolatti, empresa especializada em decorações natalinas, afirma que “o shopping que está buscando se destacar deve procurar decorações que atendam às suas necessidades, observando o público-alvo, a região em que está inserido, o espaço disponível e a arquitetura. A partir daí, transformamos esses centros comerciais em um ambiente mágico, realizando os sonhos de Natal que cada cliente traz dentro de si.” Embora o apelo seja, em grande parte, voltado para as crianças, os cenários montados nesses estabelecimentos encantam pessoas de todas as idades. Pátio Higienópolis: inspiração no século 14 Um exemplo disso é o Shopping Pátio Higienópolis, na capital paulista, que explorou o tema “Carrossel do Papai Noel”. Inspirada nos parques europeus do século 14, a criação da designer Cecília Dale recebeu árvores de Natal iluminadas e enfeites nas colunas da fachada, cobertas com mais de 550 mil lâmpadas.

O destaque está no vão central, que recebeu um carrossel equipado também com assentos próprios para idosos e portadores de necessidades especiais, onde crianças e adultos puderam desfrutar de um passeio mágico. O Papai Noel e os gnomos animatrônicos figuravam como se estivessem fazendo o carrossel funcionar. No topo do brinquedo estendia-se a tradicional árvore com mais de 20 metros de altura, enfeitada com mais de 60 cavalinhos de madeira confeccionados artesanalmente, além de bolas coloridas e folhas de hibisco.

Fotos: Windsor M. Borges

Quando se trata de Natal, os shoppings são especialistas em decorar os seus espaços. Não há um, sequer, que deixe de fazer algo especial nesse período. A intenção é envolver os frequentadores no clima mágico da época e, lógico, estimular as compras. “Procuramos emocionar e, desta forma, estabelecer e cultivar um vínculo duradouro com o cliente, bem como atrair novos consumidores, gradativamente”, afirma Deise Chiaradia, gerente de arquitetura e paisagismo do Iguatemi São Paulo.

Crianças e adultos puderam se divertir no carrossel do shopping Pátio Higienópolis, em São Paulo

26 Christmas News - no 32 - Abril 2011


No Iguatemi, em São Paulo, a praça principal ganhou uma estação de trem com bonecos de animação eletrônica em tamanho real

O Shopping Iguatemi, também na capital paulista, apostou novamente no tema “Estação de Natal”, devido ao seu sucesso no ano anterior. Porém, a decoração voltou reformulada. Ainda na calçada, um Papai Noel de cinco metros de altura dava boas-vindas aos visitantes, juntamente com uma banda composta por quatro bonecos inspirados em filhotes de labradores. Nos dias de chuva, os transeuntes tinham uma interessante surpresa ao se deparar com os personagens vestidos com capas de chuva amarelas. Internamente, o tema foi desenvolvido e concentrado na praça central do shopping e, no seu entorno, com uma estação de trem repleta de personagens, como Papais e Mamães Noéis, além de crianças. Ao todo, foram utilizados 63 bonecos de animação eletrônica, em tamanho natural, sincronizados com as músicas e as luzes que integravam o espetáculo. “Sempre procuramos deixar a decoração coerente com a expectativa do consumidor que frequenta esse espaço nos outros dez meses do ano. É importante que ele perceba valores estéticos, construtivos e emocionais compatíveis com aqueles que ele vivencia ao longo do ano, que representam a personalidade do shopping”, declara Deise Chiaradia, gerente de arquitetura e paisagismo do Iguatemi São Paulo. Mais de 100 profissionais estiveram envolvidos no projeto, desenvolvido desde o início de 2010.

Em dias de chuva, a banda composta pelo Papai Noel gigante e seus quatro amigos labradores recebiam um novo adereço: capas de chuva amarelas Fotos: divulgação Shopping Iguatemi

Embarque imediato para o Natal no Shopping Iguatemi


Decoração interativa no Barra Shopping No Rio de Janeiro, o Barra Shopping encomendou à Cipolatti uma decoração tradicional e sofisticada que encantasse tanto o público infantil quanto os adultos. “Trabalhamos com a junção de duas vertentes que nem sempre combinam: o lúdico e o sofisticado”, afirma Ana Cecília Cipolatti, diretora de marketing da empresa contratada. Toda a área interna foi decorada com, aproximadamente, 58 árvores. A elegância foi destacada em toda a decoração, enquanto a parte divertida voltou-se para a interatividade. “Fizemos uma caixa de presentes por onde as pessoas podiam circular. Isso tornou o projeto mais atrativo”, afirma a diretora. O investimento foi de R$ 5,5 milhões em decoração, prêmios para sorteios e toda a estratégia sazonal. A fachada foi decorada com milhares de microlâmpadas, além de arcos e 200 lâmpadas de LED. Uma árvore de Natal com 25 metros de altura, equivalente a um prédio de oito andares, foi erguida ao lado do totem que leva o nome do shopping.

No Barra Shopping, o uso das cores vermelha e dourada e de tecidos nobres, como o veludo, garantiram uma decoração sofisticada

28 Christmas News - no 32 - Abril 2011

Fotos: divulgação Cipolatti

Decoração corporativa


Decoração corporativa

Bancos tornam-se atrações turísticas no Natal

Para fixar sua marca na lembrança dos clientes, os bancos investem na decoração natalina de suas principais agências, com destaque para as fachadas. Bonecos animados, corais e outros atrativos chamam a atenção do público e se transformam em pontos turísticos. Em pouco tempo, os nomes dessas instituições estão em diversas rodas de conversas e não sairão tão cedo da mente de seu público. Itaú: sucesso de público no Rio de Janeiro A agência Personnalité Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, Rio de Janeiro, é um exemplo de decoração de Natal bem-sucedida. “O jardim encantado do Papai Noel” trouxe bonecos animatrônicos do Papai e da Mamãe Noel entoando canções natalinas, juntamente com dois girassóis animados. Neve e show de luzes também faziam parte do espetáculo, que acontecia todas as noites, em intervalos de meia hora. A empresa Harmonia Promoção e Marketing, contratada para realizar o projeto, informou que a decoração recebeu 20 pinheiros de Natal de 2,20 metros, duas mil bolas decorativas, mil pinhas douradas, 450 metros de guirlandas, cinco mil metros de microlâmpadas fio verde e 900 metros de mangueiras luminosas com LED. Além disso, também foram utilizados 50 refletores para iluminação e mesa de luz com 48 canais.

Fotos: divulgação

O público lotou a rua para ver as apresentações dos bonecos animatrônicos na fachada do Personnalité, em Ipanema

30 Christmas News - no 32 - Abril 2011


Fotos: Maurino Borges

Bradesco oferece um presentão

Fotos: Maurino Borges

A agência do Bradesco localizada na esquina da Avenida Brigadeiro Faria Lima com a Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, em São Paulo, possui uma grande escultura em movimento que é o logotipo da empresa. Para a decoração natalina, ela foi envolvida em uma caixa de presente transparente atada por um grande laço vermelho com detalhes dourados. A predominância do vermelho, além de ser típico da data, ainda remete às cores da empresa. Também foi montada uma cena em que o Papai Noel e seus auxiliares decoram a árvore de Natal com bolas e pacotes de presentes vermelhos.

O logotipo do Bradesco, em São Paulo, foi embalado ‘para presente’. Note que a decoração é atraente tanto à noite, quanto durante o dia


Decoração corporativa

Foto: Marinez Terra Lopes

Lojas envolvem clientes na atmosfera do Natal

Todos os setores da Três Fronteiras são cuidadosamente decorados

Atrair clientes, entrar no espírito natalino, presentear a cidade e os moradores são alguns dos motivos que levam lojistas a decorarem os interiores e fachadas dos estabelecimentos com primor. Algumas delas fazem grandes produções, outras usam a criatividade para cativar, cada uma de acordo com suas possibilidades. Ainda são poucos os estabelecimentos que investem nesse tipo de ornamentação, mas os que se preocupam com isso conseguem se destacar. Loja Três Fronteiras fatura prêmio Há cerca de 20 anos, a loja Três Fronteiras, em Foz do Iguaçu (PR), faz uma decoração especial na época do Natal. O local, que vende artesanatos, chocolates caseiros e outros artigos, possui diversos setores preparados pela gerente de compras, Marinez Terra Lopes, também responsável pelas vitrines. “Cada setor é decorado com cuidado e os clientes gostam muito, comentam e tiram diversas fotos”, afirma. O que começou com um pinheirinho, no meio da loja, foi crescendo e recebendo mais investimento. Em 2010, a decoração do estabelecimento ganhou o primeiro lugar na categoria Lojas, no concurso Natal das Cataratas, organizado por diversas instituições da cidade. Árvores de Natal, ramos com bolas coloridas, um presépio no fundo e Papais Noéis são reutilizados a cada ano por conta dos custos, porém com um toque diferente. “É claro que eu acrescento uma ou outra coisa nova que surge no mercado, mas sempre aproveito aquilo que já temos com muita criatividade”, afirma a gerente.

32 Christmas News - no 32 - Abril 2011

Os Papais Noéis recepcionam os clientes no setor de chocolates caseiros da loja Três Fronteiras, em Foz do Iguaçu (PR)


Decoração corporativa

Hotel tem 100% de ocupação com decoração de Natal Envolver os hóspedes em um clima de festa e magia, além de tornar o ambiente mais aconchegante, é o que os hotéis buscam com as decorações natalinas. Afinal, muitas pessoas decoram suas casas para o Natal, se o ambiente em que vão se hospedar estiver ornamentado, a familiaridade aumenta. Por isso, cada hotel deve saber bem o perfil de seu público para não errar. “Acho importante ter uma entrada que cause impacto, além de pequenos detalhes nos quartos e corredores sociais que lembrem que é Natal, mas sem passar da medida. No dia do Natal, acho delicado colocar algum detalhe diferente nos quartos com crianças”, afirma Suzana Milman, responsável pela decoração do Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. Os investimentos valem a pena, segundo Cássia Cristina Treuk, gerente geral do Fazzenda Park Hotel, localizado na cidade de Gaspar, em Santa Catarina. A empresa registrou um aumento significativo nas reservas depois que começou a se preocupar com a decoração natalina. “Antes, sempre ficavam quartos vazios nesse período, mas nos últimos anos temos tido 100% de ocupação”, ela declara. Fazzenda Park Hotel encanta Para atrair e fidelizar seus hóspedes no período do Natal, o Fazzenda Park Hotel investiu mais de R$ 50 mil na decoração natalina em 2010. Recheando seus ambientes com árvores de Natal, Papais Noéis, seres encantados, presépio e mais de 100 mil lâmpadas, o empreendimento conseguiu um aumento de mais de 30% em suas reservas, sendo que, nos últimos anos, a ocupação chegou a 100%. A decoração foi inteiramente projetada e realizada pela própria equipe do hotel. “Somos focados no lazer e os nossos clientes geralmente são famílias. Então, podemos brincar bastante com a imaginação”, declara a gerente geral. “O resultado é muito gratificante. Hoje temos hóspedes que ligam para pedir que a decoração não seja retirada, pois estão vindo para as férias de verão e querem ver nosso Natal. Neste ano, deixamos tudo no lugar até o dia 18 de janeiro”, conta Cássia. Para completar o clima de magia, durante o mês de dezembro nevava todas as noites durante meia hora. Atrações como queima de fogos, a chegada do Papai Noel e uma ceia especial também contribuíram para tornar a noite de Natal inesquecível para os hóspedes.

Fotos: Filipe Pitz

Foram investidos mais de R$ 50 mil em decoração natalina em 2010 no Fazzenda Park Hotel

34 Christmas News - no 32 - Abril 2011


Decoração corporativa

Um Natal grandioso nas cidades brasileiras Por Maria Claudia Perassoli

Seja por meio de parcerias com grandes empresas, como a árvore da Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, ou investimento próprio, como é o caso da Prefeitura de Natal (RN), o Natal nas capitais brasileiras foi marcado pelo uso de muita luz, bonecos e árvores gigantes, juntamente com shows e apresentações culturais. O investimento cresce e a qualidade da decoração nas ruas aumenta na mesma proporção. “A cada ano, o número de solicitações para a elaboração de projetos de rua aumenta consideravelmente”, afirma Holmes Giacomet, diretor da Estelar Christmas Design. E as empresas de produtos natalinos estão desenvolvendo enfeites que se encaixam perfeitamente na decoração pública, como os de iluminação para postes e fachadas, além de árvores de 10 a 20 m de altura e cenários.

Outros dois pontos turísticos da cidade também receberam patrocínio em sua decoração de Natal. A árvore do Ibirapuera, com 68 m de altura e enfeitada com faixas de LED, foi montada pelo Santander. Na ponte Octavio Frias Filho, a TV Globo e a Telefonica colocaram em sua estrutura mais de 40 mil clusters de LED, que formaram um pinheiro gigante com 138 m de altura e 70 m de largura. Já a Represa Guarapiranga ganhou da Sabesp uma árvore com 56 m de altura, coberta por materiais ecologicamente corretos e por 800 mil microlâmpadas, 560 strobos e cerca de 2.300 metros de flexlights de baixo consumo de energia para a realização de sequenciais de luz.

A Luz & Forma apostou no lançamento de uma linha de bonecos e elementos de fibra de vidro. “Uma de nossas novas peças é um trenó gigante no qual as crianças poderão entrar e serem fotografadas, aumentando a interação entre as pessoas e as peças decorativas”, afirma o sócio-diretor Miguel Simões. Da Estelar, o destaque é a árvore de Natal de 15 m flutuante, que pode ser instalada em lagos ou represas. São Paulo surpreendeu com a passarela na Av. Paulista

Foto: Caio Pimenta

Já nas duas principais cidades do País, a decoração natalina é resultado, na maioria dos casos, das parcerias público-privadas. Em São Paulo, o Banco do Brasil patrocinou uma imensa passarela suspensa sobre a Avenida Paulista, com cenografia especial onde não faltaram bonecos de neve, carrossel, roda-gigante, palhaços, ursos e muitos outros brinquedos que se movimentavam ao ritmo de conhecidas canções natalinas.

A árvore de Natal do Parque Ibirapuera chegou a 68 m de altura À esquerda: a Avenida Paulista, um dos principais cartões postais de São Paulo, foi completamente decorada. O destaque foi a passarela de 800 m², com mais de 50 bonecos, incluindo um Papai Noel deitado de 8 m

36 Christmas News - no 32 - Abril 2011


Decoração corporativa

Prefeitura de Natal (RN) bancou a decoração

Fotos: Canindé Soares

A Prefeitura de Natal (RN) também investiu R$ 3,5 milhões de recursos próprios na iluminação decorativa espalhada por toda a cidade. Foram utilizadas 16.800 lâmpadas de LED na fachada do Palácio Felipe Camarão, sede da Prefeitura de Natal, além de duas árvores: uma com 60 m de altura e 86 mil lâmpadas e a outra com 126 m e 186 mil lâmpadas. A Prefeitura inovou com um desenho em espiral, totalmente iluminado com LED, para compor a árvore do Mirassol, que tornou-se uma das principais atrações. As praças também receberam diversos adornos para os passeios noturnos das famílias e para as apresentações musicais.

Fotos: divulgação Schneider Christmas

O Palácio Felipe Camarão, sede da prefeitura, foi iluminado com 16.800 lâmpadas de LED

Em Natal (RN), a principal atração foi a árvore de Mirassol em espiral, com LED.

Florianópolis investe R$ 1 milhão A Secretaria de Turismo de Florianópolis (SC) investiu R$ 1 milhão na decoração e nos festejos. Esse valor custeou 5 milhões de microlâmpadas iluminando ruas e prédios públicos, como o Palácio Cruz e Souza e a construção da árvore de Natal de 30 m de altura na Avenida Beira-Mar. Desenvolvida pela Schneider Christmas, a árvore tem figuras natalinas como trenzinho, bolas e trenós de isopor de alta densidade, resinado e com pintura, contornados por cordas luminosas de LED, guirlandas em festão verde cravejadas de microlâmpadas de LED verde e, também, laços vermelhos contornados com microlâmpadas de LED vermelho. Para Carlos Alberto Schneider, artista plástico que criou a árvore, na decoração pública “não podem faltar os principais elementos facilmente identificáveis por todo o público, como bolas, fitas, laços e outras figuras tipicamente natalinas”. Para Schneider, as luzes e todas as inovações tecnológicas devem ser usadas, mas é necessário pensar também na visibilidade durante o dia. “Por isso, é preciso trazer figuras e elementos que possam ser apreciados durante o dia, período que contempla o maior fluxo de pessoas”, complementa.

A tradicional árvore de Natal da Avenida Beira-Mar tem 30 m de altura, adornos e placas de microlâmpadas de LED

38 Christmas News - no 32 - Abril 2011


Fotos: Darjan Sanches

Nem só de Carnaval vive Salvador No período do Natal, Salvador (BA) também entra no clima e fica glamourosa com uma iluminação caprichada. Em 2010, o projeto de decoração foi idealizado pela Lumibahia, uma empresa formada pela dupla de lighting designers Márcio e Alexandre Landim. No Natal da capital baiana não faltaram velas, bolas, sinos e, claro, o Papai Noel. Entre os materiais utilizados, estavam as cordas luminosas, microlâmpadas, LEDs, fibras, poliestireno e vinil adesivo. A decoração foi planejada nos mínimos detalhes para trazer luz, movimento, alegria e a magia do Natal à cidade.

Foto: Guto Costa

Salvador, a Meca do Carnaval de rua, entra no clima do Natal

Rio de Janeiro: uma árvore, muitas configurações No Rio de Janeiro, a famosa árvore da Lagoa Rodrigo de Freitas, considerada pelo Guinness Book of Records a maior árvore de Natal flutuante do mundo, foi patrocinada pela Bradesco Seguros. A cenografia da atual edição, que teve 85 metros, relembrou momentos marcantes de temas explorados anteriormente, como anjos e sinos, e apresentou 15 fases de luzes e cores produzidas por meio de 105 quilômetros de mangueiras luminosas (em 2009 foram 52 quilômetros), de 3,3 milhões de microlâmpadas (contra 2,9 milhões em 2009) e de 2.100 strobos – 500 a mais em relação à edição anterior –, que produziram o efeito de estrelas brilhando. São exemplos e números que comprovam o crescente investimento de empresas e Prefeituras na decoração de Natal nas grandes cidades brasileiras. Além disso, sinalizam que o mercado tem muito a crescer.

A árvore na Lagoa Rodrigo de Freitas, assinada por Abel Gomes desde a primeira edição, em 1996, teve 85 m de altura em 2010 e recebeu 105 km de mangueiras luminosas


Festas Sazonais

Quando folia é coisa séria O Carnaval movimenta a economia e eleva as vendas de artigos especializados em até 60% no período que precede a festa mais popular do Brasil Por Milene Spinelli

O País reclama de crise financeira, da política, da falta de segurança e do desemprego. Mas, mesmo diante de tantos problemas, brasileiro que se preza não perde o bom humor - e muito menos o rebolado. Prova disso é o sucesso do Carnaval não apenas entre os foliões, mas, principalmente, entre os fabricantes e varejistas do setor. No período da festa mais popular do País, as vendas de artigos especializados chegam a subir até 60%. Animado por natureza, o

40 Christmas News - no 32 - Abril 2011

consumidor brasileiro resolveu gastar mais com artigos de Carnaval neste ano. Segundo empresários do setor, em 2011 as vendas foram 20% maiores do que em 2010. E para atender a essa demanda crescente, não falta variedade de produtos para agradar a todos os tipos de foliões e de todas as idades. São máscaras, fantasias, plumas, óculos coloridos, chapéus, neons, confetes e serpentinas, entre muitos outros artigos.


Lucro A loja Festas e Fantasias registrou saldo positivo nas vendas desde o começo de fevereiro de 2011, antes mesmo do início do Carnaval. “Nessa época do ano, nosso faturamento aumenta 60%. Para nossa empresa, o Carnaval é a festa mais lucrativa, seguida do Natal, Halloween, Festa Junina e Páscoa”, relata Pierre Sfeir, proprietário da loja e diretor da Univinco, União dos Lojistas da Rua Vinte e Cinco de Março, a famosa rua de comércio popular na capital paulista. Nas lojas Animafest e Festas e Fantasias, o lucro médio é de 100% no varejo. “Dobro o preço dos produtos. Se compro um item por R$ 1,00, vendo por R$ 2,00. Mas há vendedores ambulantes, que ficam nas portas de clubes de Carnaval, que compram de nós e jogam de 200% a 300% a mais no valor dos produtos nas vendas durante o Carnaval”, relata Pierre. Quem compra O reduto mais famoso de itens para festas e Carnaval em São Paulo é a Rua Vinte e Cinco de Março, no Centro da cidade, que atende, diariamente, foliões, passistas, equipes de escolas de samba, prefeituras, decoradores, salões de Carnaval, redes de lanchonetes, lojas de departamentos com decoração de vitrines, restaurantes, boates, discotecas, bufês e até lojas localizadas em outras regiões. A procura é tão grande que algumas lojas não conseguem repor os seus estoques.

O sucesso das vendas também se justifica pela grande variedade de consumidores. “Todo tipo de comércio faz decoração temática de Carnaval e promoções relacionadas ao tema para atrair clientes. E todos eles também compram de nós e de outras lojas da região”, revela Gustavo Rodrigues Lucas, proprietário e diretor da Animafest, rede de lojas de artigos para festas com 21 pontos de comércio e única empresa do ramo associada à Associação Brasileira de Franchising - ABF. A empresa também registrou 20% de aumento nas vendas desse ano, em comparação com os resultados de 2010. Ganha quem se antecipa “O estoque diminui de acordo com os níveis do consumo e, depois, pode não dar tempo de repor o material para as escolas de samba, que estão entre os principais consumidores. Além disso, os brasileiros estão acostumados a fazer muita festa nessa época do ano. Por isso, abastecemos cada loja com estoque de mais de 3 mil produtos. Isso porque o mercado está se profissionalizando e pretendemos abrir dez novas unidades só neste ano”, comemora Gustavo, da Animafest. De acordo com o empresário, o consumidor costuma comprar os produtos cerca de 15 a 20 dias antes do Carnaval, sendo que o forte das vendas acontece na própria semana do feriado. “Como temos


Festas Sazonais

vários canais de vendas, costumamos vender bem no atacado em torno de dois meses antes do Carnaval, e as vendas no varejo começam a deslanchar na semana anterior à data da festa”, diz Gustavo. Já para Pierre Sfeir, proprietário das três unidades da Festas e Fantasias, outra loja forte no segmento de eventos, janeiro é um mês crucial. A partir do dia 10, decoro as lojas e começam a chegar os produtos que já estão encomendados. As vendas aumentam por volta do dia 15 de janeiro, quando o consumidor costuma voltar das férias, e a prefeitura e outros comércios iniciam as cotações de preços de produtos para o Carnaval”, conta o empresário. Para a assessora econômica Kelly Carvalho, da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio), o lojista já deve ter os produtos disponíveis em seu estoque durante o ano todo. “As lojas que atendem diretamente as escolas de samba já fazem uma previsão e se organizam para atender a esse público com antecedência. O consumidor final compra muito próximo da data, principalmente em ruas de comércio popular. Já as vendas dos setores ligados ao Carnaval são diluídas ao longo do ano”, sustenta a assessora. Aumento de contratações Não é à toa que os brasileiros amam o Carnaval. Além do clima de alegria que toma conta do País nessa época do ano, a festa movimenta o comércio, o turismo e colabora até para diminuir o desemprego. A Animafest costuma contratar pelo menos dois novos funcionários por loja no período de vendas para o Carnaval - como são 21 lojas, gera, no mínimo, 42 novos empregos. Já na Festas e Fantasias, o quadro de funcionários aumenta 20% durante o período e os novos colaboradores que se destacam continuam empregados. Variedade de produtos Entre as fantasias, há desde modelos mais requintados, como a de sambista completa, com pedras e plumas, que custa até R$ 1.400,00, até os mais simples, entre R$ 40,00 e R$ 80,00, como os de marinheiro, enfermeira, pirata e personagens infantis. A fantasia feminina mais procurada em 2011 foi a de Alice no País das Maravilhas e, para crianças, de princesas e super-heróis, que custam entre R$ 29,00 e R$ 200,00.

42 Christmas News - no 32 - Abril 2011

“As fantasias infantis vendem muito porque 90% das escolas pedem para os alunos irem fantasiados na sexta-feira de Carnaval, aumentando a procura. Já as mulheres estão apostando em modelos com apelo sensual, como policial e empregada”, comenta Pierre, da Festas e Fantasias. O empresário afirma ainda que os itens mais procurados no estabelecimento são os acessórios, como colares havaianos (vendidos a R$ 3,00 a dúzia) e chapéus de sambistas, por preços que variam entre R$ 10,00 e R$ 14,00. Pierre comenta ainda que os preços também aumentaram: “Vendemos 15 toneladas de confete em 2010 - o saco com 16 quilos custava R$ 100,00 e hoje passou a R$ 140,00. No ano passado, vendemos 50 mil pacotes com uma dúzia de colares de havaiana por R$ 2,80 o pacote, que hoje sai por R$ 3,50. Já a serpentina manteve o mesmo preço, R$ 170,00 a caixa com 50 pacotes (cada um com 20 rolos de serpentina), sendo que vendemos quase 600 mil rolos no ano passado.” Coqueluche do Carnaval 2011 Se em 2010 os produtos em verde e amarelo fizeram um sucesso retumbante, em 2011 foi a vez das celebridades. “No ano passado focamos em produtos nas cores verde e amarela por causa da Copa do Mundo. As empresas do ramo já estavam abastecidas e todo o mercado respirava o clima de Copa. Já em 2011, apostamos nas máscaras de personagens políticos e esportistas, como o deputado federal Tiririca e o jogador Ronaldinho Gaúcho, que acabou não liberando os direitos autorais”, afirma Gustavo, proprietário da Animafest. A febre pelo palhaço Tiririca conseguiu superar a do expresidente Luiz Inácio Lula da Silva nas vendas de máscaras para o Carnaval 2011. Por R$ 7,00 no varejo, a máscara foi a mais vendida. Em segundo lugar na preferência dos consumidores vem a Presidente Dilma Rousseff: foram fabricadas seis mil réplicas do seu rosto. Até hoje, as mais vendidas foram as máscaras de Bin Laden (45 mil), Lula (30 mil) e Fernando Henrique Cardoso (15 mil). Já os ex-candidatos à presidência não fizeram muito sucesso com as máscaras, como José Serra, Marina Silva e a ex-ministra da Casa Civil, Erenice Guerra - juntas, elas só venderam 60 mil exemplares.


Foto: divulgação

vitrine

Kitchens reforça a marca com decoração de Natal Há 47 anos no mercado, a empresa investe sistematicamente na decoração de suas fachadas no período natalino Por Amanda Lissoni

As fachadas da Kitchens, fabricante de móveis personalizados para o público classe A, transformam-se maravilhosamente no Natal. A empresa já decorava o interior de suas lojas desde que foi fundada, em 1963, mas só conseguiu se destacar na paisagem urbana quando começou a dar atenção às fachadas, nos últimos 15 anos. Em 2010, foram investidos cerca de R$ 1,5 milhão para ornamentar todas as unidades da rede. Os projetos dos três principais endereços - Avenidas Brigadeiro Faria Lima e República do Líbano, em São Paulo, e Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro - foram realizados pela 057 Comunicações Visuais. As demais lojas ficaram a cargo da Lumear. A Kitchens não possui uma empresa fixa para realizar suas cenografias e também não costuma especificar temas e materiais. A escolha dos projetos começa quase sempre em abril. “Respeitamos o trabalho das empresas especializadas, pois elas possuem vivência nisso e sabem quais são as tendências. Estão acostumadas a frequentar feiras do setor e têm uma visão completa sobre o assunto”, declara Luciana Romeiro, gerente de Marketing da Kitchens. Soluções diferenciadas para cada loja Embora possuam uma abordagem semelhante, as decorações não são padronizadas, pois cada loja possui uma arquitetura diferente. “Na Faria Lima, temos a vantagem de ter uma marquise que acompanha toda a extensão da fachada da loja, permitindo dispor grande parte da cenografia de Natal na área suspensa. Isso facilita a circulação dos pedestres e melhora a visualização”, afirma a gerente. Nessa unidade foram utilizados bonecos de neve em movimento, vestidos de cozinheiros e segurando rolos de macarrão, pratos e tigelas para reforçar o perfil da loja. “Gosto de colocar personagens com a cara da Kitchens. Acho que isso aproxima a decoração do produto e do segmento em que a empresa atua”, declara Juarez Fagundes, da 057. Cerca de um metro da calçada foi revestido de vegetação artificial que serviu de palco para a cena montada com renas esculpidas e caixas de presentes no mesmo material do piso. Essas caixas receberam luzes e laços de veludo vermelho. Além das tradicionais microlâmpadas, ainda foram utilizados strobos. Duas

44 Christmas News - no 32 - Abril 2011


A fachada da loja foi envolvida com caixas de presentes e renas, além de bonecos de neve vestidos de cozinheiros

grandes esferas douradas e vazadas completam o brilho do Natal juntamente com uma trilha sonora, Papai Noel e gnomos, que conferem o clima lúdico e humanizam a composição. Muitos pontos para a imagem da Kitchens Todo o investimento reflete positivamente na consolidação da marca no mercado e no destaque dado pelos meios de comunicação. “Quando pensamos em Natal, não focamos o público consumidor da Kitchens, pois nosso produto não é de compra por impulso, mas sim, planejada. Por mais bonita que seja a decoração, ninguém vai comprar por causa dela. Nosso investimento nessa área é absolutamente institucional”, afirma Luciana. Uma história de sucesso Fundada por Oswaldo Silva e Aires Tavares, a Kitchens teve seu início com a importação de aparelhos de cozinha, como o cooktop (fogão de mesa) e forno de embutir em parede. Na época, o conceito era tão inovador que, no Brasil, ninguém tinha onde instalar esses produtos. Essa questão foi o fator que determinou a mudança do foco da empresa, que começou a desenvolver bancadas para acomodar esses aparatos, a pedido dos clientes. A demanda por projetos foi tão grande que superou a venda de produtos para cozinha. Em 1972, a Kitchens adquiriu uma fábrica com cerca de 50 mil m², passando do processo semiartesanal para o industrial. Hoje, com 19 lojas espalhadas de norte a sul do Brasil, ainda vende alguns produtos como complemento, mas seu foco principal está na fabricação de móveis. Além de ser líder no setor de cozinhas personalizadas de alto padrão, a empresa expandiu sua atuação para todos os ambientes da casa. Por atender um público muito seleto e trabalhar com produtos sofisticados, todos os serviços são realizados por profissionais da Kitchens, desde a venda até a assistência técnica. “Via satélite, sabemos quais são os profissionais que estão trabalhando em cada casa. Somos muito exigentes nessa área, pois a maioria dos nossos clientes mora em lugares que requerem muitos cuidados. Monitoramos tudo e não terceirizamos para não perder essa segurança”, conta a gerente de Marketing da empresa.


GUIA DE EMPRESAS 057 Comunicações Visuais (11) 3814-2486 A Alvaro Guillermo (11) 5097-3428 Animafest (19) 3213.3247 www.animafest.com.br B Barra Shopping (21) 4003-4131 www.barrashopping.com.br Beatriz Afonso e Ruy Coppola Jr (11) 3614-4976 C Cecília Dale (11) 3716-3760 www.ceciliadale.com.br Cipolatti (11) 4788-4166 www.cipolatti.com.br E Eliane Mendez (11) 2441-3198 e (11) 9377-2201 Elvira Peres (71) 3267-2192

Estelar Christmas Design (11) 5061-6643 www.estelar.com.br

Lumibahia (71) 3015-4747 www.lumibahia.com.br

F Fazzenda Park Hotel (47) 3397-9000 www.fazzenda.com.br

Luz & Forma (47) 3453-2562 www.luzeforma.com.br

Festas e Fantasias (11) 3116-9227 www.festasefantasias.com.br H Harmonia Promoção e Marketing (21) 3151-3267 www.harmoniapromocao.com.br J Julio Camargo (11) 7666-8254 K Karikas Produções (11) 2783-3639 www.karikas.com.br

M Marcelo Sant’Anna (12) 9149-3047 N Nayron Bulhões Junior (11) 8917-4084 P Polen (85) 3224-5528 R Roboarte (11) 2685-4796 www.roboarte.com.br S Shopping Higienópolis (11) 3823-2300 www.patiohigienopolis.com.br

Kitchens 0800-144142 www.kitchens.com.br

Shopping Iguatemi (11) 3816-6116 www.iguatemisaopaulo.com.br

L Lumear (19) 3807-4090 www.lumear.com.br

T Três Fronteiras (45) 3529-6565 www.tresfronteiras.com.br


Christmas_News_32  

Revista especializada, profissional e dirigida à cadeia produtiva do setor de brinquedos, Natal e festas.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you