Page 1

MOMENTOS Informativo da Paróquia São Braz

Edição - Abril/2012 - Ano VII - Nº 99

“Pai, “Pai, se se queres, queres, afasta afasta de de mim mim este este cálice; cálice; contucontudo, do, não não seja seja feita feita aa minha minha vontade, vontade, mas mas aa tua”. tua”. (Lucas (Lucas--22:42) 22:42)

Evangelização, Cultura & Boas Notícias - Distribuição Gratuita


Curitiba.abril.2012 MOMENTOS 2

Voz do Pároco Um leigo foi visitar comunidades africanas. Chegando a uma delas num lugar longinquo de dificil acesso, foi participar da missa dominical. Ao chegar, logo percebeu que era o único branco no meio de tanta gente. Por isso, ficou no fundo da capela rustica, pobre. Com atenção observou as pessoas que entravam, à porta, uma equipe os acolhia e assim iam enchendo a capela. Uma senhora, desta equipe, aproximou-se e o saudou, pedindo que ele fosse sentar-se mais à frente. Começou a missa, ambiente alegre, cantos na língua nativa, acompanhados por instrumentos locais. Havia muita alegria na celebração. O sacerdote, negro celebrava com muito carinho

Expediente e devoção. Quando chegou o momento do ofertório, foi realizado a procissão das oferendas. Seu coração comoveu-se ao ver aquelas pessoas pobres trazendo o fruto de seu trabalho para ser oferecido ao mais pobres e doentes. Entre eles, a senhora que o acolheu, trazendo um cesto sobre a cabeça, cheia de frutas e verduras. Tudo foi colocado sobre o altar e a celebração continuou. Ao término, as pessoas chegaram-se a ele, perguntando de onde vinha, o que fazia, como era sua comunidade paroquial. No meio de tanta efusão de alegria pela acolhida ficou triste ao refletir sobre sua paróquia. Pessoas que mal se cumprimentavam, a dificuldade do sacerdote

em arranjar colaboradores, os pais e mães que não incentivam seus filhos para a catequese, a falha de muitos em relação dízimo, ao serviço social de sua comunidade. Tantas outras coisas passaram pela sua cabeça, principalmente, o que mais deixou triste, a falta de alegria! Ali, ao chegar, vendo pessoas tão simples tão humildes, mas esbanjando simpatia. A alegria das crianças, ao seu redor, fazendo tantas perguntas sobre sua origem, sua família, sua pátria. Pensou no seu íntimo: assim deveriam ser os primeiras comunidades cristãs, acolhendo com intusiasmo os apóstolos, que eles transmitiam o acontecimento de Jesus em suas vidas. Quantas dificuldades passavam:

MOMENTOS Informativo da Paróquia São Braz

R. Antonio Escorsin, 1860 - São Braz - Curitiba/PR FONE/FAX/E-MAIL: (41) 3024-1310 - momentossb@gmail.com Padre Renato

perseguições, prisões, torturas e até a morte. Mas tudo por Jesus, para manter sua fé viva no Deus de amor! Que coragem demonstravam, alimenta pela fé! Refletiu no seu íntimo: o que estamos fazendo pelo nosso bem, pelo bem da Igreja? Retornando, serei capaz de transmitir a alegria, o acolhimento que aqui recebi? Este será meu desafio, que o Espírito Santo me ajude! Paz e Bem!

DIRETOR ESPIRITUAL: Padre Renato Burigo JORNALISTA RESPONSÁVEL: Maria Graciele Muraro - DRT/PR - 8258 TIRAGEM: 16 páginas - 3.000 exemplares COLABORAÇÃO: Todas as Pastorais, Capelas, Movimentos, Amigos, Associações e voluntários. DIAGRAMAÇÃO, ARTE FINAL E PRODUÇÃO: Maria Graciele Muraro

As opiniões e conceitos expressos nas matérias são de responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião deste informativo. Reservamo-nos o direito de publicar ou não textos, fotos ou anúncios recebidos como colaboração, se estes não estiverem dentro da linha editorial.

Horários HORÁRIO DA SECRETARIA - MATRIZ DE 3ª FEIRA À SÁBADO: DAS 08H30 ÀS 11H30 E DAS 13H30 ÀS 17H30. TELEFONE PARA CONTATO: 3024-1310

CAPELA SAGRADA FAMÍLIA: QUARTO DOMINGO DO MÊS: MISSA ÀS 9H GRUPO DE ORAÇÃO MATRIZ: SEXTA-FEIRA: ÀS 20H CAPELA SAGRADA FAMÍLIA: TERÇA-FEIRA: ÀS 20H

CAPELA JESUS CRISTO RESSUSCITADO: QUARTA-FEIRA: ÀS 19H30 (NOVENA N. SRA. PERPÉTUO SOCORRO)

LEGIÃO DE MARIA MATRIZ: TERÇA E QUINTA: ÀS 15H

GRUPO DE JOVENS E ADOLESCENTES MATRIZ: SÁBADO: ÀS 16H

CAPELA SAGRADA FAMÍLIA: QUARTA-FEIRA: ÀS 19H30 (NOVENA N. SRA. PERPÉTUO SOCORRO)

MATRIZ: QUARTA, SEXTA FEIRA E SÁBADO: ÀS 19H

ENCONTRO DE BATISMO ÀS QUARTAS MISSA COM NOVENA E BÊNÇÃO COM O SANTÍSSIMO E IMPOSIÇÃO DAS MÃOS. TERÇA E QUINTA FEIRA: MISSA ÀS 07H DOMINGO: ÀS 07H30, 10H30 E 19H CAPELA JESUS CRISTO RESSUSCITADO: SEGUNDO DOMINGO DO MÊS: MISSA ÀS 9H

MATRIZ: PRIMEIRO SÁBADO DO MÊS: 15H APOSTOLADO DA ORAÇÃO MATRIZ: PRIMEIRA SEXTA-FEIRA DO MÊS: HORA SANTA ÀS 14H, MISSA ÀS 15H E REUNIÃO ÀS 15H30 TERÇOS E NOVENAS MATRIZ - TERÇO DOS HOMENS: TODOS OS DOMINGOS, ÀS 18H

EQUIPE DE LITURGIA MATRIZ: TERCEIRO SÁBADO DO MÊS: ÀS 15H30 OUTROS MATRIZ: PASCOM - TERCEIRA QUARTA-FEIRA DO MÊS: DAS 20H ÀS 21H AA - ALCOÓLICOS ANÔNIMOS: QUARTAFEIRA ÀS 20H


Curitiba.abril.2012 MOMENTOS 3

Grupo Amigos de Jesus

Calendário Litúrgico Por Lucas Borodiak Karas

Convite especial ao jovem paroquiano Você conhece a história da ave Fênix? Segundo a mitologia egípcia, a Fênix é uma ave que, quando percebe que irá morrer, se envolve em seu ninho, montado com incenso e outras ervas aromáticas para ser incinerada pelos raios do sol. Das cinzas, surgiria uma nova Fênix, mais jovem e forte para poder crescer. Por mais que seja um mito, essa história é válida para exemplificar o que foi e o que é hoje o grupo de jovens da nossa igreja São Braz. A nossa igreja possuía um grupo de jovens muito forte. Mas, devido a algumas discussões o grupo acabou se desfazendo. Uma grande perca, pois os jovens são o futuro da nossa comunidade. Mas, usando o exem-

plo da Fênix, talvez, aquele grupo antigo já estava saturado e veio a “morrer”. Mas com ele, das cinzas, um sinal de vida, uma cinza ainda chamuscada, lutava para sobreviver dentro dos corações de alguns integrantes do antigo grupo. A saudade batia. Os encontros em que eles riram, choraram e

conseguiram perceber a presença de Jesus no meio deles fazia falta. E foi esse sentimento que motivou eles a reviver o grupo que, na verdade nunca havia morrido, só estava aguardando o seu momento certo para renascer. Porém, no inicio não foi fácil. Apenas quatro pessoas frequentavam o grupo.

Um número desanimador que por alguns meses se manteve. Mas eles persistiram e Deus recompensou o esforço deles. Aos poucos foram aparecendo pessoas, um tanto acanhadas no inicio, mas ao longo do tempo, se acostumaram e já conversam, como se conhecessem desde a infância. Hoje o grupo conta com treze participantes. E a cada reunião esse número aumenta. Ainda há o que crescer, mas o grupo já demonstrou ter força e o mais importante: união! Mas para crescer, precisamos da ajuda de você jovem! Venha participar do Grupo Amigos de Jesus. Nossa reunião ocorre todo sábado às 16:00h. Tenha toda certeza de que você vai gostar muito.

Dízimo Por Diácono Daniel

Páscoa do Senhor Após a sua Ressurreição, momentos antes de sua Ascensão ao céu, essas foram as palavras de Jesus: “ Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo”. Mt 28,19-20. Amigos paroquianos, essa é a missão que Ele nos confiou! A festa da Páscoa é dia de alegria para todos, nela celebramos a vitória de Cristo sobre a morte. Nós batizados, que cremos e vivemos o Evangelho, chamados a

ser amigos íntimos de Jesus, temos a garantia e a graça para gozarmos dos benefícios de uma Vida Plena em Deus. Jesus passou por essa terra, transbordando amor e misericórdia, exemplo máximo da Lei do amor para com todos, ordenou de maneira explicita as virtudes de como ser um bom cristão. Com simplicidade, inteligência e sábias parábolas, mostrou a todos como chegar ao reino do céu. Fez milagres para que, pela fé, crêssemos que Ele é Divino e por Ele fôssemos salvos, enfim, nos amou até sua última gota de sangue na Cruz e, acima de tudo,

depois de ter cumprido a sua missão, Ressuscitou ao terceiro dia para provar que realmente Ele é o Filho de Deus e, que Deus Pai nos ama tanto que preparou nosso lugar no céu, junto à Sua glória. Por esses e tantos outros motivos tão preciosos que Cristo nos deu, devemos nos alegrar nesse tempo Pascal, e não só nele, mas em todos os dias de nossas vidas. Devemos festejar, mas também com alegria assumirmos nossa coresponsabilidade de cristãos dizimista junto a nossa comunidade. A participação ativa com o dizimo em nossas comunidades precisa ser

com amor, alegria e constante. Não é tarefa fácil, é preciso a presença forte do Espírito Santo em nossos corações, para que através d´Ele possamos, amar incondicionalmente a todos, perdoando e sendo perdoados, amando e sendo amados e continuando sendo fiéis na devolução do dízimo. Jesus subiu aos céus, mas deixou-nos o Paráclito, seu Santo Espírito que nos fortalece na caminhada. Ele sabia que não seria possível caminharmos sozinhos, por isso permanece conosco participando do nosso dia a dia. Deus vos abençoe!

MÊS DE ABRIL/ 2012-ANO B 01/04 – DOMINGO DE RAMOS “OBEDIENTE ATÉ A MORTE, E MORTE DE CRUZ!” Leituras: Mc 11, 1-10; Is 50, 4-7; Salmo 21; Fl 2, 6-11; Mc 15, 1-39. 05/04 – CEIA DO SENHOR “CRISTO SACERDOTE INSTITUI SACRAMENTOS DE AMOR!” Leituras: Êx 12, 1-8. 11-14; Salmo 115; 1Cor 11, 23-26; Jo 13, 1–15. 06/04 – PAIXÃO DO SENHOR “APROXIMAMO-NOS COM CONFIANÇA DO TRONO DA GRAÇA!” Leituras: Is 52, 13-53,12; Salmo 30; Hb 4, 14-16; 5, 7-9; Jo 18, 1-19,42. 07/04 – VIGÍLIA PASCAL “SE MORREMOS COM CRISTO, COM ELE VIVEREMOS!” Leituras: Gn 1, 1-2,2; Salmo 103; Gn 22, 1-18; Salmo 15; Ex 14, 15-15,1; Salmo Ex 15, 1-6. 17-18; Rm 6, 3-11; Salmo 117; Mc 16, 1-7. 08/04 – PÁSCOA DO SENHOR “DEUS O RESSUSCITOU NO TERCEIRO DIA!” Leituras: At 10, 34a. 37-43; Salmo 117; Cl 3, 1-4; Jo 20, 1-9. 15/04 – 2º DOMINGO DA PÁSCOA “O PAI ME ENVIOU, HOJE EU VOS ENVIO!” Leituras: At 4, 32-35; Salmo 117; 1Jo 5, 1-6; Jo 20, 19-31. 22/04 – 3º DOMINGO DA PÁSCOA “JESUS MOSTROU-LHES AS MÃOS E OS PÉS!” Leituras: At 3, 13-15. 17-19; Salmo 4; 1Jo 2, 1-5a; Lc 24, 35-48. 29/04 – 4º DOMINGO DA PÁSCOA “FAZENDO-NOS BONS PASTORES, NÓS NOS SALVAMOS!” Leituras: At 4, 8-12; Salmo 117; 1Jo 3, 1-2; Jo 10, 11-18.

BALANCETE - MOMENTOS Fevereiro 2012 HISTÓRICO Recebimento de Anunciantes Pagamento a Editora (Diagramação, Arte final e impressão - 3000 exemplares) Acumulado Anterior Saldo do Mês Saldo Acumulado

ENTRADA 1.720,00

SAÍDA

1.490,00 6.430,00 230,00 6.680,00


Curitiba.abril.2012 MOMENTOS 4

Pastoral Familiar

Pastoral Social Por Dorvalino José Jankovski

Casais que participaram do encontro de noivos realizado em fevereiro de 2012.

Da esquerda para a direita – Ademir- coordenador da pastoral familiar, Camila, Flavio, Gustavo, Alana, Gislaine, Jonatas, Adriana da pastoral familiar, Priscila e Dorvalino.

A todos os nubentes desejamos felicidades, paz e que Deus os acompanhem todos os dias de suas vidas.

Expresse seu Amor Amor é fogo que arde sem se ver; É ferida que dói e não se sente; É um contentamento descontente; É dor que desatina sem doer. É um não querer mais que bem querer; É um andar solitário entre a gente; É nunca contentar-se de contente; É um cuidar que se ganha em se perder.

Marcia,

Obrigado por estes sete anos de casamento. Enfrentamos dificuldades e juntos superÉ querer estar preso por vontade É servir a quem vence o vencedor, amos barreiras. É ter com quem nos mata lealdade. Obrigado por nossa filha Luísa e pela Mas como causar pode seu favor Nos corações humanos amizade; linda família que Se tão contrário a si é o mesmo formamos. amor? Eu te amo. Com carinho, Marcelo. Luís de Camões

Elizabete Muraro

O bazar foi novamente um sucesso A equipe da Pastoral Social agradece a todos que colaboraram com o bazar realizado no ultimo dia 17 de março. Aos paroquianos que doaram roupas, calçados, utensílios e objetos, o nosso muito obrigado. Agradecemos também a todas as pessoas que vieram participar conosco deste lindo momento de solidariedade. Agradecimento especial aos amigos e (as) envolvidas na preparação e organização do bazar. Que Deus abençoe a todos. O resultado será aplicado nas necessidades da pastoral social.


Curitiba.abril.2012 MOMENTOS 5

Obras e Obreiros Por Graciele Muraro

Vitória do bem Há oito anos, o casal José Carlos Côrtes e Vilma do Rocio Maestrelli Côrtes, foi convidado a conhecer a Creche Jesus Criança. Naquele momento, ao ver o rostinho de cada criança, sentiram a necessidade de colaborar com a instituição. Eles sabiam das dificuldades, mas com o coração aberto se colocam a disposição para ajudar o próximo. Hoje, Vilma e José Carlos são diretores da entidade. Dificuldades A Creche Jesus Criança recebe verba da Prefeitura Municipal de Curitiba. Porém, este dinheiro não é suficiente para manter as cerca de 100 crianças que permanecem no local em período integral, e recebem alimentação, e apoios pedagógico e religioso. “Há necessidade de buscar junto a comunidade outras formas de arrecadação. Mas nossa maior dificuldade, está na burocracia do sistema público. Além de tudo, em

Andrea, Côrtes e Gabriel

virtude da mudança da legislação, a creche a partir de maio deste ano não mais será reconhecida como entidade de assistência social, acarretando em perdas de isenções, aumentando significativamente as despesas mensais”, esclarece o casal. Mas os problemas não desanimam estes bravos voluntários. Se existem pontos negativos, também existem as motivações, as verdadeiras causas deste trabalho tão bonito. “Sabemos da importância e da necessidade de se garantir para nossas crianças um lugar em que elas recebam além de amor e carinho, a orientação pedagógica e religiosa necessária. É o espírito de solidariedade que nos mantêm fortes, e nos motivam a contribuir de alguma forma para ajudar e a servir ao próximo”, conta Vilma. Afinal, como dizem, as crianças são o futuro do país e é necessário que este futuro seja mais

À esquerda, o casal e os pais de Vilma durante o namoro. À direita, Côrtes, Antonia, Orlando e Vilma no dia do casamento

digno e justo. Se você sente o mesmo e sabe que precisa transformar, a Creche Jesus Criança e seus pequenos alunos precisam da sua ajuda. “Atualmente, nossa maior necessidade é recrutar novos voluntários, pessoas realmente envolvidas e que nos ajudem a garantir para as nossas crianças a esperança de um futuro melhor”, o diretor. Como tudo começou Vilma nasceu em Curitiba. Os pais, Orlando e Antonia, foram as grandes referências de vida para ela e os cinco irmãos. “Eles nos ensinaram a importância de

seguirmos e servimos a Deus de modo incondicional. Lembro de nossa infância na casa dos avós, onde toda noite se rezava o terço, se faziam novenas nas casas dos vizinhos próximos. Lembro-me também das inúmeras vezes que nossa família colaborava na organização das festas para o padroeiro da paróquia, São Sebastião. Minha amada mãezinha, que está na Glória de Deus há dois anos, sempre foi a que mais nos incentivava a frequentar as missas de domingo. Para José Carlos, a graça de viver em Cristo também veio da família. Natural de

Apucarana, ele os dois irmãos e os pais, Maria Luiza e Eufrásio, sempre participaram da igreja. Já na infância recebeu estímulos para participar da vida religiosa, ajudando nas missas como coroinha. “O tempo passou e felizmente permanecemos até o hoje com o nosso propósito de sermos obedientes aos propósitos de Deus e servimos a Ele com muito amor”, afirmam. A família “Em 1977, no dia primeiro de maio, eu e o Côrtes nos conhecemos num sarau na Sociedade Danúbio Azul, em Santa Felicidade. No dia 22 de novembro de 1980 nos casamos na Igreja das Mercês. Dia inesquecível, pois reunimos no Restaurante Veneza muitos amigos e todos os nossos familiares. Nossos filhos, Andrea e Gabriel vieram alguns anos de-

pois para completar toda nossa felicidade. A Andrea atua como jornalista numa empresa ligada ao agronegócio e o Gabriel formou-se em Engenharia Elétrica e está morando e trabalhando em São Bernardo do Campo-SP”, conta Vilma. Assim que se casaram, Vilma e José Carlos vieram morar no bairro São Braz. Logo foram convidados por um vizinho a freqüentarem a nossa paróquia. E é uma grande felicidade para nossa comunidade, conviver com pessoas tão queridas e de coração tão solidário. Para a Família Côrtes, “celebrar a Páscoa é relembrar a paixão, a morte e a ressurreição de Cristo que venceu a morte e o pecado. É momento de testemunharmos nossa fé na vida e na vitória do bem”. Que o bem prevaleça sempre e que a fé nunca permita que este belo trabalho realizado junto a creche deixe de existir.


Curitiba.abril.2012 MOMENTOS 6

Dizimistas Aniversariantes de Abril - Matriz Adelmo Alves da Silva ................ 01/04 Francisca Moreira de Oliveira ...... 02/04 Letícia Maria Chicora.................. 02/04 Francisca Strafite de Oliveira ....... 03/04 Luiza Lopes de Andrade ............. 03/04 João Carlos Pereira..................... 04/04 Terezinha de Jesus Toledo ........... 04/04 Luciane Lass .............................. 04/04 Gloria Silvia I. de Morando ......... 04/04 Juliana I Gonçalves Rodrigues ...... 04/04 Rosa Costa ................................ 05/04 Jandira Molinovski ...................... 06/04 Eunice Lopes Machado ............... 06/04 Irena Sikora da Silveira ............... 06/04 Antonio Amadeus Boscardim ..... 07/04 Vera Ap. da Silva Muraro ............ 08/04 Joaquim Carleto ......................... 09/04 Francisco Brair de Campos .......... 09/04 Dilma Araújo Eleutério ............... 09/04 Nelci Aparecida Baratella André .. 10/04 Claudiomiro Alves Muniz ............ 10/04 Maria das Dores D. Correa ......... 11/04 Márcia Gonçalves Andrade.......... 11/04 Antonio Benedito Walter............. 12/04 Augustina Porto ......................... 12/04 Helena Byczkowski ..................... 13/04 Agostinho Esmanhoto ................ 13/04 Dalva Aparecida Movio .............. 14/04 Maria das Dores Silva ................. 15/04 Cezarina Correa Martins ............. 15/04 Altair dos Santos de Farias .......... 15/04 Maria Vieira de Lara Cordeiro ...... 16/04

Annie Paula Marques Zeni .......... 16/04 Suzana Paulut Costa................... 16/04 João Wilson Muraro ................... 17/04 Luiz Henrique Cezari.................. 17/04 Manoela Ap. Bragato ................. 17/04 Dayanne de Oliveira Silva............ 18/04 Regiane .................................... 18/04 Emmy Andrade Santos................ 18/04 Eliza A Lelis Andrade Ribeiro ...... 18/04 Neuza Barbarine de Souza .......... 18/04 Tereza de Jesus Lara ................... 20/04 Evandro Adriano de Mira ............ 20/04 Inês dos Santos ......................... 20/04 Wilza Regina dos S. Frazão ......... 22/04 Helena Zaroliski Gabriel ............. 23/04 Maria Cristina Brum ................... 23/04 Maria Aparecida Barbarine .......... 23/04 Laides Masutti ........................... 23/04 Zeni Batista dos Santos .............. 24/04 Marzareth Ap. da Silva Hubert .... 25/04 Madalena Pereira Pires ............... 25/04 Antônio Jorge Hubert ................. 25/04 Luiz Carlos Ingles Teixeira ........... 26/04 Rudi José Zem .......................... 26/04 Lucas B. Karas ........................... 26/04 Helena Serafim Alves da Cunha ... 27/04 Orlando Oscar Lemos................. 29/04 José Demaxe ............................. 29/04 Nelson C. Lukaszewski .............. 30/04 Sérgio Luiz Laskoski ................... 30/04 Milton Bento ............................. 30/04 Agostinho Godói ....................... 30/04

A Paróquia de São Braz parabeniza os Dizimistas aniversariantes do mês de Abril! “Dízimo, bênção para quem entendeu a lei de Jesus: amar a Deus e aos irmãos”.

Aniversariantes de Casamento Abril - Matriz Paulo Roberto T. Coloniezie Sumaya Sato B. Coloniezi ..................................... 05/04 Jair Candido Pinto e Maria Helena Costa Pinto ................................................. 05/04 Antonio Amadeus Boscardim e Ilse Boscardim ................................................. 08/04 Osnei Garanhani e Maria Salete Garanhani ...................................................... 11/04 Sebastião Machado de Freitas e Leonor Martins de Freitas ................................. 12/04 Silvestre Sikora e Denise Alice Sikora .............................................................. 12/04 João Ferreira do Prado e Berenice Ferreira do Prado ......................................... 13/04 Sandro Pozza e Adriana B. Pozza ................................................................... 19/04 Ademir Paula de Lara E Lourdes de Almeida de Lara ......................................... 22/04 Celso Floriano Kalinoski e Zélia Stella Kalinoski ................................................ 22/04 Antonio Carvalho e Ivete de Morais Carvalho .................................................. 24/04 Arnaldo Signoratti e Cyrlei D. Signoratti .......................................................... 25/04 Carlos Eugênio Alves de Cunha e Helena S. Alves da Cunha .............................. 26/04 Orlando Oscar Lemos e Teresinha de Fátima V. Lemos ...................................... 29/04 Julio Cezar Fidelis e Ivone Polli ....................................................................... 29/04 Cícero Donadeli e Roseli do Rocio Boscardin Donadeli .................................... 29/04 Osvanil da S. Lima de Azevedo e Derli de Azevedo .......................................... 30/04 Eventuais erros de datas de aniversário, procurar a secretaria paroquial na Matriz.

Humor

Pontinhos O que é um pontinho preto no cantinho da sala? R: uma formiga de castigo. O que é um pontinho verde na Antártica? R: Um pingreen. O que são oito pontinhos vermelhos piscando alternadamente? R: Uma aranha com tênis de luzinhas. O que é um pontinho vermelho na salada? R: Uma ervilha prendendo a respiração. O que é um pontinho brilhante em uma vaca? R: Um carrapato de aparelho.

Adivinhas Qual é o fim da picada? Quando o mosquito vai embora... O que o porco-espinho perguntou ao cacto? É você, mamãe? O que o Cebolinha faz quando dorme? Lonca. Qual é o bicho que anda com as patas? O pato. Onde é que dorme o relógio? No quarto de hora. Por que a Chita ficou zangada com o Tarzan? Porque ele é amigo da onça!


Curitiba.abril.2012 MOMENTOS 7

Pastoral da Comunicação

Pastoral Familiar Por Dorvalino José Jankovski

Eclesiático 30 A Pastoral Familiar como não pode deixar de ser preocupada com a formação de nossos filhos fez uma discussão sobre o texto do Eclesiático 30 que fala sobre a educação dos filhos e partilha com a comunidade este texto tão rico. 1. Aquele que ama seu filho repreende-o com freqüência, para que se alegre com isso mais tarde, e não tenha de bater à porta dos vizinhos. 2. Aquele que dá ensinamentos a seu filho será louvado por causa dele, e nele mesmo se gloriará entre seus amigos. 7. Aquele que estraga seus filhos com mimos terá que lhes pensar as feridas; a cada palavra suas entranhas se comoverão. 11. Não lhe dês toda a liberdade na juventude,

não feches os olhos às suas extravagâncias: 13. Educa o teu filho, esforça-te (por instruí-lo), para que te não desonre com sua vida vergonhosa. E nós família, eu pai vocês pais e mães como estamos educando nossos filhos? Os nossos filhos nos olham e muitas vezes como nos vêem? Como pais maus, ou somos para eles pais muito bons. Para sabermos temos que ver através dos olhos de filhos que um dia nós fomos, ou ainda somos. Quantas vezes nós filhos ficávamos com raiva dos nossos pais, porque eles não nos deixavam sair à noite, queriam conhecer nossos amigos, amigas. Várias vezes nos disseram que aquela pessoa não era uma boa companhia. Ou

que aquele lugar onde nós queríamos ir não era seguro. Naquela época nossos pais eram maus. E nós pensávamos com seria bom se eles permitissem tudo. Mas hoje com a missão sob nossa responsabilidade, que bom que nossos pais formam assim. Não permitiram tudo, impuseram limites. Hoje nós pais precisamos agir da mesma forma. Sermos firmes em nossas decisões para não choráramos o amanhã, perdendo um filho para o mundo..” Mais uma vez reforçamos o convite de que as famílias recebam a capelinha da Sagrada Família. Façam esta experiência e partilhem conosco da pastoral, este testemunho poderá ser feito via email ou carta. Dê seu testemun-

ho, muitas outras pessoas serão arrastadas à Graça de Deus! Quem quiser levar a capelinha, por favor, entre em contato conosco após a missa. A sagrada família com certeza ficará muito feliz em visitá-los. Pode vir mais de uma família que ela visitará a todos. Também gostaríamos de fazer um convite a todos, para participar desta pastoral familiar. Faça uma experiência venha em uma reunião que acontece todo 2º sábado de cada mês às 15 horas. Com certeza quem vier vai gostar. Quem quiser maiores informações pode vir falar conosco após a missa, ou tem também nossos e-mails no mural ali na frente da igreja. Desde já agradecemos.

Comemorações

Dia do Índio

Tiradentes

O dia 19 de abril é lembrado como dia do Índio, devido a um acontecimento ocorrido em 1949 no México, no qual diversas lideranças indígenas resolveram participar do Primeiro Congresso Indigenista Interamericano. Preocupados que suas reivindicações não fossem ouvidas pelos “homens brancos” no congressos os indígenas não compareceram nos primeiros dias do evento. Durante o evento foi criado o Instituto Indigenista Interamericano, que tem como objetivo principal cuidar dos direitos dos indígenas na América. O Brasil não aderiu imediatamente ao instituto, mas após a intervenção do Marechal Rondon apresentou sua adesão e instituiu o Dia do Índio no dia 19 de abril.

Líder da Inconfidência Mineira, Joaquim José da Silva Xavier, conhecido como Tiradentes, nasceu na Vila de São Jose Del Rei (atual cidade de Tiradentes, Minas Gerais) em 1746. Tiradentes pode ser considerado um herói nacional. Lutou pela independência do Brasil, num período em que nosso país sofria o domínio e a exploração de Portugal.O movimento da Inconfidência Mineira, liderado por Tiradentes, pretendia transformar o Brasil numa república independente de Portugal. Com poucas influências econômicas e políticas, foi condenado a forca e executado em 21 de abril de 1792.

Fonte: Site Mundo das Tribos

Regina Mazuroski, coordenadora

Amigos leitores! É com alegria que nós da equipe da Pascom agradecemos a todos o apoio que temos das pastorais, capelas, associações, movimentos e amigos que nos enviam mensalmente artigos para a elaboração do Informativo Momentos. Agradecemos aos nossos amigos anunciantes que contribuem mensalmente para a manutenção do Informativo, muito obrigado pela confiança! Também aos nossos queridos leitores que prestigiam o informativo e com sua ajuda tornam possível que as informações cheguem a todos os lares do bairro de São Braz. Queremos continuar contando com a fiel colaboração de todos, pois estamos bem próximos da edição número 100. Que Deus os abençoe sempre! Amém.

Programação

Semana Santa 1º de Abril - Domingo de Ramos - Domingo de Ramos. Horário: 07h30 haverá a benção dos ramos e as 10h30 haverá a benção dos ramos com procissão. Atenção: A benção dos Ramos será realizada somente nas celebrações das 07h30 e 10h30. Na missa das 19h00, haverá ramos bentos para distribuição. 2 de Abril - Segunda-feira - Não há programação. 3 de Abril - Terça-feira - Missa normal, às 07h00. 4 de Abril - Quarta-feira - Missa com Novena à N. S. do Perpétuo Socorro às 19h00. 5 de Abril - Quinta-feira Santa - Missa da Instituição da Eucaristia. A celebração será seguida da Adoração ao Santíssimo, intercalada por grupos de oração, início às 20h00. Acompanhe a programação específica a ser divulgada. 6 de Abril - Sexta-feira Santa - Celebração da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, adoração à Santa Cruz às 15h00 - Via Sacra Solene às 20h00. 7 de Abril - Sábado de Aleluia - Benção dos Alimentos às 15h00 -Procissão das Velas, Benção do Fogo, Celebração da Vigília Pascal às 19h00. 8 de Abril - Páscoa - Celebração da Ressureição de Nosso Senhor. Missas normais às 07h30, 10h30 e 19h00.

Fonte: Site Tiradentes

GRUPO NOVO VIVER PARÓQUIA SÃO BRAZ R. Antônio Escorsin, 1860 Reuniões todas as Quartas-Feiras as 20:00h Os Grupos Familiares Al-Anon são uma associação de parentes e amigos de alcoólicos que compartilham sua experiência, força e esperança, a fim de solucionar os problemas que têm em comum. A família pode fazer muito para se ajudar, quer o alcoólico procure ajuda ou não.


Curitiba.abril.2012 MOMENTOS 8

Festa de São Braz - Parte II Na edição passada do Informativo Momentos você acompanhou a primeira parte das imagens realizadas na Festa de São Braz. Nesta edição você verá novas fotos, agora dos voluntários que tornaram a festa possível. A Paróquia agradece a participação de todos.


Curitiba.abril.2012 MOMENTOS 9

Missa da Penitência Nesta quaresma, nas sextas-feiras, a Paróquia de São Braz rezou a missa da penitência, sempre às 6h. Com boa participação dos paroquianos, também recebeu fiéis das paróquias vizinhas. e foi muito bom poder, junto com a comunidade, ajudar Jesus a carregar a cruz. Por Ademir Muraro


Curitiba.abril.2012 MOMENTOS 10

Jurídica

Anunciante do mês

Direitos do consumidor Tempo máximo de espera em filas de bancos e supermercados Prezados amigos e amigas, muito me agrada tratar de temas acerca dos direitos do consumidor, e as razões para isso são várias, dentre elas destaco o fato que todos nós, sem exceção, somos na maior parte do tempo consumidores, seja de algum produto ou serviço, da mesma forma, muitas vezes tais produtos e serviços não nos agradam ou não são prestados de uma forma digna para o cidadão. Diante disso, trago a tona um tema de muita relevância, o “tempo máximo de espera em filas de bancos e supermercados”, pois acredito que a maioria de nós já sofreu algumas vezes naquelas filas imensas, esperando para ser atendido ao fazer compras ou operações bancárias. O que a maioria dos cidadãos de nossa cidade e de nosso Estado não sabe é que existem leis que prevêem limites máximos de tempo de espera para o atendimento ao público nesses locais. A Lei Municipal nº 10.283/2001, vigente somente no âm-

bito do município de Curitiba, e a Lei Estadual nº 13.400/2001, que abrange todo o Paraná, determinam que o tempo máximo de espera para atendimento nas filas bancárias e filas de supermercados é de 20 (vinte) minutos em dias normais e de 30 (trinta) minutos em véspera ou após feriados prolongados, bem como em dias de pagamento de servidores públicos (trecho último somente válido em Curitiba). Ademais, além disso, é garantido também o atendimento prioritário e exclusivo nesses locais a pessoas idosas, estas maiores de 60 anos, gestantes, portadores de deficiência física e pessoas com crianças de colo, devendo inclusive ser reservado para tal, no mínimo, 15 (quinze) assentos, sendo que a senha deverá ser

numérica, possibilitando a pessoa em questão aguardar sentada. O estabelecimento que descumprir tais normas será multado e poderá ter até seu alvará cassado. Ocorre na prática, que no dia a dia vemos que tais direitos dos consumidores e acima de tudo cidadãos, estão sendo desrespeitados, uma vez que várias agências bancárias fazem seus clientes esperarem por longos períodos para serem atendidos, bem como temos que enfrentar extensas filas em supermercados, principalmente nos horários de maior movimento. Ademais, a grande maioria dos Hipermercados e demais comércios do ramo, não dispõe de nenhum assento próprio para as pessoas com atendimento preferencial, ou quando existem, são em

número insuficiente, tampouco fornecem senha numérica para atendimento ao cliente. Atualmente, o entendimento predominante em nossos Tribunais é no sentido de que a espera excessiva em filas de bancos, desde que comprovadamente, acarreta danos morais. Assim, é dever de todos, sociedade e governo, fiscalizar o cumprimento das Leis, primeiramente oportunizando o conhecimento destas, bem como denunciando as irregularidades ao Procon e através da Central 156. Iniciativas simples, como o cumprimento e fiscalização dos direitos do cidadão podem tornar a sociedade um ambiente muito mais justo e agradável para todos. Dr. Atilio Bovo Neto OAB/PR nº 56.237

A partir desta edição você irá acompanhar mensalmente a coluna Jurídica, desenvolvida pelo advogado Atilio Bovo Neto.

Por Graciele Muraro

Bellas

Esqueça a correria no dia daquele evento especial. A Bellas veio para otimizar seu tempo e facilitar sua vida, pois é salão de beleza e locação de trajes no mesmo lugar. Ou seja, você sai do salão pronta pra festa. A Bellas está no mercado há quatro anos, mas a sete meses no endereço atual. A proprietária, Rosana dos Santos, sempre trabalhou com beleza, primeiramente como manicure em outros salões. Foi a pedido das clientes que Rosana decidiu fazer cursos para se aprimorar como cabeleireira e abrir seu próprio negócio. O salão oferece todos os cuidados que você merece incluindo massagem, limpeza de pele e depilação. Quem deseja fazer locações vai encontrar variedade de trajes e tamanhos que vão do PP ao Extra G, além de modelos masculinos e infantis. Para os próximos meses a Bellas trará novidades. “Iremos ampliar os modelos para noivas e debutantes. Além de oferecer o Dia da Noiva”, revela Rosana. A empresa também possui parcerias com outros profissionais, como DJ, cerimonial, decorador, foto e vídeo e Buffet para sua festa ser completa. A Bellas funciona às segundas-feiras das 13h30 às 19h e de terça-feira a sábado das 9h às 19h.


Curitiba.abril.2012 MOMENTOS 11

Santo do Mês Tayanne Tavares Muniz

2 de abril - São Francisco de Paula

Tiago era um simples lavrador que extraia do campo o sustento da família. Muito católico, tinha o costume de rezar enquanto trabalhava, fazia seguidos jejuns, penitências e praticava boas obras. Sua esposa chamava-se Viena e, como ele, era boa, virtuosa e o acompanhava nos preceitos religiosos. Demoraram a ter um filho, tanto que pediram a são Francisco de Assis pela intercessão da graça de terem uma criança, cuja vida seria entregue a serviço de Deus, se essa fosse sua vontade. E foi o que aconteceu: no dia 27 de março de 1416, nasceu um menino que recebeu o nome de Francisco, em homenagem ao Pobrezinho de Assis. Aos onze anos, Francisco foi viver no convento dos franciscanos de Paula, dois anos depois vestiu o hábito,

mas teve de retornar para a família, pois estava com uma grave enfermidade nos olhos. Junto com seus pais, pediu para que são Francisco de Assis o ajudasse a ficar curado. Como agradecimento pela graça concedida, a família seguiu em peregrinação para o santuário de Assis, e depois a Roma. Nessa viagem, Francisco recebeu a intuição de tornar-se um eremita. Assim, aos treze anos foi dedicarse à oração contemplativa e à penitência nas montanhas da região. Viveu por cinco anos alimentando-se de ervas silvestres e água, dormindo no chão, tendo como travesseiro uma pedra. Foi encontrado por um caçador, que teve seu ferimento curado ao toque das mãos de Francisco, que o acolheu ao vê-lo ferido. Depois disso, começou a receber vários discípulos desejosos de seguir seu exemplo de vida dedicada a Deus. Logo Francisco de Paula, como era chamado, estava à frente de uma grande comunidade religiosa. Fundou, primeiro, um mosteiro e com isso consolidou uma nova ordem religiosa, a que deu o nome de “Irmãos Mínimos”. As

Regras foram elaboradas por ele mesmo. Seu lema era: “Quaresma perpétua”, o que significava a observância do rigor da penitência, do jejum e da oração contemplativa durante o ano todo, seguida da caridade aos mais necessitados e a todos que recorressem a eles. Milhares de homens decidiram abandonar a vida do mundo e foram para o mosteiro de Francisco de Paula, por isso teve de fundar muitos outros. A fama de seus dons de cura, prodígios e profecia chegou ao Vaticano, e o papa Paulo II resolveu mandar um comissário pessoalmente averiguar se as informações estavam corretas. E elas estavam, constatou-se que Francisco de Paula era portador de todos esses dons. Ele previu a tomada de Constantinopla pelos turcos, muitos anos antes que fosse sequer cogitada, assim como a queda de Otranto e sua reconquista pelos cristãos. Diz a tradição que os poderosos da época tinham receio de suas palavras proféticas, por isso, sempre que Francisco solicitava ajuda para suas obras de caridade, era prontamente atendido.

Quando não o era, ele dizia que não deviam esquecer que Jesus dissera que depois da morte eles seriam inquiridos sobre o tipo de administração que fizeram aqui na terra, e só essa lembrança era o bastante para receber o que havia pedido para os pobres. Depois, o papa Sixto IV mandou que Francisco de Paula fosse à França, pois o rei, Luís XI, estava muito doente e desejava prepararse para a morte ao lado do famoso monge. A conversão do rei foi extraordinária. Antes de morrer, restabeleceu a paz com a Inglaterra e com a Espanha e nomeou Francisco de Paula diretor espiritual do seu filho, o futuro Carlos VIII, rei da França. Francisco de Paula teve a felicidade de ver a Ordem dos Irmãos Mínimos aprovada pela Santa Sé em 1506. Ele morreu aos noventa e um anos de idade, no dia 2 de abril de 1507, na cidade francesa de Plessis-les-Tours, onde havia fundado outro mosteiro. A fama de sua santidade só fez aumentar, tanto que doze anos depois, em 1519, o papa Leão X autorizou o culto de são Francisco de Paula, cuja festa litúrgica ocorre no dia de sua morte.

Outros Santos do mês de Abril 1. São Hugo de Grénoble, São Valério, B. Ludovico Pavoni. 2. São Francisco de Paula, Santa Maria do Egito “A Egípcia”, S. Abôndio. 3. São Ricardo de Chichester, São Luís Scrosoppi, São Xisto I. 4. Santo Isidoro de Sevilha, B. Francisco Marto, São Caetano Catanoso. 5. São Vicente Ferrer, Santa Maria Crescencia Hoss, Santa Irene. 6. São Marcelino de Cartago, Mártir, Juliana de Liège Bem-aventurada. 7. São João Batista de La Salle, São Germano José. 8. Santa Júlia Billiart, São Guálter, Confessor. 9. Santa Valdetrudes, Viúva - Santa Maria de Cléofas. 10. Stos Terêncio .., Sta Madalena de Canossa, S. Macário da Antioquia 11. Santa Gema Galgani, Santo Estanislau, B. Helena Guerra. 12. São Vítor de Braga, Mártir, São Júlio I Papa, São José Moscati. 13. São Hermenegildo, Mártir, Santa Ida, São Martinho I Papa. 14. Santa Ardalião, Mártir, Santa Liduína (Lidvina), São Benezet . 15. São Crescêncio, Mártir,

César de Bus Bem-aventurado. 16. São Benedito José Labre, Santa Bernadete Soubirous. 17. Santo Aniceto, Papa , São Roberto de Turlande. 18. Santo Apolônio, São Galdino, B. Maria da Encarnação. 19. São Leão IX Papa, Santo Expedito, Santa Ema da Saxônia 20. Santa Inês de Montepulciano, São Teoldoro. 21. Santo Anselmo, Santo Apolônio, São Conrado de Parzham. 22. São Sotero, Papa e Mártir - São Caio, Papa. 23. São Jorge, Mártir e Santo Adalberto. 24. São Fidelis de Sigmaringa, São Bento Menni, Sta Maria Eufrásia Pell., 25. São Marcos Evangelista. 26. Nossa Senhora do Bom Conselho e Santo Anacleto Papa e Mártir. 27. Santa Zita, Virgem. 28. São Luís Maria Grignion de Montfort, Santo Agapito I Papa, Santa Joana Baretta Molla, São Pedro Chanel 29. Santa Catarina de Sena, São Pedro de Verona. 30. São Pio V, Papa e Confessor, São José Benedito Cotolengo.


Curitiba.abril.2012 MOMENTOS 12

Missa

Catequese

Missa dedicada a São José

Sandra Maria Valério Tokikawa

Momentos preciosos da catequese

Catequizandos e catequistas fazem Via Sacra no pátio da Igreja.

Catequistas no primeiro dia de formação, nos cursos da arquidiocese.

Oração a São José A vós São José, recorremos na nossa tribulação, e depois de ter implorado o auxílio da vossa Santíssima Esposa, cheios de confiança, solicitamos o vosso patrocínio. Por esse laço sagrado de caridade que vos uniu à Virgem Imaculada Mãe de Deus, e pelo amor paternal que tivestes para com o Menino Jesus, ardentemente suplicamos que lanceis um olhar benigno à herança que Jesus Cristo conquistou com o seu Sangue, e nos assistais, nas nossas necessidades, com o vosso auxílio e poder. Protegei, oh! guarda providente da Divina Família, a raça escolhida de Jesus Cristo; Afastai para longe de nós, oh! Pai amantíssimo, a peste do erro e do vício; assisti-nos do alto do céu, oh! nosso fortíssimo sustentáculo, na luta contra o poder das trevas; E, assim como outrora salvastes da morte a vida ameaçada, do Menino Jesus assim também defendei agora a Santa Igreja de Deus contra as ciladas dos seus inimigos e contra toda a adversidade. Amparai a cada um de nós, com vosso constante patrocínio, a fim de que a vosso exemplo e sustentados com o vosso auxílio, possamos viver virtuosamente, piedosamente morrer, e obter no Céu a eterna bem-aventurança. Amém.

Celebração penitencial da crisma

Foi um momento especial em preparação próxima ao sacramento, aconteceu dia 27.03, para bem celebrar a Páscoa. Estavam presentes familiares, catequizandos e catequistas. Contamos com a participação do animador Alex e um novo catequista, o Wilson, que tem trabalhado com jovens aos domingos (foto abaixo, a esquerda). Deus abençoe nossa comunidade!!!


Curitiba.abril.2012 MOMENTOS 13

Paróquia Nossa Senhora do Bom Conselho

Missão de conhecimento da comunidade Paroquial Queremos conhecer quem somos e quantos somos em nossa nova comunidade Paroquial. Estamos fazendo um trabalho missionário de visita a todas as famílias realizado por leigos e leigas e ao mesmo tempo realizando uma pesquisa. Queremos conhecer nossos irmãos paroquianos... Para isto, receba nossos irmãos missionários e responda o questionário para nosso levantamento de dados. A missão de Jesus foi confiada à igreja e hoje continuamos esta mesma missão em nossa paróquia em sintonia com a igreja do Brasil e com nossa arquidiocese. Esta missão nunca vai parar. Eis o nosso desafio. Por isso venha juntar-se a nós neste importante trabalho missionário, não importa a sua idade o importante é sua ajuda. Venha somar conosco, sua ajuda e indispensável para a conclusão deste importante trabalho. SEJAM BEM VINDOS IRMÃOS EM CRISTO JESUS. Por Maria Aparecida Previati

CONVITE Catequese de adulto (catecumenato). Paróquia Nossa Senhora do Bom Conselho. As pessoas maiores de 18 anos que gostariam de se preparar para quaisquer dos sacramentos (Batismo, Primeira Eucaristia ou Crisma), poderão participar de encontros que estarão acontecendo após a missa de sábado. Por volta de 19:00 horas. Informações com a D. Cida ou Odacir, ou ainda na Secretaria Paroquial (30894485) Estamos aguardando você, caro irmão!!!

Notícia

Homenagem a Maria leva milhares de cristãos e muçulmanos a Itaipu

A hidrelétrica de Itaipu transformou-se dia 24 de março no maior centro de integração étnico-cultural e religioso da América Latina. O encontro “Maria, exemplo para todos nós”, promovido pela Pastoral da Criança Internacional e comunidade islâmica e árabe de Foz do Iguaçu, reuniu cerca de 3 mil pessoas, do Brasil, Paraguai e Argentina, no Mirante do

Vertedouro da usina. Autoridades políticas e religiosas dividiram o mesmo palco e destacaram a vida de Maria – mãe do filho de Deus, para os cristãos, e mãe do profeta Jesus, para os muçulmanos – como exemplo de integração dos povos. Sete tendas temáticas e um espaço para meditação foram montados para atender o público. Entre os presentes compareceram o secretário geral do Comitê do Diálogo Cristão Muçulmano, Mohammad Sam-

mak; o cardeal e arcebispo emérito de Salvador, dom Geraldo Majella Agnelo; o vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom José Belisário da Silva; o guia religioso da Sociedade Beneficente Islâmica de Foz do Iguaçu, xeque Muhamad Jaafar Khalil; a coordenadora nacional da Pastoral da Criança, irmã Vera Lúcia Altoé; e o coordenador da Pastoral da Criança Internacional, Nelson Arns Neumann. No Alcorão, livro sagrado do Islã, Maria é mencionada 34 vezes como exemplo de mulher, à frente das citações de Jesus, que

aparece no texto em 25 ocasiões. O “hijab”, véu usado pelas muçulmanas, foi adotado pela religião por influência do traje de Maria. Para selar o espírito de união entre os povos, Mohammad Sammak entregou duas imagens de Maria para o arcebispo emérito de Salvador, dom Geraldo Majella Agnelo, e para o vice-presidente da CNBB, dom José Belisário da Silva. “Agradeço, muito comovido, a Deus, nosso Pai, que nos deu essa demonstração do seu amor unindo muçulmanos e cristãos”, disse dom Geraldo. Fonte: Site CNBB


Curitiba.abril.2012 MOMENTOS 14

Legião de Maria Gemma Lucca Escorsin

Páscoa - A vida triunfou Todo o ser humano faz a experiência diária da vida e da morte. Já ao nascer, a criança faz a primeira experiência de vida. É o primeiro grande desfio, que se prolongará por toda a sua passagem neste mundo. Jesus também fez esta experiência em sua vida . Jesus passa a vida fazendo o bem aos pobres, aos oprimidos, aos excluídos, perdoa os pecadores. Fala do perdão, prega o amor, ensina a misericórdia, a justiça, a partilha. Este seu modo de agir não agradou aos poderes constituídos da época que tudo fizeram para eliminar o homem de Nazaré. De nada valeram o cinismo e a ironia de Pilatos e Herodes que, maldosamente, o condenaram à morte e morte na Cruz. Na Cruz, Jesus imerso em sofrimento, abre Seu Coração , derramando Seu amor e Sua misericórdia sobre aqueles que O crucificaram. Suplica ao Pai por aqueles que O maldizem, O rejeitam e O pregam na Cruz. Morre , perdoando e abençoando. Jesus ressuscitado é a Boa Notícia do amor que vence o mal. É o grande dia da Vitória sobre a morte, o amanhecer para a eternidade. “ PÁSCOA “ é a certeza da vida, da vitória, da esperança, do poder de Deus sobre tudo o que parecia uma grande derrota. Jesus venceu, triunfou e nos dá uma grande lição de vida pois nos faz perceber que o fracasso aparente não será eterno para quem acredita. Nós legionários (as) e todo o povo cristão, somos levados a refletir que: - A Semana Santa nos recorda, em suas celebrações, a PAIXÃO, a MORTE e a RESSURREIÇÃO de Jesus Cristo. Iniciamos esta semana com a celebração da estrada triunfal de Jesus em Jerusalém, no domingo de Ramos, quando JESUS é recebido como um rei mas que, os mesmos que o receberam com festa, depois o condenaram à morte. - Na QUINTA-FEIRA SANTA – com a celebração da Ceia do Senhor, a Igreja dá início ao TRÍDUO PASCAL . Nesta Missa se comemora a última Ceia de Jesus com os apóstolos e a instituição da EUCARISTIA. - Na SEXTA-FEIRA SANTA – é celebrada a solene Ação Litúrgica comemorativa da Paixão e Morte de Jesus Cristo. É celebrada às 15 horas, horário em que Jesus foi morto. - No SÁBADO SANTO – A Vigília pascal é a grande celebração feita em memória da Ressurreição de Jesus. Na manhã da Ressurreição, Deus Pai confirmou o Seu “sim” à vida que alcança pleno triunfo sobre a opressão da morte. Em todos estes momentos, o destaque maior deve ser dado à vida, à Ressurreição de Jesus e sua vitória sobre a morte. ELE não é um derrotado. É o Filho de Deus que enfrentou corajosamente as circunstâncias adversas criadas pelo ódio de seus adversários. Não recua, não se rende, mantém coerência e fidelidade até o fim. Cristo Ressuscitado está presente no meio de nós. - Lembremos que MARIA , Mãe de Jesus, lá estava ao lado do Filho em todos os momentos e como prova de um imenso amor, na pessoa de João, Jesus nos deu Maria como nossa Mãe. Desejamos a todos uma FELIZ E SANTA PÁSCOA! SALVE MARIA!

Saúde

Saúde = Gratidão + Boa Alimentação + Conexão + Amor Estamos ouvindo muito sobre a saúde, assunto da Campanha da Fraternidade 2012.

Este assunto está sendo focado pela CNBB, trazendo como Tema, exatamente para que possamos fazer uma reflexão sobre como vai a nossa saúde e como vai o atendimento à saúde. Vamos tentar focar a atenção para o que nos compete como indivíduo, cidadãos comuns, para mantermos a nossa saúde de forma integral: saúde física, do nosso corpo, saúde emocional, do nosso sentimento, saúde mental, do nosso pensamento e da saúde espiritual, nossa conexão com Deus. Pois então, algumas dica simples que você já conhece, mas vai como lembrete: 1- Gratidão por tudo que somos, temos, fazemos e compartilhamos. Tudo significa, tudo

mesmo, bons, nem tão bons e mesmo os muito duros e desafiantes. 2- Escolher bem os alimentos, os mais frescos e os da época. Se tiver quintal, plante algo para levar direto da sua horta para a mesa. Bom para o corpo e também para sua alma, o plantio como exercício ( quem mexe com a terra que o diga!) 3- Mastigar bem os alimentos, saboreando cada colherada com os olhos, nariz, boca e com o coração, dizendo: que delícia, está saboroso, cheiroso, estalando a língua, inclusive. Quem preparou a comida, ficará muito feliz também! 4- Se você mastigar

bem, não sentirá necessidade de ficar tomando líquido no meio da refeição para empurrar o alimento, a própria saliva dará conta de umedecer o alimento, formando o bolo alimentar mais fácil de ser mastigado, engolido e digerido pelo estômago. Precisamos lembrar que só temos dentes na boca, no estômago, não! 5 Pense em algo que

você gosta de fazer como hobby (jogar bola, viajar, pescar, passear, papear, dançar, cantar, pintar) e veja se tem feito algo pelo menos 1 vez por semana. Isto seria um alimento para a alma. São os alimentos dos quais se lembra com prazer, revivendo cada vez que comenta com alguém. 6- Pense como anda a sua ansiedade gerada por raiva, medo, insegurança, angústia, culpa, preguiça, tristeza...Pense em transformar em sentimento de perdão, tolerância, compaixão, alegria, desprendimento, compreensão, promovendo a paz interior. 7- Quando sentir que existe um vazio dentro de você, pode ser que esteja faltando algum alimento espiritual, não adianta buscar saciar com chocolate, bolos, pratadas de comida, ou beber até cair. Este vazio, poderá

ser preenchido somente com a conexão com o Ser Supremo, pois a nossa alma tem sede de DEUS. Como fazer esta conexão: através da entrega, da doação, da oração, meditação, oração comunitária, dos Sacramentos (principalmente, Confissão, Eucaristia, Unção dos Enfermos). São algumas dicas que poderão ser aplicadas no seu dia a dia, para manter a saúde integral. Não adianta bater no peito e dizer que tem fé e que é católico fervoroso se não consegue sorrir para o irmão mais próximo: marido, mulher, filho, filha, nora, genro, sogra, sogro, colegas de trabalho,... Sabe quando se sorri com o coração? Quando está feliz! Jesus disse : Amai-vos uns aos outros como eu vos amei. Vamos começando por amar a si mesmo, pois cada um é santuário onde habita Jesus e precisa estar saudável!!! Por: Terapeuta Ocupacional Marie Kawakami Okamura Taminato.


Curitiba.abril.2012 MOMENTOS 15

Para Refletir

Amigos da Natureza

“Uma árvore que cai, faz mais barulho do que uma floresta que cresce”. Vale a pena ler o texto que se segue e tomar consciência da grande injustiça que a midia promove ao perseguir indiscriminadamente os religiosos. Segue carta do padre salesiano uruguaio Martín Lasarte, que trabalha em Angola, e que é endereçada ao jornal norte-americano The New York Times. Nela expressa suas magoas diante da onda da mídia destacando os abusos sexuais de alguns sacerdotes, ao mesmo tempo em que se surpreende com o desinteresse que o trabalho de milhares religiosos suscita nesses mesmos meios de comunicação. Eis a carta: Querido irmão e irmã jornalista: sou um simples sacerdote católico. Sintome orgulhoso e feliz com a minha vocação. Há vinte anos vivo em Angola como missionário. Sinto grande dor pelo profundo mal que pessoas, que deveriam ser sinais do amor de Deus, sejam um punhal na vida de inocentes. Não há palavras que justifiquem estes atos. Não há dúvida de que a Igreja só pode estar do lado dos mais frágeis, dos mais indefesos. Portanto, todas as medidas que sejam tomadas para a proteção e prevenção da dignidade das crianças será sempre uma prioridade absoluta. Vejo em muitos meios de informação, sobretudo em vosso jornal, a ampliação do tema de forma excitante, investigando detalhadamente a vida de algum sacerdote pedófilo. Assim aparece um de uma cidade dos Estados Unidos, da década de

70, outro na Austrália dos anos 80 e assim por diante, outros casos mais recentes... Certamente, tudo condenável! Algumas matérias jornalísticas são ponderadas e equilibradas, outras exageradas, cheias de preconceitos e até ódio. É curiosa a pouca notícia e desinteresse por milhares de sacerdotes que consomem a sua vida no serviço de milhões de crianças, de adolescentes e dos mais desfavorecidos pelos quatro cantos do mundo! Penso que ao vosso meio de informação não interessa que eu precisei transportar, por caminhos minados, em 2002, muitas crianças desnutridas de Cangumbe a Lwena (Angola), pois nem o governo se dispunha a isso e as ONGs não estavam autorizadas; que tive que enterrar dezenas de pequenos mortos entre os deslocados de guerra e os que retornaram; que tenhamos salvo a vida de milhares de pessoas no Moxico com apenas um único posto médico em 90.000 km2, assim como com a distribuição de alimentos e sementes; que tenhamos dado a oportunidade de educação nestes 10 anos e escolas para mais de 110.000 crianças... Não é do interesse que, com outros sacerdotes, tivemos que socorrer a crise humanitária de cerca de 15.000 pessoas nos aquartelamentos da guerrilha, depois de sua rendição, porque os alimentos do Governo e da ONU não estavam chegando ao seu destino. Não é notícia que um sacerdote de 75 anos, o

padre Roberto, percorra, à noite, a cidade de Luanda curando os meninos de rua, levando-os a uma casa de acolhida, para que se desintoxiquem da gasolina, que alfabetize centenas de presos; que outros sacerdotes, como o padre Stefano, tenham casas de passagem para os menores que sofrem maus tratos e até violências e que procuram um refúgio. Tampouco que Frei Maiato com seus 80 anos, passe casa por casa confortando os doentes e desesperados. Não é notícia que mais de 60.000 dos 400.000 sacerdotes e religiosos tenham deixado sua terra natal e sua família para servir os seus irmãos em um leprosário, em hospitais, campos de refugiados, orfanatos para crianças acusadas de feiticeiros ou órfãos de pais que morreram de Aids, em escolas para os mais pobres, em centros de formação profissional, em centros de atenção a soropositivos... ou, sobretudo, em paróquias e missões dando motivações às pessoas para viver e amar. Não é notícia que meu amigo, o padre Marcos Aurelio, por salvar jovens durante a guerra de Angola, os tenha transportado de Kalulo a Dondo, e ao voltar à sua missão tenha sido metralhado no caminho; que o irmão Francisco, com cinco senhoras catequistas, tenham morrido em um acidente na estrada quando iam prestar ajuda nas áreas rurais mais recônditas; que dezenas de missionários em Angola tenham morrido de uma simples malária por falta de aten-

dimento médico; que outros tenham saltado pelos ares por causa de uma mina, ao visitarem o seu pessoal. No cemitério de Kalulo estão os túmulos dos primeiros sacerdotes que chegaram à região... Nenhum passa dos 40 anos. Não é notícia acompanhar a vida de um Sacerdote “normal” em seu dia a dia, em suas dificuldades e alegrias consumindo sem barulho a sua vida a favor da comunidade que serve. A verdade é que não procuramos ser notícia, mas simplesmente levar a Boa-Notícia, essa notícia que sem estardalhaço começou na noite da Páscoa. Uma árvore que cai faz mais barulho do que uma floresta que cresce. Não pretendo fazer uma apologia da Igreja e dos sacerdotes. O sacerdote não é nem um herói nem um neurótico. É um homem simples, que com sua humanidade busca seguir Jesus e servir os seus irmãos. Há misérias, pobrezas e fragilidades como em cada ser humano; e também beleza e bondade como em cada criatura... Insistir de forma obsessiva e perseguidora em um tema perdendo a visão de conjunto cria verdadeiramente caricaturas ofensivas do sacerdócio católico na qual me sinto ofendido. Só lhe peço, amigo jornalista, que busque a Verdade, o Bem e a Beleza. Isso o fará nobre em sua profissão. Em Cristo, Pe. Martín Lasarte, SDB. Enviado por Ademir Muraro

Por Maria Isabel Keegan

O Estranho Alguns anos depois que nasci, meu pai conheceu um estranho, recém-chegado à nossa pequena cidade. Desde o princípio, meu pai ficou fascinado com este encantador personagem, e em seguida o convidou a viver com nossa família. O estranho aceitou e desde então tem estado conosco. Enquanto eu crescia, nunca perguntei sobre seu lugar em minha família; na minha mente jovem já tinha um lugar muito especial. Meus pais eram instrutores complementares: Minha mãe me ensinou o que era bom e o que era mau e meu pai me ensinou a obedecer. Mas o estranho era nosso narrador. Mantinhanos enfeitiçados por horas com aventuras, mistérios e comédias. Ele sempre tinha respostas para qualquer coisa que quiséssemos saber de política, história ou ciência. Conhecia tudo do passado, do presente e até podia predizer o futuro! Levou minha família ao primeiro jogo de futebol. Fazia-me rir, e me fazia chorar. O estranho nunca parava de falar, mas o meu pai não se importava. Às vezes, minha mãe se levantava cedo e calada, enquanto o resto de nós ficava escutando o que tinha que dizer, mas só ela ia à cozinha para ter paz e tranquilidade. (Agora me pergunto se ela teria rezado alguma vez, para que o estranho fosse embora). Meu pai dirigia nosso lar com certas convicções morais, mas o estranho nunca se sentia obrigado a honrá-las. As blasfêmias, os palavrões, por exemplo, não eram permitidos em nossa casa… Nem por parte nossa, nem de nossos amigos

ou de qualquer um que nos visitasse. Entretanto, nosso visitante de longo prazo, usava sem problemas sua linguagem inapropriada que às vezes queimava meus ouvidos e que fazia meu pai se retorcer e minha mãe se ruborizar. Meu pai nunca nos deu permissão para tomar álcool. Mas o estranho nos animou a tentá-lo e a fazê-lo regularmente. Fez com que o cigarro parecesse fresco e inofensivo, e que os charutos e os cachimbos fossem distinguidos. Falava livremente (talvez demasiado) sobre sexo. Seus comentários eram às vezes evidentes, outras sugestivos, e geralmente vergonhosos. Agora sei que meus conceitos sobre relações foram influenciados fortemente durante minha adolescência pelo estranho. Repetidas vezes o criticaram, mas ele nunca fez caso aos valores de meus pais, mesmo assim, permaneceu em nosso lar. Passaram-se mais de cinquenta anos desde que o estranho veio para nossa família. Desde então mudou muito; já não é tão fascinante como era ao principio. Não obstante, se hoje você pudesse entrar na guarida de meus pais, ainda o encontraria sentado em seu canto, esperando que alguém quisesse escutar suas conversas ou dedicar seu tempo livre a fazer-lhe companhia... Seu nome? Nós o chamamos Televisor... Nota: Pede-se que este artigo seja lido em cada lar. Agora ele tem uma esposa que se chama Computador e um filho que se chama Celular! Texto retirado da internet.


Curitiba.abril.2012 MOMENTOS 16

Passatempo Catequético

Curiosidade

Símbolos da Páscoa A Cruz da Ressurreição Representa o sofrimento e a ressurreição de Jesus Cristo. O Cordeiro Simboliza Cristo, que é o filho e cordeiro de Deus, sacrificado em prol de todo o rebanho (humanidade). Embora tido como símbolo da Páscoa cristã, o cordeiro já era muito importante na Páscoa judaica e nos cultos Teutónicos,

onde era frequente o sacrifício de animais aos deuses. Pão e Vinho Representando o corpo e sangue de Jesus, o pão e o vinho são dados aos seus discípulos, para celebrar a vida eterna. O Círio Vela de enorme dimensão que se acende no sábado de Aleluia, que simboliza “Cristo, a luz dos povos”. Alfa e Ômega nela gravadas querem dizer: “Deus é o

princípio e o fim de tudo”. Coelhinho da Páscoa Esta tradição nasceu na Alemanha, há muitos séculos, pelo que se dizia às crianças que os coelhos levavam os ovos e os escondiam nas ervas. Na manhã do dia de Páscoa as crianças tinham de procurar os ovos escondidos pelos coelhinhos. Ovos da Páscoa Os ovos de Páscoa são um costume típico de mui-

tos países. Quer sejam ovos de galinha pintados, tradicionais sobretudo na Polónia e na Ucrânia, quer ovos de chocolate envoltos em papel decorativo brilhante, recheados de amêndoas e enfeitados com bonitas fitas, segundo os costumes mais ocidentais, o que é certo é que os ovos fazem parte do nosso imaginário pascal. Fonte: Portal de São Francisco

Lembrando que o verdadeiro espírito da Páscoa está na ressureição de Jesus Cristo, e não nos símbolos comerciais como ovos de chocolate.

Informativo Momentos Abril 2012  

Informativo Momentos Abril

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you