Issuu on Google+

balleT

>> 120

ela sÓ PeNsa eM daNçar Por Marcella Oliveira Fotos: Celso Junior

“N

o r m a lillia não é um prédio?”, perguntou certa vez uma criança, referindo-se ao edifício na 108 sul onde fica a escola de dança que leva o nome da bailarina. Não, ela não é um prédio, mas é um patrimônio cultural de brasília. Na cidade desde

1962, a bailarina Norma lillia Hermano biavaty contribuiu, e ainda contribui, para história artística da capital. “dançar é uma paixão”, declara. A bailarina não consegue se separar da Norma. sempre de coluna ereta, até para fazer atividades do dia a dia, como pentear o cabelo ou tomar banho, ela mantém a pose. aos 67 anos, Norma tem uma rotina agitada e garante: “minha idade cronológica não obedece a física”.

Mais que reconhecida e admirada por sua contribuição artística em brasília, a bailarina Norma lillia celebra 50 anos de dança na capital


Revista Gps Brasília 2