Issuu on Google+

HOBBY

mento, o esporte é praticado em clima mais descontraído. Como nas quadras de areia do Parque da Cidade Sarah Kubitschek. Onde saem de cena roupas como bermuda, camisa e tênis, e entram, sungas e biquínis. Apesar de a maioria dos praticantes ser homens, não é difícil encontrar mulheres e crianças jogando peteca. Dentro da quadra, o clima é de rivalidade. Mas, fora, se formam grandes amizades. É o que garante o vice-diretor de Peteca do Iate Clube de Brasília, Sebastião Gonzales, 57 anos. “A peteca é um esporte apaixonante e funciona como uma terapia, que proporciona novos relacionamentos e reúne diferentes gerações”, garante. Segundo Gonzales, a Peteca é ainda um esporte acessível, em que não é preciso grandes recursos para sua prática. “É viável para todos os bolsos. Com R$ 10 se compra uma peteca”. Os benefícios são muitos, para mente e corpo. Desenvolve a agilidade, a flexibilidade das articulações, aprimora os reflexos e funciona como um exercício aeróbico. Aos que desejam iniciar a prática, Sebastião revela que bastam dois meses, treinando três vezes por semana, para o novato pegar o ritmo do jogo. “Após esse período, é preciso muita dedicação e treinos para conseguir disputar torneios realizados pelos clubes em datas comemorativas. E, no futuro, até um campeonato regional ou nacional, ambos realizados apenas uma vez ao ano”.

>> 40

José Ferreira durante partida

Otávio Almeida Costa Júnior, 53 anos, é integrante da Federação Brasiliense de Peteca. Ele explica que, atualmente, o esporte possui um total de nove federações. Além do Distrito Federal, a Peteca tem federações em Goiás, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Espirito Santo, Paraná, Minas Gerais e Rondônia. Em setembro, será realizado o Campeonato Brasiliense de Peteca, organizado pela Confederação Brasileira de Peteca. E, como em todos os anos, selecionará os jogadores que representarão o Distrito Federal, em novembro, no Campeonato Brasileiro de Peteca.

Onde praticar Parques - Nas quadras de areia do Parque da Cidade Clubes - Nas quadras de areia e cimento do Iate Clube, do Minas Tênis Clube, do Vizinhança, do Country Club e da Asbac

Conheça as regras

- A quadra deve ter a dimensão de 15 x 5 metros para jogo individual. Já para o jogo em duplas, a dimensão é de 15 x 7,50 metros - A peteca deve ter de 40 a 42 gramas. Sendo que a base precisa ser construída com discos de borracha, com diâmetro de 5 cm. E as penas brancas devem somar quatro, montadas paralelamente duas a duas - A rede deve ter 7,80 metros de comprimento por 60 cm de largura. Já a altura depende da categoria a ser disputada - A peteca entra em cena com um saque, no qual o atleta golpeia com a mão, com a finalidade de que ela passe por cima da rede - Ao receber a peteca, a equipe adversária deve, em um único movimento, devolver o item. Caso não consiga, perde ponto - A partida é definida em melhor de três sets, quem conquistar dois sets vence - Os dois primeiros sets podem ser ganhos ao longo de dezesseis minutos ou pela equipe que fizer doze pontos - Caso seja necessário o terceiro set, ou tie break, a partida é competida por ponto corrido. Ganha a equipe que fizer primeiro 12 pontos, sendo necessário dois pontos de diferença do adversário - As equipes são montadas de acordo com a faixa etária dos jogadores


Revista GPS Brasília 5