Issuu on Google+

109 <<

www.gpsbrasilia.com.br

enças do sistema locomotor, o hospital possui um laboratório de análises clínicas, um grande centro de imagem e um dos maiores espaços de reabilitação do Brasil. O Home é o segundo da América Latina a obter esse título. Para carregar o nome da Fifa, a administração deverá fazer relatórios anuais das atividades, que serão monitoradas pela federação e por outros centros credenciados. Conseguir o título não foi uma tarefa fácil. O diretor decidiu inscrever o hospital e contou com a ajuda do corpo de medicina, em especial do médico Gustavo Orrico e do fisioterapeuta Márcio Oliveira. A equipe precisou preencher um cadastro bilíngue, com dados técnicos, currículo dos envolvidos no projeto e cartas de referência de entidades médicas nacionais e interna-

cionais. E ainda a referência de dirigentes das Federação Brasiliense de Futebol e Confederação Brasileira de Futebol. A resposta veio apenas seis meses depois. Para habilitação como Centro de Excelência da Fifa é necessário que o local ofereça serviços de ortopedia, traumatologia e centros de imagens, cirúrgico, cardiologia e de reabilitação. É preciso contribuir para a educação continuada na Medicina Esportiva e prestar atendimento médico ao atleta, em especial, o de futebol, seja no tratamento ou na prevenção de lesões. Apenas um único serviço pode ser credenciado por cidade. Para Paulo Lobo, o título coloca a capital federal no centro do mundo na medicina esportiva. “Uma cidade tão jovem, que pode se orgulhar de ter infraestrutura e profissionais

de gabarito no mesmo nível de grandes países. Quem ganha com isso é o paciente e o atleta”, afirma. Durante a Copa das Confederações, o hospital foi referência para jogadores, árbitros e todos envolvidos no evento esportivo. “Tive a felicidade de contar, por várias vezes, com a estrutura do Home e o profissionalismo de sua equipe para me recuperar rapidamente das lesões sofridas ao longo da minha carreira”, conta o árbitro da Fifa, Sandro Meire Ricci. Um dos atletas que precisou de assistência do hospital foi o jogador da Seleção Brasileira e do Fluminense, Fred Guedes, que estava com fratura incompleta na parte posterior da costela. Os médicos do Home também estão presentes nos eventos esportivos nacionais

e internacionais realizados na cidade durante o ano. Em campeonatos de Mixed Martial Arts (MMA), como o Capital Fight, em competições de golfe, vôlei, basquete, futebol e ginástica olímpica. “Recebemos diariamente atletas de todas as cidades do País. Hoje, tenho certeza que atingimos o nosso objetivo. Nos tornamos uma referência na área de ortopedia do Brasil”, afirma Lobo.

Clínicas especializadas O Home conta com várias clínicas dentro de sua estrutura. Uma delas é o Centro de Medicina Esportiva Preventiva e Esportiva (Cempre), que oferece tratamento e prevenção de lesões para pacientes, atletas recreacionais e para os de auto rendimento. A clínica


Revista GPS Brasília 5