Page 50

Fotos: Chris Carter

Azar coleciona amigos famosos. Esse, talvez, seja um dos fatores que fez do Paris 6 tão popular. Tudo começou ao apoiar a peça de teatro Um Certo Van Gogh e trocar ingressos para os clientes por refeições para os atores. Dentre eles, Bruno Gagliasso, que brincou: “faz um prato com meu nome”. Assim, surgia o menu recheado de celebridades. “Foi muito espontâneo. E virou uma maneira de homenagear as pessoas que têm uma história com o Paris 6. Muitas vezes, eles ajudam a criar o prato, me passam receitas”, conta. Ele garante que não dá comida de graça. Pede a mesma quantidade em ingressos para distribuição pelas redes sociais. O empresário interrompe a entrevista para cumprimentar Wolf Maia, que havia chegado na cidade e ambos sairiam pra jantar em seguida. "Vou te levar no Cipriani, meu preferido em Miami, depois do Paris 6", brincou com Wolf. “Ele tem simpatia. Deixa a gente tão à vontade que desmistifica o artista, porque o trata como alguém comum, um amigo informal. Mas não é ele que nos procura, nós que o procuramos”, declarou Wolf Maia, que tem um prato, picadinho carioca, e é sócio em um dos restaurantes de São Paulo. 50 « GPS-Miami

Há um ano, Isaac mora em Miami, mas vira e mexe vai a São Paulo. Vive na Flórida com a família: a mulher Caroline, com quem é casado há 15 anos e sua parceira na parte administrativa dos negócios, e tem três filhos: Sophie, 15 anos, Catherine, 13, e Jean Luc, três. E também o cachorro Oliver. “Todos com nomes franceses”, brinca. “Moro em Aventura e estou adorando. É diferente de São Paulo, muito gostoso, além de ter a praia, apesar de nunca conseguir ir”, conta.

Revista GPS Miami 04  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you