Issuu on Google+

Fotos: Divulgação

Joseph e o pai, José Milton

UMA HISTÓRIA DE OUSADIA, EMPREENDEDORISMO E TRABALHO ÁRDUO FEZ COM QUE UM CUBANO E UM ISRAELENSE TRANSFORMASSEM, EM QUASE DUAS DÉCADAS, UM LOCAL INEXPLORADO EM UM DOS DISTRITOS MAIS CELEBRADOS DE MIAMI: SUNNY ISLES POR MARCELLA OLIVEIRA

Q

uando se pensa em Miami, duas coisas vem à cabeça: as praias deslumbrantes e os arranha-céus de tirar o fôlego. Mais do que a cidade refúgio de imigrantes e destino de aposentados norte-americanos, Miami tornou-se luxuosa. Dentre os seus distritos, Sunny Isles parece reunir essas características e é considerada a Riviera da Flórida. E pensar que até pouco tempo tudo era bem diferente. Com casas e apenas alguns pequenos hotéis espalhados pela região, até a década de 1990 a hoje chamada The City of Sunny Isles pertencia ao bairro de Aventura. Era uma comprida passagem de Miami Beach para a cidade de Fort Lauderdale. Não tinha prédios de alto padrão nem era o sonho de consumo de moradores e turistas. Porém tudo mudou quando dois empreendedores visionários acreditaram no potencial da região. Um cubano e um israelense que levantaram parte dos prédios que hoje estam-

A região de Sunny Isles na década de 1970

Jornal destaca o trabalho de cubanos na construção civil em Miami

pam o cartão postal de Sunny Isles. Ao lado de South Beach, é o destino mais procurado por brasileiros, que adoram circular por lá, e muitos inclusive já compraram seus imóveis. A história do arquiteto cubano José Milton com Miami começou em 1963. Assim como milhares de cubanos, deixou o país após Fidel Castro assumir o poder. Chegou em Miami em busca de novas oportunidades. Apaixonado por construções, José decidiu investir em moradia popular. Pegou um empréstimo, comprou um terreno e iniciou a trajetória promissora da J. Milton & Associates. Em 1972, Milton estampou uma publicação do jornal The Miami Herald, em um artigo intitulado O toque cubano, quando se relatou que os cubanos eram responsáveis por 70% dos novos apartamentos construídos e foram importantes para o desenvolvimento do setor imobiliário. Com isso, a J.Milton fez parte da história da cidade. O trabalho foi árduo, dia e noite dedicados aos projetos. Com talento nato para os negócios, vislumbrou oportunidades em uma cidade que estava se reconstruindo. Comprou outros terrenos, executou novas construções. O encontro com o israelense Yosi Gil aconteceu na década de 1990, quando a J.Milton buscava parceiros para propostas mais ousadas. Dono de terrenos na costa, Milton queria um sócio para erguer prédios em condomínios luxuosos. Gil tinha experiência no mercado imobiliário e ingressou na J.Milton. A estreia foi com o condomínio Pinnacle Oceanfront Living, que ficou pronto em 1998 e foi sucesso de venGPS|MIAMI « 65

guia_GPS_miami_edicao_1.indd 65

26/11/15 21:02


Revista GPS Miami 01