Page 210

eStilO

>> 210

ÜBer BOlSaS

elas gostam de discrição. descartam etiquetas ou monogramas. e só são reconhecidas pelas iniciadas no luxo

Por Paula Santana

q

Fotos: Divulgação

uem disse que o luxo só se revela quando estampado ou exposto? não que exibir o símbolo de sua escolha seja demais, mas o fato é que marcas consagradas e avessas à superexposição resolveram correr na contramão da sazonalidade e dos efeitos menos clichês de identidade de uma boa bolsa. nas ruas, elas facilmente passam desapercebidas. São identificadas apenas por olhos treinados, que reconhecem qualidade e imponência. elas geralmente são clássicas, mas têm uma pitada de ousadia. Preferem investir em materiais mais que nobres em detrimento de uma agressiva publicidade.

henry beguelin uma das mais novas marcas artesanais. criada há duas décadas, na ilha de elba, na itália, ela surgiu para confrontar as produções em série das das grandes maisons. tudo é feito à mão. tem estilo hippie chique. 800 euros

loeWe alemã, a maison de couro foi fundada em 1846 e ao longo destes anos abastece a família real espanhola. atualmente, integra o grupo lvMh, que a repaginou por completo. no comando, Stuart vevers, ex-Mulberry. 1,4 euros

Revista GPS Brasília  

A REVISTA PREMIUM DE BRASÍLIA

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you