Page 154

reServadO

cOnFraria

>> 154

Por raquel Jones Fotos: Celso Junior

F

apreciadores de charuto se ressentem de não haver uma tabacaria na cidade e formam grupos fechados, que se encontram semanalmente para degustar o fumo

umar charuto é um hábito que não sai de moda. Já foi símbolo de poder. Mesmo com as leis que restringem o fumo no Brasil e no mundo, os apreciadores do tabaco estão se reunindo em ambientes mais reservados, tornando os grupos cada vez mais seletos. a origem do charuto é desconhecida, sabe-se que foi em cuba, onde hoje se fabricam os melhores exemplares do mundo. Outros grandes produtores estão na república dominicana, estados unidos, honduras e até mesmo no Brasil. Segundo daniel guerra, apreciador de charutos e integrante de um seleto grupo de fumadores da capital federal, cuba é o país que tem o melhor terroir de todos, termo geralmente usado para avaliar um vinho. “É o mesmo que definir o melhor clima, o melhor solo e a melhor condição geográfica. O charuto cubano tem paladar acentuado. Por isso é o melhor do mundo”, explica guerra. Os entendidos do assunto explicam que o charuto não tem sabor, e sim intensidade. Por exemplo, a diferença de um charuto cubano para um dominicano é a mesma de um  cigarro da marca Marlboro para a marca Free. e isso se deve principalmente ao terroir que determina nas folhas de tabaco uma característica única. Para o político inglês Winston churchill, o charuto era um objeto de inspiração, fonte de grandes ideias. “Bebo muito. quase não dur-

Revista GPS Brasília  

A REVISTA PREMIUM DE BRASÍLIA