Issuu on Google+

NATUREZA

lhas, passeios e competições de mountain bike e ciclismo, promovendo o contato com a natureza. A fisioterapeuta Caroline Carrijo, 27 anos, é frequentadora do parque e voluntária do projeto. “O DV na Trilha mudou minha perspectiva de vida. Uma atitude simples como guiar um deficiente visual reflete em sensações tão intensas que nos levam a rever nossos valores e atitudes. Além disso, o espaço amplo e surpreendente do Jardim Botânico torna o passeio ainda mais especial”, afirma.

Preservação Poucas pessoas sabem que os mananciais que se encontram na estação ecológica do parque abastecem a Região Administrativa do Lago Sul em 20% do total de seu fornecimento. “Quem mora nos Jardins Mangueiral, nos condomínios e na parte alta do Lago Sul é abastecido pela Caesb com a água do parque. Por isso, é fundamental que a comunidade entenda a importância da preservação ambiental, afinal eles são consumidores diretos do bem natural que oferecemos”, afirma Ottoni.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que, no incêndio ocorrido em 2011, o Cerrado, considerado segundo maior bioma brasileiro, perdeu 49% da cobertura original. A área inicial de mais de 2 milhões km² foi reduzida a 1 milhão de km². Este ano, para evitar queimadas, o parque fez uma campanha intensa de conscientização e realizou práticas de prevenção de incêndios. O resultado deste trabalho é que em 2013, houve apenas cinco pequenos focos de queimadas. O Jardim Botânico foi incluído no programa Brasília, Cidade Parque. Com a iniciativa, a unidade de conservação receberá R$ 2,5 milhões para a pavimentação de uma via interna e o plantio de 87 mil mudas de espécies nativas do Cerrado. A via interna, que abrange cinco quilômetros, receberá asfalto para melhorar a circulação dos visitantes. Serviço Jardim Botânico de Brasília Setor de Mansões Dom Bosco, Conjunto 12, Lago Sul Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 17h Ingressos: R$ 2. Menores de 10 anos e maiores de 60 não pagam. Telefone: (61) 3366-2141 | 3366-4482 Site: www.jardimbotanico.df.gov.br

>> 42

Um passeio pelo parque

Centro de Visitantes – Informações sobre projetos, exposições, pesquisas, espaços de visitação, materiais bibliográficos, eventos e visita orientada Orquidário Margareth Mee – Abriga uma coleção de orquídeas composta por espécies nativas da flora brasileira Área de Piquenique, Espaço Oribá – Para quem quer desfrutar a vida em família, relaxar na rede, ouvir o vento sacudir as copas das árvores. Oribá significa alegria no idioma indígena Casa de Chá – Espaço utilizado para realização de eventos culturais, como concertos, exposições, feiras e cursos. Perto do lago do Jardim Evolutivo Biblioteca da Natureza – Possui acervo literário infantojuvenil, livros didáticos, gibis e brinquedos com temática ambiental que estimulam a imaginação Mirante – Ponto mais alto do Jardim. De lá avista-se a silhueta de Brasília e boa parte da Estação Ecológica Jardim Botânico. Atualmente está desativado Anfiteatro – Localiza-se na Alameda das Nações e dos Estados, criada para a realização de grandes eventos. O fundo do anfiteatro é guardado pelos experimentos florestais, que funcionam como barreira acústica natural e contra ventos Jardim de Cheiros – O visitante pode interagir com a natureza e estimular os cinco sentidos. Nele, o contato com ervas medicinais, aromáticas e condimentares permite uma experiência olfativa, visual, degustativa e tátil Jardim de Contemplação – Representa seis biomas brasileiros: Mata Atlântica, Cerrado, Pampas, Floresta Amazônica, Caatinga e Pantanal. Perto da área de piquenique e faz interligação com as trilhas Jardim Japonês – É um convite à contemplação, transmite paz e espiritualidade. Os elementos filosóficos e simbólicos – a água, as pedras, as plantas – são mais importantes que seus aspectos visuais


Revista GPS BRASILIA ed 6