Issuu on Google+

CIDADE

Museu Nacional de Gemas, com valioso acervo de pedras brasileiras, e onde há um belo painel de Athos Bulcão. Mas o espaço está atualmente desativado. Em tempos passados, algumas festas e recepções foram realizadas no local, que ostenta uma das mais belas vistas de Brasília. Entretanto, para subir na torre, agora, só em 2014. No início de agosto de 2013, o Governo do Distrito Federal começou a substituição dos três elevadores, que eram os mesmos desde 1967. A reforma, avaliada em R$ 12 milhões, conta ainda com impermea-

bilização, reparos na estrutura metálica, pintura, troca de peças enferrujadas e instalação de dois elevadores para pessoas com necessidades especiais. Essa é a primeira reforma realizada em toda a existência da torre. A reforma completa deve ser concluída em setembro de 2014, mas as visitas devem ser retomadas em fevereiro. As obras no salão panorâmico já começaram. “Vamos fazer um estudo para a melhor maneira de aproveitar o espaço”, diz o secretário. Ele adianta que a ideia inicial é realizar uma licitação para instalação de um café ou algo do gênero.

>> 32

A fonte Outra atração é a fonte luminosa. Reinaugurada em setembro de 2010, é uma das maiores da América Latina, com 3,5 milhões de litros d’água. Às quartas, às quintas e às sextas-feiras, das 7h às 9h, das 11h30 às 14h30 e das 18h às 22h, funciona de modo ornamental, apenas com movimento das águas. Entretanto, o grande show se dá aos sábados, aos domingos e aos feriados, das 9h às 22h, quando o movimento das

águas acompanha uma trilha sonora, que sai dos 28 alto-falantes. São músicas clássicas, sons da MPB e até música caipira. É lá onde há a grande concentração de gente, que aproveita para namorar, conversar, descansar. Tem inclusive um trenzinho com ares vintage, que anda em círculos, dando toda aquela adorável atmosfera de cidade pequena.


Revista GPS BRASILIA ed 6