Issuu on Google+

RETRANCA ENTREVISTA

“BOM DIA GPS|BRASÍLIA! UMA REVISTA DE LEITORES QUE NÃO SOFREM A CRISE, QUE VIAJAM COM O DÓLAR A 4 REAIS, QUE SABEM QUE SQN NÃO SIGNIFICA #SÓQUENÃO E QUE NÃO SE ABALAM COM A TERRA VERMELHA DESSA CIDADE! QUE NOSSA SENHORA DO LUXO E RYQUEZA NOS ABENÇOE HOJE E SEMPRE!”

em Los Angeles, para o  MTV EMA, em Milão, e voltou a Hollywood para a  premiere  de  Jogos Vorazes – A Esperança Final  e a gravação do  The Voice  norte-americano. “Existem eventos que ganho, outros são convite, outros considero pautas”, diz. Até pouco tempo, pode-se dizer que Bruno era uma versão brasileira da Gossip Girl, série nova-iorquina famosa pelo personagem misterioso que fazia fofocas da turma. Seus fãs o desconheciam e Gloss gostava disso. Mas foi ficando difícil esconder. Entre tantos posts de conteúdo, vez ou outra tem uma selfie. “Acho que botei a cara no sol mesmo no Emmy”, diz. Sem resistir, postou fotos ao lado Lady Gaga e Jimmy Fallon. Depois, liberou geral. E teve selfies com Rihanna, Sam Smith, Demi Lovato para citar alguns. A internet foi a loucura com suas selfies. O comentário foi geral: “viram que o Hugo Gloss apareceu?”. O resultado, claro, foi imediato. Basta ele andar na rua e os seguidores bradam: “Olha elaaaaaaaaa!”, um de seus bordões na internet. Desde então, suas  aparições são cheias de personalidade. A marca registrada tornou-se o chapéu. “Às vezes, nem quero usar, mas coloco”, revela, como complemento do figurino clean, geralmente preto, branco e cinza. “Adoro Givenchy, Hood By Air e Marcelo Burlo, mas gosto de roupas básicas, como H&M, Zara e Forever 21”, conta.

O INÍCIO Formado em Letras Tradução pela Universidade de Brasília e em Jornalismo por uma faculdade particular, em 2008, Bruno foi cursar pós-graduação em Relações Públicas em Barcelona, onde morou por dois anos e trabalhou no marketing de uma multinacional. Antes disso, tinha atuado como revisor, repórter, tradutor e intérprete. Bruno adorava imitar o personagem Christian Pior, do Pânico na TV!. Quando estava na Espanha, criou um fake do personagem no Twitter, com lendários “bons dias”, em que brincava com situações corriqueiras. O sucesso foi grande e, para desvincular, criou o perfil próprio. O nome veio da marca Hugo Boss. No final de 2009, veio ao Brasil para tirar o visto de trabalho e ir de vez para a Espanha. Mas tudo começou a mudar. Nessa época, Claudia Leite, em Brasília, revelou ser fã de seu trabalho. E foi um seguidor, o Boninho, que lhe convidou para participar do Big Brother Brasil 10. Bruno fez até a entrevista, mas desistiu. A partir daí as portas se escancararam e a Espanha teve que esperar. Foi convidado para trabalhar em várias emissoras. Simpatizante de Luciano Huck, acabou por optar pelo Caldeirão do Huck, no qual desde 2010 é roteirista, produz matérias especiais e acompanha gravações externas.

62 « GPSBrasília

revista_GPS_brasilia_edicao_12.indd 62

17/11/15 00:51


Revista gps brasilia edicao 12