Page 96

RETRANCA

Catedral

Coração

O outro trabalho incorporado foi a escultura Enxurrada (2015), que agora pertence à coleção do Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM). Vanderlei criou alguns trabalhos que dialogam com a fluidez dos líquidos e a rigidez do metal. Trabalhos como Fonte (2010/2012), Ralo (2012/2014) e Enxurrada fascinam pela sua beleza, leveza e constante percepção de um movimento que não existe. Alguns desses trabalhos foram selecionados para a exposição Ouro – Um fio que costura a arte do Brasil, no CCBB do Rio de Janeiro, colocando Vanderlei ao lado de outros grandes artistas, como Cildo Meireles, Nelson Felix, Mira Schendel, dentre outros. Para muitos, um dos trabalhos mais importantes e emblemáticos do artista, até o momento, é Catedral (2010/2011). Apesar da semelhança com algumas igrejas européias, o artista não se inspirou em uma catedral específica, trata-se de uma espécie de colagem de elementos góticos, característicos de catedrais exis-

tentes, que tiveram seu auge na França durante a Alta Idade Média (900-1300). No entanto, esse nome só foi dado alguns séculos depois, durante a Renascença, em que se achava que o estilo gótico era uma referência à barbárie, sendo tipicamente Medieval. Esse forte elemento, somado à cor esverdeada do bronze, traz um ar misterioso e forte à obra. Neste trabalho, a catedral foi invertida e apoiada no chão por suas duas torres frontais e pelo domo. Sua parte interna oca é preenchida com água do mar. A obra de Vanderlei é rica em pensamento e constantemente poética. Um conjunto de trabalhos que exemplifica bem essa poesia é a série Cachoeiras (2010). O uso de pólvora que, ao se queimar, eterniza marcas em um papel, é uma técnica usada por outros artistas, entre eles o chinês Cai Guo-Qiang, mas a força desse trabalho não está na técnica em si, mas, sim, na poesia de se criar uma representação de água com fogo. Primeiramente, o artista aplaina o papel no chão e começa, cuidadosamente, a desenhar a cachoeira com a pólvora. Não há uso de lápis para se criar um esboço prévio, o desenho é feito diretamente com a pólvora. Quando toda a cachoeira está feita, é colocado fogo e uma grande labareda sobe queimando o papel. Fagulhas também marcam a obra, criando uma impressão da névoa que normalmente ronda essas grandes quedas. Os trabalhos feitos pelo artista já o colocam com destaque no cenário nacional das artes plásticas e, internacionalmente, Vanderlei começa a aparecer também. Realizou uma exposição em uma importante galeria de Bogotá, a

96 « GPSBrasília

revista_GPS_brasilia_edicao_11.indd 96

07/08/15 00:39

Revista GPS Brasilia 11  
Revista GPS Brasilia 11  
Advertisement