Issuu on Google+

Por aqui Françoise tem muita história. “Tenho laços muito fortes com a cidade. É a minha Brasília, a Brasília em construção, de terra vermelha, que a gente brincava no meio das obras. Dos meus amigos, que chamo de primos ou tios e que hoje são a minha família”, conta a atriz, que viveu aqui dos cinco aos 17 anos. A maioria das vezes que vem à cidade é para trabalhar. Desta vez, estava na Capital a convite da amiga de infância, a estilista Maria Virgínia. Ela fez meus vestidos de noiva”, conta a atriz, que se casou recentemente com o produtor teatral Eduardo Barata. “Foi um casamento lindo”, confidencia. Na plateia, uma turma de amigos foi prestigiá-la. “Tenho que aproveitar a rápida passagem por aqui para ver todo mundo. É sempre uma loucura”. A lista de pessoas para encontrar começa com “tio” e “tia”. Não parentes, mas pais dos amigos. “Bem brasiliense, né?», brinca, com um sorriso nostálgico, que surge toda vez que a cita a cidade.

Quando questionada sobre o que gosta por aqui, não titubeia: “O céu, principalmente no pôr do sol. É minha melhor lembrança”, diz. O Lago Paranoá também está na lista. “Mas Brasília mudou muito. Hoje pegamos

GPSBrasília « 85

revista_GPS_brasilia_edicao_11.indd 85

07/08/15 00:39


Revista GPS Brasilia 11