Issuu on Google+

ANEXO IV – CÂMARA DOS DEPUTADOS Na cobertura do Anexo IV da Câmara dos Deputados, em cima da maioria dos gabinetes dos deputados federais, há um restaurante panorâmico na ala esquerda, uma área de circulação muito utilizada para exibir mostras fotográficas itinerantes e um pequeno jardim de inverno que já foi um viveiro de pássaros. Já na ala direita, há uma lanchonete e, por fim, o terraço que abriga uma das três capelinhas desenhadas por Oscar Niemeyer. Inaugurada em 1993, 14 anos após o edifício estar finalizado, a capela ecumênica tem interior simples, mas chama a atenção. O grande destaque são as duas obras da artista francesa Marianne Peretti, que trabalhou ao lado de Niemeyer durante vinte anos: um crucifixo de vidro artesanal e um vitral decorativo com tons de vermelho. Em dias solares, a porta da igrejinha se confunde com o azul do céu brasiliense. Lá no décimo andar, com as curvas características da obra do arquiteto, a minicapelinha toda pintada de branco, exceto pela porta, serve como cenário para os servidores da Câmara jogarem conversa fora enquanto tragam um, dois, três cigarros e respondem mensagens no WhatsApp. Para eles, o jardim tem a mesma função de um fumódromo. Essa é a melancólica verdade.  Dentre as espécies de plantas encontradas ali estão a Costela de Adão, pitangueiras, erva-cidreira. Com assinatura de Ney Ururahy, grande nome do paisagismo brasileiro e contemporâneo de Burle Marx, o jardim pode ser observado por qualquer visitante e seu acesso é através da lanchonete. Em nossa visita, tivemos a triste notícia de que em breve o espaço será fechado por conta de uma infiltração. Esperamos que a área não seja modificada e que o bloqueio não se estenda por muito tempo.

GPSBrasília « 45

revista_GPS_brasilia_edicao_11.indd 45

07/08/15 00:35


Revista GPS Brasilia 11