Page 26

RETRANCA

HISTÓRIA Com mais de mil membros, a Associação dos Pilotos de Ultraleve de Brasília (APUB) foi criada, em 1988, nas dependências do Autódromo Internacional Nelson Piquet. Em 1996, com a privatização do autódromo, a associação mudou-se para onde está até hoje, na Asa Norte, ao lado do depósito do Departamento de Trânsito (Detran). “Foi quando o governo, em uma solução combinada com a associação, destinou essa área para a atividade. Recebemos o espaço por um decreto dando nova destinação a esta área do camping”, comenta o presidente da associação, Everardo Ribeiro. O presidente lembra que as erosões na área atrapalharam o início dos trabalhos. “Tivemos um custo elevadíssimo para acabar com as erosões. Além disso, foi preciso lidar com invasores e acabar com focos de desova de lixo”, diz. Porém a paixão de viver nos ares não desanimou essa turma. Hoje, o charmoso espaço, bem ali no centro de Brasília, tem área administrativa, escola com área para teoria

e prática, 130 hangares, pátio de oficina/manutenção e pátio de montagem de aeronave. Tudo supervisionado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Durante muitos anos, a associação teve ultraleves à disposição da comunidade, para voos panorâmicos e de lazer. Contudo, por falta de recursos, atualmente está sem. Os 130 modelos estacionados na associação são particulares e não há como pagar para fazer um voo. Mas quem se interessar, pode ir até lá e fazer a inscrição. Não é um hobby barato. Um avião custa a partir de R$ 100 mil e a manutenção gira em torno de R$ 1 mil por mês, que envolve combustível específico, o AvGás (na cor azul), seguro obrigatório, hangar, documentação e inspeções. Segundo o presidente da APUB, o voo de ultraleve é tão seguro quanto o feito em avião comercial. Mas devem ser respeitados três limites: tempo, homem e máquina. O tempo merece destaque. É preciso estar atento às condições de voo. “E existe uma restrição legal, a qual não permite voo de aviões leves à noite. Ou seja, só podemos voar do nascer ao pôr do sol”, explica.

26 « GPSBrasília

revista_GPS_brasilia_edicao_11.indd 26

07/08/15 00:33

Revista GPS Brasilia 11  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you