Page 182

RETRANCA

DICAS

E quando voltar à superfície, não deixe de conhecer dois símbolos da gastronomia de Reims: a Maison Fossier, criada em 1756 e conhecida pelos biscoitos rosés – os biscoitos champanhe originais – e o luxuoso Les Crayeres. Membro da cadeia Relais & Châteaux, o hotel-castelo possui dois restaurantes: o imponente Le Parc, com cardápio elaborado pelo premiado chef Philippe Mille, e a charmosa brasserie Le Jardin. Ambas as propostas oferecem cartas de bebidas com excelentes champanhes da região. Se em Reims a experiência se concentra nas caves e seus segredos históricos, ao sul da cidade, a rota do champanhe segue pelos vinhedos de Chigny-les-Roses, Verzenay, Verzy, Bouzy, Aÿ e, claro, Épernay. São nesses campos que crescem as três uvas usadas na elaboração do champanhe: chardonnay, pinot noir e pinot meunier. Entre um chateau e um vinhedo juste a coté, não deixe de visitar a simbólica abadia d’Hautvillers, onde, segundo a lenda, nasceu o vinho efervescente. Nas proximidades está a rica Épernay, sede da Moët & Chandon, que atualmente encontra-se fechada, e é ali que as degustações continuam. Assim como Reims, a cidade está profundamente ligada à história do champanhe. O melhor registro disso é a turística Avenue de Champagne, endereço que reúne mansões e palácios de marcas como a própria Moët & Chandon, Perrier Jouët, Heidsieck Monopole e Pol Roger. E como o principal motivo de estar ali é o líquido de espuma brilhante, encare mais caves e flutes com alegria.

Há inúmeras marcas na região, mas os valores mais altos são vistos nos champanhes Krug Blanc de Blancs, Bollinger (a favorita de James Bond), o Cristal da casa Louis Roederer e, claro, nas garrafas vintages de Dom Pérignon.

Várias marcas apoiam exposições de arte e têm seus nomes associados à designers e artistas, logo, é comum haver mostras no interior das caves.

Atenção para as baixas temperaturas (em torno de 11º) dentro das caves. É importante vestir casacos quentes para aguentar as visitas, que duram em média 50 minutos e acabam com degustações. Uma sugestão é chegar 15 minutos antes do início de cada tour.

Faça pré-reservas para os tours, via Internet.

É possível fazer o trajeto Reims-Épernay de trem. A viagem é bem prática e barata. No entanto, para conhecer os vinhedos é necessário alugar um carro/transfer.

SERVIÇO G.H.Mumm 34, Rue du Champs de Mars, Reims Email: guides@mumm.com Site para reservas: www.ghmumm.com (em inglês) Maison Veuve Clicquot 01, Place des Droits de L’Homme, Reims Email: visitscenter@veuve-clicquot.fr Site para reservas: www.veuve-clicquot.com (em português) Champagne Taittinger 9, Place Saint-Nicaise, Reims Site para reservas: www.taittinger.fr (em português) Maison Fossier 25, Cours Jean-Baptiste Langlet, Reims www.fossier.fr Domaine Les Crayeres (Hotel 5 estrelas) 64, Boulevard Henry Vasnier, Reims www.lescrayeres.com

182 « GPSBrasília

revista_GPS_brasilia_edicao_11.indd 182

07/08/15 00:44

Revista GPS Brasilia 11  
Revista GPS Brasilia 11  
Advertisement