Page 43

PRÊMIOS E HONRARIAS •

Do alto do quarto andar, pela longa varanda do apartamento ainda é possível ver o Lago Paranoá. Hugo conta que, quando se mudou, as árvores eram pequenas e dava para ver o Lago inteiro, há mais de 30 anos. “Na época, ninguém imaginava, urbanamente, que as árvores cresceriam tanto e ultrapassariam os prédios de três andares das quadras 400”. Aprendeu com a religião a necessidade de rituais. Ao acordar, a primeira coisa que faz é arrumar a cama. O quarto fica sempre intacto. São sempre três almofadas em cada sofá. O artista possui uma disciplina visual enorme, importante para manter o equilíbrio ao definir-se como alguém “muito doido” e assumir que um ambiente bagunçado significaria aumentar “a desordem enorme que é a minha cabeça”. O portunhol puxado e as ideias velozes de Hugo confundem os ouvidos. Ele mesmo assume essa característica. “Eu me perco com facilidade. Dificilmente estarei num foco só. Eu estou te olhando e pensando no quadro atrás de você, lembrando de uma memória. Vejo tudo como um filme que vem rápido a minha cabeça. Meus atores já sabem... Um dia faço uma coisa, no outro faço outra”, confessa mais essa particularidade com a sinceridade ímpar e típica da genialidade. 

Professor emérito da UnB (2014); II Prêmio Sesc de Teatro Candango, por O Rinoceronte (2005); Cidadão Honorário de Brasília (2000); a a t Brasília (1993); a a t Cultural do DF (1991); Título de notório saber em Artes Cênicas, pela UnB (1990); Prêmio Shell de Melhor Direção, por Doroteia (1977); Prêmio do Serviço Nacional do Teatro, por Os Saltimbancos (1977)

PARCERIAS E COLETIVOS •

Grupo Pitú Teatro Brasileiro de Comédia (TBC); Universitário Candango (Tucan); Agrupação Teatral Amacaca (ATA); Irmãos Campana; Diretores Antonio Abujamra e José Celso Martinez Corrêa

ALGUMAS PEÇAS São João Sem Nome (1976), de Oswaldo Montenegro; t a (1996), de Nelson Rodrigues; O Inspetor Geral (2006), de Gogol; Os Demônios (2006), de Dostoiévski; Carícias (2007), de Sergey; Belbel Hamleto (2009), de Giovanni Testori

ALUNOS E ARTISTAS •

Que Horas Ela Volta; Mariana Nunes, a Blandinha da minissérie Liberdade, Liberdade; Rosanna Viegas, da série Supermax; Chico Sant’Anna, produtor do festival Cena Contemporânea; o global Murilo Grossi; o premiado João Campos; Fernanda Rocha do documentário O Último Cine Drive-In; Adriana Lodi do longa a a as t .

GPSBrasília « 43

[GPS_brasilia_edicao_14_final.indd 43

11/08/16 22:39

Revista GPS Brasília 14  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you