Issuu on Google+

55 <<

www.gpsbrasilia.com.br

Versão sofisticada da rabada, no restaurante Ares do Brasil, em Brasília

Por Marina Macêdo

A culinária brasileira ganha cada vez mais expressividade mundo afora. Especiarias exóticas que se desdobram em receitas saborosas fazem com que pratos do dia a dia ganhem sofisticação, prêmios e adeptos. Tudo nas mãos de chefs amantes de nossas raízes

E

nquanto muitos identificavam o Brasil como o País do Futebol e do Carnaval, a gastronomia brasileira dava passos silenciosos, e largos. Formador de grandes profissionais e inspiração de chefs estrangeiros, o Brasil ruma para ser a próxima potência gastronômica. E, cada vez mais, sofistica seus sabores sem perder a identidade. O professor de cozinha brasileira do Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB), Marcos Lelis, conta que a gastronomia brasileira tem como tripé as cozinhas portuguesa, africana e indígena. Além de influências de todo o mundo. “O resultado dessa fusão deu origem à culinária brasileira. Temos também a cozinha nativa, hoje se faz a

mesma tapioca que era consumida pelos índios”, explica. É inegável que, quando falamos de comida brasileira, logo dá água na boca. Pensar em uma saborosa feijoada faz facilmente largar a dieta. Lelis explica que a fama do prato deve-se ao fato de ser consumido por todas as regiões do País e por todas as classes sociais. “Pobre e rico adoram a feijoada. A diferença está no uso de carnes mais nobres ou nos cortes”, analisa. Marcos Lelis aponta a mandioca como o principal ingrediente da nossa cozinha. Nativa da América do Sul, ela foi muito consumida pelos índios brasileiros e tem mais de cem tipos, como amarelas, brancas, bravas e mansas. “Seja diretamente

ou com seus subprodutos, a mandioca está presente nos pratos de todas as regiões do Brasil. No Norte, com tucupi; no Nordeste, com as farinhas; no Sul, com o sagu; e, no Centro-Oeste, na mojica”, exemplifica.

Brasil na moda A sofisticação e notoriedade da cozinha brasileira têm ocorrido de dez anos para cá. Segundo o professor Lelis, esse destaque saiu pelas mãos de excelentes chefs, como Alex Atala, dono do restaurante D.O.M, em São Paulo, classificado como o quarto melhor do mundo pela revista britânica Restaurant Magazine. “O chef Alex Atala é uma referência mundial. Ele tem paixão pela cozinha nortista e divulgou


Revista GPS Brasilia 4