Issuu on Google+

ENTREVISTA

conta um pouco da história do ministro, com imagens de santos, fotos da família, presentes de amigos, prêmios que já recebeu, lembranças do Nordeste, sua terra natal, e suas duas paixões: cavalos e futebol. Na mesa de centro, um livro do Pelé e outro de literatura de cordel. Na parede, um quadro com a imagem de José Bonifácio, que o acompanha há mais dez anos, além de quadros coloridos de um artista plástico italiano chamado Micheli Angelino, com a temática de futebol e Brasil. Foi lá que, em uma tarde ensolarada de segunda-feira, entre uma reunião e outra, que Aldo Rebelo recebeu a revista GPS|Brasília. Contou um pouco do trabalho intenso e garantiu: “Vamos fazer bonito na Copa do Mundo”. O senhor, que é apaixonado por futebol, imaginou que seria Ministro do Esporte e comandaria a Copa do Mundo? É uma grande responsabilidade, porque o Brasil apoia o maior evento do mundo, não apenas o maior evento esportivo. O acontecimento mais esperado, mais acompanhado pela imprensa de todo o mundo. Serão bilhões de telespectadores, que acompanharão a copa no País que participou de todas as copas, que ganhou cinco vezes, e que tem no futebol mais que um esporte, uma forma de identidade. Ao mesmo tempo é uma atividade que faço com muito prazer, porque gosto de futebol, acom-

edicao7_GPS_brasilia.indd 42

>> 42

“QUEM ACHA QUE GASTAMOS COM A COPA NÃO TEM CONHECIMENTO DOS NÚMEROS. É UM EVENTO PRIVADO, O GOVERNO INVESTE APENAS EM OBRAS DE MOBILIDADE URBANA, VIADUTOS, METRÔ, AVENIDAS, AEROPORTO. PARA CADA R$ 1 DE INVESTIMENTO PÚBLICO, TEREMOS R$ 3,4 DE INVESTIMENTO PRIVADO”

11-04-14 - GPS

Detalhes dos objetos que decoram seu gabinete

panho desde criança, valorizo a prática não apenas como atividade física e esportiva, mas como fenômeno social único, criado pelo povo brasileiro. Como foi o convite? Eu estava no Congresso, cuidando de uma matéria que não tem relação com o esporte, que é Código Florestal Brasileiro, um tema difícil e carregado de controvérsias, quando veio a indicação do meu nome pela

40

Presidente da República. Foi quase uma convocação, aceitei sabendo que ia ter muito trabalho pela frente. Não acho que a Copa tenha mistérios ou segredos, essa é a 20.ª edição, outras 19 foram organizadas e realizadas antes. O que ela exige é muito trabalho, isso nós estamos fazendo com dedicação, para que tudo dê certo e o Brasil faça uma festa à altura do que o próprio País e o mundo esperam.

10/04/14 12:21


Gps Brasília 7