Page 214

N

as telonas, ela será uma garçonete homossexual. Nas telinhas, viverá uma lutadora de muay thai sem vaidade alguma. Em ambas, contracenará com grande elenco. São duas personagens distintas que a atriz Karen Junqueira viverá neste semestre de muita expectativa profissional. Karen é uma mulher linda. Nem é preciso dizer. À sua beleza, soma-se o jeito de brincalhona, apesar de no trabalho a loira ser disciplinada, objetiva. A convite da revista GPS|Brasília, Karen passou um dia em Brasília. Foi a primeira vez que esteve na Capital da República. Mas só conheceu o salão de beleza onde se arrumou, no Lago Sul, e o Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, cenário das fotos. O trajeto entre os dois foi feito pela Esplanada dos Ministérios, para que pudesse ver de dentro do carro um pouco de Brasília. “Pude ver de perto o trabalho de Niemeyer, que realmente teve uma visão extraordinária”, analisou. Karen chegou séria, comprometida com a sessão de fotos. Mas ao longo do dia foi se soltando. Cantou, fez piada, mostrou vídeos engraçados no celular. “Foi um dia excitante. O estádio é lindo e espero que os sete jogos agreguem muito para a cidade”, disse. Na hora de ir embora, no caminho pelo Eixão Sul, em direção ao aeroporto, achou curioso os prédios só terem seis andares. E se encantou pelo céu de Brasília no fim do dia. Não parou de fotografar e postou uma foto nas redes sociais. Aliás, fotografia é um de seus hobbys. Seu ce-

edicao7_GPS_brasilia.indd 214

lular é cheio de registros do que ela encontra por aí. Ela não se cansou em passar o dia entre troca de roupas e pose para fotos. “Estou acostumada, já teve dia de gravar por até 12 horas seguidas”, contou. Na hora do lanche, comeu salada de frutas para manter a forma e seguir a onda saudável que tem vivido. Mas não resistiu a um docinho. “Chocolate é minha tentação”, revela. Aos 31 anos, ela anda em uma fase diurna, avessa a baladas. Karen conta que tem se preocupado com a alimentação. Cortou glúten e quer ter uma rotina saudável, uma vez que precisa do corpo são para viver seus personagens. “Dos 28 aos 30 anos repensei toda a minha vida. O que eu quero e como alcançar”, conta. E essa reflexão resultou em uma reviravolta profissional. Depois de sete anos na TV Record, onde trabalhou em cinco produções, deixou a emissora e está com contratos temporários na Rede Globo. Estreou na temporada de 2006 de Malhação. Participou de um capítulo da novela Em Família e prepara-se para viver cenas quentes com o ator Cauã Reymond em um dos episódios da série O Caçador. Este é um momento primordial na carreira da mineira de Caxambu, que vive há 13 anos no Rio de Janeiro. “Decidi sair da zona de conforto”, revela. A vida pessoal vai muito bem. Há seis meses ela namora o publicitário Rodrigo Medina, sobrinho de Roberto Medina, dono do festival de música Rock in Rio. Ela prefere se relacionar com alguém que não é do meio artístico e conta com a compreensão do amado para

11-04-14 - GPS

212

Casaco, bolsa e pulseiras Prada Cinto Louis Vuitton Colar Ortiga Boné acervo pessoal

10/04/14 12:35

Gps Brasília 7  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you