Page 113

113 <<

www.gpsbrasilia.com.br

E a vida é assim. Quando se pensa que não pode piorar, ela mostra que pode, sim. Ao longo da difícil fase profissional, há pouco mais de um ano, veio outro momento ruim: seu casamento de 13 anos terminou. “Esse pé na bunda me fez parar e ver que estava tudo errado, tinha que mudar”, conta. Mara, inquieta, e tentando entender o sentido das coisas, arrumou a mala e se mandou. Fez um retiro espiritual. Foi para a Índia e aprendeu a meditar

edicao7_GPS_brasilia.indd 113

por cinco horas seguidas, algo inimaginável para uma pessoa agitada como ela.

Resiliência Ao longo desse processo, Mara não teve vergonha. Não se escondeu, nem disfarçou sua dificuldade. Foi sincera, honesta, atuante. Corajosa. Mostrou a cara, manteve-se de pé e com as portas abertas. Continuou trabalhando sete dias por

11-04-14 - GPS

111

semana. Demonstrou força e garra. Reinventou-se. “Eu não sei bordar, não sei costurar. A única coisa que sei fazer é cozinhar. Então eu não poderia parar, tinha que seguir em frente, continuar”, afirma. Depois de três anos em crise, e às vésperas de o Universal completar 16 anos, ela pensou: “Chega de sofrimento. O que falta para as pessoas hoje é fé. A gente tem que acreditar que vai melhorar, que vai dar certo”, diz. Foi assim que surgiu um novo amor.

“A solidão castiga. E o amor faz a diferença na vida”, opina. Mais contida, porém romântica, ela fala em casamento. “Mando flores toda semana. Fiz até um noivado surpresa em um barco”, revela.

Sua casa Mara Alcamim não esconde a alegria e satisfação ao falar do Universal Diner. É sua menina dos olhos. A casa está sempre lotada. Com ca-

10/04/14 12:28

Gps Brasília 7