Issuu on Google+

hospital abrigará a Torre Rosewood, hotel seis estrelas da rede que atualmente comanda 18 propriedades, cuja fachada foi assinada pelo arquiteto francês Jean Nouvel, em abril. Starck entra a partir de agora, com a missão de assinar a direção criativa e superar todos os padrões de luxo da atualidade. Para isso convocou o Ateliers de France para assinar o acabamento, Louis Benech no paisagismo e projeto executivo da Triptyque – uma equipe de porte. Há oito anos o Rosewood São Paulo vem sendo projetado. O idealizador, o francês Alexandre Allard, presidente do Grupo Allard, apaixonado pelo Brasil, deu o início a essa saga arquitetônica ao mudar-se com a família para o Rio de Janeiro e instalar escritório em São Paulo. “Vamos mostrar que a qualidade brasileira resultará no mais avançado empreendimento imobiliário que já houve no mundo. É um desafio, mas seremos referência, utilizando unicamente fábricas, talentos e materiais locais”, explica, referindo-se ao fato de que é preciso que o brasileiro quebre o conceito de que luxo tem que ser importado, quando nosso País tem muito mais recursos naturais. “É o lugar mais lindo do mundo”, disse ao telefone Allard para Starck, ao avistar a Cidade Matarazzo pela primeira vez. “E eu comprei”. Algum tempo depois, tão logo aceito o convite para atuar no projeto, Starck passou a visitar o Brasil com frequência. “Comecei a viver essa paixão brasileira. E a sonhar com Allard. Esse é o mais ambicioso projeto em que já trabalhei”, diz, empolgado, ao contar que seu escritório era uma portinha em que ficava o lixo da maternidade. “Eu precisava sentir o espírito dos Matarazzo. Fiz muitos passeios solitários e quanto mais eu entendia o Brasil, mais eu pensava em humildade e respeito”, diz Starck. Ao contrário das redes internacionais que repetem o mesmo padrão, independentemente do local onde estão inseridos, o Rosewood São Paulo seguirá a tendência slow luxury. Um dos atrativos será preservar o parque vegetal repleto de plantas raras e árvores típicas da ameaçada Mata Atlântica. Essa filosofia também se revela nos deta-

lhes do projeto. Starck criará ambientes espaçosos e meticulosos, com mobiliário de Sérgio Rodrigues, Oscar Niemeyer, Fernando Jaeger, Jader Almeida, Tora Brasil. “É fundamental que aquilo que criamos em um determinado lugar hoje possa se manter pertinente no futuro”, enfatiza. Os proprietários terão opções de customização com diversos tipos de madeiras obtidas de plantações sustentáveis ou com mármores vindos de jazidas baianas e paranaenses. Em inúmeras instâncias, Starck se inspirou nas amalgamadas raízes da cultura brasileira: utensílios indígenas conversam com imagens da geométrica arquitetura modernista de Oscar Niemeyer, por exemplo. Entusiasmado, ele reforça: “Entendam que vocês são o último país do mundo que escolheram viver antes de qualquer outra coisa”, pontua. “Eu amo vocês porque vocês são loucos e aqui há forças que não existem mais. A materialidade dominou o mundo e vocês são os únicos humanos que restaram”, finaliza. Serviço Hotel & Suíte Rosewood Cidade Matarazzo, São Paulo u tes entre m e m com @rosewoodhotels

layouts diferentes ntre a em

GPSBrasília « 93


Revista GPS Brasília 15