Issuu on Google+

sonho

Por Marcella Oliveira Fotos José Pedro Monteiro

U

m castelo francês, o charme do visual da Toscana, uma vila portuguesa, o mar azul do Caribe ou clima praiano do Nordeste brasileiro. São cenários cinematográficos para a realização de um casamento. O costume de casar fora da cidade em que os noivos residem é muito comum entre europeus e norte-americanos, que buscam um lugar

longe de um tradicional salão de festas. Mas o chamado destination wedding tem conquistado também os brasileiros. É muito comum vermos em filmes estrangeiros um casamento em uma cidade fora do tumulto do dia a dia do casal. Famílias e amigos viajam para passar um fim de semana juntos, fazem turismo e se conhecem melhor antes do grande dia. Essa é a proposta de quem opta por um casamento fora da cidade. São noivas que

Sim

>> 74

querem fugir do lugar comum ou pretendem reduzir lista de convidados e até gastos. E os brasileiros estão deixando de lado as tradicionais cerimônias na igreja, seguidas de festa em salões suntuosos, lotados de convidados, e optando por celebrações intimistas e cheias de charme. Os destinos mais procurados por casais brasileiros são as praias do Caribe (como Punta Cana, Cancun, Riveira Maya e Barbados), o charme de Trancoso, na Bahia, ou

a tradição europeia de regiões como a Toscana, Veneza ou Capri, na Itália, e ainda o Vale do Loire e Provence, na França. Fazer um destination wedding permite desde um casamento simples, explorando o visual, até cerimônias mais sofisticadas. O tamanho e o estilo do casamento ficam a cargo dos noivos. Pode ser um simples jantar apenas para noivos e pais, ou festas maiores que envolvem muitos convidados, luxo e agito.

em terras distantes

Casar fora da cidade dos noivos está cada vez mais comum. Além do cenário diferente, há ainda os custos que podem ser mais baixos


Revista GPS 3