Issuu on Google+

49 <<

www.gpsbrasilia.com.br

Já Fernando fala sobre a relação com a vida artística: “Viver de arte não é tarefa fácil. É preciso muito amor. Como diria Nelson Rodrigues: O amor é eterno e, se acaba, não era amor. Quem nunca sonhou morrer com o ser amado, nunca amou ou não sabe o que é o amor. Pouco amor não é amor’”. Foi essa intensa passionalidade que fez Fernando e Adriano inaugurarem a Galeria 3 do Centro Cultural Banco

do Brasil Brasília (CCBB) com o projeto Espaço Entre. Com objetivo de criar um lugar de convivência, onde diálogos e trocas de experiências sejam as atividades principais, serão seis meses de intensa programação até abril. “O Espaço Entre aborda uma importante função pedagógica ao aproximar criadores e pesquisadores de toda a comunidade, por meio das diversas atividades propostas. As ações contribuirão para a formação

de um público participativo, que está melhor preparado e mais confortável para ver-se e atuar como coautor das proposições contemporâneas”, afirmam os irmãos Guimarães. Serão ao todo duas exposições, 15 encontros com discussões em torno da arte contemporânea e seus desdobramentos, três colóquios, quatro demonstrações de trabalho, quatro oficinas, dois ensaios abertos do espetáculo Nada, dois ensaios abertos do video-

dança Nada se Move e quatro ciclos de leitura. Além de apresentações do espetáculo Nada. A atividade que estreou o Espaço Entre foi a instalação Rumor. Um ambiente com mais de quatro mil peças em vidro, uma cadeira vazia e um piano, assinado pelos irmãos e Ismael Monticelli. Tal concepção é fruto de 14 anos pesquisas em torno do escritor irlandês Samuel Beckett e três anos imersão no mundo do poeta brasileiro Manoel de Barros, ambos reunidos e representados no projeto. “Essa é a provocação desse espaço-obra. Muito do mesmo... Quase indefiníveis em suas particularidades, esses elementos de uma mesma coleção são vistos como um único elemento. Não há mais diferenciação. É quase uma nuvem, mas não transponível. A instalação tem uma tensão entre a eloquência barroca e o minimalismo daquilo que concentra muito de pouco”, afirma a curadora Marília Panitz. “O projeto teve sua estreia no Rio de Janeiro. Por lá, apresentamos exposição e peça. Em Brasília, como se transformou numa ocupação artística, incorporamos também vários desdobramentos. Para o segundo semestre de 2013, pretendemos levar a novidade para São Paulo ou Porto Alegre”, revela Fernando. Serviço Projeto Espaço Entre Data: até 28 de abril de 2013 Local: CCBB (SCES Trecho 2, conjunto 22 – Brasília/DF) Entrada franca www.bb.com.br/cultura


Revista GPS 3