Issuu on Google+

ARQUITETURA

>> 34

Silhueta da obra Duas Amigas, do escultor mineiro Alfredo Ceschiatti

À noite, o palácio se transforma e ganha imponência que emociona arquitetos. Dentre tantas obras a serem apreciadas sob a luz da luz, o iluminado quadro de Alfredo Volpi, que ilustra o sonho de Dom Bosco, localizado no ter-

ceiro andar do prédio, é motivo de admiração de muitos transeuntes que passam pela Esplanada dos Ministérios. A beleza do Palácio do Itamaraty confunde as pessoas, mas é no interior do prédio que se pode perceber a grandio-

O espelho d`água que contorna o Itamaraty ocupa mais de 80 variedades de plantas tropicais do Cerrado e da Amazônia

sidade do Brasil e dos nossos artistas. Segundo o ex-ministro Celso Amorim, “o acervo do Palácio do Itamaraty é o reflexo da complexidade e riqueza da cultura brasileira. Suscita reflexões a respeito da própria identidade nacional”. Obras de Portinari,

Ianelli, Volpi, Ohtake, Mabe, Segall, Weissmann, Martins e Bulcão revelam a sensibilidade e a origem desses artistas. A revista GPS|Brasília teve acesso às dependências do palácio e mostra um pouco de suas curvas, luz, obras e beleza.


Revista GPS 3