Issuu on Google+

pois da porta giratória, o lobby mais parecia um aeroporto. A cidade inteira parecia estar ali”, lembra. A visita mais nobre aconteceu nos primeiros meses de Pinheiro no hotel. Brasília dava as boas-vindas à rainha Elizabeth II, da Inglaterra, e ao príncipe Philip. A suíte presidencial, no 9º andar, seria inaugurada. A placa de abertura do melhor quarto do hotel, com nada menos que 800m², ainda enfeita o corredor de elevadores no térreo. Outras comitivas ilustres passaram por lá, como o ex-presidente francês Charles De Gaulle, o ex-presidente americano Jimmy Carter, o primeiro-ministro de Portugal Cavaco Silva e muitos secretários, ministros, embaixadores e diplomatas. Dessas visitas, Pinheiro lembra com carinho de Jimmy Carter. “Ele quebrou o protocolo e falou com os funcionários”, lembra. Dentre as celebridades, o apresentador Silvio Santos visitava Brasília com frequência. Costumava pedir a suíte 806. “Ele vinha com a mulher e as filhas, que gostavam de brincar nos elevadores. Família humilde”, conta. E se o apresentador é conhecido por dar notas de dinheiro com formato de aviãozinho para a sua plateia, ele não fazia feio nas gorjetas. “Ele encheu o meu cofrinho”. E de nota em nota o mensageiro chegou a guardar USD 2 mil. O rei Roberto Carlos também foi frequentador assíduo. “Ele ficava na suíte 1010 e sempre arrumávamos o quarto com itens na cor azul e branca, suas preferidas”, diz. Numa das visitas, Pinheiro viu uma cena descontraída. “Por acaso estava na recepção quando a mulher dele telefonou. Ele estava na minha frente e lhe passei o telefone. Ele soltou um ‘mas essa mulher não me deixa nem chegar?’, em tom de brincadeira.” Falando em majestade, quem também deu o ar da graça foi a rainha dos baixinhos, Xuxa Meneghel. Nesta visita, Pinheiro viu a maior quantidade de pessoas na porta do hotel. Centenas de fãs que passaram dia e noite atrás da apresentadora.

Suíte onde o ex-vice-presidente José de Alencar morou por oito anos

Escada de acesso ao mezanino

A piscina

ILUSTRE MORADOR Além das visitas, parlamentares fizeram do Hotel Nacional sua casa. Itamar Franco morou alguns meses, mas o que ficou mais tempo, quase uma década, foi o político José de Alencar. Era na suíte master, no sétimo andar, em que residiu enquanto cumpriu o mandato de senador. Setenta metros quadrados preservados até hoje – uma sala enorme com móveis da década de 1960. Fazia questão de acenar sempre com um sorriso aberto. Descia para tomar café da manhã no Coffee Shop e deixava boas gorjetas. Alencar só abandonou o local

50 « GPSBrasília

[GPS_brasilia_edicao_13.indd 50

Pinheiro, funcionário do hotel há quase 50 anos

Sala de estar de uma das suítes

13/04/16 22:21


Revista GPS Brasília 13