Page 131

NA TELINHA Maeve já tinha recebido alguns convites para participações em telenovelas, mas nada que a fizesse encher os olhos. “Eu preciso me apaixonar pelo personagem”, confessa. O convite para a novela A Regra do Jogo a atraiu por ser da dupla João Emanuel Carneiro e Amora Mautner. E olha que ela não tem televisão em casa. Naquele momento, veio o frio na barriga. Linguagem diferente, equipe gigantesca. Dentre tantos, o único rosto conhecido era do ator brasiliense, Juliano Cazarré. Tinham passado três meses juntos no sertão nordestino, filmando o longa Boi Neon, que estreou enquanto a novela estava no ar – ela foi indicada ao prêmio de melhor atriz. Entretanto, ali, Maeve fez amigos, como os companheiros de cena Carmo Dalla Vecchia e Cris Vianna, além da veterana Cássia Kiss. “Ela me indicou um livro sobre assédio moral que foi fundamental para a Domingas”, contou, em referência à violência doméstica e moral. “Foi por isso que topei fazer”. O papel teve aceitação imensa do público. “Nas ruas, as pessoas estavam ansiosas para ver aquela mulher ser feliz. Eu levava broncas carinhosas, pessoas perguntando porque eu aceitava aquela opressão. Elas davam conselho, queriam me abraçar. Foi impressionante”, relata. O público acolheu Domingas. “Eu sempre me interessei por viver personagens populares, mas somente depois da novela me senti realmente falando com eles”.

[GPS_brasilia_edicao_13.indd 131

13/04/16 22:23

Revista GPS Brasília 13  
Revista GPS Brasília 13  
Advertisement