Issuu on Google+

EDIÇÃO Nº 0 | Ano 13

Arte & Moda


Colaboradores Julho Oliveiros Maquiador

Paola Églantine Maquiador

Martesol Marca

Rafael Eufrásio Ilustração capa

Agradecimentos Universidade Potiguar Tráfego Models

contatos Email: goyamagazine@gmail.com : goyamagazine


EQUIPE Pedro Balmant

E

ditor de imagens e produtor da GOYA. Seu primeiro contato com a moda surgiu desde pequeno, quando começou a escolher suas roupas , é cinéfilo assumido e adora conhecer coisas novas. Seus pensamentos referente a GOYA: “Espero que a GOYA consiga expandir o conhecimento sobre moda no mercado fashion potiguar e que ganhe futuramente amplitude pelo mundo a fora.’’

Daniel Câmara

D

iretor de arte, fotográfo e diagramador da GOYA. Graduado em design gráfico na Universidade Potiguar (UnP). Seu primeiro contato com a moda iniciou-se quando começou a ter autonomia em escolher suas próprias vestes, permitindo se expressar visualmente de caráter pessoal. Seus pensamentos sobre a GOYA : “Espero que a GOYA proporcione aos respectivos leitores um conhecimento diferenciado sobre moda, mostrando o seu lado conceitual e siguinificativo.”

Yago Oliveira

P

rodutor e estilista da GOYA. Foi um dos 8 estilistas selecionados do evento cultural chamado Arte e moda potiguar, ocorrido na cidade de Natal RN. Seui primeiro contato com a moda iniciou-se quando o mesmo queria expor suas manifestações artísticas através de algum canal onde teria liberdade de se expressar, eis então a moda provedora de suas realizações como artista. Sobre a GOYA: ‘‘ Espero que a GOYA traga a todos uma nova visão sobre moda e que me cubra de realizações.’’


Quem é a

O

?

termo “Goya” surgiu entre elos de sentidos com um trecho da música de João Fernando ‘’centro da cidade ‘’ e do renomado artista Francisco Goya. A música agrega o valor representativo para o nome quando critica o caos urbano nas grandes capitais é dos falsos artistas que se passam de Goyas, não sendo dignos do valor atribuído pelo nome. Possuindo também como referência o Francisco de Goya, pintor e gravador espanhol. Foi o último grande clássico e o primeiro grande modernista, que incentiva a revista em buscar um conceito de arte diferenciado. C oncluí-se que em referencia ao “caos” de idéias somadas ao conceito de uma nova visão de ar te, a revista GOYA trará um novo conceito de se fazer e publicar moda. S endo GOYA uma revistar bem despretensiosa em relação a estações, tendências e o que estar ou não na moda. Prioriza o que estar mais ligada ao pessoal, à diferenciação e a liberdade de mostra algo novo em meio a tanta mesmice. C om foco no público que tem ligação com moda e a ar te, pretende-se descobrir novas pessoas da área, lugares e atualizar conceitos, através de editorias e matérias que dão Início a uma nova visão do mesmo. A revistar surgiu primeiramente como um projeto de conclusão de curso do recém designer gráf ico (Daniel Câmara). Durante o desenvolvimento desse projeto a revista recebeu incentivo de um estilista (Yago Oliveira) e em torno dessa parceria, buscaram gerar um meio de comunicação que transparecesse suas idéias e produções sobre o pensar e fazer moda. Tendo em vista um gradativo crescimento tecnológico nos meios de comunicações, onde as revistas da atualidade recorrem a uma via de rápido acesso para o seu publico, a internet. Sabendo disso, a GOYA engaja nessa forma de divulgação sendo exposta no meio vir tual em busca de alcançar maior público interessado no conteúdo. No momento ela continua ainda em desenvolvimento, buscando sempre crescer e passar da forma possível todas as idéias, conceitos e formas do mercado fashion.


Francisco da Goya


SUMÁRIO Verão vintage

08

Backstage: A modelista

20

Coleção Yago Oliveira: “Tétis”

28

Construção do homem grego

40


52

Fashion place: Beteween Coffe

58

Ser criativo: Rafael Eufrรกsio

64

Life Style


Verão Vintage

08

Fotografia: Daniel Câmara Retouthi: Pedro Balmant e Daniel Câmara Beleza: Paola Églantine Styling: Yago Oliveira Modelo: Rodrigo Galvão (Tráfego Models) Acervo: Martesol


10


11


12


14


15


16


19


Backstage:

A modelista

20


N

a d a c omo s e d e p ar ar c om aquel as roup as incr íve is na p ass arel a. To do a qu el e te c id o t r ab a l ha d o e m dive rs as for mas de s i l hue t as que envol ve o c or p o d e qu e m a veste. To do s e nxe rgam o e st i l ist a, de fato su a c r i at iv i d a d e e m p e ns ar na qu el a e rgonomi a tê xt i l não é ir rel e vante, p orém p ouc os p ossu e m c on he c ime nto té cnico s p ara tor nar su as cr i as e m re a li d a de. E nt ã o no s d ep ar amo s c om u m prof iss iona l que cons e gue e fe t ivar iss o p er feit amente, a mo d el ist a . E ste prof iss iona l re cor re ao s s e us con he cime ntos em mater i ais têxte is e c o stu r a p ar a auxi l i ar o e st i l ist a há pro duzir su a cole ç ã o. Perceb emo s c om iss o qu e é d e tot a l imp or t ânci a a su a pre s e nç a no merc a do fashi on. Tive a honra d e e nt re v ist ar u m g rande nome d a mo del age m e pi l ot agem d a c apit a l p ot i gu ar. Núbi a Pe re ir a de Araúj o, 49 ano s , natura l de C aicó R N, v ive em Nat a l há 35 ano s e t r ab a l ha como co sture ira há 35 ano s . Trab a l ha atu a lmente em s eu atel iê l o c a l iz a d o na C el. C as c udo, nº 333, s a l a F. Hoj e Núbi a t r ab a l ha ap enas c om au l as e s e nte s at is fe it a e m re p ass ar s e u con he ci mento p ar a os i ntere ss a d o s e m apre nd e r. E m u m b ate p ap o d e s c ont r aído e m s e u atel iê, el a e s cl are ce p ontos i m p or t antes s obre su a prof iss ã o p ara o me rc ado cit ando s itu açõ e s que v ivenc iou. Vej a o d eb ate a s e g u ir :

21


GOYA: Quais os altos e baixos que a profissão te proporcionou nesses anos? Núbia: Os baixos que vivenciei em minha profissão, foi trabalhar com produções em um curto tempo. Os clientes não entendem o processo da criação da modelagem e da costura e acabam trazendo a proposta em um tempo que não é suficiente para fazer acontecer. Os altos que tive, foi prestigiar nas passarelas e vitrines coleções que fiz tornar realidade. Isso pra mim é muito gratificante. GOYA: O conceito que você tem pra si sobre moda... Núbia: Aprendizado. GOYA: Algum momento marcante que a moda trouxe para sua vida... Núbia: Foram momentos em que me deparei, onde eles não sabiam transparecer o que eles queriam. Isso dificulta meu trabalho, tornando ambas as partes insatisfeitas. Eles que não conseguem o que querem e eu por não ter alcançado a expectativa por não entender a proposta. Isso me deixa triste.

22


23


24


GOYA: Qual o primeiro sentimento que surge em você quando vê uma peça que você produziu nas passarelas? Núbia: Realização. GOYA: Dica para os jovens que queiram ingressar nessa área de trabalho... Núbia: A dica que dou para qualquer um que queira ingressar nesse mercado é você alpem de criar a idéia e o conceito, é efetivar. Confeccione você mesmo tudo aquilo que pensou, desenvolveu. As vezes um iniciante encontra essa dificuldade por justamente o processo de produção ser muito segmentado, isso atrasa a venda e o prazo final da coleção. GOYA: A visão que você tem do mercado aqui em Natal. Boa, regular ou ruim? Núbia: É ótima. O mercado aqui tem tudo para crescer, porém o que falta são pessoas capacitadas pra isso. Vejo muitas cópias aqui, sendo assim quem tiver criatividade para criar algo novo terá destaque no mercado sem sombra de dúvida.

25


GOYA: Qual a relação entre estilista e modelista? Núbia: Raro um estilista que saiba modelar, cortar e costurar. Quando você tem uma modelista à realização do projeto desenvolvido pelo estilista tornasse mais acessível. GOYA: Seus maiores clientes e parcerias... Núbia: Florbella, Toli, Nati Faria, Bolsa nova, Henrique Araújo para Spice e entre outros. GOYA: Um sonho... Núbia: Fazer o que gosto, na hora que gosto, no jeito que gosto com a moda. Minha vida é moda.

Fotografia e texto: Daniel Câmara

26


27


Coleção Yago Oliveira Tétis

Y

ago Oliveira, nasceu em Natal RN. Ingressou no mundo das artes através do curso de artes visuais do CMAI e pelo de estilismo (SENAI). Apesar de não ter concluído ambos os cursos, Yago demonstrou um gosto peculiar pela moda. Suas criações conceituais visam sempre o lado ‘’escuro’’ de forma harmônica e diferenciada, que provoca um estado hipnótico e reflexivo para os que deslumbram sua arte. Seu percurso mercadológico iniciou-se como estagiário em grifes de renome da cidade, participou também de um evento local chamado Arte e moda potiguar, e hoje é produtor da revista GOYA e estilista. Em uma breve entrevista com ele, me permitiu elaborar um questionamento de maneira que o mesmo discorresse um pouco da sua vida em meio a sua profissão. Na entrevista ele fala um pouco sobre uma de suas coleções a ‘’Tétis’’, vejam logo a seguir da entrevista o editorial da respectiva coleção. GOYA: Primeiro contato com a moda? Yago: Meu despertar para moda veio através do desenho, queria uma forma de me expressar quando era criança então comecei a desenhar. Depois “apareceu” a moda, foi uma coisa bem natural e espiritual. Eu sempre costumo dizer a moda é uma coisa bastante espiritual para mim. GOYA: Quando foi que começou a praticar moda?Yago: Uma das vertentes da moda e a diferenciação, então creio que foi na infância quando queria me diferenciar dos meus colegas da escola através de como me vestia.

28


GOYA: Quando começou a traba- direcionado a moda, focando para o lhou nesse ramo e o que fazia? acervo masculino. Yago: Quando terminei o curso de estilismo em 2010 comecei a trabalhar de fato com moda,mas não criação mas com produção e Styling pra jornais,revistas,lojas e tv. GOYA: O que é moda pra você? Yago: Liberdade de expressão!

GOYA: O que te inspira a criar? Yago: A diferenciação, liberdade de expressão e o desejo de tonar as pessoas únicas com o trabalho que eu faço. Além do amor pelo que faço que isso e o mais importante e estar a cima de tudo! GOYA: Como ver o mercado da moda aqui em Natal?

GOYA: Sobre a sua coleção Tétis, no que se baseou em fatores referen- Yago: A moda em natal tem muito a cias, cores, formas etc... desejar. Sinto falta do termo “inovação” em realce nas criações, precisamos Yago: Tétis tem referência na lenda como criadores de moda gerar coisas de Tétis (lenda da mitologia grega) novas e expandir idéias incríveis. É disque dizem que a partir dela surgiu os so que Natal precisa. primeiros habitantes de vida marinha,e também tem referencia na di- GOYA: Dicas para os novos profissioversidade marinha brasileira. A cole- nais que querem seguir nesse ramo? ção apresenta a mistura dessas duas referencias, como se o seres humanos Yago: Acho que primeiramente tem que tivessem nascidos misturados com os ter “feeling” para a moda. Ao meu vê, a animais marinhos. As cores predo- moda é muito mais pessoal do que diminantes são o preto e branco,formas dática,não e uma coisa que você vai lá justas e de cintura marcada,transpa- e aprender uma formular e vai usar ela rências que fazem referencia ao mar. daquele jeito, mas não é isso é mas uma Assimetrias e recortes que fazem alu- questão de sensibilidade e de enxergar são as guerras dos tubarões e ao cor- as coisas diferente das outras pessoas e po do cavalo marinho. Franjas que ter sua própria visão das coisas ! Mas brincam com o movimento das águas ser for para dar uma dica, nossa cidavivas e zíperes que imitam a estrutu- de ainda é muito retrógada e tem uma rar das espinhas dos peixes. A cartela mente muito antiga ainda em relação a de tecido e composta de cetim de al- moda e torna-se didifil praticar a moda godão,couro,voal,lycra. aqui,mas para quem quer entrar nesse ramo digo que estudem ,façam estudos GOYA: Projetos futuros ? Quais? próprios ,pesquisem,procure coisa novas a moda estar sempre acontecendo, ela Yago: Fazer graduação em moda e em não so acontecer nas semanas de moda! outras coisa que tenho paixão como ilustração,artes,produtos tudo isso

29


31


32


33


34


36


Fotografia: Daniel Câmara Retouthi: Daniel Câmara Beleza: Jumior Oliveiros Styling: Yago Oliveira Modelo: Thairrane Sena e Allan Felipe (Tráfego Models)


40


Construção do

Homem grego

Fotografia: Daniel Câmara Retouthi: Daniel Câmara Beleza: Daniel Câmara Styling: Yago Oliveira Modelo: Murilo Medeiros (Tráfego Models)


42


46


47


50


Fashion Place:

A

ndamos nas ruas todos os dias na espera de nos depararmos com surpresas inovadoras, onde as mesmas possam nos proporcionar um estado de satisfação. E nada como o ambiente em que estamos presentes que influência em nosso estado. O fashion place da GOYA te mostrará a cada edição um lugar inusitado e diferente para se visitar. E para essa edição escolhemos o Between Coffe. Localiza-se na Av. Afonso Pena, 895 Tirol, Natal RN. Entrevistamos a Raquel Jácome de Azevedo Maia, proprietária do lugar. Raquel tem 30 anos, é formada em Jornalismo UnP e fez gastronomia pela Mausi Sebess em Buenos Aires. E durante a entrevista ela nos esclarece a proposta e o objetivo do Between, vejam a seguir:

52

GOYA: Como foi o pensar em tween é ser um ambiente aconchecriar esse espaço? gante, que te transporte para outro universo através do ambiente, do Raquel Jácome: A idéia sempre atendimento e da comida. Que te foi criar uma atmosfera diferente ofereça uma comida sempre fresda existente em Natal. Por gostar ca, gostosa e saudável e que por muito de viajar e conhecer diferen- fim a música seja sempre agradátes lugares do mundo, eu sempre vel e que o cliente saia satisfeito sentia que a cidade seguia em um com a experiência de nos visitar. caminho de mesmice sem fim. Detalhes pequenos como as mesas dos GOYA: Como foi planejado a arlugares sempre iguais, as cadeiras, quitetura do lugar? os pratos e por aí vai. Então, decidi fazer algo realmente diferente de Raquel Jácome: Mézia Araújo foi tudo e busquei usar da criatividade, a minha arquiteta. Ela quem fez o reciclando moveis, pegando algu- meu projeto. Mas minha referênmas coisas da minha própria casa, cias são do mundo. E também tive objetos que trouxe de viagem e por a opinião de grandes amigos como esse caminho a história foi fluindo. o pintor Ítalo Trindade e o arquiteto rodra que hoje reside em São GOYA: Qual a proposta que ele Paulo. traz? Raquel Jácome: A proposta do Be-


53


GOYA: Quais as referencias usadas para o interior? Raquel Jácome: Como falei anteriormente, as minhas referências são do mundo. Eu amo viajar, conheço muito do Brasil e de países por aí a fora. GOYA: O cardápio? Como foi pensado nos produtos que fornece? Raquel Jácome: Estamos falando de um segmento que é café, então resolvi colocar comidinhas que acompanhem café. Que estejam na linha “lanche”. Não temos a intenção de fazer lanches rápidos. Preferimos um bom preparo, com cuidado, com carinho e isso exige tempo. Também resolvi dar um plus aos nossos clientes, já que estamos em uma região bastante comercial e com o transito crescente em Natal, as pessoas acabam sem tempo de voltar para casa e almoçar, por este motivo, criamos o prato do dia, que funciona da seguinte forma: de segunda a sexta temos um prato de almoço, que na verdade é servido durante o dia inteiro, inclusive a noite, caso tenhamos disponibilidade dele, mas normalmente sempre temos. E aos sábados servimos todos os pratos da semana. Nos nossos pratos, a busca é sempre por comidas frescas. Trabalhamos só com folhas orgânicos e também procuramos ter a preocupação com pessoas que tem intolerância a glúten e lactose. GOYA: Qual a expectativa para o Between Coffee? Pretende-se abrir filiais em Natal ou pelo Brasil? Raquel Jácome: Nós esperamos que o Between tenha vida longa. Sou nova no mercado e pretendo aprender muito aqui dentro. Com relação a filial, realmente não sei se faria outro Between. Óbvio que tenho vontade de ter outras histórias gastronômicas, mas para criar uma identidade igual ao Between é difícil porque tudo é realmente muito singular.

Fotografia e texto: Daniel Câmara

54


55


56


57


Vida Criativa

O

artista Rafael Eufrásio de Oliveira, tem 28 anos é natural do Rio de Janeiro, RJ. Graduado em Design Gráfico na Universidade Potiguar (UnP), atua hoje como desenhista na empresa Cognitum. Reside em Ceára-mirim, RN. Em um breve bate papo com ele, nos revelou como é seu dia a dia em sua profissão. Veham a seguir da entrevsita seus respectivos trabalhos.

GOYA: O que falta em natal em relação a arte? Rafael: Quase tudo. O reconhecimento e o valor da arte para a população, sem isso o mercado de arte aqui não crescerá. GOYA: Pra você quem é o desenhista?

Rafael: Profissional capaz de representar qualquer coisa através GOYA: Primeiro contato com a dos traços. arte? GOYA: Um momento marcante Rafael: Na 4º série com o incen- que a moda te trouxe... tivo da minha professora Sandra. Rafael: Um fiz um desenho uma GOYA: Quais os benefícios e os vez para uma mulher, que me pecontras que a profissão de dese- diu para desenhar a vó dela para nhista te trouxe? dar de presente a mãe. Quando entreguei o desenho a mãe dessa Rafael: Rapaz, eu sou muito tran- mulher o agarrou dizendo ‘‘maquilo isso já é um benefício gran- mãe, mamãe’’ e começou a chorar. de. Eu não me estresso com nada, Eu naquele momento não cobrei o a arte tornasse pra mim um canal valor que pedi, pois a reação dela para relaxar. Se eu to feliz, triste, já me pagou. Aquilo ali não esquecom raiva.. Não importa, eu sem- ço nunca. pre irei desenho. Minha profissão não me trouxe nenhum momen- GOYA: Dicas para os novos deto ruim até agora, estou satisfeito senhistas que estão entrando no com o que trabalho hoje. mercado... GOYA: Um sonho...

Rafael: Não pensar que a técnica é o única item importante,e sim Rafael: Só quero ser feliz fazendo observar. o que eu gosto!

58


60


63


Confiram agora os primeiros seis looks selecionados dos leitores estilosos da GOYA. Mande o seu tambĂŠm para a nossa pĂĄgina do facebook: goyamagazine.

Life 64


Style 65


Anadele Souza


Pedro Henrique

67


Amora Rodrigues

68


DĂŠbora Fuzeti


Beatriz De Breyne


H채nder Duarte

71


Arte & Moda


Edição nº 0 GOYA