Issuu on Google+

Seridó terá o terceiro geoparque da América do Sul O turismo está radicalmente relacionado à sustentabilidade, sobretudo pelo efeito predatório dessa atividade se promovida sem planejamento ou infraestrutura necessária. Por isso, a Setur, em parceria com a Procuradoria Geral do Estado (PGE), tem trabalhado firmemente na implantação do projeto Geoparque Seridó, que será o terceiro geoparque da América do Sul e o segundo do Brasil. O conceito de geoparque, no entanto, já está espalhado em 32 países, sobretudo na Europa, e desencadeia interesse crescente em muitos outros, justo porque trabalha o desenvolvimento econômico sustentável

a partir de um parque delimitado pela riqueza geológica. E nessa área a comunidade se envolve em atividades inerentes à região, particularmente de caráter turístico e cultural. A Setur e a PGE promoveram, em setembro, um workshop exclusivo para tratar do tema, com presenças nacionais e adesão de prefeitos e secretários de turismo de diversos municípios potiguares. O projeto caminha agora no âmbito jurídico para análise da forma mais segura e viável de gestão, para que haja sustentabilidade e continuidade do projeto mesmo após o fim dos mandatos governamentais.

29


RN no Caminho do Desenvolvimento