Issuu on Google+

Mais estrutura para garantir expansão do mercado de trabalho

No início do ano, o Sine-RN, entidade gerida pela Sethas, estava com risco de ser descredenciado do Ministério do Trabalho por falta de prestação de contas. No fim de 2015, a realidade do órgão de assistência é totalmente diferente. A intermediação de mão de obra, carro-chefe do Sine, foi retomada, possibilitando o encaminhamento de trabalhadores para as vagas de emprego. O quadro de pessoal foi reestruturado nos 15 postos do órgão, na capital e no interior. O diálogo com os empresários também foi retomado e é uma das principais ferramentas de captação de vagas. No início de 2016, o Sine-RN vai realizar a 1ª Feira de Emprego e Cidadania, com o objetivo de mostrar aos empresários toda a estrutura e atividades de-

sempenhadas pelo órgão. Esse evento também será direcionado para o trabalhador que terá a oportunidade de conhecer os serviços do Sine-RN, cadastrar-se nas vagas ofertadas, participar de cursos e palestras, tirar a carteira de trabalho e o CPF. O projeto de reestruturação física da sede da entidade, em Candelária, está adiantado e a expectativa é de que em 2016 sejam retomados os serviços de mediação de mão de obra, seguro desemprego e qualificação profissional. O projeto arquitetônico da unidade prevê a construção de salas de aulas, um auditório, sala de atendimento, além do setor administrativo, onde serão instaladas a coordenação e as subcoordenadorias de qualificação e de intermediação. Após a licitação, a obra deverá ser concluída em seis meses.

11


RN no Caminho do Desenvolvimento