Issuu on Google+


MENSAGEM DA PRESIDENTE

3

OBRAS

5

DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E TURISTICO

15

CULTURA

25

DESPORTO

39

EDUCAÇÃO

41

AMBIENTE

49

AÇÃO SOCIAL

57

OUTROS

65


Mensagem da Presidente

Maria de Lurdes de Oliveira Castanheira

O Boletim Municipal de 2010, assinala um novo momento para o Concelho de Góis: um novo executivo municipal, uma nova equipa de trabalho e um novo plano de actividades, e é também um importante instrumento de informação para os munícipes sobre o trabalho desenvolvido. Pese embora não possamos elencar neste documento todo o trabalho desenvolvido e, consequentemente, todo o investimento concretizado, vamos sim realçar algumas opções e iniciativas que melhor caracterizam a dinâmica do ano transacto e que produziram efeitos e eficácia, quer interna, quer externa. Deste modo, destacamos a mudança para o renovado Edifício dos Paços do Concelho, a inauguração do Centro Escolar da Freguesia de Alvares, o Arranjo Urbanístico do Espaço entre o Pavilhão Gimnodesportivo e o Quartel da GNR, a intervenção na Estrada Municipal entre Góis e Olho Marinho (Vila Nova de Poiares), em termos de beneficiação da sinalética horizontal e a beneficiação do troço da EN2 (quilometro 272-275), entre outras. Destacamos igualmente alguns investimentos que se encontram em execução, como são disso exemplo a Construção da Casa Municipal da Cultura, Ampliação da Escola Básica 1 de Góis e Jardim de Infância, implementação do Centro de Referência da Memória Goiense e a requalificação do Campo de Futebol Engº. Augusto Nogueira Pereira. No que concerne a outros investimentos relacionados com Infra-estruturas, Ambiente, Ordenamento e Acessibilidades, destacamos, para além de outras, a articulação com a Empresa Águas do Mondego, na construção da ETAR de Vila Nova do Ceira e respectiva ligação ao emissário. Importa também referir a intervenção efectuada no Parque Infantil Hugo Miguel Piteira Barata no Cerejal, no Campo de Futebol dos Carvalhais, a construção da Rotunda de Oroso, em Vale d’Ama, vila de Góis e a requalificação da Rede de Águas nas Ladeiras.


Foi ainda iniciado todo o trabalho necessário à alteração do PDM, na convicção de que muitos dos constrangimentos actuais só serão ultrapassados com o processo da sua revisão. Atentos ao potencial endógeno e aos Recursos Naturais, este Executivo em momento algum hesitou no apoio à implementação da infra-estrutura Hoteleira promovida pela Empresa Natur Sanus, SA. Não só acolhemos a ideia, como criamos condições para o sucesso do Projecto, pois acreditamos que se trata de um investimento que alavanca a economia local, promove o emprego, para além de suprir uma lacuna há muito sentida no Concelho de Góis em matéria de Alojamento Hoteleiro. No que concerne à Educação e Acção Social, imprimiu-se uma nova dinâmica ao nível das parcerias e da partilha de responsabilidades. Não menos importante foi a aposta feita na valorização das pessoas e no reconhecimento das suas competências, particularmente aos beneficiários do Rendimento Social de Inserção ou beneficiários do Subsídio de Desemprego, através da celebração de Contratos de Inserção e Inserção mais. Relativamente à Cultura reafirmamos que para o actual Executivo é a “chave” diferenciadora da estratégia de desenvolvimento, pelo que temos plena convicção de que só é possível atingir os objectivos propostos se continuarmos a mesma trajectória iniciada em 26.10.2009: aprofundar o diálogo e a cooperação com as Instituições Locais, fomentar uma verdadeira cultura de parceria, onde se partilham responsabilidades e sucessos. Ainda no campo Cultural, não podemos deixar de destacar o quanto nos orgulha o aprofundamento da cooperação com o Município de Oroso – Galiza. Em fase de balanço cumpre-nos o dever de enaltecer todo o trabalho desenvolvido ao longo do ano de 2010 de todos os nossos Empresários e Comerciantes, sem esquecer o meritório contributo das Colectividades, das IPSS’s e de outras Organizações Locais de Direito Privado, que diariamente trabalham em prol do desenvolvimento do Concelho de Góis. Da Cultura, à Protecção Civil, do Desporto à Acção Social, da Educação ao Ambiente, do Emprego à Formação, das Acessibilidades à Cooperação, do Turismo ao Voluntariado. Todos estão imbuídos do mesmo espírito e vontade em tornar Góis num Concelho mais competitivo e mais coeso. Sem o envolvimento de todos, Juntas de Freguesia, Instituições Privadas, Trabalhadores e da População, não era possível concretizar grande parte das Acções e Projectos previstos para o ano de 2010.

Um Município é uma construção colectiva. E ninguém pode ficar afastado deste processo.

Bem Haja a todos.

Maria de Lurdes de Oliveira Castanheira, Drª


OBRAS

5 REQUALIFICAÇÃO DO CAMPO DE FUTEBOL ENGº AUGUSTO NOGUEIRA PEREIRA

Custo total do investimento: 998.238,70€ Taxa de co-financiamento: 70%

Reprodução da planta 3D do Campo de Futebol

A obra de requalificação do Campo de Futebol Engº Augusto Nogueira Pereira, no qual se incluem a instalação de relva sintética, a construção de balneários e bancada, constitui-se num importante e estruturante investimento para o Município de Góis em matéria de prática desportiva e tem como principais ganhadores os jovens do Concelho. Paralelamente, a requalificação deste equipamento desportivo vem permitir melhores condições quer de organização, quer de acolhimento, à Equipa do Góis da Secção de Futebol de uma das mais prestigiadas instituições deste concelho, a Associação Educativa e Recreativa de Góis, fundada no dia 1 de Setembro de 1939. Aprovada no âmbito do domínio de intervenção “Infra-Estruturas e Equipamentos Desportivos” do Eixo IX - Desenvolvimento do Sistema Urbano Nacional do Programa Operacional Valorização do Território, a obra tem a sua conclusão prevista para o mês de Setembro de 2011. O executivo municipal tem desenvolvido diversas actividades físicas e desportivas em todos os equipamentos que o concelho tem para oferecer e visam contribuir para a valorização da prática profissional e não profissional, contribuindo desta forma para a aquisição de hábitos e comportamentos de estilos de vida saudáveis para toda a população.


OBRAS

6

A execução das obras a cargo da firma Irmãos Peres,Lda


OBRAS

7 Casa Municipal da Cultura de Góis Custo total do investimento:1.660.857,64 € Taxa de co-financiamento: 80%

Empreitada pela firma J.B. Pires - Construções Lda

A Casa Municipal da Cultura de Góis, enquanto equipamento estruturante da vida cultural do concelho, pretende assumir-se como um “edifício vivo”, que permitará a promoção de actividades diversificadas, quer na área dos espectáculos culturais, nomeadamente teatro, dança, música, cinema, entre outros, quer no âmbito da dinâmica empresarial e de actividades escolares, com a organização e dinamização de seminários, congressos, conferências, exposições ou reuniões. Este espaço irá contemplar um auditório com capacidade para 301 espectadores, duas salas polivalentes, quatro gabinetes para associações, um gabinete para a direcção/administração do edifício, sala de ensaios da Filarmónica da Associação Educativa e Recreativa de Góis, três salas para escola de música, quatro salas de formação e bar. Conscientes de que a educação e a cultura são hoje em dia, e cada vez mais, os grandes motores de desenvolvimento, aqueles em que o investimento é mais reprodutivo na perspectiva da geração de riqueza e de preparação do país para enfrentar novos desafios,pretende-se através desta obra, estimular, apoiar e promover acções que favoreçam o acesso das pessoas à fruição das actividades culturais e, à participação das artes do espectáculo no processo de construção e aprofundamento da cidadania e paralelamente a defender e a salvaguardar o património cultural.


OBRAS

8 As actividades artísticas, o património, a “Cultura” no seu todo, têm, na verdade, uma importante expressão económica: geram emprego e riqueza, dinamizam o tecido económico através de toda uma série de actividades em cadeia a que dão origem, podendo assumir um papel fundamental no combate à desertificação.

Reprodução 3D da Casa Municipal da Cultura


OBRAS

9 Centro de Referência da Memória Goiense Custo total do investimento: 200.000.00€ Taxa de co-financiamento: 60%

Uma das intervenções a cargo da Firma Irmãos Peres, Lda

Visita de acompanhamento às obras pela Presidente da Câmara, responsável pela empresa e Técnico do Município.

O Centro de Referência da Memória Goiense é um projecto municipal ambicioso e diferenciador no contexto cultural da região e será um espaço de excelência na salvaguarda, conservação, valorização e divulgação da memória das comunidades goienses, que contempla as seguintes valências: o Arquivo; a Biblioteca e um Espaço Multiusos. Nestes espaços pretendemse promover o desenvolvimento de actividades de divulgação, animação e fruição do património cultural, nomeadamente ateliês lúdico-pedagógicos, exposições e mostras temáticas, seminários e workshops, entre outras acções que fomentem o conhecimento e a consequente valorização do património cultural do concelho.


OBRAS

10 A sua execução vem permitir, por um lado, a requalificação urbanística da zona envolvente da Biblioteca Municipal de Góis “António Francisco Barata”, que se encontra num local estratégico da vila de Góis, de confluência entre as escolas, lar de idosos, creche/jardim infantil e serviços municipais, e por outro, colmatar a ausência na região de equipamentos culturais similares, permitindo ainda que este novo espaço se torne mais um cartão-de-visita da zona histórica da vila de Góis. O Centro assumirá uma dimensão local e regional, como espaço potenciador da reunião, investigação e comunicação dos sentidos da memória colectiva do território, entendida como motor do sentido de comunidade. Por conseguinte, a componente regionalista estará efectivamente subjacente à filosofia deste espaço cultural, que se pretende integrador e conciliador das memórias de todos quantos pertencem a Góis, ainda que, por imperativos diversos, por momentos ou fases das suas existências, tenham rumado a outros locais, nunca abandonando a sua «micro-pátria», Será um equipamento com um carácter versátil, funcional, confortável e, acima de tudo, convidativo à reflexão, estudo e investigação sobre os traços que caracterizam a memória goiense. O Centro de Referência da Memória Goiense irá assumir-se como equipamento de destaque no panorama cultural local e regional, aproximando a cultura dos cidadãos, fazendo renascer o tempo que passou – a memória do passado… uma referência para o futuro.

Obras da Biblioteca Municipal

Intervenção na barroca da Lavra


OBRAS

11

Colocação do piso sintético no Parque Infantil Hugo Miguel P. Barata


OBRAS

12

Reabilitação do Campo de Futebol da Várzea Pequena

Muro de suporte da estrada de acesso ao Manjão

Requalificação da fonte do Liboreiro

Ampliação EB1 - Góis


OBRAS

13

Remodelação ETAR Góis e Cortes

Arranjo urbanístico entre o Pavilhão Gimnodesportivo e a GNR

Recolocação da sinalética horizontal entre Góis e Olho Marinho

Escavação para o Futuro Lar de Idosos na Povoação da Cabreira


DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E TURISTICO

15 Festas do Município de Góis e XVIII FACIG

A Presidente do Município de Góis, Maria de Lurdes Castanheira, inaugurando a Edição de 2010 da FACIG, acompanhada por diversas personalidades locais e regionais.

Agosto assumiu-se em 2010 como um dos meses mais intensos de Góis. As Festas do Município decorreram de 11 a 15 de Agosto, e integraram a XVIII FACIG – Feira Agrícola, Comercial e Industrial de Góis e o Feriado Municipal. Realçamos ainda a realização da Concentração Mototurística, que conjuntamente com os restantes eventos, atraíram milhares de pessoas ao Parque de Lazer do Baião.


DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E TURISTICO

16 A grande aposta da FACIG como uma atracção adicional às muitas potencialidades existentes num concelho que se destaca pela sua beleza natural e que vale a pena conhecer, acolheu uma grande diversidade de expositores, cerca de uma centena. Paralelamente e apesar de ser um ano de crise, graças a duas parcerias estabelecidas com a ADIBER e com o Moto Clube de Góis, foi possível melhorar o cartaz das festas, que pautou pela qualidade dos espectáculos musicais. Góis teve oportunidade de deliciar-se com os concertos de Tony Carreira, Oquestrada, Os Azeitonas, e com a 1.ª edição do concurso “Achas que sabes cantar?”. Salienta-se ainda a realização de concertos com as Bandas Filarmónicas da AERG e da FILVAR, e o Festival de Folclore Beirão. Eventos que proporcionaram o convívio entre os filhos da terra que regressam ao concelho para gozarem o período de férias e os muitos turistas que escolheram Góis para descansar. Do Programa das Festas do Município e porque 2010 foi Ano Europeu da Biodiversidade, realçamos ainda a realização do seminário “Biodiversidade – Herança e Património a Valorizar”. Com este evento o Município de Góis pretendeu distinguir a importância da biodiversidade e sensibilizar as novas gerações para a questão da conservação da natureza e para o problema da gestão sustentável de espécies e habitats naturais da fauna e da flora no planeta. Num concelho onde emergem frondosas e belas paisagens, serpenteadas pelos muitos cursos de água, é fundamental apelar para a preservação das espécies. No dia 13 - Feriado Municipal, realizou-se a Sessão Solene do Dia do Município, uma efeméride que serviu para lembrar aqueles que deram e continuam a dar muito de si ao concelho, através da atribuição de medalhas de mérito ao pneumologista Fernando Barata, à empresa Prorezina (Chã de Alvares) e ainda a três funcionários da autarquia – aposentados em 2009 –, com a atribuição da Medalha de Bons Serviços. Neste mesmo dia, honro-nos com a sua presença S. E. a Senhora Ministra do Ambiente, Dra. Dulce Pássaro, que visitou a FACIG e a Praia Fluvial da Peneda.


DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E TURISTICO

17 BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa | Feira Internacional de Turismo O Município de Góis participou na 22.ª edição da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorreu entre os dias 13 e 17 de Janeiro de 2010, na FIL - Feira Internacional de Lisboa. Apresentando um novo e distinto stand, no qual se construiu uma réplica de uma fachada de uma casa de xisto, foi possível a todos os visitantes um contacto com o mundo rural presente nas nossas aldeias serranas. O certame foi ainda uma excelente oportunidade de promoção e divulgação turística do concelho, que possibilitou a todos os visitantes conhecerem os pontos de interesse, a história, a gastronomia e a cultura que Góis tem para oferecer, destacando-se ainda as actuações da Banda Filarmónica da Associação Educativa e Recreativa de Góis e do Rancho Folclórico “As Sachadeiras da Várzea”.

Actuação da Banda da AERG

Stand em xisto do Município de Góis


DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E TURISTICO

18 Vamos ao Largo!

Participantes da Iniciativa “Vamos ao Largo... construiram a nossa Àrvore de Natal”

A iniciativa “Vamos ao Largo!” surgiu da necessidade de promoção turística do Concelho e da dinamização do Centro Histórico da Vila de Góis, considerado uma zona turística de interesse. Integrado neste conceito, ao longo do ano de 2010 foram desenvolvidas diversas actividades, que apelaram a variadas temáticas, dirigidas a um público diversificado. O primeiro evento realizou-se no dia 18 de Abril, no âmbito da Comemoração do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, sobre a temática “Património Rural/Paisagens Culturais” “Tributo às Memórias Goienses“. O seu objectivo fundamental foi dar a conhecer o passado goiense através da reconstituição temporal, recuando no tempo e mostrando o quotidiano da comunidade rural, essencialmente das actividades inerentes aos sectores económicos mais importantes à data, como a agricultura, a pastorícia e o minério.


DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E TURISTICO

19 Por forma a dar continuidade aos eventos integrados na iniciativa “Vamos ao Largo!”, seguiu-se no dia 20 de Maio, a Comemoração dos 494 Anos da Entrega do Foral Manuelino de Góis. Esta actividade, que contou com a colaboração do Professor João Alves Simões e do Grupo de Escoteiros 74 de Góis, conduziu-nos numa curta viagem no tempo, revisitando Góis na época de El Rei D. Manuel I e permitiu conhecer as principais actividades exercidas na Vila de Góis no século XVI. A Feira de Velharias e Antiguidades, realizada no Largo Francisco Inácio Dias Nogueira, no dia 30 de Maio, tratou-se de um evento com o objectivo de por um lado, mais uma vez fomentar o convívio no Centro Histórico da Vila e por outro lado, facultar o acesso a objectos de valor histórico e sentimental a quem verdadeiramente os procura.Dando seguimento ao Programa previsto, em pleno Centro Histórico da Vila, no dia 20 de Junho decorreu uma Sessão de Cinema ao Ar Livre, com a apresentação do filme. Para terminar este ciclo de iniciativas, no dia 10 de Dezembro, sob o lema “Vamos ao Largo…Construir a nossa Árvore de Natal!”, os idosos das Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), e os utentes do Centro de Actividades Ocupacionais (CAO) de Góis da ARCIL, aderiram à iniciativa e decoraram a árvore de natal situada na Praça da República. Todas estas acções tiveram em consideração as condições de acessibilidade, permitindo deste modo, o acesso a pessoas com mobilidade reduzida. Também o facto das actividades serem gratuitas, contribuiu para a alteração de comportamentos que perpetuam o ciclo da pobreza a da exclusão social, incentivando assim a participação de todos.

Participantes do “Vamos ao Largo - Tributo às tradições culturais Goienses” e do “Construir a nossa Àrvore de Natal“


DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E TURISTICO

20 Páscoa de Sabores A Gastronomia esteve em festa no fim-de-semana de 2, 3 e 4 de Abril, em vários restaurantes do concelho, através da realização da iniciativa “Páscoa de Sabores”. A sopa de castanhas, o cabrito assado no forno, o arroz doce e a tigelada fizeram a delícias de quem os degustou. A iniciativa ”Páscoa de Sabores” inscreve-se na estratégia do executivo municipal para por um lado, contribuir para fomentar o aumento da procura do comércio da restauração do concelho e por outro promover o turismo local. Integrado ainda na edição 2010 da “Páscoa de Sabores“ e para todos aqueles que saborearam os pratos que compunham este cardápio, realizou-se o sorteio de uma noite para duas pessoas na “Casa de São Francisco”, empreendimento de turismo rural situado em Chã de Alvares, na Freguesia de Alvares.

Alunos da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril promoveram iniciativa em Góis Numa parceria entre o Município de Góis e a ADIBER, nos dias 19, 20 e 21 de Março cerca de 100 alunos, dos cursos de Direção e Gestão Hoteleira, Gestão Turística, Produção Alimentar e Restauração e Gestão de Lazer e Animação Turística da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril estiveram em Góis com o objectivo de proporcionar o desenvolvimento de actividades relacionadas com os cursos que frequentam, pondo em prática alguns conceitos apreendidos nas suas áreas de formação, contribuindo para uma melhor diversificação e organização das tarefas e espírito de equipa. Durante o fim-de-semana foi dada a oportunidade à comunidade local para participar em algumas ações.


DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E TURISTICO

21 III Feira de Formação e Emprego Promovida pelo Projecto “Escolhas de Futuro”, no dia 18 de Maio, decorreu no Largo Francisco Inácio Dias Nogueira, a III Feira de Formação e Emprego de Góis. Neste espaço, os visitantes puderam assistir à divulgação de cursos profissionais, da Iniciativa Emprego 2010, bem como à apresentação dos cursos de formação profissional a realizar ao longo do ano. O Centro de Emprego de Arganil a Escola Profissional da Lousã foram algumas das entidades presentes na feira para divulgar as ofertas disponíveis. Integrado neste evento, decorreu ainda no Auditório da Casa do Artista, a apresentação do Curso Educação e Formação de Adultos (EFA) de “Horticultura e Fruticultura Biológica”, promovido pela ADIBER.

A Presidente da Câmara Municipal de Góis e diversos representantes de entidades locais e regionais estiveram presentes na III feira de Formação e Emprego


DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E TURISTICO

22 Geminação Góis-Oroso No âmbito da Geminação entre o Município de Góis e o Município de Oroso na Galiza e com o objectivo de traçar um plano conjunto de trabalho, nomeadamente no que se refere à realização do OrosoArtes, iniciativa que prolonga o GóisArte, no dia 22 de Janeiro, esteve presente em Góis, uma delegação de Oroso, Presidida por D. Manuel Mirás Franqueira, Alcaide de Oroso. Esta visita também teve por finalidade aumentar e reforçar os laços entre as duas comunidades, estabelecendo parcerias e desenvolvendo intercâmbios em diversos sectores como a Cultura, o Turismo, a Educação, a Acção Social, a Economia, entre outros.

A Presidente da Câmara Municipal de Góis, Maria de Lurdes Castanheira, o Alcade de Oroso, D. Manuel Mirás Franqueira e respectivos acompanhentes de Góis e Oroso


DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E TURISTICO

23 Presépio de Natal de Areia O Município de Góis com o envolvimento das autarquias do concelho, inaugurou no dia 17 de Dezembro, no Largo Francisco Dias Inácio, um presépio de areia de grandes dimensões, trabalhado ao pormenor e cuidado pelo escultor Camarro, cujo rigor e profissionalismo é do reconhecimento de todos os goienses. Uma vez que se trata de um evento único na região, durante a sua construção foi lançado o convite às instituições do concelho, para que toda a comunidade escolar e sénior pudesse visitar e usufruir do referido local, testemunhando assim o desenvolvimento deste fantástico trabalho. O presépio de areia foi o maior exemplar alguma vez feito no país apenas por um só artista, facto que deixou toda a comunidade orgulhosa.

O escultor Camarro no desenvolvimento de uma das personagens do presépio.

Pormenor das esculturas


DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E TURISTICO

24 Passagem de Ano à moda antiga na Aigra Nova O Município de Góis aceitou o desafio lançado pelo Programa “Companhia de Ano Novo”, da SIC a 23 de Dezembro de 2010, reconstituiu as tradições serranas inerentes aos costumes de fim-de-ano. Assim, as luzes apagaram-se na aldeia da Aigra Nova, os habitantes e restantes colaboradores vestiram-se a rigor para receber o ano que se avizinhava, proporcionou uma viagem no tempo. Por entre as ruelas da aldeia entoaram-se cânticos tradicionais, abrilhantados por alguns elementos dos Ranchos Folclóricos “As Sachadeiras da Várzea”, “Mensageiros da Alegria”, “Serra do Ceira” e da Escola de Concertinas de Góis. Vários foram os momentos representados, desde o tradicional cepo a arder, que iluminava a aldeia, às iguarias típicas, ao ilustre bailarico, e até a “lua desceu à terra”, denominação atribuída ao cantador de músicas tradicionais que chegava à aldeia com o seu lampião, por entre caminhos de xisto, provocando a ilusão de um clarão por entre a escuridão da noite, alegrando os mais pequenos.

Concurso de Montras Pela primeira vez, o Município de Góis organizou o Concurso de Montras de Natal, destinado a todos os comerciantes do Concelho de Góis, com o objectivo de promover e dinamizar o comércio tradicional incentivando a população a efectuar as suas compras de Natal no nosso território. Nesta primeira edição do concurso, participaram 21 empresas da área do comerciantes das freguesias de Góis e Vila Nova do Ceira, tendo o júri constituído por representantes da J.F. do Concelho, da ADIBER e do Município atribuído o 1º lugar a Aida Cabeleira (V.N. Ceira) e a Julyart (Góis) e Mani e Sara (Góis) , os segundo e terceiro lugares, respetivamente.


CULTURA

25 XIV Góis Arte: Biodiversid’arte

Ao centro a Presidente da Câmara Lurdes Castanheira e o Alcade de Oroso D. Manuel Mirás Franqueira, acompanhados pelo Adjunto do Governador Civil de Coimbra, Dr. António Sérgio, pelo Pres. Assemb. Municipal, Dr. José Carvalho, pelo Escultor Armando Martinez e pelo conselheiro para a Cultura de Oroso, Eduardo Veiras.

A XIV Edição do Góis Arte, sob o signo da “Biodiversidad’arte”, decorreu entre os dias 16 e 18 de Julho, nas Galerias da Casa do Artista, em Góis. Ao longo dos três dias do certame, a população do concelho teve a oportunidade de apreciar obras de pintura, escultura e fotografia de cerca de 80 artistas oriundos de todo o país e estrangeiro, em especial de Oroso, concelho situado na Galiza e geminado com Góis. Um dos momentos altos destra mostra de arte foi a inauguração de um Monumento escultórico na Rotunda de ValD’Ama, dedicado ao Município de Oroso. Esta obra de arte esculpida ao pormenor por 5 escultores, que desde o primeiro momento souberam aproveitar a água,enquanto elemento caracterizador dos dois concelhos, de acordo com a Sra. Presidente do Município, Dra. Maria de Lurdes Castanheira “traduz na perfeição o sentimento de amizade que une os dois povos”. Nestes dias dedicados às artes, também pela primeira vez, o cinema marcou presença no evento, através de dois jovens goienses, que partilharam as suas competências ao nível da produção cinematográfica. Como forma de aproximar a arte à população, durante o fim-de-semana, vários artistas trabalharam ao vivo no Parque do Cerejal, fazendo as delícias de quem lá passeava.


CULTURA

26 Para o encerramento desta XIV Edição, a população foi presenteada com o regresso do saudoso espectáculo multimédia na Praia Fluvial da Peneda, que conjugou a componente musical, através da actuação do Grupo Archybak com a componente pirotécnica, da responsabilidade da Pirotécnia Oleirense.

Actuação dos Archybak e espectáculo Pirotécnico

Monumento a Oroso - Rotunda de ValD’Ama - Vila de Góis

Exposição na Casa do Artista

Actuação da Banda Filarmónica de Góis


CULTURA

27 Comemorações do Centenário da República Portuguesa em Góis Na sequência das Comemorações do Centenário da República, no dia 14 de Março teve início o ciclo de iniciativas para assinalar esta efeméride. Para a Comemoração do Centenário, o Município contou com a actuação da Banda Filarmónica da Associação Educativa e Recreativa de Góis, seguido de palestra com a participação de dois ilustres oradores goienses, o Mestre João Simões e o Prof. Doutor Carlos Poiares, os quais relataram alguns acontecimentos importantes que contribuíram para a implantação da República. Este ciclo de iniciativas culminou com a exposição alusiva a esta temática, numa das Galerias da Casa do Artista.

Padre Carlos Cardoso e Mestre João Simões

Acta de deliberação da Toponímia “Praça da República“ em reunião de 08. 10. 1910

A Presidente Câmara, Maria Lurdes Castanheira ladeada pelo Pres. da Assembleia Municipal, José Carvalho e pelo Prof. Doutor Carlos Poiares recebe lembrança do Presidente da Junta de Freguesia de Sta. Clara José Simão


CULTURA

28 Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas

A Presidente da Câmara Municipal ladeada pelo Presidente da Assembleia Municipal e pela representante da Casa do Concelho de Góis D. Maria Bertilde Barata Costa, a escritora Maria Beatriz Rocha Trindade, a fotografa Luísa Ferreira e pelo Sr. Padre Carlos Cardoso.

O Município de Góis, assinalou o dia 10 de Junho – Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, com um programa que pretendeu enaltecer e homenagear todos aqueles que se dedicaram e dedicam à causa do regionalismo, auxiliando e criando melhores condições de vida às populações, qualquer que seja o lugar onde se encontrem.


CULTURA

29 Num Tributo ao Regionalismo, foi elaborado um programa que teve início no Auditório da Biblioteca Municipal de Góis “António Francisco Barata”, pelas 10h00, com a apresentação do livro editado pela Âncora Editora: “A Serra e a Cidade – O Triângulo Dourado do Regionalismo”, que contou com a presença da autora, a Prof. Doutora Maria Beatriz Rocha-Trindade, e sobre o qual referiu que pretendeu “(…) que o trabalho realizado pudesse suscitar o saboreio estético da realidade que se pode observar naquela lindíssima região do País, prestando simultaneamente um tributo e o muito apreço pela acção dedicada que os Regionalistas desenvolvem, desde há décadas e onde quer que se encontrem, para fazer sobreviver as comunidades de origem e para melhorar a qualidade de vida das populações residentes (…)”. No Concelho de Góis são cerca de seis dezenas as Comissões e Ligas de Melhoramentos ou de Moradores, na sua grande maioria com sede em Lisboa, na Casa do Concelho de Góis. O grande fluxo de população que saiu do Concelho de Góis, a partir das décadas de 40, 50 e 60, foi, precisamente, em grande maioria, para a capital do país, em busca de maiores e melhores oportunidades de vida. Nunca esquecendo as suas terras de origem, foram contribuindo e ajudando na criação de melhores condições de vida às populações e familiares que resistiram e permaneceram nas aldeias. Em boa verdade, eles estavam “ausentes”, mas continuavam “presentes”, como se a cidade se fundisse no campo e vice-versa. É a partir desta ideia que surgiu o desafio, lançado pelo Município de Góis à fotógrafa Luísa Ferreira, cujos laços familiares a unem à Freguesia de Vila Nova do Ceira. Reunido um conjunto de fotografias datadas de 1987 a 2010, foi concebida uma exposição de fotografia intitulada “Os Presentes, Os Ausentes”, no Auditório da Casa do Artista. Aproximando-se o dia 17 de Junho – Dia da Desertificação, pretendeu-se, com a visualização das fotografias expostas, promover uma reflexão sobre o abandono do mundo rural para as cidades, nomeadamente para Lisboa, onde residem várias gerações de Goienses. A exposição esteve patente ao público até final do mês de Junho e além das fotografias os visitantes puderam visualizar um vídeo elaborado pela artista.


CULTURA

30 “Uma Jornada às Memórias de Góis” Nos últimos anos têm sido criados, muitas vezes por iniciativa de associações ou outras agremiações concelhias, um pouco por todo o concelho, núcleos museológicos com o mote comum de preservar e divulgar o vasto, rico e, grande parte das vezes desconhecido património cultural concelhio. Com intuito de divulgar e dar a conhecer a riqueza cultural que estes núcleos museológicos encerram, o Município promoveu no dia 12 de Junho, uma visita por alguns destes espaços, nomeadamente: à Colecção Museológica de Góis,ao Museu Paroquial de Arte Sacra, à Casa do Ferreiro e aos Núcleos Museológicos da Cabreira, do Soito e do Esporão.

Colecção Museológica de Góis À Noite Como forma de assinalar o Dia Internacional dos Museus, no dia 18 de Maio decorreu uma iniciativa inédita, denominada “Colecção Museológica de Góis By Night|À Noite”. A realização desta actividade permitiu a visita nocturna deste espaço a todos quanto não têm oportunidade de o fazer durante o período diurno.


CULTURA

31 “Em Góis…Um Passeio pela República”

Participantes atentos às explicações do Dr. Helder Barata sobre os pormenores do Túmulo de D. Luis da Silveira

A Técnica de Turismo Fátima Gonçalves explica detalhes da Igreja da Misericórdia

No âmbito das Jornadas Europeias do Património e da participação do Município nas comemorações nacionais promovidas pelo Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (IGESPAR), sob a temática “Património: Um Mapa da História”, decorreram no dia 25 de setembro, uma actividade denominada “Em Góis…Um Passeio pela República”. Esta acção inserida nas comemorações municipais do Centenário da República consubstanciou-se na realização de um itinerário cultural aliando o património à história, remetendo os participantes para o período Republicano no Concelho de Góis e proporciou uma vivência dos espaços visitados e da partilha do saber do Sr. Armando Gualter, que explicou e esclareceu algumas dúvidas que foram surgindo e revelou-se ainda como um verdadeiro contador de histórias.


CULTURA

32 Entrudo Tradicional nas Aldeias do Xisto de Góis … no “Portugal no Coração“ da RTP No dia 12 de Fevereiro, o Município de Góis em articulação com a Lousitânea, organizaram na Aldeia de Xisto da Aigra Nova o Entrudo à Moda Antiga. Esta actividade, merecem destaque na RTP, no Programa “Portugal no Coração”, com apresentação de Tânia Ribas de Oliveira e João Baião, e pretendeu mostrar como antigamente se vivia esta época de folia, revivendo esses momentos e divulgando desta forma a riqueza do nosso Património Cultural, em particular das Aldeias de Góis. Os participantes responderam ao convite do Município e mascarados à Entrudo, de forma simples, disfarçando o corpo e rosto com roupas e objectos velhos, recriaram as brincadeiras vividas em tempos pelos habitantes das aldeias de Góis. Brincava-se e percorriam-se as aldeias vizinhas e tudo era permitido: declamar quadras jocosas sobre os habitantes, atormentar as velhas e seduzir as novas, enfim, pregar partidas. Do Programa, destacaram-se as entrevistas com a Presidente da Câmara Municipal de Góis, Dra. Maria de Lurdes Castanheira e com o Presidente da Associação Lousitânea, Dr. Paulo Silva, na Loja do Xisto, onde estava patente uma mostra de artesanato e de gastronomia locais. A animar o evento esteve o Grupo de Concertinistas de Góis, com a clamação de quadras jocosas e com a demonstração do Jogo do Pau, bem como a Corrida de Entrudos pela aldeia.

Aspecto do baile do entrudo ao som das Concertinas.

Momento da entrevista com a Presidente do Município de Góis


CULTURA

33 Letras e Cores, Ideias e Autores da República No âmbito da programação das festas do Município, foi inaugurada a 13 de agosto na Biblioteca Municipal de Góis “António Francisco Barata”, a Exposição “Letras e Cores, Ideias e Autores da República”, esta exposição, que decorreu até ao final do mês de Outubro, numa iniciativa da Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas (DGLB), em colaboração com a Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República (CNCCR), possibilitou a conhecer momentos marcantes da história da literatura e da Sociedade Portuguesa. A partir de textos de autores que marcaram decisivamente a cultura humanístico-literária em Portugal no final do século XIX e início do século XX, a DGLB convidou dez ilustradores a tratar plasticamente dez temas representativos do contexto social, político, cívico e cultural da época: Ultimatum, Monarquia, 5 de Outubro, Igreja, Educação, Mulheres, Modernismo, Grande Guerra, Chiado e Revistas.

Município aderiu à Campanha «Um Livro Faz-me Mais Rico» No âmbito do Dia Mundial do Livro e do Ano Europeu de Combate à Pobreza e à Exclusão Social, a Biblioteca Municipal de Góis “António Francisco Barata” e o Projecto “Menos Pobreza Mais Inclusão”, associaram-se à campanha intitulada «Um Livro Faz-me Mais Rico», proposta pela Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas (DGLB). A campanha pretendeu sensibilizar a população infantil e juvenil para a importância do livro como bem cultural, essencial para o desenvolvimento da literacia e, naturalmente, para o incremento económico. Através da leitura tornamo-nos menos pobres, contribuindo para diminuir a exclusão e para promover a auto-estima e a capacidade de integração social. Nesse sentido, a campanha propôs a todos os visitantes da Feira que se associassem à iniciativa através da oferta de livro(s) do seu agrado a uma ou mais instituições e associações concelhias.


CULTURA

34 IX Edição da Semana Europeia da Mobilidade e a XI Edição do Dia Europeu Sem Carros: Sob o lema “Mobilidade Mais Inteligente - Uma Vida Melhor” O tema do ano 2010 da Semana Europeia da Mobilidade teve como intuito a promoção de deslocações mais inteligentes em áreas urbanas: a pé, de bicicleta ou de transporte público. Ao optar-se por estes modos de transporte mais saudáveis e sustentáveis, em detrimento do automóvel particular, os cidadãos podem influenciar de forma positiva a sua saúde e bem-estar, bem como ainda melhorar o ambiente e a qualidade de vida, contribuindo para uma melhor forma de vida. Neste sentido, o Município aliou-se a esta iniciativa e realizou no dia 18 de Setembro um Passeio de Bicicleta, aproveitando a ocasião para sensibilizar a população para a prática de exercício físico regular, para uma vida melhor, sem a utilização de veículos motorizados e poluentes, apelando à consciencialização de todos para a necessidade de preservar o ambiente. O evento teve início no Pavilhão Gimnodesportivo com a Avaliação da Tensão Arterial, pelos Técnicos de Saúde do Centro de Saúde de Góis; seguindo-se o passeio cujo itinerário foi o seguinte: Pavilhão Gimnodesportivo I Ponte Real I São Paulo I Praia Fluvial das Canaveias I Regresso.

O Vereador Mário Garcia dando inicio ao passeio junto ao Pavilhão Gimnodesportivo


CULTURA

35 100º Aniversário do Falecimento de António Francisco Barata No dia 23 de Março, comemorou-se o 100º Aniversário do Falecimento de António Francisco Barata, autor e investidor Goiense, a quem o Município de Góis homenageou atribuindo o seu nome à Biblioteca Municipal e nesse contexto, a Câmara Municipal organizou uma mostra sobre a vida e obra deste ilustre Goiense. O dia 23 de Março de 2010 foi ainda assinalado em Évora, local onde António Francisco Barata desempenhou diversos cargos, e onde acabaria por falecer. O Município de Évora assinalou o centenário do falecimento do historiador com a homenagem ao centenário de N.S. dos Remédios e deposição de flores na sua campa no quarteirão dos historiadores, para onde os seus restos mortais foram transladados, e também com a conferência sobre “A Vida e Obra de A.F.B.“, proferida pelo Prof. Dr. António Rei, nos Paços do Concelho. Na cerimónia de evocação do centenário do falecimento do historiador esteve também presente uma delegação de Góis, que incluiu a presidente da Câmara Municipal, Lurdes Castanheira, que expressou a sua satisfação, em nome do Município que representa, por poder associar-se a esta iniciativa e convidou Évora a participar nas comemorações dos 175 anos do nascimento de António Francisco Barata. «Hoje vir aqui por este motivo é um enorme orgulho e uma honra para nós, pois além de termos o grato privilegio de convivermos com autarcas, munícipes e família, temos o privilégio de dizer que António Francisco Barata nasceu em Góis e hoje rendemos-lhe aqui a nossa justa homenagem», considerou a autarca de Góis na sua alocução.   A vereadora Cláudia Sousa Pereira, em nome da Câmara de Évora, agradeceu a todos a participação e fez votos para que este evento, destinado a honrar a memória do historiador, seja também o princípio de uma boa cooperação entre ambas as autarquias. O Prof. António Rei agradeceu às duas câmaras municipais o apoio dado a esta iniciativa, bem como a João Alves Simões que em Góis foi peça fulcral neste processo junto das diversas vereações, salientando o valor do homenageado que, além de historiador e investigador, foi autarca e, inclusive, pioneiro na introdução da leitura nocturna na Biblioteca Pública de Évora como forma de permitir o seu acesso a quem trabalhava durante o dia.


CULTURA

36 XIV Feira do Livro sob o signo do “Centenário da República“ Em pleno Centro Histórico da Vila de Góis, no Largo Francisco Inácio Dias Nogueira, entre os dias 23 e 27 de Abril de 2010 decorreu a XIV edição da Feira do Livro. A edição de 2010 da Feira do Livro, decorreu sob o signo do “Centenário da República”, e procurou evocar a República e o republicanismo portugueses, promovendo o reforço da identidade nacional e projectando para o futuro os ideais republicanos. O programa da Feira do Livro revelou-se bastante dinâmico e atractivo, atendendo ao facto de que não se centrou unicamente no livro e na leitura, mas assumiu um carácter mais abrangente, concentrando, nos cinco dias, uma panóplia de acções com vista à celebração de outras datas e outras temáticas igualmente significativas.

A Presidente da Câmara Municipal de Góis ladeada pelo Governador Civil do Distrito de Coimbra, Presidente da Assembleia Municipal pelo Director do Agrupamento de Escolas de Góis e pelo Provedor da Sta. Casa da Misericórdia de Góis, na abertura oficial da Feira do Livro.


CULTURA

37

A comitiva apreciando os livros presentes na Feira

Largada de balões pela Liberdade

O Centenário da República, que serviu de mote ao desenvolvimento do evento, o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, o Dia da Liberdade e o Ano Europeu da Luta Contra a Pobreza e a Exclusão Social foram datas e temas escolhidos pela Câmara Municipal para despertar o sentido de cidadania, de responsabilidade social e para assinalar momentos simbólicos da nossa História e Memória. De entre as diversas actividades integradas no programa da Feira, destacamos: a apresentação de livros; a dinamização de workshops temáticos; a apresentação de exposições e de espectáculos temáticos. Estas iniciativas destinaram-se a toda a comunidade, com especial destaque para o público infanto-juvenil, que marcou a sua presença, e para o público sénior, que entusiasticamente aderiu a participar no evento. A promoção da leitura, a aproximação dos livros e da comunidade, o contributo para o gosto pela leitura e pelos livros, a promoção do ponto de encontro entre a cultura e os cidadãos, a aproximação da comunidade ao ideário republicano e ao significado do republicanismo na sociedade contemporânea, foram objectivos da edição 2010 da Feira do Livro.


CULTURA

38 Biblioteca Municipal de Góis “Auditório Francisco Barata“ A Biblioteca Municipal de Góis “António Francisco Barata”, desenvolveu ao longo do ano 2010 diversas actividades abrangendo diferentes gerações, nomeadamente, crianças, jovens e idosos. De entre as actividades destacamos as Horas do Conto, dirigidas a crianças, através da dramatização e do teatro, (fantoches e de sombras), das lengalengas, da poesias e dos contos de “tapete”. Realizaram-se ainda ateliers de promoção de leitura, de carácter lúdico, pedagógico e interactivo e ainda jogos didácticos, sessões de cinema e sessões temáticas dirigidas aos jovens, crianças e idosos.

Fachada da Biblioteca Municipal de Góis “António Francisco Barata“

A Técnica da Biblioteca Vicência Oliveira no desenvolvimento de uma actividade com um grupo de crianças do C.S. Rocha Barros


DESPORTO

39 Pavilhão Gimnodesportivo Municipal O Pavilhão Gimnodesportivo apresenta-se como um espaço destinado a toda a população do Concelho no qual se desenvolve um conjunto de actividades físicas e desportivas com o objectivo de proporcionar a ocupação saudável do tempo livre e aquisição de hábitos de vida saudáveis. Musculação, Manutenção Física, Cardiofitness, Culturismo e Exercício, Saúde e Bem-Estar na 3º Idade, são algumas das actividades dirigidas a todas as faixas etárias e que o município disponibiliza.

Páscoa Desportiva A Câmara Municipal de Góis, aproveitando o período de férias escolares e de modo a incentivar para a prática desportiva dos mais jovens, promoveu de 29 de Março a 9 de Abril a iniciativa “Páscoa Desportiva”. Dirigidas a todas as crianças e jovens com idades compreendidas entre os 6 e os 18 anos de idade, foram ao seu disponibilizados um conjunto de actividades desportivas, que, para além de divertidas, contribuíram certamente para formar o desporto no seio dos mais novos, bem como, aprofundar a importância do jogo do desenvolvimento de maiores capacidades individuais e coletivas.


DESPORTO

40 Góis acolheu estágio da Secção de Patinagem AAC Nos dias 10, 11 e 12 de Setembro,o município de Góis acolheu um Mini-Estágio de PréÉpoca da “Equipa de Benjamins” da secção de Patinagem da Associação Académica de Coimbra. Este evento que contou com a participação do internacional português e jogador do Sporting de Braga, Pedro Alves, decorreu no Polidesportivo do Cerejal e proporcionou durante uma tarde o contacto de todos quantos quisessem participar nesta actividade desportiva, promovendo desta forma a patinagem no concelho.

A Presidente da Câmara recebeu os participantes numa sessão de boas vindas

Pedro Alves demonstra algumas posições e jogadas

Qigong O Município de Góis em colaboração com a LouralVillage, realizaram no dia 27 de Março, no Pavilhão Gimnodesportivo de Góis uma demonstração de Qigong. Esta actividade consistiu numa demonstração de técnicas de curas energéticas, efectuada por dois especialistas americanos: Mary Zelmer e Tom Starck.


EDUCAÇÃO

41 Cerimónia de Abertura do Ano Escolar em Góis Decorreu no dia 16 de Setembro de 2010, a sessão de abertura do ano escolar, no auditório da Biblioteca Municipal. O pessoal docente e não docente do Agrupamento de Escolas de Góis foi recebido pela Presidente da Câmara Municipal, Lurdes Castanheira; Presidente da Assembleia Municipal, José Carvalho; pelo Vice-Presidente da Câmara Municipal, José Rodrigues, pelo Director do Agrupamento de Escolas de Góis, José Albuquerque e pela coordenadora da divisão social e cultural Ana Sá. A Presidente da Câmara Municipal desejou as boas vindas, augurando um ano lectivo pleno de sucessos para toda a comunidade escolar, reiterando o facto de que os bons resultados dos nossos estudantes são reflexo do bom desempenho de todo o pessoal, docente e não docente, que os acompanha no decurso do ano escolar. A sessão concretizou-se com a realização de um almoço oferecido na Residência de Estudantes, que propiciou o convívio entre o executivo municipal e pessoal docente e não docente.

A Presidente da Câmara Municipal apresentando cumprimentos e desejando os maiores sucessos a toda a comunidade escolar, acompanhada pelo Presidente da Assembleia Municipal de Góis, Director do Agrupamento de Escolas de Góis, Vice-Presidente da Câmara Municipal e pela coordenadora da Divisão Social e Cultural.


EDUCAÇÃO

42 Centro Escolar de Alvares

O equipamento escolar reúne todas as condições para uma plena aprendizagem.

O Centro Escolar de Alvares, inserido no Programa Nacional de Requalificação da Rede Escolar, foi inaugurado no dia 5 de Outubro de 2010, pelo Governador Civil de Coimbra, Dr. Henrique Fernandes e pela Presidente da Câmara Municipal de Góis, Dra. Maria de Lurdes Castanheira. Este moderno equipamento escolar ao serviço da Freguesia de Alvares e aprovado na Carta Educativa do Concelho de Góis, encontra-se apetrechado com os mais modernos equipamentos pedagógicos.


EDUCAÇÃO

43

Na cerimónia de inauguração, incluída na iniciativa “100 Escolas para a República” da Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República, em parceria com o Ministério da Educação, a Presidente da Câmara Municipal referiu que «a requalificação do parque escolar do 1.º ciclo do ensino básico, nomeadamente, a construção do Centro Escolar na Freguesia de Alvares, foi objecto de uma proposta plasmada na Carta Educativa do Concelho de Góis, na qual tive o privilégio de ser coordenadora, e cuja homologação por parte do Ministério da Educação se efectivou a 29 de Maio de 2007. Referiu ainda que «o investimento realizado com a construção deste equipamento de ensino, portador de modernidade e com as condições actualizadas para prestação do melhor serviço à comunidade escolar e em particular à promoção de uma melhor aprendizagem para as crianças, traduz-se igualmente num momento renovador de esperança para as nossas populações, sobretudo, num período em que a situação económica e financeira do país, da Europa e do Mundo está tão debilitada.» A culminar o dia de inauguração foi apresentado o espectáculo de animação: “Eu também sou filho da República”, que contou com a participação da actriz Adriana Campos e da bailarina Leonor Barata. De forma lúdica e divertida, foi dado a conhecer aos mais pequenos e ao público em geral o momento da História de Portugal que culminou com a implantação da República a 5 de Outubro de 1910. Sem ser exaustivo ou excessivamente académico percorreram-se os grandes antecedentes desde o Ultimato Inglês até às actividades extremistas da Carbonária, para chegar ao momento da implantação e fazer uma análise das suas conquistas e mudanças na sociedade portuguesa.


EDUCAÇÃO

44

Espectáculo de animação: “Eu também sou Filho da República“

ATL 2010 – Oficinas de Verão A Componente de Apoio à Família e a rede de ATL (Actividades Tempos Livres) dos estabelecimentos de Ensino tem, nos últimos anos, respondido às necessidades das famílias, traduzindo-se no prolongamento do horário dos Jardins-de-Infância, bem como na garantia de funcionamento dos ATL nas férias lectivas. Foi com base neste pressuposto que nos meses de Julho e Agosto de 2010, foram realizadas Oficinas de Verão, com o objectivo de dinamizar e promover o Desporto, a Literacia e o Património, conciliando a aprendizagem com o lazer e boa disposição.


EDUCAÇÃO

45 Dia Internacional da Família No dia 16 de Maio, o Município de Góis, em parceria com a ADIBER – Associação de Desenvolvimento Integrado da Beira Serra, no âmbito do Programa “Escolhas de Futuro”, assinalou a Comemoração do Dia Internacional da Família, no Parque do Cerejal. Durante este dia, as diversas famílias e gerações representadas, puderam confraternizar e desfrutar de diversas actividades de animação, ocupando deste modo o seu dia de uma forma saudável, gozando da beleza natural do Parque do Cerejal. Este evento traduziu-se num salutar convívio entre os membros das famílias presentes, promovendo a intergeracionalidade.

O Grupo participante na actividade

Dia Mundial da Criança

A Presidente da Câmara Municipal, Maria de Lurdes Castanheira a saudar as famílias presentes.

O Município de Góis, em articulação com o Agrupamento de Escolas e várias instituições e Associações locais, assinalou o Dia Mundial da Criança com muita festa. Esta iniciativa, dirigida às crianças do pré-escolar, do 1º, 2º e 3ºciclos, contou com uma variedade de actividades/ateliers para fazer as delícias dos mais novos, nomeadamente: Insufláveis, Atelier de Música/Dança, Atelier de Fantoches, Ludoteca, Tiro ao Arco, Apresentação de um Carro Híbrido, Fotografia, Peddy Paper Ecológico, Corrida de Carros de Rolamentos, BTT Kids e Demonstração de Carro de Rally - Escola Segura. A realização destas actividades teve como propósito garantir e possibilitar um dia diferente e cheio de diversão, promovendo ainda o contacto entre todas as crianças do concelho.


EDUCAÇÃO

46 Programa Eco-Escolas O Município de Góis no âmbito do Programa Eco-Escolas, desenvolvido pela Associação Bandeira Azul da Europa/Foundation for Environmental Education (FEE) Portugal, que promove a realização de diversas acções de educação ambiental, recebeu um Certificado de «Município Parceiro Eco-Escolas 2010» e ainda o Galardão de «Município Parceiro 2009/2010». Ainda a este nível, foi atribuída à Escola Básica Integrada/Jardim-de-Infância de Góis a «Bandeira Verde Eco-Escolas», pela promoção e desenvolvimento de ações que protegem o ambiente.

Workshops dedicados à temática do Ambiente proporcionaram momentos de aprendizagem e convivio


EDUCAÇÃO

47 Regime de Fruta Escolar O Município viu aprovada a candidatura apresentada ao Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas no âmbito do Projecto da Comissão Europeia “Regime de Fruta Escolar”. O Regime de Fruta Escolar (RFE) consiste na distribuição às crianças, nos estabelecimentos de ensino básico do concelho, frutas e outros produtos hortícolas. Este regime aplica-se nos estabelecimentos de ensino público aos alunos que frequentam o 1.º ciclo dos agrupamentos de escolas e de escolas não agrupadas e pretende-se potenciar o consumo de fruta entre os mais jovens, como forma de fomentar uma alimentação e a criação de hábitos mais saudáveis.

A Presidente da Câmara Municipal de Góis, acompanhada pelo Director do Agrupamento de Escolas de Góis, apresentou aos professores e alunos da E.B.1 de Vila Nova do Ceira os propósitos e a importância do novo programa.


EDUCAÇÃO

48 Universidade de Verão A iniciativa “Universidade de Verão“ promovida pela Universidade de Coimbra, tendo o Município de Góis se associado, decorreu pela 1.ª vez, de 18 a 23 de Julho e dirigiu-se a todos os jovens que frequentam o 9.º ano e o Ensino Secundário. O Programa desta actividade englobou diferentes áreas do Conhecimento, nomeadamente, Física, Matemática, Economia, Desporto, Psicologia e Educação, Letras, Química, Medicina, Farmácia, Direito e Tecnologias. A Universidade de Verão proporcionou aos jovens participantes um primeiro contacto com o Ensino Superior e o convívio com alunos oriundos de todo o País, oferecendo-lhes também um amplo conjunto de actividades lúdicas que lhes permitiu conhecer a cidade de Coimbra na perspectiva de um estudante.

Os três jovens participantes do Concelho de Góis : Joana Simões, Diogo Ventura, Mariana Cruz dos cursos de Farmácia, Desporto e Direito respectivamente.


AMBIENTE

49 Vigilância Floresta no Concelho de Góis Com o objectivo de integrar e apoiar o dispositivo de prevenção a nível municipal, foram criadas no mês de Julho de 2010, 2 equipas de vigilância e 1ª intervenção florestal, num total de 11 elementos. Estas equipas têm como função, para além das normais acções de vigilância e 1ª intervenção a incêndios florestais, realizada em total coordenação com a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Góis, a realização de trabalhos de carácter preventivo, não cessando o trabalho destas equipas no final da “Época de risco de incêndios”. A existência das equipas de vigilância florestal é uma mais valia na pervenção, dissuasão e vigilância das áreas florestais, que são a maior valência do concelho de Góis, ocupando uma área total que ronda os 20.000 hectares.

Ao nível da prevenção destaca-se o papel que a Comissão Municipal de Defesa da Floresta contra incêndios de Góis tem desempenhado, sendo o seu objectivo derradeiro, a diminuição do número de ingnições e a consequente redução de áreas atingidas por incêndios florestais.


AMBIENTE

50 Dia Mundial da Floresta No âmbito das comemorações do Ano Internacional da Biodiversidade 2010, o Município associou-se à acção “Plante uma Árvore”, iderada pela Associação Nacional de Municípios Portugueses em parceria com a Comissão Europeia, Autoridade Florestal Nacional, Ministério da Agricultura do Desenvolvimento Rural e das Pescas, com o apoio da Silvicaima, Lipor, GEOTA e LPN. Neste contexto e em parceria com o Agrupamento de Escolas do Concelho de Góis, decorreu nos dias 19 e 22 de Março algumas actividades comemorativas do Dia Mundial da Árvore e da Floresta. No dia 19 de Março, durante a manhã os alunos do 2º e 3º ciclos da EB de Góis realizaram um percurso pedestre até à Sr.ª da Guia, onde desenvolveram diversos workshops alusivos ao tema da biodiversidade, como «Limpar Portugal»; estacaria; importância das árvores nas encostas; bio-futebol e demonstração GIPS, terminando com a plantação de espécies florestais autóctones. No período da tarde, os alunos do 1º ciclo de Góis e de Vila Nova do Ceira participaram em vários workshops no Parque Municipal de Campismo subordinados aos temas da Preservação Ambiental, Biodiversidade, Floresta e Água, culminando esta actividade num pequeno percurso interpretativo até à Mata dos Afectos.

Foram diversas as actividades que decorreram no Parque Municipal de Campismo.


AMBIENTE

51 Na manhã do dia 22 de Março, nas instalações do Centro Escolar de Alvares, foi a vez dos alunos do 1º ciclo de Bordeiro, Ponte do Sótão e Alvares, realizarem workshops alusivos ao tema da biodiversidade, como: «Limpar Portugal»; estacaria; afectos; água; importância da biodiversidade e tenda dos cheiros. Para a prossecução destas acções estiveram envolvidas diversas entidades, nomeadamente: Projecto “Escolhas de Futuro”, Lousitânea, Transserrano, Agrupamento de Escolas, Junta de Freguesia de Góis, Associação Florestal do Concelho de Góis, Bombeiros Voluntários de Góis, Sapadores Florestais, AFN, SEPNA, GIPS, Assembleia de Compartes de Vale Moreiro e Cortecega e a Associação dos Naturais e Amigos do Liboreiro.

Alguns dos animadores da iniciativa “Plantar uma Árvore“ preparando mais uma actividade com os jovens estudantes.


AMBIENTE

52 APROVAÇÃO DO PLANO OPERACIONAL DE GÓIS De acordo com directrizes definidas pela Autoridade Florestal Nacional (AFN), foi elaborado e aprovado no dia 17 de Maio, o POM de Góis, pela Comissão Municipal de Defesa da Floresta de Góis. O Plano constitui-se numa ferramenta a nível municipal que permite aumentar a informação de apoio ao planeamento das acções de prevenção e combate a incêndios florestais e a estabelecer procedimentos operacionais para articulação dos sistemas de coordenação e dos dispositivos de vigilância, detecção e combate a incêndios florestais. A sua implementação tem um horizonte temporal anual e permitirá estabelecer uma estratégia de prevenção e combate aos incêndios florestais sustentada nas características específicas deste território. A sua elaboração visa garantir e facilitar a sua articulação com outros planos, programas ou projectos de âmbito municipal.

Voluntariado Jovem para as Florestas 2010 no Concelho de Góis No âmbito de uma Candidatura aprovada pelo Instituto Português da Juventude (IPJ), na primeira quinzena de Julho e no mês de Agosto, decorreu no Município o Programa do “Voluntariado Jovem para a Floresta”. Os 9 jovens com idades compreendidas entre os 18 e os 30 anos, participaram numa formação geral realizada pelo IPJ e numa formação específica, efectuada pelo Município no âmbito do ambiente e florestas. Após este período de formação, durante 15 dias os Jovens participantes neste programa, realizaram diariamente actividades de manutenção e limpeza das Praias Fluviais e do Rio Ceira, fazendo a recolha de lixo fora e dentro de água, com recurso a canoas e limpeza de ervas e matos. Realizaram ainda acções de sensibilização no âmbito do uso do fogo na “Época de Risco de Incêndio”, com a distribuição de desdobráveis alusivos ao tema, junto dos banhistas, contribuindo de forma muito positiva para o bom ambiente das praias fluviais da Peneda / Pé Escuro e Canaveias. O balanço desta primeira experiência do Município nesta área revelou-se bastante positivo, tendo como base inquéritos realizados aos jovens participantes, no final de cada quinzena e tendo ainda em consideração as declarações por parte dos banhistas das praias fluviais e dos concessionários dos bares de apoio das respectivas praias, onde os voluntários desempenharam funções.


AMBIENTE

“Limpar Portugal ... Limpar Góis”

53

Miúdos e graúdos, todos se uniram para “Limpar Portugal ... Limpar Góis”

O Projecto “Limpar Portugal” surgiu como um movimento cívico altruísta que teve como objectivo promover a educação ambiental através da realização de iniciativas de limpeza das lixeiras ilegais existentes na floresta portuguesa. Neste contexto e à semelhança do ocorrido por todo o país no dia 20 de Março de 2010 o Concelho de Góis associou-se a esta nobre causa. Num total de 200 voluntários participantes e com uma situação climatérica bastante adversa, foi possível recolher mais de 12 toneladas de lixo em terrenos com relevo extremamente acidentado. Mais importante que a própria recolha de lixo, foi o despertar das consciências para os problemas ambientais e toda a sensibilização feita junto das camadas mais jovens para que se tornem cidadãos mais responsáveis e pró activos no futuro. Para a execução desta actividade não pode ser esquecido o contributo incondicional da Câmara Municipal, Juntas de Freguesia e Bombeiros Voluntários, através do apoio logístico, humano e material, que só assim tornaram possível a concretização desta actividade de voluntariado.


AMBIENTE

54 Também algumas empresas, particulares, Instituições, Grupos e Associações Locais associaram-se a este movimento, disponibilizando, dentro do possível, os meios de forma a apoiar esta acção. A Câmara Municípal disponibilizou viaturas e material (luvas e sacos) e a Presidente do Minicipio num gesto de agradecimento pela louvável iniciativa ofereceu um lanche a todos os participantes no Largo Francisco Inácio Dias Nogueira e lançou o desafio para que a ação voltasse a marcar presença no Concelho de Góis.

Centenas de sacos forma entregues à Câmara Municipal

Uma das cargas de entulho e lixo em Vila Nova do Ceira


AMBIENTE

55 À Descoberta dos Cogumelos No dia 1 de Dezembro de 2010, e no âmbito do Ano Europeu para a Biodiversidade e da Agenda 21 Local cerca de 20 pessoas participaram na Caminhada Micológica promovida pelo Município em parceria com o Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade (ICNB). A actividade teve início no Auditório da Casa do Artista com uma breve sessão teórica, realizada pelas Técnicas do ICNB Dra. Sílvia Neves e Dra. Manuela Direito da delegação de Lousã e pela Eng.ª Helena Pedruco, Técnica do Município. Após esta breve sessão, na qual foi possível desmistificar algumas histórias e lendas antigas, o grupo participante rumou ao longo de pequenos povoamentos de quercíneas e castanheiros em busca dos tão cobiçados cogumelos, tendo sido encontrados diferentes espécies, levando os participantes a descobrirem toda a diversidade de formas, dimensões, cores, sabores Para o sucesso da actividade contribuiu o grande entusiasmo, sobretudo por parte dos participantes mais novos.

Algumas dúvidas na identificação de alguns dos cogumelos.

Exposição de alguns cogumelos na Sede e Centro de Convívio da Associação de Melhoramentos de Vale Godinho.


AMBIENTE

56

Sessão teórica no Auditório da Casa do Artista.

Observação e colheita de algumas espécies de cogumelos.


AÇÃO SOCIAL

57 Rede Social do Concelho de Góis No âmbito da Rede Social do Concelho de Góis decorreu no dia 20 de Outubro, na Biblioteca Municipal “António Francisco Barata” um Encontro com a presença de várias personalidades, nomeadamente o Prof. Doutor Carlos Alberto Poiares (Professor Catedrático do Departamento de Psicologia da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias), a Prof. Doutora Lucília Salgado (Docente da Escola Superior de Educação de Coimbra) e representantes das instituições com intervenção no nosso território. A reunião teve como finalidade promover a partilha de experiências em diferentes áreas de intervenção de forma a elaborar o Plano de Desenvolvimento Social do Concelho de Góis instrumento de promoção do desenvolvimento local e de planeamento estratégico, tendo em consideração as necessidades identificadas no Diagnóstico Social. Esta iniciativa contou ainda com o apoio a colaboração do Centro Distrital de Segurança Social de Coimbra e dos vários parceiros que integram o CLAS - Conselho local de Ação Social.

Reunião de trabalho dos parceiros do Conselho Local de Ação Social (CLAS)


AÇÃO SOCIAL

58 Cartão SLIJ O cartão SLIJ Góis – Sistema Local de Incentivo aos Jovens, criado no âmbito do projecto “Progredir em Igualdade e Cidadania”, surgiu com o objectivo de implementar a nível local, um sistema de incentivo à fixação dos jovens, através da criação de um conjunto de condições (ao nível económico, social, habitacional, do emprego e da formação) que facilitem, quer a vida dos que já vivem no Concelho, quer daquelas gerações dos naturais da Região que em tempos migraram para os Centros Urbanos. Este cartão destina-se a Crianças e Jovens com idades compreendidas entre os 6 e os 35 anos de idade e tem associado um conjunto diversificado de vantagens que se traduzem em reduções e isenções em produtos/serviços prestados pela Autarquia Local, ao nível habitacional, investimento, lazer, bolsas de estudo, subsídios de casamento e de natalidade, bem como descontos ao nível do comércio, serviços e indústria do Concelho de Góis.

Comissão de Protecção Crianças e Jovens - CPCJ de Góis A Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Góis é uma instituição oficial, não judiciária, com autonomia funcional que visa promover os direitos da criança e do jovem e prevenir ou pôr termo a situações susceptíveis de afectar a sua segurança, saúde, formação, educação ou desenvolvimento integral. Conforme previsto no Plano de Actividades para o ano 2010 e em articulação com o Projecto “Menos Pobreza, Mais Inclusão”, durante cinco dias, num espaço outdoor a CPCJ de Góis esteve presente na Feira Agrícola e Comercial de Góis - FACIG. Divulgar e sensibilizar a população para a sinalização de casos de crianças e jovens, de forma a promover os seus direitos e protegê-los de situações de perigo e ainda para sensibilizar as crianças e jovens para as questões da pobreza e exclusão social.


AÇÃO SOCIAL

59 Projecto “Escolhas de Futuro - 4ª Geração” O Projecto “Escolhas de Futuro - 4ª Geração, promovido pela Câmara Municipal e gerido pela ADIBER, pretende dar continuidade ao trabalho iniciado aquando da candidatura anterior ao Programa Escolhas em 2006. É composto por um vasto consórcio de entidades concelhias e regionais que se reúnem regularmente. As acções do projecto têm como objectivos: aumentar o sucesso e a inclusão escolar; fomentar a participação dos jovens na sua própria comunidade, e promover a sua qualificação de forma a aumentar o potencial de empregabilidade; maximizar a utilização consciente das novas tecnologias e desenvolver o empreendedorismo juvenil. Sediado na Entidade Gestora, ADIBER, o projecto “Escolhas de Futuro“ desenvolve ainda actividades em diversos locais do Concelho de Góis, tais como: as escolas do Agrupamento de Escolas de Góis; ATL’s ou espaços juvenis. Para além de proporcionar o acompanhamento psicológico e orientação vocacional a alunos que frequentam as escolas do concelho, são também dinamizadas actividades lúdico-pedagógicas e artísticas, tais como: o recreio Animado; actividades de promoção da cidadania; empreendedorismo e associativismo, como é o caso do Clube de Jovens.

Ensaio do grupo de teatro do “Escolhas de Futuro“

As tecnologias de informação são uma das valências do projecto


AÇÃO SOCIAL

60 A promoção das artes é também uma das áreas de intervenção deste Projecto, que conta já com um Grupo de Teatro e com um Grupo de Dança. Os habitantes do concelho podem ainda contar com o Projecto “Escolhas de Futuro” para a cedência gratuita de roupas e outros bens, através da Loja Social. A comunidade imigrante também não foi esquecida, tendo sido criado um gabinete específico para esclarecimento de dúvidas ou apoio na articulação com as mais diversas instituições. As actividades ligadas às novas tecnologias da informação e comunicação assumem uma característica itinerante, pretendendo, assim, dar oportunidade aos jovens de usufruir de acompanhamento técnico por parte de um monitor.

Actividades desenvolvidas pelo projecto “Escolhas de Futuro“


AÇÃO SOCIAL

61 Projecto “Menos Pobreza Mais Inclusão” O Projecto “Menos Pobreza Mais Inclusão” surge no âmbito de uma candidatura efectuada pelo Município ao Programa Nacional do Ano Europeu de Combate à Pobreza e à Exclusão Social. O Projecto, que teve o seu término no final do ano 2010, promoveu um conjunto de acções que visavam sensibilizar a sociedade civil para esta problemática, bem como reafirmar a importância da responsabilidade colectiva na inclusão de todas as pessoas vulneráveis. No âmbito deste Projecto destacamos as campanhas informativas através de elaboração de desdobráveis e a edição do “Guia de Boas Práticas para a Inclusão”. Foram ainda realizadas as I.as Jornadas Internacionais “Responsabilidades Colectivas para a Inclusão Social”, ocorridas em dois momentos, em Góis e Oroso, nos dias 6 e 10 de Dezembro, respectivamente. As jornadas fizeram parte do plano dos dois Municípios que visam articular e trabalhar conjuntamente em diversas àreas de actuação e intervenção do poder local. Na sessão de abertura das Jornadas em Góis, tivemos a honra de contar com a presença de S.E. o Senhor Secretário de Estado do Emprego e de Formação Profissional, Dr. Valter Lemos, que aproveitou para felicitar a organização e manifestar a importância de encontros similares visando a promoção de boas práticas de1 inclusão.

1º painel em Góis sob o tema “Responsabilidades Colectivas para a Inclusão Social“

Em Oroso “Da Marxe á Rede Social: Instituicións, Pobreza e Familia“ Juan Labora, Maria de Lurdes Castanheira, Maria Carmen Liste


AÇÃO SOCIAL

62

S.E. Secretário de Estado do Emprego e Formação Profissional, Valter Lemos

Plateia: “Responsabilidades colectivas para a inclusão social“

Com a realização das Jornadas Internacionais pretendeu-se reflectir em conjunto sobre as formas mais eficazes no combate ao fenómeno da pobreza e da exclusão social, partilhando cada uma das regiões as suas experiências, as boas práticas e ainda sensibilizar os mais variados agentes para estas questões no sentido de alertar para os seus contornos, não apenas no que respeita às suas causas mas também relativamente às suas consequências. O Projecto encerrou com a realização de diversas “Acções de Sensibilização” sobre a problemática da pobreza e da exclusão social destinadas às crianças e jovens do 1.º Ciclo do Centro Escolar de Alvares e do 2.º e 3.º ciclos da EB de Góis. É de salientar que as Acções tiveram sempre como filosofia promover uma reflexão acerca do fenómeno da pobreza e exclusão social, nas quais os jovens e as crianças manifestaram as suas dúvidas, percepções e experiências sobre a temática.


AÇÃO SOCIAL

63 Encontro Intergeracional Para assinalar o São Martinho e simultaneamente comemorar o Dia Internacional do Idoso, no dia 11 de Novembro, na Casa do Povo da Ponte de Sótão, realizou-se um Encontro Intergeracional. Esta actividade contou com a presença de cerca de 150 pessoas, crianças da EB 1 e Jardim de Infância da Ponte de Sótão, idosos e utentes das IPSS do Concelho, nomeadamente do Centro Social Rocha Barros, da Santa Casa da Misericórdia de Góis (Lar, Centro de Dia da Cabreira e Corterredor), do Centro Paroquial de Solidariedade Social da Freguesia de Alvares e da Cáritas Diocesana de Coimbra (Centros de Dia do Colmeal e Cadafaz). Após o almoço houve muita animação no período da tarde, iniciou com a oferta de uma lembrança distribuída aos idosos e elaborada pelas crianças da EB1 e Jardim de Infância da Ponte do Sotão, seguindo-se uma dramatização da Lenda de S. Martinho, músicas e Poemas interpretados por esta jovem geração.

Actuação das crianças presentes no encontro


AÇÃO SOCIAL

64

Agradecimento da Presidente do Município de Góis, Maria de Lurdes Castanheira

Encontro Intergeracional: “Comemoração do Dia de S. Martinho e do Dia Internacional do Idoso“

Para animar o evento contámos ainda com Karaoke dinamizado por Lúcia Costa e com a actuação da Escola de Concertinas e Instrumentos de Cordas de Góis, cujas “modinhas” levaram muitos a dar um pezinho de dança. A actividade culminou com um lanche confeccionado pelas IPSS do concelho e como não podia deixar de ser com o tradicional magusto a cargo do Agrupamento de Escolas de Góis. Para a realização e êxito desta actividade, importa salientar a colaboração de algumas Entidades Locais, em particular da ADIBER – Associação de Desenvolvimento Integrado da Beira Serra, do Agrupamento de Escolas de Góis, da Casa do Povo da Ponte de Sótão, da Santa Casa da Misericórdia de Góis, do Centro Social Rocha Barros, do Centro Paroquial de Solidariedade Social de Alvares e da Cáritas Diocesana de Coimbra.


OUTROS

65

Espaço Internet O Espaço Internet é um espaço público, cada vez com um maior número de utilizadores, no qual os cidadãos têm acesso gratuito às TIC, especialmente o acesso à Internet, tendo como finalidade primordial a familiarização com estas novas tecnologias, visando a construção de uma sociedade mais aberta e informada. É ainda contemplada uma vertente pedagógica, através da realização de acções de formação específicas e de sensibilização, visando o aproveitamento, a utilização e a apropriação das TIC pelo cidadão.


OUTROS

66


OUTROS

67


OUTROS

68


OUTROS

69


OUTROS

70


OUTROS

71


OUTROS

72


OUTROS

73


OUTROS

74



Boletim