Issuu on Google+

“No dia-a-dia, e em particular na escola, até que ponto podemos e/ou devemos ser ambiciosos”? No dia-a-dia, e em particular na escola, devemos ter sempre um pouco de ambição para tentarmos alcançar melhores notas e melhorarmos os nossos conhecimentos. Porquê? - Porque se ambicionamos ser alguém na vida, temos de estudar bastante para obtermos resultados com sucesso, por essa razão devemos ambicionar sempre mais e melhor. Mas será que a ambição é uma forma correcta de pensarmos e de agirmos? Todos nós podemos e devemos ser um pouco ambiciosos, mas de uma forma positiva. Jamais deveremos ser exageradamente ambiciosos pois não deveremos desejar o impossível. A ambição em exagero só nos prejudica. Por que será então que devemos ter um pouco de ambição? Porque ao ambicionarmos algo que queremos para a nossa vida dá-nos força e coragem para lutarmos e alcançarmos esse objectivo. Desta forma a nossa ambição torna-se num sonho tornado realidade. E se não tivermos ambições? Se nada ambicionarmos a nossa vida não faz sentido, o nosso dia-a-dia permanece igual e a nossa mente não evolui. Vivemos em sociedade, como tal temos de nos ajudar uns aos outros, com dignidade, com sabedoria e amizade que só o conseguimos se assim o ambicionarmos. Se queremos estar bem na vida e com o próximo, as nossas ambições devem ser sempre positivas ou construtivas, isto é, só devemos desejar o que pensamos que poderemos alcançar para melhorarmos e tentarmos melhorar o mundo e nunca ambicionarmos algo impossível, que sabemos que jamais alcançaremos ou obteremos, ou seja, se pensarmos desta forma a nossa ambição é destrutiva ou negativa, não nos faz feliz, pelo contrário, faz-nos viver a vida sempre tristes, desgostosos, com desânimo. O que devemos, então, ambicionar verdadeira e positivamente no nosso dia-a-dia e em particular na escola? Só devemos realmente ambicionar o que pensamos que nos irá ajudar a melhorar a nós próprios, no presente e no futuro, para sermos felizes e viver bem em sociedade mas jamais deveremos ambicionar algo prejudicando alguém para atingirmos os nossos fins. Ninguém poderá ser feliz com a desgraça dos outros nem viver em paz com a consciência se se prejudicar alguém em função dos seus próprios interesses. O facto de ambicionarmos algo para sermos e vivermos melhor não significa que tenhamos de ter inveja de alguém ou de ambicionar algo que não nos pertence ou de desejar ser o que não se é. Nós somos como Deus quer que sejamos e só temos o que nos é possível ter, por isso a nossa ambição deverá ser sentida apenas para tentarmos adquirir mais e melhores conhecimentos sem nunca prejudicar ninguém, mas simplesmente para contribuir para que a sociedade evolua de uma forma digna, saudável e feliz.

BRUNO 11.11.2010 Língua Portuguesa


Destaque