Issuu on Google+

Plano de Comunicação – Real Eólica Atelier de Comunicaçãoe Relações Públicas- Doutora Regina Gouveia; Prof. Víctor Amaral

Ana Cruz; Gonçalo Freitas; Henrique Pereira; Hugo Esteves; Joel Olival.

2


Introdução

Numa época tão marcada e vincada pelo aspecto físico e exterior de tudo, é essencial tirar partido disso. Por isso mesmo, hoje em dia as organizações sabem que é vital apostar em campanhas de comunicação, que passem para o target uma imagem positiva da mesma. E que o façam através de uma política de transparência e de constante comunicação, estabelecendo confiança e fidelizando o público, é uma garantia à sobrevivência, à criação e/ou manutenção da sua notoriedade e credibilidade perante os diferentes públicos que constituem o seu meio organizacional. Assim, até mesmo as situações de crise que possam surgir, não afectarão a confiança que o público tem para com esta. Desta forma, no âmbito da unidade curricular de Atelier de Comunicação e Relações Públicas, foi-nos proposto pelos docentes Regina Gouveia e Victor Amaral, a elaboração de um Plano de Comunicação. Neste contexto e atendendo à nossa personalidade mais vincada para o mundo rural e tradicional, e ligada ao ambiente/paisagem optamos elaborar o nosso trabalho para uma empresa que tem como valores criar sensações únicas a cada cliente que desfruta dela. O nosso Plano irá servir para dinamizar a mesma e conseguir angariar o maior número possível de clientes. As propostas que iremos apresentar têm como objectivos: analisar e credibilizar, criar notoriedade e promover a empresa de balonismo/restauração típica Real Eólica, em parceria com o responsável, através de actividades de publicidade e comunicação junto dos públicos-alvo. O primeiro passo deste trabalho consistiu na realização de uma análise SWOT, para identificar os pontos fortes e fracos da Real Eólica como também as ameaças e oportunidades. No segundo passo baseia-se no planeamento estratégico, que parte da explicação dos objectivos do programa, à apresentação de todos os suportes identificativos, gráficos e textuais criados para a proposta. Para complementar este trabalho será realizado um guia de viajante que servirá de orientação e formação dos viajantes à cerca do que é o balonismo e das suas condições de segurança. A nossa proposta terá também um evento de cariz mediático que terá como temática a apresentação de um novo vinho, onde irão reunir-se convidados e média nacionais (RTP). Devido à limitação temporal que temos para concretizar todas as propostas, algumas serão realizadas pelo gestor da Real Eólica.

3


Historial A Real Eólica surgiu no ano de 1994 quando decorria o programa de recuperação das Aldeias Históricas. Com características únicas, tem um património histórico muito valioso, apresentando, porém, necessidade imediata de suster a degradação lenta mas contínua do seu conjunto arquitectónico. A empresa Real Eólica advém de uma ideia de negócio no ramo do balonismo. E tudo isto porque, é sem dúvida a melhor expressão de liberdade, quando se voa, e assim poder usufruir também da belíssima paisagem da vila de Almeida. Este era o lema que tinha em mente. Assim nasceu a Real Eólica, com balões de ar quente que transporta os seus clientes com a maior das Excelências! Objectivos  Expansão do produto/serviço a nível global;  Crescimento e conhecimento deste produto/serviço no mercado nacional;  Redefinir parâmetros comunicacionais desenvolvendo novas propostas para o seu target. A empresa de balonismo e restauração típica da Beira Interior, Real Eólica tem como objectivo fulcral servir com qualidade o seu público-alvo, promovendo sempre as zonas históricas bem como todos os monumentos envolventes, nunca esquecendo também a promoção dos produtos e paisagens demarcadas em cada região ou área de influência. Estes valores criam assim uma dinâmica impulsionadora do turismo regional (histórico, artesanato, etc.). Pretende também promover a comunhão com a natureza envolvente e disponibilizar experiências radicais aos que se quiserem aventurar.

Posicionamento O mercado encontra-se em constante mudança, os clientes estão cada vez mais exigentes e procuram qualidade e exclusividade nos produtos e serviços, além do atendimento diferenciado e da valorização. Desta forma, a vasta concorrência e o mercado competitivo fazem com que as empresas procurem novas alternativas de se destacarem no mercado em busca da fidelização e conquista de novos clientes. A Real Eólica destaca-se por:  Preocupa-se em concentrar esforços para se destacar no mercado;  Pretende divulgar o património cultural de Almeida através do seu serviço;  Ser reconhecida no mercado em que actua pelo seu público-alvo;  Procura transmitir para o cliente uma imagem de qualidade e referência e diversidade nas suas viagens.

4


Stakeholders \Não podemos deixar de falar de uma organização sem que abordemos a sua mais importante “matéria-prima/know how”, os seus colaboradores. São essas pessoas, grupos ou entidades com legítimos interesses nas acções e no desempenho de uma organização e cujas decisões e actuações possam afectar, directa ou indirectamente, essa outra organização. Estão incluídos nos stackeholders os funcionários, gestores, proprietários, fornecedores, clientes, credores, Estado (enquanto entidade fiscal e reguladora), sindicatos e diversas outras pessoas ou entidades que se relacionam com a empresa. Internos- Gestor, Funcionários, Voluntários Intermédios- Patrocinadores, Fornecedores (gás), Câmara Municipal Externos- Hotéis, Organizações, Particulares

Contextualização

Sobre a Real Eólica Almeida é uma vila portuguesa pertencente ao distrito da Guarda, região centro e subregião da Beira Interior Norte, com cerca de 1500 habitantes. É sede de um município com 520,55km² de área e 7402 habitantes (2006), subdividido em 29 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Figueira de Castelo Rodrigo, a leste pela Espanha, a sul pelo Sabugal e a oeste pela Guarda e Pinhel. Imagem 1- Mapa Vila de Almeida

Factores que levaram á criação da Real Eólica A Real Eólica é uma empresa pioneira, aventureira, dinâmica, que procura acompanhar as tendências do mercado. Posto isto, como decorria o Plano de Recuperação das Aldeias Históricas (PRAH), houve necessidade de se criar uma ideia nova em que se podesse desenvolver o património cultural de uma forma nunca antes tentada. Neste contexto, a Real Eólica está presente na vida das pessoas em momentos pontuais, para que possa ser recordada pelos consumidores finais em ocasiões especiais.

5


Análise Semiótica: O logótipo foi elaborado no sentido de desenvolver a identidade visual da Real Eólica. É um logótipo que de acordo com o que nós projectamos, se encontra dentro dos parâmetros da sua contextualização. As cores do logótipo são: o amarelo que representa o nascer do sol, que demos significação através da representação do sol e dos raios de sol. É uma cor que representa o calor, luz e descontracção, pois é isso que pretendemos simbolicamente associar aos passeios turísticos. Também á prosperidade, e ao optimismo. O verde neste caso representa frescura, que é transmitida nos voos da Real Eólica, estes são realizados na parte da manha e representam também esperança e calma, lembra grandeza, como um oceano, é uma cor que simboliza o que é viril. O dourado está simbolicamente associado à riqueza, e a algo majestoso. Temos também um elemento físico caracterizado por uma figura de um balão, que simboliza os serviços da organização. Relativamente ao seu slogan, refere-se á missão principal da organização.

Análise SWOT: Pontos fortes

Pontos fracos

- Serviço inovador; - Localização da empresa; - Contactos periódicos com os clientes internos e externos; - Espiríto de colaboração e papel transdisciplinar entre os colaboradores dos vários serviços; - Recetividade e confiança por parte dos habitantes de Almeida no trabalho desenvolvido pela Real Eólica.

- Inexistencia de uma loja fisica; - Carência de colaboradores especializados em áreas chave de intervenção; - Fragilidade ao nível de procedimentos e comunicação inter-serviços; - Falta de infra-estruturas fisicas para jovens e adultos ao nível da deficiência motora.

Oportunidades

Ameaças

-Relacionamento institucional com outros parceiros regionais, nacionais e internacionais; - Extensão da marca; - Integração em mercados de categorias diferentes; - Consolidação de atitudes e comportamentos receptivos á realidade das pessoas com necessidades especiais.

- Aumento do nível de concorrência; - Fragilidade na actual conjuntura económica; - Preocupações ambientais; - Um competidor tem um novo produto ou serviço inovador; - A competição possui o melhor acesso aos canais de distribuição.

Quadro 1- Análise SWOT

6


Propostas Propostas

Objectivo

Identidade visual

Dar visibilidade credibilidade empresa

e à

Website 2.0

Informar/dar conhecer empresa

a Público a geral

Entrada Guiness

Público-alvo

População Internet, nacional e rádio, internacional televisão jornais

no Criar notoriedade e Público reputação geral

Actividade Geocaching

Angariar mais Público clientes e visitantes geral

Balonismo promocional

Gerar lucros

Pacotes promocionais

Cativar clientes

Prova vinhos

de Divulgar produtos tradicionais

Concentração de Balonismo

Meios

Clientes privados públicos Públicos específicos os Públicos geral

em Internet televisão

Tipo de Comunicação

Impressos, Institucional digitais e e audiovisuais

em Internet

Flash, Diretor

Comercial

e Ficha Institucional técnica, spot televisivo e digital

em Internet

Coordenadas de GPS

Institucional

Base de dados

Dossier de Institucional apresentaçã o

Internet

Site Institucional

e

em Imprensa escrita; Rádio;

Promover o Públicos Imprensa companheirismo adeptos do escrita; balonismo Rádio;

Página nas Divulgar toda a Públicos redes sociais informção da jovens empresa

Suportes

Internet

Guia Viajante

do Informar e formar Para todos os Programa os viajantes clientes multimédia

Travessia Serra Estrela

da Dar a conhecer o Potenciais da território nacional clientes

Comercial

Cartazes; Institucional Flyers; Spots radiofónicos; Anúncios publicitários. Cartazes; Institucional Flyers; Spots radiofónicos; Anúncios publicitários. Página social

Institucional

Documento impresso

Institucional

Internet, Site, imprensa cartazes, escrita e panfletos, radiofónica spots, anúncios publicitários

Comercial

*Timming e budget- a definir Quadro 2- Propostas a implementar

7


Estratégia de Comunicação Tendo este pensamento estratégico como pilar estruturante, a comunicação deve permitir a todo o momento a forma como são aplicados os seus recursos para promover a imagem institucional, dando a conhecer as suas potencialidades e oportunidades. Planificar De forma contínua e sistemática, Definir previamente as várias formas de actuação no mercado, de modo a alcançar os objectivos fixados.

Organizar Analisar, classificar e estruturar os meios humanos, financeiros e materiais ao dispor, Com vista a alcançar com eficácia as metas pretendidas Gerir Controlar e avaliar Com eficiência os recursos disponíveis, de Assegurar um acompanhamento e modo a usar o minímo de custos monotorização sistemática e crítica dos possíveis. desvios eventualmente ocorridos Quadro 3- Estratégia de Comunicação

A estratégia de comunicação tem como principal objectivo chegar os seus ideais ao seu público-alvo de forma clara e compreensiva, ou seja, “o que” a empresa, por meio de seus produtos e serviços, tem para oferecer ao seu público-alvo (clientes). A estratégia de comunicação também deve repercutir o posicionamento da empresa. Uma combinação entre: a) a identidade da empresa; b) imagem que a empresa tem perante o mercado; e c) proposta de valor materializada por meio de seus produtos e serviços. É fundamental obter o máximo de indicações formais de que a empresa está realmente pronta para “vocalizar”, sua essência para seus clientes sem causar “dissonância cognitiva”. Em bom português: evitar uma reacção negativa ou, pior ainda, uma reacção de descrédito quando a mensagem chegar aos ouvidos dos clientes.

Evento: Prova de vinhos e apresentação da marca Rozé 1. Classificação do evento 1.1. Enquadramento- Este evento será realizado na vila de Almeina, no bar O Forno. Neste sentido pretende-se desenvolver um território que se encontra em franco declínio populacional, logo com este evento a Real Eólica tentar promover uma marca (Rozè), que irá indirectamente promover a sua imagem na região. 1.2. Micro evento- Este evento terá presença de alguns convidados, apreciadores de vinho e empresários de várias áreas. 1.3. Fases do evento 1.3.1 Concepção- O evento tem como principal objectivo apresentar a nova marca de vinhos Rozè, para que esta marca de vinho seja reconhecida como um elemento do património gastronómico de Almeida. Sendo a marca conceituada esta irá contribuir para a promoção e desenvolvimento de Almeida. Em consequência deste objectivo surge outro que é a promoção e divulgação do bar O Forno, visto que é local onde se realizará o evento. 8


Assim, aumenta a agnição do trabalho feito pela Real Eólica e pelo seu gestor que desenvolve vários serviços para além de voos de balão. Tendo este evento uma grande amplitude nos média, recorre-se a outra oportunidade identificada – Encontro de Balonismo. Aliando esta temática à apresentação da nova marca de vinho Rozè, surge um conjunto de iniciativas direccionadas para a divulgação do património de Almeida.

Localização

Prova de vinhos e apresentação da nova marca Rozè Freguesia de Almeida, distrito da Guarda

Tipo de evento

Média escala

Àrea de influência

Distrito da Guarda

Abrangência

Nacional

Duração

Um fim de semana

Timming

9 e 10 de Julho

Organização

Proprietário do bar O Forno e da Real Èolica

Nome

Quadro 4- Descrição do Evento

DIAGNÓSTICO Quais são os problemas? - Crise; - População envelhecida; - Localização no interior. Como se caracterizam? - Falta de divulgação da região de Almeida; - Falta de divulgação da Vila de Almeida; Quando e com que frequencia ocorrem? No período fora da época de férias; Quem se vê afectado ou envolvido? - População de Almeida; - Clientes do bar O Forno; - Consumidores de vinho: - Empresa Real Eólica. 9


Por que razão temos que nos preocupar? Porque será uma actividade que vem dinamizar a região e criar postos de trabalho colaborando dessa forma no desenvolvimento do distrito, tornando-o mais conhecido. Desta forma, promove também a organização da Real Eólica. Como é que a instituição é vista pelos públicos e média? É uma empresa pouco conhecida, que visa alcançar a agnição e atrair os públicos da região através dos órgãos de comunicação social.

PROGRAMAÇÃO Quais os objectivos a atingir? - Notoriedade e reconhecimento da marca; - Fidelizar o cliente à marca Rozè; - Reconhecimento por parte do público da região, para a existência de publicidade boca-a-boca; - Dar notoriedade à empresa Real Eólica; SMART: S- Lotação esgotada no evento; M- Dar a conhecer o evento através dos órgãos de comunicação social AR- Notoriedade para a organização Real Eólica. T- Este verão.

Quais os públicos a atingir? Públicos com idade entre os 8 e os 80 anos de idade. Qual o timing? Próximo verão. Quais os recursos que se podem utilizar? - Recursos financeiros; - Material de promoção; - Espaço concedido pelo proprietário da Real Eólica. Que tipo de evento?

o o o o

Prova de degustação de vinhos; Exposição de vinhos com a marca Rozè; Eventos de balonismo; Oferta promocional final.

ACÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO Designação do evento? Apresentação da marca Rozè. Data? 9 e 10 de Julho. 10


Acções e actividades? - Evento aberto à comunidade - Palestra de apresentação dos vinhos - Prova de degustação (enquanto decorre música ao vivo) - Oferta de material promocional; - Evento de balonismo. Local? O forno; estacionamento gratuito; boas acessibilidades; disposição no centro de Almeida.

Recursos? Humanos: Proprietário do bar O Forno; representantes da marca de vinhos Rozè. Financeiros: Material promocional; campanha de publicidade (promoção e divulgação); materias: equipamento de som. Parceiros? Jornais regionais; Câmara Municipal de Almeida; Real Eólica. Comunicação? Imagem- Através das cores, dos símbolos e dos ícones; Patrocínios- Câmara Municipal de Almeida; Real Eólica; Relação com os média e líderes de opinião: - Órgãos de comunicação social locais e nacionais; - Empresa especializada em vinhos; Divulgação- Sites/ redes sociais; - Cartazes/Flyers/ spots publicitários/ rádios; Comunicação de Crise- todos os aspectos negativos que irão surgindo. Impactos negativos: Alteração na vida das pessoas, conflitos, violência, impacto ambiental, furtos.

AVALIAÇÃO Taxa de notoriedade dos eventos nos media - participação, emprego sazonal, queixas. Impacto:  Social: criação de postos de trabalho; elaborar estratégias que atingam as necessidades do público; reconhecimento da cidade e evidenciação da mesma;  Cultural: possíveis espectáculos de música.  Económico: criação de novos postos de trabalho; dinamização da indústria vinícola; aumento do poder de compra da população;  Político: possíveis conferências, palestras ou congressos partidários. Instrumentos de mediação: Inquéritos, sondagens, análise dos média, Estatística, Relatório final. 11


Orçamento O montante global de investimento pevisto para a implementação do Plano de Comunicação deverá ser calculado com base nos custos de todos os materiais e utensílios que vão ser utilizados durante a elaboração de todas as propostas de acção.

 Gastos de impressão de 100 cartões em material resistente: 60.00€  Gastos de impressão de 15 cartazes e 300 flyers: 60.00€  Anúncio publicitário na Rádio Altitude: 25€ 

Orçamento:

200 vales: 20€ 15 mp3: 100€ 20 Cartazes – 20€

Referências Bibliográficas Webgrafia: - http://www.arlivre.com/actividades/balonismo.htm - http://www.windpassenger.com/ - http://www.balloonssantos.web.pt/

12


Plano real eólica