Issuu on Google+

MADEIRA ISLANDS OPEN

.17

Huge enjoyment

T

he main accomplishment of the Madeira Islands Open is, for the president of Santo da Serra Golf Club, the completion of one more edition. “Every year it’s a struggle to organize the Open, and it is for us an enormous joy to be part of the elite of European golf”, says Antonio Henriques, proudly adding that “we are one of the oldest tournaments in the European tour which is, for a small island like Madeira, a remarkable feat”. This year, with the 22nd edition, we have the “final acceptance” of the tournament in the European panorama, and the only thing we are missing is for a madeiran to win it. “We have been lucky that in the last years the winner of the Open has made remarkable seasons, which culminated in the election of the “rookie of the year”, and we are just missing – why not? – that a madeiran wins it, referring to his son, Nuno Henriques, playing on a satellite tournament of the Tour in Germany. But, stresses Antonio Henriques, the main victory is to continue to honour and project the name Madeira. “We have been doing it, but we strive to continue doing so”.

A

principal conquista do Madeira Islands Open é, para o presidente do Clube de Golfe do Santo da Serra, é a realização de mais uma edição. “Cada ano é uma ‘luta’ para organizar o Open, e dá-nos um enorme gozo continuarmos a pertencer à elite do golfe europeu”, admite António Henriques, acrescentando, com orgulho: “Somos das provas mais antigas do European Tour, o que para uma ilha pequena como a Madeira é um fato notável”. Este ano, com a realização da 22.ª edição, é a “afirmação total” do torneio no panorama internacional, e agora só falta vencer um madeirense. “Temos tido a sorte de nos últimos anos o vencedor do Open ter feito épocas notáveis, que culminaram com a eleição de ‘rookie’ do ano, e agora falta, porque não, ganhar um madeirense”, diz, falando do filho, Nuno Henriques, que integra um torneio satélite do Tour, na Alemanha. Mas, concluiu António Henriques, à principal vitória é continuar a honrar e projetar o nome da Madeira. “Temos conseguido isso, mas trabalhamos para continuar a conseguir”.


Golfepress n 1 17