Page 1

www.globalnews.com.br

CORTESIA

São Paulo, 30 de Novembro a 15 de Dezembro de 2013 | Anos XV - Nº 171| Lino Almeida Diretor Responsável

premiAção os melhores dos mAiores 2013 Raíssa Almeida

brAsileiro lUcrA com AlUgUel em miAmi divulgação

A

Associação Comercial de São Paulo promoveu o prêmio Balanço Anual / Melhores dos Maiores. Empreendedores encontram o sucesso em tempos conturbados, assumindo riscos com inteligência, resultando em recompensa pelo trabalho desenvolvido. As Companhias premiadas foram: CBMM, Cargill, Cálamo, Trop, Serpova, Cemig, Pague Menos, BTG Pactual, Bradesco Saúde, Tip Top, Grendene, Renner, Kinross Brasil, CEG Rio, Bayer, Sabesp, Carrefour, Vivo, Balaroti e Embraer.

pAís perde espAço nAs trAnsAções globAis com mAior tAriFA de importAção.

A

tarifa média cobrada para a importação de produtos industrializados no Brasil tem a maior taxa entre todos os países que compõem o G-20 ....................................................................................................... pág. 02

Aeroporto do gAleão é leiloAdo por r$ 19 bi e conFins por r$ 1,82 bi

O

governo federal arrecadou R$ 20,82 bilhões com o leilão de concessão dos aeroportos internacionais do Galeão, no Rio de Janeiro, e de Confins, em Minas Gerais. ....................................................................................................... pág. 04

Agronegócio tem grAnde sAldo comerciAl de Us$ 72 bilhões em 10 meses

O

aumento da procura de brasileiros para locação de imóveis em Orlando e Miami, na Flórida, em Manhattan, em Nova York é notória. Muitos imóveis alu-

gados foram comprados também por brasileiros durante a crise das hipotecas em 2008. Agora proprietários esperam transformar os imóveis em investimento rentável.

.................................................................................................................................................................................................................................................. pág. 17

O

estudo revela que os produtos de origem vegetal foram os que mais contribuíram para o aumento de US$ 5,54 bilhões nas exportações do agronegócio. ....................................................................................................... pág. 05


GLOBAL NEWS

Novembro de 2013

2

pAís perde espAço nAs trAnsAções globAis e tem A mAior tAriFA de importAções.

EDITORIAL

Sem acesso a produtos importados de ponta, empresas nacionais perdem competitividade na exportação de produtos de valor agregado.

O

prisão do mensAlão é A lição pArA o pt

S

erá que o dono do PT, Lula da Silva ainda não viu nada, nem a prisão dos mensaleiros, ex-presidente sempre disse que não viu nada, não sabia de nada. Depois de prometer desmontar a farsa do mensalão Lula agiu rapidamente internamente para enterrar o espanto e ver a página virada para não comprometer a reeleição da presidente Dilma Rousself. Agora o supremo confirmou que existiu o mensalão do PT, no governo Lula com a prisão dos condenados, que usou dinheiro do povo para comprar parlamentar, que o povo elegeu, para trabalhar e defender os interesses dos cidadãos, com transparência nas formas legitimas, de representar o povo com dignidade e honestidade no parlamento, de um verdadeiro parlamentar. Oito anos e seis meses depois de revelado o escândalo do mensalão levar a prisão os chefões do PT, deputados, ex-deputados e empresários envolvidos no maior caso de corrupção da história desse país. O Supremo Tribunal Federal (STF) fez justiça com a prisão

dos réus condenados no escândalo do mensalão, a ousada operação clandestina de uso de dinheiro público e privado com objetivo de perpetuação de uma facção no poder, com a compra de parlamentar, no congresso nacional. O Brasil espera que o exemplo dado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) se espalhe pelas instâncias inferiores da malha jurídica nacional e que cada um de seus integrantes se sinta a partir de agora um soldado na luta contra a corrupção. Que os réus desse escândalo sejam não os últimos, mais os primeiros de uma nova era de tolerância zero com a ação dos corruptos. Que seja restivado o real significa do conceito de república, em que a responsabilidade de cada um tem de ser sempre maior quando o bem é de todos. Que o caso do mensalão entre para a história do Brasil como o marco inaugural de uma nova etapa na dura caminhada da história dos brasileiros. Assim a justiça não precisará mais de oito longos anos para punir corruptos pegos em flagrante. Lino Almeida Editor Executivo

Distribuição: nas bancas, prédios, comércios, lojas dos Shopping Center Norte e Lar Center, no Clube Esperia e Acre Clube. Remetido, também, a assinantes e ao Mailing List da Associação Comercial de São Paulo e também para assinantes em outros estados.

Brasil tem hoje a maior tarifa de importação sobre produtos industrializados entre as economias do G-20 e está fora das grandes cadeias globais. Isso é o que revela um levantamento publicado pela Organização Mundial do Comércio (OMC), cujos números apontam ser o Brasil hoje um mero abastecedor de linhas de produção que, em outros mercados, darão maior valor agregado a produtos. Os dados mostram que o governo brasileiro usou a última década para promover uma importante elevação nas tarifas de importação. Em 2004, a média aplicada sobre produtos entrando no País era de 10,4%. Em 2008, essa tarifa passou a 11,5%. Hoje ela chega a 13,5%. Se apenas os produtos industrializa-

dos forem calculados, na média ela sobe para 14,1%, a maior entre todas as economias do G-20. O governo brasileiro insiste que tem o direito de aplicar essas tarifas. Isso porque, nos anos 90, se comprometeu na OMC a manter suas tarifas abaixo de 35%. O governo também alega que os países ricos não têm do que se queixar, já que as importações têm sofrido fortes elevações nos últimos anos. De fato, a OMC contata que o Brasil seria um dos principais importadores do mundo, com aumento médio de 17% ao ano entre 2005 e 2012. Só a China aumentou em 33% a cada ano suas vendas ao Brasil desde 2005. Ainda assim, especialistas apontam que o comportamento protecionista brasileiro pode estar tendo um impacto na produção

nacional e afetando até mesmo as exportações. Isso porque as barreiras estariam impedindo que multinacionais optem por escolher o País como base de exportações de alto valor agregado que necessitem de insumos vindos de fora. As tarifas ainda estariam dificultando o acesso de empresas nacionais a produtos de ponta, prejudicando sua competitividade para depois exportar produtos de maior valor agregado. De tudo que se vende no Brasil ao mundo hoje, 88% é de fabricação inteiramente nacional. A taxa é uma das mais altas do mundo e só é superada por Brunei e por Arábia Saudita, com mais de 90%. A taxa brasileira ainda está bem acima dos 75% da média mundial. Os dados mostram que,

importAção de VestUário cresceU 8,2% em VAlor, nos primeiros noVe meses do Ano De janeiro a setembro de 2013 a variação foi 4,7% maior, em toneladas

N

os primeiros nove meses do ano, somente as importações de vestuário apresentaram aumento de 8,2%, em valor, comparativamente com o mesmo período em 2012 ( US$ 2,3 bilhões contra US$2,1 bilhões). Essa variação foi de 4,7%, em toneladas ( 117 mil toneladas contra 115 mil toneladas), segundo dados do Sistema Alice/ MDIC. Já as importações do setor, incluindo matérias-primas e confeccionados,

cresceram 2,4%, em valor (alcançando US$ 5,07 bilhões contra US$ 4,95 bilhões), de janeiro a setembro deste ano. As exportações caíram 1,9% ( US$ 938 milhões frente a US$ 956 milhões) enquanto o crescimento do déficit na balança comercial no período foi de 3,5%, chegando a US$ 4,13 bilhões, em relação ao mesmo período de 2012. Os especialistas da Abit acreditam que o déficit deve ultrapassar os U$ 6 bilhões, novo recorde.

Global News Editora Ltda. Rua Banco das Palmas, 349, CJ 03 - Santana - São Paulo/ SP - CEP 02016-020 Telefone (11) 2978-8500 - Fax: (11) 2959-1784 Novo site: www.globalnews.com.br - email: globalnews@globalnews.com.br Diretor Responsável: Lino de Almeida (MTB 40.571) Diagramação: Eliane Gonçalves/ goncalves.solucoesgraficas@gmail.com Jornalismo: Regina Elias (MTB 40.991) Publicidade: Marina Crisostemo Circulação: Daniela Crisostemo Almeida Produção e Acabamento: Global News Editora Faça um bom investimento, anuncie! ligue: (11) 2978-8500 Assessoria Jurídica: Dra Cassiana Crisostemo de Almeida e Dr. Rômulo Barreto de Souza. As matérias assinadas refletem o ponto de vista de seus autores, isentando a direção deste jornal de quaisquer responsabilidades provenientes das mesmas. A empresa esclarece que não mantém nenhum vínculo empregaticio com qualquer pessoa que conste neste expediente. São apenas colaboradores do jornal. É vetada a reprodução parcial ou integral do conteúdo deste jornal sem autorização expressa do Diretor Responsável.

A tarifa média cobrada para a importação de produtos industrializados no brasil tem a maior taxa entre todos os países que compõem o g-20 no fundo, o Brasil se transformou nos últimos anos em meros abastecedores de cadeias produtivas estrangeiras que, em algum lugar do mundo, montarão produtos finais com alto valor agregado. Hoje, o Brasil é o 100° maior exportador de bens intermediários. Dos US$ 242 bilhões vendidos em 2012, US$ 168 bilhões serviram para fornecer outros países na construção de um produto final, e de maior valor.


GLOBAL NEWS

Novembro de 2013 3


GLOBAL NEWS

Novembro de 2013

Gaudêncio Toquarto @gaudtoquarto Jornalista, é professor titular da USP e consultor político e de comunicação.

o estAdo de cArismA de lUlA

Q

ual o peso de Lula na balança eleitoral? Essa é uma das questões mais controversas do debate político ora em curso. A polêmica se estabelece a partir do reconhecimento de que Luiz Inácio Lula da Silva, retirante nordestino que aos 7 anos chegou a Vicente de Carvalho, no litoral paulista, num caminhão “pau de arara”, é o último perfil carismático da paisagem política contemporânea. É comum ouvir, aqui e ali, que fulano é carismático, beltrano tem um brilho especial, é extremamente simpático, quando tais sicranos que habitam o universo da política chamam a atenção mais por sua apresentação - modo de sorrir, jeito de falar, de gesticular ou de vestir, etc. - e menos em razão do real significado do conceito de carisma, um composto que soma história de vida, estética e semântica, símbolos e valores que despertam as estruturas emotivas das massas. O líder dotado de carisma forma uma corrente magnética com seus seguidores, disparando sobre eles um foguetório de emoções, como devoção, fidelidade, paixão e, sobretudo, fé, pela qual os crentes abrem as portas do futuro, enxergando nesse “herói” um ser providencial, responsável e único capaz de propiciar o seu bem-estar. O carismático exibe um veio populista, principal-

mente ao agitar as massas com um discurso floreado de bordões e refrãos de fácil assimilação, particularmente aqueles que tocam diretamente os instintos de conservação do indivíduo (combativo e nutritivo) e os de preservação da espécie (sexual e paternal). Sua linguagem cifrada, na qual pontificam metáforas e expressões da oralidade das ruas, procura combinar as necessidades de cada pessoa às necessidades coletivas, particularmente das camadas mais carentes, daí a recorrência a termos como fome, medo, esperança, fraternidade, solidariedade, união, luta, vitória. O dicionário de verbetes de Lula é o mais acessível às massas. É evidente que o portador de carisma tem de provar e comprovar que não se limita ao verbo tonitruante dos palanques. Precisa demonstrar ação. A trajetória do pernambucano Luiz Inácio, sob esse aspecto, é cheia de atos e fatos. É um roteiro de lutas, criação de movimentos, mobilização de massas, greves, negociações com o patronato, derrotas e vitórias eleitorais. Com direito ao mais extraordinário happy end de nossa cinematografia política: o infante que quase perdia o caminhão dos retirantes nordestinos, passando extrema necessidade, conquistou o maior posto da República Federativa do Brasil. Torna-se patente a soma de situações - incluindo a cura de um câncer - que o transforma num líder carismático. Já não se pode dizer o mesmo da ex-senadora

Marina Silva, por exemplo, em quem muitos enxergam aura carismática. Falta-lhe o tônus da ação. Um eixo largo de feitos. Sua planilha, hoje, exibe enfeites mais retóricos, apesar da atenção causada por seu porte miúdo, voz em falsete e uma história de carências. Ao longo do tempo, pode vir a adensar o perfil, eis que é dona da árvore da sustentabilidade, cujos galhos podem crescer nos quatro cantos do território. Sobra-lhe a imagem de logotipo ambulante, marca que a deixa próxima de Lula. A conclusão, pois, é a de que os demais perfis inseridos na galeria do carisma não passam de imitações baratas. Alguns não passam de “bolhas de sabão”, que se elevam por instantes e logo estouram, para usar a própria comparação feita por Max Weber. São políticos que se valem de condições abertas por nossa legislação - mídia, recursos partidários - para reforçar a imagem pessoal (de índole narcisista), identificando-a com os atributos despejados na seara eleitoral: fazedor, realizador, moderno gestor, preparado. (A propósito, uma das campanhas de Paulo Maluf para a Prefeitura de São Paulo tinha como slogan “Paulo fez, Paulo fará”. Lê-se que a campanha para a reeleição da presidente Dilma Rousseff teria como refrão “ela fez, faz e fará melhor”.) Falta de imaginação ou o caldo de Lavoisier? Dito isto, salta à vista a observação de que o último dos moicanos, com seu arsenal carismático, poderá abater gregos e troianos que tentem flechar a candidata petista em 2014. Certo? Não. A hipótese aponta para entraves. Primeiro, carisma não é um bem inesgotável. Trata-se de um dom que atinge o clímax em tempo determinado e, sob circunstâncias não tão favoráveis, pode declinar. Weber lembra que o domínio

carismático se impõe em momentos de crise, mas seu estado de “pureza” é afetado pelo rolo compressor da modernidade. Quer dizer, reflui ante a consolidação das instituições políticas e sociais, a melhoria dos padrões educacionais, o resgate de direitos individuais e coletivos, enfim, a elevação da cidadania. Em outros termos, os líderes carismáticos surfam nas ondas emotivas e perdem embalo sob a égide da racionalidade. Não seria essa uma radiografia do país nos últimos anos? O Brasil de 2002, quando Lula correu o território brasileiro e ergueu ao topo o mastro da esperança, avançou muito. O corpo de Lula cabia bem na alma nacional. Sua voz ecoava alto por todos os estratos da pirâmide social. Acabou levando o troféu. Depois de oito anos, continuou a usar a aura carismática para embalar um perfil técnico e até então apolítico, a ex-ministra Dilma Rousseff. Um achado que deu certo. Fez o mesmo na capital paulista com o atual prefeito, Fernando Haddad. Em 2014 ainda será o mesmo blindado carismático? A elevação dos índices de racionalidade (particularmente nos bolsões que ascenderam socialmente), o desgaste do PT com o episódio da Ação Penal 470 (mensalão) e a polarização entre tucanos e petistas, com sinais de saturação, parecem indicar obstáculos no caminho de Lula. O eventual sucesso da presidente Dilma, é consenso, terá como Leitmotiv o cenário econômico. Não se descarta o trunfo Lula no baralho eleitoral. Mas a estrutura da fortaleza que construiu no campo do carisma não é tão sólida como há 20, 30 anos. Vaza água por alguns canos.

4

Aeroporto do gAleão é leiloAdo por r$ 19 bi e conFins por r$ 1,82 bi

O recurso é para financiar projetos de construção, ampliação e renovação do parque tecnológico, visando a conservação das vacinas ofertadas a população.

divulgação

O

governo federal arrecadou R$ 20,82 bilhões com o leilão de concessão dos aeroportos internacionais do Galeão, no Rio de Janeiro, e de Confins, em Minas Gerais, realizado na sede da Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo). A soma representa um ágio de 251% sobre os R$ 5,9 bilhões que totalizavam os lances mínimos exigidos no edital. Os grupos devem assumir a administração dos terminais em março de 2014. Galeão e Confins respondem juntos por 14% da movimentação de passageiros e 10% de carga no Brasil. da Secretaria de Aviação Civil, Moreira Franco, afirmou que o resultado do leilão dos aeroportos foi “excepcional” e mostrou a confiança dos investidores no Brasil. O consórcio Aeroportos do Futuro, formado pela Odebrecht e pela Changi, de Cingapura, ganhou o leilão de concessão do Aeroporto Internacional do Galeão.O grupo apresentou um lance de R$ 19 bilhões, com ágio de 293% sobre o lance mínimo exigido para o Galeão, que era de R$ 4,828 bilhões. A Changi administra o aeroporto de Cingapura, considerado o melhor do mundo. O aeroporto de Confins foi arrematado por R$ 1,82 bilhão, valor que representa um ágio de 66% sobre o lance mínimo exigido, que

era de R$ 1,096. O vencedor foi o consórcio AeroBrasil, composto pela CCR, pela suíça Flughafen Zurich e pela alemã Flughafen Munchen. A Flughafen Zurich administra o aeroporto de Zurique, na Suíça. A Flughafen Munchen administra o aeroporto de Munique, na Alemanha. Prazos de concessão O prazo de concessão do Galeão é de 25 anos, com possibilidade de uma prorrogação de até cinco anos. No caso de Confins, o prazo é maior: são 30 anos, com possibilidade de prorrogação de até cinco anos. O edital de concessão prevê obras e melhorias nos dois terminais. O governo estima que serão feitos investimentos de R$ 5,7 bilhões no Galeão e de R$ 3,5 bilhões em Confins. No Galeão, exige-se, por exemplo, a construção de 26 pontes de embarque e a ampliação do pátio de aeronaves até abril de 2016. Em Confins, o governo cobra, entre outros itens, a construção de um novo terminal de passageiros com pelo menos 14 pontos de embarque e vias terrestres associadas até a mesma data. O sistema de concessão é de partilha entre governo e iniciativa privada. Os consórcios vencedores ficarão com 51% do controle de cada aeroporto; a Infraero terá 49%.


GLOBAL NEWS

Novembro de 2013 5

ECONOMIA E AGRONEGÓCIO Agronegócio tem grande saldo comercial de US$ 72 bilhões em 10 meses

Valor ficou 7,2% acima do registrado no mesmo período de 2012, mais ainda foi insuficiente para melhorar Superávit.

A

balança comercial do agronegócio teve superávit de US$ 72,1 bilhões de janeiro a Outubro deste ano, valor 7,2% acima do registrado no mesmo período de 2012 (US$ 67,2 bilhões) e o maior da série histórica para o período. O bom desempenho do agronegócio não foi suficiente para garantir saldo positivo da balança comercial brasileira, que até agora tem déficit de US$ 1,832 bilhão, pressionada pelas importações recordes de US$ 202,3 bilhões de Janeiro a Outubro. O levantamento divulgado pelo Ministério da Agricultura, mostra que as exportações do agronegócio somaram US$ 86,4 bilhões, valor 6,9% superior ao de Janeiro a Outubro de 2012. O valor correspondeu a 43,1% das exportações do País no período (US$ 200,4 bilhões), a segunda maior

participação da série histórica, inferior apenas aos 43,6 % de 2009. Já as importações do agronegócio de Janeiro a Outubro somaram US$ 14,29 bilhões, valor 5% acima do registrado em igual período do ano passado (US$13,6 bilhões). O estudo revela que os produtos de origem vegetal foram os que mais contribuíram para o aumento de US$ 5,54 bilhões nas exportações do agronegócio. O complexo soja teve participação de 82% na expansão das vendas, seguido de cereais, farinhas e preparações com 19,6% e das carnes com 17,7%. No geral, o principal setor em valor exportado foi o complexo soja, com US$ 29,19 bilhões, 18,4 % superior ao de janeiro a outubro de 2012. As vendas externas de soja em grão foram responsáveis por 76,9% somando US$ 22,44 bilhões. O valor é 30,5% superior ao

acumulo no mesmo período de 2012. O aumento se deve a ampliação em 29,5% da quantidade embarcada, de 32,52 milhões para 42,1 milhões de toneladas, em conjunto com a expansão de 0,8% no preço médio, dizem os técnicos. As exportações de farelo de soja somaram US$ 5,57 bilhões e 11,2 milhões de toneladas (alta de

0,4% em valor e queda de 10,7% em volume), as de óleo somaram US$ 4,19 bilhão (queda de 37,8 % em valor e 28% em volume). Carnes. O estudo mostra que o segundo setor do ranking de exportações foi o complexo carnes, cujas vendas alcançaram US$ 13,96 bilhões de Janeiro a Outubro. Os técnicos destacam principalmente

as exportações de carne e frango (US$ 6,25 bilhões), 5,6% superiores ao mesmo período do ano anterior. As exportações de carne bovina somaram US$ 5,46 bilhões e cresceram 14,8% em valor. Ao contrário da carne de frango, o aumento das vendas de carne bovina foi alcançado pela expansão em 20,8 % da quantidade embarcada (de 1,02

milhões para 1,24 milhão de toneladas), suplantando a queda de 4,9% no preço médio. As vendas externas de carne suína foram 7,8 inferiores ao acumulado em 2012, somando US$ 1,15 bilhão. O aumento de 2,3% no preço médio não foi suficiente para compensar a queda de 9,9% na quantidade embarcada. divulgação

Mapa estabelece cota para Valor de produção agropecuária 2014 deve somar R$ 440 bi exportação de açúcar aos EUA em Valor ficou 7,2% acima do registrado no mesmo período de Dez unidades de produção do Norte e do Nordeste 2012, mais ainda foi insuficiente para melhorar Superávit. estão aptas a exportar cerca de 160 mil toneladas. studos prelimi- da Agricultura, Pecuária porém com percentuais

A

cota preferencial de exportação de açúcar do Brasil para os Estados Unidos, no total de 161,25 mil toneladas, foi estabelecida nesta quinta-feira, 21 de novembro, pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União por meio da Instrução Normativa nº 55. Os Certificados de Elegibilidade de Cota, emitidos pelo Governo dos EUA

assegurando a entrada do açúcar brasileiro em portos norte-americanos, serão emitidos em favor das unidades produtoras de açúcar das regiões Norte e Nordeste. Das vendas autorizadas, Alagoas tem direito a 46,41% das exportações; Pernambuco, 38,41%; Paraíba e Rio Grande do Norte, 4,06%; Bahia, 3,69%; Sergipe, 1,69%; Piauí, 0,7%; Amazonas, 0,39%; Maranhão, 0,32% e Pará, 0,27%. Somente terão direito

ao recebimento da cota as unidades que industrializaram açúcar no ano safra 2012/2013, em suas próprias instalações fabris, e que estejam com seu parque industrial em condições de processamento da cana-de-açúcar na safra atual. Os percentuais foram calculados de acordo com a produção informada pelas indústrias, por meio do Sistema de Acompanhamento da Produção Canavieira (SAPCana), enviada quinzenalmente ao Mapa.

divulgação

E

nares para 2014 apontam que o valor de produção das lavouras e da pecuária (VBPA) pode somar R$ 440,56 bilhões. A maior parte dos produtos analisados neste ano apresenta valor da produção superior ao do ano passado. “É importante ressaltar que o valor para o próximo ano é baseado em informações ainda preliminares, representando somente um ponto inicial para o acompanhamento das informações daqui até 2014”, explica o coordenador de Planejamento Estratégico do Ministério

e Abastecimento (Mapa), José Garcia Gasques. Do total estimado para 2013, R$278,72 bilhões referem-se às lavouras e R$141 bilhões à pecuária, ou seja, um crescimento de 9,2% e 10,5%, respectivamente, em relação ao ano passado. Os maiores destaques entre os produtos agrícolas são: o tomate, com aumento de 88,2%; a batata-inglesa, 46,9%; a laranja, 33%; a soja, 21,1%; o trigo, 16,7%; o fumo, 14,4%; e a banana, 11,3%. O arroz, a cana-de-açúcar, o feijão, a mandioca e o milho também apresentam comportamento favorável,

menores que os anteriores. Na pecuária, a carne de frango lidera o ranking de aumento real do valor da produção. Pode haver um aumento de 23% em relação a 2012. Os ovos e suínos vem em seguida com 13,2% e 12,3% de crescimento, respectivamente. O pior desempenho vem sendo observado em bovinos e leite. “Com exceção dos preços da carne bovina, a melhoria de preços em 2013 com os demais produtos da pecuária tem sido um fator determinante para os resultados obtidos”, salientou Gasques. divulgação


GLOBAL NEWS

Novembro de 2013  6

EDUCAÇÃO: O melhor investimento da vida Diário de bordo: CIL em Orlando

N

ão há nada mais mágico do que inspirar crianças, jovens e adultos a seguirem seus anseios, concretizarem seus sonhos e celebrarem suas realizações. No dia 04 de outubro, alunos e educadores do CIL e integrantes da Val Dreams Viagens e Turismo embarcaram rumo ao maior sonho já transformado em realidade: o Walt Disney world, Orlando Flórida. O grupo chegou cedo, e, logo, no primeiro dia, após instalações no complexo Disney, assistiu à performance apresentada pelo Circo de Soleil – La Nouba –, que significa “festejar, viver intensamente”. Este tema foi evidenciado em performances intensas, trajes coloridos, música e movimentos ao vivo. Combinando acrobacias e fascinantes coreografias, o espetáculo La Nouba estimulou a imaginação de todos do começo ao fim. O próprio palco é uma atração à parte, com plataformas móveis, que sobem e descem conforme a trupe entra e sai de cena. Em seguida, comemorou-se o início da viagem em um típico restaurante americano. No domingo, dia 06 de outubro, iniciou-se o Y.E.S (Youth Education Series), com a intenção de associar lazer, cultura e aprendizado. O programa, que apresentava quatro etapas de curso, com duração de aproximadamente 3 horas cada, pela manhã, aliava o uso do Inglês às habilidades de compreensão oral, pronúncia e conversação e às atividades lúdicas e educativas. Além disso, o projeto proporcionou aos jovens a oportunidade de experimentarem situações diferentes das habituais, mas que são de extrema importância para sua formação intelectual e cultural. Introdução à Cidadania Global, no Epcot Center foi a primeira aula interativa desenvolvida, trazendo a filosofia de vida de Walter Elias Disney, criador do

Mickey, Pato Donald e de tantos outros personagens que fazem parte do imaginário de tantas gerações: “Quanto mais sabemos sobre o outro, mais apreço teremos na busca de um futuro comum”. Neste sentido, o parque proporcionou entretenimento, informação e inspiração. E, acima de tudo, incutiu um novo sentimento de confiança e orgulho na capacidade do homem para criar um mundo que ofereça esperança para todas as nações. Para encerrar

po foi presenteado com o Fantasmic, um grandioso show noturno recheado de efeitos especiais e os mais famosos personagens da Disney. O terceiro dia de Y.E.S reservava à turma um passeio pelos bastidores do Circo de Soleil, em Downtown Disney. Lá, alunos e educadores, acompanhados por um representante da equipe artística, que apresentou a história do espetáculo, tiveram o privilégio de entrar pelas “portas do fundo”. Assim,

mica e Matemática envolvidos em cada brinquedo. Além disso, aprenderam, na prática, como funcionam os efeitos especiais, tendo acesso a áreas restritas, e embarcaram em uma aventura interativa, explorando a física da luz e do som, por meio de atrações selecionadas, como a Space Mountain. Os desfiles do Magic Kingdom apresentaram uma coleção de momentos clássicos da Disney, encantando visitantes de todas as idades. Música,

e, após o jantar, participou do Halloween Horror Nights Universal. O Universal Studios ficava aberto até mais tarde e, durante a noite, monstros invadiam o parque para assustar os visitantes. A decoração do parque era baseada na festa de Halloween, e os personagens famosos dos filmes de terror podiam ser vistos. No Sea World, tem-se uma sensação de relaxamento e bem-estar, contrariando as atrações agitadas que são encon-

o dia no parque, nada melhor do que assistir ao espetáculo de encerramento IllumiNations, que acontece todos os dias no centro do lago do World Showcase e mistura fogos de artifício com laser e imagens. A segunda aula do programa, realizada na Disney’s Hollywood Studios, levou os alunos a participarem de atividades de produção simulada, incluindo cenas de preparo, figurino e direção. Além disso, foram assistidos na elaboração do personagem Mickey, aprenderam a respeito de storyboards e, com imagens, criaram histórias que foram contadas, em Inglês, pelos próprios aprendizes. Depois de aproveitar as atrações oferecidas, o gru-

visitaram camarins, sala de maquiagem, de treinamento, de efeitos especiais, palco, refeitório, entre outros. Ao final da programação, praticaram, fora do teatro, o número apresentado por quatro meninas chinesas, que equilibram ioiôs em cordas, enquanto fazem uma série de acrobacias. O programa terminou com o mais antigo e também mais famoso parque temático de Orlando, o Magic Kingdom. Nele, estão as principais atrações relacionadas aos contos de fadas e experiências clássicas que prestam homenagem aos desenhos e conceitos de Walt Disney. Guiados pela instrutora, os participantes percorreram o parque, estudando conceitos de Física, Quí-

carros alegóricos e muitos personagens compuseram alegres paradas na Main Street USA. E, para finalizar, Wishes, uma linda queima de fogos coloridos que estoura atrás do castelo da Cinderela. Entre explosões poderosas de luzes e cores, muitos fizeram pedidos especiais. “Se você pode sonhar, você pode fazer”, disse Walt Disney. Os efeitos especiais não se resumem apenas à Disney. Nos parques da Universal, as tecnologias 3D e 4D colocam todos “dentro do filme”, interagindo com os personagens, voando e derrotando os inimigos, descendo, subindo e ficando de ponta-cabeça. Depois de uma tarde inteira de divertimentos, o grupo se dirigiu ao Nascar Café,

tradas na maior parte dos parques de Orlando. Suavizam-se as emoções, com espetáculos maravilhosos, incluindo golfinhos, orcas, leões-marinhos, focas e uma enorme variedade de animais adestrados. O passeio à NBA, principal liga de basquetebol profissional da América do Norte, trouxe muitas surpresas. Isso porque o camarote dava uma visão ampla da arena, proporcionando grandes emoções durante a apresentação dos jogadores. Houve uma interação com as team liders do Orlando Magic. Além disso, a turma teve a oportunidade de aparecer no telão, graças à sua animação. Outro local visitado foi o Island of Adventure, parque da Universal, onde

todos encontraram cinco ilhas temáticas diferentes com os mais dinâmicos e interativos shows e atrações. Não se poderia omitir a visita ao Hard Rock Café, que despertou a curiosidade dos presentes pelas mensagens escritas nas paredes, por artistas famosos que passaram pelo palco, bem como objetos pessoais e musicais ali expostos. Mas a viagem ainda reservava novos momentos de prazer, com as compras que seriam feitas em shoppings famosos de Orlando e Outlets, onde se passeia, ao ar livre, por longos corredores rodeados de lojas. Com algumas sacolas na mão, todos partiram para o Wall Mart e para a Best Buy, e o que era para ser uma compra “básica” acabou virando um porta malas cheio. E, para encerrar, a Val Dreams proporcionou um almoço maravilhoso em uma cantina tipicamente italiana. Nessa etapa do passeio, foram dadas pequenas lembranças aos atenciosos guias, Philipe Martines e Mario G. Cesar, que acompanharam o passeio e o enriqueceram com suas explicações. O destaque deve ser dado à profissional Valderez que se mostrou dedicada em todos os momentos da excursão. De lá, partimos para o aeroporto com os corações plenos de felicidade. A viagem superou expectativas, possibilitando experiências singulares e inesquecíveis. Os alunos tiveram oportunidade de estender seus conhecimentos e bagagem cultural, conheceram novas realidades e agregaram atividades de campo aos conteúdos estudados em sala de aula, além de se divertirem muito. Certamente, voltaram diferentes: mais seguros, com mais autonomia, motivados e repletos de ideias para o futuro e para a construção do seu projeto de vida.

Monica Galhardo Orientadora Pedagógica de Português e Professora do Ensino Médio


GLOBAL NEWS

Novembro de 2013 7


GLOBAL NEWS

Novembro de 2013  8


GLOBAL NEWS

Novembro de 2013 9

Shopping Center Norte ganha maior Papai Noel do Mundo

A expectativa é de que cerca de 5 milhões de pessoas passem pelo Shopping e contemplem de perto o “Noelzão”

O

Papai Noel existe, e ele mora no Center Norte!. Quem não se lembra do tradicional jingle, que durante anos permanece na cabeça e no coração de todo paulistano? Para presentear São Paulo com o tamanho do espírito natalino que todos os anos toma conta de seus empreendimentos (Shopping Center Norte, Shopping Lar Center, Expo Center Norte e Novotel), a Cidade Center Norte resol-

veu homenagear São Paulo com um presente: abrigará o maior Papal Noel do Mundo. Literalmente. Certificado pelo Guinness World Records o “Noelzão”, idealizado e realizado pela Mix Brand Experience, e patrocinado por Bradesco Cartões e Cielo, possui 20 m de altura. Construído com estrutura tubular artística e isopor esculpido em 3D, e revestido com laminado de fibra de vidro, o Maior Papai Noel do Mundo

conta ainda com ambientação de caixa de presentes de 4 m de altura, largura e profundidade, e permanecerá na entrada do Shopping Center Norte até 6 de janeiro, de onde poderá ser visto não apenas pelos clientes do Shopping, mas também por todos que passarem pela Marginal Tietê nos dois sentidos, além de ruas ao redor do estabelecimento. A expectativa é de que cerca de 5 milhões de pessoas passem pelo Shop-

Expectativas de aumento nas vendas para o Natal em 2013

A

s expectativas de vendas a prazo do varejo na semana que antecede o Natal, de 18 a 24 de dezembro, devem aumentar em 2013, com relação aos anos anteriores, o crescimento está previsto em aproximadamente 5% em comparação com 2012. Esses dados foram obtidos a partir de estudos realizados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Se as expectativas se confirmarem, “este será o melhor Natal para o comércio varejista dos últi-

mos dois anos”, citam SPC e CNDL, em aumentar-vendas. As expansões foram de 2,37%, em 2012; de 2,33%, em 2011; e de 10,89%, em 2010. Para os lojistas, a injeção de R$ 143 bilhões pelo pagamento do 13º salário e a inflação sob controle são os fatores que vão alavancar as vendas do varejo neste fim de ano. “Atualmente caminhamos sobre níveis recordes de empregabilidade. Além disso, a inflação foi domada e está sob controle. Dessa forma, os fatores dinheiro novo combinado com inflação estabilizada melhoram as condições de compra do consumidor”,

afirma o presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior.(O Estado de São Paulo) CNDL e SPC, entretanto, alertam para o fato de que o crédito poderia ter uma participação maior, e que uma das travas em relação a isso é o encarecimento dos juros. “As pessoas estão mensurando mais a relação orçamento livre versus comprometimento. Por isso, as compras à vista devem ganhar mais espaço. Já aqueles que optarem pelas compras a prazo optarão por dividi-las em prazos menores”, diz Pellizzaro. divulgação

ping Center Norte durante o Natal e contemplem de perto o Maior Papai Noel do Mundo, que foi construído com um investimento de aproximadamente R$ 1 milhão. Além do “Noelzão” o shopping trás uma belíssima decoração e o tradicional Papai Noel e sua equipe de assistentes e banda para recepcionar o público neste natal. Além disso, promoções exclusivas com sorteios diários coroam as festividades.

Raíssa Almeida


GLOBAL GLOBAL NEWS NEWS

Novembro de2013 2013  10 Outubro de  10


GLOBAL NEWS

Novembro de 2013  12

Etanol é usado atualmente em apenas 23% dos carros

Premiação os Melhores dos Maiores 2013 homenageia 20 empresas

com álcool, número que caiu para 23% este ano por causa do subsídio ao preço da gasolina.

Associação Comercial de São Paulo promoveu o prêmio Balanço Anual / Melhores dos Maiores, onde 20 empresas se destacaram em seus segmentos. Empreendedores encontram o sucesso em tempos conturbados, assumindo riscos com inteligência, resultando em recompensa pelo trabalho desenvolvido. As Companhias premiadas em 2013, selecionadas pela FGV são: CBMM, Cargill, Cálamo,

Abertura de novos horizontes em tempos difíceis reEm 2009 66% dos carros flex eram abastecidos sulta em sucesso e premiação merecida.

A

política do governo de subsídio ao preço da gasolina fez o consumo de etanol despencar no País. Um estudo feito pela Petrobrás mostra que apenas 23% dos brasileiros com carros flex abasteceram com etanol este ano, porcentual muito inferior aos 66% registrados em 2009. Na apresentação, a gerente de Planejamento de Marketing e Comercialização de Combustíveis da estatal, Rosane Piras Lodi, lembra que a perda de participação do etanol para a gasolina alcançou patamares de períodos anteriores à popularização da tecnologia flex fuel. O diretor da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Única), Antônio de Pádua Rodrigues, reclama que a política do governo de controle do preço da gasolina tirou competitividade do setor. Isto porque,

ao contrário do etanol, a gasolina não acompanhou a tendência dis preços no mercado internacional. Além da perda de competitividade, para Pádua o que mais incomoda é a falta de previsibilidade nos preços. Cenário que pode melhorar com a perspectiva de a Petrobrás adotar uma nova metodologia de reajustes. O tema que será definido até a reunião do conselho de administração da estatal de 22 de novembro. A maior previsibilidade é bem vista pelos produtores de etanol, que não abandonam a cautela. “Não há nenhuma perspectiva de retomada das instalações de etanol se não houver um cenário de previsibilidade” disse Pádua. Plínio Nastar, da consultoria Datagro, também acredita que a simples adoção de uma nova metodologia de preços não é

suficiente para resolver os problemas de desequilíbrio criados ao longo de anos de subsídios à gasolina. A estratégia de controlar o preço do insumo tirou competitividade da indústria de etanol no País, jogando por terras as esperanças do setor de decolar, o que parecia bem encaminhada no início do primeiro governo no Lula com o apoio a expansão dos carros flex. Com o subsídio, o governo mirou o controle da inflação. Modelo que deteriorou o balanço financeiro da Petrobrás e deixou a companhia sem poder de fogo para tocar seu pesado plano de investimento, orçado em US$ 236,5 bilhões até 2017.

Com o subsídio à gasolina, o governo mirou o controle da inflação mais deteriorou as contas da Petrobrás

divulgação

A

Trop, Serpova, Cemig, Pague Menos, BTG Pactual, Bradesco Saúde, Tip Top, Grendene, Renner, Kinross Brasil, CEG Rio, Bayer, Sabesp, Carrefour, Vivo, Balaroti e Embraer. Os dados das empresas premiadas foram avaliados pela EAESP/FGV, responsável pela geração do ranking das campeãs de 20 setores da economia. Cerca de 450 pessoas compareceram ao teatro do Hotel Renaissance, em São Paulo. Para Rogério Amato

presidente da FACESP E ACSP, os empresários e administradores brasileiros, demonstraram sua capacidade de adaptação de negócios a um ambiente pouco amigável. “Eles usaram a criatividade e a persistência para expandir o empreendimento. As empresas enfrentam não apenas os desafios de mercado, mas também incertezas decorrentes da flutuação excessiva da atividade econômica” conclui Rogerio. Raíssa Almeida


GLOBAL NEWS

Novembro de 2013 13

SAÚDE EM FOCO

Diabetes: Dicas de alimentação para controlar melhor a doença

O

diabetes é uma doença muito comum no país, caracterizada pelo aumento do nível de açúcar no sangue. Segundo o Ministério da Saúde, ele atinge 5,6% da população adulta, sendo que a maioria é composta por mulheres, que tem mais dificuldade de controlar a diabetes por conta das mudanças hormonais que sofre durante o mês como TPM e menstruação. Além da alimentação, é importante fazer o monitoramento constante da glicose, a administração correta dos remédios e mudar o estilo de vida. Tudo isso, claro, com a orientação de um especialista. A prática de exercícios físicos também é muito importante. 1. Mantenha o prato colorido. 2. As hortaliças podem ser consumidas sem restri-

ções. 3. As frutas não estão liberadas, mas as porções devem ser controladas. Como elas possuem a frutose, procure consumi-las como sobremesa e adicione aveia ou linhaça, por exemplo, e com casca. 4. Os alimentos integrais oferecem mais nutrientes e fibras, que são importantes, pois retardam a velocidade de absorção da glicose, o que favorece o controle da glicemia. Abacate, azeite de oliva, castanhas, nozes e feijão branco também têm este papel. 5. As inflamações são frequentes. Para controlar, consuma os alimentos que contenham o ômega 3 como a sardinha, o salmão e a linhaça. 6. O fato de não comer carboidrato não dispensa o uso da insulina. Segundo o Ministério da Saúde, o carboidrato eleva a glicemia com maior rapidez. Quem

tem diabetes tipo 1 precisa da insulina de qualquer maneira, já que o pâncreas não produz. No caso do diabetes tipo 2, o uso da insulina depende do controle glicêmico, mas só o médico pode suspender o uso. 7. É mito dizer que comer muito açúcar pode levar à diabetes. O tipo 1 não tem relação com o excesso de açúcar nem de peso, já o do tipo 2 é consequência do excesso de peso. 8. Evite carne de porco, creme de leite, queijos amarelos, frituras, temperos industrializados, frios e embutidos. 9. Para quem não consegue deixar a vontade dos doces de lado, clique aqui e veja algumas opções para diabéticos. 10. Produtos diet e light não são liberados. Os adoçantes são a melhor opção na hora de adoçar o cafezinho ou o suco, mas sem excesso.

Ministério investe R$ 36 milhões em Rede de Frio

O recurso é para financiar projetos de construção, ampliação e renovação do parque tecnológico, visando a conservação das vacinas ofertadas a população.

O

ministério da Saúde está investindo R$ 36 milhões para financiar projetos de construção, ampliação e renovação do parque tecnológico da Rede de Frio do país. A portaria, assinada pelo ministro da Saúde Alexandre Padilha, estabelece os procedimentos e os critérios para o repasse de recursos financeiros aos estados e municípios. O recurso é considera-

do fundamental para processo de armazenamento, conservação, manuseio, distribuição e transporte de vacinas do Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde. Nos últimos quatro anos, o Calendário Nacional vem sendo ampliado com a incorporação de novas vacinas que são ofertadas à população pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Para 2014, por exemplo, estão previstas a

disponibilização de mais três vacinas: HPV, hepatite A e dTpa (difteria, tétano e coqueluche acelular) para gestantes. Com o valor do recurso financeiro, será viável a construção das centrais, a aquisição de material permanente (câmara frigorífica), e, ainda, a compra de unidade móvel para o transporte de imunobiológicos (veículos dos seguintes tipos: furgão, pick-up e/ ou empilhadeira). divulgação

Desidratação interna 25 pessoas por dia em SP

L

evantamento realizado pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo aponta que, em média, 25 pessoas são internadas por dia em hospitais que atendem pelo SUS no Estado por desidratação. No primeiro semestre de 2013, foram internados 4.449 paulistas vítimas de desidratação. De janeiro a dezembro de 2012, foram realizadas 10.033 internações e registrados 473 óbitos em todo o Estado. As regiões que tiveram os maiores registros foram, respectivamente: Grande São Paulo com 1.451 internações, São José do Rio Preto com 1.156, e Baixada Santista com 1.041 casos. Entre as principais vítimas de internação, estavam crianças de até 4 anos de idade, num total de 270 internações, e idosos com 762 registros no ano passado. O corpo humano perde água através do suor, respiração, lágrimas, urina e fezes, principalmente no calor, por isso, a ingestão de líquidos é extremamente necessária. “A desidratação ocorre quando a perda de água corporal não é reposta adequadamente”, explica Alys-

divulgação

son Moraes Souza, médico no AME “Dr. Luiz Roberto Barradas Barata”, unidade da Secretaria localizada no bairro de Heliópolis, zona Sul da capital. A ingestão insuficiente de líquidos, transpiração excessiva causada por exercícios físicos, calor ou febre também podem causar desidratação, assim como vômito, diarreia e diuréticos. A falta de líquido no corpo pode causar, em adultos, fraqueza, tontura, cansaço, sonolência, aumento dos batimentos cardíacos e dores de cabeça. “Em casos mais graves, pode ocorrer redução acentuada

da pressão arterial, parada da eliminação da urina, confusão mental, perda de consciência, convulsões, coma, falência de órgãos e até a morte”, diz o médico. A desidratação pode ocorrer em qualquer idade, porém em crianças e idosos, pode evoluir gravemente. Nestes casos, a intervenção médica é indispensável. A ingestão de líquidos é necessária para prevenir desidratação em qualquer época do ano, principalmente durante o verão, quando as pessoas costumam passar mais tempo ao ar livre, expostos ao sol.

Depressão acelera envelhecimento de células, diz estudo científico divulgação

U

m estudo de cientistas holandeses e americanos sugere que a depressão pode acelerar o processo de envelhecimento das células. Exames de laboratório mostram que as células parecem ser biologicamente mais velhas em pessoas que sofreram ou sofrem casos graves de depressão.

Os pesquisadores detectaram essas diferenças em uma estrutura da célula chamada telômero. O comprimento destas estruturas é usado para medir o envelhecimento celular. Os especialistas já sabiam que as pessoas que sofrem de depressão têm um risco maior de desenvolver doenças ligadas ao

envelhecimento, como alguns tipos de câncer, diabetes, obesidade e doenças cardíacas. Isso pode derivar, em parte, de um estilo de vida não muito saudável, que incluiria também o consumo de bebidas alcoólicas e o sedentarismo. O estudo foi publicado a revista especializada Molecular Psychiatry.


GLOBAL NEWS

Novembro de 2013

14

brAsil gAstA trÊs Vezes mAis QUe eUA no trAnsporte dA prodUção AgrícolA

N

o plantio, o nível de sofisticação entre produtores americanos e brasileiros é praticamente o mesmo. Tanto que ambos os países são grandes produtores de alimentos a um custo cada vez mais competitivo. Da porteira da fazenda para fora, porém, a história é outra. As diferenças são tão grandes que não é exagero dizer que a estrutura de transporte a disposição dos americanos está anos-luz a frente da oferecida aos brasileiros.

“As diferenças na logística são enormes e criam custos que afetam diretamente os ganhos dos produtores e o preço final dos alimentos produzidos no Brasil” diz Roberto Pavan, presidente da Macrologística, consultoria especializada de transporte. Segundo um levantamento da Macrologística, de cada US$ 1 gasto por brasileiro, cerca de US$ 0,08 ou mais de R$ 0,18 serão gastos com o translado dos alimentos, da fazenda para a indústria, portos e

supermercados. Nos Estados Unidos, esse custo, segundo levantamento da Associação de, equivale a quase um terço brasileiro. De cada dólar desembolsado por um americano para pagar uma refeição, US$ 0,03 vão ser usados para cobrir o custo com o transporte dos produtos. Na maioria das vezes, o peso desse diferencial no custo é lembrado pelas empresas como um prejuízo para a competitividade nas exportações brasileiras.

divulgação

Roteiro Produtos e Serviços na Casa Verde


GLOBAL NEWS

Novembro de 2013 15


GLOBAL NEWS

Novembro de 2013

16

mirantte soluções imobiliárias vem crescendo no ritmo de santana

A

Mirantte Soluções Imobiliárias, fundada há 28 anos é reconhecida como uma das maiores imobiliárias da Zona Norte. Sua atuação em lançamentos, imóveis de terceiros, locação e administração patrimonial é marcada pela inovação e criatividade, sempre antecipando as tendências do mercado imobiliário. Com isso a Mirantte se torna referência, atraindo e desenvolvendo os melhores profissionais e se enraizando na região em que atua, hoje mantemos 4 lojas espalhadas na Zona Norte, oferecendo um atendimento comprometido e de alta qualidade.

Contamos ainda com departamento jurídico próprio, onde advogados especializados na análise e orientação dos negócios tornam a transação do seu imóvel mais segura, prestamos consultoria personalizada nos negócios imobiliários, abordando desde o planejamento de incorporações até o pós venda ao usuário final, garantindo bons negócios entre proprietários e locatários e compradores e vendedores, através da visão bilateral de interesses, sempre com transparência, imparcialidade e especialização.

total segurança e qualidade para o seu investimento. Facilidade de financiamento para Brasileiros (juros de 4,5% ao ano) Ótimos imóveis em Miami e Orlando

Outro diferencial da Mirantte é a exclusividade, que visa garantir a qualidade do imóvel e a satisfação do cliente em seu atendimento. Com isso, o proprietário fica mais seguro ao fechar negócio e o comprador tem a sua disposição um corretor especializado para ajudar a encontrar o melhor imóvel e fazer sua compra com qualidade e garantia. A Mirantte também atua no apoio à documentação contratual de compra, venda e locação, com solução definitiva para todos os envolvidos. Compra e venda de imóveis Nosso atendimento é diferenciado e exclusivo, realizado por corretores credenciados e treinados. Para maior comodidade aos clientes, a Mirantte oferece ampla variedade de imóveis, que podem ser visitados virtualmente, por meio do portal da imobiliária, ou ainda pessoalmente, com uma visita monitorada e acompanhada de um corretor, para sanar todas as suas dúvidas. Para garantir a tranquilidade do cliente na hora de fechar negócio, a Mirantte conta também

com um departamento jurídico especializado. Locação e administração de imóveis Como resultado de sua tradição na cidade, a Mirantte consegue oferecer milhares de opções de imóveis para locação, trazendo ao locatário a tranquilidade de fechar o melhor negócio. Para garantir tanto ao locador quanto ao locatário um contrato seguro, a Mirantte também oferece supervisão jurídica com profissionais especializados em administração de imóveis. Lançamentos imobiliários Referência no mercado imobiliário da Zona Norte, a Mirantte trabalha com os principais lançamentos residenciais e comerciais de

“No primeiro semestre, o segmento de imóveis residenciais teve um comportamento melhor do que o esperado na capital e na região metropolitana de São Paulo, segundo o sindicato da habitação (Secovi). As vendas de imóveis novos aumentaram 46% em relação ao primeiro semestre de 2012 e o número de lançamentos, cresceu 51%”

Luiz Carlos Kechichian Diretor

médio e alto padrão na região. Além disso, também oferece um atendimento diferenciado e as melhores condições de financiamento. Muitos proprietários quando vendem seus imóveis, procuram uma imobiliária, o que é altamente indicado, pois esta lhe trará tranquilidade e segurança na negociação, desde que seja idônea e tenha sua inscrição no CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis) na região de atuação.

mirantte inova e amplia sua matriz com novo prédio anexo divulgação

Agregando valores: Com espaços especiais para um bom atendimento aos seus clientes


GLOBAL NEWS

Novembro de 2013 17

brAsileiro lUcrA com AlUgUel em miAmi

A

pesar da alta do dólar, que se valorizou quase 15%, neste ano em relação ao real, o brasileiro continua viajando para o exterior, mais de forma diferente. Hoje há uma febre de aluguel de casas de temporada em Orlando e Miami, nos Estados Unidos, por brasileiros. Muitos imóveis alugados foram comprados também por brasileiros durante a

crise das hipotecas podres em 2008. Agora os proprietários querem tornar rentável o investimento, com uma receita de aluguel. “Tivemos um aumento de 26% na procura de aluguel de imóveis nos Estados Unidos de Janeiro a Outubro deste ano em relação a igual período de 2012”, conta Nicholas Spitzman, presidente do Alugue Temporada, site do grupo americano Home

Away, só em Orlando, na região da Disney, o site tem 7200 imóveis para locação. “O aumento da procura de brasileiros para locação de imóveis em Orlando e Miami, na Flórida, em Manhattan, em Nova York é notória”, afirma Tânia Dalaneze, sócia da imobiliária Dalaneze Internacional Realty. Spitzman diz que há um boom de aluguel de casas para temporada nos EUA

por parte dos brasileiros devido à combinação de três fatores: o avanço da internet, a disponibilidade de imóveis e o interesse pelo turismo. Renata Alves, diretora da agência Casa na Disney, conta que a empresa tem hoje 80 imóveis de brasileiros em Orlando para a locação. “Todos estão alugados para Dezembro e Janeiro, para brasileiros” divulgação

sp lAnçA FerrAmentA QUe permite registrAr denúnciAs pelA internet

O

serviço lançado pelo disque denúcia estará disponível no endereço www.webdenuncia.org.br 24 horas por dia e 7 dias por semana. Como acontece nas denúncias feitas pelo número 181, o anonimato é garantido. Além de responder online perguntas básicas em relação ao crime, como por exemplo local e características do criminoso, agora o cidadão também poderá anexar fotos e documentos. “A webdenúncia per-

mite a participação do cidadão na ação direta da polícia. A espinha dorsal dessa ferramenta é o anonimato garantido”, disse o secretário estadual de Segurança Pública Fernando Grella. Entre os crimes que podem ser denunciados pelo novo serviço estão tráfico de drogas, homicídio, latrocínio, roubo e furto de veículo. Ao final da denúncia uma senha será fornecida pelo sistema para que o denunciante possa acompanhar a apuração da polícia.

o brAsil precisA de Um noVo código comerciAl no sécUlo 21

O

bsoleto e com poucos artigos aproveitáveis num mundo globalizado, quase bicentenário, o código comercial elaborado em 1850 vai se aposentar. Há mais de dois anos se discute no Brasil o aperfeiçoamento da legislação que trata do Direito Comercial, hoje dispersa em várias normas, como o código civil. E como acontece com toda reforma de grande envergadura, as discussões costumam ser calorosas. O assunto vem sendo tratado tanto na câmara federal como no senado, que

criaram uma comissão de juristas para dar corpo ao texto. A crise iniciada em 2008 ainda não terminou. Para responder a seus desafios, muitos países estão revendo sua legislação empresarial. Afinal, na economia globalizada, as nações competem pelos investidores do mundo todo. Alguns países estão fazendo está revisão no bojo do código comercial. E outros estão alterando pontualmente leis esparsas. Atualmente, Brasil, Argentina e Espanha estão revendo seus códigos comerciais.


GLOBAL NEWS

Novembro de 2013

Roteiro Gastron么mico

18


GLOBAL NEWS

Novembro de 2013 19

Senado aprova lei obrigando a apresentar cardápio em braile

E

s t a b e l e c i m e nt o que descumprir a exigência do cardápio em braile terá que pagar multa de R$ 100, reajustada com base no índice de correção dos tributos federais Restaurantes, bares e lanchonetes terão de ter, pelo menos, um cardápio em braile para os clientes. Caso não haja recurso

para apreciação do projeto no plenário do Senado, o PLC 48/2011 – aprovado pela Comissão de Direitos Humanos – vai direto à sanção presidencial. Pelo texto, o estabelecimento que descumprir a exigência do cardápio em braile terá que pagar multa de R$ 100, reajustada com base no índice de correção dos tributos federais. Em

caso de reincidência, será cobrado o dobro da multa. Segundo a deputada Luiza Erundina (PSB-SP), autora da proposta, para que o acesso universal à informação previsto na Constituição Federal seja possível, é necessário legislar sobre questões simples e ao mesmo tempo fundamentais para o cotidiano das pessoas com deficiência.

divulgação

Rastreabilidade pode ser a saída para o leite Prática adotada pela indústria de carne acompanha

todo o caminho do produto numa tentativa de garantir a segurança de origem para o consumidor

O

s criadores de gado tiveram que sentir no bolso o descuido com a procedência do animal para tomar uma atitude contra o descaso com a qualidade do produto. Há uma década, com os problemas fitossanitários explodindo no mundo, os países importadores começaram a exigir garantias de procedência para comprar a carne de seus fornecedores. No Brasil, o animal era criado solto no pasto, sem nenhum auxílio da tecnologia, o que começou a refletir nas vendas no mercado internacional. Com o recente escândalo da adulteração do leite no Rio Grande do Sul, os laticínios começam a pensar no desenvolvimento de um sistema parecido com a rastreabilidade bovina. Há quatro anos, a Aurora Alimentos criou o programa Produto Aurora Rastreado

Em parceria com a fabricante de embalagens Tetra Park, é possível consultar a origem das matérias-primas de todos os 750 produtos da empresa. No caso do leite, quando o consumidor desconfia de alguma contaminação ou adulteração, ele pode rever todo o trajeto da fazenda ao ponto de venda no PAR, o chamado “RG do leite”. Há detalhes sobre origem da matéria-prima, os leiteiros, detalhes da produção (hora e temperatura em que foi tirado da vaca e análises feitas preliminarmente), transporte, avaliações de qualidade feitas já no laticínio, unidade produtora, pasteurização, linha de envase, volume do leite produzido, armazenamento dentro do laticínio e trajeto até o varejista. “Nós reforçamos agora a divulgação do programa e tivemos picos de consulta no site”, diz Selvino Giesel, gerente

de lácteos da Aurora. Mas nem todas as empresas caminham para a rastreabilidade. A Nestlé, gigante multinacional do setor de alimentos, escolheu trabalhar com um outro sistema. A empresa desenvolveu um programa para auxiliar os seus fornecedores de leite no Brasil, o Programa Boas Práticas na Fazenda, em parceria com a Embrapa. Ao entrar no programa, o produtor compromete-se a introduzir ou aperfeiçoar gradualmente um conjunto de procedimentos. Para garantir o cumprimento, há visitas periódicas de técnicos que orientam as atividades e fazem pré-auditorias preparatórias para a verificação fina l. O projeto é auditado por empresas terceirizadas, como a Qualit Consultants of New Zealand e a Genesis Inspect. A fazenda que cumpre as orientações recebe o selo de Boas Práticas.


Global News Edição Novembro  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you