Page 1

Autorização para viajar:

ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Lei 8069 de 13 de julho de 1990 Crianças: de 0 até 12 anos de idade incompletos. Adolescente:  entre 12 até 18 anos de idade incompletos. Exceção: entre 18 e 21 anos de idade incompletos..

Alguns Princípios Norteadores do ECA Da proteção integral; Da Prioridade Absoluta; Da Convivência familiar; Da Condição Peculiar como pessoa em desenvolvimento; Da ouvida e participação progressiva; Da Municipalidade; Do Melhor Interesse; Da Responsabilidade Parental.

Nacional (só crianças): Acompanhada dos Pais; Acompanhada dos Responsáveis; Autorização Judicial (validade de 2 anos); Acompanhada: ascendente/colateral até o 3º Grau; Comarca Contígua Internacional: (criança e adolescente) Ambos os Pais Um só (expressamente autorizado pelo outro); Autorização Judicial;

Responsáveis (art.4) & Prioridade (art.4) Família; Sociedade; Comunidade; Poder Público. Proteção e Socorro; Serviços Públicos; Políticas Públicas; Recursos Públicos.

Formas de Negligência (art.5) Criança ou Adolescente não será vítima de: Discriminação: refere-se à acessibilidade; Exploração: sexual, trabalhista; Violência: ato agressivo; Crueldade: ato atentatório; Opressão: oprimir, cercear, impedir que exerça direitos.


Exercer a cidadania é também esforçarTodo mundo que vive em sociedade tem

se para construir um mundo melhor,

deveres para cumprir e direitos para serem

mesmo com pequenas ações, como:

respeitados. Os deveres existem para

respeitar a preferência em filas e

organizar a vida em comunidade. Em casa,

assentos de coletivos; jogar o lixo apenas

na escola, na rua, no shopping – em

em lixeiras; não desperdiçar água da

qualquer lugar a gente vai encontrar

torneira ou do banho; respeitar quem é

“regrinhas”, que dizem o que pode ser feito

diferente de você; ajudar quem precisa -

e o que não pode. Às vezes, pode parecer

seja auxiliando uma pessoa idosa a

um exagero, uma chatice, mas, se não fosse

atravessar a rua ou doando roupas e

desse jeito, a convivência com tantas

brinquedos que você não usa mais;

pessoas diferentes ficaria impossível.Os

proteger o meio ambiente; etc. Não

direitos existem para que cada um de nós

estamos sozinhos: vivemos em

tenha uma vida digna e decente, ainda que

comunidade, seja em casa, na rua, na

nem sempre eles sejam respeitados. Como

escola, na nossa cidade, no nosso país e

cidadão, todo ser humano já nasce com

no planeta Terra.Cada pequena ação

uma série de direitos: direito à vida, ao

que realizamos interfere positiva ou

trabalho, à liberdade, a uma vida digna.

negativamente em nossas vidas e nas

Alguns grupos, como as crianças, idosos,

vidas de outras pessoas. Pense nisso!

relação de respeito com o meio em que a

deficientes, consumidores têm direitos

(Fontes: livro: O poder da ação para

gente vive e as pessoas que fazem parte

especiais só para eles.Ser cidadão também

crianças – Paulo Vieira e Mauricio de

dele.

é exigir que os direitos sejam respeitados e

Souza; e site canalkids.com.br/cidadania)

não sejam só “leis no papel”.

Elaborado por Simone Mendes Simão de

O QUE É CIDADANIA? Cidadania é o exercício de direitos e deveres que dão à pessoa a possibilidade de participar ativamente da vida em comunidade, em sociedade. Quem não exerce a cidadania fica marginalizado ou excluído da vida social, e acaba se colocando em uma posição de inferioridade dentro do grupo social. Por isso é tão importante agir com ética, portar-se como cidadão e procurar conhecer os direitos e deveres que todas as pessoas tem, inclusive as crianças, adolescentes e jovens. Cidadania é justamente essa

Oliveira – advogada OAB/NITERÓI-RJ


O DIÁLOGO O diálogo possui diversas vantagens pois é colaborativo, encoraja os participantes a buscarem as metas a serem compartilhadas, permite que a pessoa ouça a outra parte e construa uma solução conjunta para um problema, permite a autoavaliação, possibilita a compreensão do outro, permite que a pessoa veja todos os lados da questão e, sobretudo, contribui para resolver quaisquer problemas.

''OUVIR PARA COMPREENDER, E NÃO PARA RESPONDER.'' ESCUTA ATIVA A ferramenta mais importante para um bom diálogo e para resolver conflitos é saber escutar com atenção e vontade. Escutar demanda decisão consciente e a vontade de se livrar da distração e das intervenções. Além de prestar total atenção na outra pessoa, é preciso escutar também com o coração e com a alma. Aprender a escutar desenvolve paciência e humildade. Um diálogo através de negociações permite evitar um conflito e ao mesmo tempo solucioná-lo.

RESPEITE AS DIFERENÇAS! “Tudo o que você faz hoje, a vida devolve em algum dia. Aproveite enquanto você é jovem, plante boas sementes para colher ótimos frutos no futuro”. (desconhecido).

A palavra RESPEITO deverá ser levada em grande consideração, no âmbito escolar. Devemos respeitar as diferenças de cada colega. Respeitando professores, colaboradores, diretores; enfim, toda a comunidade escolar. Agindo sempre em conjunto de forma  positiva e construtiva, respeitando os direitos dos outros proporcionará um ambiente sadio e seguro. A escola deve ser um ambiente de construção de idéias. Idéias positivas e grandes sonhos, independe de cor, raça, religião, deficiência cognitiva ou gênero.

ATOS E PALAVRAS MÁGICAS! TRANQUILO; BRINQUE; LEGAL; ALEGRE; PERSEVERANTE; TOLERÂNCIA; NAMORO; DANCE; EMPATIA; UNIAO;


MEDIAÇÃO ESCOLAR & PACIFICAÇÃO INTRAMUROS

O conflito é inerente à condição humana e pode representar uma oportunidade para a construção do diálogo e da cooperação. Ele pode significar perigo se o impasse permanecer e a situação conflitiva continuar retirando as energias individuais e potencializando o conflito; ele pode significar oportunidade se forem criadas, novas opções e possibilidades para que os indivíduos criem e solucionem problemas cotidianos. As perguntas são ótimas ferramentas para gerar CONTACT US diálogos colaborativos. 123 Anywhere Elas são St., Anya City, State importantes para reflexão, pois www.reallygreatsite.com levam à escuta, possibilitando a ação. 123-456-7890  As perguntas ajudam a restaurar as relações rompidas, pois permitem às pessoas terem maior clareza do que está acontecendo; levam à avaliação e à verificação de diferentes pontos de vista. Até ontem ele era o meu melhor amigo... não veio falar comigo hoje. Também, não falo mais com ele!

CONFLITO NÃO SIGNIFICA VIOLÊNCIA!

Por que eles fazem isso comigo? Eu só quero o melhor para eles.

Por que faço isso com ele? Ele merece!

O que eu fiz para ele?

Profile for Alessandro Marlos Gonçalves

Cartilha  

Cartilha  

Profile for globalead