Page 1


Autora Giselle Cristina Teixeira Zonta Ilustração Giselle Cristina Teixeira Zonta http://estiloy.wordpress.com/author/semkamamanas/ http://petragaleria.wordpress.com/tag/crianca/ http://www.kidsworldfun.com/blog/kids-watch-television-pros-cons/ http://www.autism-community.com/indoor-leisure-activities-music-and-dancing/ http://migloranza.blogspot.com.br/2012/12/mig-meg-e-sua-turminha.html http://www.toonvectors.com/clip-art/cartoon-boy-playing-video-games/11237 http://ordinary-gentlemen.com/blog/2014/03/12/sihtaf-the-video-game-addiction-lawsuit Revisão Danielle Maria Pedrosa Alves


Antes era tudo diferente... As brincadeiras eram mais divertidas. As crianรงas se uniam nas ruas para brincar.


Era pique-pega, pular corda, gangorra, fazer bolinho de barro e bandeirinha. Uma alegria só. Todas as crianças unidas para se alegrar. Estas brincadeiras se estendiam atÊ o anoitecer.


Quando de repente escutava-se uma voz ao longe dizendo: - Anda menino! Entra, já está tarde. Vem jantar! Daí, a criança entrava, jantava e ia dormir, para no outro dia começar aquela farra tudo de novo.


Com o tempo este cenário foi se modificando, pois a tecnologia foi aparecendo na sociedade. Assim foi chegando os telefones, vídeo-games, computadores, etc. Mudando de infância “divertida” para infância digital. Retirando as crianças das brincadeiras libertas, para as brincadeiras presas ao mundo tecnológico.


Hoje, já não se escuta mais as mães gritarem: - Anda menino! Entra, já está tarde. Vem jantar! E sim: - Anda menino! Saia logo deste computador, pois o jantar está servido!


E nem sempre o jantar ĂŠ servido na mesa (como alguns anos atrĂĄs), e sim na frente da tela de um computador ou de uma televisĂŁo.


As crianças e a tecnologia  
Advertisement