Page 80

—Não é tão difícil de imaginar nestes tempos. O próprio irmão de Harold tentou lhe matar pela coroa. Com as ofensas dos normandos, temo que veremos muitos estrangeiros abarrotando nossa terra, a maioria mais que dispostos a matar por um pedaço dela. Inclusive o próprio irmão de du Luc lhe desafiou. Ao pensar em Rohan o corpo estremeceu. Tão envolta tinha estado em suas tarefas que não lhe tinha dedicado um pensamento desde a chegada à clareira. Olhou para o céu escuro. Ele teria retornado ao Rossmoor a esta hora. Tremia ao pensar em sua fúria quando descobrisse que se foi. Isabel sorriu tristemente ao velho aldeão que estava ao seu lado. Aye, não havia outra opção. Aceitaria a ira de Rohan mil vezes mais. Não sentia remorsos por ter vindo até a clareira. E certamente, lutaria para vir de novo. —Reze para que esse cavalheiro Rohan seja bom para uma coisa, para livrar os bosques desta praga. Ralph soprou e cuspiu no chão. Abruptamente, levantou-se. —Porcos normandos! Quem é este William, de todos os modos? Não tem nenhum laço de sangue com nossa terra. Não é mais que o neto bastardo de um curtidor. Isabel assentiu com a cabeça e ficou em pé assistindo Ralph. Enquanto sacudia as folhas secas e a sujeira da túnica, disse: —Aye, ele é tudo isso, Ralph, mas tome cuidado. A Espada Negra, que agora cruza nossa terra reclama também que é neto desse mesmo curtidor. Vos rogo que fie muito fino até que tenhamos uma base firme nesta guerra. Tenhamos paciência e observemos esta farsa até o final. Muita coisa pode acontecer aos dois bastardos que ultrajaram nossos direitos de nascimento. Os escuros olhos de Ralph brilharam com desafio. —Lorde Arlys está perto, Lady Isabel. Está reunindo seus homens, aguardando uma melhor oportunidade e vigiando. Ganharemos finalmente. Com as palavras, o ventre de Isabel pouco a pouco se agitou. —Me contem sobre Lorde Arlys. Onde está? —Só ouvi que não tinha homens para resistir o assalto ao Dunsworth, mas escapou com vida. O castelo foi reduzido a escombros, e Lady Elspeth está cativa esperando o resgate. Ouvi que o jovem Lorde Edward não se encontrava ali. Isabel ficou sem fôlego. Pobre Elspeth! A irmã do Arlys tinha tão somente dez anos, e o doce Edward? Onde podia estar? Arlys tinha escondido o moço? Em silêncio, Isabel se benzeu e se deu conta de que era mais afortunada que a maioria das donzelas saxonas. Rohan era um brutal guerreiro. Certo que não tinha nenhuma compaixão por ela nem por sua gente. Mas não a tinha forçado, nem tinha destruído Rossmoor ou a aldeia. Certamente, só um tolo faria isso. Pois só teria que ser reconstruído. Isabel olhou ao redor do tranqüilo acampamento. Os baixos gemidos desses feridos sobreviventes se acalmaram e os assombrados rostos dos meninos estavam agora relegados às sombras em um fatigado sonho. Atentou-se a uma jovem mãe sentando-se muito perto do fogo com seu bebê recém-nascido fortemente pego contra o peito, tratando corajosamente de manter o menino quente. Isabel se agachou e tomou a capa forrada de pele de onde a tinha deixado e se aproximou da jovem mulher. Os íntimos olhos olhavam com desesperança. Isabel sorriu e, ajoelhando-se ao lado da garota, envolveu com o rico objeto ao redor dela e do bebê. —Aqui, estarão mais quentes agora. —nos olhos da garota fluíram as lágrimas. O sorriso de Isabel se ampliou e conteve o próprio ataque de lágrimas— Deus vela por você e seu bebê.

Profile for Giselle Troitskyevna

O legado da espada de sangue 01 - o senhor da rendição - Karin tabke  

O legado da espada de sangue 01 - o senhor da rendição - Karin tabke  

Advertisement