Page 7

palavras estrangeiras foram pronunciadas. Uma suave voz feminina respondeu, o aço recobria suas palavras. A porta se fechou detrás dela. Seu anjo de misericórdia tinha retornado. Como tinha feito antes, aplicou-lhe o bálsamo sobre o peito, suas suaves mãos se moviam rapidamente sobre o corpo. Quando a olhou, ela baixou as pálpebras. Rohan estendeu uma mão para seu rosto, e ela se retirou, com um olhar assolado nos olhos marrons. Rapidamente se afastou dele para Thorin e ao redor da cela, atendendo a cada homem até que chegou ao corpulento gigante que estava a seu lado. Manhku murmurou algo em sua língua nativa. A mulher sussurrou entre dentes. Separou-se dele e fez algo que assombrou ao Rohan. Fez o sinal da cruz várias vezes antes de ficar em pé. A porta se abriu de repente, e Tariq entrou, com os olhos brilhantes de fúria. Agarrou à mulher. Ela gritou e lhe chutou. Em um gesto desafiante, ela arrancou o véu do rosto. E Rohan lhe acendeu a ira ante a visão. A profunda cor mel de sua pele estava fundida com brilhantes cicatrizes cruzadas de cor vermelha que a comprometiam a parte inferior do rosto. —Não olhem sua cara, kafirs7! —gritou Tariq. A mulher permaneceu desafiante diante do sarraceno. Com um brutal golpe na cara, Tariq a atirou ao chão. Caiu aos pés de Thorin. Quando Tariq se agachou para agarrá-la, Thorin a afastou de seu caminho e olhou para o sarraceno. —Deixe-a! —Atreveram-se a olhá-la! —rugiu Tariq. —Você trabalha sua tortura bem, sarraceno. Só pode triunfar sobre cavalheiros acorrentados e mulheres desamparadas? —questionou Thorin. Tariq puxou a cimitarra8 do cinturão. —Agora sentirão o preço que devem pagar por se atreverem a olhá-la, kafir. —Em um movimento tão rápido e agressivo que pegou a todos com a guarda baixa, Tariq esfaqueou o olho direito de Thorin. Este gritou de dor. Voltou à cabeça apartando a lâmina enquanto o sangue corria da concha do olho. Tariq moveu a cimitarra para acabar com o olho esquerdo. A ira infundiu em Rohan. Rugiu seu poderoso grito de batalha e se retorceu nos grilhões. As largas pernas golpearam, desestabilizando o sarraceno de seus pés. A arma caiu de sua mão, aterrissando perto do Manhku, que a agarrou. Tão ágil como um tigre, Tariq se virou com uma adaga curta na mão e se lançou em Rohan. Deteve-se com os olhos amplamente abertos em pleno vôo, um baixo som gorgoteante seguido de um lento assobio de ar saíram de seu peito. Tariq olhou para baixo e agarrou o punho da espada, enterrada em seu peito. Olhou para o Manhku, depois a Rohan, em um atônito silêncio. A mulher a tirou de um puxão de seu corpo e lhe empurrou pondo o de joelhos. —Cuidado, irmão! O vidente o preveniu da chegada da Espada de Sangue. És um tolo por duvidar dela. Voltou-se para o Rohan, depois para cada homem da habitação.

7 8

Nota PRT: termo mulçumano para designar infiel. Nota PRT: Espada turca, de lâmina muito larga e curva.

Profile for Giselle Troitskyevna

O legado da espada de sangue 01 - o senhor da rendição - Karin tabke  

O legado da espada de sangue 01 - o senhor da rendição - Karin tabke  

Advertisement