Page 6

completo da espada sobre o peito de Rohan— Em nome do Alá! Vos marco como os mercenários que são. Levem o signo da espada sangrenta até o Jahanam6. Rohan rugiu seu grito de batalha, a inexplicável dor e o aroma nauseante da carne queimada lhe empurraram a beira da insanidade. A escuridão lhe cobriu os olhos, de intenso que foi a dor. Na agonia se retorceu sob a espada e chutou ambos os guardas, a velocidade lhe deixou as pernas livres durante um momento. A espada caiu do peito. Rohan abriu os olhos e fez uma careta de um sorriso quando viu Tariq com suas roupagens de seda, com a bunda e as mãos firmemente plantadas na lama escorregadia do chão. O pequeno triunfo de Rohan teve uma curta vida. Com o fôlego e a força expulsos, o corpo desmoronou. Fechou os olhos e, pela primeira vez na vida, deu boas-vindas à paz da morte que sua tumultuosa vida nunca tinha lhe outorgado. A última coisa que sentiu foram os roucos gritos de Thorin a seu lado e o aroma de mais carne chamuscada, depois escuridão.

Devia estar sonhando. O suave aroma exótico de uma mulher lhe enchia as fossas nasais. Umas mãos frescas e suaves lhe atendiam a carne queimada. Um anjo? Vindo do céu para levá-lo ao lar? Não, aonde ele ia não moravam os anjos. Ia onde se supunha que tinha que ir, Jahanam, o fogo do inferno. As pálpebras pesadas se abriram com a luz. Estava de costas, sobre o barro da cela. Não pendurado nas paredes úmidas de pedra, embora ainda sentisse o peso dos grilhões nos pulsos e nos tornozelos. Olhou à esquerda. Uns grandes olhos marrons emoldurados por grossos cílios lhe olhavam por detrás de um véu negro. Podia dizer pelas profundas rugas em seus olhos que lhe sorria. Uma mulher? Em uma prisão sarracena? Ela assentiu com a cabeça e continuou lhe aplicando o bálsamo consolador no peito. Rohan se moveu para apoiar-se sobre um cotovelo, mas voltou a cair ao chão. Os ombros não estavam corretamente alinhados. Necessitaria de um forte braço de um homem para pôlos corretamente. Voltou à cabeça para ver Thorin jazendo quieto a seu lado. À direita o gigante de ébano. De onde Rohan estava, viu os outros homens, encadeados, e atirados sobre suas costas. Fechou os olhos. Na vez seguinte que os abriu, foi recebido por uma profunda escuridão. —Thorin? —sussurrou através dos lábios rachados, com a garganta em carne viva pelos gritos. —Estou aqui — a voz de seu amigo era apenas audível. Rohan apertou os punhos. Deteve-se quando sentiu uma aguda espetada na mão direita. O que era isso? Com cuidado de não perdê-lo, mediu a peça de ferro liso da longitude do dedo mais largo. Um prego? Um que pudesse usar para abrir a fechadura dos grilhões? O coração lhe retumbou no peito. Tinha-lhe proporcionado o anjo uma saída? O som de metal contra metal freou a euforia pelo descobrimento. Rohan fechou a mão sobre o prego e relaxou as costas no chão. A luz se filtrou na cela, criando sombras estranhas ao redor. Duras

6

Jahanam, em árabe: é o equivalente no islâmico ao inferno

Profile for Giselle Troitskyevna

O legado da espada de sangue 01 - o senhor da rendição - Karin tabke  

O legado da espada de sangue 01 - o senhor da rendição - Karin tabke  

Advertisement